Base de dados : LILACS
Pesquisa : asma [Palavras]
Referências encontradas : 5317 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 532 ir para página                         

  1 / 5317 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-388451
Autor: Rodríguez Vázquez, Juan Carlos; Pino Alfonso, Pedro Pablo; Gassiot Nuño, Carlos; Páez Prats, Isidoro; Cid Guedes, Alicia; Reyes León, Roxana.
Título: Asma e infecciones / Asthma and infections
Fonte: Acta med. Hosp. Clin. Quir. Hermanos Ameijeiras;9(1):29-33, 2000.
Idioma: es.
Resumo: Se presentó una revisión de las infecciones relacionadas con el asma bronquial. Se plantea que éstas pueden ser causa del comienzo de la enfermedad, así como de complicaciones en el curso de la misma. Las infecciones virales más frecuentes en niños asmáticos son causadas por el virus sincitial respiratorio (VSR) y parainfluenza, pero en asmáticos jóvenes y adultos predominan los rinovirus. Se ha visto que cuando coexiste infección viral con otros factores como exposición al tabaco o alergia, la posibilidad de desarrollar sibilancia es mayor. El papel de las infecciones bacterianas es más controvertido, pero no parece tener un vínculo tan estrecho como los virus. Las bacterias más frecuentes encontradas son: Haemoplilus influenzae, S. neumoniae, S. betahemolítico, S. aureus y Clamidia neumoniae. La aspergilosis es otra infección relacionada con el asma que involucra a la IgE y la IgG en su mecanismo, la severidad depende del cuadro clínico de la magnitud de la infección. Se revisaron algunos aspectos relacionados con asma y sinusitis, sin que exista duda de que esta infección constituye un factor entorpecedor en la evolución del asma bronquial
Descritores: Infecções Respiratórias
Asma
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adulto
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  2 / 5317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-712313
Autor: Bezerra de Oliveira Costa, Sofia; Tainski Azevedo, Ana Luiza; Revillion de Oliveira, Marie Christine; Araujo Pinto, Leonardo.
Título: Impacto das crises de sibilância em crianças de 0 a 3 anos de uma área de baixa renda no sul do Brasil / Impact of wheezing episodes in children 0 to 3 years old from a low-income area in Southern Brazil
Fonte: Sci. med;23(4):239-243, out.-dez. 2013. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos: Identificar a prevalência de sibilância e fatores associados em crianças com idade inferior a três anos de uma amostra populacional de baixa renda e medir outros marcadores de gravidade associados à sibilância e à asma nos primeiros anos de vida.Métodos: Os pais ou responsáveis das crianças incluídas foram entrevistados no centro de saúde de atenção primária de uma região de baixa renda da cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, e responderam a um questionário desenvolvido para estimar a prevalência de sibilância e avaliar os fatores associados, denominado EISL (Estudo Internacional de Sibilância em Lactentes). Foram incluídos pacientes com idade até 36 meses que consultavam para puericultura e/ou vacinação. Pacientes trazidos na emergência não foram incluídos.Resultados: O estudo avaliou um total de 153 crianças com idade média de 12,6±9,5 meses. Destes, 63% tiveram episódios de sibilância relatados, que ocorreram uma ou mais vezes durante os primeiros três anos de vida. A média de idade do primeiro episódio de sibilância foi 4,9±5,3 meses. Utilizaram β2-agonistas, corticoides orais e corticoides inalatórios 58,2%, 32,7% e 19% dos pacientes, respectivamente. Mais de 58% dos pacientes foram à emergência por sibilância e 13% foram hospitalizados pelo menos uma vez nos primeiros anos de vida.Conclusões: Este estudo mostrou que a prevalência de sibilância foi alta entre as crianças pequenas atendidas em um centro de saúde de uma região de baixa renda da cidade de Porto Alegre, sendo que os primeiros sintomas geralmente ocorreram durante os primeiros dois anos de vida. Além disso, alta frequência de uso de medicamentos e internação hospitalar demonstram o impacto da doença pulmonar obstrutiva neste grupo etário...

Aims: To identify the prevalence of wheezing and associated factors in children younger than three years of age in a sample of low income region, and to measure other markers associated with severity and risk of asthma in early life.Methods: Parents or legal guardians of infants were interviewed at the primary health center in a low-income area from Porto Alegre, Rio Grande do Sul state, and answered a questionnaire designed to estimate the prevalence of wheezing and evaluate the associated risk factors, called EISL (International Study of Wheezing in Infants). We included patients up to 36 months of age visiting for routine examination or vaccination. Patients brought to emergency room were not included.Results: The study evaluated a total of 153 children with a mean age of 12.6±9.5 months. Of them, 63% had at least one episode of wheezing reported, which occurred one or more times during the first year of life. The average age of the first episode of wheezing was 4.9±5.3 months. Use of β2-agonists, oral and inhaled corticosteroids was reported by 58.2%, 32.7% and 19%, respectively. More than 59% of the patients visited an emergency unit due to wheezing episodes and 13% were hospitalized at least once in the first years of life because of wheezing.Conclusions: This study has shown that the prevalence of wheezing on young children is high in a low-income area from Porto Alegre, and the symptoms usually occur during the first two years of life. In addition, high frequency of medication usage and hospitalization demonstrates the impact of obstructive lung disease in this age group...
Descritores: Avaliação em Saúde
Prevalência
Limites: Criança
Responsável: BR500.1 - Biblioteca


  3 / 5317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-661318
Autor: Parreira, Camila; Rodrigues, Andrea Mendonça; Gualdi, Lucien Peroni; Cao, Raquel Giacomelli; Souza, Rodrigo Godinho de; Pereira, Ana Cláudia; Nuñez, Nailê Karine; Schleich, Alisson; Vargas, Mauro Henrique; Pitrez, Paulo Márcio.
Título: Novas alternativas para protocolos com modelos murinos de asma / New alternatives for protocols with murine models of asthma
Fonte: Sci. med;22(2):71-80, abr-jun. 2012.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos: Testar alternativas de protocolos com modelos animais de asma aguda e crônica que apresentem características mais próximas da doença em humanos, utilizando ovalbumina livre de adjuvante.Métodos: Foram utilizadas fêmeas adultas de camundongos BALB/c, divididas em grupos de acordo com as sensibilizações com ovalbumina. O modelo agudo utilizou duas doses de ovalbumina subcutânea, sem adjuvante, com intervalo de sete dias, com posterior desafio intranasal durante três dias, comparado ao protocolo padrão que utiliza três doses de ovalbumina intraperitoneal, no período de sensibilização. O modelo crônico também utilizou ovalbumina subcutânea livre de adjuvante para sensibilização, com intervalo de 14 dias e posterior desafio intranasal, três vezes por semana, durante oito semanas. Contagem total e diferencial de células no lavado broncoalveolar e análise histológica dos pulmões foram realizadas 24 horas após o último desafio com ovalbumina.Resultados: Nos dois modelos estudados, agudo e crônico, observou-se uma resposta eosinofílica pulmonar semelhante entre os grupos. A contagem de células e a análise histológica do tecido pulmonar não apresentaram diferença significativa entre os grupos estudados.Conclusões: O uso de sensibilização subcutânea em modelo murino com ovalbumina, sem adjuvante (alum), resulta em significativa resposta inflamatória pulmonar alérgica, com predomínio de eosinófilos, podendo ser uma opção futura para experimentos mais próximos ao modelo humano, tanto na fase aguda, como na fase crônica da doença.

Aims: To test alternative protocols using animal models of acute and chronic asthma, with features closer to human disease, using ovalbumin without adjuvant. Methods: Adult female BALB/c mice were used and divided into groups according to sensitization with ovalbumin. The acute model used two doses of ovalbumin subcutaneously without adjuvant, on days 0 and 7, and after intranasal challenge for consecutives three days, compared with a standard protocol using three doses of ovalbumin for sensitization. The chronic model also used ovalbumin subcutaneously for sensitization, adjuvant-free, on days 0 and 14, and after intranasal challenge, for eight consecutive weeks. Total and differential cell counts from bronchoalveolar lavage and histopathology of the lungs were performed 24 hours after the last ovalbumin challenge. Results: In both models of protocols studied, acute and chronic, we have observed similar allergic pulmonary response between the groups. Cell counts and histological analysis of lung tissue showed no significant difference between groups. Conclusions: Use of sensitization in murine model with ovalbumin subcutaneously, with no adjuvant (alum), resulted in an expected allergic pulmonary response, with predominant eosinophils. These protocols may be a future option to animal models of asthma closer to the human disease, both in the acute and chronic patterns.
Descritores: Modelos Animais
Asma
Hipersensibilidade
Ovalbumina
Limites: Camundongos
Responsável: BR500.1 - Biblioteca


  4 / 5317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Stein, Renato Tetelbom
Texto completo
Texto completo
Id: lil-518654
Autor: Silva, Denise Rizzo Nique da; Schneider, Aline Petter; Stein, Renato Tetelbom.
Título: O papel do aleitamento materno no desenvolvimento de alergias respiratórias: [revisão] / The role of breastfeeding on the development of respiratory allergies: [review]
Fonte: Sci. med;19(1):35-42, jan.-mar. 2009.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos: revisar a literatura que trata da relação entre aleitamento materno e asma na infância.Fonte de dados: publicações científicas recentes, selecionadas através das bases de dados Scielo, Lilacs e Pubmed. Foram escolhidas publicações nos idiomas Português, Inglês e Espanhol. Procurou-se identificar o processo das reações alérgicas e das alergias respiratórias e qual o papel do leite materno na proteção de alergias respiratórias como asma a atopia.Síntese dos dados: a síndrome alérgica respiratória é constituída por asma e rinite alérgica, com características de reação de hipersensibilidade tipo I, que resultam da interação de alérgenos ambientais com anticorpos IgE específicos. A maioria das revisões sobre fatores de risco para asma recomenda aleitamento materno exclusivo para reduzir a probabilidade do desenvolvimento de atopia e asma na infância. Embora tal visão seja amplamente aceita e difundida, os resultados da literatura são conflitantes.Conclusões: apesar das muitas pesquisas sobre o tema, não se pode concluir se o aleitamento materno ajudará a prevenir a sensibilização a alérgenos em crianças com enfermidades como asma. No entanto, por todas as suas conhecidas vantagens, o aleitamento materno exclusivo deve ser encorajado nos primeiros meses de vida.

Aims: To review the publications that investigated the association between breastfeeding and asthma in childhood.Source of data: Recent scientific publications from the databases Scielo, Lilacs and Pubmed. Publications in English, Portuguese and Spanish have been included. We have tried to review the mechanisms of allergic reactions and respiratory allergies, as well as publications related to breast milk and the protection of respiratory allergies such as asthma.Summary of findings: The allergic respiratory illnesses are constituted by asthma and allergic rhinitis, with characteristics of type I hypersensitivity, which results from the interaction of environmental allergens with specific IgE antibodies. Most of the reviews on asthma risk factors recommended exclusive breastfeeding to reduce the probability of the development of atopy and asthma in childhood. Although such opinion has been widely accepted, the results from the literature are conflicting.Conclusions: Despite the elevated number of studies published on the subject, it is not possible to conclude that breastfeeding will help to prevent sensitization to allergens in children with asthma. Nevertheless, exclusive breastfeeding must be encouraged during the first months of life because of its large well known benefits.
Descritores: Aleitamento Materno
Asma/prevenção & controle
Hipersensibilidade Imediata
Limites: Humanos
Feminino
Lactente
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR500.1 - Biblioteca


  5 / 5317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-503538
Autor: Maraschin Haggstrãm, Fábio; Walker Zettler, Eduardo; Braun, Cristiano.
Título: Síndrome de Churg-Strauss: relato de caso / Churg-Strauss Syndrome: case report
Fonte: Sci. med;18(4):184-187, out.-dez. 2008.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos: descrever um caso de síndrome deChurg-Strauss em uma paciente que recebeu o diagnóstico inicial de asma de difícil controle.Descrição do caso: paciente feminina, 46 anos, apresentava história de asma de difícil controle iniciada ainda na infância, com quatro anos de idade, necessitando seguidamente recorrer às emergências hospitalares, com várias internações pelas crises asmáticas desencadeadas por sinusite e atopia grave. A paciente apresentava também história de alergia a várias medicações, teste de função pulmonar com distúrbio ventilatório obstrutivo moderado com resposta ao broncodilatador e eosinofilia periférica importante. Com base no quadro clínico e nos exames laboratoriais, levantou-se a suspeita de síndrome de Churg-Strauss. Foi então realizada biópsia da mucosa do seio maxilar, que evidenciou intenso infiltrado eosinofílico, corroborando o diagnóstico.Conclusão: apesar de infreqüente, a síndrome de Churg-Strauss deve sempre fazer parte do diagnóstico diferencial da asma de difícil controle, em razão do seu prognóstico desfavorável e da boa resposta ao tratamento.

Aims: To describe a case of Churg-Strauss syndrome that was innitially diagnosed as difficult to treat asthma.Case description: The patient was a 46 years-old female, with a history of difficult to treat asthma since childhood (4 years-old), with frequent emergency room visits and hospitalizations due to asthma attack related to sinusitis and severe atopic disease. She presented with allergy to several medications, pulmonary function test with a moderate obstructive ventilatory disturbance and significant blood eosinophilia. Clinical and laboratory findings were suggestive of Churg-Strauss syndrome. Maxillary sinus mucosa biopsy with important eosinophilic infiltration corroborated the diagnosis.Conclusion: In spite of its low frequency, Churg-Strauss syndrome should be considered in the differential diagnosis of difficult to treat asthma, due to its poor prognosis and good response to treatment.
Descritores: Asma/diagnóstico
Diagnóstico Diferencial
Síndrome de Churg-Strauss
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR500.1 - Biblioteca


  6 / 5317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-492462
Autor: Veras, Tiago N; Pinto, Leonardo A.
Título: Tosse psicogênica em criança: relato de caso / Psychogenic cough in a child: case report
Fonte: Sci. med;18(1):54-57, 2008.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos: descrever um caso de tosse psicogênica em uma criança que recebeu o diagnóstico inicial de asma persistente não contolada. Descrição do caso: paciente feminina, oito anos, com diagnóstico prévio de asma persistente, foi encaminhada para investigação e manejo ambulatorial. Os exames laboratóriais, de imagem e de função pulmonar encontravam-se normais. Foi realizado o diagnóstico de tosse psicogênica pela ausência de sintomas durante o sono e pela exclusão de outras causas. Após o tratamento com medicamento antidepressivo e apoio psiquiátrico, a paciente apresentou resolução do quadro em poucas semanas. Conclusões: apesar de infrequente, a tosse psicogênica deve sempre fazer parte do diagnóstico diferencial de tosse crônica na infância. Por se tratar de um diagnóstico de exclusão, faz-se necessário pesquisar outras causas de tosse persistente antes de confirmar este diagnóstico. São necessários mais estudos para aperfeiçoar a abordagem e gerar mais evidências no manejo desta condição na infância.
Descritores: Diagnóstico Diferencial
Doença Crônica
Tosse/diagnóstico
Tosse/psicologia
Limites: Humanos
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR500.1 - Biblioteca


  7 / 5317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-743661 LILACS-Express
Autor: Araujo Pinto, Leonardo.
Título: Educação para controle da asma [Editorial] / Education for asthma control [Editorial]
Fonte: Sci. med;24(3):216-216, jul-set. 2014.
Idioma: pt.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 5317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-743676 LILACS-Express
Autor: Falcão Cidade, Simone; Roncada, Cristian; Duarte Costa, Daniela; Pitrez, Paulo Márcio.
Título: Educação em asma: principais técnicas adotadas em programas de intervenção / Asthma education: main techniques adopted in intervention programs
Fonte: Sci. med;24(3):297-306, jul-set. 2014. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos: Tendo em vista que a educação em asma é importante para aumentar a adesão ao tratamento, e assim, o controle da doença, oobjetivo desta revisão foi identificar os principais estudos sobre intervenção de educação em asma.Métodos: Foi realizada uma revisão da literatura para identificar os principais estudos que aplicaram medidas pré e pós-intervenção de educaçãoem asma. Aplicou-se a lógica de pesquisa nas bases de dados PubMed, Lilacs, Scopus, ScienceDirect e Cochrane. Os artigos foram incluídosmediante descrição completa da aplicabilidade das medidas, suas respostas e as conclusões para o desfecho em programas de educação emasma para crianças e adolescentes.Resultados: Doze pesquisas foram incluídas na revisão. Das intervenções encontradas, quatro foram consideradas as mais aconselháveis porapresentarem resultados satisfatórios em relação à melhor compreensão dos diversos aspectos da asma.Conclusões: A educação em asma é fundamental tanto para a adesão do cuidado domiciliar quanto para o autocontrole eficaz da doença. Poressa razão recomenda-se fortemente que, para que sejam alcançados os objetivos de autocontrole da doença e melhor qualidade de vida possível,o processo educativo deva ser individualizado, contínuo, progressivo, dinâmico e sequencial. O programa de controle da asma precisa ser nãoapenas pontualmente efetivo, mas também regular, para ter maior impacto nos indicadores de saúde e qualidade de vida.

Aims: Asthma education is one of the outcomes that should be applied to self-management, in order to increase adherence to treatment, thusincreasing the control of the disease. The objective of this review was to identify the main interventional studies for asthma education.Methods: A review was performed to identify the major studies that have applied measures pre and post intervention for asthma education.We applied the logic of searching the databases: PubMed, Lilacs, Scopus, ScienceDirect, and Cochrane. Articles were included after completedescription of the applicability of the measures, their answers and conclusions for the outcome in asthma education programs for childrenand adolescents.Results: Twelve studies were included in the review. Among the interventions found, four were considered the most advisable for presentingsatisfactory results in an enhanced understanding of the various aspects of asthma.Conclusions: Asthma education is essential both for the compliance with home care as for effective self-control of the disease. Therefore, itis strongly recommended that in order to achieve the goals of the best possible quality of life and self-control of the disease, the educationalprocess should be individualized, continuous, progressive, dynamic and sequential. The program of asthma control needs to be not only timely,but also regular, to have a greater impact on health indicators and quality of life.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 5317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-742484 LILACS-Express
Autor: Godinho de Souza, Rodrigo; Moraes Vargas, Mauro Henrique; Heinzmann Filho, João Paulo; Ferraz Menezes, Mayara; Pitrez, Paulo Márcio.
Título: Traffic-related air pollution and black carbon in sputum macrophages: a ?silent? lung disease? / Poluição do ar relacionada ao tráfego urbano e carbono preto em macrófagos de escarro: uma doença pulmonar ?silenciosa??
Fonte: Sci. med;24(2):165-167, abr-jun. 2014. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Aims: To describe two case reports with significant black carbon deposition in sputum macrophages in healthy young adults from an urban city, showing mild airway obstruction in lung function tests. The role of black carbon deposition by air pollution in the airways and the development of indolent chronic lung disease in populations living in larger cities is not clear and may be a potential world health problem.Cases description: We report two cases of voluntary adults living in a South American large city who have undergone clinical examination, lung function and analysis of inflammation and black carbon deposition in macrophages from induced sputum. Two Caucasian, previously healthy, nonsmokers, male adults, living in the same city of southern Brazil, with no respiratory symptoms presented with normal physical exams, but with lung function demonstrating mild obstructive lung disorder, with no bronchodilator response. In particular, one of the subjects works daily in delivery services as a motorcycle driver. Induced sputum of both patients showed no signs of cellular inflammation. However, a large number of black carbon content was detected inside macrophages of the sputum sample in both patients.Conclusions: In summary, significant daily air pollution exposure may play a role in long-term silent disease in adults, potentially leading to clinically relevant chronic lung diseases later in life, particularly in populations of urbanized large cities from developing countries. The development of better, more directly and less invasive, methods for air pollution exposure are required, along with longitudinal studies, in order to measure the real impact of air pollution in chronic lung diseases of susceptible populations.

Objetivos: descrever dois casos com importante deposição de carbono preto em macrófagos de escarro induzido em adultos jovens saudáveis de uma cidade urbana, mostrando obstrução leve no teste de função pulmonar. A deposição de carbono preto pela poluição do ar nas vias aéreas e no desenvolvimento de doença pulmonar crônica ?silenciosa? em populações que vivem em grandes cidades não é clara e pode ser um potencial problema de saúde mundial.Descrição dos casos: relatamos dois casos de adultos voluntários que vivem em uma grande cidade sul-americana, que se submeteram a exame clínico, função pulmonar e análise de inflamação e deposição de carbono preto em macrófagos de escarro induzido. Os indivíduos eram caucasianos, previamente saudáveis, não-fumantes, adultos, do sexo masculino, moradores da mesma cidade do sul do Brasil, e sem sintomas respiratórios. Apresentaram exames físicos normais, mas com função pulmonar demonstrando doença pulmonar obstrutiva leve, sem resposta ao broncodilatador. Em particular, um dos sujeitos trabalha diariamente em serviços de entrega como motoboy. No exame de escarro ambos não apresentaram sinais de inflamação celular, mas foi detectado um elevado número de carbono preto no interior dos macrófagos.Conclusões: a exposição contínua à poluição do ar pode desempenhar um papel no desenvolvimento de doenças pulmonares crônicas em longo prazo. O desenvolvimento de um exame melhor, mais direto e menos invasivo para análise da exposição à poluição do ar, juntamente com estudos longitudinais, permitirá medir o real impacto da poluição na etiopatogenia das doenças pulmonares crônicas em populações suscetíveis.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 5317 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-754503 LILACS-Express
Autor: Soldera, Karina; Martininghi Bugança, Bianca; Santos Oliveira, Anelise; Pieta Dias, Caroline; Pitrez, Paulo Márcio; Roncada, Cristian.
Título: Teste cutâneo em doenças alérgicas: uma revisão sistemática / Skin test in allergic diseases: a systematic review
Fonte: Sci. med;25(1):ID19236, jan.-mar. 2015. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos: Identificar os principais alérgenos aplicados em testes cutâneos para sensibilização atópica em pacientes com diagnóstico de asma e rinite alérgica.Métodos: Uma revisão sistemática foi realizada para identificar estudos clínicos nos últimos 10 anos, tendo como desfecho a utilização do teste cutâneo (prick test) no diagnóstico de asma e rinite alérgica. Foi realizada uma pesquisa nas bases de dados PubMed, Scielo e ScienceDirect. Foram incluídos artigos que abordam a utilização direta do teste cutâneo no diagnóstico das doenças alérgicas. Além disso, os estudos obrigatoriamente deveriam descrever o protocolo de utilização, bem como os alérgenos aplicados no teste. Para seleção dos artigos, três pesquisadores analisaram de forma independente os critérios de inclusão, sendo os mesmos analisados por mais dois revisores.Resultados: Treze instrumentos foram incluídos na sistemática, tendo uma variação expressiva na quantidade de reagentes (de 3 a 36 tipos). Dos 36, cinco possuíram a maior frequência de positividade à sensibilização (Artemisia vulgaris, Dermatophagoides farinae, Dermatophagoides pteronyssinus, epitélios de cão e de gato). Como parte do protocolo de aplicação, a região do antebraço e o período de 15 a 20 minutos são os mais frequentes.Conclusões: Alérgenos mais comuns em alergia respiratória foram descritos, sendo importante levar em consideração a região e população investigadas.

Aims: To identify the major allergens used in skin tests for atopic sensitization in patients with asthma and allergic rhinitis.Methods: A systematic review was performed to identify clinical studies in the past 10 years whose outcomes included the skin test (prick test) in the diagnosis of asthma and allergic rhinitis. The PubMed, SciELO, and ScienceDirect databases were searched and articles that addressed the direct use of skin testing in the diagnosis of allergic diseases were included. In addition, the studies had to describe the protocol and the allergens used in the test. For selection of the articles, three researchers independently analyzed the inclusion criteria, which were analyzed by two other reviewers.Results: Thirteen instruments were included in the systematic review, and the amount of reagents used varied significantly (between 3 and 36). Of the 36 reagents, five had the highest frequency of positive sensitization (Artemisia vulgaris, Dermatophagoides farinae, Dermatophagoides pteronyssinus, dog and cat epithelia). As part of the application protocol, the forearm and the period of 15-20 minutes are the most frequently used.Conclusions: The most frequently detected allergens were described, and both the region and the studied population are important factors to be considered.
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 532 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde
WXIS|fatal error|unavoidable|recxref/read|