Base de dados : BDENF
Pesquisa : Hanseníase
Referências encontradas : 233 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 24 ir para página                         

  1 / 233 BDENF  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-984293
Autor: Araújo, Érica Juliana Benício; Araújo, Olívia Dias de; Araújo, Telma Maria Evangelista de; Almeida, Priscilla Dantas; Sena, Inara Viviane de Oliveira; Neri, Érica de Alencar Rodrigues.
Título: Pós-alta de hanseníase: prevalência de incapacidades físicas e sobreposição de doenças / Post-alta de lepra: prevalencia de discapacidades físicas y superposición de enfermedades / Post-discharge of subjects with leprosy: prevalence of physical disabilities and overlapping of other diseases
Fonte: Cogitare enferm;23(4):e58080, 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO: Objetivo: caracterizar a prevalência de incapacidades físicas em indivíduos acometidos por hanseníase no pós-alta e sua relação com as doenças crônicas. Método: a população da pesquisa foi de 603 casos novos de hanseníase notificados entre 2001 e 2014 em municípios endêmicos no Piauí. Os dados foram coletados mediante aplicação de questionários e avaliação neurológica simplificada. Análises estatísticas foram realizadas por distribuição de frequência, testes Qui-quadrado de Pearson e Exato de Fisher. Resultados: observou-se a prevalência de incapacidade física de 70,43%, e associação significativa com a forma clínica multibacilar, sexo masculino, idade avançada e baixa escolaridade (p<0,01). Conclusão: a sobreposição de doenças não se comportou como um fator de risco, mas constatou-se frequência importante de pessoas. Registra-se a necessidade de planejamento de ações de saúde mais adequadas à população, fortalecendo a longitudinalidade do cuidado frente às condições crônicas.

RESUMEN: Objetivo: Caracterizar la prevalencia de discapacidades físicas en individuos afectados por lepra luego del alta y su relación con las enfermedades crónicas. Método: La población del estudio fue de 603 casos nuevos de lepra notificados entre 2001 y 2014 en municipios endémicos de Piauí. Datos recolectados mediante aplicación de cuestionarios y evaluación neurológica simplificada. Se realizaron análisis estadísticos de distribución de frecuencia, tests de Chi-cuadrado de Pearson y Exacto de Fisher. Resultados: Se observó prevalencia de discapacidad física del 70,43%, y asociación significativa con la forma clínica multibacilar, sexo masculino, edad avanzada y baja escolarización (p<0,01). Conclusión: La superposición de enfermedades no constituyó un factor de riesgo, aunque se la constató en importante cantidad de personas. Se registra la necesidad de planificación de acciones de salud más adecuadas a la población, fortaleciendo la atención longitudinal frente a las condiciones crónicas.

ABSTRACT: Objective: To characterize the prevalence of physical disabilities in individuals affected by post-discharge leprosy and its relationship with chronic diseases. Method: The study population consisted of 603 new cases of leprosy reported between 2001 and 2014 in endemic municipalities in the state of Piauí. Data was collected through questionnaires and simplified neurological evaluation. Statistical analyzes were performed by frequency distribution, Pearson's Chi-square test and Fisher's Exact test. Results.The prevalence of physical disability was 70.43%, and there was a significant association with the multibacillary clinical form, male gender, old age and low educational level (p <0.01). Conclusion: Overlapping of diseases was not a risk factor for the development of physical disabilities, but there was a higher frequency of diabetic and hypertensive subjects in the group with physical disabilities. It is necessary to plan health actions that are more suitable to the population, strengthening the longitudinality of care to chronic conditions.
Descritores: Saúde Pública
Doença Crônica
Epidemiologia
Pessoas com Deficiência
Hanseníase
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico


  2 / 233 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-987983
Autor: Silva, Deysianne Ferreira da; Santos, Geovana Cristiane Viana; Brasil, Maria Hellena Ferreira; Patrício, Anna Cláudia Freire de Araújo.
Título: Causas e estratégias de soluções para hanseníase em crianças: Diagrama de Ishikawa / Causes and solution strategies for hanseniasis in children: Ishikawa Diagram / Causas y estrategias de soluciones para hanseniasis en niños: Diagrama de Ishikawa
Fonte: Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online);11(3):739-747, abr.-maio 2019. tab, il.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objective: The study's target has been to analyze the causes and solutions strategies for leprosy in children using the Ishikawa Diagram. Methods: It is a literature review based on the Ishikawa Diagram production, which was carried out over April 2017 in the databases of PubMed, Virtual Health Library (VHL), EBSCO and SciELO. Results: It was identified that the prevalence of leprosy in children is due to social, environmental and cultural factors, where: socioeconomic conditions, population cluster and lack of professional qualification correspond to 70% of the mentioned causes. Conclusion: It was evidenced the need for intensifying epidemiological surveillance, promoting larger investments in preventive actions, such as health education, including the adoption of professional training towards the professionals directly responsible the disease diagnosis

Objetivo: Analisar por meio do Diagrama de Ishikawa as causas e as estratégias de soluções para hanseníase em crianças. Método: Revisão da literatura baseada na construção do Diagrama de Ishikawa, realizado em abril de 2017, nos bancos de dados do Pubmed, Biblioteca Virtual de Saúde (BVS), Scielo e Ebsco. Resultados: Identificou-se que a prevalência da hanseníase em crianças se dá por fatores sociais, ambientais e culturais, onde: condições socioeconômicas, aglomerado populacional e ausência de capacitação profissional correspondem a 70% das causas apontadas. Conclusão: Evidenciou-se a necessidade de intensificar a vigilância epidemiológica, realizar maiores investimentos nas ações preventivas, como a educação em saúde, incluindo também a adoção de capacitações dos profissionais responsáveis pelo diagnóstico

Objetivo: Analizar por medio del diagrama de Ishikawa las causas y estrategias de las soluciones para la lepra en los niños. Método: Revisión de la literatura basada en la construcción del Diagrama de Ishikawa, realizado en abril de 2017 en los bancos de datos del Pubmed, Biblioteca Virtual de Salud (BVS), Scielo y Ebsco. Resultados: Se identificó que la prevalencia de la hanseniasis en niños se da por factores sociales, ambientales y culturales, donde: condiciones socioeconómicas, aglomerado poblacional y ausencia de capacitación profesional corresponden al 70% de las causas señaladas. Conclusión: Se evidenció la necesidad de intensificar la vigilancia epidemiológica, realizar mayores inversiones en las acciones preventivas, como la educación en salud, incluyendo también la adopción de capacitaciones de los profesionales responsables del diagnóstico
Descritores: Equipe de Assistência ao Paciente/utilização
Hanseníase/diagnóstico
Hanseníase/prevenção & controle
Hanseníase/terapia
-Saúde Pública/educação
Saúde Pública/recursos humanos
Fortalecimento Institucional
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1208.1 - BSEN - Biblioteca Setorial de Enfermagem e Nutrição
BR1208.1


  3 / 233 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-982085
Autor: D'Azevedo, Stephanie Steremberg Pires; Freitas, Edlene Nunes de; Nascimento, Leyliane Oliveira do; Santos, Danielle Christine Moura dos; Nascimento, Raphaela Delmondes do.
Título: Percepção de pacientes com hanseníase acerca dos grupos de autocuidado / Perception of patients with lepra about the self-care groups
Fonte: Rev. enferm. UFPE on line;12(6):1633-1639, jun. 2018.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: analisar a percepção dos pacientes com hanseníase acerca dos grupos de apoio ao autocuidado. Método: estudo qualitativo, descritivo, realizado em unidade de saúde de referência para tratamento da hanseníase com 11 pacientes. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada, e realizada a Técnica de Análise de Conteúdo. Resultados: os achados foram classificados em duas categorias: << Importância do autocuidado para a prevenção de incapacidades físicas e psicossociais e << Contribuições dos grupos de apoio ao autocuidado no enfrentamento das dificuldades e limitações das pessoas atingidas pela hanseníase >>. Conclusão: os grupos de apoio ao autocuidado proporcionam a redução de incapacidades físicas, por meio de medidas de prevenção, educação em saúde, adesão ao autocuidado e tratamento. Além disso, esses grupos elevam a autoestima, proporcionam a superação de preconceito e possibilitam o vínculo terapêutico entre pacientes e profissionais. Este estudo auxilia no enfrentamento das dificuldades e limitações de pessoas atingidas pela hanseníase.(AU)
Descritores: Autocuidado
Grupos de Autoajuda
Atividades Cotidianas
Educação em Saúde
Pessoas com Deficiência
Prevenção de Doenças
Cooperação e Adesão ao Tratamento
Hanseníase
-Epidemiologia Descritiva
Pesquisa Qualitativa
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  4 / 233 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-982083
Autor: Morais, Jaylinne Ribeiro; Furtado, Érida Zoé Lustosa.
Título: Grau de incapacidade física de pacientes com hanseníase / The level of physical inability of patients with leprosy
Fonte: Rev. enferm. UFPE on line;12(6):1625-1632, jun. 2018. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: avaliar o grau de incapacidade física de pacientes com hanseníase. Método: estudo quantitativo, transversal, retrospectivo, com 73 pacientes diagnosticados com hanseníase. Para a coleta de dados utilizou-se instrumento pré-estruturado contendo dados sociodemográficos e epidemiológicos extraídos das fichas de investigação do SINAN e do prontuário eletrônico. Os dados foram analisados no software IBM® SPSS® , versão 21.0. Resultados: constatou-se que pacientes do sexo masculino com baixa escolaridade, forma clínica dimorfa, virchowiana e neural pura, classificação operacional multibacilar e a presença de um ou mais nervos afetados tiveram maior chance de apresentar algum grau de incapacidade física. Conclusão: ressalta-se a importância da avaliação do grau de incapacidade física no momento do diagnóstico de hanseníase e as orientações para o autocuidado.(AU)
Descritores: Condições Sociais
Perfil de Saúde
Saúde Pública
Pessoas com Deficiência
Acesso aos Serviços de Saúde
Hanseníase
-Estudos Transversais
Estudos Retrospectivos
Registros Eletrônicos de Saúde
Sistemas de Informação em Saúde
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  5 / 233 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-981861
Autor: Goiabeira, Yara Nayá Lopes de Andrade; Rolim, Isaura Letícia Tavares Palmeira; Aquino, Dorlene Maria Cardoso de; Soeiro, Vanessa Moreira da Silva; Inácio, Antônio Sávio; Queiroz, Rejane Christine de Sousa.
Título: Perfil epidemiológico e clínico da hanseníase em capital hiperendêmica / Epidemiological and clinical profile of leprosy in a hyperendemic capital
Fonte: Rev. enferm. UFPE on line;12(6):1507-1513, jun. 2018. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: descrever o perfil epidemiológico e clínico da hanseníase em capital hiperendêmica. Método: estudo quantitativo, descritivo, realizado em instituições de saúde que operacionalizam o PCH. Adaptou-se o instrumento para a coleta de dados com base nas informações contidas na ficha do Sistema de Informação de Agrafos de Notificação. O processamento e a análise dos dados foram realizados no programa Epi-Info, versão 7, e os resultados, apresentados em tabelas. Resultados: foram notificados 1.055 casos, dos quais 51,2% eram do sexo masculino, na faixa etária entre 21 a 40 anos (35,4%). Do total, 79,1% foram classificados como casos novos e 52,0%, detectados por demanda espontânea. A forma clínica predominante foi a dimorfa (58,8%) e, quanto à classificação operacional, 74,1% eram multibacilares. Conclusão: a ocorrência de hanseníase ainda é elevada, indica falha na qualidade das ações realizadas pelos profissionais de saúde, resulta no aumento da transmissibilidade da doença, na detecção tardia dos casos e no surgimento de incapacidades físicas. Várias medidas devem ser tomadas para o tratamento adequado. Essas contribuirão para o diagnóstico precoce, o tratamento adequado e a prevenção da doença.(AU)
Descritores: Perfil de Saúde
Diagnóstico da Situação de Saúde
Saúde Pública
Doenças Endêmicas
Hanseníase
Hanseníase/epidemiologia
-Epidemiologia Descritiva
Sistemas de Informação em Saúde
Limites: Seres Humanos
Masculino
Gravidez
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  6 / 233 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-966916
Autor: Monteiro, Thayenne Barrozo Mota; Laurindo, Cosme Rezende; Vidal, Sarah Lamas; Oliveira, Bruna Monteiro Corrêa de; Santos, Thaís de Oliveira; Fernandes, Gilmara Aparecida Batista; Nascimento, Thiago Cesar; Coelho, Angélica da Conceição Oliveira.
Título: Aspectos clínicos e sociodemográficos dos contatos domiciliares de casos de hanseníase / Clinical and sociodemographic aspects of household contacts of leprosy cases
Fonte: Rev. enferm. UFPE on line;12(3):635-641, mar. 2018. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: analisar os aspectos clínicos e sociodemográficos dos contatos domiciliares de casos de hanseníase. Método: estudo quantitativo, transversal, descritivo e analítico, com 36 contatos domiciliares de casos de hanseníase, realizado a partir de dados coletados individualmente por meio do programa Open Data Kit collect, exportados, tratados e analisados no IBM® SPSS® Statistics v. 24 for Windows. Resultados: dos participantes, 58,3% são do sexo feminino. A idade variou de sete a 66 anos, 63,9% referiram ser solteiros e 33,3% recebiam menos de um salário mínimo mensal. 86,1% são contatos de casos multibacilares. 5,6% não apresentaram cicatriz da vacina BCG-ID (Bacilo Calmette-Guérin) e 33,3% apresentaram uma. Na época do diagnóstico do caso, 75% dos contatos com sinais sugestivos da doença residiam com aquele e 25% não foram examinados. Conclusão: os resultados sugerem expressivo risco de adoecimento entre os contatos domiciliares, visto que são contatos de casos multibacilares, e há dificuldade dos serviços de saúde do município na realização da vigilância dos contatos domiciliares dos casos de hanseníase.(AU)
Descritores: Condições Sociais
Perfil de Saúde
Monitoramento Epidemiológico
Hanseníase
Hanseníase/transmissão
Hanseníase/epidemiologia
-Epidemiologia Descritiva
Estudos Transversais
Hanseníase Multibacilar
Mycobacterium leprae
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  7 / 233 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-968649
Autor: Pinheiro, Mônica Gisele Costa; Simpson, Clélia Albino; Miranda, Francisco Arnoldo Nunes de; Mendes, Felismina Rosa Parreira.
Título: Tsara'at/hanseníase: caminhos trilhados por familiares de ex-doentes tratados em ambiente asilar / Tsara'at/leprosy: paths taken by relatives of former patients treated in the asylum environment / Tsara'at/lepra: caminos tomados por los familiares de los pacientes tratados en el entorno de asilo
Fonte: Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online);11(1):47-52, jan.-mar. 2019.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: Averiguar a compreensão que familiares de ex-doentes de hanseníase tratados em hospitais colônia têm sobre a doença. Método: Estudo qualitativo, enfocando a história oral temática. Os 52 familiares de ex-doentes de lepra que foram segregados no Hospital Colônia São Francisco de Assis compuseram a colônia. A rede foi constituída por 10 colaboradores, ambos os sexos, com idade entre 44 a 76 anos. A coleta de dados foi norteada por questões abertas que direcionaram as lembranças dos colaboradores para o propósito do estudo. As entrevistas foram gravadas, transcrita e analisadas pela análise temática de conteúdo. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, CAAE 25922214.3.0000.5537. Resultados: Identificaram-se duas categorias: a história no passado e a história no presente. Conclusão: Os entrevistados refletiram sobre política de controle da lepra no passado, assim como a adotada no presente frente à hanseníase

Objective: To assess the understanding that relatives of former leprosy patients treated in hospitals colony have about the disease. Method: Qualitative study, focusing on oral history. The 52 relatives of former leprosy patients who were segregated in Cologne Hospital São Francisco de Assis composed the colony. The network consisted of 10 employees, both sexes, aged 44-76 years. Data collection was guided by guiding questions that directed the memories of employees for the purpose of the study. The interviews were recorded, transcribed and analyzed for thematic content analysis. The research was approved by the Research Ethics Committee of the Federal University of Rio Grande do Norte, CAAE 25922214.3.0000.5537. Results: Resulting in two categories: The story and the last story in this. Conclusion: Respondents reflected rise leprosy control policy in the past, as well as adopted in the present front of the disease

Objetivo: Conocer el entendimiento de que los familiares de los ex pacientes de lepra tratados en hospitales colonia tienen sobre la enfermedad. Método: Estudio cualitativo, centrándose en la historia oral. Los 52 familiares de los ex pacientes de lepra segregados en Colonia Hospital São Francisco de Assis componen la colonia. La red se formó por 10 empleados, de ambos sexos, con edades entre 44-76 años. La recolección de datos fue guiado por preguntas abiertas se centraron en el propósito del estudio. Las entrevistas fueron grabadas, transcritas, analizadas para el análisis de contenido temático. Fue aprobado por el Comité de Ética de la Universidad Federal de Rio Grande do Norte, CAAE 25922214.3.0000.5537. Resultados: Lo que resulta en dos categorías: La historia y la última historia en esto. Conclusión: Los encuestados reflejaron suba política de control de la lepra en el pasado, así como adoptó en el presente frente a la enfermedad
Descritores: Relações Familiares
Hanseníase/história
Acontecimentos que Mudam a Vida/história
-Estigma Social
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1208.1 - BSEN - Biblioteca Setorial de Enfermagem e Nutrição
BR1208.1


  8 / 233 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-968500
Autor: Silva, Paloma Maranhão Ferreira; Pereira, Laura Esteves; Ribeiro, Larissa Lima; Santos, Danielle Christine Moura dos; Nascimento, Raphaela Delmondes do; D'Azevedo, Stephanie Steremberg Pires.
Título: Avaliação das limitações físicas, aspectos psicossociais e qualidade de vida de pessoas atingidas pela hanseníase / Evaluation of the physical limitations, psychosocial aspects and quality of life of people affected by leprosy / Evaluación de las limitaciones físicas, aspectos psicosoconales y calidad de vida de personas atencidas por la hanseniasis
Fonte: Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online);11(1):211-215, jan.-mar. 2019. graf., tab..
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: Avaliar os aspectos referentes as limitações físicas, psicossociais e qualidade de vida das pessoas atingidas pela hanseníase. Método: Estudo quantitativo, transversal. Foram aplicadas as escalas Screening Activity Limitation and Safety Awareness (SALSA), Participação Social e World Health Organization Quality of Life (WHOQOL-bref) com 31 sujeitos. Resultado: Evidenciou-se que a maioria dos participantes apresentava algum grau de restrição física e social. Correlacionando com o grau de incapacidade, destaca-se que os pacientes que apresentaram restrições também possuíam grau II de incapacidade. Quanto à qualidade de vida, o domínio psicológico e o de relações sociais apresentaram as médias mais altas, enquanto o físico e o ambiental tiveram as mais baixas. Conclusão: Afirma-se a necessidade de priorização e intensificação das ações de prevenção de incapacidades da hanseníase

Objective: Analyze the aspects related to the physical, psychosocial and quality of life of people affected by leprosy. Method: Quantitative, crosssectional study. The Screening Activity Limitation and Safety Awareness (SALSA), Social Participation and e World Health Organization Quality of Life (WHOQOL-bref) scales were applied with 31 subjects. Result: The majority of the participants presented some degree of physical and social restriction. The correlation with the degree of disability highlighted that the patients who presented restrictions also had degree of disability II. About the quality of life, the psychological domain and the social relations showed the highest averages, while the physical and the environmental had the lowest ones. Conclusion: It is necessary to prioritize and intensify actions to prevent disability in leprosy

Objetivo: Evaluar los aspectos referentes a las limitaciones físicas, psicosociales y calidad de vida de las personas afectadas por la lepra. Método: Estudio cuantitativo, transversal. Se aplicaron las escalas Screening Activity Limitation and Safety Awareness (SALSA), Participación Social y World Health Organization Quality of Life (WHOQOL-bref) con 31 sujetos. Resultado: Se evidenció que la mayoría de los participantes presentaba algún grado de restricción física y social. Correlacionando con el grado de incapacidad, se destaca que los pacientes que presentaron restricciones, también poseían grado II de incapacidad. En cuanto a la calidad de vida, el dominio psicológico y el de relaciones sociales presentaron las medias más altas, mientras que el físico y el ambiental tuvieron las más bajas. Conclusión: Se afirma la necesidad de priorización e intensificación de las acciones de prevención de incapacidades de la lepra
Descritores: Hanseníase/prevenção & controle
Hanseníase/psicologia
Hanseníase/terapia
-Qualidade de Vida
Autocuidado
Perfil de Impacto da Doença
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR1208.1 - BSEN - Biblioteca Setorial de Enfermagem e Nutrição
BR 1208.1


  9 / 233 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-963655
Autor: Chagas, Izabel Cristina Sad Das.
Título: Fatores de risco para a ocorrência das úlceras plantares decorrente da hanseníase / Factors for plantar ulcers caused by leprosy.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2018. 96 p. ilus, tab, graf, mapa.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Enfermagem para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A hanseníase é doença infectocontagiosa de evolução lenta, causada pelo Mycobacterium leprae. A afinidade do bacilo da hanseníase por células do sistema nervoso periférico acomete, principalmente, os nervos superficiais da pele e dos nervos periféricos, causando neuropatia autonômica, sensitiva e motora que acarreta a diminuição ou ausência da sensibilidade e fraqueza muscular nos olhos, mãos e pés. Se não forem tratadas a tempo, podem provocar o surgimento de incapacidades físicas. Uma das incapacidades físicas mais comuns, vistas na prática clínica, são as úlceras na região plantar, que ocorre devido o comprometimento do nervo tibial, ocasionando déficits motores, sensitivos e autonômicos no trajeto do mesmo. O objetivo do estudo foi identificar os fatores de risco para a ocorrência das úlceras plantares em pacientes diagnosticados com hanseníase no Hospital Eduardo de Menezes da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais no período de 2005 a 2016. Trata-se de um estudo epidemiológico, do tipo observacional, transversal e analítico. A população foi composta pelos casos de hanseníase notificados no Hospital Eduardo de Menezes, no período de 2005 a 2016. Para a análise univariada foram utilizados os testes Qui-quadrado de Pearson ou teste exato de Fisher e teste de Mann-Whitney, com significância estatística de 5% (p < 0,05). Na análise multivariada por meio da árvore de decisão utilizando o algoritmo CHAID. Os resultados mostraram que forma clinica, grau de incapacidade física na alta, nervo acometido e o não uso de palmilhas ou calçado adaptado antes de surgir à úlcera se mostraram fatores de risco para a ocorrência de úlcera plantar. Foi identificado que entre os pacientes com grau de incapacidade 0 na alta, não existem casos de úlcera. Já entre aqueles com grau 1, e a forma clínica é DD ou DV a probabilidade de úlcera aumenta para 8,7%. Os pacientes com grau de incapacidade 2 na alta, nervo acometido tibial ou nervos fibular e tibial, mas que usavam palmilha ou calçado especial tem probabilidade de úlcera de 65,9%. Se o paciente não usava palmilhas ou calçados especiais antes de surgir à úlcera a probabilidade de ocorrência da úlcera aumenta para 95,7%. O presente estudo evidenciou a necessidade do diagnóstico precoce da hanseníase, como também da eficiente associação das intervenções medicamentosas e não medicamentosas por meio das técnicas de prevenção de incapacidade e uso de palmilhas acomodativas e/ou calçados especiais.(AU)

Leprosy is an infecto-contagious disease caused by Mycobacterium leprae. Leprosy bacillus' affinity for neural system cells affects mainly superficial skin nerves and periferal nerve roots, resulting in autonomic, sensitive and motor neuropathy, that leads to reduction or absency of sensitivity, and muscular weaknessin the eyes, hands and feet. If not timely treated, these can result in physical disabilities. Amid the most frequent physical disabilities seen in clinical practice are plantar ulcers, wich are caused by tibial nerve impairement, leading to motor, sensitive and autonomic deficits along tibial nerve trajectory. The objective os the present article was to identify risk factors for plantar ulcers in patients who were diagnosed for leprosy at Eduardo Menezes Hospital, Minas Gerais State Hospital Foundation, from 2005 to 2016. This is an epidemiological, observational, transversal, analytical study.The studied population was made of notified cases of leprosy, diagnosed at Eduardo de Menezes Hospital from 2005 to 2016. Pearson's qui-square, Fisher's exact test and Mann-Whitney's test, with 5% statistical significancy (p < 0,05), where used for univariate analysis. For multivariate analysis, CHAID algorythm decision tree was used. Results showed that clinical type, physical disability grade at the time of discharge, impaired nerve and absence of use of insoles or adapted shoes before the appearance of ulcers where risk factors for plantar ulcers ocurrence. For patients with 0 disability grade at discharge there where no cases of plantar ulcers. For those with grade 1 disability, clinical type was a relevant risk fator. For patients with grade 1 disability and type V or DT clinical types, probability was also zero. On the other hand, for DD and DV clinical types, probabilities rise up to 8,7%. Patients with grade 2 at discharge with or without fibular or other nerve impairement also have no probability of plantar ulcers ocurrence. AMong patients with grade 2 disability, tibial nerve impairment or both tibial and fibular nerve impairment, but who made use of insoles ou adapted shoes had a 65,9% probability of developing ulcers. In patients who do not use insoles ou special shoes before ulcer formation,probability of developing ulcers rises up to 95,7%. Present study has highlighted the need of early diagnosis of leprosy, and also the need of the use of efficient association of drug and non-drug techniques of disability prevention and use of insoles and/or special shoes.(AU)
Descritores: Fatores de Risco
Úlcera do Pé/prevenção & controle
Úlcera do Pé/epidemiologia
Hanseníase/complicações
Hanseníase/diagnóstico
-Fatores Socioeconômicos
Estudos Epidemiológicos
Estudos Retrospectivos
Dissertações Acadêmicas
Mycobacterium leprae
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG
BR21.1, CHFA; T-WC335


  10 / 233 BDENF  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-915360
Autor: Brito, Karen Krystine Gonçalves; Soares, Maria Júlia Guimarães Oliveira; Costa, Marta Mirian Lopes; Oliveira, Simone Helena Santos.
Título: Práticas e limitações de clientes com Hanseníase no cuidar das lesões cutâneas / Practices and limitations of users with Hansen's disease in care of skin lesions
Fonte: Rev. enferm. UFPE on line;8(1):16-21, jan. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: conhecer a prática dos clientes com hanseníase quanto aos cuidados inerentes às lesões primárias e secundárias (úlceras plantares e palmares). Método: estudo exploratório-descritivo com abordagem quantitativa, realizado com 20 clientes que responderam a um questionário em um centro de referência para o tratamento de doenças infectocontagiosas, na cidade de João Pessoa/PB/Nordeste do Brasil. As respostas foram analisadas pela estatística descritiva, apresentados em tabelas e discutidos à luz da literatura. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa, CAAE nº 011040000126-11. Resultados: destacaram-se os casos multibacilares, e presença de ulcerações em apenas 15% da amostra. Número considerável da amostra não referiu cuidados com as mãos, realização de compressas de forma incorreta, além de não executarem cuidados adequados na presença de calos, fissuras e rachaduras. Conclusão: verificou-se necessidade de melhores estratégias de prevenção das úlceras e dos cuidados com as mãos e os pés.(AU)
Descritores: Hanseníase
Enfermagem
-Epidemiologia
Prevenção Secundária
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt



página 1 de 24 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde