Base de dados : BDENF
Pesquisa : C16.614.166 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 4 [refinar]
Mostrando: 1 .. 4   no formato [Longo]

página 1 de 1

  1 / 4 BDENF  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Costa Rica
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-891477
Autor: Castillo Ramírez, Marisol; Vargas Durán, Katy.
Título: Efectividad del masaje en el área abdominal para la reducción de los cólicos del lactante / Effectiveness of massage in the abdominal area to reduce infant colic / Eficácia da massagem na região abdominal para reduzir cólica infantil
Fonte: Enferm. actual Costa Rica (Online) = Rev. electron. enferm. actual Costa Rica(32):79-89, ene.-jun. 2017. tab, ilus.
Idioma: es.
Resumo: ResumenIntroducción. El cólico del lactante es una afección benigna que pueden experimentar los menores de seis meses; no obstante, aunque no pone en peligro su vida, puede convertirse en una experiencia traumática para los padres y la familia, además de resultar muy molesto para el mismo lactante.Método. Para el desarrollo de este trabajo se utilizó la metodología investigativa de práctica de enfermería basada en la evidencia (PEBE), se planteó una pregunta clínica y se realizó búsquedas electrónicas en MEDLINE, SIBDI, Google académico, PubMed, Cochrane Library Plus. Después de establecer los criterios de inclusión y exclusión y análisis crítico, se seleccionó cuatro documentos que respondieran a la pregunta clínica.Resultados. Ningún estudio respondió directamente a la pregunta, sin embargo, varias investigaciones confirman que el masaje reduce las horas de llanto, influye en el estado de ánimo del lactante y promueve un cambio de actitud de los padres ante los eventos benignos de los cólicos del lactante.Conclusión.El cólico del lactante es uno de los principales problemas que enfrentan los padres y los lactantes sanos menores de seis meses, por lo que es una consulta para los profesionales de salud que los atienden. No existe base científica de que el masaje abdominal modifique en algún aspecto orgánico el tracto digestivo, pero sí existe evidencia de cambios en el comportamiento de los lactantes, reducción de las horas de llanto y mejoramiento de las horas de sueño, además mejora la actitud de los padres ante las molestias que los lactantes pueden experimentar durante los periodos de cólicos.

AbstractIntroduction. Infantile colic is a benign condition that may experience less than six months; however, although not life threatening, it can become a traumatic experience for parents and family, as well as being very annoying for the same infant.Method. For the development of this work practice research methodology based on evidence (PEBE) was used nurses, a clinical question was raised and electronic searches of MEDLINE, SIBDI, Google Scholar, PubMed, Cochrane Library Plus. After establishing the criteria for inclusion and exclusion and critical analysis, four documents to answer the clinical question he was selected.Results. No study directly answer the question, however, several studies confirms that massage reduces hours of crying, influences mood infant and promotes a change in attitude of parents to benign events colic infant.Conclusion. Infantile colic is one of the main problems that parents and children six months healthy infants face, so it is a query for health professionals who serve them. There is no scientific basis that abdominal massage alter some organic aspect the digestive tract, but there is evidence of changes in the behavior of infants, reduction of hours of crying and improving sleep, and improves attitude parents to the discomfort that infants may experience during periods of colic.

ResumoIntrodução. Cólica infantil é uma condição benigna que pode experimentar menos de seis meses; No entanto, embora não seja uma ameaça à vida, ela pode se tornar uma experiência traumática para os pais e familiares, bem como sendo muito irritante para a mesma criança.Método. Para o desenvolvimento desta metodologia de pesquisa prática de trabalho com base em evidências (PEBE) foi utilizado enfermeiros, uma questão clínica foi levantada e buscas eletrônicas do MEDLINE, SIBDI, Google Scholar, PubMed, Biblioteca Cochrane Plus. Depois de estabelecer os critérios de inclusão e exclusão e análise crítica, quatro documentos para responder à pergunta clínica ele foi selecionado.Resultados. Nenhum estudo responder directamente à questão, no entanto, vários estudos confirmam que a massagem reduz as horas de choro, influências humor infantil e promove uma mudança de atitude dos pais para eventos cólica benigna infantil.Conclusão. cólica infantil é um dos principais problemas que as crianças os pais e crianças de seis meses saudáveis enfrentam, por isso é uma consulta para profissionais de saúde que os atendem. Não há base científica que a massagem abdominal alterar algum aspecto orgânico do trato digestivo, mas não há evidências de mudanças no comportamento das crianças, redução da jornada de choro e melhorar o sono e melhora a atitude pais para o desconforto que as crianças podem experimentar durante os períodos de cólica.
Responsável: CR1.1 - BINASSS - Biblioteca Nacional de Salud y Seguridad Social


  2 / 4 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 28003
Autor: Ramos, Elizia Moraes; Silva, Liliane Faria da; Cursino, Emilia Gallindo; Machado, Maria Estela Diniz; Ferreira, Dayanna Santos de Paula.
Título: O uso da massagem para alívio de cólicas e gases em recém-nascidos / The use of massage to relieve colic and gases in newborns / El uso del masaje para aliviar cólicas y gases en recién nacidos
Fonte: Rev. enferm. UERJ;22(2):245-250, mar.-abr. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivou-se analisar as possibilidades do uso da técnica de massagem para alívio de cólicas e gases em recém-nascidos pelas mães. Estudo qualitativo descritivo, realizado no alojamento conjunto de um hospital universitário do Rio de Janeiro, através de entrevistas semiestruturadas com 10 mães. Os dados, coletados em 2013, foram submetidos à análise temática de conteúdo. O conhecimento das mães acerca de métodos para alívio de cólica e gases é diversificado. Algumas conhecem a massagem, mas nem sempre a utilizam. Em contrapartida, é recorrente o uso de métodos farmacológicos, muitas vezes sem orientação adequada. Elas se mostraram receptivas à demonstração da técnica de massagem por ser de fácil utilização e apontaram as possibilidades e impossibilidades de seu uso no domicílio. Concluiu-se que o ambiente do alojamento conjunto é propício para o enfermeiro ensinar a técnica de massagem para alívio de cólicas e gases em recém-nascidos. (AU)

This descriptive qualitative study, which examined possibilities of mothers’ using massage techniques to ease cramps and stomach gas in newborn babies, was conducted at a rooming-in facility at a university hospital in Rio de Janeiro, through semi-structured interviews of 10 mothers. Data were subjected to thematic content analysis. The mothers’ knowledge about methods to ease cramps and stomach gas varied. Some were familiar with massage, but did not always use it. On the other hand, there was recurrent use of drug methods, often without proper supervision. They were receptive to demonstration of the massage technique, because it is easy to use, and pointed out the possibilities and impossibilities of using it at home. It was concluded that the rooming-in environment is favorable for nurses toteach the massage technique to ease newborn babies’ cramps and stomach gas. (AU)

Este estudio tuvo como objetivo examinar las posibilidades de utilizar la técnica de masaje para aliviar cólicas y gases en los recién nacidos por las madres. Estudio cualitativo y descriptivo hecho en el alojamiento conjunto de un hospital universitario en Río de Janeiro-Brasil, a través de entrevistas semiestructuradas con 10 madres. Los datos fueron sometidos al análisis de contenido temático. Es diversificado el conocimiento de las madres acerca de los métodos para aliviar cólicas y gases. Algunas conocen el masaje pero no la utilizan siempre. En contraste, es recurrente el uso de métodos farmacológicos, a menudo sin la debida orientación. Ellas se mostraron receptivas a la demostración de la técnica de masaje por ser fácil de usar y señalaron las posibilidades e imposibilidades de su uso en el hogar. Se concluyó que el alojamiento conjunto es propicio para el enfermero enseñar la técnica de masaje para aliviar cólicas y gases en los recién nacidos. (AU)
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  3 / 4 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 16607
Autor: Kosminsky, Fanny Sarfati.
Título: Aprendendo a lidar com a cólica do filho / Learning on how to deal with the child´s colic.
Fonte: São Paulo; s.n; dez. 2005. 99f p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A cólica infantil, caracterizada por choro excessivo e inconsolável do bebê, é um problema comum no período inicial da vida, causando angústia e preocupação às mães. Apesar de ser uma manifestação comum, sua causa ainda é desconhecida. Assim, é necessário propor intervenções ao assistir as mães desses bebês, considerando as necessidades e dificuldades desta clientela no sentido de auxiliá-la a enfrentar e superar este problema. Este estudo teve como objetivo compreender a experiência materna de ter um filho com cólica no período precoce da vida. Optou-se por uma abordagem qualitativa, a Teoria Fundamentada nos Dados e como referencial teórico para análise e interpretação dos dados, o Interacionismo Simbólico. O método de análise de conteúdo baseou-se em 12 discursos de mães que tinham ou tiveram filhos que sofreram de cólica no período inicial da vida e que freqüentavam o seguimento de puericultura e pediatria de um Centro de Saúde Escola, situado na zona oeste da cidade de São Paulo. Os dados foram obtidos por meio de entrevista e observação do contexto, cuja análise permitiu compreender a experiência materna do fenômeno CONVIVENDO COM UM FILHO COM CÓLICA e a categoria central revelou-se como APRENDENDO A LIDAR COM A CÓLICA DO FILHO. O modelo teórico mostra que ter um filho com cólica é uma vivência angustiante e independe de ser mãe de primeiro filho. A compreensão da experiência materna de conviver com um filho acometido de cólica aponta para a necessidade dos profissionais reverem as práticas implementadas no manejo da cólica infantil. O acompanhamento do binômio mãe-filho por meio de atendimento de seguimento no mínimo até o terceiro mês de vida do bebê, incluindo atendimentos domiciliares e a promoção de estratégias de apoio implementadas pelos serviços de saúde podem contribuir para o estabelecimento saudável do vínculo mãe-filho.(AU)
Responsável: BR442.1 - Biblioteca Setorial de Pós-Graduação
Nº de Classificação: 4200


  4 / 4 BDENF  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: 12378
Autor: Kosminsky, Fanny Sarfati; Kimura, Amélia Fumiko1Universidade de São Paulo.
Título: Cólica em recém-nascido e lactente: revisão da literatura / Colic in newborn and infant: a literature review
Fonte: Rev. gaúch. enferm;25(2):147-156, ago. 2004.
Idioma: Pt.
Resumo: Trata-se de uma revisão de literatura sobre a manifestação clínica da cólica que comumente afeta os bebês na fase inicial de vida. O texto aborda a definição do quadro clínico, fatores etiológicos e associados, condutas mais adotadas e estudadas para o alívio e tratamento da cólica do lactente. Analisaram-se publicações de periódicos nacionais e internacionais cadastradas nas bases de dados informatizadas MEDLINE e LILACS, com acesso disponível na BIREME, Bibliotecas da USP e pelo Portal da CAPES(AU)
Responsável: BR18.1 - Biblioteca FAMED/HCPA



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde