Base de dados : LILACS
Pesquisa : 402207 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Abensur, Hugo
experimentalDocumentos relacionados
Id: 402207
Autor: Pecoits-Filho, Roberto; Stevinkel, Peter; Lindholm, Bengt; Bergstrom, Jonas; Noronha, Irene; Abensur, Hugo.
Título: Revisão: Desnutrição, inflamação e aterosclerose ( síndrome MIA) em pacientes portadores de insuficiência renal crônica / Malnutrition, inflammation, and atherosclerosis ( MIA syndrome) in chronic renal failure patients
Fonte: J. bras. nefrol;24(3):136-46, set. 2002. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Apesar dos mercantes avanços realizados no tratamento dialítico e no entendimento da fisiopatologia da insuficiência renal crônica (IRC), os índices de mortalidade (especialmente de origem cardiovascular) permanecem inaceitavelmente altos, sejam eles tratados com hemodiálise (HD) ou diálise peritoneal (DP). Recente estudo prospectivo, realizado na Divisão de Nefrologia do Instituto Karolinska, mostra que a combinação entre desnutrição, inflamação e ateroscierose (síndrome MIA) é comum em IRC e que seus componentes se relacionam entre si e à alta mortalidade desses pacientes. Sinais de inflamação crônica são observados em pacientes portadores de doença renal mesmo antes do tratamento dialítico, e está sendo proposta a associação entre citocinas pró-inflamatórias e desnutrição e doença cardiovascular (DCV). Também moléculas de adesão, hialuronan, lipoproteína A e proteína C-reativa representam mercadores de alta mortalidade em IRC. Da mesma forma, algumas evidências apontam para o vínculo entre atividade inflamatória e alta permeabilidade peritoneal de doentes em diálise peritoneal, o que pode estar associado à alta mortalidade desses pacientes. De fato, demonstrou-se recentemente que citocinas como IL-6 e VEGF estão relacionadas ao desenvolvimento de alto transporte peritoneal de solutos. A síndrome MIA acarreta alto impacto na mortalidade de pacientes em programa dialítico. Inflamação sustentada e elevação dos níveis circulantes de citocinas pró-inflamatórias parecem representar o núcleo do problema. Novas estratégias de tratamento das complicações cardiovasculares em IRC devem ser investigadas para que os inaceitáveis índices de mortalidade em IRC possam ser reduzidos(au)
Descritores: Insuficiência Renal Crônica
Estado Nutricional
Transtornos Nutricionais
Doenças Cardiovasculares
Inflamação
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde