Base de dados : BBO
Pesquisa : D12.776.124.486.485.114 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 22 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Longo]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 22 BBO  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-518559
Autor: Rizzato, Juliana Lindemann; iclvares, Joana Paglioza; Vargas, Ivana Ardenghi; Martins, Gustavo Lisboa; Hernandez, Pedro Antonio Gonzales.
Título: Diagnóstico e tratamento da caninos superiores permanentes impactados: relato de caso / Diagnosis and treatment of upper impacted canines: a case report
Fonte: Ortodon. gaúch;10(2):118-128, jul.-dez. 2006. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O canino é um dente de indiscutível importância no complexo dentofacial, tanto por razões funcionais quanto estéticas, entretanto, são vários os fatores etiológicos que podem levar a sua impacção. Daí a grande divergência entre autores sobre sua real etiologia. Seu diagnóstico pode ser feito através de exame clínico e radiográfico, tornando-se fácil ao cirurgião-dentista identificá-la. Um dente impactado pode ser submetido a vários métodos de tratamento, sendo que a conduta ortocirúrgica é a mais utilizada pelos cirurgiões-dentistas, e a que fornece melhor prognóstico estético. Este trabalho teve por objetivo fazer uma revisão sobre as formas de diagnóstico, etiologia e tratamento de caninos superiores impactados, para assim fornecer um panorama geral da seqüência terapêutica a ser realizada. Será apresentado, também, um caso clínico como exemplo de conduta frente à impacção dentária do canino, pois somente com o conhecimento de sua etiologia, e possíveis seqüelas de retenção, o profissional pode melhor orientar seu paciente, dando-lhe a melhor opção de tratamento.
Responsável: BR541.1 - Biblioteca


  2 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1043173
Autor: CONTE, Tainara; ANDRADE, Guilherme Schmitt de; GADONSKI, Ana Paula; SANTIN, Daniella Cristo; NAUFEL, Fabiana Scarparo.
Título: Evaluation of the effect of chlorhexidine and sodium hypochlorite in adhesive cementation of fiber posts - in vitro study / Avaliação do efeito da clorexidina e do hipoclorito de sódio na cimentação adesiva de pinos - estudo in vitro
Fonte: Rev. odontol. UNESP (Online);48:e20190020, 2019. tab, graf, ilus.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction The attachment of fiberglass posts is achieved through an adhesive process. Failures in adhesion may occur due to the hydrolytic degradation of the adhesives, or to the degradation of the collagen fibres of the hybrid layer by intrinsic enzymes. Objective To evaluate the effect of chlorhexidine and sodium hypochlorite treatment on bond strength to dentin. Material and method Thirty bovine roots were randomly distributed into 3 groups (n=10): a) Control, b) 2% Chlorhexidine, and c) 5% Sodium Hypochlorite. Next, RelyX® ARC resin cement was used to cement the post. Each specimen resulted in samples from the three root thirds that were submitted to the pushout test (MPa) at 24 hours and 12 months. Bond strength values were analysed using the Kolmogorov-Smirnov, 3-way ANOVA and Tukey tests. The fracture mode of the pin was also analysed using stereomicroscopy. Result There were no significant differences between treatments at the immediate time (p=0.0644) or in the interaction of factors (p=0.1935). After one year, the experimental groups showed no significant differences in bond strength in relation to the control group, with the exception of the cervical third of the chlorohexidine group in which there was a significant loss of adhesion. As for the fracture mode, there was a predominance of the mixed type in all groups and thirds. Conclusion The use of chlorhexidine or hypochlorite provides neither benefits nor losses in the adhesive bond strength of fiberglass posts. However, there is an influence of the root thirds, with the worst bond strength in the apical third.

Resumo Introdução A fixação de pinos de fibra de vidro é realizada através de um processo adesivo. Falhas podem ocorrer na adesão devido à degradação hidrolítica dos adesivos, ou pela degradação das fibras colágenas da camada híbrida por enzimas intrínsecas. Objetivo Avaliar o efeito do tratamento com clorexidina e hipoclorito de sódio sobre a resistência de união adesiva à dentina. Material e método Trinta raízes bovinas foram distribuídas aleatoriamente em 3 grupos (n=10): a) Controle, b) Clorexidina 2% e c) Hipoclorito de Sódio 5%. Após, para a cimentação do pino radicular, utilizou-se o cimento resinoso RelyX® ARC. Cada espécime resultou corpos-de-prova dos três terços radiculares, os quais foram submetidos ao teste de pushout (MPa) nos períodos de 24 horas e 12 meses. Valores de resistência de união foram analisados pelos testes de Kolmogorov-Smirnov, ANOVA (three-way) e de Tukey. Analisou-se ainda o modo de fratura do pino, através de estereomicroscopia. Resultado Não houve diferenças significativas entre tratamento no tempo imediato (p=0,0644) ou na interação dos fatores (p=0,1935). Após um ano, os grupos experimentais não promoveram diferença significante na resistência de união em relação ao controle, com exceção do terço cervical do grupo clorexidina, onde houve uma perda significativa de adesão. Quanto ao modo de fratura, houve predominância do tipo mista em todos os grupos e terços. Conclusão O uso de clorexidina ou hipoclorito não promove benefícios ou prejuízos na resistência de união adesiva de pinos de fibra, mas há influência dos terços radiculares, sendo a pior resistência de união no terço apical.
Responsável: BR39.2 - Biblioteca Professora Maria Dilma de Oliveira Gonçalves
BR39.2


  3 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-872930
Autor: Dourado, Edwaldo; Fernandes, Thaiz Carrera Arrabal; Feitosa, Édila Figueredo; Lopes, Mário José Pinto.
Título: Análise comparativa entre suturas convencionais e adesivos à base de 2-octilcianoacrilato: revisão de literatura / Comparative analysis of conventional sutures and 2-octyl-cyanoacrilate adhesives: a review of the literature
Fonte: Rev. cir. traumatol. buco-maxilo-fac;5(1):15-20, jan.-mar. 2005.
Idioma: pt.
Resumo: O 2-octil-cianoacrilato tem sido utilizado em diversos campos das especialidades cirúrgicas como adesivo no fechamento de retalhos gengivais e em lacerações mucosas e cutâneas, capeamento pulpar em restaurações dentárias com sucesso e aceitabilidade, além de apresentar uma ótima resposta imunológica. O Nylon, dentre os fios de sutura convencionais, é o que apresenta melhor resposta biológica, cicatricial e capacidade de coaptação de bordos de uma ferida incisa. Tendo em vista as necessidades estéticas, o cianoacrilato tem sido aplicado com resultados satisfatórios, quando comparado às suturas com o fio de Nylon, pois apresenta melhor capacidade de coaptação dos bordos de uma lesão de pele, menor cicatriz residual e biocompatibilidade, estando limitado, pois, a zonas de baixa tensão tecidual. Frente a estas considerações, este trabalho detém-se em desenvolver um estudo comparativo entre o 2-octil-cianoacrilato e o fio de sutura de Nylon, haja vista as peculiaridades, nível de cicatrização, baixa zona de tensão tecidual e estética.
Responsável: BR310.1 - Biblioteca Professor Guilherme Simões Gomes
BR310.1


  4 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-865406
Autor: Araújo, José Augusto Dias.
Título: Infecção odontogênica: revisão de literatura.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2010. 106 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de Minas Gerais. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Especialista.
Responsável: BR365.1 - BIB - Biblioteca
BR365.1; D611, A662i, 2010. MP


  5 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-857572
Autor: Mariotto, Luís Anselmo; Delgado, Roque Javier Mérida; Bras Dias, L.
Título: Colagem heterógena associada a reestabelecimento periodontal: caso clínico / Heterogenous bonding associeted to restore periodontics: clinical relate
Fonte: Rev. ciênc. odontol;3(3):15-7, jan.-dez. 2000. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Neste trabalho descreve-se uma solução na clínica diária, para ser usada como alternativa para o reestabelecimento de dentes com grandes mutilações por cáries ou fraturas. A situação clínica em questão foi uma fratura em um incisivo central superior do tipo classe IV segundo ELLIS², que perdeu parcialmente esmalte, dentina bem como complexo pulpar e invasão do espaço biológico periodontal. A resolução para tal problema foi realizar uma restauração com resina composta e seu sistema adesivo associado à colagem heterógena, que consiste na utilização de parte de um dente extraído a ser aderido no dente debilitado. Necessitou-se de um procedimento cirúrgico periodontal para acesso à fratura e para o reestabelecimento do espaço biológico
Responsável: BR22.1 - CBC - Coordenadoria de Biblioteca Central
BR22.1/BR97.1


  6 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-586813
Autor: Siqueira, Danilo Furquim; Oliveira, Gabriela Rodrigues de; Bramante, Fausto Silva; Paranhos, Luiz Renato; Scanavini, Marco Antonio.
Título: Apinhamento terciário: causas e opções terapêuticas / Tertiary crowding: cause and treatment options
Fonte: Rev. clín. ortodon. Dental Press;10(1):57-70, fev.-mar. 2011. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O apinhamento dentário pode ser classificado, didaticamente, em primário, secundário e terciário, e se caracteriza pela sobreposição ou rotação dos dentes. O apinhamento terciário se manifesta na idade adulta, acomete mais a região anteriorinferior, é de origem multifatorial e pode necessitar de tratamento ortodôntico. Em vista das dúvidas remanescentes e contovérsias existentes sobre o assunto, o presente trabalho tem como objetivos discutir as possíveis causas do apinhamento terciário e ilustrar algumas opções terapêuticas.
Responsável: BR1141.1 - Biblioteca Central


  7 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-582283
Autor: Carneiro, Ana Paula Cavalcante; Guimarães, João Alfredo Tenório Lins; Silva, Roseli Mayumi Ikeda e; Santiago, Adriana Paula Costa e Silva; Laureano Filho, José Rodrigues.
Título: Chronological table of third molar mineralization in a survey in the state of Alagoas, Brazil
Fonte: Braz. j. oral sci;9(4):488-492, Oct.-Dec. 2010. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Aim: The aim of this study was to develop an age estimation table based on mineralization stages of third molars in a survey in the state of Alagoas, Brazil. Forensic dentistry has largely contributed to solve age estimation cases. Radiographic study on tooth mineralization stages has shown major importance on age estimation with forensic application. Methods: This investigation was a crosssectional study developed at the clinic of the local branch of the Brazilian Dental Association in Alagoas. Three hundred and twelve patients of both genders aged 9 to 21 years were enrolled. Three calibrated examiners (kappa=0.789, p<0.001) determined the mineralization stages of each third molar from radiographs collected in the survey. The age of each patient was also recorded. Results: A third molar chronological mineralization table based on the study’s survey was developed. There was correlation (Spearman=0.869; p<0.01) between real and estimated ages, mainly when both upper and lower third molars were considered together. Conclusions: It is important to develop regional age estimation tables based on local surveys mainly considering ages of forensic interest.
Responsável: BR28.1 - Serviço de Biblioteca e Documentação Professor Doutor Antônio Gabriel Atta


  8 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-558056
Autor: Abrahão, Aline Corrêa.
Título: Participação da prostaglandina E2 e seus receptores na proliferação celular do carcinoma epidermóide de cabeça e pescoço / Role of prostaglandin E2 and its receptors in head and neck squamous cell carcinoma.
Fonte: São Paulo; s.n; 2009. 87 p. ilus, tab, graf. (BR).
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O carcinoma epidermóide de cabeça e pescoço (CECP) representa 6ª malignidade mais comum no mundo. Para melhor entender os mecanismos envolvidos na iniciação tumoral, progressão e metástase, é necessária a elucidação dos eventos moleculares que guiam esses processos. É também importante a investigação da interação e modulação das células tumorais e seu microambiente. A participação de agentes inflamatórios no desenvolvimento e manutenção do CECP pode ser resumida na superexpressão da cicloxigenase 2 (COX-2) e na secreção de prostaglandina E2 (PGE2) pelas células tumorais. A PGE2 ativa seus receptores EP1-4 que são ligados a proteínas G. As proteínas G ativam outras vias de sinalização responsáveis por processos celulares como proliferação e angiogênese. Embora a participação do EP2 no câncer de cólon seja bem estabelecida, o papel dos receptores de PGE2 no CECP ainda permanece incerto. Este trabalho teve como objetivo avaliar o papel da PGE2 e de seus receptores na proliferação celularem linhagens celulares de CECP, bem como a expressão dos receptores em tissue microarrays de CECP. Inicialmente as linhagens de CECP foram utilizadas para analisar o padrão de expressão da COX-2 e dos receptores EP1-4 por meio da técnica de western blotting. A inibição da secreção da PGE2 pelos inibidores deCOX-2 foi mensurada por meio da técnica de ELISA. A expressão dos receptoresEP1-3 e da COX-2 foi também avaliada por meio da imuno-histoquímica em dois diferentes tissue microarray. A fim de esclarecer a indução da proliferação celular pela PGE2 e de apontar um de seus receptores como responsável pelo processo, duas PGE2 sintéticas, um antagonista do EP2 e um antagonista do EP3 foram utilizados para estimular a proliferação celular. Foi realizado o bloqueio do receptor EP2 por meio da interferência de RNA...

Head and neck squamous cell carcinoma (HNSCC) is the 6th most common malignant lesion worldwide. To better understand the mechanisms of tumor initiation, progression, and metastasis a better understanding of the molecular networks that guides these process is needed. Towards this goal, it is important to investigate the interaction and modulation of cancer cells over its surrounding microenvironment.The involvement of inflammatory agents in HNSCC development and maintenance can be resumed in the overexpression of cycloxygenase 2 (COX-2) and secretion of prostaglandin E2 (PGE2) by tumor cells. Prostaglandin E2 activates its receptors EP1-4 which are coupled to G proteins. G protein activates other pathways responsible for cellular processes such as proliferation and angiogenesis. The participation of EP2 in colon cancer is well established however the role of PGE2 receptors in HNSCC is still poorly understood. This work aims to investigate the roleof PGE2 and its receptors in cellular proliferation in HNSCC cell lines and the clinical relevant expression pattern in HNSCC tissue microarrays. HNSCC cell lines were initially used to access the expression pattern of COX-2 and EP1-4 by using western blotting technique. The ability of selective COX-2 inhibition to block PGE2 secretion was measured by ELISA antibody specific assay. Also, EP1, EP2, EP3 and COX-2expression were evaluated by immuno-histochemistry in two different sets of HNSCC tissue microarrays. To address the question about PGE2 inducted cell proliferation and which PGE2 receptor are involved in the process, two synthetic PGE2, an EP2 agonist and an EP3 agonist were used to stimulate cell proliferation...
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica
BR97.1; T4386


  9 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-539275
Autor: Ribeiro, Érica Del Peloso; Bittencourt, Sandro; Sallum, Enilson Antônio; Nociti Júnior, Francisco Humberto; Sallum, Antônio Wilson; Casati, Márcio Zaffalon.
Título: Resposta biológica das lesões de bifurcação à terapia periodontal não-cirúrgica / Biological response of furcation lesions to non-surgical periodontal therapy
Fonte: Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent;60(4):298-302, jul.-ago. 2006. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: As lesões de bifurcação representam um desafio para a Periodontia. Os molares com lesão de bifurcação apresentam maior perda dental, prognóstico duvidoso e pior resposta às terapias quando comparado aos dentes sem essa condição. Isso, entretanto, não embasa o conceito de que a presença de lesão de bifurcação é um indicativo de exodontia. Na realidade, estudos mostram que dentes com lesão de bifurcação podem ser mantidos em função por longos períodos de tempo. Essa informação associada ao conhecimento das limitações dos procedimentos ressectivos e regenerativos sugerem a utilização da terapia periodontal conservadora nas lesões de bifurcação. Em função disso, o objetivo deste estudo é descrever a resposta das lesões de bifurcação à terapia não-cirúrgica e as diferentes abordagens estudadas para melhorar essa resposta.

Furcation lesions represent a great challenge to Periodontics. Molars with furcal involvement present higher mortality and compromised prognoses when compared to non-molars teeth. Additionally, reduced efficacy of periodontal therapy has been found in multirooted teeth with furcation defect. Nevertheless, acceptable long term functional survival rate for furcated molars have been reported, showing that the presence of furcation lesions is not a reason for indicating these teeth to extraction. This information associated with the knowledge of ressective and regenerative therapy limits suggest application of conservative periodontal therapy to furcation lesions. Thus, the aim of the present study is to describe who furcation lesions respond to non surgical periodontal therapy and what are the different approaches to improve this response.
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  10 / 22 BBO  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-510855
Autor: Ccahuana-Vásquez, Renzo Alberto; Torres, Carlos Rocha Gomes; Araujo, Maria Amélia Máximo de; Anido, Andrea Anido.
Título: Influência do tipo de ponteira condutora de luz de aparelhos LED na microdureza das resinas compostas / Influence of the differents light-curing tips of LED photo-curing units in the microhardness of the composite resins
Fonte: Rev. odontol. UNESP;33(2):69-73, abr.-jun. 2004. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Avaliou-se a influência do tipo de ponteira condutora de luz de aparelhos LED na microdureza das resinas compostas. Os espécimes foram confeccionados utilizando-se matriz de aço com perfurações padronizadas. As resinas Fill Magic-Vigodent (FM), Z100-3M, TPH Spectrum-Dentsply (TPH) e Glacier-SDI (GL) foram inseridas em incremento único e polimerizadas (40 s)com os aparelhos Optilight LD-Gnatus (OL) e Light 3000-Clean Line (LI), alternando-se o tipo de ponteira condutora de luz (Fibra Óptica–FO ou Polímero–PO) e vieram a compor os seguintes grupos (n = 10): G1A - FM + OL + FO; G1B - FM + OL + PO; G2A - FM + LI + FO; G2B-FM +LI + PO; G3A - Z100 + OL + FO; G3B - Z100 + OL + PO; G4A - Z100 + LI + FO; G4B - Z100+ LI + PO; G5A - TPH + OL + FO; G5B - TPH + OL + PO; G6A - TPH + LI + FO; G6B - TPH + LI + PO; G7A - GL + OL + FO; G7B - GL + OL + PO; G8A - GL + LI + FO; G8B - GL + LI + PO. A dureza Vickers da superfície foi avaliada por meio de um microdurômetro (FM-700, Future-Tech, 50 g/10 s). Para a análise estatística, foram empregados os testes t não pareado, ANOVA e Tukey. As médias (± DP) obtidas foram: G1A:45,9(± 1,8)/G1B:47,9(± 2,8) com p = 0,08;G2A:44,3(± 2,6)/G2B:41.5(± 3,2) com p = 0,04; G3A:90,0(± 2,3)/G3B:90,4(± 3,7) com p = 0,77; G4A:81,55(± 5,0)/G4B:79, 4(± 4,6) com p = 0,34; G5A:46,55(± 1,4)/G5B:52,60(± 2,0) com p = 0,00; G6A:42,3(± ,5)/G6B:42,9(± 3,7) com p = 0,70; G7A:36,1(± 4,1)/G7B:39,1(± 3,3) com p = 0,09; G8A:23,8(± 1,9)/G8B:22,0(± 1,8) com p = 0,04. Concluiu-se que, para o aparelho Optilight LD, a ponteira polimérica proporciona melhores resultados, enquanto, para Light 3000, a ponteira de fibra óptica é mais favorável.
Responsável: BR39.2 - Biblioteca Professora Maria Dilma de Oliveira Gonçalves



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde