Base de dados : BBO
Pesquisa : D01.339.387 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 33 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Longo]

página 1 de 4 ir para página            

  1 / 33 BBO  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-537861
Autor: Vitral, Julia Cristina de Andrade; Silva, Adriana Alves; Souza, Maria Aparecida; Ferreira, Ana Paula; Vitral, Robert Willer Farinazzo.
Título: Avaliação da citotoxidade de materiais odontológicos através do método de MTT e produção de óxido nítrico: descrição de uma técnica / Cytotoxicity citotoxicity of dental materials by the MTT assay and nitric oxide production: description of a technique
Fonte: Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr;8(3), set.-dez. 2008.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Um dos problemas apresentados pelos materiais utilizados em Odontologia está associado à biocompatibilidade, já que poucos são totalmente inertes do ponto de vista biológico. Os materiais a serem usados em contato com tecidos humanos devem, portanto, ser testados com o objetivo de simular reações biológicas e ajudar no entendimento das respostas obtidas. Os estudos in vitro constituem a primeira etapa destes testes. A International Organization Standardization (ISO) e o Council on Dental Materials Instruments and Equipment of the American Dental Association recomendam o uso de uma bateria de testes in vivo e in vitro para estudar a biocompatibilidade dos materiais e, de acordo com as normatizações, a principal categoria de testes com este objetivo é a dos testes de biocompatibilidade. Dentre estes testes o protocolo MTT assay é um dos mais utilizados para se determinar a citotoxicidade de materiais de diversas naturezas sobre células em cultura. A citotoxicidade pode também estar relacionada às moléculas que, ao serem liberadas a partir de um determinado estímulo podem ocasionar danos aos tecidos. Estudos têm relatado a presença de uma molécula com potencial citotóxico, o óxido nítrico, em tecidos da cavidade bucal e seu envolvimento em doenças inflamatórias. Objetivo: Apresentação de uma metodologia de avaliação da citotoxicidade de materiais odontológicos através do método MTT e da análise da produção de óxido nítrico (NO), o qual está relacionado com a ação destes materiais na indução da resposta inflamatória. Conclusão: Verifica-se nesta metodologia que o ensaio de MTT pode ser facilmente adaptado para testes de citotoxicidade de materiais de diferentes composições e a mensuração da produção de óxido nítrico através do método de Griess fornece dados adicionais para a análise da citotoxicidade.
Responsável: BR1264.1 - Biblioteca Setorial Prof Alberto M Campos


  2 / 33 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-913503
Autor: Moura, Marcela de Faria.
Título: Associação entre periodontite e disfunção endotelial: parâmetros clínicos periodontais e níveis dos marcadores inflamatórios IL-1ß, TNF-α, MMP2 e óxido nítrico / Association between periodontitis and Endothelial dysfunction: periodontal clinical parameters and levels of inflammatory markers IL-1ß, TNF-α, MMP2 and nitric oxide.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2016. 77 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de Minas Gerais. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Objetivos: A periodontite aumenta o risco das doenças cardiovasculares ateroscleróticas (DCA) e ambas doenças apresentam mecanismos fisiopatológicos semelhantes. A disfunção endotelial (DE) é um parâmetro precoce das DCA e sua associação com a periodontite foi pouco investigada até o presente momento. Neste contexto o objetivo geral deste estudo foi avaliar a associação entre a periodontite e a disfunção endotelial por meio de parâmetros clínicos periodontais e a presença dos marcadores inflamatórios IL-1ß, TNF-α, MMP2/TIMP2 e óxido nítrico. Métodos: A amostra foi constituída por 47 indivíduos de ambos os gêneros, sem alterações sistêmicas conhecidas, divididos em dois grupos: um grupo com 24 indivíduos com periodontite crônica e outro com 23 indivíduos sem periodontite crônica. Foram realizados exames periodontais de sangramento a sondagem (SS), profundidade de sondagem (PS), nível de inserção clínica (NIC) e avaliada a DE por meio da dilatação mediada por fluxo (DMF) da artéria braquial. A concentração dos mediadores inflamatórios IL-1ß, TNF-α, MMP2/TIMP2 foi avaliada pelo método ELISA e o óxido nítrico (ON) pela reação de Griess na saliva. Resultados: Os indivíduos com periodontite apresentaram significativamente maior DE quando comparados com indivíduos sem periodontite (p= 0,034 após hiperemia reativa e p= 0,049 após nitrato sublingual). Em relação aos mediadores inflamatórios avaliados, houve uma associação significativa entre a produção de MMP2/TIMP2 com a presença de periodontite (p=0,008) além de uma correlação positiva com todos parâmetros clínicos de gravidade da inflamação periodontal avaliados (PS, NIC, SS). Para os demais marcadores (IL-1ß, TNF-α e ON) os grupos com e sem periodontite apresentaram resultados similares. Foi identificada também uma correlação positiva significativa entre a produção de ON e uma menor DE (após hiperemia reativa p= 0,027 e após nitrato sublingual p=0,016). . Conclusão: Indivíduos com periodontite apresentaram maior DE, expressa por menor % de DMF da artéria braquial e maiores níveis de MMP2/TIMP2 que indivíduos sem periodontite. O ON foi significativamente associado com uma menor DE

Background: The periodontitis and atherosclerotic cardiovascular diseases (ACD) are chronic diseases which have a large number of risk factors and inflammatory mediators in common. The ACD has endothelial dysfunction (ED) with an important role in the initiation and progression of atherosclerosis. However, few investigations were conducted on a possible association between periodontitis and higher ED. In this context the general aim of this study is to evaluate the association between the endothelial function and the periodontitis using periodontal clinical parameters and the presence of inflammatory markers IL-1ß, TNF-α, MMP2 and nitric oxide. Methods: This study consisted of 47 subjects of both genders, systemically healthy divided into two groups: a group with 24 subjects with chronic periodontitis and another with 23 subjects without chronic periodontitis. Were done complete periodontal examination and evaluated ED by the flow-mediated dilatation (FMD) of the brachial artery and measured the levels of systemic inflammation mediators IL1ß, TNF-α, MMP2 and the nitric oxide (NO) in the saliva. Results: The subjects with periodontitis showed % DMF significantly worse when compared with subjects without periodontitis (p= 0.034 after reactive hyperemia and p= 0.049 after sublingual nitrate), thus subjects with periodontitis showed significantly higher ED. In relation to inflammatory mediators evaluated, there was a significant association between MMP2 with the presence of periodontitis (p=0.008) and a positive correlation with all clinical parameters of periodontal variation. For the other markers (IL-1ß, TNF-α, and nitric oxide) the groups with and without periodontitis showed similar results. It was also identified a significant positive correlation between the nitric oxide and a better endothelial function. Conclusion: subjects with periodontitis showed higher ED, expressed by smaller % of DMF brachial artery and higher levels of MMP2 that subjects without periodontitis
Responsável: BR365.1 - BIB - Biblioteca
BR365.1; D047, M929a, 2016. T


  3 / 33 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-881929
Autor: Burgos Ponce, José.
Título: Estudo da capacidade fagocítica de macrófagos humanos frente a diferentes cepas de Enterococcus faecalis / Study of phagocytic ability of human macrophages against different strains of Enterococcus faecalis.
Fonte: Bauru; s.n; 2016. 82 p. tab, ilus, graf.
Idioma: en.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Enterococcus faecalis (E. faecalis) é um microrganismo presente em lesões endodônticas persistentes, mostrando maior resistência do que outras bactérias ao Hidróxido de Cálcio, um medicamento alcalino que consegue eliminar diversos microrganismos durante o tratamento endodôntico. Assim, os objetivos desse estudo foram: (a) avaliar a resposta de E. faecalis isolados de canal radicular, após estresse alcalino, quanto sobrevivência, crescimento, alteração do pH, resistência/susceptibilidade antimicrobiana e formação de biofilme sobre discos de dentina; (b) avaliar a capacidade fagocítica e produção de óxido nítrico (NO) por macrófagos humanos, frente a bactérias E. faecalis de canais radiculares, submetidas a estresse alcalino; (c) avaliar a expressão de TLR2 e CD14 na superfície dos macrófagos desafiados com as diferentes cepas bacterianas. As cepas utilizadas foram: ATCC4083 (CANAL 1) e uma cepa clínica, obtida por nós, a partir de uma lesão endodôntica primária (CANAL 2), ambas isoladas de canais radiculares; e ATCC29212 isolada de urina (URINA), utilizada como controle. O estresse alcalino foi obtido através da inoculação das bactérias em meio BHIalcalino por 4, 24, 48 e 72 horas. As bactérias alcalino-resistentes foram semeadas em ágar, com ou sem troca do meio, e quantificadas por CFU/mL. A susceptibilidade antimicrobiana das diferentes cepas, estressadas ou não (controle), foi determinada pelo Etest; e o biovolume do biofilme foi quantificado microscopicamente. Para avaliar a capacidade fagocítica, macrófagos obtidos a partir de monócitos do sangue periférico foram desafiados com as diferentes cepas, estressadas ou não em meio BHI-alcalino, por 30 minutos, na proporção 5:1 (bactéria/macrófago), e corados com Laranja de Acridina. Foi contado o total de macrófagos com bactérias internalizadas, considerando o número de bactérias internalizadas por célula (<5 e =5). A concentração de NO foi medida em sobrenadantes, através da reação de Griess, e a expressão de TLR2 e CD14 pelos macrófagos foi analisada por citometria de fluxo. Os resultados revelaram que Enterococcus oriundos de canal radicular foram menos resistentes ao estresse alcalino e mais susceptíveis aos antibióticos testados, do que as bactérias oriundas de urina. A falta de nutrientes foi um fator determinante para o crescimento bacteriano de todas as cepas. O biovolume dos biofilmes foi semelhante para todas as cepas estudadas, e não foi alterado após exposição ao BHI-alcalino. Na presença de bactérias submetidas ao estresse alcalino, houve um menor número de macrófagos com bactérias internalizadas, em comparação ao controle. No entanto, a produção de NO e a expressão de TLR2 e CD14 não foram alteradas. Independentemente da cepa utilizada e da presença de estresse alcalino, a maioria dos macrófagos apresentavam-se com =5 bactérias internalizadas por célula. Na ausência de estresse, as cepas de urina resultaram em maior produção de NO que aquelas oriundas do canal radicular; entretanto, a produção deste gás foi semelhante entre as cepas após estresse alcalino. A partir desses resultados, podemos concluir que bactérias E. faecalis de urina diferem daquelas oriundas do canal radicular, principalmente quanto a susceptibilidade/resistência microbiana; assim sugerimos que estudos envolvendo o campo da Endodontia devam ser realizados com cepas oriundas de canal radicular, preferencialmente que de urina. Concluiu-se ainda que um ambiente alcalino associado a falta de nutrientes pode reduzir o crescimento de E. faecalis. Adicionalmente, o estresse alcalino pode levar a alterações na estrutura da parede de E. faecalis, o que dificulta o seu reconhecimento, reduzindo sua fagocitose, mas não a sua capacidade de ativar a produção de NO, pelos macrófagos. Assim, uma medicação intracanal a base de hidróxido de cálcio associada a restaurações coronais muito bem adaptadas, para se evitar infiltração, é fundamental em tratamentos endodônticos. No entanto, os efeitos do estresse alcalino, nos Enterococcus alcalino-resistentes, podem prejudicar sua fagocitose, contribuindo para sua persistência na doença endodôntica.(AU)

Enterococcus faecalis (E. faecalis) is an microorganism present in persistent endodontic lesions, with greater resistance than other bacteria to the calcium hydroxide, an alkaline intracanal dressing which eliminate several bacterial species during endodontic treatment. The objectives of this study were: (a) to evaluate the response of E. faecalis, isolated from root canal, under alkaline-stress, starvation, antimicrobial resistance/susceptibility and biofilm formation on dentin disks; (b) to evaluate the phagocytic ability and the nitric oxide (NO) concentration of human macrophages against root canal E. faecalis isolates submitted to alkaline stress; (c) to evaluate the intensity of TLR2 and CD14 expression on the surface of macrophages challenged with the different bacterial strains. The bacterial strains used were: ATCC 4083 (CANAL 1) and a clinical strain, obtained by us, from a primary endodontic lesion (CANAL 2), both isolated from pulpless teeth; and ATCC29212, isolated from urine (URINE), was a reference for comparison. All strains were inoculated in alkaline-BHI broth for 4, 24, 48 and 72 hours. The alkalineresistant bacteria were seeded in agar and quantified by CFU/mL. Antimicrobial susceptibility of bacterial strains, stressed or not (control) was determined by the Etest and the biovolume after biofilm formation was quantified by microscopy. To evaluate the phagocytic ability, macrophages obtained by culture of peripheral blood monocyte, were challenged with bacterial strains, stressed or not in BHI-alkaline for 30 minutes at 5:1 ratio (bacteria/macrophages) and stained with Acridine Orange. The total of macrophages with internalized bacteria and also the number of internalized bacteria per cell (<5 and =5) were counted. The NO concentration in the supernatants was measured by Griess reaction and the intensity of TLR2 and CD14 expression on the surface of macrophages was also analyzed by flow cytometry. Results shows less resistance to alkaline stress in root canal strains and less resistance to tested antibiotics when compared with urine enterococci. The lack of nutrient was a determining factor for the bacterial growth in all enterococci strains. The biovolume of biofilm formed by all strains were similar, and were not altered after exposure to an alkaline-BHI. In the presence of alkaline-stressed bacteria, there was a smaller number of macrophages with internalized bacteria, when compared to the control. The NO production or the TLR2 and CD14 expression were not altered. Regardless of the strain or alkaline environment, the number of macrophages that showed =5 internalized bacteria per cell was higher. Without an alkaline-stress the NO production results higher in the urine strain, when compared with the root canal strains, however, was not modificated after the exposure of bacteria to alkalinestress. We conclude that root-canal strains have different features when compared with urine enterococci, with the main differences being evident in their resistance/susceptibility to antibiotics; thus, we suggest that researches with aims directed to interpreting responses to endodontic treatment should be conducted with strains from root-canals. Besides, an alkaline environment associated to a starvation condition can reduce bacterial growth. Additionally, alterations in the structure of bacterial cell wall after alkali-stressing possibly made their recognition difficult, reducing their ability to be phagocytized, but not their ability to activate NO production. Therefore, intracanal medication with calcium hidroxyde dressing and coronal restorations, to prevent infiltration, should be critical in treatments of endodontics infections. However, the impact of alkaline stress, in alkaline-resistant enterococci, can impair the phagocytosis, contributing to their persistence in endodontic disease.(AU)
Responsável: BR28.1 - Serviço de Biblioteca e Documentação Professor Doutor Antônio Gabriel Atta
BR28.1, B915e


  4 / 33 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-881587
Autor: Potje, Simone Regina.
Título: Efeito vasorelaxante do doador de óxido nítrico [Ru(terpy)(bdq)NO]3+ (TERPY) em artéria de resistência e sua interação com a óxido nítrico sintase endotelial (eNOS) de Ratos Espontaneamente Hipertensos (SHR) / Vasorelaxation effect of nitric oxide donor [Ru(terpy)(bdq)NO]3+ (TERPY) on resistance artery and its interaction with endothelial nitric oxide synthase (eNOS) of Spontaneously Hypertensive Rats (SHR).
Fonte: Araçatuba; s.n; 2016. 107 p. ilus, graf, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho". Faculdade de Odontologia de Araçatuba para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O TERPY promove efeito hipotensor de maior magnitude em ratos hipertensos (SHR e 2R-1C) do que em ratos normotensos (Wistar e 2R). Foi demonstrado anteriormente que o endotélio prejudica o efeito vasodilatador do TERPY em aorta de Wistar. No entanto, observamos que o endotélio melhora os efeitos vasodilatadores do TERPY em aorta de SHR. Vasos sanguíneos de menor calibre, tais como as artérias de resistência, estão associadas ao controle da resitência vascular periférica e da pressão arterial. Nossa hipótese é que o TERPY induz relaxamento nas artérias mesentéricas de resistência em SHR e que as células endoteliais modulam positivamente o efeito do TERPY nestes vasos sanguíneos. Portanto, o nosso objetivo foi avaliar o efeito vasodilatador do TERPY em anéis com e sem endotélio de artéria mesentérica de ratos SHR, o seu mecanismo de relaxamento e a participação da NOS sobre esse efeito. e a Nossos resultados mostraram que o TERPY induziu um efeito vasodilatador dependente da concentração em anéis de artérias mesentéricas (2º e 3º ramos) de SHR e de ratos Wistar. A potência do TERPY foi maior em anéis intactos do que em anéis sem endotélio em artérias mesentéricas de SHR, mas em Wistar o endotélio prejudicou o efeito do TERPY. Nas artérias mesentéricas sem endotélio de SHR, o efeito do TERPY é dependente da atividade da guanilato ciclase solúvel e de canais para potássio. Nas artérias mesentéricas intactas de SHR, o efeito de TERPY depende da atividade de eNOS, mas não é dependente das atividades de nNOS, iNOS ou da via da ciclooxigenase. O TERPY promove a fosforilação da eNOS nos resíduos de serina1177 e aumenta a concentração de óxido nítrico em células endoteliais isoladas de artérias mesentéricas de SHR. Nossos resultados mostraram que a guanilato ciclase solúvel, os canais para potássio e a eNOS estão envolvidos no efeito vasodilatador estimulado pelo TERPY nas artérias de resistência mesentérica de SHR. Numa segunda parte deste estudo, avaliamos o mecanismo de ação de TERPY e seu efeito sobre a atividade da eNOS em células endoteliais. As células HUVEC, WT-HEK e HEK-eNOS foram tratadas com TERPY em diferentes tempos (0 a 60 minutos). Foram analisados por Western blotting o efeito do TERPY sobre a fosforilação de eNOS, monômero e dímero da eNOS e sobre monômero e oligômero de caveolina-1. Também foi avaliado o efeito do TERPY na interação eNOS/Cav-1 através de co-imunoprecipitação. As alterações induzidas pelo TERPY sobre as concentrações de espécies reativas de oxigênio e peroxinitrito em células endoteliais foram medidas usando sonda DHE e biossensor 7-CBA, respectivamente. A concentração de óxido nítrico (NO) foi avaliada por sonda DAF-FM e sensor Cooper. O TERPY promoveu desacoplamento e disfunção da eNOS, dependente de BH4. A desestabilização dos oligômeros da caveolina-1 foi induzida pelo TERPY. Consequentemente, o TERPY reduziu a interação eNOS/Cav-1 e promoveu ativação da eNOS. Nossos resultados mostraram que a atividade da eNOS pode ser regulada de duas maneiras diferentes pelo TERPY. O TERPY promove desacoplamento e fosforilação da eNOS, promovendo uma estratégia diferente para a regulação da atividade desta enzima. As moléculas químicas ou biológicas como o TERPY que regulam a atividade da eNOS e aumentam a produção e a biodisponibilidade de NO teriam ações terapêuticas importantes para o tratamento de doenças vasculares associadas a hipertensão(AU)

TERPY promotes a hypotensive effect with greater magnitude in hypertensive rats (SHR and 2K-1C) than in normotensive rats (Wistar and 2K). Previously, it was demonstrated that endothelium impairs vasodilatory effect of TERPY in Wistar aorta. However, we observed that endothelium improves the vasodilatory effect of TERPY in SHR aorta. Smaller blood vessels, such as mesenteric arteries, are associated with the control of peripheral vascular resistance and blood pressure. We hypothesized that TERPY induces relaxation on mesenteric resistance arteries in SHR and endothelial cells modulate positively the TERPY's effect on these blood vessels. Therefore, our goal was to evaluate the vasodilator effect of TERPY in rings with and without endothelium of mesenteric arteries in SHR, the mechanism of relaxation and the participation of NOS on this effect. Our results show TERPY induced a concentration-dependent vasodilator effect in mesenteric arteries (2nd and 3 rd branches) rings from SHR and Wistar. The potency of TERPY was higher in intact than in denuded rings from SHR, but in Wistar, endothelium impair the TERPY's effect. In denuded mesenteric arteries from SHR, the relaxation effect induced by TERPY is dependent of soluble guanylate cyclase and activation of potassium channel. However, in intact mesenteric arteries from SHR, TERPY´s effect is modulated by eNOS activity, but it is not dependent of nNOS, iNOS or cyclooxygenase pathway activities. TERPY promotes eNOS3 Ser1177 phosphorylation and increases nitric oxide concentration in isolated endothelial cells of mesenteric arteries from SHR. Together, our results showed that soluble guanylate cyclase, potassium channels, and eNOS are involved in the vasodilator effect of TERPY in mesenteric resistance arteries from SHR. In a second part of this study, we aimed to evaluate the mechanism of action of TERPY and its effect on eNOS activity in endothelial cells. HUVEC, WT-HEK and HEK-eNOS cells were treated with TERPY at different times (0 to 60 minutes). Were analyzed by western blotting the TERPY`s effect on eNOS monomer, dimer and phosphorylation and on monomer and oligomer of caveolin-1. It was also evaluated the effect of TERPY in the interaction between eNOS/Cav-1 through co-immunoprecipitation. Alterations induced by TERPY on reactive oxygen species and peroxynitrite concentrations in endothelial cells were measured by using DHE probe and biosensor 7-CBA, respectively. Nitric oxide fluorescence was assessed by DAF-FM probe and Cooper sensor. TERPY promoted eNOS uncoupling and eNOS dysfunction, which is BH4-dependent. Caveolin-1 oligomers destabilization was induced by TERPY. Consequently, TERPY reduced eNOS/Cav-1 interaction and promoted eNOS activation. Our results show that eNOS activity can be regulated in two different ways by TERPY, leading to eNOS uncoupling and leading to eNOS phosphorylation, promoting a strategy for eNOS regulation. Chemical or biological molecules as TERPY that regulates eNOS activity and increase NO production and bioavailability are potential therapeutic drugs for the treatment of vascular diseases associated with hypertension(AU)
Responsável: BR186.1 - Biblioteca Honório Monteiro
BR186.1


  5 / 33 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-870224
Autor: Jorjão, Adeline Lacerda.
Título: Metodologia da criação de Galleria mellonella para uso como modelo de infecção e efeitos de Lactobacillus rhamnosus inativa do pelo calor in vivo e in vitro, desafiados por Staphylococcus aureuse Escherichia coli / Methodology for creation of Galleria mellonella for use as infection model and effects of inactivated Lactobacillus rhamnosus in vivo and in vitro challenged by Staphylococcus aureus and Escherichia coli.
Fonte: São José dos Campos; s.n; 2016. 93 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual Paulista. Instituto de Ciência e Tecnologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Galleria mellonella é utilizada para estudar a virulência de microorganismose a potência de antimicrobianos. Este estudo buscou estabelecer criação de lagartas utilizadas em ensaios in vivo e avaliar o efeito do probiótico Lactobacillus rhamnosus ATCC 7469, inativado pelo calor, no modelo e in vitro. Os objetivos foram: a) desenvolver uma metodologia de criação de G. mellonella, avaliando quatro dietas diferentes sobre crescimento larval, volume da hemolinfa, quantidade de hemócitos e resposta à infecção por meio da curva de sobrevivência b) avaliar os efeitos de L. rhamnosus sobre G. mellonella analisando: curva de sobrevivência; contagem de hemócitos, melanização da hemolinfa, produção de óxido nítrico na hemolinfa e os efeitos de L. rhamnosussobre macrófagos RAW 264.7 desafiados por S. aureus ou E. coli, analisando o perfil de indução de citocinas e óxido nítrico. Os resultados foram analisados estatisticamente (ANOVA e Tukey, 5%) e a curva de morte e estimativa das diferenças na sobrevivência foram determinadas por Log-rank (Mantel-Cox, 5%). As rações a base de fubá e pólen apresentaram os melhores resultados, sendo semelhantes entre si e diferentes das demais rações (p < 0,05), sendo a ração a base de fubá escolhida por apresentar resultados semelhante ao pólen e menor custo. Os resultados in vivo demonstraram diminuição na mortalidade das lagartas no grupo com inoculação de L. rhamnosus, entretanto, sem diferença estatística. Houve aumento na contagem de hemócitos quando G. mellonella foi inoculada com S. aureus e E. coli, com ou sem inoculação de L. rhamnosus, além de haver melanização da hemolinfa,demonstraram que o L. rhamnosus melhorou a resposta de G. mellonella quando desafiada por bactérias. Os resultados in vitro demonstram que L.rhamnosus induziu alta produção de TNF-α, igualmente aos demais grupos (p ≤ 0,05), não havendo produção de IL-1β e IL-6 no grupo estimulado apenas por L. rhamnosus. Nos grupos que receberam o segundo estímulo...

Galleria mellonella is used to study microorganisms virulence and antimicrobial power. This study aimed to standardize the creation of worms used in In vivo assays and evaluate the effect of heat-killed probiotic, Lactobacillus rhamnosus ATCC 7469, on this model and in in vitro studies. The objectives were: a) developing a methodology for breeding G. mellonella with four different diets influence on larval growth,hemolymph volume, quantity of hemocytes and infection response bymeans of survival curve; b) evaluating the effects of L. rhamnosus on G.mellonella by means of the following analyzes: survival curve, hemocytes counting, hemolymph melanization, nitric oxide release, and the effects ofL. rhamnosus on macrophages RAW 264.7 challenged by S. aureus or E.coli by means of cytokines and nitric oxide production. Results were statistically analyzed (ANOVA and Tukey, 5%). Death curve and estimation of differences in survival were determined by Log-rank (MantelCox, and pollen-based rations showed the best results, being similar to each other and different from the other ones (p <0.05).Cornmeal ration was chosen since it presents results similar topollen and lower cost. In vivo results showed reduction in mortality of caterpillars in the group inoculated with L. rhamnosus, with no statistical difference. Hemocyte counting increased when G. mellonella was inoculated with S. aureus and E. coli, with or with out inoculation of L. rhamnosus, add to that hemolymph melanization, showing that L.rhamnosus improved G. mellonella response challenged by bacteria. Invitro results show that L. rhamnosus induced high production of TNF-α,like other groups (p = 0.05), with no production of IL-1β and IL-6 in thegroup stimulated only by L. rhamnosus. The groups which received only the second stimulus or only the contact with S. aureus or E. coli, there wasIL-1β, IL-6 and IL-10 production. The highest nitric oxide production was observed in the groups challenged...
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação
BR243.1; D6, J768m


  6 / 33 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-867936
Autor: Samuel, Renata Oliveira.
Título: Perfil inflamatório local e sistêmico de ratos wistar com múltiplas infecções endodônticas / Local and systemic inflammatory profile of Wistar rats with multiple endodontics infections.
Fonte: Araçatuba; s.n; 2016. 87 p. ilus, tab.
Idioma: en; pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Odontologia de Araçatuba para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi colaborar com o entendimento dos mecanismos que envolvem a relação entre as infeções de origem endodôntica e o estado de homeostasia corpórea. Para isso investigamos o perfil inflamatório local da periodontite apical induzida e relacionamos com alterações no perfil sistêmico em ratos portadores de uma ou múltiplas infecções de origem endodôntica. Foram utilizados 30 ratos da linhagem Wistar distribuídos em 3 grupos de 10 animais: ratos saudáveis; 1AP – ratos com infecção endodôntica em um elemento dentário; 4AP ratos com infecções endodônticas em 4 elementos dentários. Após 30 dias, foi coletado sangue por punção cardíaca para a realização do hemograma (hemácias, volume globular, hemoglobina, VCM, CHCM, leucócitos, neutrófilos, linfócito, monócito, eosinófilo, basófilo e plaquetas); da quantificação sérica das citocinas pró-inflamatórias (TNF-α, IFN- γ, IL-6, IL-17, IL-23) por ELISA e da quantificação de óxido nítrico (NO). Após coleta sanguínea, os animais foram sacrificados, as maxilas e mandíbulas foram processadas para análise em microscopia de luz em coloração de H.E. e para marcação imunoistoquímica dos mediadores inflamatórios supracitados. Os resultados das diferentes análises e a relação entre os achados locais e sistêmicos foram analisados por testes estatísticos específicos para cada caso (p<0.05). Nas análises histológicas, foi confirmada a presença de periodontites apicais no 1AP e 4AP, com infiltrado inflamatório moderado. Além disso, foi observado aumento de todos os mediadores supracitados nas lesões quando comparado aos tecidos saudáveis (p<0.05). Nas análises séricas, foi observado aumento linfócitos, leucócitos, TNF-α, IL-6, IL-17 e IL-23 no 4AP quando comparado aos ratos saudáveis (p<0.05). Além disso, houve diminuição do NO no 1AP e 4AP quando comparados aos ratos saudáveis (p<0.05). O nível de IFN- γ não foi diferente entre os grupos (p>0.05). Conclui-se que a presença de periodontite apical em múltiplos...

The aim of this work will contribute to understanding of the mechanisms that involve the relationship between infections of endodontic origin and state of bodily homeostasis. Thus, we propose to investigate the profile of local inflammatory induced apical periodontitis and correlate with changes in the profile systemic model with a onlyl or multiple endodontic infections. It were used 30 Wistar rats divided into three groups of 10 animals each: healthy rats; 1AP - rats with only endodontic infection; 4AP rats with multiple endodontic infections. After 30 days, blood was collected by cardiac puncture for complete blood count (RBCs, packed cell volume, hemoglobin, mean corpuscular volume, mean corpuscular hemoglobin concentration, leukocytes, neutrophil, lymphocyte, monocyte, eosinophil, basophil and platelets), serum quantification of proinflammatory cytokines (IL-17, IL-23, IL-6, TNF-α, IFN-γ) by ELISA and nitric oxide. After blood collection, the animals were killed, the jaws were processed for light microscopy in HE staining and immunohistochemical staining of inflammatory mediators above. The results of the different analyzes and the correlation between the local and systemic findings were analyzed by statistical tests specific to each case (p<0,05). Histological analysis confirmed the presence of apical periodontitis in 1AP and 4AP, with moderate inflammatory infiltrate. Furthermore, it was observed increase of all above mediators in lesions when compared to healthy tissue (p<0,05). In serum analysis, 4AP showed lymphocytes, leukocytes, TNF-α, IL-6, IL-17 and IL-23 increase when compared to healthy rats (p <0.05). Furthermore, there was a decrease of NO in 4AP and 1AP when compared to healthy rats (p<0,05). IFN-γ level was not different between the groups (p>0.05). It is concluded that the presence of apical periodontitis in multiple teeth can lead to significant alterations from increased serum lymphocytes, leukocytes and pro-inflammatory cytokines...
Responsável: BR186.1 - Biblioteca Honório Monteiro
BR186.1


  7 / 33 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-867660
Autor: Jorjão, Adeline Lacerda.
Título: Metodologia da criação de Galleria mellonella para uso como modelo de infecção e efeitos de Lactobacillus rhamnosus inativa do pelo calor in vivo e in vitro, desafiados por Staphylococcus aureuse Escherichia coli / Methodology for creation of Galleria mellonella for use as infection model and effects of inactivated Lactobacillus rhamnosus in vivo and in vitro challenged by Staphylococcus aureus and Escherichia coli.
Fonte: São José dos Campos; s.n; 2016. 93 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a UNESP-Univ Estadual Paulista -Instituto de Ciência e Tecnologia -CSJC para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Galleria mellonella é utilizada para estudar a virulência de microorganismose a potência de antimicrobianos. Este estudo buscou estabelecer criação de lagartas utilizadas em ensaios in vivo e avaliar o efeito do probiótico Lactobacillus rhamnosus ATCC 7469, inativado pelo calor, no modelo e in vitro. Os objetivos foram: a) desenvolver uma metodologia de criação de G. mellonella, avaliando quatro dietas diferentes sobre crescimento larval, volume da hemolinfa, quantidade de hemócitos e resposta à infecção por meio da curva de sobrevivência b) avaliar os efeitos de L. rhamnosus sobre G. mellonella analisando: curva de sobrevivência; contagem de hemócitos, melanização da hemolinfa, produção de óxido nítrico na hemolinfa e os efeitos de L. rhamnosussobre macrófagos RAW 264.7 desafiados por S. aureus ou E. coli, analisando o perfil de indução de citocinas e óxido nítrico. Os resultados foram analisados estatisticamente (ANOVA e Tukey, 5%) e a curva de morte e estimativa das diferenças na sobrevivência foram determinadas por Log-rank (Mantel-Cox, 5%). As rações a base de fubá e pólen apresentaram os melhores resultados, sendo semelhantes entre si e diferentes das demais rações (p < 0,05), sendo a ração a base de fubá escolhida por apresentar resultados semelhante ao pólen e menor custo. Os resultados in vivo demonstraram diminuição na mortalidade das lagartas no grupo com inoculação de L. rhamnosus, entretanto, sem diferença estatística. Houve aumento na contagem de hemócitos quando G. mellonella foi inoculada com S. aureus e E. coli, com ou sem inoculação de L. rhamnosus, além de haver melanização da hemolinfa,demonstraram que o L. rhamnosus melhorou a resposta de G. mellonella quando desafiada por bactérias. Os resultados in vitro demonstram que L.rhamnosus induziu alta produção de TNF-α, igualmente aos demais grupos (p ≤ 0,05), não havendo produção de IL-1β e IL-6 no grupo estimulado apenas por L. rhamnosus. Nos grupos que receberam o segundo estímulo ou ...

Galleria mellonella is used to study microorganisms virulence and antimicrobial power. This study aimed to standardize the creation of worms used in In vivo assays and evaluate the effect of heat-killed probiotic, Lactobacillus rhamnosus ATCC 7469, on this model and in in vitro studies. The objectives were: a) developing a methodology for breeding G. mellonella with four different diets influence on larval growth,hemolymph volume, quantity of hemocytes and infection response bymeans of survival curve; b) evaluating the effects of L. rhamnosus on G.mellonella by means of the following analyzes: survival curve, hemocytes counting, hemolymph melanization, nitric oxide release, and the effects ofL. rhamnosus on macrophages RAW 264.7 challenged by S. aureus or E.coli by means of cytokines and nitric oxide production. Results were statistically analyzed (ANOVA and Tukey, 5%). Death curve and estimation of differences in survival were determined by Log-rank (MantelCox, and pollen-based rations showed the best results, being similar to each other and different from the other ones (p <0.05).Cornmeal ration was chosen since it presents results similar topollen and lower cost. In vivo results showed reduction in mortality of caterpillars in the group inoculated with L. rhamnosus, with no statistical difference. Hemocyte counting increased when G. mellonella was inoculated with S. aureus and E. coli, with or with out inoculation of L. rhamnosus, add to that hemolymph melanization, showing that L.rhamnosus improved G. mellonella response challenged by bacteria. Invitro results show that L. rhamnosus induced high production of TNF-α,like other groups (p = 0.05), with no production of IL-1β and IL-6 in thegroup stimulated only by L. rhamnosus. The groups which received only the second stimulus or only the contact with S. aureus or E. coli, there wasIL-1β, IL-6 and IL-10 production. The highest nitric oxide production was observed in the groups challenged...
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação
BR243.1; D6, J768m


  8 / 33 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-867518
Autor: Jorjão, Adeline Lacerda.
Título: Efeitos do Lactobacillus rhamnosus e seus produtos sobre a liberação de mediadores pró e anti-inflamamatórios em macrófagos de camundongo / Assessment of the effects of Lactobacillus rhamnosus and their products on the production of proand anti-inflammatory mediators by macrophages.
Fonte: São José dos Campos; s.n; 2012. 71 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a UNESP - Univ Estadual Paulista-Faculdade de Odontologia de São José dos Campos para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: De acordo com a literatura, o uso frequente de probióticos em humanos favorece a modulação do sistema imunológico, por mecanismos ainda não totalmente definidos. O objetivo do presente estudo foi avaliar a capacidade de Lactobacillus rhamnosus ou seus produtos induzirem a liberação de mediadores pró e anti-inflamatórios (TNF-α, IL-1β, IL-4, IL-6, IL-10, IL-12 e óxido nítrico) por macrófagos de camundongo (RAW 264.7). Para tanto, foram realizadas 3 preparações do microrganismo: SpL: suspensão de bactérias vivas (5 x 107 UFC/mL), SpLA: suspensão de bactérias autoclavadas a 121ºC por 15 min (5 x 107 células/mL); e SnLA: sobrenadante da suspensão anterior (SpLA) após centrifugação. As células (macrófagos RAW 264.7) foram cultivadas (37ºC, 5% de CO2) em três diferentes situações: na presença de SpL, SpLA ou SnLA. Após 2 h e 30 min de cultivo, o meio de cultura foi trocado e as células foram cultivadas por mais 16 h. Em seguida, os sobrenadantes foram removidos e estocados em freezer (-80ºC) para posterior análise. Como controle positivo foi utilizado LPS de Escherichia coli (10 EU/mL) e como controle negativo solução fisiológica. A quantificação de citocinas foi realizada pelo teste imunoenzimático (ELISA) utilizando anticorpos específicos. A produção de óxido nítrico foi determinada indiretamente pela concentração de nitrito detectada pelo reagente de Griess. Os resultados foram analisados estatisticamente, pela análise de variância ANOVA, com nível de significância de 5%, e pelo teste de Tukey. As suspensões SpL e SpLA foram capazes de induzir produção significativamente superior de TNF-α, IL-6, IL-10 e óxido nítrico em relação ao controle negativo (p<0,05). SnLA também induziu aumento significativo na produção de TNF-α, IL-10 e óxido nítrico (p<0,05), entretanto, não induziu produção significativa de IL-6 em relação ao controle negativo (p>0,05). Não foi observada produção significativa de IL-4 e IL-1β por nenhuma das suspensões estudadas....

According to the literature, the frequent use of probiotics in humans favors the modulation of the immune system by mechanisms not yet fully defined. The aim of this study was to evaluate the ability of Lactobacillus rhamnosus or their products induce the release of proinflammatory mediators and anti-inflammatory (TNF-α, IL-1β, IL-4, IL-6, IL-10, IL-12 and nitric oxide) by mouse macrophages (RAW 264.7). To this end, there were three preparations of the microorganism: SPL: suspension of live bacteria (5 x 107 UFC/ mL), SPLA: bacteria suspension autoclaved at 121 ° C for 15 min (5 x 107 UFC / mL) and SnLA: supernatant (SPLA) after centrifugation. The cells (RAW 264.7 macrophages) were cultured (37 ° C, 5% CO2) in three different situations: in the SpL, SPLA or SnLA presence. After 2 h 30 min cultivation, the culture medium was changed and cells were cultured for more 16 h. Then, the supernatants were removed and stored in a freezer (-80 °C) for later analysis. As positive control was used Escherichia coli LPS (10 EU / mL) and physiological solution as negative control. Cytokine quantitation was performed by immunoenzymatic test (ELISA) using specific antibodies. The production of nitric oxide was indirectly determined by nitrite concentration detected by the Griess reagent. The results were statistically analyzed by ANOVA with a significance level of 5%, and Tukey test. SPL and SPLA suspensions were able to induce significantly higher production of TNF-α, IL-6, IL-10 and nitric oxide than the negative control (p <0.05). SnLA also induced a significant increase in the production of TNF-α, IL-10 and nitric oxide (p <0.05), however, did not induce significant production of IL-6 in relation to the negative control (p> 0.05). It was not observed production of IL-4 and IL-1β, by any of the suspensions analyzed. In relation to IL-12, SPL and suspensions SnLA induced production similar to...
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação
BR243.1; D691, J768e


  9 / 33 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-867426
Autor: Lima, Heliton Gustavo de.
Título: Mecanismos de defesa dos mastócitos contra o periodontopatógeno Aggregatibacter actinomycetemcomitans: atividade microbicida intracelular / Defense mechanisms of mast cells against periodontopathogen Aggregatibacter actinomycetemcomitans: intracellular microbicidal activity.
Fonte: Bauru; s.n; 2015. 119 p. ilus, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Os mastócitos (MCs) estão presentes tanto no periodonto normal quanto inflamado, em diferentes quantidades e em vários locais. Nos últimos anos, a eficácia e a contribuição dos MCs em eliminar bactérias, através de sua atividade microbicida intracelular, estão se tornando cada vez mais reconhecidas. Assim, a partir de MCs murinos desafiados in vitro com o periodontopatógeno Aggregatibacter actinomycetemcomitans (ATCC 29523) por 3, 5, 10 e 24 horas, o presente estudo teve como objetivo investigar a capacidade microbicida intracelular de MCs, e comparar com a capacidade microbicida de macrófagos peritoneais murinos (MPs), considerados fagócitos profissionais, por meio da contagem das unidades formadoras de colônias. Além disso, avaliou-se a produção e liberação de mediadores microbicidas, óxido nítrico (NO) e peróxido de hidrogênio (H2O2), por meio do método colorimétrico de Griess e pela degradação de substratos fluorescentes, respectivamente. Para a análise estatística, foram utilizados os testes estatísticos ANOVA Fatorial seguido do teste de Tukey e teste de correlação de Pearson (p<0.05). Nossos resultados revelaram que os MCs foram capazes de eliminar eficientemente o periodontopatógeno, principalmente após 10h de desafio intracelular. Comparando-se a atividade microbicida dos dois tipos celulares, verificou-se, nos períodos de 3h e 5h de desafio, um menor percentual de colônias viáveis no interior de MPs, em comparação aos MCs. Inversamente, nos períodos de 10h e 24h, observaram-se menores valores percentuais de colônias intracelulares nos MCs em relação aos MPs. Além disso, a produção/liberação de NO bem como, em menor proporção, de H2O2 pelos MCs foram concordantes com a sua capacidade microbicida. Este é o primeiro estudo que demonstra a eficiente ação microbicida intracelular de MCs murinos contra Aggregatibacter actinomycetemcomitans, com produção e liberação de substâncias potencialmente bactericidas, e de forma mais eficaz que os macrófagos...

Mast cells (MCs) are present in both normal and inflamed periodontal tissues, in varying amounts and locations. Recently, MCs contribution in eliminating bacteria and its effectiveness, through its intracellular microbicidal activity, have been increasingly recognized. Thus, this study aimed to investigate the intracellular microbicide capacity of MCs, and compare it with the microbicide capacity of murine peritoneal macrophages (MPs), considered professional phagocytes, by counting the colony forming units. Both cell types were challenged in vitro with periodontopathogen Aggregatibacter actinomycetemcomitans (ATCC 29523) by 3, 5, 10 and 24 hours. Additionally, the production and release of microbicidal agents, nitric oxide (NO) and hydrogen peroxide (H2O2) were evaluated by means of colorimetric Griess method and by the degradation of fluorescent substrates, respectively. Statistical analysis was performed by ANOVA Factorial test followed by Tukey and Pearson's correlation test (p <0.05). Our results revealed that MCs are able to efficiently eliminate periodontopathogen, mainly after 10 hours of intracellular challenge. The microbicidal activity of both cell types, in 3 and 5 hours of challenge showed a lower percentage of viable colonies inside MPs, compared to MCs. Contradictorily, in 10 and 24 hours a lower percentage of intracellular colonies in MCs was observed in relation to MPs. Moreover, the production/release of NO and, in minor proportion, of H2O2 by MCs was in agreement with its microbicidal capacity. Therefore, this is the first report to describe the intracellular microicidal activity of murine MCs against Aggregatibacter actinomycetemcomitans, concerning production and release of potentially bactericidal substances, which is more effective than macrophages. These results suggest the importance of these cells in pathogenesis and defense mechanisms of biofilm-associated periodontal disease.
Responsável: BR28.1 - Serviço de Biblioteca e Documentação Professor Doutor Antônio Gabriel Atta


  10 / 33 BBO  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-867045
Autor: Gardizani, Taiane Priscila.
Título: Imunossenescência e Candida albicans: avaliação da capacidade fagocítica e produção intracelular de substâncias microbicidas por monócitos e macrófagos / Immunosenescence and Candida albicans: assessment of the phagocytic capacity and intracellular production of microbicidal substances by monocytes and macrophages.
Fonte: Bauru; s.n; 2014. 131 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade e São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Atualmente, a população mundial está passando por um processo de transição demográfica, relacionado com o aumento considerável do número de idosos em relação aos jovens. O rápido crescimento da população idosa constitui uma das maiores preocupações da sociedade moderna, o que demanda um aumento no estudo da saúde e da melhoria da qualidade de vida dos idosos, incluindo um maior esclarecimento dos aspectos patofisiológicos relacionados com as doenças microbianas. Uma das infecções que afetam os idosos, principalmente os imunocomprometidos, é a candidose, a qual pode ser causada por diferentes espécies de Candida, em especial Candida albicans (C. albicans). Os monócitos e macrófagos exercem funções essenciais no combate a microrganismos através do processo fagocítico que abrange a produção de espécies reativas do nitrogênio e oxigênio que culminam no controle e/ou morte do patógeno. Uma vez esses fatores comprometidos, o combate aos agentes agressores é dificultado e ou ineficaz fazendo com que estas disfunções ocasionem problemas clínicos. Sendo assim, o objetivo do presente trabalho foi avaliar in vitro a capacidade fagocítica, a geração de óxido nítrico (NO) e peróxido de hidrogênio (H2O2) intracelular, e a habilidade de controlar o crescimento extracelular do fungo C. albicans por monócitos e macrófagos humanos de idosos e jovens. Para isso, foram obtidos monócitos do sangue periférico de indivíduos idosos e jovens os quais permaneceram em cultura por 7 dias e se diferenciaram em macrófagos. Ambos os fagócitos foram desafiadas com diferentes proporções de C. albicans viáveis (5 células:1 fungo, 1:1 e 1:5) por 30min, 2h e 5h. Após os desafios, os dados foram analisados por meio de ensaio fluorescente de fagocitose e crescimento fúngico extracelular, e pelos kits DAF-FM diacetato (NO) e Cell Rox Deep (H2O2). Os resultados foram expressos como média ± desvio padrão (SD) dos valores ou porcentagens obtidos e a análise estatística foi...

Currently, the world population is undergoing a process of demographic transition, associated with a considerable increase in the number of elderly compared with young subjects. The rapid growth of the elderly population is a major concern of the modern society, which requires an increase in the study of health and improved quality of life for the aged. This includes a greater clarification of the pathophysiological aspects of microbial diseases. One of the infections affecting the elderly, particularly those immunocompromised, is the candidosis that can be caused by various Candida species, especially Candida albicans (C. albicans). Monocytes and macrophages exert essential functions in combating microorganisms by phagocytic process. During this process occur the production of reactive nitrogen species and reactive oxygen species that culminate in the control and/or death of the pathogen. Once these factors are affected, the fight against aggressors is difficult and/or ineffective, and these disorders can cause clinical problems. Thus, the aim of this in vitro study was to investigate occurrence of phagocytosis, the intracellular generation of nitric oxide (NO) and hydrogen peroxide (H2O2), and the ability of human monocytes and macrophages from young and old in controlling the extracellular growth of the fungus C. albicans. Therefore, peripheral blood monocytes from elderly and young subjects were obtained and remained in culture for 7 days until they differentiate into macrophages. Both mononuclear cells were challenged with different proportions of viable C. albicans (5 cells:1 fungus, 1:1 and 1:5) for 30min, 2h and 5h. After the challenges, it was possible to evaluate the ability of fungal internalization and the controlling of extracellular fungal growth by a fluorescent assay, and measure the intracellular production of nitric oxide (NO) by DAF-FM Diacetate and hydrogen peroxide (H2O2) by Rox Deep Cell Kit. The results were expressed as mean ± standard...
Responsável: BR28.1 - Serviço de Biblioteca e Documentação Professor Doutor Antônio Gabriel Atta



página 1 de 4 ir para página            
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde