× Atenção: Esta versão do sistema de pesquisa será desativada em 28/02/2023. Recomendamos a utilização da nova versão disponível em pesquisa.bvsalud.org | deixe sua opinião


Base de dados : LILACS
Pesquisa : Rev. méd. Minas Gerais [Revista]
Referências encontradas : 2326 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 233 ir para página                         

  1 / 2326 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-774692
Autor: Ministério da Saúde.
Título: Editorial-Surto de Microcefalia no Brasil / Editorial-Microcephaly Outbreak in Brazil
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;25(4):463-465, jan. 2015.
Idioma: pt.
Descritores: Microcefalia
-Surtos de Doenças
Síndrome Metabólica
Zika virus
Doenças Genéticas Inatas
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 2326 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-996077
Autor: Siqueira, Valdirene Silva; Ambrósio, Alexandre Vasconcellos Alvim; Cunha, Priscila Ferreira; Furtado, Virgínia Miguel; Souza, Tatiane Oliveira; Almeida, Marcele Thaís Teixeira; Godoy, Guilherme Apgáua Figueiredo; Gomes, Rafael Tomaz; Abrantes, Wilson Luiz.
Título: Colecistite alitiásica aguda: revisão de literatura / Acute acalculous cholecystitis: literature review
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;22(supl.5):S59-S62, 2012.
Idioma: pt.
Resumo: A colecistite alitiásica aguda (CAA) trata-se de uma inflamação da vesícula biliar sem a evidência de cálculos biliares. É estimado que ocorra em 2-15% de todos os casos de colecistite aguda e geralmente se associa a condições de saúde críticas, como pós-operatório, trauma recente grave e queimaduras. A etiologia da CAA é multifatorial e sua patofisiologia ainda permanece pouco compreendida. Os principais mecanismos de doença propostos incluem lesão por isquemia-reperfusão, resposta inflamatória sistêmica e estase biliar. O diagnóstico, que costuma ser difícil, é baseado em dados clínicos, laboratoriais, radiológicos e peroperatórios. As manifestações costumam ser inespecíficas, tais como dor em quadrante superior direito, febre, náusea, vômitos, icterícia, leucocitose e função hepática alterada. Os achados de imagem na ultrassonografia (US) e tomografia computadorizada (TC) incluem aumento da espessura da parede e do volume da vesícula biliar, barro biliar, fluido pericolecístico e presença de gás intramural. A combinação de pelo menos três desses achados é necessária para o diagnóstico de CAA. A sensibilidade e especificidade dos métodos de imagem são variáveis, entretanto, considera-se que a TC é superior à US. O tratamento de escolha é colecistectomia, com crescente preferência para utilização da via percutânea. O tratamento clínico associado inclui melhora dos parâmetros hemodinâmicos com drogas vasoativas e medicamentos antimicrobianos. A taxa de mortalidade costuma ser alta (10-67%), independentemente do tratamento instituído. Tal fato é atribuído às condições mórbidas pré-existentes que costumam acompanhar o quadro e contribuem para a rápida progressão da doença para gangrena e perfuração. (AU)

Acalculous cholecystitis (AC) is an acute infiamatory disease of the gallbladder without the evidence of biliary stones. It accounts for 2-15% of all cases of acute cholecystitis and is generally associated with critically ill patients, post-operatory, recente trauma and burns. AC etiology is multifactorial and still obscure. The main mechanisms include ischemia/ reperfusion lesions, systemic infiamatory reaction and biliary stasis. The diagnosis may be difficult, being based on clinical, labaratorial, radiographic and peroperatory features. Clinical manifestations, although inespefics, are right hypochondrial pain, fever, nausea, vomit, jaundice, leukocytosis and high liver enzymes. Ultrasound and tomography aspects are thickening of the gallbladder wall with pericholecystic fluid, biliary sludge and emphysematous cholecystitis. The combination of three or more of those aspects is necessary to confirm the diagnosis of AC. The sensibility and specificity of the radiological exams are insconstant, but the tomography is considered superior to ultrasound. The definitive therapy is cholecystectomy. Associated clinical approach include the use of vasoactive drugs and antibiotics. Mortality is high (10-67%), mainly because of the comobidity diseases. (AU)
Descritores: Colecistite Acalculosa/diagnóstico por imagem
-Colecistectomia Laparoscópica
Colecistite Acalculosa/cirurgia
Colecistite Acalculosa/tratamento farmacológico
Vesícula Biliar/fisiopatologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  3 / 2326 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-994517
Autor: Teixeira, Bruna Polônio; Fernandes, Hosana Ramos; Staino, Isabella Rocha França Longo; Lopes, Lívia Bernardi; Santanna, Lívia Tanure; Ferreira, Lorena Rosa; Barroso, Pedro Moreira Coelho; Mendes, Raphaela Gomes; Kfouri, Alamanda Pereira.
Título: Doença de Graves neonatal / Neonatal Graves disease
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;22(supl.5):S55-S58, 2012.
Idioma: pt.
Resumo: A doença de Graves neonatal é observada em baixa porcentagem de crianças nascidas de mães portadoras dessa doença. Pode ser grave, com risco de morte e com efeitos deletérios sobre o desenvolvimento neural, embora seja geralmente autolimitada. A maioria dos recém-nascidos com hipertireoidismo pode melhorar rapidamente, desde que a terapia adequada seja logo iniciada, o que evita lesões sobre o sistema nervoso. (AU)

The neonatal Graves 'disease refers to hyperthyroidism, which is observed in a small percentage of children born to mothers with this disease. Although neonatal Graves' disease is usually self-limited, can be severe, life-threatening, and harmful effects on neural development. With appropriate therapy, started immediately, most newborns with hyperthyroidism may have improved rapidly, avoiding the negative consequences of hyperthyroidism in the developing nervous system. (AU)
Descritores: Tireotoxicose
Doença de Graves
Hipertireoidismo
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  4 / 2326 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-987007
Autor: Quinet, Barbara Barroso; Pereira, Carolina Rohlfs; Luz, Felipe de Magalhães Leão; Silva, Gabriela Gonçalves Teodoro e; Machado, Pedro Alcantara Botelho; Salera, Rafael Borges; Porto Filho, Roberto Mundim; Porto, Rodrigo Dutra; Mares, Virginia de Souza Leolino; Rodrigues, Lara Félix; Silva Filho, Agnaldo Lopes da.
Título: Doença inflamatória pélvica: atualização / Inflammatory pelvic disease: updating
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;22(supl.5):S50-S54, 2012.
Idioma: pt.
Resumo: A doença inflamatória pélvica (DIP) consiste em espectro de infecções do trato genital superior que inclui: endometrite, salpingite, abscesso tubo-ovariano e/ou peritonite pélvica. Constitui-se em infecção polimicrobiana do trato genital superior feminino devido à sua contaminação pelos microrganismos do endocérvice e da vagina. São fatores de risco para o desenvolvimento de DIP: idade entre 15-24 anos, vida sexual ativa, múltiplos parceiros, inserção de dispositivo intra-uterino (DIU) há menos de 20 dias e história pregressa de DIP. Procedimentos e cirurgias pélvicos com manipulação de canal cervical podem predispor à infecção por alterarem a barreira cervical protetora. A DIP é um dos processos infecciosos mais frequentes nas mulheres em idade reprodutiva e é entidade de difícil diagnóstico devido às manifestações clínicas diversas. O diagnóstico é muito provável diante de dor à palpação cervical, uterina e/ou de anexos, acompanhados de febre, corrimento vaginal mucopurulento ou leucorreia, sangramento intermenstrual e pós-coito, dispareunia, disúria e polaciúria. O tratamento da DIP deve prover antibioticoterapia empírica de amplo espectro para os patógenos mais prováveis: N. gonorrhoeae e C. trachomatis, pois o rastreamento negativo para esses organismos não exclui infecção do trato reprodutivo superior. A precocidade das medidas terapêuticas é importante na prevenção de sequelas de longo prazo e a opção por tratamento ambulatorial ou hospitalar deve ser baseada no julgamento médico. Parceiros sexuais de mulheres com DIP devem ser examinados e tratados caso tenham tido relação sexual com a paciente nos 60 dias anteriores ao aparecimento dos sintomas. O rastreamento e tratamento da infecção por clamídia em mulheres sexualmente ativas diminui o risco de elas contraírem DIP. Grávidas com suspeita de DIP devem ser internadas para receber tratamento parenteral. Não foram estabelecidas diferenças nas manifestações clínicas da DIP em mulheres soropositivas e negativas para o HIV. Ambos os grupos respondem igualmente bem aos tratamentos parenteral e oral. (AU)

Pelvic Inflammatory Disease (PID) consists in a spectrum of upper genital tract infections including: endometritis, salpingitis, tube-ovarian abscess and / or pelvic peritonitis. It constitutes polymicrobial infection of upper female genital tract because of its contamination by microrganisms from the vagina and endocervix. Risk factors for the development of PID are: aged 15-24 years, sexual activity, multiple partners, insertion of an intrauterine device (IUD) for less than 20 days and a history of PID. Procedures and pelvic surgery with manipulation of the cervical canal may predispose to infection by altering the cervical protective barrier. PID is one of the most common infectious processes in women in reproductive age and it is an entity of difficult diagnosis due to the diverse clinical manifestations. The diagnosis is most likely on painful palpation of the cervix, uterus or attachments, accompanied by fever, depurulent vaginal discharge or leukorrhea, intermenstrual and postcoital bleeding, dyspareunia, dysuria and pollakiuria. The treatment of PID should provide broad-spectrum empiric antibiotic therapy for the most likely pathogens: N. gonorrhoeae and C. trachomatis, because negative screening for these organisms does not exclude infection of the upper reproductive tract. The early therapeutic measures are important in preventing long-term sequelae and the option for outpatient or hospital treatment should be based on medical judgment. Sexual partners of women with PID should be examined and treated if they had sexual relations with the patient 60 days prior to the onset of symptoms. Screening and treatment of chlamydial infection in sexually active women decreases the risk of them contracting PID. Pregnant women with suspected PID should be hospitalized to receive parenteral treatment. No differences were found in clinical manifestations of PID in women seropositive and negative for HIV. Both groups respond equally well to parenteral and oral treatments. (AU)
Descritores: Doenças Sexualmente Transmissíveis/complicações
Doença Inflamatória Pélvica/diagnóstico
Dispositivos Intrauterinos
-Peritonite/complicações
Salpingite/complicações
Infecções por HIV/complicações
Doença Inflamatória Pélvica/tratamento farmacológico
Doença Inflamatória Pélvica/epidemiologia
Levanogestrel
Cobre
Endometrite/complicações
Infusões Parenterais
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  5 / 2326 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-980848
Autor: Lucciola, Guilherme Rocha; Valadão, Heraldo Rocha; Caetano, Luciana Machado; Silva, Mariana Braz Rodrigues; Dutra, Marina Parisi; Diniz, Moises Arantes; Albuquerque, Nikole Nascimento de; Oliveira, Ricardo Teixeira Pimentel de; Fideles Júnior, Walter Flausino; Antunes, Daniel Augusto de Oliveira.
Título: Investigação etiológica na emergência hiperglicêmica / Hyperglycemic hyperosmolar state
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;22(supl.5):S47-S49, 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Cetoacidose diabética (CAD) e estado hiperosmolar hiperglicêmico (EHH) são as complicações metabólicas agudas mais graves do diabetes mellitus. Podem ocorrer no diabetes tipo 1 quanto no 2. A mortalidade da CAD é inferior a 5% e do EHH permanece próxima de 15%. A CAD consiste na tríade hiperglicemia, cetonemia e acidemia. Seu fator etiopatogênico principal (56%) é o aparecimento de processo infeccioso. O objetivo deste trabalho é a revisão bibliográfica desses distúrbios metabólicos, com base nas últimas publicações sobre o assunto. (AU)

Diabetic Ketoacidosis (DKA) and Hyperglycemic Hyperosmolar State (HHS) are the most serious acute metabolic complications of diabetes. They can occur either in type 1 or type 2 diabetes. The mortality on DKA is <5% and on HHS remains close to 15%. Diabetic Ketoacidosis is the triad of hyperglycemia, ketonemia, and acidemia. The main cause of DKA, in about 56% of cases, is the occurrence of an infectious process. The goal of this article is to write a review of these metabolic disorders, based on the recent publications. (AU)
Descritores: Complicações do Diabetes
Diabetes Mellitus Tipo 1
Diabetes Mellitus Tipo 2
Medicina de Emergência
Hiperglicemia/complicações
-Cetoacidose Diabética/fisiopatologia
Cetoacidose Diabética/terapia
Hiperglicemia/etiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  6 / 2326 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Carvalho, Joäo Batista Vieira
Texto completo
Id: biblio-980092
Autor: Coelho, Alessandra Mariano Caldeira; Ribeiro, Aline Carvalho; Vilela, Ana Flávia Lara; Terra, Anelize Cardoso; Miranda, Camila Gonçalves; Magalhães, Carolina Salgado; Barbosa, Carolina Venâncio; Perdigão, Laura Carvalho Alves; Carvalho, João Batista Vieira de.
Título: Hérnia diafragmática à direita por trauma contuso: uma revisão bibliográfica / Right diaphragmatic hernia due to blunt trauma: a literature review
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;22(supl.5):S43-S46, 2012. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: As hérnias diafragmáticas são decorrentes principalmente de traumas contusos e são mais comuns à esquerda. Essa menor frequência à direita é explicada pela contenção e proteção do fígado ao hemidiafragma homolateral. Entretanto, apesar de as lesões à esquerda serem mais frequentes, aquelas situadas à direita associam-se a lesões mais graves e resultam em mais instabilidade hemodinâmica, o que gera elevada mortalidade no momento do trauma. Além disso, a hérnia diafragmática direita, pode permanecer assintomática por longo tempo, favorecendo a aparecimento de complicações como isquemia e ruptura das vísceras herniadas dentro do tórax. Assim é fundamental um diagnóstico precoce, a fim de se realizar o tratamento cirúrgico, uma vez que o diafragma não cicatriza espontaneamente. (AU)

The diaphragmatic hernias are mainly due to blunt trauma and are more common on the left. This lower frequency on the right side is explained by liver protection of the ipsilateral hemidiaphragm. However, despite the injuries are more frequent on the left, those situated on the right are associated with more severe injuries and result in more hemodynamic instability, which leads to high mortality at the time of trauma. Furthermore, the right diaphragmatic hernia can remain asymptomatic for long time, favoring the onset of complications such as ischemia and rupture of the herniated organs inside the chest. Therefore early diagnosis is fundamental in order to perform surgical treatment, since the diaphragm does not heal spontaneously. (AU)
Descritores: Contusões/complicações
Hérnia Diafragmática Traumática/diagnóstico por imagem
-Hemodinâmica/fisiologia
Hérnia Diafragmática Traumática/cirurgia
Hérnia Diafragmática Traumática/complicações
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  7 / 2326 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-969352
Autor: Amaral, Aline Cássia Souza; Andrade, Bárbara Paranhos de; Dias, Priscila Fernandes de Faria; Fortuna, Rafael Neder Issa; Almeida Junior, Renato Machado de; Tavares, Rafael Mattos; Dias, Fernanda Vilela; Oliveira, Verônica Bertolini da Silva; Capuruço, Carolina Bragança.
Título: Complicações neonatais do diabetes mellitus gestacional ­ DMG / Neonatal complications of gestacional diabetes mellitus ­ GDM
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;22(supl.5):S40-S42, 2012.
Idioma: pt.
Resumo: O diabetes mellitus gestacional (DMG) está associado a um risco aumentado de complicações fetais, neonatais e no desenvolvimento a longo prazo. As taxas de aborto espontâneo, natimorto, mal formações congênitas e morbidade e mortalidade perinatal são maiores em filhos de mães diabéticas. As principais complicações neonatais são: macrossomia, hipoglicemia neonatal, deficiência de ferro, alterações da função cardiorrespiratória, hiperbilirrubinemia, anormalidades neurológicas, hipocalcemia, hipomagnesemia e policitemia. A macrossomia predispõe a lesões do parto, especialmente distócia de ombro, maior risco de lesão do plexo braquial, fraturas de clavícula ou do úmero, asfixia perinatal, e, menos frequentemente, hemorragia subdural e paralisia facial. O controle glicêmico rigoroso pré-concepção e durante a gestação associa-se com menor morbimortalidade perinatal. Assim, o controle do DMG representa tarefa de fundamental importância para impedir sequelas em neonatais. (AU)

The gestational diabetes mellitus (GDM) is associated with an increased risk of fetal, neonatal, and possibly long-term complications. The rates of spontaneous abortion, stillbirth, congenital malformations, and perinatal morbidity and mortality are higher in infants of a diabetic mother than in pregnancies with normal glycemic control. The main neonatal complications are: macrosomia, neonatal hypoglycemia, iron deficiency, changes in cardiac and respiratory function, hyperbilirubinemia, neurological abnormalities, hypocalcemia, hypomagnesemia and polycythemia. Macrosomia predisposes to birth injury, especially shoulder dystocia, increased risk of brachial plexus injury, clavicular or humeral fractures, perinatal asphyxia, and, less often, subdural hemorrhage and facial palsy. Strict glycemic control preconception and during pregnancy is associated with lower perinatal morbidity and mortality. Thus, GDM control is of paramount importance to prevent neonatal harm. (AU)
Descritores: Complicações na Gravidez
Macrossomia Fetal/complicações
Diabetes Gestacional
-Policitemia/complicações
/complicações
BIBLIOGRAPHIES AS TOPICABDOMEN/complicações
Glicemia
Plexo Braquial/lesões
Clavícula/lesões
Hiperinsulinismo Congênito/complicações
Distocia
Paralisia Facial/complicações
Fraturas do Úmero/complicações
Hiperbilirrubinemia/complicações
Malformações do Sistema Nervoso/complicações
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  8 / 2326 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Aguiar, Regina Amélia Lopes Pessoa
Texto completo
Id: biblio-969101
Autor: Teixeira, Ananda Araújo; Gontijo, Daniela Lima; Tinano, Flávia Rezende; Zille, Giancarlo Pereira; Correa, Juliana Caldeira; Caixeta, Leandro Augusto Barbosa; Santos, Natália Salgado Cardoso; Santana, Roberta Silva; Aguiar, Regina Amélia Lopes Pessoa de.
Título: Distócia de ombro / Shoulder dystocia
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;22(supl.5):S35-S39, 2012.
Idioma: pt.
Resumo: A Distócia de Ombro é definida, de acordo com os Colégios Americano e Britânico de Obstetrícia e Ginecologia, como parto que necessita de manobras obstétricas adicionais, após falência da tração da cabeça fetal para liberar os ombros. Apesar de sua baixa incidência, é uma complicação com importante morbidade para o recém nascido e que pode levar a intercorrências maternas, sendo entretanto passível de ser evitada. Esse artigo de revisão se propõe a sumarizar a epidemiologia, fisiopatologia, conduta e complicações, enfocando os fatores de risco e as manobras mais utilizadas, dada a importância de ambos na prevenção dessa complicação. (AU)

The Shoulder Dystocia is defined, according to British and American Colleges of Obstetrics and Gynecology, as delivery which requires additional obstetric maneuvers after failure of traction of the fetal head to release the shoulders. Despite its low incidence, it is a complication with significant morbidity for the newborn and wich can lead to maternal complications. Despite of this, is able to be avoided. This review aims to summarize the epidemiology, pathophysiology, management and complications, focusing on risk factors and the most commonly used maneuvers, due to the importance of both in preventing this complication. (AU)
Descritores: Trabalho de Parto
Assistência Perinatal
Distocia/epidemiologia
-Plexo Braquial/lesões
Lacerações/complicações
Distocia/fisiopatologia
Distocia/prevenção & controle
Hipóxia Fetal/complicações
Hemorragia/complicações
Complicações do Trabalho de Parto/fisiopatologia
Complicações do Trabalho de Parto/prevenção & controle
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  9 / 2326 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-968850
Autor: Reis, Ana Luiza Faria d'Ávila; Santos Neto, Elson; Pinto, Fernanda Nunes Coelho Siqueira; Schettino, Karla de Carvalho; Silva, Leandro Amaral Castro e; Monte, Luiz Fernando Ribeiro; Coelho, Pedro José Nunes; Carmo, Rafael Lourenço do; Abrantes, Wilson Luiz.
Título: Janela pericárdica: história e seu uso nos dias atuais / Pericardial window: history and its use nowadays
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;22(supl.5):S32-S34, 2012. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O traumatismo cardíaco penetrante constitui-se em evento que pode evoluir para o óbito rapidamente e por isso demanda diagnóstico e tratamento imediatos. Apesar da evolução dos métodos de imagem, às vezes não é possível identificá-lo de maneira não invasiva. Assim, o emprego da janela pericárdica constitui-se um método de fácil realização, com elevada sensibilidade e baixa morbidade, especialmente útil em pequenos centros com recursos escassos e limitados. (AU)

The penetrating cardiac trauma is into event that can lead to death quickly and therefore demands immediate diagnosis and treatment. Despite the evolution of the imaging methods, sometimes it is not possible to identify it using a non-invasive method. Thus, the use of pericardial window is an easy to accomplish method, wich has high sensibility and low morbity, specially useful in small centers with few and limited resourses. (AU)
Descritores: Técnicas de Janela Pericárdica
Contusões Miocárdicas/cirurgia
Contusões Miocárdicas/diagnóstico
-Cirurgia Torácica Vídeoassistida
Pericardiocentese
Técnicas de Diagnóstico por Cirurgia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  10 / 2326 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-966709
Autor: Medeiros, Aluísio Gonçalves; Coelho, Bruna Schneider Pinto; Silva, Guilherme Pereira da; Aguiar, Isadora Mota; Oliveira, Kamilla Almeida de; Rodrigues, Keyla Daniele de Lacerda; Aguiar, Leandro Santos Franco de; Milanez, Lígia Araújo; Abrantes, Wilson Luiz.
Título: Complicações gastrintestinais em usuários de cocaína/crack: revisão da literatura / Gastrointestinal complications among users of cocaine / crack-a literature review
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;22(supl.5):S28-S31, 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O consumo de cocaína/crack atinge todos os extratos sociais e grande parcela da população, principalmente os jovens. Esse abuso leva à ampla gama de complicações sistêmicas. No trato gastrintestinal, pode se expressar por manifestações como perfuração gastroduodenal aguda, colite isquêmica, infarto, isquemia intestinal e, raramente, hemorragia maciça. Seu mecanismo fisiopatológico parece ser o vasoespasmo ou vasoconstrição, que pode levar à isquemia, inclusive com necrose transmural. É importante a atenção e vigilância para o abuso de cocaína/crack ao deparar com paciente com dor abdominal inexplicável. (AU)

Cocaine/crack have being consumed by a large portion of the population especially by youth and reaching all social levels. This abuse leads to a wide range of systemic complications. In the gastrointestinal tract, the drug can lead to manifestations such as acute gastroduodenal perforation, ischemic colitis, infarction, intestinal ischemia and, rarely, massive hemorrhage. The most accepted pathophysiological mechanism is vasospasm or vasoconstriction which can lead to ischemia, including transmural necrosis. It is important that physicians to be aware and search recent history of abuse of crack / cocaine when faced with a patient with unexplained abdominal pain. (AU)
Descritores: Úlcera Péptica Perfurada/complicações
Colite Isquêmica/complicações
Transtornos Relacionados ao Uso de Cocaína/complicações
Úlcera Duodenal/complicações
Fumar Cocaína/efeitos adversos
Intestinos/lesões
-Ruptura
Cocaína Crack/efeitos adversos
Transtornos Relacionados ao Uso de Cocaína/fisiopatologia
Limites: Adulto
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG



página 1 de 233 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde
WXIS|fatal error|unavoidable|recxref/read|