Base de dados : LILACS
Pesquisa : J. bras. nefrol [Revista]
Referências encontradas : 1552 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 156 ir para página                         

  1 / 1552 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1019978 LILACS-Express
Autor: Crews, Deidra C.; Bello, Aminu K.; Saadi, Gamal.
Título: 2019 World Kidney Day Editorial - burden, access, and disparities in kidney disease / Editorial do Dia Mundial do Rim 2019 - impacto, acesso e disparidades na doença renal
Fonte: J. bras. nefrol;41(1):1-9, Jan.-Mar. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Kidney disease is a global public health problem, affecting over 750 million persons worldwide. The burden of kidney disease varies substantially across the world, as does its detection and treatment. In many settings, rates of kidney disease and the provision of its care are defined by socio-economic, cultural, and political factors leading to significant disparities. World Kidney Day 2019 offers an opportunity to raise awareness of kidney disease and highlight disparities in its burden and current state of global capacity for prevention and management. Here, we highlight that many countries still lack access to basic diagnostics, a trained nephrology workforce, universal access to primary health care, and renal replacement therapies. We point to the need for strengthening basic infrastructure for kidney care services for early detection and management of acute kidney injury and chronic kidney disease across all countries and advocate for more pragmatic approaches to providing renal replacement therapies. Achieving universal health coverage worldwide by 2030 is one of the World Health Organization's Sustainable Development Goals. While universal health coverage may not include all elements of kidney care in all countries, understanding what is feasible and important for a country or region with a focus on reducing the burden and consequences of kidney disease would be an important step towards achieving kidney health equity.

Resumo A doença renal é um problema de saúde pública global, afetando mais de 750 milhões de pessoas em todo o mundo. O ônus da doença renal varia substancialmente em todo o mundo, assim como sua detecção e tratamento. Em muitos contextos, as taxas de doença renal e a provisão de seus cuidados são definidas por fatores socioeconômicos, culturais e políticos que levam a disparidades significativas. O Dia Mundial do Rim 2019 oferece uma oportunidade para aumentar a conscientização sobre doenças renais e destacar as disparidades em seu impacto e estado atual da capacidade global de prevenção e tratamento. Aqui, destacamos que muitos países ainda carecem de acesso a diagnósticos básicos, uma força de trabalho treinada em nefrologia, acesso universal à atenção primária à saúde e terapias de substituição renal. Apontamos para a necessidade de fortalecer a infra-estrutura básica para serviços de cuidados renais para detecção e tratamento precoce de lesão renal aguda e doença renal crônica em todos os países e defender abordagens mais pragmáticas para o fornecimento de terapias de substituição renal. Alcançar a cobertura universal de saúde em todo o mundo até 2030 é um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização Mundial da Saúde. Embora a cobertura universal de saúde não inclua todos os elementos do tratamento renal em todos os países, entender o que é viável e importante para um país ou região com foco na redução do impacto e das consequências da doença renal seria um passo importante para alcançar a equidade na saúde renal.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 1552 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1019976 LILACS-Express
Autor: Castro, Manuel Carlos Martins.
Título: Reflections on end-of-life dialysis / Reflexões sobre a diálise no fim da vida
Fonte: J. bras. nefrol;40(3):233-241, July-Sept. 2018. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT The world population is aging and diseases such as diabetes mellitus and systemic arterial hypertension are increasing the risk of patients developing chronic kidney disease, leading to an increase in the prevalence of patients on dialysis. The expansion of health services has made it possible to offer dialysis treatment to an increasing number of patients. At the same time, dialysis survival has increased considerably in the last two decades. Thus, patients on dialysis are becoming more numerous, older and with greater number of comorbidities. Although dialysis maintains hydroelectrolytic and metabolic balance, in several patients this is not associated with an improvement in quality of life. Therefore, despite the high social and financial cost of dialysis, patient recovery may be only partial. In these conditions, it is necessary to evaluate the patient individually in relation to the dialysis treatment. This implies reflections on initiating, maintaining or discontinuing treatment. The multidisciplinary team involved in the care of these patients should be familiar with these aspects in order to approach the patient and his/her relatives in an ethical and humanitarian way. In this study, we discuss dialysis in the final phase of life and present a systematic way to address this dilemma.

RESUMO A população mundial está envelhecendo, e doenças como diabetes mellitus e hipertensão arterial sistêmica estão aumentando o risco de doença renal crônica, com consequente elevação na prevalência de pacientes em diálise. A expansão dos serviços de saúde permitiu oferecer tratamento dialítico para um número cada vez maior de pacientes. Paralelamente, a sobrevida em diálise aumentou consideravelmente nas últimas duas décadas. Dessa maneira, os pacientes em diálise são cada vez mais numerosos, mais idosos e com maior número de comorbidades. Embora a diálise mantenha o equilíbrio hidroeletrolítico e metabólico, em diversos pacientes isso não está associado à melhora da qualidade de vida. Então, apesar do elevado custo social e financeiro da diálise, a recuperação do paciente pode ser apenas parcial. Nessas condições, é necessário avaliar individualmente o paciente em relação ao tratamento dialítico, o que implica reflexões sobre iniciar, manter ou suspender o tratamento. A equipe multidisciplinar envolvida no cuidado desses pacientes deve estar familiarizada com esses aspectos para abordar o paciente e seus familiares de forma ética e humanitária. Neste estudo, foi discutido o tratamento dialítico na fase final da vida e apresentada uma maneira sistemática para enfrentar esse dilema.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 1552 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1012548 LILACS-Express
Autor: Hannun, Pedro Guilherme Coelho; Andrade, Luis Gustavo Modelli de.
Título: The future is coming: promising perspectives regarding the use of machine learning in renal transplantation / O futuro está chegando: perspectivas promissoras sobre o uso de machine learning no transplante renal
Fonte: J. bras. nefrol;41(2):284-287, Apr.-June 2019.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: The prediction of post transplantation outcomes is clinically important and involves several problems. The current prediction models based on standard statistics are very complex, difficult to validate and do not provide accurate prediction. Machine learning, a statistical technique that allows the computer to make future predictions using previous experiences, is beginning to be used in order to solve these issues. In the field of kidney transplantation, computational forecasting use has been reported in prediction of chronic allograft rejection, delayed graft function, and graft survival. This paper describes machine learning principles and steps to make a prediction and performs a brief analysis of the most recent applications of its application in literature. Discussion: There is compelling evidence that machine learning approaches based on donor and recipient data are better in providing improved prognosis of graft outcomes than traditional analysis. The immediate expectations that emerge from this new prediction modelling technique are that it will generate better clinical decisions based on dynamic and local practice data and optimize organ allocation as well as post transplantation care management. Despite the promising results, there is no substantial number of studies yet to determine feasibility of its application in a clinical setting. Conclusion: The way we deal with storage data in electronic health records will radically change in the coming years and machine learning will be part of clinical daily routine, whether to predict clinical outcomes or suggest diagnosis based on institutional experience.

Resumo Introdução: A predição de resultados pós-transplante é clinicamente importante e envolve vários problemas. Os atuais modelos de previsão baseados em padrões estatísticos são muito complexos, difíceis de validar e não fornecem previsões precisas. Machine Learning, é uma técnica estatística que permite que o computador faça previsões futuras usando experiências anteriores, está começando a ser usada para resolver essas questões. No campo do transplante renal, o uso da previsão computacional foi relatado na predição de rejeição crônica de aloenxerto, função tardia do enxerto e sobrevida do enxerto. Este artigo descreve os princípios e etapas de machine learning para fazer uma previsão e realiza uma breve análise das aplicações mais recentes de seu uso na literatura. Discussão: Existem evidências convincentes de que as abordagens de machine learning baseadas nos dados do doador e do receptor são melhores para proporcionar melhor prognóstico dos resultados do enxerto do que a análise tradicional. As expectativas imediatas que emergem dessa nova técnica de modelagem de previsão são que ela gerará melhores decisões clínicas baseadas em dados de práticas dinâmicas e locais e aperfeiçoará a alocação de órgãos, bem como o gerenciamento de cuidados pós-transplante. Apesar dos resultados promissores, ainda não há um número substancial de estudos para determinar a viabilidade de sua aplicação em um cenário clínico. Conclusão: A forma como lidamos com dados de armazenamento em prontuários eletrônicos de saúde mudará radicalmente nos próximos anos e a machine learning fará parte da rotina clínica diária, seja para prever resultados clínicos ou sugerir um diagnóstico baseado na experiência institucional.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 1552 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1012547 LILACS-Express
Autor: Scarioti, Vinicius Danieli; Oliveira, Lucia Tabim de; Mattiello, Anye Caroline; Gomes, Nayara dos Santos.
Título: A teenage patient with autosomal recessive polycystic kidney disease, a splenorenal shunt, and congenital hepatic fibrosis: a case report / Doença renal policística autossômica recessiva, shunt esplenorrenal e fibrose hepática congênita em adolescente: relato de caso
Fonte: J. bras. nefrol;41(2):300-303, Apr.-June 2019. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT A 16-year-old female patient previously diagnosed with autosomal recessive polycystic kidney disease (ARPKD) presented with acute bilateral pneumonia, upper gastrointestinal bleeding caused by ruptured esophageal varices, ascites, and lower limb edema. She required intensive care and an endoscopic procedure to treat the gastrointestinal bleeding. The analysis of the differential diagnosis for chronic liver disease indicated she had a spontaneous splenorenal shunt. Ultrasound-guided biopsy revealed the patient had cirrhosis, as characteristically seen in individuals with ARPKD. She had no symptoms at discharge and was referred for review for a combined transplant.

RESUMO Relato de caso de uma paciente adolescente de 16 anos de idade com diagnóstico prévio de doença renal policística autossômica recessiva (DRPAR), que apresentou quadro agudo de pneumonia bilateral e hemorragia digestiva alta por ruptura de varizes esofágicas, bem como ascite e edema de membros inferiores. Necessitou de estabilização clínica intensiva e tratamento endoscópico do sangramento digestivo. Após investigação dos diagnósticos diferenciais da hepatopatia crônica, diagnosticou-se shunt esplenorrenal espontâneo, e realizou-se biópsia hepática guiada por ecografia com diagnóstico de cirrose, espectro típico da DRPAR. Recebeu alta hospitalar assintomática e foi encaminhada para avaliação de transplante duplo.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 1552 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1012546 LILACS-Express
Autor: Castro, Antônio Paulo André de; Barbosa, Sergio Ribeiro; Mansur, Henrique Novais; Ezequiel, Danielle Guedes Andrade; Costa, Mônica Barros; Paula, Rogério Baumgratz de.
Título: Intradialytic resistance training: an effective and easy-to-execute strategy / Treinamento resistido intradialítico: uma estratégia eficaz e de fácil execução
Fonte: J. bras. nefrol;41(2):215-223, Apr.-June 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais.
Resumo: Abstract Chronic kidney disease (CKD) alters the morphology and function of skeletal muscles, thereby decreasing patient physical capacity (PC) and quality of life (QoL). Intradialytic resistance training (IRT) is a pragmatic tool used to attenuate these complications. However, IRT has not been strongly adopted in nephrology care centers. This study aimed to assess the efficacy and safety of a low-cost, easy-to-use IRT protocol. Methods: The study enrolled 43 patients (52.8 ± 13.85 years) on HD for five to 300 months followed from April 2014 to July 2017. The efficacy of IRT was assessed based on PC - derived from muscle strength (MS) and preferred walking speed (PWS) - and QoL. The occurrence of adverse events was used as a measure of safety. The IRT protocol consisted of exercises of moderate to high intensity for the main muscle groups performed three times a week. Results: The mean follow-up time was 9.3 ± 3.24 months, for a total of 4,374 sessions of IRT. Compliance to the protocol was 96.5 ± 2.90%, and patients presented significant improvements in MS (from 27.3 ± 11.58 Kgf to 34.8 ± 10.77 Kgf) and PWS (from 0.99 ± 0.29 m/s to 1.26 ± 0.22 m/s). Physical and emotional components of QoL also increased significantly. Conclusion: IRT led to significant increases in PC and higher scores in all domains of QoL. Important adverse events were not observed during intradialytic resistance training.

Resumo A doença renal crônica (DRC) promove alterações morfofuncionais dos músculos esqueléticos, gerando redução da capacidade físico-funcional (CF) e pior qualidade de vida (QV). O treinamento resistido intradialítico (TRI) é considerado uma ação pragmática para atenuar tais complicações. Contudo, nota-se baixa inserção do TRI nos centros de tratamento em nefrologia. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia e a segurança de uma proposta metodológica de TRI de fácil execução e de baixo custo. Métodos: 43 pacientes (52,8±13,85 anos), com tempo em HD entre cinco e 300 meses, foram acompanhados entre abril de 2014 e julho de 2017. A eficácia do TRI foi mensurada pela CF, avaliada pela força muscular (FM) e pela velocidade de caminhada usual (VCU) e pela QV. Como critério de segurança adotou-se a ocorrência de intercorrências clínicas. O protocolo de TRI consistiu em exercícios de moderada a alta intensidade para os principais grupos musculares, realizados três vezes por semana. Resultados: o tempo médio de acompanhamento foi de 9,3 ± 3,24 meses, totalizando 4.374 sessões de TRI. A aderência ao protocolo foi de 96,5 ± 2,90, e os pacientes apresentaram melhora significativa da FM (de 27,3±11,58 Kgf para 34,8±10,77 Kgf) e da VCU (de 0,99 ± 0,29 m/s para 1,26 ± 0,22 m/s). Quanto à QV, tanto os domínios do componente físico quanto do emocional aumentaram significativamente. Conclusão: o TRI promoveu aumento significativo da CF e melhora de todos os domínios da QV, e não foram observadas intercorrências importantes com a realização dos exercícios intradialíticos.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 1552 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Suassuna, José Hermógenes Rocco
Texto completo
Id: biblio-1012545 LILACS-Express
Autor: Cleto-Yamane, Thais Lira; Gomes, Conrado Lysandro Rodrigues; Suassuna, Jose Hermogenes Rocco; Nogueira, Paulo Koch.
Título: Acute Kidney Injury Epidemiology in pediatrics / Epidemiologia da lesão renal aguda em pediatria
Fonte: J. bras. nefrol;41(2):275-283, Apr.-June 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract We performed a search in the MEDLINE database using the MeSH term: "Acute Kidney Injury", selecting the subtopic "Epidemiology", and applying age and year of publication filters. We also searched for the terms: "acute renal failure" and "epidemiology" "acute tubular necrosis" and "epidemiology" in the title and summary fields with the same filters. In a second search, we searched in the LILACS database, with the terms: "acute renal injury", or "acute renal failure" or "acute kidney injury" and the age filter. All abstracts were evaluated by the authors and the articles considered most relevant, were examined in their entirety. Acute Kidney Injury (AKI) -related mortality ranged from 3-63% in the studies included in this review. AKI etiology has marked regional differences, with sepsis being the main cause in developed countries. In developing countries, primary renal diseases and hypovolemia are still a common cause of AKI.

Resumo Foi realizada busca na base de dados MEDLINE utilizando o termo MeSH "Acute Kidney Injury", selecionando o subtópico "Epidemiology", e aplicados os filtros de idade e ano de publicação. Também foram realizadas buscas pelos termos "acute renal failure" e "epidemiology" "acute tubular necrosis" e "epidemiology" nos campos título e resumo com os mesmos filtros. Na segunda busca, foram pesquisadas palavras na base de dados LILACS, com os termos "lesão renal aguda", "insuficiência renal aguda" ou "injuria renal aguda" e o filtro de idade. Todos os resumos foram avaliados pelos autores e os artigos considerados mais relevantes, examinados na íntegra. A mortalidade relacionada à Lesão Renal Aguda (LRA) variou entre 3-63% nos estudos incluídos nesta revisão. A etiologia da LRA tem marcantes diferenças regionais, sendo sepse a principal causa em países desenvolvidos. Em países em desenvolvimento, as doenças renais primárias e a hipovolemia ainda configuram causas frequentes de LRA.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 1552 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1012544 LILACS-Express
Autor: Chaiben, Viviane Bernardes de Oliveira; Silveira, Thabata Baechtold da; Guedes, Murilo Henrique; Fernandes, João Pedro de Almeida; Ferreira, João Henrique Fregadolli; Beltrão, Julianna; Leal, Giovanna Foltran; Erbano, Lucas Henrique Olandoski; Bosch, Natasha Ludmila; Pecoits Filho, Roberto; Moraes, Thyago Proença de; Baena, Cristina Pellegrino.
Título: Cognition and renal function: findings from a Brazilian population / Cognição e função renal: achados de uma população brasileira
Fonte: J. bras. nefrol;41(2):200-207, Apr.-June 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Introduction: The prevalence of chronic kidney disease (CKD) is increasing, with a potential impact in the risk of acceleration of dementia. The potential association between glomerular filtration rate (eGFR) and cognitive performance was scarcely studied. The aim of this study was to evaluate cognitive performance levels across different degrees of kidney function. Methods: We analyzed 240 outpatients in a nephrology service, classified according to eGFR: Advanced (≤ 30ml/min/1.73m2), Moderate (30,1ml/min/1.73m2 to ≤ 60ml/min/1.73m2), and Mild CKD (> 60ml/min/1.73m2). Word list memory, Semantic fluency, Mental State Mini Exam and Trail Making Test (TMT) were applied to evaluate cognitive performance. In the TMT, lower scores are associated with better cognition. In linear regression, cognitive function was considered as dependent variables while groups based on eGFR were considered explanatory variables. The group with eGFR > 60ml/min was the reference and models were adjusted for confounding factors. Results: In our population (n = 240) 64 patients (26.7%) were classified as having advanced, 98(40,8%) moderate, and 78(32,5%) mild. There was no statistical difference among them in MMSE or in the verbal fluency test. However, comparing to mild, patients with advanced CKD presented significantly worse cognitive performance measured by TMTA [50,8s ± 31.1s versus 66,6s ± 35,7s (p = 0.016)] and TMTB [92,7s ± 46,2s versus 162,4s ± 35,7s (p < 0.001)]. Significantly lower TMTB scores (CI95%) 33,0s (4,5-61,6s) were observed in patients with mild compared to advanced CKD in the multivariate analysis adjusting for age, education, sex, diabetes, and alcohol use. Conclusion: Advanced CKD is independently associated with poorer cognitive performance measured by an executive performance test compared to mild CKD.

RESUMO Introdução: A elevação da prevalência de doença renal crônica (DRC) traz consigo um impacto potencial sobre o risco de aceleração da demência. A possível associação entre taxa de filtração glomerular (TFGe) e desempenho cognitivo foi pouco estudada. O objetivo do presente estudo foi avaliar os níveis de desempenho cognitivo em indivíduos com diferentes graus de função renal. Métodos: Foram analisados 240 pacientes ambulatoriais atendidos em um serviço de nefrologia classificados segundo a TFGe em grupos com DRC avançada (≤ 30ml/min/1,73m2), moderada (30,1ml/min/1,73m2 a ≤ 60ml/min/1,73m2) ou leve (> 60ml/min/1,73m2). Testes de memória por listas de palavras, fluência semântica, o mini exame do estado mental e o teste das trilhas (TT) foram aplicados para avaliar o desempenho cognitivo. No TT, escores mais baixos representam melhor cognição. Na regressão linear, função cognitiva foi considerada como variável dependente, enquanto os grupos baseados na TFGe foram considerados como variáveis explicativas. O grupo com TFGe > 60ml/min foi utilizado como referência e os modelos foram ajustados para fatores de confusão. Resultados: Em nossa população (n = 240), 64 pacientes (26,7%) foram diagnosticados com DRC avançada, 98 (40,8%) com DRC moderada e 78 (32,5%) com DRC leve. Não houve diferença estatística entre eles no MEEM ou no teste de fluência verbal. Contudo, em relação aos indivíduos com DRC leve, os pacientes com DRC avançada apresentaram desempenho cognitivo significativamente pior medido pelo TT A [50,8s ± 31,1s x 66,6s ± 35,7s (p = 0,016)] e TT B [92,7s ± 46,2s x 162,4s ± 35,7s (p < 0,001)]. Escores significativamente mais baixos no TT B (IC95%) 33,0s (4,5-61,6s) foram observados nos pacientes com DRC leve em comparação com o grupo com DRC avançada na análise multivariada ajustada para idade, escolaridade, sexo, diabetes e uso de álcool. Conclusão: DRC avançada esteve independentemente associada a pior desempenho cognitivo medido por um teste de desempenho executivo em comparação à DRC leve.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 1552 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1012543 LILACS-Express
Autor: Govindarajan, Krishna Kumar; Utagi, Mallikarjun; Naredi, Bikash Kumar; Jindal, Bibekanand; Sambandan, Kumaravel; Subramaniam, Deepakbharathi.
Título: High grade renal trauma due to blunt injury in children: do all require intervention? / Trauma renal de alto grau devido a lesão contusa em crianças: será que todas necessitam intervenção?
Fonte: J. bras. nefrol;41(2):172-175, Apr.-June 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Introduction: The aim of this study was to analyze the presentation and management of major grade renal trauma in children. Method: A retrospective study was performed including data collected from the patients who were admitted in Pediatric surgery with major grade renal injury (grade 3 and more) from January 2015 to August 2018. Demography, clinical parameters, management, duration of hospital stay and final outcome were noted. Results: Out of 13 children (9 males and 4 females), with age range 2-12 years (mean of 8 years), reported self-fall was the commonest mode of injury followed by road traffic accident. The majority (10/13, 75%) had a right renal injury. Eight children had a grade IV injury, one had a grade V injury, and four children had grade III injury. Duration of hospital stay varied from 3 to 28 (mean of 11.7) days. Three children required blood transfusion. One child required image guided aspiration twice and two required pigtail insertion for perinephric collection. All the 13 children improved without readmission or need for any other surgical intervention. Conclusion: Children with major grade renal trauma due to blunt injury can be successfully managed without surgical intervention and minimal intervention may only be needed in select situations.

RESUMO Introdução: O objetivo deste estudo foi analisar a apresentação e tratamento de grande trauma renal em crianças. Método: Foi realizado um estudo retrospectivo incluindo dados coletados dos pacientes que foram internados na cirurgia pediátrica com lesão renal de grau importante (grau 3 ou mais) de janeiro de 2015 a agosto de 2018. Coletamos dados a respeito de demografia, parâmetros clínicos, manejo, tempo de internação e resultado final. Resultados: Das 13 crianças (9 homens e 4 mulheres) com faixa etária de 2-12 anos (média de 8 anos), a queda auto-relatada foi o modo de lesão mais comum seguido de acidente de trânsito. A maioria (10/13, 75%) apresentou lesão renal direita. Oito crianças tiveram uma lesão grau IV, uma apresentou uma lesão grau V e quatro crianças apresentaram lesão grau III. A duração da internação hospitalar variou de 3 a 28 (média de 11,7) dias. Três crianças necessitaram de transfusão de sangue. Uma criança necessitou de aspiração guiada por imagem duas vezes e duas inserções de dreno pigtail exigidas para coleções perinefréticas. Todas as 13 crianças melhoraram sem re-internação ou necessidade de qualquer outra intervenção cirúrgica. Conclusão: Crianças com trauma renal de alto grau devido a lesão contusa podem ser manejadas com sucesso sem intervenção cirúrgica, e intervenção mínima pode ser necessária apenas em situações selecionadas.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 1552 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1012542 LILACS-Express
Autor: Sawamura, Luciana Satiko; Souza, Gabrielle Gomes de; Santos, Juliana Dias Gonçalves dos; Suano-Souza, Fabíola Isabel; Gessullo, Anelise Del Vecchio; Sarni, Roseli Oselka Saccardo.
Título: Albuminuria and glomerular filtration rate in obese children and adolescents / Albuminúria e taxa de filtração glomerular em crianças e adolescentes obesos
Fonte: J. bras. nefrol;41(2):193-199, Apr.-June 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: To describe the frequency of albuminuria in overweight and obese children and adolescents and to relate it to the severity of obesity, pubertal staging, associated morbidities and the glomerular filtration rate. Method: Cross-sectional study including 64 overweight and obese children and adolescents between 5 and 19 years of age. Data collected: weight, height, waist circumference and systemic arterial pressure. Laboratory tests: lipid profile; glycemia and insulin, used to calculate the Homeostasis Model Assessment (HOMA-IR); C-reactive protein; glutamic-pyruvic transaminase and albuminuria in an isolated urine sample (cutoff <30 mg/g). Creatinine was used to calculate the estimated glomerular filtration rate (eGFR, mL/min/1.73 m2). Results: The mean age was 11.6 ± 3.4 years, 32 (50%) and 29 (45.3%) were male and prepubertal. Forty-six (71.9%) had severe obesity. The frequency and median (min/max) of the observed values for albuminuria (> 30 mg/g) were 14 (21.9%) and 9.4 mg/g (0.70, -300.7 mg/g). The mean eGFR was 122.9 ± 24.7 mL/min/1.73 m2. There was no significant correlation between body mass index, pubertal staging, insulin and HOMA-IR with albuminuria values and neither with eGFR. Children with albuminuria tended to have higher values of diastolic blood pressure (75.0 ± 12.2 vs. 68.1 ± 12.4, p = 0.071). Conclusion: Albuminuria, although frequent in children and adolescents with obesity, was not associated with other morbidities and the glomerular filtration rate in these patients.

Resumo Objetivo: Descrever a frequência de albuminúria em crianças e adolescentes com sobrepeso e obesidade e relacioná-la com a gravidade da obesidade, estadiamento puberal, morbidades associadas e com a taxa de filtração glomerular. Método: Estudo transversal incluindo 64 crianças e adolescentes com sobrepeso e obesidade entre 5 e 19 anos de idade. Dados coletados: peso, estatura, circunferência abdominal e pressão arterial sistêmica. Exames laboratoriais: perfil lipídico; glicemia e insulina, utilizados para cálculo do Homeostasis Model Assessment (HOMA-IR); proteína C reativa; transaminase glutâmico-pirúvica e albuminúria em amostra isolada de urina (ponto de corte < 30 mg/g). A creatinina foi utilizada para o cálculo da taxa de filtração glomerular estimada (eTFG, mL/min/1,73m2). Resultados: A média de idade foi 11,6±3,4 anos, 32 (50%) e 29 (45,3%) eram do gênero masculino e pré-púberes. Quarenta e seis (71,9%) apresentavam obesidade grave. A frequência e a mediana (min/max) dos valores observados para albuminúria (> 30 mg/g) foram 14 (21,9%) e 9,4 mg/g (0,70; -300,7 mg/g). A média da eTFG foi 122,9±24,7 mL/min/1,73 m2. Não houve correlação significante entre o índice de massa corporal, estadiamento puberal, insulina e HOMA-IR com os valores de albuminúria e nem com a eTFG. Crianças com albuminúria tiveram tendência a valores mais elevados de pressão arterial diastólica (75,0±12,2 vs 68,1±12,4, p = 0,071). Conclusão: A albuminúria, apesar de frequente em crianças e adolescentes com obesidade, não se associou com outras morbidades e nem com a taxa de filtração glomerular nesses pacientes.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 1552 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1012541 LILACS-Express
Autor: Koch, Vera H..
Título: The effects of obesity on kidney function: a challenge for nephrologists / Efeitos renais da obesidade: um desafio para o nefrologista
Fonte: J. bras. nefrol;41(2):162-165, Apr.-June 2019.
Idioma: en.
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 156 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde