Base de dados : BBO
Pesquisa : D12.776.124.486.485.114 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 22 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Longo]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 22 BBO  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1007604
Autor: Sete, Manuela Rubim Camara.
Título: O impacto do lúpus eritematoso sistêmico juvenil na inflamação gengival: achados clínicos, imunológicos e microbiológicos / The impact of juvenile systemic lupus erythematosus on gingival inflammation: clinical, immunological and microbiological findings.
Fonte: Rio de janeiro; s.n; 2018. 259 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Os objetivos desse estudo foram avaliar a expressão de citocinas no soro e fluido gengival, a produção de arginina-peptidil-deiminase (anti-PPAD) e o perfil microbiológico de pacientes com lúpus eritematoso sistêmico juvenil (LESj) e comparar com indivíduos saudáveis sistemicamente. Como objetivo secundário, avaliamos o impacto do tratamento da inflamação gengival sobre a expressão das citocinas e dos níveis de anti-PPAD. Participaram do estudo 30 pacientes com LESj (idade média: 16,2 ± 1,5 anos) e 29 sem doença sistêmica (idade média 15,5 ± 2,3 anos), ambos com gengivite. Foram coletados dados reumatológicos, periodontais, sangue, fluido gengival e biofilme intrassulcular. As citocinas foram analisadas pelo multiensaio multiplex; anti-PPAD pelo ensaio de imunoabsorção enzimática (ELISA) e níveis bacterianos pelo checkerboard DNA-DNA hybridization. Para avaliar variáveis categóricas foi utilizado o teste Qui-quadrado de Pearson; para as numéricas, o teste U de Mann-Whitney e para as correlações a estatística tau-b de Kendall. No estudo longitudinal, foi utilizado o teste de McNemar para dados qualitativos, e o de Wilcoxon para dados numéricos. No estudo transversal, o grupo teste apresentou maiores níveis de profundidade de bolsa à sondagem (PBS), nível de inserção clínica (NIC), % de placa e sangramento do que o controle. Na análise do soro, G-CSF foi significativamente maior e TNF-α significativamente menor no grupo teste. Na análise do fluido gengival, IL-1ß, IL-7, IL-8, IL-13, G-CSF, IFN-γ e MCP-1 foram significativamente maiores e IL-4, IL-12(p70) e GM-CSF significativamente menores no grupo teste. Não houve diferença significativa nos níveis de anti-PPAD entre os grupos. S. constellatus, A. actinomycetencomytans, E. saburreum, V. parvula, S. intermedius, C. showae e F. nucleatum foram significantemente mais numerosas no grupo teste e A. gerencseriae e T. denticola no grupo controle. Após o tratamento da inflamação gengival, o SLEDAI, %NIC 1-2 e NIC reduziram significantemente. Já os valores de PBS e %NIC 0 aumentaram. No soro, houve diminuição significativa da IL-4 e IL-5 e aumento significativo dos níveis de anti-PPAD após o tratamento. Já no fluido gengival, houve diminuição significativa da IL-1ß, IL-10 e MCP-1 e aumento significativo da IL-4, IL-12(p70), IL-17, GM-CSF e INF-α. Sendo assim, podemos concluir que pacientes com LESj apresentaram piores condições periodontais, PBS, NIC, % de placa e sangramento do que pacientes saudáveis sistemicamente. A análise de citocinas mostrou um aumento do G-CSF e TNF-α no soro e de IL-1ß, IL-7, IL-8, IL-13, G-CSF, IFN-γ e MCP-1 no fluido gengival dos pacientes com LESj. Foram identificados anticorpos anti-PPAD nos pacientes com LESj, o que pode servir como gatilho para a quebra da tolerância imunológica. O estudo longitudinal intervencionista demonstrou que o tratamento da inflamação gengival melhorou significantemente os parâmetros %NIC 1-2 e NIC. Houve uma pequena, porém significante, piora na PBS, a qual acreditamos não ter relevância clínica. Observamos também uma melhora significante no SLEDAI e dos níveis de IL-4 e IL-5 no soro e um aumento das citocinas IL-12, IL-17 e GM-CSF no fluido gengival. Já em relação ao anticorpo anti-PPAD, observamos um aumento significativo após o tratamento da inflamação gengival.

The objectives of this study were to evaluate the expression of cytokines in serum and gingival fluid, the production of arginine-peptidyl-deiminase (anti-PPAD) and the microbiological profile of patients with juvenile systemic lupus erythematosus (jSLE) and compare with systemically healthy individuals. As a secondary objective, we evaluated the impact of treatment of gingival inflammation on cytokine expression and anti-PPAD levels. Thirty patients with jSLE (mean age: 16.2 ± 1.5 years) and 29 without systemic disease (mean age 15.5 ± 2.3 years), both with gingivitis, participated in the study. Rheumatological and periodontal data, blood, gingival fluid and intrassulcular biofilm were collected. Cytokines were analyzed by multiplex multi-assay; anti-PPAD by enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) and bacterial levels by checkerboard DNA-DNA hybridization. Pearson's Chi-square test was used to evaluate categorical variables; Mann-Whitney U test for numerical variables and Kendall's tau-b statistic for correlations. In longitudinal study, McNemar test was used for qualitative data, and Wilcoxon test for numerical data. In cross-sectional study, test group presented higher levels of probing depth (PD), clinical attachment level (CAL), % of plaque and bleeding than control group. In serum analysis, G-CSF were significantly higher and TNF-α significantly lower in test group. In analysis of gingival fluid, IL-1ß, IL-7, IL-8, IL-13, G-CSF, IFN-γ and MCP-1 were significantly higher and IL-4, IL-12(p70) and GM-CSF were significantly lower in test group. There was no significant difference in anti-PPAD levels between groups. S. constellatus, A. actinomycetencomytans, E. saburreum, V. parvula, S. intermedius, C. showae and F. nucleatum were significantly more numerous in test group and A. gerencseriae and T. denticola in control group. After treatment of gingival inflammation, SLEDAI, % CAL 1-2 and CAL decreased significantly. Already the values of PD and % CAL 0 increased. In serum, there was a significant decrease in IL-4 and IL-5 and a significant increase in anti-PPAD levels after treatment. In gingival fluid, there was a significant decrease in IL-1ß, IL-10 and MCP-1 and significant increase in IL-4, IL-12 (p70), IL-17, GM-CSF and INF-α. Thus, we can conclude that patients with jSLE presented worse periodontal conditions, PBS, NIC, % plaque and bleeding than systemically healthy patients. Cytokine analysis showed an increase in serum G-CSF and TNF-α and IL-1ß, IL-7, IL-8, IL-13, G-CSF, IFN-γ and MCP-1 in gingival fluid of patients with jSLE. Anti-PPAD antibodies have been identified in patients with jSLE, which may serve as a trigger for impaired immune tolerance. Longitudinal interventional study demonstrated that treatment of gingival inflammation significantly improved % CAL 1-2 and CAL parameters. There was a small, but significant worsening in PBS, which we believe has no clinical relevance. We also observed a significant improvement in SLEDAI and levels of IL-4 and IL-5 in serum and an increase in cytokines IL-12, IL-17 and GM-CSF in gingival fluid. Regarding the anti-PPAD antibody, we observed a significant increase after the treatment of gingival inflammation.
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)
BR1366.1; 616.314, S495, TO813


  2 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-915530
Autor: Carlos, Juliana Cristina.
Título: Detecção de anticorpos séricos anti-Porphyromonas gingivalis-peptidilarginina-deiminase em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico juvenil / Detection of serum anti-Porphyromonas gingivalis-peptidylarginine-deiminase antibodies in patients with juvenile systemic lupus erythematosus.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2018. 84 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A Porphyromonas gingivalis-peptidilarginina-deiminase (PPAD) gera peptídeos citrulinados que podem levar à produção de autoanticorpos, e assim, induz a iniciação de uma resposta autoimune. O objetivo deste estudo foi detectar a presença de anticorpos anti-PPAD no soro de pacientes com lúpus eritematoso sistêmico juvenil (LESJ) e comparar com pacientes saudáveis. Foram avaliados 25 pacientes (24 mulheres e 1 homem) com LESJ (média de idade de 16,1 ± 1,6 anos), e 25 controles (22 mulheres e 3 homens) sem LESJ (média de idade de 15,2 ± 2,3 anos). Todos os pacientes estavam em tratamento ou acompanhamento médico no Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente (NESA). No grupo teste, 20 pacientes (80%) estavam em atividade moderada e grave do LESJ, medida através do Systemic Lupus Erythematosus Disease Activity Index 2000 (SLEDAI-2K), 8 (32%) com sequelas decorrentes da doença, medida pelo Systemic Lupus International Collaborating Clinics/American College of Rheumatology - Damage Index (SLICC/ACR-DI), e 15 (60%) com acometimento articular, considerado a partir da ocorrência de pelo menos 3 sinais inflamatórios na articulação. Dados clínicos periodontais como profundidade de bolsa à sondagem (PBS), nível de inserção clínica (NIC), índice gengival (IG) e índice de placa (IP) foram obtidos de todos os adolescentes. Nenhum paciente foi considerado fumante em ambos os grupos. Níveis séricos de anticorpos anti-PPAD foram avaliados através do método ELISA. O estudo foi capaz de detectar anticorpos séricos anti-PPAD em pacientes com LESJ e em pacientes saudáveis, não encontrando, porém, diferença significativa entre os grupos (p = 0,9). As medidas clínicas de PBS, NIC, IP e IG foram maiores no grupo teste (p = 0,006, p < 0,001, p < 0,001, p = 0,190, respectivamente). Não foi possível demonstrar correlação significativa entre os níveis de anti-PPAD e os parâmetros clínico-periodontais em ambos os grupos. Concluímos que os anticorpos anti-PPAD podem ser detectados no soro de pacientes com LESJ. A comprovação de que esses anticorpos são produzidos por pacientes com LESJ, reforça a ideia de que a infecção periodontal por Porphyromonas gingivalis poderia induzir uma resposta autoimune

Porphyromonas gingivalis-peptidylarginine-deiminase (PPAD) generates citrullinated peptides that can lead to production of autoantibodies inducing the initiation of an autoimmune response.The aim of this study was to evaluate the presence of anti-PPAD antibodies in serum samples from patients with juvenile systemic lupus erythematosus (JSLE) and to compare it with healthy patients. Twenty-five patients (24 women and 1 man) with JSLE (mean age 16.1 ± 1.6 years) and 25 controls (22 women and 3 men) without JSLE (mean age 15.2 ± 2.3 years). All patients were undergoing treatment or medical follow-up at the Adolescent Health Study Center (NESA). In the test group, 20 patients (80%) were in moderate and severe JSLE activity, as measured by Systemic Lupus Erythematosus Disease Activity Index 2000 (SLEDAI-2K), 8 (32%) with sequelae due to the disease, as measured by Systemic Lupus International Collaborating Clinics / American College of Rheumatology - Damage Index (SLICC / ACR-DI), and 15 (60%) with joint involvement, considered from the occurrence of at least 3 inflammatory signs in the joint. Periodontal data such as probing depth (PD), clinical attachment level (CAL), gingival index (GI) and plaque index (PI) were obtained from all adolescents. No patient was considered smoker in both groups. Serum levels of anti-PPAD antibodies were assessed from a blood sample by the ELISA method. The study was able to detect anti-PPAD antibodies in patients with JSLE and in healthy patients, but did not find a significant difference between the groups (p = 0.9). The clinical parameters of PD, CAL, PI and GI were higher in the test group (p = 0.006, p <0.001, p <0.001, p = 0.190, respectively). It was not possible to demonstrate a significant correlation between anti-PPAD levels and clinical-periodontal parameters in both groups. We conclude that anti-PPAD antibody levels can be detected in the serum of patients with JSLE. The evidence that these antibodies are produced by JSLE patients reinforces the idea that periodontal infection by Porphyromonas gingivalis could induce an autoimmune response
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)
BR1366.1; 616.314, C284, TO809


  3 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-867237
Autor: Mattos, Marcelo Barbosa de Accioly.
Título: Detecção de anticorpos séricos produzidos contra as proteínas do bacteriófago 17 do Aggregatibacter actinomycetemcomitans / Serum antibody detection against Aggregatibacter actinomycetemcomitan's bacteriophage 17 proteins.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2012. 49 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Aggregatibacter actinomycetemcomitans (Aa) é uma bactéria associada à Periodontite Agressiva (PA). Ela invade tecidos moles, com ocorrência de lisogenia e bacteriófagos presentes em até 69% das subespécies. Estudos in vitro sugerem que a indução do bacteriófago (Aa17) ocorre numa co-cultura de Aa lisogênico com fibroblastos humanos. Se esta interação ocorre in vivo, com liberação do vírus, uma reação imunológica contra o Aa17 aconteceria. O objetivo deste estudo é constatar se anticorpos (AC) contra proteínas do Aa17 existem e estão associados à doença periodontal. Um objetivo adicional foi testar a resposta de AC contra os sorotipos do Aa. 52 indivíduos participaram: 31 com PA, 5 com Periodontite Crônica (PC) e 16 com Periodonto Saudável (PS). Soro foi coletado após a classificação clínica. As proteínas do Aa17 foram obtidas de preparações purificadas. As subespécies do Aa utilizadas para amostras de proteínas através de sonicação foram: 43717(American Tissue Culture Collection - ATCC) – sorotipo A, 43718 (ATCC) – sorotipo B, 33384 (ATCC) – sorotipo C, IDH781 – sorotipo D, NJ9500 – sorotipo E and CU1000 – sorotipo F. As proteínas foram separadas em géis de poliacrilamida e transferidas para membranas de nitrocelulose. As reações de Western-blotting ocorreram com o AC primário sendo o soro de cada indivíduo. Todas as membranas foram lidas pelo sistema Odyssey que captura sinais no AC secundário (antihumano). A resposta de AC contra ao menos uma proteína do Aa17, assim como pelo menos um sorotipo do Aa foi observado em todos, com exceção de dois indivíduos (com PS), participantes. Um indivíduo do grupo PC e três do PA tiveram resposta de AC contra alguns, mas não todos os sorotipos do Aa. A resposta de AC contra todos os sorotipos foi o achado mais comum nos grupos PA (28/31), PS (14/16) e PC (4/5). A resposta de AC contra o complexo de proteínas do Aa17 foi observado em 7 indivíduos ...

Aggregatibacter actinomycetemcomitans (Aa) is a bacteria associated with Aggressive Periodontitis (AP). It invades soft tissues, with occurrence of lysogeny and bacteriophage presence up to 69% of Aa subspecies. In vitro studies suggested that bacteriophage (Aa17) induction occurs upon co-culture of Aa lysogens subspecies with human fibroblasts. If such an in vivo interaction resulted in Aa17 induction and release of virions, an immunologic reaction to Aa17 proteins could ensue. The purpose of this investigation was to learn whether serum antibodies (AB) to Aa17 proteins are found in human sera, and whether they are associated with periodontal disease. An additional purpose was to test the AB response against known Aa serotypes.52 individuals took part: 31 with AP, 5 with Chronic Periodontitis (CP) and 16 with a Healthy Periodontium (HP). Serum was collected after clinical classification. Aa17 proteins were obtained from purified Aa17 preparations. The Aa strains used for protein sampling through sonication were: 43717(American Tissue Culture Collection - ATCC) – serotype A, 43718 (ATCC) – serotype B, 33384 (ATCC) – serotype C, IDH781 – serotype D, NJ9500 – serotype E and CU1000 – serotype F. Proteins were separated by SDS-PAGE gels and then transferred to nitrocellulose membranes. Western-blotting reactions were carried out with the primary AB being each subject’s serum. All membranes were read through the Odyssey system which captures signals from a dye in a secondary (antihuman) AB. AB response against at least one Aa17 protein, as well as a response to at least one Aa serotype, was observed in all but two individuals (with HP) who participated in the study. Serum from one individual from the CP group and three from the AP group had AB response to some, but not all Aa serotypes. AB response against all Aa serotypes was the most common finding in AP (28/31), HP (14/16) and CP (4/5) groups. AB response to the full complex ...
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)
BR1366.1; 616.314, M444, TO750


  4 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-863419
Autor: Janini, Maria Elisa Rangel.
Título: Análise imunohistoquímica do material ósseo e fibroblástico da displasia fibrosa monostótica dos maxilares e do fibroma ossificante central / Immunohistochemical analysis of maxilar Monostotic Fibrous Dysplasia and Central Ossifying Fibroma.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2006. 167 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Rio de Janeiro. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Responsável: BR1141.1 - Biblioteca Central
BR1141.1


  5 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Araujo, Vera Cavalcanti de
Araujo, Ney Soares de
Id: biblio-855316
Autor: Nunes, Fábio Daumas; Araújo, Vera Cavalcanti de; Sotto, Miriam Nakagami; Araújo, Ney Soares de.
Título: Mucocutaneous Leishmaniasis: a study of oral lesions by peroxidase-antiperoxidase technique / Leishmaniose muco-cutânea: estudo de lesões de boca pela técnica da peroxidase-antiperoxidase
Fonte: Rev. ABO nac;1(2):105-8, set.-out. 1993. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: A Leishmania Braziliensis, o agente etiológico da leishmaniose muco-cutânea, é um parasita de difícil visualização em cortes histológicos de rotina. Foram estudados oito casos de mucosa bucal pelo H.E. e técnica imuno-histoquímica. Observamos positividade de 5 dos 8 casos, para o anticorpo utilizado
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica
BR97.1


  6 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-545802
Autor: Guimarães, Marco Cesar Cunegündes; Amaral, Livia Gomes; Borges, Franz Viana; Vieira, Hugo Paes Leme; Matta, Claudia Gomes Fernandes; Matta, Marcos Fernando de Resende.
Título: Characterization of an IgY polyclonal antibodies directed against the canine distemper virus
Fonte: Rev. ciênc. méd. biol;8(1):18-25, jan.-abr. 2009. graf.
Idioma: en.
Resumo: Canine distemper is a contagious, incurable, often fatal, multisystemic viral disease that affects the respiratory, gastrointestinal, and central nervous systems. Distemper is caused by the canine distemper virus (CDV). The development of antibodies to use in therapy and diagnosis is essential for the control of some diseases. Immunization of chickens with CDV results in the production of antibodies specific. However, there is relatively limited information available concerning immune response of CDV in this species. In the present study, immune responses were examined in serum and egg yolk from laying hens injected with CDV. The results demonstrated that the increase of antibody activity occurs first in the serum, and then in egg yolk with a lag in time of 1 to 3 week in the chickens. However, the time of elevated levels of antibody activity was much shorter in serum than the egg yolk.
Responsável: BR337.1 - Biblioteca


  7 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-545789
Autor: Guimarães, Marco Cesar Cunegündes; Amaral, Livia Gomes; Borges, Franz Viana; Vieira, Hugo Paes Leme; Shimoya, Aldo; Matta, Claudia Gomes Fernandes; Matta, Marcos Fernando de Rezende.
Título: Production and use of egg-yolk antibody for detection of canine parvovirus in feces
Fonte: Rev. ciênc. méd. biol;7(3):241-248, set.-dez. 2008. ilus, graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: Canine parvovirus (CPV), cause an intestinal disease characterized by bloody diarrhea, is often fatal in puppies. The virus is transmitted by contact with infected dogs or their feces. The virus is very stable in the environment and may survive for several months in contaminated areas. The CPV attacks the rapidly diving cells of the bone marrow and the small intestine. Several laboratory tests have been developed and are available for specific viral diagnosis. Where facilities are available, rapid diagnosis can be made by electron microscopy (EM) of fecal material from cases with typical signs of disease. The virus also can be isolated in several feline and canine cell lines such as canine and feline kidney cells, but isolation is seldom used in practice since cell cultures are required and at least 1 week for results is required. Fecal hemagglutination-hemagglutination (HA-HI) tests have provided a simple and rapid method for detecting virus in fecal and tissue samples and are employed by several diagnostic laboratories, however the HA test is less sensitive than EM or enzyme-linked immunoassays (ELISA). In this work, the laying chickens are immunized with the canine parvovirus strain Cornell 780916-80 and the egg yolk antibody (IgY) isolated and characterized by indirect ELISA to detect canine parvovirus in feces.
Responsável: BR337.1 - Biblioteca


  8 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-542488
Autor: Ribeiro, Luciana Pomarico.
Título: Imunoglobulinas salivares e sua relação com Candida spp. em pacientes infectados pelo HIV / Salivary immunoglobulin and its relationship with Candida spp. in HIV-infected patients.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2009. 98 p. tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Rio de Janeiro. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O presente estudo teve como objetivo avaliar os níveis de imunoglobulinas salivares (IgA-S) e sua relação com a presença de Candida spp., imunossupressão e uso do HAART em pacientes infectados pelo HIV. Para isto, foi feito uma revisão sistemática da literatura para determinação dos níveis de IgA-S em pacientes infectados pelo HIV. Além disso, uma pesquisa com crianças infectadas pelo HIV e seus irmãos não infectados também foi realizada, na qual foram determinados os níveis totais de anticorpos IgA-S total e IgA-S específica anti-Candida spp. na saliva destas crianças. Correlacionou-se estes resultados com as análises microbiológicas, utilização de medicação anti-retroviral e classificação imunológica. No primeiro estudo, foram efetuadas buscas nas bases de dados eletrônicas PubMed, Web of Science, Google Scholar, Cochrane e EMBASE, com a finalidade de encontrar pesquisas clínicas que atendiam os seguintes critérios de elegibilidade: participantes adultos infectados pelo HIV e adultos não infectados; testes de diagnóstico para a infecção pelo HIV em ambos os grupos (caso e controle); a mesma metodologia (teste ELISA) para determinar os níveis de imunoglobulinas (IgA); o mesmo teste de diagnóstico IgA aplicado em uma população similar. Foram encontrados cento e quarenta e quatro estudos, todos em pacientes adultos, e seis atenderam aos critérios iniciais de inclusão. Em uma segunda avaliação, quatro estudos foram excluídos. Foi observado que os indivíduos adultos infectados pelo HIV apresentaram níveis de IgA-S específica maior que os não infectados. No segundo estudo, foram selecionadas 105 crianças, entre 2 e 14 anos, infectadas (65) e sem a infecção (40) pelo HIV. Foi coletada saliva estimulada de todas as crianças, seguido de exame clínico da cavidade bucal e coleta de dados do prontuário sobre história médica, exames laboratoriais e uso de medicação...
Responsável: BR1141.1 - Biblioteca Central
BR1141.1


  9 / 22 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Unterkircher, Carmelinda Schmidt
Id: lil-524181
Autor: Unterkircher, Carmelinda Schmidt.
Título: Anticorpos naturais e infecção: anticorpos naturais na doença de chagas e na paracoccidioidomicose / Natural antibodies and infection: natural antibodies in chagas’disease and in paracoccidioidomycosis.
Fonte: São José dos Campos; s.n; 1993. 127 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Odontologia de São José dos Campos para obtenção do grau de Professor Livre Docente.
Resumo: Anticorpos naturais para antígenos próprios e exógenos foram analisados pela técnica de ELISA, em 80 soros de pacientes cronicamente infectados pelo T. cruzi e, em 40 soros de indivíduos sofrendo de uma micose profunda, frequentemente encontrada na América Latina (Paracoccidioimicose). Cerca de 80% dos indivíduos do primeiro grupo tinham níveis significativamente elevados de anticorpos antilaminina (M=4,75, DP±1,88) quando comparados com os controles saudáveis e, diferentes especificidades de anticorpos estavam associadas com antilaminina nos soros chagásicos. Foram observados anticorpos reativos com as proteínas do citoesqueleto, especialmente com a banda 3 e seus peptídeos, como o de 62 kDa. Por meio de cromatografia, em Proteina-A Sepharose, mostramos que uma parte significante do antiGal natural pode estar ligada por sua região Fab a outra molécula de imunoglobulina e/ou a sitios- alternativos de ligação na Proteina A. O achado de IgG antiGal nos imunocomplexos reforçam a primeira hipótese. Todavia, é posslvel que algumas IgG antlGal pertençam ao subgrupo....
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação
BR243.1; t616.079 3, Un8a


  10 / 22 BBO  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-495259
Autor: Trindade, Soraya Castro; Gomes-Filho, Isaac Suzart; Meyer, Roberto José; Vale, Vera Lúcia Costa; Moura-Costa, Lília de; Freire, Songelí Menezes.
Título: Antibody response to a chromatographic fraction of Porphyromonas gingivalis and its correlation with periodontal status
Fonte: Rev. odonto ciênc;22(57):197-203, jul.-set. 2007. ilus.
Idioma: en.
Resumo: Porphyromonas gingivalis tem sido fortemente associado à gravidade das doenças periodontais e estimula respostas celulares e humorais no hospedeiro. Objetivo: Correlacionar os níveis de IgA, IgG e subclasses de IgG contra uma fração cromatogrßfica do extrato de Porphyromonas gingivalis ATCC33277 extract e descritores clínicos periodontais. Material e Métodos: Indivíduos com periodontite (29) e com saúde periodontal (26) foram avaliados de acordo com as medidas de profundidade de sondagem, sangramento à sondagem e nível de inserção clínica. O extrato de Porphyromonas gingivalis foi fracionado por cromatografia de troca iônica e a resposta humoral contra a fração IV foi avaliada por ôenzyme linked immunosorbent assayõ. Resultados e Conclusão: O percentual de sítios com sangramento à sondagem (critério 1) estava correlacionado significativamente com os níveis séricos de IgG2 (r = 0,385; p < 0,05). Os níveis de IgG total e IgG2 correlacionaram-se significativamente com o percentual de sítios com nível de inserção clínica (NIC) ≥ 3 mm (critério 2) (r = 0,428; p < 0,05 e r = 0,510; p < 0,01, respectivamente), NIC ≥ 5 mm (critérion 3) (r = 0,499 e r = 0,518, respectivamente; p < 0,01) e percentual de sítios com NIC ≥ 3 mm associado a profundidade de sondagem ≥ 4 mm e sangramento à sondagem no mesmo sítio (criterion 4) (r = 0,607; p < 0,001 e r = 0,487; p < 0,01, respectivamente). Foi observada uma correlação positiva estatisticamente significante entre os níveis de IgGA e IgG1 e o critério 4 (r = 0,339 e r = 0,345, respectivamente; p < 0,05), e entre os níveis de IgG3 e o critério 3 (p < 0,05; r = 0,370). Estes resultados indicam que quanto mais acurado for o critério de diagnóstico empregado para a determinação da doença periodontal, maiores os níveis séricos de imunoglobulinas.
Responsável: BR541.1 - Biblioteca



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde