Base de dados : BBO
Pesquisa : 5181 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 BBO  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: 5181
Autor: Barbosa, Ricardo Castro.
Título: Tratamento da síndrome da apnéia obstrutiva do sono e do ronco por meio do aparelho reposicionador mandíbulo-lingual. Avaliação dos resultados por exames polissonográficos e de imagens obtidas por ressonância magnética / Obstructive sleep apnea syndrome and snoring treatment with mandibular-lingual-repositioning device-MLRD. Polysomnographic and magnetic resonance image outcome.
Fonte: São Paulo; s.n; 1999. 158 p. ilus, tab, graf.
Idioma: Pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A síndrome da apnéia obstrutiva do sono (SAOS) é uma afecção incapacitante com alto grau de morbidade e relacionada igualmente com um alto índice de mortalidade. Ultimamente, o uso de aparelhos bucais (AB) no tratamento da SAOS e roncos primários tem merecido a atenção das especialidades da área devido à sua aceitabilidade pelo paciente e sua eficiência para os casos de SAOS leve-moderada, além de alguns casos graves. A dificuldade de receptividade para outros tratamentos (cirurgia e aparelhos de pressão positiva (nasal CPAP - Continuous Positive Airway Pressure) no nosso meio torna o uso dos AB uma alternativa terapêutica de alta validade porque são menos dispendiosos, não invasivos, reversíveis e bem aceitos. Neste trabalho foi realizada uma verificação da eficiência do Aparelho Reposicionador Mandíbulo Lingual (ARML) no tratamento de 9 pacientes, sob os seguintes parâmetros: Indice de apnéia e hipopnéia (IAH), saturação da oxihemoglobina do sangue arterial (Sat O² min.), quantificação da sonolência diurna medida pela "Escala de Sonolência de Epworth" (ESE), obtenção de imagens de ressonância magnética, que permitiram o cálculo dos volumes das vias aéreas superiores (VAS). Estes exames foram efetuados antes (controle) e após o uso do ARML. Aplicado o teste "t" de Student unicaudal para média de amostras emparelhadas, verificou-se uma diminuição do IAH de, em média 26,3 para 17,8 eventos por hora; um aumento na Sat O² min. de 80 por cento para 86 por cento, em média; a sonolência diurna, medida pela ESE diminuiu de 16 para 7,8 pontos. Com relação ao volume das VAS só houve um aumento significativo no segmento considerado orofaringe retropalatina. Concluiu-se que o ARML é eficiente para o tratamento de SAOS leve e moderada principalmente quando a obstrução está localizada na região de orofaringe retropalatina, e que a ressonância é um método eficaz para a observação dos volumes das VAS (AU)
Descritores: Transtornos do Sono
Síndromes da Apneia do Sono
-Transtornos Respiratórios
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica
BR97.1; T2.824



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde