Base de dados : LILACS
Pesquisa : Hanseníase
Referências encontradas : 2665 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 267 ir para página                         

  1 / 2665 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
d: biblio-909299 LILACS-Express
Autor: Santos, Sílvia Maria Farias dos; Sousa, Maria Teresa de; Santos, Luana Almeida dos; Jacob, Lia Maristela da Silva; Figueira, Maura Cristiane e Silva; Melo, Márcio Cristiano de.
Título: Perfil Epidemiológico e Percepção sobre a Hanseníase em Menores de 15 anos no Município de Santarém-PA / Epidemiological Profile and Perception about Leprosy in Children Under 15 Years Old in the City of Santarém-PA
Fonte: J. health sci. (Londrina);20(1):http://www.pgsskroton.com.br/seer/index.php/JHealthSci/article/view/4748, 30/05/2018.
Idioma: pt.
Resumo: A hanseníase é uma doença de evolução lenta e infectocontagiosa, causada pelo Mycobacterium Leprae que apresenta afinidade pela pele e nervos periféricos, causando lesões cutâneas assintomáticas e anestésicas, podendo formar máculas hipopigmentadas, placas e nódulos eritematosos. É considerada uma patologia da idade adulta, devido o longo período de incubação, a sua presença em crianças menores de 15 anos é um indicador da prevalência da doença na população geral. O estudo tem como objetivo descrever o perfil epidemiológico, a percepção dos menores e seus responsáveis sobre a doença. Trata-se de uma pesquisa descritiva, de natureza quantitativa e qualitativa realizada no município de Santarém. Foram notificados 18 casos da doença na faixa etária supracitada, no período de janeiro de 2011 a dezembro de 2015 no município, dos quais 10 pacientes compõem a amostra desse estudo. Identificou-se características semelhantes como: a baixa condição econômica, ser contato de um caso de hanseníase, residir com cinco ou mais pessoas, possuir o nível de escolaridade baixo e não ter conhecimento sobre a doença.(AU).

Leprosy is a slow developing disease and infectious caused by Mycobacterium leprae that has affinity for skin and peripheral nerves, causing asymptomatic and anesthetic skin lesions which may form hypopigmented macules, plaques and erythematous nodules. It is considered an adulthood pathology due to the long incubation period, its presence in children under 15 years is an indicator of the prevalence of the disease in the general population. The study aims to describe the epidemiological profile, the perception of minors and their guardians about the disease. It is a descriptive, quantitative and qualitative research carried out in the city of Santarém. 18 cases of the disease were reported in the age group aforementioned from January 2011 to December 2015 in the municipality, of which 10 patients comprised the sample of this study. Similar characteristics were identified: low economic status, contact with a leprosy case, residing with five or more people, low educational level and no knowledge of the disease.(AU).
Responsável: BR1896.9 - UNOPAR - Universidade Norte do Paraná


  2 / 2665 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-908207
Autor: Sousa, Gleciane Costa de; Vieira, Francilene de Sousa; Oliveira, Déborah Éllen Pinheiro; Costa, Ederson dos Santos; Moura, Maria Edileuza Soares.
Título: Caracterização clínico-epidemiológica de casos de hanseníase com incapacidades físicas / Clinical-epidemiological characterization of leprosy cases with physical disabilities
Fonte: Rev. RENE;18(1):99-105, jan-fev. 2017. tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: Caracterizar o perfil clínico-epidemiológico de casos de hanseníase multibacilar, diagnosticados com incapacidades físicas. Métodos: estudo transversal, retrospectivo. A amostra constituiu-se de 276 casos de hanseníase diagnosticados. Resultados: a hanseníase acomete, principalmente, indivíduos do sexo masculino,de cor parda, baixa escolaridade e com idade média de 51,96 anos (desvio padrão, DP=20,33 anos). As formas clínicas virchowiana e dimorfa são as principais responsáveis pela transmissão da doença e desenvolvimento de incapacidades físicas. Diminuição ou perda da sensibilidade em mãos e pés, úlceras tróficas e lesões traumáticas,bem como mãos em garras foram as incapacidades físicas prevalentes no estudo. Conclusão: os casos com incapacidades físicas são acometidos predominantemente de formas clínicas multibacilares, podendo-se inferirem manutenção da cadeia de transmissão e detecção tardia das formas graves da hanseníase.

Objective: to characterize the clinical-epidemiological profile of cases of multibacillary leprosy, diagnosed withphysical disabilities. Methods: this is a cross-sectional and retrospective study. The sample consisted of 276cases of diagnosed leprosy. Results: leprosy mainly affects males, of brown skin color, low education and witha mean age of 51.96 years old (standard deviation, SD=20.33 years old). The Virchowian and dimorphic clinicalforms are mainly responsible for the transmission of the disease and the development of physical disabilities.Decreased or lost sensation in hands and feet, trophic ulcers and traumatic injuries, as well as clawed handswere the physical disabilities prevalent in the study. Conclusion: the cases with physical disabilities arepredominantly affected by multibacillary clinical forms, and they can be inferred in the maintenance of thetransmission chain and the late detection of severe forms of leprosy.
Descritores: Hanseníase
Controle de Doenças Transmissíveis
Enfermagem de Atenção Primária
Limites: Humanos
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  3 / 2665 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Lana, Francisco Carlos Felix
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-907961
Autor: Rodrigues, Rayssa Nogueira; Niitsuma, Eyleen Nabyla Alvarenga; Bueno, Isabela de Caux; Baquero, Oswaldo Santos; Jardim, Cassius Catão Gomes; Lana, Francisco Carlos Félix.
Título: Hanseníase e vulnerabilidade da saúde em Belo Horizonte, Minas Gerais / Leprosy and health vulnerability in Belo Horizonte, Minas Gerais / La lepra y la vulnerabilidad de la salud en Belo Horizonte, Minas Gerais
Fonte: REME rev. min. enferm;21:[1-6], 2017. tab, map.
Idioma: en; pt.
Resumo: O objetivo deste estudo foi analisar a distribuição espacial da hanseníase e sua relação com o Índice de Vulnerabilidade da Saúde (IVS). Trata-se de estudo ecológico de múltiplos grupos de caráter analítico, realizado em Belo Horizonte, Brasil, utilizando os setores censitários como unidades de análise. Os dados dos casos de hanseníase, notificados entre 2004 e 2013, foram obtidos do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Para refletir as condições de vida adversas, utilizou-se o IVS 2012, indicador composto elaborado pela Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte. Por meio do método bayesiano empírico global, obteve-se uma taxa suavizada. Os resultados revelam que as medianas das taxas de detecção de hanseníase tenderam a ser maiores à medida que se aumentava a vulnerabilidade segundo o IVS, sendo que nos setores pertencentes à categoria de risco muito elevado e elevado risco as medianas das taxas foram significativamente superiores às dos setores classificados em baixo e médio risco (p<0,001). As evidências oferecidas demonstram a necessidade de se intensificar medidas que visem à melhora das condições de vida da população, pois a hanseníase no município está diante de um padrão construído sob a marca de desigualdades, como atesta sua relação com IVS.

The aim of this study was to analyze the spatial distribution of leprosy and its association with the Health Vulnerability Index (IVS in Portuguese). This is an ecological study of multiple groups and analytical character, held in Belo Horizonte, Brazil, using census sectors as analysis units. Data from leprosy cases notified between 2004 and 2013 were obtained in the Notifiable Diseases Information System. In order to reflect the adverseliving conditions the IVS 2012, a composite indicator elaborated by the Municipal Health Department of Belo Horizonte, was used. The smoothedrate was obtained through empirical global Bayesian method. The results indicate that the medians of leprosy detection rates tended to behigher as the vulnerability increased according to the IVS, and in the sectors belonging to the very high risk category or high risk category themedians of the rates were significantly higher compared to the sectors classified as low and medium risk (p<0,001). Evidences show the need to intensify methods aimed to improve the living conditions of the population, because leprosy in that city follows a pattern built under the mark of inequalities, as confirmed by the association with IVS.

El objetivo de este estudio fue analizar la distribución espacial de la lepra y su relación con el Índice de Vulnerabilidad en Salud (IVS). Se trata deun estudio ecológico de múltiples grupos de carácter analítico realizado en Belo Horizonte, Brasil, utilizando secciones censales como unidades de análisis. Los datos de los casos de lepra, notificados entre 2004 y 2013, se obtuvieron en el Sistema de Información sobre Enfermedades de Notificación Obligatoria. Para reflejar las condiciones de vida adversas utilizamos el IVS 2012, indicador compuesto preparado por la Secretaría de Salud Municipal de Belo Horizonte. La tasa suavizada se obtuvo mediante el método Bayés empírico global. Los resultados indican que las medianas de las tasas de detección de la lepra tienden a ser mayores a medida que aumenta la vulnerabilidad de acuerdo con el IVS, mientras queen los sectores pertenecientes a la categoría de riesgo muy alto o de categoría alto las medianas de las tasas son significativamente más altas en comparación con los sectores clasificados como riesgo bajo o medio (p<0,001). Las evidencias muestran la necesidad de intensificar las medidas para mejorar las condiciones de vida de las personas ya que en esta ciudad la incidencia de la lepra está vinculada a la desigualdad socio económica,confirmada por su relación con el IVS.
Descritores: Hanseníase
Vulnerabilidade em Saúde
Epidemiologia
Monitoramento Epidemiológico
Análise Espacial
Limites: Humanos
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  4 / 2665 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Lana, Francisco Carlos Felix
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-907937
Autor: Gomes, Fernanda Beatriz Ferreira; Lana, Francisco Carlos Félix; Oliveira, Rodrigo Corrêa de; Rodrigues, Rayssa Nogueira.
Título: Indicadores da hanseníase no Estado de Minas Gerais e sua relação com o índice de desenvolvimento humano municipal e a cobertura da estratégia da saúde da família / Indicators of leprosy in the state of Minas Gerais and its relationship with the municipal human development index and the coverage of the family health strategy / Indicadores de lepra en el estado de minas gerais y su relación con el índice de desarrollo humano municipal y la cobertura de la estrategia salud de la familia
Fonte: REME rev. min. enferm;21:[1-8], 2017. tab, ilus.
Idioma: en; pt.
Resumo: O objetivo deste estudo foi analisar a relação entre os indicadores epidemiológicos da hanseníase, a cobertura da Estratégia da Saúde da Família (ESF) e o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) em Minas Gerais – Brasil, no período de 1998 a 2013. Trata-se de um estudo ecológico. A forma de mensurar as condições de vida foi a partir do IDHM. Foram realizadas duas análises: uma considerando a média de cada indicador no período de 1998 a 2005, e outra de 2006 a 2013. Foi feita análise descritiva da situação epidemiológica da hanseníase, da cobertura da ESF e do IDHM em Minas Gerais. Em seguida, foi estabelecida uma relação geral entre as taxas de detecções, em menores de 15 anos e com grau 2 de incapacidade e a cobertura da ESF e o IDHM, utilizando os testes de Poisson com inflação de zeros e de Deviance. As análises foram realizadas no programa estatístico SPSS versão 19.0 e Stata versão 10.0. Os resultados sugerem redução da endemia no estado, identificado pela queda dos indicadores da doença. O aumento da cobertura da ESF contribuiu para o aumento da detecção de casos da doença, redução de casos em menores de 15 anos e com grau 2 de incapacidade. Além disso, o aumento do IDHM contribuiu para a redução de casos da doença e de incapacidade grau 2. Apesar das políticas de melhoria do acesso aos serviços de saúde e das condições de vida da população, observa-se a persistência de municípios hiperendêmicos no estado.

The objective of this study was to analyze the relationship between the epidemiological indicators of leprosy, the coverage of the Family Health Strategy(ESF) and the Municipal Human Development Index (IDHM) in Minas Gerais – Brasil, from 1998 to 2013. It is an ecological study. The way to measureliving conditions was through the IDHM. Two analysis were carried out: one considering the average of each indicator in the period from 1998 to 2005,and another from 2006 to 2013. A descriptive analysis was made of the epidemiological situation of leprosy, the coverage of the ESF and the IDHM inMinas Gerais. Next, a relationship was established between the general detection rates, in children under 15 years old and with degree 2 of disability;with the coverage of the ESF and the IDHM, using Poisson tests with zero inflation and Deviance. The analysis was performed in the statistical programSPSS version 19.0 and Stata version 10.0. The results suggest a reduction of the endemic disease in the state, identified by the decrease in the disease indicators. Increased ESF coverage has contributed to the increased detection of cases of the disease, reduction of cases in children under 15 years oldand grade 2 disability. The increase in the IDHM has contributed to the reduction of cases of the disease and disability of grade 2. Despite policies toimprove access to health services and the living conditions of the population, we observe the persistence of hyperendemic municipalities in the state.

El objetivo de este estudio fue analizar la relación entre los indicadores epidemiológicos de lepra, la cobertura de la Estrategia Salud de la Familia(ESF) y el Índice de Desarrollo Humano Municipal (IDHM) en Minas Gerais – Brasil, de 1998 a 2013. Se trata de un estudio ecológico. Las condicionesde vida se midieron a través del IDHM. Se realizaron dos análisis: uno basado en el promedio de cada indicador entre 1998 y 2005 y otro entre 2006 y2013. Se realizó el análisis descriptivo de la situación epidemiológica de lepra, de la cobertura de la ESF y del IDHM de Minas Gerais. A continuación, seestableció una relación entre las tasas de detecciones en menores de 15 años y con discapacidad grado 2 y la cobertura de la ESF y el IDHM utilizandolas pruebas de Poisson con inflación de ceros y de deviance. Los análisis se realizaron en el programa estadístico SPSS versión 19.0 y Stata versión10.0. La caída de los indicadores de enfermedad en los resultados señala que reducción de la enfermedad endémica en Minas Gerais. El aumento dela cobertura de la ESF contribuyó al aumento de detección de casos y a la reducción de casos en niños menores de 15 años y discapacidad grado 2.Además, el aumento del IDHM contribuyó a la reducción de casos de la enfermedad y de discapacidad grado 2. Se observa que, a pesar de las políticasde mejora en el acceso a los servicios de salud y en las condiciones de vida de la población, aún persisten municipios hiperendémicos en el estado.
Descritores: Hanseníase/diagnóstico
Hanseníase/epidemiologia
Hanseníase/prevenção & controle
Desigualdades em Saúde
Atenção Primária à Saúde
Assistência à Saúde
-Fatores Socioeconômicos
Limites: Humanos
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  5 / 2665 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-907900
Autor: Miranda, Avanilde Paes; Rocha, Maria Imaculada Salustiano; Nascimento, Heloiza Helena Gomes do.
Título: Características sociodemográficas e opiniões sobre a instituição de pacientes com hanseníase residentes em um hospital / Sociodemographic characteristics and opinions on the institution of patients with hanseníase residents in a hospital
Fonte: Nursing (Säo Paulo);21(240):2168-2172, maio 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Descrever características sociodemográficas e opiniões sobre a instituição de pacientes com hanseníase residentes em um hospital...

To describe sociodemographic characteristics and opinions about the institution of patients with leprosy residing in a hospital...

Describir características sociodemográficas y opiniones sobre la institución de pacientes con lepra residentes en un hospital...
Descritores: Hanseníase
Hospitalização
Qualidade de Vida
Fatores de Risco
-Fatores Socioeconômicos
Limites: Humanos
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  6 / 2665 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
d: biblio-906651 LILACS-Express
Autor: Souza, Carlos Dornels Freire; Fernandes, Tania Rita Moreno de Oliveira; Matos, Thais Silva; Ribeiro Filho, José Maurício; Almeida, Grayce Kelly Alencar; Lima, Jefferson César Bezerra; Santos, Adriana Rodrigues Sousa; Antonelli, Bruna Ângela; Oliveira, Denilson José.
Título: Grau de incapacidade física na população idosa afetada pela hanseníase no estado da Bahia, Brasil / Physical disability degree in the elderly population affected by leprosy in the state of Bahia, Brazil
Fonte: Acta fisiátrica;24(1):27-32, mar. 2017.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: Analisar o grau de incapacidade física na população idosa afetada pela hanseníase no estado da Bahia, entre 2001 e 2012. Métodos: Os dados referentes aos casos de hanseníase foram obtidos do Sistema Nacional de Agravos de Notificação. Variáveis analisadas: sexo, faixa etária, raça/cor, escolaridade, classificação clínica e operacional, grau de incapacidade física no diagnóstico e na alta. Foram calculados indicadores epidemiológicos relacionados à incapacidade física. Resultados: A hanseníase apresenta elevada magnitude na população idosa, com coeficiente de detecção de casos novos superior ao da população geral, situando-se em nível hiperendêmico. Quanto ao perfil epidemiológico da hanseníase em idosos, destaca-se: homens, faixa etária 60 a 69 anos, raça branca, baixa escolaridade, forma clínica dimorfa e classificação operacional multibacilar. 36,25% dos casos diagnosticados apresentavam incapacidade física no momento do diagnóstico, com destaque para o gênero masculino. Conclusão: A elevada proporção de indivíduos com incapacidades físicas no momento do diagnóstico sugere diagnóstico tardio e prevalência oculta da doença, sobretudo em indivíduos do gênero masculino

Objective: To analyze the degree of physical disability in the elderly population affected by leprosy in Bahia State, between 2001 and 2012. Methods: The data relating to cases of leprosy was obtained from National System of Notifiable Diseases. Variables analyzed gender, age, race/color, education level, clinical and operational classification, degree of physical incapacity in diagnosis and discharge. Epidemiological indicators related to physical incapacity were calculated. Results: The leprosy features high magnitude in the elderly population, with a coefficient of detection of new cases higher than the general population, situated at a hyperendemic level. As to the epidemiological profile of leprosy in elderly, stands out: men, age 60 to 69 years, white race, low education level, dimorphic clinical manifestation and multibacillary operational classification. 36.25% of diagnosed cases had a physical incapacity at the time of diagnosis, with emphasis on the masculine gender. Conclusion: The high proportion of individuals with physical incapacity at the time of diagnosis suggests late diagnosis and hidden prevalence of the disease, mostly in Individuals of the male gender
Responsável: BR1531.9 - Universidade de São Paulo


  7 / 2665 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-906288
Autor: Carvalho, Pedro Igor Oliveira; Félix Júnior, Francisco Eguinaldo de Albuquerque; Barreto, Josafá Gonçalves.
Título: Estratégia saúde da família e hanseníase: análise territorial / Family health strategy and leprosy: a territorial analysis
Fonte: J. health inform;8(supl.I):353-360, 2016. ilus, mapas.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Congresso Brasileiro de Informática em Saúde, 15, Goiânia, 27-30 nov. 2016.
Resumo: OBJETIVOS: Correlacionar a cobertura territorial da Estratégia Saúde da Família (ESF) com a distribuição espacial dos casos de hanseníase em um município hiperendêmico do Norte do País. MÉTODOS: Foram mapeados os territórios da ESF e os casos de Hanseníase do período de 2004 a 2010. Utilizou-se um Sistema de Informações Geográficas(SIG) para visualizar a distribuição espacial dos casos de hanseníase em relação à cobertura da ESF do município de Castanhal-PA. RESULTADOS: Foram desenvolvidos os shapes de cobertura da ESF (aproximadamente 76,38% da população é atendida pelo programa) e de distribuição dos casos de hanseníase (aproximadamente 81,62% destes casos estão dentro da área de atuação da ESF no município de estudo). CONCLUSÃO: Através desta técnica, foram identificadas as áreas descobertas pela ESF, bem como a distribuição de casos de Hanseníase.

OBJECTIVES: Correlate the territorial coverage of Family Health Strategy (FHS) with the spatial distribution of the leprosy cases in a hiperendemic municipality of North Region of the Country. METHODS: We mapped the FHS territories and the leprosy cases in the period from 2004 to 2010. We used a Geographic Information System (GIS) to visualize the spatial distribution of leprosy cases in relationship to the FHS coverage in Castanhal-PA. RESULTS: Were developed the shapes of FHS coverage (approximately 76.38% of the population is attended by the program) and distribution of leprosy cases (approximately 81.62% of these cases are within the FHS operating area in the municipality of study). CONCLUSION: Using this technique, the areas uncovered by the FHS as well as the distribution of Leprosy cases have been identified.
Descritores: Estratégia Saúde da Família
Hanseníase
Sistemas de Informação Geográfica
Informática Médica
-Congressos como Assunto
Limites: Humanos
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  8 / 2665 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Barbosa, Jaqueline Caracas
Texto completo
d: biblio-903503 LILACS-Express
Autor: Souza, Eliana Amorim de; Ferreira, Anderson Fuentes; Boigny, Reagan Nzundu; Alencar, Carlos Henrique; Heukelbach, Jorg; Martins-Melo, Francisco Rogerlândio; Barbosa, Jaqueline Caracas; Ramos Jr, Alberto Novaes.
Título: Leprosy and gender in Brazil: trends in an endemic area of the Northeast region, 2001-2014 / Hanseníase e gênero no Brasil: tendências em área endêmica da região Nordeste, 2001-2014
Fonte: Rev. saúde pública (Online);52:20, 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: National Council for Scientific and Technological Development; . National Council for Scientific and Technological Development.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE To analyze, stratifield by gender, trends of the new case leprosy detection rates in the general population and in children; of grade 2 disability, and of proportion of multibacillary cases, in the state of Bahia, Brazil from 2001 to 2014. METHODS A time series study based on leprosy data from the National Information System for Notifiable Diseases. The time trend analysis included Poisson regression models by infection points (Joinpoint) stratified by gender. RESULTS There was a total of 40,054 new leprosy cases with a downward trend of the overall detection rate (Average Annual Percent Change [AAPC = -0.4, 95%CI -2.8-1.9] and a non-significant increase in children under 15 years (AAPC = 0.2, 95%CI -3.9-4.5). The proportion of grade 2 disability among new cases increased significantly (AAPC = 4.0, 95%CI 1.3-6.8), as well as the proportion of multibacillary cases (AAPC = 2.2, 95%CI 0.1-4.3). Stratification by gender showed a downward trend of detection rates in females and no significant change in males; in females, there was a more pronounced upward trend of the proportion of multibacillary and grade 2 disability cases. CONCLUSIONS Leprosy is still highly endemic in the state of Bahia, with active transmission, late diagnosis, and a probable hidden endemic. There are different gender patterns, indicating the importance of early diagnosis and prompt treatment, specifically in males without neglecting the situation among females.

RESUMO OBJETIVO Analisar, segundo gênero, as tendências temporais dos coeficientes de detecção de casos novos de hanseníase na população geral e em crianças, do coeficiente de grau 2 de incapacidade física e da proporção de casos multibacilares no estado da Bahia, no período de 2001 a 2014. MÉTODOS Estudo de série temporal baseado em dados epidemiológicos relativos à hanseníase oriundos do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. A análise de tendência temporal incluiu modelos de regressão de Poisson por pontos de inflexão (Joinpoint), considerando-se a dimensão de gênero. RESULTADOS Dos 40.054 casos notificados no período, verificou-se tendência de redução no coeficiente de detecção geral (Average Annual Percent Change [AAPC] = -0,4; IC95% -2,8-1,9) e aumento em menores de 15 anos sem significância estatística (AAPC = 0,2; IC95% -3,9-4,5). Para o coeficiente de detecção com grau 2 de incapacidade física, a tendência foi de aumento significativo (AAPC = 4,0; IC95% 1,3-6,8), assim como nos casos multibacilares (AAPC = 2,2; IC95% 0,1-4,3). A análise estratificada por gênero indicou tendência de redução dos coeficientes de detecção entre as mulheres e de manutenção entre os homens, sem significância estatística. Em relação ao coeficiente de detecção em menores de 15 anos, a tendência de redução é mais acentuada nas mulheres do que entre os homens. As mulheres apresentaram tendência mais acentuada de aumento na proporção de casos multibacilares e do coeficiente de detecção de grau 2 de incapacidade. CONCLUSÕES O estado da Bahia mantém alta endemicidade, transmissão ativa, diagnóstico tardio e provável endemia oculta de hanseníase. Há um padrão diferencial segundo gênero, tornando central o diagnóstico e tratamento oportuno com estratégias diferenciadas para os homens, sem desconsiderar a situação entre as mulheres.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 2665 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Barbosa, Jaqueline Caracas
Texto completo
d: biblio-903442 LILACS-Express
Autor: Souza, Eliana Amorim de; Ferreira, Anderson Fuentes; Boigny, Reagan Nzundu; Alencar, Carlos Henrique; Heukelbach, Jorg; Martins-Melo, Francisco Rogerlândio; Barbosa, Jaqueline Caracas; Ramos Jr, Alberto Novaes.
Título: Leprosy and gender in Brazil: trends in an endemic area of the Northeast region, 2001-2014 / Hanseníase e gênero no Brasil: tendências em área endêmica da região Nordeste, 2001-2014
Fonte: Rev. saúde pública (Online);52:20, 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: National Council for Scientific and Technological Development; . National Council for Scientific and Technological Development.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE To analyze, stratifield by gender, trends of the new case leprosy detection rates in the general population and in children; of grade 2 disability, and of proportion of multibacillary cases, in the state of Bahia, Brazil from 2001 to 2014. METHODS A time series study based on leprosy data from the National Information System for Notifiable Diseases. The time trend analysis included Poisson regression models by infection points (Joinpoint) stratified by gender. RESULTS There was a total of 40,054 new leprosy cases with a downward trend of the overall detection rate (Average Annual Percent Change [AAPC = -0.4, 95%CI -2.8-1.9] and a non-significant increase in children under 15 years (AAPC = 0.2, 95%CI -3.9-4.5). The proportion of grade 2 disability among new cases increased significantly (AAPC = 4.0, 95%CI 1.3-6.8), as well as the proportion of multibacillary cases (AAPC = 2.2, 95%CI 0.1-4.3). Stratification by gender showed a downward trend of detection rates in females and no significant change in males; in females, there was a more pronounced upward trend of the proportion of multibacillary and grade 2 disability cases. CONCLUSIONS Leprosy is still highly endemic in the state of Bahia, with active transmission, late diagnosis, and a probable hidden endemic. There are different gender patterns, indicating the importance of early diagnosis and prompt treatment, specifically in males without neglecting the situation among females.

RESUMO OBJETIVO Analisar, segundo gênero, as tendências temporais dos coeficientes de detecção de casos novos de hanseníase na população geral e em crianças, do coeficiente de grau 2 de incapacidade física e da proporção de casos multibacilares no estado da Bahia, no período de 2001 a 2014. MÉTODOS Estudo de série temporal baseado em dados epidemiológicos relativos à hanseníase oriundos do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. A análise de tendência temporal incluiu modelos de regressão de Poisson por pontos de inflexão (Joinpoint), considerando-se a dimensão de gênero. RESULTADOS Dos 40.054 casos notificados no período, verificou-se tendência de redução no coeficiente de detecção geral (Average Annual Percent Change [AAPC] = -0,4; IC95% -2,8-1,9) e aumento em menores de 15 anos sem significância estatística (AAPC = 0,2; IC95% -3,9-4,5). Para o coeficiente de detecção com grau 2 de incapacidade física, a tendência foi de aumento significativo (AAPC = 4,0; IC95% 1,3-6,8), assim como nos casos multibacilares (AAPC = 2,2; IC95% 0,1-4,3). A análise estratificada por gênero indicou tendência de redução dos coeficientes de detecção entre as mulheres e de manutenção entre os homens, sem significância estatística. Em relação ao coeficiente de detecção em menores de 15 anos, a tendência de redução é mais acentuada nas mulheres do que entre os homens. As mulheres apresentaram tendência mais acentuada de aumento na proporção de casos multibacilares e do coeficiente de detecção de grau 2 de incapacidade. CONCLUSÕES O estado da Bahia mantém alta endemicidade, transmissão ativa, diagnóstico tardio e provável endemia oculta de hanseníase. Há um padrão diferencial segundo gênero, tornando central o diagnóstico e tratamento oportuno com estratégias diferenciadas para os homens, sem desconsiderar a situação entre as mulheres.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 2665 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
d: biblio-903350 LILACS-Express
Autor: Morgado, Fabiane Frota da Rocha; Silveira, Erika Maria Kopp Xavier da; Sales, Anna Maria; Nascimento, Lilian Pinheiro Rodrigues do; Sarno, Euzenir Nunes; Nery, José Augusto da Costa; Oliveira, Aldair J; Illarramendi, Ximena.
Título: Cross-cultural adaptation of the EMIC Stigma Scale for people with leprosy in Brazil / Adaptação transcultural da EMIC Stigma Scale para pessoas com hanseníase no Brasil
Fonte: Rev. saúde pública (Online);51:80, 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE Describe the process of cross-cultural adaptation of the "Explanatory Model Interview Catalog - Stigma Scale" for people affected by leprosy in Brazil. METHODS After being authorized by the author of the scale to use it in the national context, we initiated the five steps process of cross-cultural adaptation: (1) translation, (2) synthesis meeting, (3) back-translation, (4) committee of experts and (5) pre-test. The internal consistency of the scale was evaluated using Cronbach's alpha coefficient. RESULTS The 15 items of the scale's original version were translated into Brazilian Portuguese. The adapted scale showed evidence of a good understanding of its content, attested both by experts and members of the target population. Its internal consistency was 0.64. CONCLUSIONS The adapted instrument shows satisfactory internal consistency. It may be useful in future studies that intend to provide broad situational analysis that supports solid public health programs with a focus on effective stigma reduction. In a later study, the construct's validity, criterion, and reproducibility will be evaluated.

RESUMO OBJETIVO Descrever o processo de adaptação transcultural da "Explanatory Model Interview Catalogue - Stigma Scale" para pessoas afetadas por hanseníase no Brasil. MÉTODOS Após a autorização do autor da escala para seu uso no contexto nacional, deu-se início aos cinco passos do processo de adaptação transcultural: (1) tradução, (2) reunião de síntese, (3) retrotradução, (4) comitê de peritos e (5) pré-teste. A consistência interna da escala foi avaliada utilizando o coeficiente alfa de Cronbach. RESULTADOS Os 15 itens da versão original da escala foram traduzidos para a língua portuguesa do Brasil. A escala adaptada apresentou evidência de boa compreensão de seu conteúdo, atestada tanto por peritos como por membros da população alvo. Sua consistência interna foi de 0,64. CONCLUSÕES O instrumento adaptado apresenta consistência interna satisfatória. Pode ser útil em estudos futuros que intencionem viabilizar ampla análise situacional que sustente programas sólidos de saúde pública com enfoque na efetiva redução de estigma. Em estudo ulterior será avaliada a validade de constructo, critério e reprodutibilidade.
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 267 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde