Base de dados : BBO
Pesquisa : E01.370.388.100.100.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2 [refinar]
Mostrando: 1 .. 2   no formato [Longo]

página 1 de 1

  1 / 2 BBO  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-706354
Autor: Arora, Shelly; Urs, Aadithya B; Kumar, Priya; Singh, Ashi.
Título: Case report on cherubism: non-familial variant / Relato de caso de querubismo: uma variante não familiar
Fonte: Arch. oral res. (Impr.);8(3):249-253, set.-dez. 2012. ilus.
Idioma: en.
Resumo: Introduction: Cherubism is a rare, non-neoplastic, self-limiting, fibro-osseous disease, characterized by painless expansion of the maxilla, mandible or both. It usually develops in the first and second year of life. The radiographic appearance presentation is ordinarily bilateral, multilocular appearance in the mandible. To the best of our knowledge, very few cases (less than ten) of non-familial cherubism have been reported in the English literature. Objective: To describe non-familial case of cherubism in a 10-year-old child. Materials and methods: The current case was clinically, radiographically and histopathologically analysed for confirmatory diagnosis. Results: H & E stained section showed vascular and cellular stroma containing numerous multinucleated giant cells. Conclusion: Correlating radiographically and histopathologically the case was finally diagnosed as non-familial variant of cherubism.

Introdução: Querubismo é uma doença rara, não neoplásica, autolimitada, fibro-óssea, caracterizada pela expansão indolor da maxila, mandíbula ou ambas. Ela geralmente se desenvolve no primeiro e no segundo ano de vida. A aparência radiográfica é normalmente bilateral, multilocular e localizada na mandíbula. Para melhor conhecimento, poucos casos (menos de dez) de querubismo não familiar foram relatados na literatura. Objetivo: Descrever um caso de querubismo não familiar em uma criança de 10 anos. Materiais e métodos: Para confirmação do diagnóstico, foram realizadas avaliações clínicas, radiográficas e histológicas deste caso. Resultados: Seção corada de H & E mostrou estroma vascular e celular contendo numerosas células gigantes multinucleadas. Conclusão: Na correlação radiográfica e histológica, ficou confirmado diagnóstico de variante não familiar de querubismo.
Responsável: BR28.1 - Serviço de Biblioteca e Documentação Professor Doutor Antônio Gabriel Atta


  2 / 2 BBO  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-702807
Autor: Bastos Filho, Luiz de Castro; Vanderlei, Felipe Augusto Brasileiro.
Título: Categorias citopatológicas III, IV e V de bethesda: correlação entre achados histopatológicos e epidemiológicos / Bethesda cytopathological categories III, IV and, V: correlation between histopathological and epidemiologic findings
Fonte: Rev. bras. cir. cabeça pescoço;42(4), dez. 2013.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: A padronização do Sistema de Bethesda declassificação citopatológica surgiu para facilitar a análise dosnódulos tireoidianos a avaliar seu risco de malignidade. Objetivo:O objetivo do estudo é analisar 92 pacientes submetidos àressecção parcial ou total de tireoide entre outubro/2010 ejunho/2013 em projeto de tratamento de doenças da tireoideem parceria entre a UNIFESP/EPM e o Hospital Albert Einsteinque foram classificados nas categorias III (19), IV (46) e V(27)de Bethesda. Dentre eles havia 84 mulheres e 8 homens, comidade média de 47 anos (23 - 73), 41 apresentando nódulo únicoe 51, mais de um nódulo. Resultados: A análise histopatológicaevidenciou carcinoma em 44 pacientes de modo que a incidêncianas categorias Bethesda III, IV e V foi 36%; 45,6% e 74%,respectivamente. Conclusão: Conclui-se que a opção deobservar nódulos Bethesda III é válida, mas de maneira criteriosa.
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde