Base de dados : LILACS
Pesquisa : 420881 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
experimentalDocumentos relacionados
Id: 420881
Autor: Silveira, Cláudia Cabral de Aguiar.
Título: Multirão de catarata: uma estrátegia nacional de atenção à saude / Cataract task force: a national evaluate of health care.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2004. 74 p. mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Este trabalho avalia o Mutirão Nacional de Cirurgia de Catarata realizado pelo Sistema Único de Saúde – SUS – no que se refere à redução da demanda reprimida de cirurgias de catarata. Avaliou-se, ainda, a evolução dos serviços que realizaram cirurgias de catarata em todo o país.Os dados utilizados foram provenientes do Sistema de Informação Ambulatorial - SIA/SUS – e do Sistema de Informação Hospitalar – SIH/SUS. Analisaram-se todas as cirurgias de catarata realizadas pelo SUS no Brasil entre os anos de 1998 e 2003. Calcularam-se a taxa de cirurgia de catarata por 1000 habitantes com 50 anos e mais para as Unidades Federativas, e a cobertura de procedimentos necessários para o país, utilizando-se parâmetros identificados na literatura especializada. O programa de mutirão de cirurgias de catarata proporcionou um aumento no número de cirurgias deste tipo em todo o país, resultando na redução da demanda reprimida existente no Brasil, o que favoreceu o cumprimento da meta nacional de realização de cirurgias de catarata em 2002. Com base nos parâmetros empregados, em 2003 a cobertura de cirurgia de catarata, no país como um todo, havia ultrapassado 100 por cento. Cobertura acima de 100 por cento pode indicar ocorrência de cirurgias desnecessárias. No entanto, é possível que ainda exista demanda reprimida em Unidades Federativas e Municípios que não foram estudados devido à carência de parâmetros confiáveis para análise. A estratégia de mutirão nacional de catarata mostrou-se adequada para reduzir, em curto espaço de tempo, a fila de espera por cirurgia, tendo cumprido os objetivos de sua implementação. A inexistência de demanda reprimida indica que o programa pode ser encerrado, mas recomenda-se a implantação simultânea de novas estratégias de atenção à saúde ocular para atendimento de novos casos que necessitam de cirurgia. O encerramento do programa, no entanto, deve ser precedido de avaliação tanto da existência de demanda reprimida como da produção de cirurgias de catarata desnecessárias, no âmbito dos estados e municípios. O tamanho populacional e as diferenças estruturais para realização do mutirão são fatores de interferência na redução da demanda reprimida ou do excesso de produção no âmbito local. Cabe destacar também que os cálculos de cobertura não consideraram a produção financiada pelo setor privado, o que resulta em coberturas sub-estimadas,com variação entre as áreas na dependência do tamanho do Setor de Saúde Suplementar em cada local. (AU)
Descritores: Extração de Catarata
Estratégias Nacionais
-Brasil
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; R617.7420981, S587m



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde