Base de dados : LILACS
Pesquisa : depressao
Referências encontradas : 8290 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 829 ir para página                         

  1 / 8290 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
experimentalDocumentos relacionados
Id: 753336
Autor: Adriano, André Ricardo; Silveira, Joana Natália Amarente; Nogara, Marcelo Augusto Scheidemantel; Siqueira, Maria Eduarda Menezes de; Brandalise, Renata.
Título: Insuficiência hepática aguda potencialmente induzida por lamotrigina: relato de caso / Potencial acute hepatic failure induced by lamotrigine: case report
Fonte: GED gastroenterol. endosc. dig;28(1):30-32, jan.-mar. 2009. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Descrever caso de mulher de 32 anos com quadro de insuficiência hepática fulminante, provavelmente devido ao uso de lamotrigina. Descrição: Mulher, 32 anos, em uso de lamotrigina, com história de transtorno bipolar, apresentando vômitos e alteração do nível de consciência, evoluindo com disfunção orgânica múltipla e insuficiência hepática aguda. Comentários: Existem poucos casos descritos na literatura associando a terapia com lamotrigina à hepatotoxicidade. A etiologia provável é toxicidade direta pela droga.(AU)
Descritores: Falência Hepática Aguda
Doença Hepática Induzida por Drogas
-Anormalidades Induzidas por Medicamentos
Lítio
Transtorno Bipolar
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  2 / 8290 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
(texto :
EN)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 753234 LILACS-Express
Autor: Knuth, Berenice Scaletzky; Silva, Ricardo Azevedo da; Oses, Jean Pierre; Radtke, Vinicius Augusto; Cocco, Rafaela Abreu; Jansen, Karen.
Título: Mental disorders among health workers in Brazil / Transtornos mentais entre trabalhadores da área da saúde no Brasil
Fonte: Ciênc. saúde coletiva;20(8):2488-2488, 08/2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The scope of this article is to deter mine the prevalence of common mental disorders (CMD) and Depression among Community Health Agents (CHA) and employees of Psychosocial Care Centers (CAPS). It is a cross-sectional descriptive study involving the target population of Community Health Workers and Psychosocial Care Center workers, linked to the Municipal Health Department of Pelotas in the Brazilian State of Rio Grande do Sul. The presence of common mental disorders was considered when the Self Report Questionnaire (SRQ) was > 7 and the occurrence of depression when BDI > 12. In total, 257 professionals participated in the study. Among mental health professionals (n = 119), the prevalence of CMDs was 25.2% and depression was 23.5%, while the prevalence of CMDs was 48.6% and depression was 29% among CHA (n = 138). The ratio of CMDs between the two groups of professionals was statistically different (p < 0.001). In this study, it was observed that the CAPS professionals are more adapted to work issues, with less perceived health problems arising from work and with a lower prevalence of mental disorders compared to CHA.(AU)

Resumo Este artigo tem por objetivo verificar a prevalência de transtornos mentais comuns (TMC) e Depressão entre Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e trabalhadores dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Estudo descritivo transversal, tendo como população alvo os Agentes Comunitários de Saúde e os trabalhadores dos Centros de Atenção Psicossocial, vinculados à Secretaria Municipal de Saúde de Pelotas, RS, Brasil. A presença de transtornos mentais comuns foi considerada quando o Self Report Questionnaire (SRQ) > 7 e a ocorrência de depressão quando Beck Depression Inventory II (BDI II) > 12. No total, 257 profissionais participaram do estudo. Dentre os profissionais da saúde mental (n = 119), a prevalência de TMC foi de 25,2% e de depressão de 23,5%. Já a prevalência de TMC foi de 48,6% e de depressão de 29,0% entre os ACS (n = 138). A proporção de TMC entre os dois grupos de profissionais foi estatisticamente diferente (p < 0.001). Neste estudo, pode-se observar que os profissionais dos CAPS estão mais adaptados às questões laborais, percebem-se com menor prejuízo para a saúde decorrente do trabalho e também apresentaram menor prevalência de transtornos mentais quando comparados aos ACS.(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 8290 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
EN)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 753222 LILACS-Express
Autor: Reinert, Camila de Araújo; Ribas, Marcelo Rodrigues; Zimmermann, Paulo Roberto.
Título: Drug interactions between antineoplastic and antidepressant agents: analysis of patients seen at an oncology clinic at a general hospital / Interação medicamentosa entre antineoplásicos e antidepressivos: análise de pacientes do ambulatório de oncologia de um hospital geral
Fonte: Trends pychiatry psychother. (Impr.);37(2):93-93, Apr-Jun/2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: Objectives: To determine the prevalence of depressive symptoms among oncology patients and identify simultaneous use of antineoplastic and antidepressant agents. Methods: This was a cross-sectional study that interviewed 56 oncology patients using two data collection instruments: a questionnaire covering clinical and sociodemographic data and the Beck Depression Inventory-II (BDI-II), for assessment of depressive symptoms. For data analysis, descriptive statistics were used to determine the prevalence of depressive symptoms and the chi-square test was used to evaluate associations between sociodemographic and clinical variables and depressive symptoms. Results: A 26.7% (15 patients) prevalence of depression was detected. Just eight of these 15 patients (53.3%) were receiving treatment for depression. In the sample as a whole, 13 of the patients interviewed (23.2%) were taking antidepressants and 11 of these 13 patients (19.6%) were taking antidepressive and antineoplastic agents simultaneously. A total of five (8.9% of the sample) contraindicated drug interactions were detected. Conclusions: Depressive symptoms are more prevalent among cancer patients than in the general population, but they are generally under-diagnosed and under-treated. Simultaneous use of antidepressant and antineoplastic agents is common and so, in order to reduce the number of harmful adverse effects, possible drug interactions must be identified before antidepressants are prescribed to cancer patients. .(AU)

Objetivos: Verificar a prevalência de sintomas depressivos em pacientes oncológicos e identificar o uso simultâneo de antineoplásicos e antidepressivos. Métodos: Foi realizado um estudo transversal, no qual 56 pacientes oncológicos foram entrevistados. Foram empregados dois instrumentos: um questionário para a coleta de dados clínicos e sociodemográficos e o Inventário de Depressão de Beck - Segunda Edição (BDI-II) para a avaliação de sintomas depressivos. Para a análise dos dados, foram utilizadas medidas descritivas para determinar a prevalência de sintomas depressivos, o teste de qui-quadrado para avaliar associações entre variáveis sociodemográficas e clínicas e sintomas depressivos. Resultados: Foi encontrada uma prevalência de depressão de 26,7% (15 pacientes). Apenas oito desses pacientes (53,3%) estavam recebendo tratamento para depressão. Considerando a amostra como um todo, estavam fazendo uso de antidepressivos 13 pacientes (23,2%); destes, 11 faziam uso simultâneo de antidepressivo e antineoplásico (19,6%). Foram encontradas cinco situações de interações medicamentosas contraindicadas (8,9%). Conclusão: Sintomas depressivos são mais prevalentes em pacientes oncológicos do que na população em geral, mas geralmente são subdiagnosticados e subtratados. O uso simultâneo de antidepressivos e antineoplásicos é frequente. Sendo assim, para reduzir os efeitos adversos prejudiciais, as possíveis interações medicamentosas devem ser identificadas antes que os antidepressivos sejam prescritos para pacientes oncológicos. .(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 8290 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
EN)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 753221 LILACS-Express
Autor: Vasconcelos, Mailton; Stein, Dirson João; Almeida, Rosa Maria M. de.
Título: Social defeat protocol and relevant biomarkers, implications for stress response physiology, drug abuse, mood disorders and individual stress vulnerability: a systematic review of the last decade / Protocolo de derrota social e biomarcadores relevantes, implicações para a fisiologia de resposta ao estresse, abuso de drogas, transtornos do humor e vulnerabilidade individual ao estresse: revisão sistemática de estudos na última década
Fonte: Trends pychiatry psychother. (Impr.);37(2):66-66, Apr-Jun/2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Introduction: Social defeat (SD) in rats, which results from male intraspecific confrontations, is ethologically relevant and useful to understand stress effects on physiology and behavior. Methods: A systematic review of studies about biomarkers induced by the SD protocol and published from 2002 to 2013 was carried out in the electronic databases PubMed, Web of Knowledge and ScienceDirect. The search terms were: social defeat, rat, neurotrophins, neuroinflammatory markers, and transcriptional factors. Results: Classical and recently discovered biomarkers were found to be relevant in stress-induced states. Findings were summarized in accordance to the length of exposure to stress: single, repeated, intermittent and continuous SD. This review found that the brain-derived neurotrophic factor (BDNF) is a distinct marker of stress adaptation. Along with glucocorticoids and catecholamines, BDNF seems to be important in understanding stress physiology. Conclusion: The SD model provides a relevant tool to study stress response features, development of addictive behaviors, clinic depression and anxiety, as well as individual differences in vulnerability and resilience to stress. .(AU)

Introdução: A derrota social (social defeat, SD) entre ratos, resultado da confrontação intraespecífica entre machos, é etologicamente relevante e útil para o entendimento dos efeitos do estresse na fisiologia e no comportamento. Métodos: Foi realizada uma revisão sistemática de estudos sobre biomarcadores induzidos pelo protocolo de SD publicados entre 2002 e 2013, usando as bases de dados PubMed, Web of Knowledge e ScienceDirect. Os termos usados na busca foram: derrota social, neurotrofinas, marcadores neuroinflamatórios e fatores de transcrição. Resultados: Biomarcadores clássicos ou recentemente descobertos mostraram-se relevantes nos estados induzidos pelo estresse. Os achados foram resumidos de acordo com o tempo de exposição ao estresse: SD única, repetida, intermitente ou contínua. O fator neurotrófico derivado do cérebro se mostrou um marcador específico de adaptação ao estresse. Assim como glicocorticóides e catecolaminas, o BDNF parece ser importante para o entendimento da fisiologia do estresse. Conclusão: O modelo de SD oferece uma ferramenta importante para estudar características da resposta ao estresse, desenvolvimento de comportamentos aditivos, depressão clínica e ansiedade, bem como diferenças individuais de vulnerabilidade e resiliência ao estresse. .(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 8290 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
PT)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 753199 LILACS-Express
Autor: Nóbrega, Isabelle Rayanne Alves Pimentel da; Leal, Márcia Carréra Campos; Marques, Ana Paula de Oliveira; Vieira, Júlia de Cássia Miguel.
Título: Fatores associados à depressão em idosos institucionalizados: revisão integrativa / Factors associated with depression in institutionalized elders: integrative review
Fonte: Saúde debate;39(105):550-550, Apr-Jun/2015. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A presente revisão integrativa da literatura objetivou verificar o conhecimento científico produzido relacionado aos fatores significativamente associados à sintomatologia depressiva em idosos residentes em Instituições de Longa Permanência. Foram consultadas as bases de dados Lilacs, Medline e Ibecs, entre 2002 e 2012, cuja amostra de vinte artigos identificou seis grupos de fatores associados à depressão em idosos institucionalizados: sociodemográficos, condições de saúde, capacidade funcional, comportamento, cognição e medicamentos. Espera-se que os resultados desta revisão contribuam para a reflexão sobre as práticas de saúde destinadas aos idosos que vivem no âmbito institucional.(AU)

This integrative literature review aimed to assess the scientific knowledge related to factors significantly associated with depressive symptoms in elderly residents in long-stay institutions. The databases Lilacs, Medline and Ibecs were consulted from 2002 to 2012, which provided a twenty articles sample that allowed us to identify six main groups of factors associated with depression among institutionalized elders: sociodemographic, health status, functional ability, behavior, cognition and drugs. It is expected that the results of this review may contribute to the debate on health practices for older people living in institutional ambience.(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 8290 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
PT)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 753123 LILACS-Express
Autor: Ramos, Gizele Carmem Fagundes; Carneiro, Jair Almeida; Barbosa, Ana Teresa Fernandes; Mendonça, José Marcio Girardi; Caldeira, Antônio Prates.
Título: Prevalência de sintomas depressivos e fatores associados em idosos no norte de Minas Gerais: um estudo de base populacional / Prevalence of depressive symptoms and associated factors among elderly in northern Minas Gerais: a population-based study
Fonte: J. bras. psiquiatr;64(2):131-131, Apr-Jun/2015. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo Avaliar a prevalência e os fatores associados aos sintomas depressivos em idosos não institucionalizados. Métodos Estudo transversal, analítico, de base populacional, cujos dados foram coletados entre maio e julho de 2013, em visitas domiciliares. Foi aplicado um questionário com variáveis sociodemográficas, comorbidades, utilização de serviços de saúde, escala de fragilidade (Edmonton Frail Scale), teste Timed Get Up and Go e a Escala de Depressão Geriátrica (Geriatric Depression Scale – GDS-15). Para análise estatística, as variáveis foram dicotomizadas. Conduziram-se análises bivariadas (teste qui-quadrado de Pearson) adotando-se nível de significância menor que 0,20 para inclusão das variáveis independentes no modelo múltiplo. O modelo final foi gerado por meio de análise de regressão logística múltipla e as variáveis mantidas apresentaram associação com sintomas depressivos em um nível de significância de 0,05 (p < 0,05). Resultados A prevalência de sintomas depressivos foi de 27,5%. As variáveis independentes associadas a sintomas depressivos foram: não ter companheiro (a) (OR = 1,81; IC 95% 1,214-2,713), não saber ler (OR = 1,84; IC 95% 1,19-2,836), percepção negativa sobre a própria saúde (OR = 2,12; IC 95% 1,373-3,256), tabagismo (OR = 2,31; IC 95% 1,208-4,431), alto risco de quedas (OR = 1,78; IC 95% 1,000-3,184) e fragilidade (OR = 2,38; IC 95% 1,510-3,754). Conclusões A alta prevalência de sintomas depressivos identificada entre idosos comunitários alerta para a necessidade de maiores cuidados com a população idosa. .(AU)

Objective To evaluate the prevalence and the factors associated with depressive symptoms in the noninstitutionalized elderly. Methods A cross sectional analytical study population- based, conducted between May and July 2013, through a household survey. A questionnaire with sociodemographic variables, comorbidities, use of health services, scale fragility (Edmonton Frail Scale), Timed Get Up and Go test and Geriatric Depression Scale GDS-15 was applied. For statistical analysis, the variables were dichotomized. Bivariate analyzes (chi-square test) were conducted adopting a significance level lower than 0.20 for inclusion of independent variables in the multiple model. The final model was generated using multivariate logistic regression and the variables were associated with depressive maintained at a significance level of 0.05 (p < 0.05) symptoms. Results The prevalence of depressive symptoms was 27.5%. Independent variables associated with depressive symptoms were: not having a partner (OR = 1.81, 95% CI 1.214 to 2.713), not reading (OR = 1.84, 95% CI 1.19 to 2.836), having negative perception about their own health (OR = 2.12, 95% CI 1.373 to 3.256), smoking (OR = 2.31, 95% CI 1.208 to 4.431), high risk of falls (OR = 1.78, 95% CI 1.000 to 3.184) and frailty (OR = 2.38, 95% CI 1.510 to 3.754). Conclusions The high prevalence of depressive symptoms among community-dwelling elders identified alert to the need for better care of the elderly population. .(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 8290 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
PT)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 753120 LILACS-Express
Autor: Ramos, Paula de Siqueira; Costa, João Gabriel Gamez Borges da; Mancini, Rian Avelino; Gomez, Rodrigo Santiago; Teixeira, Antonio Lúcio; Barbosa, Izabela Guimarães.
Título: Associação de sintomas depressivos e ansiosos com gravidade da migrânea / Association of depressive and anxiety symptoms with migraine severity
Fonte: J. bras. psiquiatr;64(2):99-99, Apr-Jun/2015. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo O objetivo do presente estudo foi avaliar a associação do sono, depressão e ansiedade em pacientes com migrânea. Métodos Cinquenta pacientes do sexo feminino, provenientes de um centro terciário de tratamento de cefaleias, com o diagnóstico de migrânea segundo os critérios da International Headache Society, foram incluídas neste estudo. As pacientes foram avaliadas com os seguintes instrumentos: Migraine Disability Assessment test (MIDAS), Headache Impact Test (HIT), Hospital Anxiety (HADS-A) and Depression Scale (HAD-D), Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh (IQSP) e Escala de Sonolência de Epworth (ESE). Resultados As pacientes apresentaram alta prevalência de sintomas de ansiedade (60%) e de depressão (42%), má qualidade do sono (80%) e sonolência diurna (36%). Foi demonstrada correlação positiva entre a gravidade dos sintomas de ansiedade e HIT (p = 0,018; ρ = 0,334), ESE (p = 0,002; ρ = 0,426) e IQSP (p = 0,002; ρ = 0,426). Correlação positiva também foi demonstrada entre a gravidade dos sintomas depressivos e HIT (p < 0,001; ρ = 0,532), ESE (p = 0,035; ρ = 0,299) e IQSP (p = 0,016, ρ = 0,34). Não houve associação entre a qualidade do sono, a sonolência diurna e a gravidade da migrânea. A pontuação na HAD-D foi o principal preditor de impacto grave da migrânea. Conclusão Apesar da alta frequência de distúrbios do sono, o principal fator relacionado ao impacto da migrânea foi a gravidade dos sintomas depressivos. .(AU)

Objective The aim of the present study was to evaluate the association of sleep, depression and anxiety symptoms in migraine patients. Methods Fifty female patients diagnosed with migraine according to the International Headache Society criteria were recruited from a headache referral clinic. Patients were evaluated using the following instruments: Migraine Disability Assessment test (MIDAS), Headache Impact Test (HIT), Hospital Anxiety (HADS-A) and Depression scale (HAD-D), Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI) and Epworth Sleepiness Scale (ESS). Results Patients presented higher prevalence of anxiety (60%) and depressive (42%) symptoms, poor quality of sleep (80%) and daytime sleepiness (36%). A positive correlation was shown between anxiety symptoms and HIT (p = 0.018; ρ = 0.334), ESS (p = 0.002; ρ = 0.426), and PSQI (p = 0.002; ρ = 0.426). A positive correlation was also shown between depressive symptoms and HIT (p < 0.001; ρ = 0,532), ESS (p = 0.035; ρ = 0.299) and PSQI (p = 0.016, ρ = 0.34). There was no association between quality of sleep, daytime sleepiness, and migraine severity. HAD-D score was the only predictor associated with substantial or severe migraine impact. Conclusion Despite the elevated frequency of sleep disorders, the main factor associated with migraine impact was the severity of depressive symptoms. .(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 8290 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
EN)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 753117 LILACS-Express
Autor: Rodrigues, Nataly Pimentel; Santos Júnior, Amilton dos; Andrade, Renato Alves de; Schlittler, Leandro Xavier de Camargo; Sposito, Andrei Carvalho.
Título: Coronary arterial disease after electroconvulsive therapy: a case report / Doença arterial coronariana após eletroconvulsoterapia: um relato de caso
Fonte: J. bras. psiquiatr;64(2):176-176, Apr-Jun/2015.
Idioma: en.
Resumo: Objectives Unipolar depression (UPD) is a leading cause of global burden of diseases, particularly among the elderly, whose treatment may be challenging. In such cases, ECT is often recommended due to its safety and efficacy. This report presents a case of a 67-year-old male inpatient that developed a rare cardiac complication during ECT. Methods Clinical case report with patient’s consent and bibliographic review. Results A 67-year-old male inpatient with recurrent severe psychotic depression was hospitalized and ECT was indicated after failure of the pharmacological treatment. A comprehensive clinical pre-evaluation revealed only nonspecific ST-segment changes in electrocardiogram. During the 7th ECT session, it was observed transitory ST-segment depression followed by a discrete increase of plasma troponin I. Severe tri-vessel coronary artery stenosis was found and a percutaneous coronary angioplasty was performed, with satisfactory psychiatric and cardiac outcomes. Conclusions Unipolar depression (UPD) and cardiovascular disease are often coexistent conditions, especially among the elderly. In the current case, myocardial ischemia was detected lately during ECT therapy and its treatment allowed the UPD treatment to be completed adequately. .(AU)

Objetivos Depressão unipolar é uma das principais causas de sobrecarga global de doenças, particularmente entre os idosos, cujo tratamento pode ser desafiador. Nesses casos, a eletroconvulsoterapia (ECT) é frequentemente indicada, por causa de sua segurança e eficácia. Este relato apresenta o caso de um paciente de 67 anos internado e que desenvolveu uma complicação cardíaca rara após ECT. Métodos Relato de caso clínico e revisão da literatura. Resultados Um homem de 67 anos com transtorno depressivo grave, com sintomas psicóticos recorrentes, foi hospitalizado, sendo indicada ECT após falha do tratamento farmacológico. Foi realizada uma pré-avaliação clínica, a qual revelou alterações não específicas do segmento ST ao eletrocardiograma. Durante a sétima sessão de ECT, foi observada depressão transitória do segmento ST seguida por discreto aumento da troponina I sérica. Foi diagnosticada estenose coronária triarterial, sendo realizada angioplastia coronária percutânea, com boa evolução clínica e psiquiátrica. Conclusões Depressão unipolar e doença cardiovascular são condições que coexistem com frequência, especialmente entre os idosos. No presente relato, isquemia miocárdica foi detectada tardiamente durante a ECT e a sua correção permitiu que a depressão unipolar fosse tratada adequadamente. .(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 8290 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
EN)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 753044 LILACS-Express
Autor: McComas, Alan J; Upton, Adrian R M.
Título: Cortical spreading depression in migraine-time to reconsider? / Depressão alastrante cortical na enxaqueca – hora de reconsiderar?
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;73(8):721-721, 08/2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: New evidence concerning the pathophysiology of migraine has come from the results of therapeutic transcranial magnetic stimulation (tTMS). The instantaneous responses to single pulses applied during the aura or headache phase, together with a number of other observations, make it unlikely that cortical spreading depression is involved in migraine. tTMS is considered to act by abolishing abnormal impulse activity in cortical pyramidal neurons and a suggestion is made as to how this activity could arise.(AU)

Novas evidências referentes à fisiopatologia da enxaqueca são o resultado de estimulação magnética transcraniana terapêutica (tTMS). As respostas imediatas a pulsos simples aplicados durante as fases de aura ou de cefaleia, em associação a diversas outras observações, tornam improvável a ideia de que a depressão alastrante esteja envolvida na enxaqueca. Considera-se que tTMS tenha sua ação abolindo atividade anormal de impulsos em neurônios corticais piramidais, sugerindo que esta atividade tenha um papel desencadeante.(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 8290 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
EN)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 753029 LILACS-Express
Autor: Stani, Fabrizio Di; Ojango, Christine; Dugoni, Demo; Lorenzo, Luigi Di; Masala, Salvatore; Delfini, Roberto; Bruti, Gianluca; Simonetti, Giovanni; Piovesan, Elcio Juliato; Ruggeri, Andrea Gennaro.
Título: Combination of pharmacotherapy and lidocaine analgesic block of the peripheral trigeminal branches for trigeminal neuralgia: a pilot study / Combinação de farmacoterapia e bloqueio analgésico com lidocaína sobre os ramos periféricos trigeminais no tratamento da neuralgia do trigêmeo: um estudo piloto
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;73(8):664-664, 08/2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Classical trigeminal neuralgia (CTN) is treated predominantly by pharmacotherapy but side effects and unsuccessful occurs. The current study was carried out to evaluate the therapeutic effect of combination of pharmacotherapy and lidocaine block. Thirteen patients with CTN managed with pharmacotherapy were recruited and assigned either to no additional treatment (Group I) or to additional analgesic block (Group II). The primary endpoint was the reduction in the frequency of pain episodes in a month assessed at 30 and 90 days. Comparisons of measurements of pain, general health and depression scales were secondary endpoints. The results from the follow-up visits at 30 and 90 days showed the Group II to have larger reduction in the frequency of pain and exhibited a bigger improvement in the scores of the pain, general health and depression scales. The results from this preliminary study suggest a clinical benefit of the combination of pharmacotherapy and lidocaine block.(AU)

A neuralgia clássica do trigêmio (NTC) é tratada predominantemente por drogas, porém efeitos colaterais e falhas terapêuticas ocorrem. Avaliamos o efeito terapêutico da combinação entre farmacoterapia e bloqueio analgésico utilizando a lidocaína. Treze pacientes portadores de NTC tratados com farmacoterapia foram divididos em dois grupos: Grupo I pacientes que mantiveram somente tratamento medicamentos e Grupo II pacientes que associaram bloqueio anestésico. O objetivo primário do estudo foi à redução da freqüência da dor 30 e 90 dias após o bloqueio. Secundariamente avaliamos o impacto sobre as escalas de depressão, dor e qualidade de vida. O grupo II teve uma redução significativa na freqüência da dor e uma melhora nos escores de qualidade de vida, dor e escala de depressão. Os resultados sugerem um benefício clinico da combinação de farmacoterapia e bloqueio anestésico no tratamento da NTC.(AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 829 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde