Base de dados : LILACS
Pesquisa : 267168 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
PT)
Costa, Silvio Teixeira da
experimentalDocumentos relacionados
Id: 267168
Autor: Soares, Julio Cesar Mendes; Costa, Silvio Teixeira da; Cecim, Marcelo.
Título: Níveis glicêmicos e de colesterol em ratos com Diabetes mellitus aloxano induzido, tratados com infusäo de Bauhinia candicans ou Syzygium jambolanum / Glucose and cholesterol plasma levels in rats with alloxan-induced Diabetes mellitus treated with infusion of Bauhinia candicans or Syzygium jambolanum
Fonte: Ciênc. rural;30(1):113-8, jan.-mar. 2000. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo verificou a eficiência de infusäo de duas plantas usadas na medicina popular, Syzygium jambolanum (Sj) e Bauhinia candicans (Bc). Sessenta (60) ratos adultos, machos, da linhagem Wistar, pesando entre 220 e 240g, foram submetidos à induçäo de Diabetes mellitus insulino dependente (DMID) com Aloxano. O estudo foi dividido em dois experimentos. No primeiro, 15 ratos receberam a administraçäo de Aloxano na dosagem de 40mg/kg em dose única e no segundo, 60mg/kg uma vez ao dia, durante três dias, ambos por via intraperitonal. A hiperglicemia foi confirmada no terceiro dia de cada experimento. Após esta confirmaçäo, os animais foram divididos aleatoriamente em três grupos de cinco e quinze animais para o primeiro e segundo experimento, respectivamente. O grupo 1 (C) serviu como controle, o grupo 2 (TI) recebeu infusäo de Sj "ad libitum" como fonte líquida e o grupo 3 (TII) recebeu infusäo de Bc, por um período de 21 e 40 dias, para o primeiro e segundo experimento, respectivamente. A colheita de sangue foi realizada por punçäo do plexo venoso retro-orbitário com os animais anestesiados, nos dias 3, 9, 16 e 23 do primeiro experimento e nos dias 3, 16, 24 e 40 do segundo. Após vinte e um dias da fase de tratamento, o grupo TI do primeiro experimento apresentou marcante reduçäo de hiperglicemia (P < 0,001). Esta mesma observaçäo foi verificada no grupo TI do segundo experimento aos dezesseis dias da fase de tratamento (P < 0,004), estendendo-se até os quarenta dias (P < 0,0001), quando comparado ao grupo controle. Simultaneamente, sinais clínicos de DMID, como polifagia e polidipsia foram reduzidos neste grupo. O colesterol plasmático demonstrou aumento moderado somente nos animais do segundo experimento, näo sendo observado o efeito do tratamento com infusäo Sj e Bc sobre a colesterolemia dos animais em estudo. No 40§ dia de ambos os experimentos, os animais foram eutanasiados e foram colhidas amostras de pâncreas e fígado para avaliaçäo histopatológica. A análise histopatológica das amostras de pâncreas e fígado do experimento I näo demonstrou diferença entre os grupos tratados e o grupo C. No entanto, no experimento II, nove em dez amostras do grupo C e cinco em nove amostras do grupo TII apresentaram necrose de células das ilhotas de Langerhans do pâncreas, enquanto que somente duas das nove amostras do grupo TI apresentaram necrose de células das ilhotas de Langerhans. Os resultados obtidos neste estudo permitem concluir que ...(AU)
Descritores: Diabetes Mellitus Experimental
Glicemia/análise
Colesterol/análise
Syzygium jambolanum
Plantas Medicinais/uso terapêutico
Medicina Tradicional
Diabetes Mellitus Tipo 1/induzido quimicamente
Diabetes Mellitus Tipo 1/veterinária
-Aloxano/toxicidade
Ratos Wistar
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR409.1 - Biblioteca



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde