Base de dados : BDENF
Pesquisa : SP1.001 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 112 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Longo]

página 1 de 12 ir para página                         

  1 / 112 BDENF  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 30820
Autor: Angelim, Rebeca Coelho de Moura; Pereira, Verônica Mirelle Alves Oliveira; Abrão, Fátima Maria da Silva; Santos, Tânia Cristina Franco.
Título: Análise histórica das doenças infectocontagiosas e parasitárias na Era Vargas / Historical analysis of infectious and parasitic diseases in Vargas
Fonte: Hist. enferm., Rev. eletronica;7(2), 20160104.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivou-se descrever as reportagens produzidas por um jornal de grande circulação acerca das doenças infectocontagiosas e parasitárias de destaque no período da Era Vargas (1930-1945). Trata-se de um estudo descritivo e retrospectivo, cujas fontes secundárias, foram edições do Jornal do Commercio publicadas no período indicado, foram localizadas na Fundação Joaquim Nabuco e coletadas entre agosto de 2011 e agosto de 2012. A análise documental foi realizada após a digitalização das 100 notícias selecionadas, seguida por sua organização e classificação. As doenças infectocontagiosas e parasitárias noticiadas foram a hanseníase, a tuberculose, a febre amarela, a malária, a difteria, a varíola, o tifo, a febre tifoide, a peste bubônica, a coqueluche, a doença de Chagas, a espiroquetose, a esquistossomose e a meningite; as mais frequentemente noticiadas foram a hanseníase e a tuberculose. Foi evidenciado por meio das reportagens e manchetes, que as temáticas abordadas se referiam, em sua maioria, à incidência, a profilaxia, a cura, a imunização, a área da saúde e os riscos de contaminação por parte dos profissionais de saúde. Tal mecanismo favorece a compreensão acerca dos acontecimentos da época frente aos aspectos políticos, históricos, econômicos e sociais.(AU)
Responsável: BR905.1 - Biblioteca
BR905.1


  2 / 112 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 30733
Autor: Cunha, Simone Graziele Silva.
Título: A tomada de decisão de gestores da atenção secundária à saúde / The decision making of health care managers.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2016. 111 p. ilus, tab, mapas.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Enfermagem para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O cotidiano do trabalho gerencial é caracterizado por decisões tomadas em diferentes contextos institucionais e influenciam o trabalho dos profissionais de diferentes categorias. O trabalho dos gestores possuem variáveis externas, tais como as leis e as normas, que em algumas situações não se encontram em consonância com as necessidades dos usuários, descontinuidade do serviço, fragmentação da rede, insuficiência e/ou inadequação dos recursos e superlotação. Também são evidenciadas variáveis internas, dentre as quais podem ser mencionadas o aumento da rotatividade de profissionais, o perfil inadequado do corpo gerencial e do corpo profissional e a deficiência de comunicação e informação. Mediante o exposto indaga-se: Como os gestores de uma Unidade de Atendimento Imediato (UAI) vivenciam as tomadas de decisão no cotidiano de trabalho? Esse estudo objetivou: Compreender a vivência da tomada de decisão de gestores no contexto de Unidades de Atendimento Imediato. Trata-se de estudo de caso único, de natureza qualitativa, desenvolvido nas UAI, localizadas no município de Betim, Minas Gerais. Os participantes foram os gerentes e coordenadores das UAI e os secretários de saúde. Os dados foram coletados por meio de entrevista com roteiro semiestruturado, em complementaridade a entrevista usou-se a técnica do “Gibi” e observação. Realizou-se Análise de Conteúdo proposta por Bardin (2011). O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal de Minas Gerais (COEP/UFMG) (Parecer n° 1.174.603), conforme a Resolução 466 de 2012 do Conselho Nacional de Saúde. Os entrevistados preencheram e assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Com a análise dos dados elaborou-se o perfil gerencial e foram construídas três categorias temáticas, sendo elas:... (AU)

The daily management work is characterized by decisions taken in different institutional settings and influence the work of professionals of different categories. The managers’ work have external variables, such as laws and regulations, which in some situations are not in line with the users’ needs, service interruption, network fragmentation, insufficient and / or inadequate resources and overcrowding. Also highlighted are internal variables, among which may be mentioned the staff turnover increase, inadequate profile management team and professional body and the deficiency of communication and information. By the exposed it inquires: How do Immediate Care Unit’s (IAU) managers experience decision-making in daily work? This study aimed to: Understand the experience of managers in decision-making in the Immediate PSCs context. This is a single case study of a qualitative nature, developed in UAI, located in the city of Betim, Minas Gerais. Participants were managers and coordinators of UAI and health secretaries. Data were collected through interviews with semi-structured script, complementing the interview technique it was used the "Gibi" and observation. We conducted content analysis proposed by Bardin (2011). The project was approved by the Ethics Committee on Human Research of the Federal University of Minas Gerais (COEP / UFMG) (Opinion No. 1,174,603), according to Resolution 466 of 2012 of the National Health Council. Respondents filled out and signed the Consent and Informed Term (WIC). Through the data analysis the management profile was produced and three thematic categories were built, which are: "Activities of the daily work of managers in UAI," "process and elements of the management decision-making in UAI," "Facilities and barriers in managers’ decision... (AU)
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG
BR21.1; T-WA525, CUTO


  3 / 112 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Cadete, Matilde Meire Miranda
Id: 30731
Autor: Thomazi, Áurea Regina Guimarães; Tizzoni, Janaína Soares; Souza, Karine Ferreira; Cadete, Matilde Meire Miranda.
Título: Política Nacional de Humanização: percepção dos profissionais frente ao atendimento Ambulatorial Prisional / National Policy of Humanization: perception of professionals regarding Prison Ambulatory Care
Fonte: Nursing (São Paulo);20(227):1676-1680, abr.2017.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo Analisar a percepção dos profissionais de equipe multiprofissional, de um ambulatório prisional de BeloHorizonte, em relação à aplicabilidade da premissas da “Política Nacional de Humanização”.Método Trata-se de estudocom abordagem qualitativa, utilizando a entrevista semiestruturada respondida por cinco sujeitos que compõem a equipemultiprofissional, cujos depoimentos foram analisados pela análise temática de conteúdo.Resultados: Dos depoimentos emergiramquatro categorias: compreensão da Política Nacional; Aplicabilidade da Política; Entraves no atendimento ambulatorial e oConhecimento como instrumento para melhoria do atendimento. Conclusão: Independente do espaço onde se presta o cuidado,o atendimento deve ser humanizado, deve ser gerido pela Política Nacional de Humanização e a capacitação profissional é umaferramenta indispensável para maior qualidade ao cuidado.(AU)
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  4 / 112 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 30702
Autor: Machado, Jacqueline Simone de Almeida.
Título: Narrativa de mulheres sem filhos e maternidade: questões para as políticas de saúde da mulher / Narratives of women without children and motherhood: issues for women's health policies.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2016. 237 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Enfermagem para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: As transformações nos valores e práticas vivenciados pelas mulheres resultaram em novas concepções acerca das funções femininas desempenhadas tanto no âmbito familiar quanto no social. Em decorrência dessas transformações, a maternidade, presente no imaginário coletivo como ideal feminino, assume novo valor na contemporaneidade e ter ou não filho resulta do desejo de cada mulher. Partiu-se do pressuposto de que a opção pela maternidade ou não está relacionada à história de vida de cada mulher e é influenciada pelas mudanças históricas, sociais, culturais e políticas. Entretanto, nas políticas e programas de saúde públicas ainda prevalece a noção de reprodução como dever e como desejo intrínseco à condição feminina. A afirmação está baseada no fato de que as políticas públicas, de modo geral, direcionam suas práticas para o ciclo gravídico-puerperal. Este trabalho defende a tese que as mulheres sem filhos apresentam dimensões da maternidade e da não maternidade que precisam ser consideradas pelas políticas de saúde da mulher, uma vez que o atendimento está voltado à saúde reprodutiva que reafirma o ideal feminino de mulher-mãe. O objetivo é analisar narrativas de mulheres sem filhos em relação à maternidade e à não maternidade, considerando as questões das políticas e programas de atenção à saúde da mulher. Trata-se de um estudo qualitativo, com referencial metodológico da História Oral. As dezenove participantes são mulheres sem filhos, entre 26 e 90 anos, que conhecem ou utilizam programas públicos direcionados à mulher desde a década de 50 até hoje. A escolha das participantes foi de acordo com a técnica de amostragem snowball. A coleta de dados foi feita por meio de entrevista, entre janeiro e março de 2015. Utilizou-se a análise de narrativas para não fragmentar o conteúdo, identificando histórias, fazendo a discussão e a interpretação delas por meio da análise do conteúdo holístico/integral que foca a narrativa...(AU)

The changes in the values and practices experienced by women entailed new conceptions about the feminine functions performed both in the family and in the social scope. Due to these changes, the motherhood, still present in the collective imaginary as a feminine ideal, takes on a new value in the contemporaneity, and the choice between having or not having children becomes the fruit of the personal choices and of the very desire of each woman. The assumption was that the option for the motherhood or non-motherhood is related to the life history of each woman, but is influenced by historical, social, cultural and political changes. Nevertheless, the notion of reproduction as a duty and as a desire intrinsic to the female condition is still predominant in the health policies and programs. This assertion is based on the fact that the public policies, in general, direct their practices towards the pregnancy-puerperal cycle. This work defends the view that women without children have dimensions of motherhood and non-motherhood that need to be considered by women’s health policies, as the service is focused on reproductive health, thereby reasserting the female ideal of woman-mother. It is intended to analyze narratives of women without children in relation to the motherhood and the non-motherhood, taking into account the issues of policies...(AU)
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG
BR21.1; T-WA309, MANA


  5 / 112 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 30508
Autor: Jafelice, Giovana Telles; Marcolan, João Fernando.
Título: Percepção dos profissionais de saúde mental sobre o trabalho multiprofissional com residentes / Perception of mental health professionals about the multiprofessional work with residents
Fonte: Rev. enferm. UFPE on line;11(2):542-550, fev. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: verificar como profissionais de Saúde Mental compreendiam multi, inter e transprofissionalidade, ocorrência na prática e influências para os residentes. Método: estudo exploratório, descritivo, de abordagem qualitativa. A amostra foi composta pelo coordenador e pelo menos dois profissionais com diferentes formações em cada serviço. O instrumento de coleta foi composto por quatro questões norteadoras. Os dados foram analisados pela técnica de Análise de Conteúdo. Resultados: os participantes não souberam definir trabalho em equipe multiprofissional, interprofissional e transprofissional em Saúde Mental; não houve trabalho em equipe multiprofissional, interprofissional e transprofissional nas unidades e o Programa não oferecia condições para inserção no sistema de saúde nem formação para tal. Conclusão: observaram-se dificuldades na conceituação das modalidades de integração disciplinar. Elencaram-se elementos facilitadores e dificultadores destas ações. Discutiu-se a importância das Residências Multiprofissionais na formação em saúde e da aproximação efetiva das Políticas Públicas de Saúde. (AU)
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  6 / 112 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 30316
Autor: Silva, Verônica Caé da; Silva, Adriana Ferreira da; Motta, Ana Maria Oliveira Rodrigues da; Silva, Daniela Mansano da; Santos, Claudia Regina Gonçalves Couto dos.
Título: Saúde do adolescente: percepção de seus responsáveis legais / Adolescent’s health: perception of their guardians
Fonte: Rev. enferm. UFPE on line;5(2):257-265, Mar-Abr 2011. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: identificar a compreensão dos responsáveis legais por adolescentes acerca do cuidado de saúde nesta fase davida. Método: estudo descritivo, quantitativo, realizado em uma Universidade do Rio de Janeiro, cuja amostragem foicomposta por 75 alunos do primeiro ano do curso de graduação em enfermagem, responsáveis legais por adolescentes. Osdados foram coletados através de questionário após aprovação no Comitê de Ética em Pesquisa da UNIGRANRIO (nº deprotocolo 0027.0.317.000-10) e analisados por meio estatístico. Resultados: a maioria dos responsáveis entrevistadosforam mães (84%), entre 35 e 49 anos (32%), de adolescentes do sexo masculino (53%), emergindo a adolescência préviacom 44,4% e adolescência tardia com 53,7%. 52% desconhecem a necessidade do acompanhamento anual dosadolescentes, pois, só procuram o serviço em caso de adoecimento; 68% não souberam citar as vacinas recomendadas; 77%não conhecem programas específicos; 27% acreditam que o adolescente pode ser atendido sem acompanhante.Conclusão: os profissionais de saúde devem reconhecer os responsáveis como parceiros, traçando estratégias cada vezmais adequadas, que possibilite o esclarecimento de dúvidas e a construção do máximo de autonomia, para que possam sesentir seguros no cuidado da saúde dos adolescentes.(AU)
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  7 / 112 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 30252
Autor: Barros, Wilma Lilian Lima; Costa, Edileusa; Boeckmann, Lara Mabelle Milfont; Reis, Paula Elaine Diniz dos; Leon, Casandra Genoveva Rosales Martins Ponce de; Funghetto, Silvana Schwerz.
Título: Parto humanizado: uma realidade na casa de parto? / Humanizing delivery: a reality in a birth center?
Fonte: Rev. enferm. UFPE on line;5(1):67-74, jan.-fev. 2011.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: conhecer a percepção das puérperas sobre a assistência desenvolvida na Casa de Parto de São Sebastião doDistrito Federal. Metodologia: trata-se de estudo descritivo e exploratório, de abordagem qualitativa, com dez mulheresque vivenciaram o parto e puerpério na Casa de Parto após a aprovação do projeto de pesquisa pelo Comitê de Ética emPesquisa da Secretaria de Estado em Saúde do Distrito Federal com parecer nº 264/2007. Resultados: as categoriastemáticas encontradas foram: Assistência no pré-natal, Assistência no processo de parturição e Assistência no puerpério.Nas análises das falas das puérperas foi referido ações referentes à humanização da assistência no momento da parturiçãoe puerpério, contudo as mesmas relataram escassez de orientações e informações no Pré-natal que julgaram serimportantes para vivenciar o parto e puerpério com segurança. Conclusão: o presente estudo evidenciou que o trabalhodesenvolvido na instituição corresponde a uma assistência humanizada às parturientes que são acolhidas na Casa de PartoSão Sebastião. Tais procedimentos utilizados estão em sintonia com as recomendações da Organização Mundial de saúde, oque foi constatado nos depoimentos colhidos das puérperas participantes do estudo.(AU)
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  8 / 112 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 30232
Autor: Sena, Luciana Batalha; Sardinha, Ana Hélia de Lima; Mesquita, Leonel Lucas Smith de; Sousa Neto, Raimundo de Assunção; Silva, Clarissa Galvão da; Chaves, Rodson Glauber Ribeiro.
Título: Conhecimento do enfermeiro sobre políticas de saúde da pessoa idosa / Knowledge of nurses on health policies for the elderly person
Fonte: Rev. enferm. UFPE on line;10(3 Suplementar):1459-1465, abr. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: descrever o conhecimento dos enfermeiros da Estratégia Saúde da Família sobre as políticas e apromoção de saúde do idoso. Método: estudo descritivo e exploratório, com abordagem qualitativa, realizadoem cinco Unidades Básicas de Saúde (UBS) de São Luís/MA, entre os meses de maio e setembro de 2013, quetinham equipes de Estratégia Saúde da Família ativas e que atendiam um grande número de idosos, segundodados fornecidos pela Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS). A produção de dados foi realizada a partirentrevistas semiestruturadas. Em seguida, foram transcritas e analisadas pela Técnica Análise temática deconteúdo. Resultados: após a análise dos discursos, emergiram duas categorias: Políticas públicas voltadaspara os idosos e Assistência de Enfermagem aos Idosos. Conclusão: há necessidade qualificação dosprofissionais da estratégia para prestarem a assistência integral ao idoso.(AU)
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  9 / 112 BDENF  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 30086
Autor: Vendruscolo, Carine; Trindade, Leticia de Lima; Rodrigues, Otília Cristina Coelho; Adamy, Édlamar Kátia; Brum, Maria Luiza Bevilaqua.
Título: Introdutório para equipes de saúde da família: contribuições para o fortalecimento da atenção básica / Introductory to family health teams: contributions to the strengthening of primary care
Fonte: Rev. enferm. UFPE on line;10(9):3393-3400, set. 2016. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: identificar as contribuições do Curso Introdutório para ampliação do conhecimento acerca daPolítica de Atenção Básica. Método: estudo descritivo, transversal, de abordagem quantitativa, com 251profissionais da Atenção Básica. Os dados foram coletados por meio de questionário com questões abertas efechadas, antes e após o Curso e analisados com auxílio do software SPSS, posteriormente à aprovação doprojeto pelo Comitê de Ética em Pesquisa, protocolo 142.1712-10. Resultados: os resultados evidenciam afeminilização das equipes e crença dos profissionais na Estratégia como propulsora de mudanças no cenário daAtenção Básica; conhecimento dos princípios do Sistema Único de Saúde e da Portaria 648/2006; domíniolimitado do Sistema de Informação e dos instrumentos de avaliação das equipes. Conclusão: o Cursofavoreceu o processo de trabalho, repercutiu na qualidade da atenção e contribui para o fortalecimento daspolíticas de saúde.(AU)
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  10 / 112 BDENF  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 29699
Autor: Moreira, Wanderson Carneiro; Damasceno, Carolinne Kilcia Carvalho Sena; Vieira, Samara Karine Sena Fernandes; Campêlo, Thaís Portela Teixeira; Campêlo, Diego Sousa; Alencar, Delmo de Carvalho.
Título: Análise sobre as políticas públicas de enfrentamento a violência contra o idoso / Assessment of the public policies to cope with violence against the elderly
Fonte: Rev. enferm. UFPE on line;10(4):1324-1331, abr. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: refletir sobre as políticas públicas de enfrentamento a violência contra o idoso no Brasil. Método:estudo descritivo de cunho teórico-reflexivo, com prévia revisão da literatura especializada na temática. Asinformações foram analisadas possibilitando com que emergissem como pontos norteadores de reflexão, doiseixos temáticos: Epidemiologia da violência contra a pessoa idosa e Políticas públicas de enfrentamento aviolência contra idosos no Brasil. Resultados: evidencia-se que o Brasil, atualmente possui suficientesrecursos legais para o enfrentamento da violência contra o idoso. Contudo, apenas a produção deinstrumentos legais não é suficiente para mudar a situação de violência a que está submetida a populaçãoidosa no país. Conclusão: a violência contra pessoa idosa constitui, portanto, uma violação dos DireitosHumanos e requer ações estratégicas por parte do poder público e da sociedade, tanto no âmbito daprevenção quanto do enfrentamento, a fim de resgatar e garantir a dignidade desse segmento.(AU)
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt



página 1 de 12 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde