Base de datos : LILACS
Búsqueda : SP1.001 [Categoria DeCS]
Referencias encontradas : 1207 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   en el formato [Largo]

página 1 de 121 va a la página                         

  1 / 1207 LILACS  
              next record last record
selecciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-904909
Autor: Duré, María Isabe; Muntaabski, Gabriel; Cadile, María del Carmenduré.
Título: Talleres de metas de RHUS. La experiencia en Argentina 2010-2014 / Workshops of RHUS goals. Experience in Argentina 2010-2014.
Fuente: s.l; Dirección Nacional de Capital Humano Y Salud Ocupacional; s.d. 40 p. ilus, graf.
Idioma: es.
Responsable: BR1.1 - BIREME


  2 / 1207 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-885112
Autor: Castro, Janete Lima de; Lima, Rafael Rodolfo Tomaz de.
Título: Negociação do trabalho no Sistema Único de Saúde / Negotiation of work in the Unified Health System.
Fuente: Natal; Una; 2017. 202 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Resumen: Este livro trata de um dos temas mais espinhosos da Gestão do Trabalho em Saúde: a gestão de conflitos nos serviços que constituem o Sistema Único de Saúde. Tema árduo, sem dúvida, considerando que ele envolve questões de poder, compreendendo este como um exercício nas instituições e como uma estratégia que está em todas as relações. Nesta publicação, a gestão de conflitos é tratada no cenário das Mesas de Negociação do Trabalho em Saúde, entendendo tal cenário como um espaço de articulação e de acordos entre trabalhadores e gestores. Decidir por esta publicação teve como pressuposto que a complexidade da gestão do Sistema Único de Saúde demanda a necessidade da prática da negociação, tendo em vista superar as práticas autoritárias que costumam provocar ou exacerbar os conflitos que trazem baixa produtividade, má qualidade dos serviços de saúde, frustração dos trabalhadores e insatisfação dos usuários. Nesse sentido, espera-se que os artigos aqui apresentados tenham utilidade para a gestão do SUS. A publicação deste livro faz parte de uma série de atividades que compõem o Projeto Apoio à Estruturação da Rede de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde nas Regiões Norte e Centro-Oeste. Este projeto é resultado de parceria estabelecida entre o Observatório de Recursos Humanos, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e o Departamento de Gestão e Regulação do Trabalho (DEGERTS), da Secretaria de Gestão e da Educação na Saúde (SGETES), do Ministério da Saúde.
Responsable: BR1.1 - BIREME


  3 / 1207 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-884991
Autor: Instituto de Desarrollo de Recursos Humanos.
Título: Metodología para la para trabajadores del primer nivel de atención formulación de erfiles de competencias metodología para la para trabajadores del primer nivel de atención formulación de perfiles de competencias / Methodology for the first level of care workers formulation of skills competencies methodology for the first level of care workers formulation of skills profiles.
Fuente: Lima; Instituto de Desarrollo de Recursos Humanos; 2005. 157 p. ilus, tab.
Idioma: es.
Responsable: BR1.1 - BIREME


  4 / 1207 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-884988
Autor: Ministerio de Salud - IDREH - Dirección General de Políticas, Regulación y Gestión del Desarrollo de los Recursos Humanos.
Título: Los lineamientos de política nacional para el desarrollo de los recursos humanos de salud. Estrategia para el abordaje de los nuevos desafíos del campo de los recursos humanos en salud / The policy guidelines national for development of human health resources. Strategy for the boarding of the new challenges of the field of human resources in health.
Fuente: Lima; Ministerio de Salud - IDREH - Dirección General de Políticas, Regulación y Gestión del Desarrollo de los Recursos Humanos; 2005. 65 p. graf, tab, ilus, mapas.
Idioma: es.
Resumen: Abordar el tema de la planificación y el desarrollo de los recursos humanos es una responsabilidad fundamental a asumir en el Sector Salud. Las dificultades son múltiples, pero la necesidad de asumir este reto es ineludible. El Instituto de Desarrollo de Recursos Humanos (IDREH) les presenta este documento como testimonio de la decisión de nuestra institución de asumir esta responsabilidad, pero además, y lo creemos aún más importante, para mostrar las posibilidades de generar el consenso nacional para abordar este tema. Así, los Lineamientos de Política Nacional para el Desarrollo de los Recursos Humanos en Salud fueron aprobados por unanimidad el pasado 22 de setiembre por el Consejo Nacional de Salud, culminando un proceso de análisis, discusión y construcción de consensos que contó la participación activa de todos los actores sociales involucrados. El abordaje que subyace a este documento procura ser integral, reconociendo la amplia y compleja situación de quienes trabajamos en salud en el Perú. De esta manera, les proponemos superar la deuda pendiente de una década que se caracterizó por la ausencia de conducción estratégica en los recursos humanos y en el debilitamiento de las unidades existentes en los niveles descentralizados y desconcentrados, las cuales no tuvieron prioridad ni visibilidad. Bajo esta mirada, los Lineamientos de Política (LP) que les presentamos tienen como ejes centrales la educación (LP1 y LP4), el planeamiento estratégico (LP2), la gestión en el marco del proceso de descentralización (LP3) y el rol central que deben jugar los agentes comunitarios de salud (LP5), así como los aspectos de normatividad (LP6), condiciones laborales (LP7) y conflictividad laboral (LP8). Este documento, como toda producción humana, es perfectible; sin embargo, el mismo representa, en primer lugar, una visión colectiva del conjunto de actores sociales convocados y, en segundo lugar, una herramienta estratégica que ha de guiar nuestras acciones en el esfuerzo por alcanzar el logro de los objetivos sanitarios. Requerimos entonces determinar los objetivos, establecer las prioridades, delegar los papeles y definir los medios de acción y las formas de organización institucionales para enfrentar esta situación. El reto permanece en pie y convocamos a todos ustedes a enfrentarlo, convencidos de estar construyendo de esta manera un mejor país, más justo, solidario y saludable
Responsable: BR1.1 - BIREME


  5 / 1207 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Machado, María Helena
Texto completo
Id: biblio-884641
Autor: Machado, Maria Helena; Paula, Aïda El-Khoury de; Aguiar Filho, Wilson.
Título: O trabalho em saúde no MERCOSUL: uma abordagem brasileira sobre a questão / Health work in MERCOSUR: a Brazilian approach
Fuente: Cad. Saúde Pública (Online);23(supl.2):S292-S301, 2007. tab.
Idioma: pt.
Resumen: O MERCOSUL, o processo de integração regional, a gestão do trabalho e da educação em saúde têm sido uma preocupação dos governos dos Estados Partes (Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela), tendo em vista as especificidades do setor saúde. Uma questão de interesse especial diz respeito à regulação do exercício profissional e à harmonização da legislação vigente. O presente artigo apresenta as iniciativas desenvolvidas no Fórum Permanente MERCOSUL para o trabalho em saúde nessa área. O Fórum caracteriza-se como espaço de diálogo criado a partir da interlocução de diversos atores - Ministério da Saúde, trabalhadores e conselhos profissionais, com o objetivo de subsidiar os trabalhos da Subcomissão de Desenvolvimento e Exercício Profissional, do Subgrupo de Trabalho 11 Saúde/MERCOSUL, auxiliando na formulação de políticas de gestão e de educação na saúde. O desafio atual passa pela criação de mecanismos para a implementação de ações conjuntas que possam equacionar os problemas ligados ao processo regulatório do exercício profissional, principalmente nos municípios de fronteira. (AU)

MERCOSUR Member Countries (Brazil, Argentina, Paraguay, Uruguay, and Venezuela) have viewed the regional integration process and management of work and education in health as a concern for government, considering the health sector's specificities. Key issues are professional accreditation and harmonization of current legislation. This article discusses initiatives in the Permanent MERCOSUR Forum related to work in the health field. The Forum serves as a space for dialogue between various actors: Ministry of Health, health workers, and professional boards, with the aim of supporting the work by the Sub-Commission on Professional Development and Practice, under MERCOSUR Working Sub-Group 11, Health, aiding in the formulation of health management and education policies. The current challenge involves the creation of mechanisms for implementing joint actions to solve problems in the regulation of professional practice, especially in municipalities along the borders between MERCOSUR countries. (AU)
Responsable: BR1.1 - BIREME


  6 / 1207 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-883911
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.
Título: Saúde na escola / Salud en la Escuela.
Fuente: Brasília; Brasil. Ministério da Saúde; 2009. ilus, tab. (Cadernos de Atenção Básica, 24).
Idioma: pt.
Resumen: Caderno de Atenção Básica que apresenta a parceria entre o setor de Educação e o setor de Saúde, destacando que esta pode se ampliar para envolver outros parceiros na construção de um território mais saudável, de uma comunidade mais saudável, de uma escola mais saudável, fortalecendo as múltiplas instâncias de controle social e o compromisso da comunidade para agir em defesa da vida. Assim, ratificam-se os princípios estabelecidos pela Política Nacional de Atenção Básica, na qual as equipes de Saúde da Família assumem o protagonismo e a responsabilidade pela coordenação do cuidado dos escolares, além do desafio de um processo de trabalho que considere a integralidade das ações, o cuidado longitudinal e o acesso dos escolares às ações específicas do Programa Saúde na Escola, considerando suas diretrizes e prioridades em cooperação com os profissionais da educação.
Responsable: BR1.1 - BIREME


  7 / 1207 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-883898
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.
Título: Saúde sexual e saúde reprodutiva / Sexual and reproductive health.
Fuente: Brasília; Brasil. Ministério da Saúde; 2010. (Cadernos de Atenção Primária, 26).
Idioma: pt.
Resumen: Caderno de Atenção Básica que considera a saúde sexual essencial para a qualidade de vida e de saúde das pessoas, abordando o papel fundamental que as equipes de Atenção Básica/Saúde da Família têm na promoção da saúde sexual e da saúde reprodutiva. Tem a finalidade de oferecer orientações técnicas para a atuação dos profissionais da Atenção Básica na atenção à saúde sexual e à saúde reprodutiva, tendo por princípio a abordagem integral e a promoção dos direitos humanos, entre os quais se incluem os direitos sexuais e os direitos reprodutivos.
Responsable: BR1.1 - BIREME


  8 / 1207 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-883826
Autor: Sardinha, Antonio.
Título: Práticas e protocolos comunicativos na deliberação de políticas públicas de saúde: um estudo da comunicação no processo decisório em um conselho deliberativo / Practices and communicative protocols in the deliberation of public health policies: a study of the communication in the decision-making process in a deliberative council / Prácticas y protocolos comunicativos en la determinación de las políticas públicas de salud: un estudio de la comunicación en el proceso de la toma de decisiones en un consejo deliberante
Fuente: RECIIS (Online);11(4):1-14, out.-dez. 2017.
Idioma: pt.
Resumen: O artigo apresenta resultados de investigação envolvendo a natureza e a dinâmica dos fluxos de informação e o modelo de comunicação no processo deliberativo da política pública de saúde no Brasil. Por meio de estudo de caso de um conselho gestor de saúde local, destacamos práticas de um modelo vertical na organização de fluxos de informação e comunicação que desconsidera o papel da informação na deliberação da política de saúde.(AU)

The article presents research results involving the nature and dynamics of the flows of information and the communication model in the deliberative process of the public health policy in Brazil. Through case study of a local health management council, we highlight practices of a vertical model in the organization of informationand communication flows that ignores the role of the information in the health policy deliberations

El artículo presenta resultados de investigación envolviendo la naturaleza y la dinámica de los flujos de información y el modelo de comunicación en el proceso de deliberación de la política de salud pública en Brasil. A través de estudio de caso de un consejo de administración de salud local, se destacan las prácticas de un modelo vertical en la organización de los flujos de información y comunicación que desconsidera el papel de la información en la deliberación de la política de salud
Responsable: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  9 / 1207 LILACS  
              first record previous record next record last record
selecciona
para imprimir
Fotocópia
Moimaz, Suzely Adas Saliba
Texto completo
Id: biblio-883808
Autor: Pomini, Marcos Cezar; Bordin, Danielle; Saliba, Nemre Adas; Moimaz, Suzely Adas Saliba; Fadel, Cristina Berger.
Título: A influência da posição acadêmica sobre condutas de saúde em universitários / The influence of the university level on health conducts in university students
Fuente: Rev. ABENO;18(1):74-83, 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumen: Poucos estudos têm examinado as condutas de saúde da população universitária em sua totalidade. O objetivo deste estudo foi avaliar a influência da posição acadêmica, considerando estudantes de graduação e pós-graduação, sobre a aquisição de condutas de saúde. A amostra foi composta por 223 graduandos e 67 pós-graduandos, ambos concluintes dos cursos de Odontologia, Farmácia, Medicina, Educação Física, Enfermagem e Ciências Biológicas de uma universidade pública da região Sul do Brasil. Utilizou-se um instrumento para a coleta de dados demográficos e o questionário autoaplicável National College Health Risk Behavior Survey (NCHRBS), para a avaliação das dimensões segurança no trânsito e violência, consumo de tabaco e álcool, comportamento sexual e alimentação, atividade física e peso. Observou-se que a posição acadêmica não exerceu papel significativo na aquisição de condutas inadequadas, estando estas mais relacionadas com o perfil demográfico dos indivíduos. Estudantes mais jovens, do gênero masculino e solteiros apresentaram maior prevalência de hábitos considerados prejudiciais à saúde, principalmente relacionados ao consumo de bebida alcoólica e ao envolvimento em agressão física. Estudantes mulheres apresentaram aquisição significativa de métodos inapropriados para o controle do peso corporal. Os resultados encontrados refletem a importância da efetivação de políticas que visem à intervenção e prevenção de comportamentos prejudiciais à saúde entre universitários, considerando-se o universo de graduandos e pós-graduandos (AU).

Few studies have examined healthy behaviors of the university population in its entirety. The aim of this study was to evaluate the influence of the academic position, considering undergraduate and graduate students, on the acquisition of healthy behaviors. The sample consisted of 223 undergraduate and 67 postgraduate students of the Life and Health Sciences area (Dentistry, Pharmacy, Medicine, Physical Education, Nursing and Biological Sciences courses) of a public university in southern Brazil. An instrument for the collection of demographic data and the National College Health Risk Behavior Survey (NCHRBS) was used to assess four dimensions: security in traffic and violence, tobacco and alcohol consumption, sexual behavior and nutrition, and physical activity and weight. It was observed that the academic position did not play a significant role in the acquisition of risky habits, being this acquisition more related to the demographic profile of the individuals. Younger, male and unmarried students had a higher prevalence of habits considered harmful to health, mainly related to alcohol consumption and involvement in physical aggression. Female students presented statistical significant difference for using inappropriate methods for body weight control. The results reflect the importance of effective policies, which aim at intervention and prevention of risk behaviors among the college population, considering the undergraduate and graduate students (AU).
Responsable: BR1264.1 - Biblioteca Setorial Prof Alberto M Campos


  10 / 1207 LILACS  
              first record previous record
selecciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-883746
Autor: Manfredini, Marco Antonio; Narvai, Paulo Capel.
Título: Concepções de lideranças de saúde sobre saúde bucal e controle de políticas públicas / Conceptions of health leaderships on oral health and control of public policies
Fuente: Rev. ABENO;18(1):34-44, 2018.
Idioma: pt.
Resumen: Analisam-se as representações sociais sobre saúde bucal e controle social entre lideranças na Área da Saúde em São Paulo. A pesquisa foi qualitativa, com orientação analítico-descritiva, utilizando o procedimento metodológico do Discurso do Sujeito Coletivo. O processo saúde-doença foi reconhecido como socialmente determinado. A não identificação da saúde bucal como prioridade foi atribuída à falta de preocupação da população, aos fatores econômicos e aos governos. As lideranças apontam que a assistência odontológica pública é insuficiente para garantir o acesso; não é resolutiva; tem problemas de infraestrutura; e dispõe de profissionais que não atendem às exigências da comunidade (AU).

We analyze the social representations about oral health and social control among leaders in the Health Area in São Paulo. The research was qualitative, with analytical-descriptive orientation, using the methodological procedure of the Discourse of the Collective Subject. The healthdisease process was recognized as socially determined. The failure to identify oral health as a priority was attributed to the lack of concern of the population, economic factors, and governments. Leadership points out that public dental care is insufficient to guarantee access; it is not resolutive; has infrastructure problems; and has professionals who do not meet the demands of the community (AU).
Responsable: BR1264.1 - Biblioteca Setorial Prof Alberto M Campos



página 1 de 121 va a la página                         
   


Refinar la búsqueda
  Base de datos : Formulario avanzado   

    Buscar en el campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPS/OMS - Centro Latinoamericano y del Caribe de Información en Ciencias de la Salud