Base de dados : BBO
Pesquisa : F02.463.425.179.149 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Longo]

página 1 de 1

  1 / 1 BBO  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-472454
Autor: Manzano, Felipe Scalco; Santos, Maria Teresa Botti Rodrigues.
Título: Impedidor labial para paciente com seqüela de lesão encefálica adquirida / Lip blocker use for patient with acquired encephalic lesion sequela
Fonte: ROPE Rev. int. odonto-psicol. odontol. pacientes espec;1(3/4):71-74, jun.-dez. 2005. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A espasticidade é um distúrbio freqüente nas lesões congênitas ou adquiridas do sitema nervoso central e afeta milhões de pessoas. O objetivo deste estudo foi demonstrar a importância da atuação do Cirurgião-dentista na promoção de tratamento adequado a um paciente com seqüela de lesão encefálica adquirida, com a confecção de um impedidor labial. Relatamos um caso de paciente em coma profundo há 130 dias, pós-parada cardiorrespiratória. Apresentava traumatismo recorrente em mucosa interna de lábio inferior, resultado do automatismo oral de natureza reflexa com mordida tônica e interposição do lábio inferior entre as superfícies incisais. Foi indicado um impedidor labial para atuar de forma a distanciar e proteger o lábio inferior dos arcos dentais, evitando a sua interposição entre as superfícies incisais. Foi realizada moldagem com silicona pesada, de condensação, em paciente semi-sentada, apresentando abertura bucal de 5 mm, e mantida com auxílio de garrote de borracha entre molares superiores e inferiores esquerdos. Foi feita a confecção de uma placa de acrílico interoclusal para estabilização da face vestibular do impedidor labial, em acetato. Instalado, respeitaram-se as inserções dos freios e bridas, com indicação de uso contínuo. Sete dias após a instalação do mesmo, notou-se evolução favorável no tocante à cicatrização do local anteriormente traumatizado. É de fundamental impotância a participação do Cirurgião-dentista na equipe transdiciplinar que atua em pacientes sequelados neurológicos, pois apenas este profissional pode entender e modificar a ação deletéria do dano neurológico em cavidade bucal.
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde