Base de datos : LILACS
Búsqueda : F01.100.125 [Categoria DeCS]
Referencias encontradas : 756 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   en el formato [Largo]

página 1 de 76 va a la página                         

  1 / 756 LILACS  
              next record last record
selecciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-955850
Autor: Peixoto, Tereza Cristina; Passos, Izabel Christina Friche; Brito, Maria José Menezes; Ó, Jorge Manuel Nunes Ramos do.
Título: Produção de subjetividades no trabalho em uma Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica / La producción de subjetividades en el trabajo en una Unidad de Cuidados Intensivos Pediátrica / Production of subjectivities at work in a Pediatric Intensive Care Unit
Fuente: Psicol. soc. (Online);29:e161193, 2017.
Idioma: pt.
Proyecto: Capes; . CNPq.
Resumen: Resumo Objetivou-se analisar a micropolítica das relações interprofissionais em uma unidade de terapia intensiva pediátrica. Trata-se de um estudo com abordagem qualitativa, de cunho cartográfico, com observações da dinâmica das relações entre os sujeitos, entrevistas com 14 profissionais, no período de junho a agosto de 2014. As relações interprofissionais são constituídas em um território híbrido formado pela interseção dos saberes biomédicos, práticas de trabalho intervencionistas com aparelhos tecnológicos, reguladas por normas, protocolos e pelo lidar com crianças e seus pais. O afeto despertado nos profissionais frente à espontaneidade e sofrimento de crianças desestabiliza o plano normativo e científico do trabalho em prol da estabilização orgânica das crianças, desencadeando novos agenciamentos dos profissionais, ora flexibilizando as normas, ora intensificando comportamentos controladores e perfeccionistas. Aponta-se a importância da potencialização dos agenciamentos inventivos dos profissionais e criação de dispositivos para ações coletivas e saberes que promovam a associação da clínica da vida junto à da sobrevida.

Resumen Este estudio tuve como objetivo analizar las relaciones interprofesionales y micropoliticas en una unidad de cuidados intensivos pediátricos. Se trata de un estudio con un enfoque cualitativo, de carácter cartográfico, con observación de la dinámica de las relaciones entre los profesionales y entrevistas con 14 profesionales llevadas a cabo de junio a agosto de 2014. Las relaciones interprofesionales se constituyen en un territorio híbrido formado por la intersección del conocimiento biomédico, prácticas intervencionistas con dispositivos tecnológicos, regulados por normas, protocolos y por el tratamiento a los niños y sus padres. El afecto despertado en los profesionales frente a la espontaneidad y el sufrimiento de los niños desestabiliza el plan normativo y científico de lo trabajo em favor de la estabilización orgánica de los niños, desencadenando nuevos agenciamientos de los profesionales, ora flexibilizando las normas, ora intensificando comportamientos controladores y perfeccionistas. Se señala la importancia de la potenciación de los agenciamientos inventivos de los profesionales y creación de dispositivos para acciones colectivas y saberes que promuevan la asociación de la clínica de la vida a de la supervivencia.

Abstract This study aimed to analyze the micropolitics of interbranch relations in a pediatric intensive care unit. It is a study with a qualitative approach, of cartographic character. Observations of the dynamics of relationships between the professionals and interviews with fourteen professionals from June to August 2014 were carried out. Interbranch relations are constituted in a hybrid territory formed by the intersection of biomedical knowledge, interventionist work practices with technological gadgets, which are regulated by standards, protocols, and by dealing with children and their parents. The affection aroused in professional front of spontaneity and children's suffering destabilizes the regulatory and scientific plan of work towards the organic stabilization of children, unleashing new agencies of the professionals, sometimes loosening the rules, sometimes intensifying behaviors controllers and perfectionists. This paper also points out the importance of empowering the professionals' inventive agencies, and creating mechanisms for collective action and knowledge towards promoting the clinical association of life with the survival.
Responsable: BR1.1 - BIREME


  2 / 756 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-897710
Autor: Costa, Daniel Tietbohl; Garcia, Lucas França; Goldim, José Roberto.
Título: Morrer e morte na perspectiva de residentes multiprofissionais em hospital universitário / Death and dying from the perspective of multiprofessional residents in a teaching hospital / Morir y muerte en la perspectiva de residentes multiprofesionales en un hospital universitario
Fuente: Rev. bioét. (Impr.);25(3):544-553, out.-dez. 2017. graf.
Idioma: pt.
Resumen: Resumo Este artigo tem como objetivo analisar e descrever o entendimento que residentes multiprofissionais de hospital universitário têm sobre a morte e o morrer. Trata-se de estudo de abordagem qualitativa, com emprego da técnica de análise de conteúdo de Bardin. A ferramenta utilizada para coleta de dados foi entrevista semiestruturada, analisada com auxílio do software QSR NVivo 11. Verificou-se que na perspectiva dos entrevistados é totalmente pertinente trabalhar o tema da morte e do morrer, temática indispensável à formação acadêmica para assistência integral. Conclui-se que os entrevistados sinalizaram a sensação de não se sentirem preparados para lidar com o processo de morrer e a morte.

Abstract This study aimed to analyze and describe the understanding of multi-professional residents of a teaching hospital regarding death and dying. A qualitative study was performed using Bardin subject analysis. A semi-structured interview was used for the collection of data, which was analyzed with QSR NVivo 11 software. It was noted that the interviewees believe that working with the theme of death and dying is entirely pertinent, and that it is an indispensable subject in academic training for integral care. It was found that the interviewees did not feel they were prepared to deal with the process of death and dying.

Resumen Este artículo tiene como objetivo analizar y describir el entendimiento que los residentes multiprofesionales de un hospital universitario tienen sobre la muerte y el morir. Se trata de un estudio de enfoque cualitativo, con la utilización de la técnica de análisis de contenido de Bardin. La herramienta utilizada para la recolección de datos fue la entrevista semiestructurada, analizada con la ayuda del software QSR NVivo 11. Se verificó que en la perspectiva de los entrevistados es totalmente pertinente trabajar el tema de la muerte y del morir, temática indispensable en la formación académica para la asistencia integral. Se concluye que los entrevistados señalaron la sensación de no sentirse preparados para lidiar con el proceso de morir y la muerte.
Responsable: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  3 / 756 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-958260
Autor: Brandalise, Vitor Bastos; Remor, Aline Pertile; Carvalho, Diego de; Bonamigo, Elcio Luiz.
Título: Suicídio assistido e eutanásia na perspectiva de profissionais e acadêmicos de um hospital universitário / Assisted suicide and euthanasia from the perspective of professionals and academics in a university hospital / Suicidio asistido y eutanasia en la perspectiva de profesionales y estudiantes de un hospital universitario
Fuente: Rev. bioét. (Impr.);26(2):217-227, abr.-jun. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumen: Resumo Objetivou-se identificar a atitude de profissionais e acadêmicos de enfermagem, fisioterapia, medicina e psicologia de um hospital universitário perante suicídio assistido e eutanásia. O estudo foi desenvolvido por meio de questionário de autopreenchimento e contou com 354 participantes, entre os quais, 68,1% concordaram com a legalização do suicídio assistido e 73,2% com a legalização da eutanásia para pacientes com doenças terminais. A concordância com a legalização do suicídio assistido ou da eutanásia foi de 46,9% em casos de pacientes com doenças neurodegenerativas progressivas e de 30,8% em casos de tetraplegia. Em casos de doenças terminais, se legalizados, 45% dos participantes cometeriam suicídio assistido, 57% solicitariam eutanásia, 36,5% auxiliariam suicídio assistido e 39,9% auxiliariam eutanásia. Conclui-se que a ampla aceitação da legalização da eutanásia e do suicídio assistido entre os participantes enfatiza a necessidade de se ampliar a discussão sobre o tema entre a população.

Abstract The objective of this study was to identify the attitude of professionals and academics in a university hospital regarding assisted suicide and euthanasia. The study was conducted using a questionnaire and included 354 participants. In cases of patients with terminal illnesses, 68.1% of participants supported the legalization of assisted suicide and 73.2% supported the legalization of euthanasia. The support for legalization of assisted suicide or euthanasia was 46.9% in cases of patients with progressive neurodegenerative diseases and 30.8% in cases of tetraplegia. In cases of terminal illnesses, if those were legalized, 45% of participants would commit assisted suicide, 57% would request euthanasia, 36.5% would aid in assisted suicide and 39.9% would aid in euthanasia. In conclusion, the great support for legalization of euthanasia and assisted suicide among the participants emphasizes the need to broaden the discussion on the subject in the population.

Resumen Se tuvo como objetivo identificar la actitud de profesionales y estudiantes de enfermería, fisioterapia, medicina y psicología de un hospital universitario ante el suicidio asistido y la eutanasia. El estudio fue desarrollado por medio de un cuestionario de auto-llenado y contó con 354 participantes, entre los cuales el 68,1% concordó con la legalización del suicidio asistido y el 73,2% con la legalización de la eutanasia para pacientes con enfermedades terminales. La concordancia con la legalización del suicidio asistido o de la eutanasia fue del 46,9% en casos de pacientes con enfermedades neurodegenerativas progresivas y del 30,8% en casos de tetraplejia. En los casos de enfermedades terminales, si se legalizara, el 45% de los participantes practicaría suicidio asistido, el 57% solicitaría eutanasia, el 36,5% colaboraría en el suicidio asistido y el 39,9% colaboraría en la eutanasia. Se concluye que la amplia aceptación de la legalización de la eutanasia y del suicidio asistido entre los participantes enfatiza la necesidad de ampliar la discusión sobre el tema entre la población.
Responsable: BR1.1 - BIREME


  4 / 756 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-947596
Autor: Lindenmeyer, Cristina.
Título: Encontro-conferência com André Green sobre o trabalho do negativo realizado em 2009 / Meeting-conference with André Green on the work of the negative held in 2009
Fuente: Rev. psicanal;23(1):101-124, 2016.
Idioma: pt.
Resumen: O texto apresenta a transcrição do encontro-conferência realizado na Universidade Paris 7, em 2009, com a presença de André Green. O objetivo deste encontro foi o desenvolvimento de sua teorização sobre o trabalho do negativo. Dois eixos foram seguidos, o desenvolvimento teórico do conceito proposto por André Green e a utilização deste conceito na prática clínica(AU)

The paper presents the transcription of the meeting-conference held at the University Paris 7, in 2009, with the presence of André Green. The purpose of this meeting was the development of his theorizing about the work of the negative. Two strands were followed, the theoretical development of the concept proposed by André Green and the use of this concept in the clinical practice(AU)

El texto presenta la transcripción del encuentro-conferencia realizado en la Universidad Paris 7, en 2009, con la presencia de André Green. El propósito de esta reunión fue el desarrollo de su teoría en el trabajo de lo negativo. Dos ejes se siguieron, el desarrollo teórico del concepto propuesto por André Green y el uso de este concepto en la práctica clínica(AU)
Responsable: BR18.1 - Biblioteca FAMED/HCPA


  5 / 756 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-948246
Autor: Ribeiro, Laís Claudino Moreira; Luna, Verônica Lúcia do Rego; Medeiros, Katruccy Tenório.
Título: Estratégias de enfrentamento das doenças por idosas hospitalizadas / Coping strategies of disease by elderly hospitalized women / Estrategias de enfrentamiento de las enfermedades por ancianas hospitalizadas
Fuente: Psico USF;23(3):473-482, 2018. fig.
Idioma: pt.
Resumen: Objetiva-se analisar as estratégias de enfrentamento de doenças por idosas hospitalizadas. Participaram desta pesquisa dez idosas internas na clínica médica de um hospital. As idades variaram entre 60 a 73 anos, sendo a amostra intencional e por conveniência. Para coleta de dados, utilizou-se questionário sociodemográfico e entrevista semiestruturada. A análise de dados foi realizada pelo software Iramuteq, por meio da Classificação Hierárquica Descendente. Os resultados identificaram que as participantes utilizam mecanismos adaptativos de enfrentamentos focalizados no problema, representado pela descrição da rotina médica e do cuidado com o corpo; e focalizados na emoção, caracterizado por estratégias de religiosidade, resiliência e suporte socioafetivo. A rejeição ou negação da morte emergiu enquanto mecanismo para lidar com a ideia de finitude. Conhecer as estratégias de enfrentamento da doença e seus desdobramentos pode auxiliar na assistência à saúde, visando implementar ações que resultem na melhoria da qualidade de vida dos idosos. (AU)

The objective of the present study was to analyze the strategies for coping with disease by elderly hospitalized women. Participants included 10 elderly women hospitalized in the medical clinic of a hospital, aged 60 to 73, and sample selection was intentional or convenience-based. For data collection we used a social demographic questionnaire and a semi-structured interview. Data analysis was performed by the software Iramuteq and the Hierarchic Descendent Classification. The results revealed that participants used adaptation mechanisms of confrontation focused on the problem, represented by the description of the medical routine and care with the body; and focused on the emotion, characterized by strategies of religiosity, resilience and by the social affective support. Rejection or denial of death emerged as a mechanism to deal with the idea of finitude. Knowing the strategies of confrontation of the disease and their repercussions can help in health assistance, aiming to implement actions that lead to the improvement of the quality of life for the elderly. (AU)

El objetivo de este estudio fue analizar las estrategias para enfrentar las enfermedades por ancianas hospitalizadas. Participaron de esta investigación, diez ancianas internadas en una clínica médica de un hospital, con edades que variaban de 60 a 73 años, siendo la muestra, intencional y por conveniencia. Para recolectar los datos, fue utilizado un cuestionario socio demográfico y una entrevista semiestructurada. El análisis de datos fue realizado por el software Iramuteq, por medio de Clasificación Jerárquica Descendiente. Los resultados revelaron que los participantes utilizan mecanismos adaptativos de enfrentamiento, enfocados en el problema, representado por la descripción de rutina médica y cuidado con el cuerpo; y con foco en la emoción, caracterizado por estrategias de religión, resiliencia y apoyo socio afectivo. El rechazo o negación de muerte surgió como mecanismo para hacer frente a la idea de finitud. Conocer las estrategias de enfrentamiento de la enfermedad y sus desdoblamientos puede auxiliar en la asistencia a la salud, con la intención de implementar acciones que resulten en la mejoría de la calidad de vida de los ancianos. (AU)
Responsable: BR1249.1 - Coordenadoria do Sistema de Bibliotecas


  6 / 756 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Id: biblio-935602
Autor: Instituto Nacional de Câncer(Brasil).
Título: Comunicação de notícias difíceis: compartilhando desafios na atenção à saúde.
Fuente: Rio de Janeiro; INCA; 2010. 206 p.
Idioma: pt.
Responsable: BR276.2 - Biblioteca Doutor Orlando Costa
BR276.2, AG, 5exs., I59c; 616-006.6; BR1756.1; BR1758.1, 4exs, B823c; 616.364.42/44


  7 / 756 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-934463
Autor: Belo, Vera Lúcia de Lima.
Título: O cotidiano dos profissionais de enfermagem diante do morrer dos clientes com câncer avançado.
Fuente: Rio de Janeiro; s.n; 2004. 24 p.
Idioma: pt; pt.
Tesis: Presentada en Instituto Nacional de Câncer. Especialização em Enfermagem Oncológica para obtención del grado de Especialista.
Resumen: A convivência freqüente com a morte expõe a equipe a angústias, trazendo-lhe a antevisão de sua própria morte ou lembranças de experiências anteriores de confronto com a mesma, podendo levá-la ao esgotamento psíquico, conhecido como burn-out, advindo da rotina de enfrentamento de situações que evidenciam a finitude, como em oncologia. Acreditamos que a equipe de enfermagem envolvida com cuidados paliativos, para conseguir desenvolver seu trabalho junto ao cliente oncológico, necessita minimizar suas angústias e medos, o que possivelmente, tomará menos dolorosa sua aproximação e/ou separação dos clientes. O objeto deste estudo é o efeito do processo de morrer dos clientes sobre a equipe de enfermagem. Os objetivos estabelecidos foram relatar o processo de desgaste que aflige os profissionais de enfermagem devido ao processo de morrer de seus clientes e levantar na literatura as pedidas propostas para auxiliar os profissionais no enfrentamento da finitude de seus clientes. A metodologia adotada foi o estudo descritivo a partir da revisão de literatura nacional e internacional. Foram pesquisados artigos nas bases de dados do MEDLINE, LILACS, BDENF e ClNAHL. Como resultados, encontramos que essa vivência enfrentada no seu cotidiano resulta em severas conseqüências emocionais para a equipe, pois no dia-a-dia no qual se perdem clientes e se assiste o sofrimento das famílias e experimenta a impotência diante da doença, também faz com que os profissionais sofram. Concluímos que os clientes terminais além da gravidade da doença têm graves transtornos emocionais, que influenciam constantemente na atuação da equipe. Sendo assim, sugerimos que as instituições de saúde selecionem com mais cautela o perfil dos profissionais para cuidar dessa clientela tão sofrida, além de viabilizar um espaço para que discutam os problemas advindos do processo da morte e do morrer, a partir de suas próprias vivências, através de um diálogo interdisciplinar. Sugere-se, ainda, que as escolas repensem a educação dos profissionais de saúde que querem formar.
Responsable: BR440.1 - Biblioteca Geraldo Matos de Sá . Hospital do Câncer I
BR440.1, HCIII, B452c MON; 616.9940231


  8 / 756 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-933131
Autor: Souza, Tânia Regina Corrêa de.
Título: Os lutos da aids: da desorganização à reconstrução de uma nova vida.
Fuente: São Paulo; s.n; 2005. 77 p. tab.
Idioma: pt.
Tesis: Presentada en São Paulo (Estado). Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtención del grado de Mestre.
Resumen: Do nascimento até o fim da vida, enfrentamos situações de vínculos e separações, de perdas e lutos, que podem ou não estar vinculadas à morte. Em casos de doenças crônicas como a aids, cercada de preconceitos, considerada ainda, por muitos, como sentença de morte, as perdas podem ganhar grandes proporções, atingir as várias esferas que constituem a vida de um indivíduo e comprometer sua vida pessoal, afetiva, social, espiritual e profissional. Este trabalho, que utilizou metodologia qualitativa de pesquisa, teve por objetivo identificar e descrever as perdas pelas quais passam pacientes com HIV/aids. A amostra foi constituída por 12 sujeitos, com idade variando entre 30-50 anos, usuários do CRT DST/AIDS - SP, em tratamento com a terapia anti-retroviral. O instrumento utilizado foi a entrevista individual, do tipo semi-estruturada, que contou com o recurso da gravação. O material obtido foi transcrito e submetido à análise temática, que permitiu o estabelecimento de duas grandes categorias: a das perdas e a da reorganização da vida. Na categoria perdas, destacaram-se as perdas da: imortalidade, identidade, saúde e esperança. Essas perdas trouxeram perdas secundárias e afetaram as várias esferas da vida do sujeito (afetiva, familiar, sexual, social e profissional). A categoria reorganização da vida revelou que os sujeitos elaboraram essas perdas e reorganizaram suas vidas, através de diferentes figuras de apego: a religião, a família e os profissionais de saúde. Os resultados desta pesquisa sugerem que o modelo assistencial priorize a política de humanização, desenvolvendo um ambiente acolhedor e utilizando o aconselhamento e os trabalhos de grupo como estratégias facilitadoras, para que o paciente possa encontrar recursos que aliviem seu sofrimento em todas as fases da infecção. Neste contexto, ressalta-se a importância dos cuidados no que se refere à relação profissional-paciente
Responsable: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2, 2005, S729L; W4


  9 / 756 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-932698
Autor: Carneiro, Dayse Mary de Souza.
Título: O vivido de mães-com-filhos-portadores-de-doença-oncológica-que-foram-a-óbito: uma contribuição para a enfermagem pediátrica.
Fuente: Rio de Janeiro; s.n; 2009. xiv,150 p. ilus.
Idioma: pt; pt.
Tesis: Presentada en Universidade Federal do Rio de Janeiro. Programa de Pós-Graduação da Escola de Enfermagem Ana Nery para obtención del grado de Mestre.
Resumen: A oncologia pediátrica com seus protocolos terapêuticos torna-se uma especialidade ímpar, pois cuidar desta clientela, crianças e adolescentes (até 17 anos e 11 meses de vida), acarreta uma grande carga emocional, tanto para a equipe de saúde e de enfermagem, quanto para as mães que se tornam acompanhantes quando o tratamento se desenvolve sob internação hospitalar. Este estudo de natureza qualitativa teve como objeto o vivido de mãesacompanhantes cujos filhos foram a óbito em uma unidade de internação de doença oncológica. O objetivo foi compreender o significado de ser mãe acompanhante de filho que foi a óbito por doença oncológica. Utilizou-se a abordagem fenomenológica como método de pesquisa e o pensamento de Martin Heidegger como referencial teórico-metodológico. Após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa do Instituto Nacional de Câncer, (INCA) foi possível acessar o Banco de Dados do Serviço de Pediatria para fazer um levantamento das admissões e óbitos registrados no setor a partir do ano de 2000 até 2006. A Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde norteou os procedimentos da etapa de campo da pesquisa que foi realizada nos próprios domicílios das mães que contatadas, por via telefônica, aceitaram participar. Foram depoentes 14 mães na faixa etária dos quarenta anos, com escolaridade média de primeiro grau, com uma vivência de tempo de tratamento de seus filhos por volta de dois anos, cuja causa de morte foi tumor de Sistema Nervoso Central, em sua maioria.O tempo decorrido do óbito para as entrevistas foi em média de dois anos. O primeiro momento metódico de análise permitiu a construção de unidades de significação nas quais as mães expressam: dificuldade para a aceitação do diagnóstico, do tratamento e sua limitação, até a perda de seu filho(a); querer saber e participar de tudo; ter esperança na cura apesar de não haver resposta do tratamento; contar com apoio familiar, institucional e governamental; ser confortada por outras mães, voluntários e outros profissionais por conta do afastamento do lar, de seus familiares e de seu trabalho; reconhecer que os profissionais são bons, mas ainda visualizar falhas; querer um jeito melhor para receber a notícia de que seu filho não dispõe mais de chance de tratamento; ser forte para tudo, mas na hora crítica sentir necessidade de ter alguém ao seu lado; querer esquecer como as coisas aconteceram e manter a fé em Deus sentindo necessidade de apoio espiritual, mas desejar receber acompanhamento não só durante a internação, como também após a perda de seu filho(a). A análise interpretativa, segundo momento metódico, permitiu compreender que o ser-mãe se desvela nos modos próprios da cotidianidade, revelando-se como ser-aí-com na impessoalidade constituída pela facticidade, existencialidade e ruína. Sob a ditadura do impessoal o ser-aí-mãe-acompanhante mostra-se na inautenticidade do cotidiano hospitalar, guiada, em sua 'tríplice queda', pelo falatório, pela curiosidade e pela ambigüidade. Estudar esta temática sob a abordagem da fenomenologia permitiu compreender o ser-mãe-acompanhante-de-filho-que-veio-a-óbito...

The work on health, because of the technological advances, has been passing through transformations and a process of reorganization on the production. The dynamics of economical growth, associated with new technological conquers and knowledge, show us the necessity of creating adequate development conditions for the new learning processes and the necessity of breaking the traditional educational models. In the health field the training has been a great challenge, therefore new educational strategies, capable of connecting tacit and theoretical knowledge, are necessary. It creates questioning about the relationship between general and specific knowledge and between the education and the service in the professional's training process. The theoretical reference which guides the research is based on the work on health, the competence concepts and the national humanization politics definition. Being the analysis and intervention subject the training of nurses in after-graduation on the field of oncology realized at INCA, this study intends to understand the perception of students about the information received. It also intends to build information about and to analyze experiences, pointing pedagogical strategies that open way for integrator approaches that are capable of promoting the development of abilities and the valuation of the subjective and social dimensions of people through the perspective of the humanization of assistance. This analysis was developed through qualitative study, applying questionnaires and carrying through focal groups. Viewing the results and the stories about pedagogical experiences of knowledge construction through service's reality, points out: the importance of assuring the relationship and dialog between theory and practice, the development of different dimensions of competences and the relationship between education and humanization. This way it is possible to form new professionals, making them capable of solving problems in a creative, innovative and technically correct way...
Responsable: BR440.4 - Biblioteca
BR440.1, C289v D HCI; 616.9940780083


  10 / 756 LILACS  
              first record previous record
selecciona
para imprimir
Id: biblio-930412
Autor: Souza, Tânia Regina Corrêa de.
Título: Impacto psicossocial da Aids: Enfrentando perdas... Ressignificando a vida.
Fuente: São Paulo; CRT-DST/AIDS; 2008. 90 p. (Prevenção as DST/AIDS).
Idioma: pt.
Responsable: BR1310.1 - Núcleo de Biblioteca
BR1310.1; L2534; BR1310.1; L2535



página 1 de 76 va a la página                         
   


Refinar la búsqueda
  Base de datos : Formulario avanzado   

    Buscar en el campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPS/OMS - Centro Latinoamericano y del Caribe de Información en Ciencias de la Salud