Base de dados : LILACS
Pesquisa : 533286 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
PT)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 533286
Autor: Rodrigues, Pedro Mendes de Azambuja; Carmo Neto, Edgard do; Santos, Luiz Rodrigo de Carneiro; Knibel, Marcos Freitas.
Título: Pneumonia associada à ventilação mecânica: epidemiologia e impacto na evolução clínica de pacientes em uma unidade de terapia intensiva / Ventilator-associated pneumonia: epidemiology and impact on the clinical evolution of ICU patients
Fonte: J. bras. pneumol;35(11):1084-1091, nov. 2009. tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Apesar de representar uma das principais causas de infecção nosocomial, o papel da pneumonia associada à ventilação mecânica (PAVM) no prognóstico ainda permanece indefinido. O objetivo deste estudo foi avaliar o impacto dessa doença na evolução clínica dos pacientes. MÉTODOS: Estabeleceu-se uma coorte prospectiva de 233 pacientes sob ventilação mecânica (grupo PAV, n = 64; grupo controle, n = 169). Os desfechos primários foram tempo de ventilação mecânica (TVM), tempo de permanência na UTI (TUTI), tempo de permanência hospitalar (TH) e mortalidade na UTI. Os desfechos secundários foram mortalidade hospitalar, perfil microbiológico, uso prévio de antibióticos e fatores de risco para PAVM. RESULTADOS: Os desfechos dos grupos controle e PAVM foram, respectivamente, os seguintes: mediana do TVM (dias), 9 (intervalo interquartílico [II]: 5-15) e 23 (II: 15-37; p < 0,0001); mediana do TUTI (dias), 12 (II: 8-21) e 27 (II: 17-42; p < 0,0001); mediana do TH (dias), 33 (II: 18-64) e 46 (II: 25-90; p = 0,02); e mortalidade na UTI, 38 por cento (IC95 por cento: 31-45) e 55 por cento (IC95 por cento: 42-67; p = 0,02). A PAVM foi um preditor de mortalidade na UTI (OR = 3,40; IC95 por cento: 1,54-1,78). O TVM (OR = 2,27; IC95 por cento: 1,05-4,87) e o uso prévio de antibióticos (OR = 1,07; IC95 por cento: 1,04-1,10) foram fatores de risco para PAVM. A PAVM não afetou a mortalidade hospitalar. Acinetobacter spp. foi o isolado mais frequente (28 por cento). Antibioticoterapia empírica inadequada foi administrada em 48 por cento dos casos. CONCLUSÕES: No presente estudo, houve uma alta incidência de bactérias resistentes e de antibioticoterapia inicial inadequada. TVM longo e o uso prévio de antibióticos são fatores de risco para PAVM.(AU)

OBJECTIVE: Although ventilator-associated pneumonia (VAP) is a major cause of nosocomial infection, its role in the prognosis of patients remains undefined. The objective of this study was to evaluate the impact of VAP on the clinical evolution of patients. METHODS: This was a prospective cohort study involving 233 patients on mechanical ventilation (VAP group, n = 64; control group, n = 169). Primary outcomes were time on mechanical ventilation (TMV), time in ICU (TICU), overall length of hospital stay (LHS) and in-ICU mortality. Secondary outcomes were in-hospital mortality, microbiological profile, prior use of antibiotics and risk factors for VAP acquisition. RESULTS: Control and VAP group outcomes were, respectively, as follows: median TMV (days), 9 (interquartile range [IQR]: 5-15) and 23 (IQR: 15-37; p < 0.0001); median TICU (days), 12 (IQR: 8-21) and 27 (IQR: 17-42; p < 0.0001); median LHS (days), 33 (IQR: 18-64) and 46 (IQR: 25-90; p = 0.05); and in-ICU mortality, 38 percent (95 percent CI: 31-45) and 55 percent (95 percent CI: 42-67; p = 0.02). VAP was a predictor of in-ICU mortality (OR = 3.40; 95 percent CI: 1.54-7.48). TMV (OR = 2.27; 95 percent CI: 1.05-4.87) and prior use of antibiotics (OR = 1.07; 95 percent CI: 1.04-1.10) were risk factors for VAP. VAP did not affect in-hospital mortality. Acinetobacter spp. was the most common isolate (28 percent). Inappropriate empirical antibiotic therapy was administered in 48 percent of cases. CONCLUSIONS: In this study, there was a high incidence of infection with resistant bacteria and inappropriate initial antibiotic therapy. Long TMV and prior use of antibiotics are risk factors for VAP.(AU)
Descritores: Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica/epidemiologia
-Brasil/epidemiologia
Farmacorresistência Bacteriana Múltipla
Métodos Epidemiológicos
Mortalidade Hospitalar
Unidades de Terapia Intensiva
Tempo de Internação/estatística & dados numéricos
Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica/diagnóstico
Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica/microbiologia
Prognóstico
Fatores de Risco
Fatores de Tempo
Adulto Jovem
Limites: Adolescente
Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Feminino
Humanos
Masculino
Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde