Base de dados : LILACS
Pesquisa : 452330 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
PT)
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
EN)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 452330
Autor: Guimarães, Márcio Martins de Queiroz; Rocco, José Rodolfo.
Título: Prevalência e prognóstico dos pacientes com pneumonia associada à ventilação mecânica em um hospital universitário / Prevalence of ventilator-associated pneumonia in a university hospital and prognosis for the patients affected
Fonte: J. bras. pneumol;32(4):339-346, jul.-ago. 2006. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Determinar prevalência de pneumonia associada à ventilação mecânica em unidade de terapia intensiva, fatores associados e evolução. MÉTODOS: Foram avaliados 278 pacientes sob ventilação mecânica por mais de 24 horas prospectivamente em hospital universitário. RESULTADOS: Desenvolveram a doença 38,1 por cento dos pacientes, 35,7 casos/1.000 dias de ventilação mecânica: 45,3 por cento por bacilos gram negativos, Pseudomonas aeruginosa (22 por cento) o mais comum e 43,4 por cento por germes multi-resistentes. O grupo com pneumonia associada à ventilação mecânica teve maiores tempos de ventilação mecânica, desmame, permanência no hospital e na unidade de terapia intensiva (p < 0,001); atelectasia, síndrome do desconforto respiratório agudo, pneumotórax, sinusite, traqueobronquite e infecção multirresistente foram mais comuns (p < 0,05). Letalidades na unidade de terapia intensiva e no hospital foram semelhantes. Fatores associados à doença (razão de chances; intervalo de confiança 95 por cento): sinusite aguda (38,8; 3,4 - 441), ventilação mecânica >10 dias (7,7; 4,1 - 14,2), imunodepressão (4,3; 1,3 - 14,3), síndrome do desconforto respiratório agudo (3,5; 1,4 - 9,0), atelectasia (3,0; 1,2 - 7,3), parada cardiorrespiratória (0,18; 0,05 - 0,66) e hemorragia digestiva alta (0,07; 0,009 - 0,62]. Fatores associados ao óbito hospitalar: insuficiência renal crônica (26,1; 1,9 - 350,7), admissão prévia na unidade de terapia intensiva (15,6; 1,6 - 152,0), simplified acute physiologic score II > 50 pontos (11,9; 3,4 - 42,0) e idade > 55 anos (4,4; 1,6 - 12,3). CONCLUSÃO: A pneumonia associada à ventilação mecânica aumentou tempos de ventilação mecânica, permanência na unidade de terapia intensiva e no hospital, número de complicações, mas não a letalidade.(AU)

OBJECTIVE: To determine the prevalence of ventilator-associated pneumonia in an intensive care unit, as well as to identify related factors and characterize patient evolution. METHODS: This study evaluated 278 patients on mechanical ventilation for more than 24 hours in a university hospital. RESULTS: Ventilator-associated pneumonia developed in 38.1 percent of the patients, translating to 35.7 cases/1000 ventilator-days: 45.3 percent were caused by gram-negative agents (Pseudomonas aeruginosa accounting for 22 percent); and multidrug resistant organisms were identified in 43.4 percent. In the ventilator-associated pneumonia group, time on mechanical ventilation, time to mechanical ventilation weaning, hospital stays and intensive care unit stays were all longer (p < 0.001). In addition, atelectasis, acute respiratory distress syndrome, pneumothorax, sinusitis, tracheobronchitis and infection with multidrug resistant organisms were more common in the ventilator-associated pneumonia group (p < 0.05). Mortality rates in the intensive care unit were comparable to those observed in the hospital infirmary. Associations between ventilator-associated pneumonia and various factors are expressed as odds ratios and 95 percent confidence intervals: acute sinusitis (38.8; 3.4-441); > 10 days on mechanical ventilation (7.7; 4.1-14.2); immunosuppression (4.3; 1.3-14.3); acute respiratory distress syndrome (3.5; 1.4-9.0); atelectasis (3.0; 1.2-7.3); cardiac arrest (0.18; 0.05-0.66); and upper gastrointestinal tract bleeding (0.07; 0.009-0.62). The variables found to be associated with in-hospital death were as follows: chronic renal failure (26.1; 1.9-350.7); previous intensive care unit admission (15.6; 1.6-152.0); simplified acute physiologic score II > 50 (11.9; 3.4-42.0); and age > 55 years (4.4; 1.6-12.3). CONCLUSION: Ventilator-associated pneumonia increased the time on mechanical ventilation and the number of complications, as well as the length...(AU)
Descritores: Hospitais Universitários/estatística & dados numéricos
Unidades de Terapia Intensiva/estatística & dados numéricos
Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica/epidemiologia
-Métodos Epidemiológicos
Tempo de Internação
Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica/microbiologia
Prognóstico
Limites: Adulto
Idoso
Feminino
Humanos
Masculino
Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde