Base de dados : LILACS
Pesquisa : depressao
Referências encontradas : 7930 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 793 ir para página                         

  1 / 7930 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
(texto :
EN)
ARAUJO, Raquel Maria Amaral
Priore, Silvia Eloiza
experimentalDocumentos relacionados
Id: 733276 LILACS-Express
Autor: Machado, Mariana Campos Martins; Assis, Karine Franklin; Oliveira, Fabiana de Cássia Carvalho; Ribeiro, Andréia Queiroz; Araújo, Raquel Maria Amaral; Cury, Alexandre Faisal; Priore, Silvia Eloiza; Franceschini, Sylvia do Carmo Castro.
Título: Determinants of the exclusive breastfeeding abandonment: psychosocial factors / Determinantes do abandono do aleitamento materno exclusivo: fatores psicossociais
Fonte: Rev. saúde pública = J. public health;48(6):994-994, 12/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. 00846-11.
Resumo: OBJECTIVE To assess the determinants of exclusive breastfeeding abandonment. METHODS Longitudinal study based on a birth cohort in Viçosa, MG, Southeastern Brazil. In 2011/2012, 168 new mothers accessing the public health network were followed. Three interviews, at 30, 60, and 120 days postpartum, with the new mothers were conducted. Exclusive breastfeeding abandonment was analyzed in the first, second, and fourth months after childbirth. The Edinburgh Postnatal Depression Scale was applied to identify depressive symptoms in the first and second meetings, with a score of ≥ 12 considered as the cutoff point. Socioeconomic, demographic, and obstetric variables were investigated, along with emotional conditions and the new mothers’ social network during pregnancy and the postpartum period. RESULTS The prevalence of exclusive breastfeeding abandonment at 30, 60, and 120 days postpartum was 53.6% (n = 90), 47.6% (n = 80), and 69.6% (n = 117), respectively, and its incidence in the fourth month compared with the first was 48.7%. Depressive symptoms and traumatic delivery were associated with exclusive breastfeeding abandonment in the second month after childbirth. In the fourth month, the following variables were significant: lower maternal education levels, lack of homeownership, returning to work, not receiving guidance on breastfeeding in the postpartum period, mother’s negative reaction to the news of pregnancy, and not receiving assistance from their partners for infant care. CONCLUSIONS Psychosocial and sociodemographic factors were strong predictors of early exclusive breastfeeding abandonment. Therefore, it is necessary to identify and provide early treatment to nursing mothers with depressive symptoms, decreasing the associated morbidity and promoting greater duration of exclusive breastfeeding. Support from health professionals, as well as that received at home and at work, can assist in this process. .(AU)

OBJETIVO Avaliar os determinantes ao abandono do aleitamento materno exclusivo. MÉTODOS Estudo longitudinal baseado em coorte de nascimentos realizado em Viçosa, Minas Gerais. Acompanharam-se 168 puérperas provenientes da rede pública de saúde em 2011/2012. Foram realizadas três entrevistas com as puérperas: aos 30, 60 e 120 dias após o parto. O abandono do aleitamento materno exclusivo foi analisado no segundo e quarto meses após o parto. Aplicou-se escala Edinburgh Post-Natal Depression Escale para identificar os sintomas depressivos no primeiro e segundo encontros, adotando-se o ponto de corte ≥ 12. Foram investigadas variáveis socioeconômicas, demográficas, obstétricas, condições emocionais e rede social da puérpera durante a gestação e puerpério. RESULTADOS As prevalências de abandono do aleitamento materno exclusivo aos 30, 60 e 120 dias após o parto foram 53,6% (n = 90), 47,6% (n = 80) e 69,6% (n = 117), respectivamente, e sua incidência no quarto mês em relação ao primeiro foi 48,7%. Sintomas de depressão pós-parto e parto traumático associaram-se com abandono do aleitamento materno exclusivo no segundo mês após o parto. No quarto mês, mostraram significância as variáveis: menor escolaridade materna, não possuir imóvel próprio, ter voltado a trabalhar, não ter recebido orientações sobre amamentação no puerpério, reação negativa da mulher com a notícia da gestação e não receber ajuda do companheiro com a criança. CONCLUSÕES Fatores psicossociais e sociodemográficos se mostraram fortes preditores do abandono precoce do aleitamento materno exclusivo. Dessa forma, é necessário identificar e tratar precocemente as nutrizes com sintomatologia depressiva, reduzindo ...(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 7930 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
PT)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 732865 LILACS-Express
Autor: Aguiar, Avelino Maciel Alves de; Marques, Ana Paula de Oliveira; Silva, Elisângela Campos da; Costa, Tadeu Rodrigues da; Ramos, Roberta de Souza Pereira da Silva; Leal, Márcia Carréra Campos.
Título: Prevalência e determinantes de sintomatologia depressiva em idosos assistidos em serviço ambulatorial / Prevalence and determinants of depressive symptoms in elderly assisted in outpatient service
Fonte: Rev. bras. geriatr. gerontol;17(4):866-866, Oct-Dec/2014. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Estimar a prevalência de sintomatologia depressiva e avaliar sua associação com fatores sociodemográficos e condições de saúde em idosos atendidos em serviço ambulatorial especializado geronto-geriátrico. MÉTODOS: Estudo epidemiológico, descritivo, quantitativo, de corte transversal. A amostra foi composta por 301 idosos com 60 anos e mais, de ambos os sexos. Realizou-se entrevista face a face com cada participante, sendo o diagnóstico de sintomatologia depressiva definido pela utilização da Escala de Depressão Geriátrica em versão reduzida de Yesavage (GDS-15). Processaram-se os dados com programa SPSS 13.0, realizando-se estatística descritiva, teste de associações, utilizando o Qui-quadrado de Pearson, o Teste Exato de Fisher e o teste de comparação entre duas médias. Para verificação do efeito independente das variáveis, foi utilizado um modelo de regressão linear. RESULTADOS: A prevalência global de sintomatologia depressiva correspondeu a 16,3%, seguindo a tendência epidemiológica atual descrita na literatura. Quando analisadas através do modelo linear generalizado binomial, apenas autopercepção da saúde, comparação com a saúde e handicap auditivo se mostraram associadas. CONCLUSÃO: Estratégias voltadas à identificação dos fatores associados à depressão podem ajudar os diversos profissionais dos serviços de saúde, inseridos em qualquer nível de atenção, a compreender a realidade destes indivíduos, bem como diagnosticar e propor intervenções mais precoces e adequadas possíveis. .(AU)

OBJECTIVE: To estimate the prevalence of depressive symptoms and evaluate its association with sociodemographic factors and health status in elderly patients from specialized geronto-geriatric outpatient service. METHODS: Epidemiological, descriptive, quantitative, cross-sectional study. The sample consisted of 301 elderly aged 60 and over, both sexes. Face to face interview was held with each participant, and the diagnosis of depressive symptoms were defined through the use of the Geriatric Depression Scale in reduced version of Yesavage (GDS-15). Data were processed with SPSS 13.0 software, performing descriptive statistics, associations test using the Chi-square test, Fisher's exact test and the test for comparison between two means. To check the effect of the independent variables, a linear regression model was used. RESULTS: The overall prevalence of depressive symptoms accounted for 16.3%, following the current epidemiological trend described in the literature. When analyzed using binomial generalized linear model, only self-perceived health, compared with health and hearing handicap were associated. CONCLUSION: Strategies aimed at identifying factors associated with depression may help many professional health services, entered at any level of attention, to understand the reality of these individuals, as well as diagnose and propose possible earlier and more appropriate intervention. .(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 7930 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
PT)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 732721 LILACS-Express
Autor: Mendes, Elzilaine Domingues; Viana, Terezinha de Camargo; Bara, Olivier.
Título: Melancolia e depressão: um estudo psicanalítico / Melancholy and depression: a psychoanalytic study
Fonte: Psicol. teor. pesqui;30(4):423-431, out.-dez. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste artigo é compreender a melancolia e a depressão e sua relação com a cultura a partir da psicanálise. Para Freud a melancolia é uma psiconeurose narcísica e a depressão um sintoma que pode estar presente em qualquer estrutura psíquica. Ao criar a categoria das psiconeuroses narcísicas Freud se dá conta da insuficiência do modelo neurótico para a compreensão da melancolia. Partindo do pressuposto de que as condições da vida pós-moderna interferem na subjetividade, causando uma mudança na estrutura dos sentimentos, propomos o modelo narcísico-melancólico para a compreensão das patologias contemporâneas. Constatamos que tanto a melancolia quanto a depressão podem ser patologias ou uma posição do sujeito diante das demandas da sociedade do narcisismo e do espetáculo.(AU)

The objective behind this article is to give an understanding of the cultural relationship of melancholia and depression through a psychoanalysis perspective. From a Freudian standpoint, melancholia is a form of depression and therefore a symptom that can be found in any psychiatric structure. By creating a category for narcissistic psychoneuroses Freud brings to the fore the inefficiency found in the neurotic model for the understanding of melancholia. The authors propose a narcissistic-melancholic model for an understanding into contemporary pathologies. It is hereby noted that both melancholia as well as depression can be seen as pathologies, as much as the stand point of the individual when faced with pressure from a society concerning its narcissist nature.(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 7930 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
PT)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 732683 LILACS-Express
Autor: Langaro, Flávia Nedeff; Benetti, Silvia Pereira da Cruz.
Título: Subjetividade contemporânea: narcisismo e estados afetivos em um grupo de adultos jovens / Contemporary subjectivity: narcissism and emotional states in a group of young adults / Subjetividad contemporánea: narcisismo y estados afectivos en un grupo de jóvenes adultos
Fonte: Psicol. clín;26(2):197-215, jul.-dez. 2014. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: As transformações na sociedade contemporânea evidenciam a ausência de limites e a abundância de paradoxos que passaram a influenciar tanto o social quanto o psiquismo humano, gerando novas formas de subjetivação. Com isso, surgem as patologias do vazio, associadas ao narcisismo e depressão. Este estudo teve como objetivo investigar características de narcisismo, depressão, ansiedade, desesperança e autoestima em 350 jovens adultos universitários. Para tanto, utilizou o Inventário de Ansiedade de Beck (BAI), a Escala de Desesperança de Beck (BHS), o Inventário de Depressão de Beck-II (BDI-II), a Escala de Rosenberg e o Inventário de Personalidade Narcisista (NPI). A análise dos dados foi realizada através de estatística descritiva e inferencial, seguidas do teste t de Student, correlações e Anova para identificar diferenças de médias entre grupos. Como resultado, obteve-se correlação positiva entre narcisismo e autoestima, entre ansiedade e depressão e entre depressão e desesperança. E encontrou-se uma correlação negativa entre ansiedade e desesperança e entre depressão e autoestima. Esses resultados fornecem elementos importantes tanto no nível acadêmico como no da prática clínica.(AU)

Transformations in contemporary society through the absence of boundaries and abundance of paradoxes influence both the social and the human psyche, creating new forms of subjectivity. With that, pathologies associated with emptiness, narcissism and depression arise. This study aimed to investigate characteristics of narcissism, depression, anxiety, hopelessness and self-esteem in 350 young adults from a university. For that, it has been used Beck Anxiety Inventory (BAI), Beck Hopelessness Scale (BHS), Beck Depression Inventory-II (BDI-II), the Rosenberg Scale and the Narcissistic Personality Inventory (NPI). Data analysis was performed using descriptive and inferential statistics, followed by the Student t test, correlation and ANOVA to identify the differences in means between groups. As a result, it´s obtained a positive correlation between narcissism and self-esteem, between anxiety and depression and between depression and hopelessness. And it´s found a negative correlation between anxiety and depression and hopelessness and self-esteem. These results provide important both in academic and clinical practice.(AU)

Las transformaciones de la sociedad contemporánea en la ausencia de límites y la abundancia de las paradojas influyen tanto en lo social y la psique humana, creando nuevas formas de subjetividad. Con eso, vienen los estados de vacíos, patologías asociadas con el narcisismo y la depresión. Este estudio tuvo como objetivo investigar las características del narcisismo, la depresión, la ansiedad, la desesperanza y la auto-estima en 350 adultos jóvenes universitarios. Para ello, fueran utilizados el Inventario de Ansiedad de Beck (BAI), la Escala de Desesperanza de Beck (BHS), el Inventario de Depresión de Beck-II (BDI-II), la Escala de Rosenberg y el Inventario de Personalidad Narcisista (NPI). El análisis de datos se realizó mediante estadística descriptiva e inferencial, seguido por la prueba de la t de Student, ANOVA y correlaciones para identificar las diferencias de medias entre los grupos. Como resultado, se encontró correlación positiva entre el narcisismo y la autoestima, entre la ansiedad y la depresión y entre la depresión y la desesperanza. Y, se encontró una correlación negativa entre la ansiedad y la depresión, y entre la desesperanza y la autoestima. Los resultados aportan elementos importantes tanto en la práctica académica y clínica.(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 7930 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
PT)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 732682 LILACS-Express
Autor: Nunes, Daniela; Monteiro, Luís; Lopes, Emanuela.
Título: INECO frontal screening: um instrumento para avaliar as funções executivas na depressão / INECO frontal screening: a tool to assess executive functions in depression / INECO frontal screening: una herramienta para evaluar las funciones ejecutivas en la depresión
Fonte: Psicol. clín;26(2):177-196, jul.-dez. 2014. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O comprometimento das funções executivas constitui um dos défices mais robustos na perturbação depressiva. Contudo, poucos instrumentos têm sido concebidos para avaliar de forma breve e específica as funções executivas na depressão. Este estudo objetiva avaliar as funções executivas em doentes com depressão, analisar a relação existente entre a gravidade da depressão e o desempenho do funcionamento executivo, e verificar a sensibilidade e especificidade do INECO Frontal Screening (IFS) comparativamente com a Behavioural Assessment of Dysexecutive Syndrome (BADS) na avaliação das funções executivas em doentes com depressão. 50 participantes com depressão (Média idades = 43.46, DP = 10.71) e 35 participantes pertencentes ao grupo de controlo (Média idades = 40.91, DP = 10.46), de ambos os géneros, foram avaliados através do IFS e da BADS. Os participantes com depressão apresentaram um funcionamento executivo deficitário comparativamente ao grupo de controlo tanto no IFS como na BADS e o aumento da gravidade da depressão fez-se acompanhar por um maior comprometimento do funcionamento executivo. O IFS demonstrou-se tão sensível e específico quanto a BADS na deteção da disfunção executiva em doentes com depressão. Este estudo sugere que o IFS é um instrumento breve, sensível e específico para avaliar as funções executivas na depressão.(AU)

The impairment of executive functions is one of the most robust deficits in depressive disorder. However, very few tools have been designed to assess briefly and specific executive functions in depression. This study aims to assess executive functions in patients with depression, examine the relationship between depression severity and performance of executive functioning, and verify the sensitivity and specificity of INECO Frontal Screening (IFS) compared with the Behavioural Assessment of Dysexecutive Syndrome (BADS) in the assessment of executive functions in patients with depression. 50 participants with depression (mean age = 43.46, SD = 10.71) and 35 participants in the control group (mean age = 40.91, SD = 10.46), of both genders, were evaluated by the IFS and the BADS. Participants with depression showed an executive functioning deficit compared to the control group in both the IFS and the BADS and the increasing severity of depression was accompanied by a greater impairment in executive functioning. IFS proved as sensitive and specific as the BADS in the detection of executive dysfunction in patients with depression. This study suggests that IFS is a brief, sensitive and specific tool to assess executive functions in depression.(AU)

El compromiso de las funciones ejecutivas constituye uno de los déficits más robustos en la depresión. Sin embargo, pocos instrumentos han sido concebidos para evaluar de forma breve y específica las funciones ejecutivas en la depresión. El Objetivo de este trabajo fue evaluar las funciones ejecutivas en enfermos con depresión, analizar la relación existente entre la gravedad de la depresión y el desempeño ejecutivo, y verificar la sensibilidad y especificidad del INECO Frontal Screening (IFS) comparativamente con la Behavioural Assessment of Dysexecutive Syndrome (BADS) en la evaluación de las funciones ejecutivas en enfermos con depresión. 50 participantes con depresión (Media edades = 43.46, DP = 10.71) y 35 participantes pertenecientes al grupo de control (Media edades = 40.91, DP = 10.46), de ambos géneros, fueron evaluados a través del IFS y de la BADS. Los participantes con depresión presentaron un funcionamiento ejecutivo deficitario comparativamente al grupo de control tanto en el IFS como en la BADS y el aumento de la gravedad de la depresión se hizo acompañar por un mayor compromiso del funcionamiento ejecutivo. El IFS se demostró tan sensible y específico cuanto la BADS en la detección de la disfunción ejecutiva en enfermos con depresión. Este estudio sugiere que el IFS es un instrumento breve, sensible y específico para evaluar las funciones ejecutivas en la depresión.(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 7930 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
PT)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 732658 LILACS-Express
Autor: Costa, Fabrycianne Gonçalves; Coutinho, Maria da Penha de Lima; Santana, Inayara Oliveira de.
Título: Insuficiência renal crônica: representações sociais de pacientes com e sem depressão / Chronic renal failure: social representations of depression and non-depression patients / Insuficiencia renal crónica: representaciones sociales de pacientes con y sin depresión
Fonte: Psico USF;19(3):387-398, set.-dez. 2014. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo objetivou apreender as representações sociais acerca da insuficiência renal crônica (IRC) elaboradas por pacientes com e sem depressão no contexto da hemodiálise. Participaram do estudo 26 pacientes nefrológicos, com idades entre 22 e 73 anos (M=44,19; DP=11,83), que responderam a uma entrevista semiestruturada e à Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HADS). Os resultados evidenciaram que 20% apresentaram sintomas depressivos. Os pacientes com a síndrome depressiva apontaram, em suas representações acerca da IRC, o impacto do diagnóstico em suas vidas, que foi permeado por sentimentos de medo da morte e recusa em iniciar o tratamento. Os pacientes sem a depressão destacaram elementos associados ao significado positivo do tratamento e ao apoio recebido pela família. Os resultados apontam para a importância de uma abordagem interdisciplinar que enfoque o suporte psicossociológico e nutricional no tratamento da doença renal.(AU)

In this research, we sought to learn about the social representations on chronic renal failure (CRF) and the treatment elaborated by depressed or non-depressed patients in the context of hemodialysis. As many as 26 nephrology patients participated, with ages ranging from 22 and 73 years old (M=44,19; SD=11,83), who responded to a semi-structured interview and to the Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS). The results showed that 20% had depression symptoms. The depression-syndrome patients pointed out, in their representations on the CRF, the diagnosis' impact over their lives, which was permeated by feelings such as fear of dying and refusal to initiate the treatment. The non-depression patients highlighted elements associated both with the treatment's positive results and with the support received by the family. Outcomes indicate the relevance of an inter-disciplinary approach that focuses on the psycho-social and nutritional support in the treatment of renal diseases.(AU)

Este estudio tuvo como objetivo aprehender las representaciones sociales en cuanto a la insuficiencia renal crónica (IRC) elaboradas por pacientes con y sin depresión en el contexto de hemodiálisis. Participaron 26 pacientes nefrológicos, con edades entre 22 y 73 años (M=44,19; DP=11,83), que contestaron a una entrevista semiestructurada y la Escala Hospitalaria de Ansiedad y Depresión (HAD). Se observó que un 20% de la muestra presentaron síntomas depresivos. Los pacientes con síndrome depresiva señalaron, en sus representaciones en cuanto a la IRC, el impacto del diagnóstico en sus vidas, que se permearon por sentimientos de miedo de la muerte y recusa en iniciar el tratamiento. Los pacientes sin depresión señalaron elementos asociados al significado positivo del tratamiento y al apoyo recibido por la familia. Los resultados señalan la importancia de un abordaje interdisciplinaria que enfoca el soporte sicosociológico y nutricional en el tratamiento de la enfermedad renal.(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 7930 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
experimentalDocumentos relacionados
Id: 731594
Autor: Gonçalves, Daianne; Altermann, Caroline; Vieira, Aline; Machado, Ana Paula; Fernandes, Rachel; Oliveira, Andressa; Mello-Carpes, Pámela Billig.
Título: Avaliação das funções cognitivas, qualidade de sono, tempo de reação e risco de quedas em idosos institucionalizados / Evaluation of cognitive functions, quality of sleep, reaction time and risk of falls in institucionalized elderly
Fonte: Estud. interdiscip. envelhec;19(1):95-108, abr. 2014. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O processo de envelhecimento e acompanhado por uma serie de alterações psicossociais e biológicas, dentre as quais esta incluído o declínio cognitivo. Dependendo das condições genéticas, estilo de vida, atividades e interações sociais do idoso, o declínio pode ser acelerado ou retardado. O objetivo deste trabalho foi avaliar o perfil cognitivo, o tempo de reação, o risco de quedas e a qualidade do sono de idosos institucionalizados da cidade de Uruguaiana-RS. Foram avaliados 10 idosos de ambos os sexos utilizando como instrumentos o Mini-Exame do Estado Mental (MEEM), a Escala de Depressão Geriátrica (EDG), o Inventario de Ansiedade Traco-Estado, o Teste de Tempo de Reação (TTR), a Escala de Eficácia de Quedas (EEQ) e o Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh (IQSP). Os resultados apontaram a presença de declínio cognitivo em 40% dos idosos, indícios de depressão em 60% deles e tendência ao desenvolvimento de ansiedade. 76% dos idosos classificaram a qualidade de seu sono como boa, mencionando alguns fatores que interferem na mesma, e 64% revelaram haver preocupação ou medo de cair. No TTR os idosos apresentaram escore médio de 2,175+- 0,32 s. Estes resultados podem estar relacionados ao estilo de vida adotado pela maioria dos idosos institucionalizados, fora do seu convívio familiar, favorecendo seu isolamento e sua inatividade física e mental, gerando declínio da capacidade cognitiva. Nossos resultados demonstram um percentual significativo de risco de demência, depressão e/ou ansiedade nos idosos institucionalizados avaliados.(AU)

The aging process is accompanied by a series of biological and psychosocial changes, among which is included cognitive decline. Depending on genetics, conditions of life, activities and social interactions of the elderly, the decline can be accelerated or decelerated. The objective of this work was evaluate the cognitive profile, the reaction time, the risk of falls and the quality of sleep of institutionalized elderly of Uruguaiana-RS. We evaluated 10 elderly of both sexes using as instruments the Mini-Mental State Examination, the Geriatric Depression Scale, the State-Trait Anxiety Inventory, the Reaction Time Test, the Falls Efficacy Scale and the Pittsburgh Sleep Quality Index. The results indicated presence of cognitive decline in 40% of elderly, signs of depression in 60% and tendency to the development of anxiety. 76% of elderly rated their quality of sleep as good, mentioning some factors that interfere in it, and 64% of the elderly revealed they have concern or fear of falling. In the reaction time score the elderly showed a mean of 2.175 + - 0.32 s. These results might be related to the lifestyle adopted by most of the institutionalized elderly, out of their family context, often contributing to their isolation and their physical/mental inactivity, generating cognitive decline. Our results demonstrate a significant percentage of risk of dementia, depression and/or anxiety in evaluated institutionalizated elderly.(AU)
Descritores: Tempo de Reação
Cognição
Sono
Acidentes por Quedas
Saúde do Idoso Institucionalizado
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR574.2 - Biblioteca


  8 / 7930 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
experimentalDocumentos relacionados
Id: 731552
Autor: Martin, Inacio; Póvoa, Vanessa Oliveira.
Título: Estudo piloto para validação da escala de qualidade de vida para residentes de instituições de longa permanência para idosos / Pilot study for the validation of the quality os life scale for nursing home residents
Fonte: Estud. interdiscip. envelhec;18(2):367-386, dez. 2013. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Desde a década de noventa, a qualidade de vida apresenta uma importância crescente na pesquisa científica e na prática clínica incluindo equipamentos gerontológicos. Esta importância deve-se não só à avaliação da prestação dos cuidados, mas também à percepção da qualidade de vida dos residentes. O objetivo desta pesquisa consiste em realizar um estudo piloto para validação da Escala de Qualidade de Vida para Residentes de Instituições de Longa Permanência para Idosos para o português. Foi aplicado um questionário a uma amostra constituída por 43 participantes com idades compreendidas entre 47 e 94 anos, residentes em Instituições de Longa Permanência para Idosos da região Centro de Portugal. Através de um estudo de análise de homogeneidade de itens, foram suprimidos da escala onze itens e duas subescalas. A análise de fiabilidade global e desagregada por estado cognitivo de cada subescala evidencia boas propriedades psicométricas (alfa de Cronbach entre 0,602 e 0,839), mesmo em participantes com alguma deterioração cognitiva (alfa de Cronbach entre 0,539 e 0,879). A análise da validade convergente das subescalas relativas à Escala de Satisfação com a Vida e à Escala de Depressão Geriátrica mostram que as correlações são, em maioria, significativas. A análise da validade divergente permite verificar que os domínios estão correlacionados, mas são independentes entre si. O instrumento Escala de Qualidade de Vida para Residentes de Instituições de Longa Permanência para Idosos parece ser adequado à população em estudo, podendo ser utilizado como instrumento de gestão das Instituições de Longa Permanência para Idosos.(AU)

Since the nineties that quality of life has been taking an increasing importance in scientific research and clinical practice including gerontological equipments. This importance is due to appraise not only the quality of care, but also the subjective perception of the quality of life of residents. The purpose of this study is to accomplish a pilot study for the validation of the Quality of Life Scales for Nursing Home Residents for Portuguese language. A questionnaire was built and administered to a sample composed by 43 participants aged between 47 and 94 years old, living in nursing homes residences in the Central region of Portugal. Through an analysis study of the homogeneity of scale, eleven items and two subscales were deleted. The analysis of overall and split reliability by cognitive status of each subscale shows good psychometric properties (Cronbach alpha ranged from 0,602 to 0,839), even in participants with some cognitive impairment (Cronbach alpha ranged from 0,539 to 0,879). The analysis of convergent validity of subscales with the Escala de Satisfação com a Vida and the Escala de Depressão Geriátrica shows that the correlations are significant for most subscales. The analysis of the divergent validity shows that the domains are correlated but independent of each other. The instrument Escala de Qualidade de Vida para Residentes de Instituições de Longa Permanência para Idosos seems appropriate for the population studied, having the scale the potential to be used as a management tool of all nursing homes residences.(AU)
Descritores: Instituição de Longa Permanência para Idosos
Qualidade de Vida/psicologia
Validade dos Testes
-Questionários
Portugal
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Estudos de Validação
Responsável: BR574.2 - Biblioteca


  9 / 7930 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
experimentalDocumentos relacionados
Id: 731494
Autor: Pulcinelli, Adauto João; Barros, Jônatas França.
Título: O efeito antidepressivo do exercício físico em indivíduos com transtornos mentais / Antidepressant effect of exercise on individuals with mental disorders to estimate the performance kinematics parameters in speed races
Fonte: Rev. bras. ciênc. mov;18(2):116-120, abr.-jun. 2010.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo revisa estudos que investigaram a ação antidepressiva do exercício físico no tratamento terapêutico de transtornos mentais. O levantamento bibliográfico foi realizado na base de dados Medline, Embase, Sport Discus, PsycLit, PsicoInfo, WebSciense, usando os seguintes unitermos: physical exercise, physical activity, mental heath, mental disorder, depression. Foram consultados estudos publicados entre os anos 2000 e 2009 que descrevem a associação entre sintomas de depressão e o exercício físico. Adicionalmente, são descritos parâmetros para a prescrição e controle de programas de exercícios físicos voltados para indivíduos com transtornos mentais. Apesar dos problemas metodológicos apontados por alguns autores, uma ampla base de evidências teóricas ressaltando a ação antidepressiva do exercício físico aqui reunido indica que o desenvolvimento da aptidão física pode ser benéfico para o tratamento terapêutico de indivíduos com transtornos mentais. (AU)

This article reviews studies that investigated the antidepressant action of physical exercise in the therapeutic treatment of mental disorders. The review was conducted in the Medline, Embase, Sport Discus, Psyclit, PsychoInfo, WebSciense, using the following keywords: physical exercise, physical activity, mental heath, mental disorder, depression. Published reviews, between the years of 2000 and 2009, that described the association of depressive symptoms and physical exercise, were consulted. Additionally, parameters are described for prescription control and physical exercise programs aimed at individuals with mental disorders. Despite the methodological problems pointed out by some authors, a broad base of theoretical evidence, gathered here, highlights the effect that physical activities has on antidepressant action, indicating that the development of physical fitness may be beneficial for the therapeutic treatment of individuals with mental disorder. (AU)
Descritores: Exercício
Antidepressivos/efeitos adversos
Transtornos Mentais/terapia
-Aptidão Física
Terapêutica
Saúde Mental
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1552.1 - Biblioteca Central


  10 / 7930 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
EN)
Laks, Jerson
experimentalDocumentos relacionados
Id: 731040 LILACS-Express
Autor: Santos, Raquel Luiza; Sousa, Maria Fernanda Barroso de; Simões-Neto, José Pedro; Nogueira, Marcela Lima; Belfort, Tatiana T.; Torres, Bianca; Rosa, Rachel Dias Lopes da; Laks, Jerson; Dourado, Marcia Cristina Nascimento.
Título: Caregivers’ quality of life in mild and moderate dementia / Qualidade de vida de cuidadores na demência leve e moderada
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;72(12):937-937, 12/2014. tab.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro. E-26/102.256/2010.
Resumo: Objective To investigate quality of life (QoL) of caregivers of mild and moderate dementia and the aspects related to QoL. Method Cross-sectional assessment of dyads of people with dementia (PwD) and family caregivers (n=88). Results Burden (p<0.05) and depressive symptoms (p<0.001) were related to caregivers’ QoL in both stages of dementia. In mild dementia, caregivers’ depressive symptoms (p<0.001) and PwD neuropsychiatric symptoms (p<0.001) were related to burden. PwD aberrant motor activity (p<0.001) and anxiety (p<0.001), and caregiver-reported QoL domains of friends (p<0.001) and mood (p<0.05) were related to depressive symptoms. In moderate dementia, self-reported QoL (p<0.01) and anxiety (p<0.01), and PwD anxiety (p<0.01) were related to burden. Caregivers’ anxiety (p<0.001) and self-reported QoL (p<0.001) were related to depressive symptoms. Conclusion Burden and depressive symptoms were related to QoL of caregivers of mild and moderate dementia. However, they are driven by different factors according to dementia severity. .(AU)

Objetivo Investigar qualidade de vida (QdV) de cuidadores na demência leve e moderada e aspectos relacionados. Método Avaliação transversal de pessoas com demência e cuidadores familiares (n=88). Resultados Sobrecarga (p<0,05) e sintomas depressivos (p<0,001) estavam relacionados à QdV dos cuidadores nos dois estágios da demência. Na demência leve, sintomas depressivos dos cuidadores (p<0,001) e sintomas neuropsiquiátricos dos pacientes (p<0,001) estavam relacionados à sobrecarga. Atividade motora aberrante (p<0,001) e ansiedade do paciente, bem como domínios amigos (p<0,001) e humor (p<0,05) da QdV do cuidador estavam relacionados aos sintomas depressivos. Na demência moderada, QdV (p<0,01) e ansiedade (p<0,01) do cuidador, e ansiedade do paciente (p<0,01) estavam relacionadas à sobrecarga. Ansiedade (p<0,001) e QdV dos cuidadores (p<0,001) estavam relacionadas aos sintomas depressivos. Conclusão Sobrecarga e sintomas depressivos estavam relacionados à QdV de cuidadores de pessoas com demência leve e moderada. Entretanto, estes aspectos estão relacionados a diferentes fatores por severidade da demência. .(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 793 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde