Base de dados : LILACS
Pesquisa : 444366 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
PT)
Castro, Iran
experimentalDocumentos relacionados
Id: 444366
Autor: Rosa, Eduardo Maffini da; Sant'anna, João Ricardo Michielin; Oppermann, Luciana Pimentel; Castro, Iran.
Título: Prognóstico da esclerose valvar aórtica na mortalidade cardíaca de pacientes atendidos no instituto de cardiologia do Rio Grande do Sul / Prognosis of aortic valve sclerosis in cardiovascular mortality of patients seen at the cardiology institute of Rio Grande do Sul
Fonte: Arq. bras. cardiol;88(2):234-239, fev. 2007. tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Avaliar o efeito prognóstico da esclerose valvular aórtica na mortalidade e morte de causa cardíaca de pacientes atendidos no Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul nos anos de 1996 a 2000. MÉTODOS: Estudo de coorte histórico que utilizou informações contidas nos bancos de dados do laboratório de ecocardiografia do Hospital de Cardiologia e nos Registros de Obitos da Secretária da Saúde do Rio Grande do Sul. O período de avaliação foi de 1996 a 2000. Os desfechos foram morte e morte de causa cardíaca. RESULTADOS: Foram analisados 8.585 casos, dos quais 2.154 (25 por cento) eram portadores de esclerose valvular aórtica. O tempo de seguimento médio foi de 41±6 meses, e a ocorrência de morte e morte cardíaca foram respectivamente, de 299 (3,5 por cento) e 95 (1,1 por cento). O grupo de pacientes com esclerose valvular aórtica apresentou mais miocardiopatia segmentar, disfunção ventricular, aumento ventricular e hipertrofia ventricular, e não apresentou, entretanto, maior risco de morte ou morte de causa cardíaca quando feita análise de multivariança. CONCLUSÃO: A presença de esclerose valvular aórtica não aumentou o risco de morte e de morte de causa cardíaca na população estudada.(AU)

OBJECTIVE: To evaluate the prognostic effect of aortic valve sclerosis on all-cause and cardiovascular mortality of patients seen at the Cardiology Institute of the Brazilian state of Rio Grande do Sul from 1996 to 2000. METHODS: A historical cohort study using information from both the database of the Echocardiography Laboratory of the Cardiology Hospital and the Death Registry of Rio Grande do Sul Health Department. The evaluation was carried out from 1996 to 2000. Study endpoints were all-cause and cardiovascular mortality. RESULTS: A total of 8585 patients were analyzed, 2154 (25 percent) of whom had aortic valve sclerosis. Mean follow-up was 41±6 months, and all-cause and cardiovascular deaths were 299 (3.5 percent) and 95 (1.1 percent), respectively. The group of patients with aortic valve sclerosis had more segmental cardiomyopathy, ventricular dysfunction, ventricular enlargement, and ventricular hypertrophy; yet, they did not show higher risk for all-cause or cardiovascular mortality in the multivariate analysis. CONCLUSION: The presence of aortic valve sclerosis was not associated with increased risk for all-cause and cardiovascular mortality in the population studied.(AU)
Descritores: Doenças Cardiovasculares/mortalidade
Valva Aórtica/patologia
-Valva Aórtica/ultrassonografia
Esclerose/ultrassonografia
Métodos Epidemiológicos
Ecocardiografia
Prognóstico
Brasil
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde