Base de dados : LILACS
Pesquisa : A02.340 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 126 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 13 ir para página                         

  1 / 126 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-961289
Autor: Reguera Rodríguez, Rolando; Jordán Padrón, Marena; Socorro Santana, Miriam de la Caridad; Hidalgo Ruiz, Marisela; Saavedra Jordán, Liz Mariam.
Título: Hematoma de Morel Lavallée gigante en la rodilla derecha: reporte de un caso / Giant Morel Lavallée hematoma in the right knee: case report
Fonte: Rev. medica electron;40(4):1172-1178, jul.-ago. 2018. ilus.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN Se presenta el caso del paciente de 36 años de edad, con antecedentes de acondroplasia que desde hace 7 meses sufrió una lesión traumática no de gravedad en la rodilla derecha. La cual comienza a aumentar de volumen con contenido líquido fluctuante. Fue puncionado en dos ocasiones obteniéndose líquido serohemático; al no resolver y continuar aumentando de tamaño, se le plantea que es portador de un hematoma seroso de Morel Lavallée, que se produce por la fricción entre el tejido celular subcutáneo y la fascia. Su localización es infrecuente en la rodilla por lo que se decide presentar el caso ya que en la literatura revisada; no aparece ningún caso descrito. Por lo que constituye el objetivo principal de este trabajo, describir su proceder y la eficacia del tratamiento quirúrgico, con el que se obtuvo resultado satisfactorio (AU).

ABSTRACT We present the case of a patient aged 36 years, with antecedents of achondroplasia who 7 months ago suffered a non serious traumatic lesion in the right knee. The volume of the lesion began to increase with a fluctuant fluid contain. It was punctured twice draining serohematic fluid; it did not solve and the size increased more and more, so the patient was said that he had a serous Morel Lavallée hematoma, produced by the friction between the subcutaneous cell tissue and fascia. Its location in the knee is infrequent and it was not found any case like this in the reviewed literature; therefore we decided to present the case. The main objective of our work was describing it, showing the procedure and efficacy of the surgical that gave a satisfactory result (AU).
Descritores: Hematoma/epidemiologia
Joelho/anormalidades
-Acondroplasia/diagnóstico
Acondroplasia/patologia
Ferimentos e Lesões/diagnóstico
Fricção/fisiologia
Fáscia/anormalidades
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CU424.1 - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas


  2 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-828252
Autor: Yegin, Yakup; Çelik, Mustafa; Koç, Arzu Karaman; Küfeciler, Levent; Elbistanlı, Mustafa Suphi; Kayhan, Fatma Tülin.
Título: Comparison of temporalis fascia muscle and full-thickness cartilage grafts in type 1 pediatric tympanoplasties / Comparação de enxertos com fáscia do músculo temporal e cartilagem de espessura total em timpanoplastias tipo 1 em crianças
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);82(6):695-701, Oct.-Dec. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Various graft materials have been used to close tympanic membrane perforations. In the literature, there are few studies in pediatric populations comparing different graft materials. To our knowledge, there is no reported study that measured the thickness of the tragal cartilage in pediatric tympanoplasties. The tragal cartilage is not of uniform thickness in every patient. Objective: To compare anatomical and functional outcomes of temporalis fascia muscle and full-thickness tragal cartilage in type 1 pediatric tympanoplasties. Methods: In total, 78 patients (38 males, 40 females; average age 10.02 ± 1.98 years; range, 7-18 years) who underwent type 1 tympanoplasties in our clinic were included. Demographics, anatomical, and functional outcomes were collected. Temporalis fascia muscle and tragal cartilage were used as graft materials. Tragal cartilage was used without thinning, and the thickness of tragal cartilage was measured using a micrometer. Anatomical and functional outcomes of cartilage and fascia were compared. Audiometric results comparing the cartilage and fascia groups were conducted at 6 months, and we continued to follow the patients to 1 year after surgery. An intact graft and an air-bone gap ≤ 20 dB were regarded as a surgical success. Results with a p-value < 0.05 were considered statistically significant. Results: The graft success rate was 92.1% for the cartilage group compared with 65.0% for the temporal fascia group. In the fascia group, the preoperative air-bone gap was 33.68 ± 11.44 dB and postoperative air-bone gap was 24.25 ± 12.68 dB. In the cartilage group, the preoperative air-bone gap was 35.68 ± 12.94 dB and postoperative air-bone gap was 26.11 ± 12.87 dB. The anatomical success rate in the cartilage group was significantly better than that for the fascia group (p < 0.01). There was no statistically significant difference in functional outcomes between the fascia and cartilage groups (p > 0.05). The average thickness of tragal cartilage in the pediatric population was 0.693 ± 0.094 mm in males and 0.687 ± 0.058 mm in females. Conclusions: Our data suggest that the anatomical success rate for a cartilage tympanoplasty was higher than for a fascia tympanoplasty. Functional results with cartilage were not different than with fascia, even though we did not thin the tragal cartilage. However, further studies should focus on the interaction between the thickness of the tragal cartilage and the tympanoplasty success rate.

Resumo Introdução: Vários materiais de enxerto foram usados para o fechamento da perfuração da membrana timpânica. Há poucos estudos na literatura que comparam diferentes materiais de enxerto em populações pediátricas. De acordo com nossa pesquisa, não há estudo que tenha medido a espessura da cartilagem tragal em timpanoplastia pediátrica. A espessura da cartilagem tragal não é uniforme em todos os pacientes. Objetivo: Comparar os resultados anatômicos e funcionais da fáscia do músculo temporal e da cartilagem tragal com espessura total em timpanoplastias tipo 1 em crianças. Método: No total, 78 pacientes (38 do sexo masculino, 40 do sexo feminino; média de idade de 10,02 ± 1,98 anos; variação: 7-18 anos) submetidos a timpanoplastia tipo 1 em nossa clínica foram incluídos. Os resultados demográficos, anatômicos e funcionais foram registrados. A fáscia do músculo temporal e a cartilagem tragal foram usadas como materiais de enxerto. A cartilagem tragal foi usada sem fresagem e a sua espessura foi medida com um micrômetro. Os resultados anatômicos e funcionais da cartilagem e da fáscia foram comparados. Os resultados audiométricos comparando os grupos (cartilagem e fáscia) foram avaliados em 6 meses, e o acompanhamento dos pacientes prosseguiu até 1 ano após a cirurgia. Enxerto intacto e um intervalo aéreo-ósseo (gap) ≤ 20 dB foram considerados como sucesso cirúrgico. Os resultados com um valor p < 0,05 foram considerados estatisticamente significantes. Resultados: A taxa de sucesso do enxerto foi de 92,1% para o grupo cartilagem e de 65,0% para o grupo fáscia temporal. No grupo fáscia, o gap no pré-operatório foi 33,68 ± 11,44 dB, e 24,25 ± 12,68 dB no pós-operatório. No grupo cartilagem, o gap no pré-operatório foi 35,68 ± 12,94 dB, e 26,11 ± 12,87 no pós-operatório. A taxa de sucesso anatômico no grupo cartilagem foi significantemente melhor que a do grupo fáscia (p < 0,01). Não houve diferença estatisticamente significante nos resultados funcionais entre os grupos fáscia e cartilagem (p > 0,05). A espessura média da cartilagem tragal na população pediátrica foi 0,693 ± 0,094 mm em meninos e 0,687 ± 0,058 mm em meninas. Conclusões: Nossos dados sugerem que a taxa de sucesso anatômico para uma timpanoplastia com enxerto de cartilagem seja maior que a de uma timpanoplastia com enxerto de fáscia. Os resultados funcionais com cartilagem não foram diferentes daqueles com fáscia, embora não tenhamos fresado a cartilagem tragal. Porém, novos estudos devem concentrar-se na relação entre a espessura da cartilagem tragal e a taxa de sucesso da timpanoplastia.
Descritores: Timpanoplastia/métodos
Perfuração da Membrana Timpânica/cirurgia
Cartilagem da Orelha/transplante
Fáscia/transplante
-Estudos Retrospectivos
Resultado do Tratamento
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-889255
Autor: Lou, Zheng-cai.
Título: Type 1 pediatric tympanoplasties using fascia and cartilage grafts / Timpanoplastias pediátricas tipo 1 usando enxertos com fáscia e cartilagem
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);83(3):371-372, May-June 2017.
Idioma: en.
Descritores: Timpanoplastia
Miringoplastia
-Cartilagem
Fáscia
Limites: Humanos
Criança
Tipo de Publ: Comentário
Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-889273
Autor: Jiang, Zhufang; Lou, Zihan.
Título: Effects of perforation size on the success rate of tympanoplasty using a cartilage graft / Efeitos do tamanho da perfuração na taxa de sucesso da timpanoplastia usando um enxerto de cartilagem
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);83(4):494-495, July-Aug. 2017.
Idioma: en.
Descritores: Timpanoplastia
Perfuração da Membrana Timpânica/cirurgia
-Cartilagem/transplante
Fáscia/transplante
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Comentário
Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-889304
Autor: Yegin, Yakup; Çelik, Mustafa.
Título: Response to the Letter to the Editor regarding "Comparison of temporalis fascia muscle and full-thickness cartilage grafts in type 1 pediatric tympanoplasties" by Yegin et al. (Braz J Otorhinolaryngol. 2016; 82: 695-701) / Resposta à carta à editora sobre "Comparação de enxertos com fáscia do músculo temporal e cartilagem de espessura total em timpanoplastias tipo 1 em crianças" de Yegin et al. (Braz J Otorhinolaryngol. 2016; 82: 695-701)
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);83(5):606-607, Sept.-Oct. 2017.
Idioma: en.
Descritores: Timpanoplastia
Miringoplastia
-Pele
Cartilagem
Fáscia
Limites: Humanos
Criança
Tipo de Publ: Comentário
Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-951834
Autor: Nemade, Sanjana Vijay; Shinde, Kiran Jaywant; Naik, Chetana Shivadas; Qadri, Haris.
Título: Comparison between clinical and audiological results of tympanoplasty with modified sandwich technique and underlay technique / Comparação entre os resultados clínicos e audiológicos de timpanoplastia com a técnica "sanduíche" modificada e a técnica underlay
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);84(3):318-323, May-June 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Surgical repair of the tympanic membrane, termed a type one tympanoplasty is a tried and tested treatment modality. Overlay or underlay technique of tympanoplasty is common. Sandwich tympanoplasty is the combined overlay and underlay grafting of tympanic membrane. Objective: To describe and evaluate the modified sandwich graft (mediolateral graft) tympanoplasty using temporalis fascia and areolar fascia. To compare the clinical and audiological outcome of modified sandwich tympanoplasty with underlay tympanoplasty. Methods: A total of 88 patients of chronic otitis media were studied. 48 patients (Group A) underwent type one tympanoplasty with modified sandwich graft. Temporalis fascia was underlaid and the areolar fascia was overlaid. 48 patients (Group B) underwent type one tympanoplasty with underlay technique. We assessed the healing and hearing results. Results: Successful graft take up was accomplished in 47 patients (97.9%) in Group A and in 40 patients (83.3%) Group B. The average Air-Bone gap closure achieved in Group A was 24.4 ± 1.7 dB while in Group B; it was 22.5 ± 3.5 dB. Statistically significant difference was found in graft healing rate. Difference in hearing improvement was not statistically significant. Conclusion: Double layered graft with drum-malleus as a 'meat' of sandwich maintains a perfect balance between sufficient stability and adequate acoustic sensitivity.

Resumo Introdução: O reparo cirúrgico da membrana timpânica, denominado timpanoplastia tipo 1, é uma modalidade de tratamento já bem estabelecida. As técnicas overlay ou underlay de timpanoplastia são comuns. A timpanoplastia "sanduíche" é a técnica de enxerto de membrana timpânica overlay e underlay combinadas. Objetivo: Descrever e avaliar a timpanoplastia com a técnica "sanduíche" modificada (timpanoplastia mediolateral) utilizando fáscia temporal e fáscia aureolar. Comparar o desfecho clínico e audiológico da timpanoplastia com a técnica "sanduíche" modificada com o da timpanoplastia com a técnica underlay. Método: Foram estudados 88 pacientes com otite média crônica, 48 (Grupo A) foram submetidos à timpanoplastia tipo 1 com enxerto "sanduíche" modificado. A fáscia temporal foi utilizada na técnica underlay e a fáscia areolar na técnica overlay. 48 pacientes (Grupo B) foram submetidos à timpanoplastia tipo 1 com a técnica underlay. Foram avaliados os resultados da cicatrização e da audição. Resultados: O sucesso do enxerto ocorreu em 47 pacientes (97,9%) no Grupo A e em 40 (83,3%) do Grupo B. O fechamento médio do gap aéreo-ósseo no Grupo A foi de 24,4 ± 1,7 dB, enquanto no Grupo B foi de 22,5 ± 3,5 dB. Houve diferença estatisticamente significativa na taxa de cicatrização do enxerto. A diferença na melhora auditiva não foi estatisticamente significante. Conclusão: O enxerto de camada dupla e o tímpano-martelo posicionados como o "recheio" do sanduíche mantém um equilíbrio perfeito entre a estabilidade necessária e adequada sensibilidade acústica.
Descritores: Otite Média/complicações
Timpanoplastia/métodos
Perfuração da Membrana Timpânica/cirurgia
Fáscia/transplante
Perda Auditiva/cirurgia
-Audiometria de Tons Puros
Doença Crônica
Estudos Prospectivos
Resultado do Tratamento
Perfuração da Membrana Timpânica/etiologia
Recuperação de Função Fisiológica
Perda Auditiva/reabilitação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1132618
Autor: Özdamar, Kadir; Sen, Alper.
Título: Comparison of temporal muscle fascia and tragal cartilage perichondrium in endoscopic type 1 tympanoplasty with limited elevation of tympanomeatal flap / Comparação entre fáscia do músculo temporal e pericôndrio de cartilagem tragal na timpanoplastia endoscópica tipo 1 com descolamento limitado do retalho timpanomeatal
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);86(4):483-489, July-Aug. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction Elevation of tympanomeatal flap is one of the basic steps of tympanoplasty. A satisfactory level of anatomic and functional success can be achieved by using different grafts with limited tympanomeatal flap elevation. Objectives We aimed to compare the anatomic and functional success of tragal cartilage perichondrium and temporal muscle fascia in cases of endoscopic type 1 tympanoplasty performed with limited tympanomeatal flap elevation. Methods In total, 81 cases (33 females, 48 males, mean age 22.1<±<10.1 years, interval 18-49 years) which underwent transcanal endoscopic type 1 tympanoplasty with limited elevation of tympanomeatal flap were included the present study. All cases were divided into two groups as tragal cartilage perichondrium (group A) and temporal muscle fascia (group B). The comparison of the groups were made considering the pre- and postoperative air-bone gap and the tympanic membrane status. Results There was no statistically significant difference between Group A and Group B in preoperative and in postoperative air-bone gap values (p<=<0.608 and 0.529, respectively). In Group A and B, postoperative air-bone gap values demonstrated significant decrease compared to the preoperative values (p<=<0.0001). Group A and group B did not demonstrate significant differences between postoperative improvements of air-bone gap values (p<=<0.687). Graft retention success was 92.6% in group A while it was 90.0% in group B. There was no statistically significant difference between the groups in terms of graft retention success (p<=<0.166). Conclusion In accordance with the results of this study, we believe that both tragal cartilage perichondrium and temporal muscle fascia, and also in limited tympanomeatal flap elevation in endoscopic tympanoplasty are all eligible for result in safe and successful surgery.

Resumo Introdução O descolamento do retalho timpanomeatal é uma das etapas básicas da timpanoplastia. Um nível satisfatório de sucesso na restauração anatômica e funcional pode ser alcançado com o uso de diferentes enxertos e descolamento limitado do retalho timpanomeatal. Objetivos Comparar os resultados anatômicos e funcionais entre o uso de pericôndrio de cartilagem tragal e de fáscia do músculo temporal em timpanoplastias endoscópicas tipo 1 feitas com descolamento limitado do retalho timpanomeatal. Método Foram incluídos no estudo 81 pacientes (33 mulheres, 48 homens, média de 22,1 ± 10,1 anos, variação de 18-49 anos), submetidos a timpanoplastia endoscópica transcanal tipo 1 com descolamento limitado do retalho timpanomeatal. Todos os casos foram divididos em dois grupos: pericôndrio da cartilagem tragal (grupo A) e fáscia do músculo temporal (grupo B). Na comparação dos grupos consideraram-se o gap aéreo-ósseo, pré e pós-operatório, e a condição da membrana timpânica. Resultados Não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos A e B no pré e pós-operatório (p = 0,608 e 0,529, respectivamente). Nos grupos A e B, os valores do gap aéreo-ósseo no pós-operatório demonstraram redução significante em relação aos valores pré-operatórios (p = 0,0001). Os grupos A e B não demonstraram diferenças significantes entre as medidas pré e pós-operatórias dos valores dos gaps (p = 0,687). O sucesso da retenção do enxerto foi de 92,6% no grupo A, enquanto no grupo B foi de 90,0%, não ocorreu diferença estatisticamente significante entre os grupos (p = 0,166). Conclusão De acordo com os resultados deste estudo, acreditamos que tanto o pericôndrio da cartilagem tragal como a fáscia do músculo temporal, usados com descolamento limitado do retalho timpanomeatal na timpanoplastia endoscópica, são elegíveis para uma cirurgia segura e bem-sucedida.
Descritores: Timpanoplastia
-Músculo Temporal
Cartilagem
Estudos Retrospectivos
Resultado do Tratamento
Perfuração da Membrana Timpânica
Fáscia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-605805
Autor: Morales Rubio, Luis Jorge; Pineda Calzada, David Andrés; Hernández, Victor.
Título: Manejo del sulcus vocalis con injerto de fascia temporal / Sulcus vocalis management with fascia temporal graft
Fonte: Acta otorrinolaringol. cir. cabeza cuello;38(2):307-313, jun. 2010.
Idioma: es.
Resumo: El sulcus vocalis es una lesión en la cual el epitelio del pliegue vocal tiende a invaginarse y adherirse al ligamento y/o músculo resultando en disfonía. Existen múltiples tratamientos descritos ninguno con resultados ideales. Este es un estudio descriptivo-prospectivo en el Hospital Militar Central en pacientes operados por sulcus vocalis tipos II y III e implantados con fascia autóloga entre junio de 2006 y diciembre de 2008. De 17 pacientes operados cumplieron los criterios de inclusión 11. Edad promedio 32 años. 9 presentaron mejoría del análisis acústico de la voz con una tendencia a la mejoría en todas las variables, particularmente en el Shimmer y la frecuencia fundamental. En la estroboscopia, 10 pacientes presentaron recuperación de la onda mucosa y en 5 del cierre glótico. Ningún paciente presentó reacciones adversas al procedimiento. Del presente estudio se puede considerar que el manejo del sulcus vocalis con injerto autólogo de fascia temporal es un procedimiento seguro que en la mayoría de los casos representa una mejoría subjetiva y objetiva de la calidad de voz. Es necesario aumentar el tamaño de la muestra para obtener resultados de mayor poder estadístico y definir los criterios de éxito.

Sulcus vocalis is an injury in which the epithelium of the vocal fold tends to invaginate and attach to the ligament and / or muscle resulting in dysphonia. There are multiple treatments as described but none has ideal results. This is a descriptive – prospective study carried out at the Hospital Militar Central in patients that had been operated on due to sulcus vocalis of the type II and III and who have been given implants with autologous fascia between June, 2006 and December, 2008. Out of 17 patients that were operated on, 11 complied with the inclusion criteria. The average age was 32 years old. 9 of them exhibited an improvement on the acoustic analysis of the voice with a tendency to improvement in all variables, especially in Shimmer and the basic frequency. 10 patients exhibited a recovery of the mucous wave in the stroboscope analysis and 5 in the glottal closure. Not one patient showed adverse reactions to the procedure. It can be considered from this study that managing sulcus vocalis with a temporalis fascia autologous graft is a safe procedure that represents a subjective and an objective improvement of the quality of the voice. It is necessary to increase the size of the simple in order to obtain results with a greater statistical power and be able to define the criteria for success.
Descritores: Fáscia/anatomia & histologia
Fáscia/anormalidades
Fáscia/fisiologia
Responsável: CO361.9


  9 / 126 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-876764
Autor: Vale, Janimara Rocha do; Carvalho, Hanna Flávia Borges de; Andrade, Vera lúcia Ângelo; Almeida, Laís Cristina.
Título: A efetividade do tratamento osteopático na constipação intestinal: uma revisão sistemática / Effectiveness of the ostheopatic treatment in intestinal constipation: a systematic review
Fonte: GED gastroenterol. endosc. dig;36(2):68-74, Abr.-Jun. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: a constipação intestinal é considerada uma doença funcional do intestino, caracterizada por uma desordem da motilidade gastrointestinal e por evacuações difíceis ou diminuídas. O tratamento e a prevenção devem ser individualizados, considerando as orientações comportamentais, além da possível intervenção farmacológica ou de terapias complementares como a osteopatia. Objetivos: revisar a literatura sobre os efeitos do tratamento osteopático na constipação intestinal. Metodologia: a pesquisa da literatura foi realizada nas bases de dados eletrônicas Portal CAPES, Bireme, Cochrane Library, Lilacs, Medline, PubMed e Scielo. Os 112 estudos utilizados nesta pesquisa seguiram os seguintes critérios de inclusão: publicações no período de 1989 a 2017; escritos em português, inglês e espanhol; artigos apresentados na íntegra, sem restrições sobre o tipo de estudo ou amostra. Resultados: a abordagem osteopática aplicada no tratamento da constipação tem como objetivo a melhora do funcionamento do intestino, influenciando o tônus do músculo liso e a mobilidade visceral, melhorando a função gastrointestinal e, indiretamente, normalizando o suprimento nervoso autossômico para a víscera. A fáscia é formada por uma matriz intracelular tridimensional de contiguidade, rica em mecanorreceptores, envolvendo e protegendo os tecidos e órgãos do corpo. Assim, resultados obtidos após a realização de técnicas osteopáticas, possivelmente, são compreendidos pelas propriedades mecânicas, autonômicas e neuromusculares. Conclusão: a osteopatia é um tratamento complementar para a constipação intestinal, melhorando os sintomas, reduzindo a gravidade dos quadros, diminuindo o tempo do trânsito colônico, aumentando a motilidade intestinal e a qualidade de vida dos pacientes.

Introduction: the intestinal constipation is considered a functional bowel disease, characterized by a gastrointestinal motility disorder and difficult or reduced evacuation. The treatment and prevention must be individualized, taking into consideration the behavioral orientation, besides a possible pharmacological intervention or complementary therapies such as osteopathy. Objective: review the literature on the effects of osteopathic treatment in intestinal constipation. Methodology: the research on literature was done using database of Portal CAPES, Bireme, Cochrane Library, Lilacs, Medline, PubMed and Scielo. The 112 studies used in this research followed these criteria of inclusion: publications from 1989 to 2017, in Portuguese, English and Spanish; articles presented in full, with no restrictions about the type of study or sample. Results: the osteopathic approach applied in the constipation treatment aims at a better functioning of the intestine, influencing the smooth muscle tonus and visceral mobility, thus improving the gastrointestinal function and indirectly normalizing the autosomal nervous supply for the viscera. A three-dimensional intracellular matrix forms the fascia in contiguity, which is abundant in mechanoreceptors, covering and protecting the tissues and organs in the body. Therefore, the results obtained after performing the osteopathic techniques are possibly understood by the mechanical, autonomic and neuro- muscular proprieties. Conclusion: osteopathy is a complementary treatment for intestinal constipation, improving the symptoms, reducing the severity of the condition, decreasing the time of colon transit and increasing the intestinal motility as well as the patients quality of life.
Descritores: Medicina Osteopática
Resultado do Tratamento
Constipação Intestinal
Constipação Intestinal/fisiopatologia
Manipulação Osteopática
Fáscia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  10 / 126 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-106
Autor: Mello, Daniel Francisco; Demário, Luiz Antonio; Helene Junior, Américo.
Título: Técnicas para retirada de enxertos primários de retalhos traumáticos em áreas de desenluvamento / Techniques for removal of primary grafts from traumatic skin flaps in areas with degloving injuries
Fonte: Rev. bras. cir. plást;29(1):142-145, jan.-mar. 2014.
Idioma: en; pt.
Resumo: No tratamento dos pacientes vítimas de desenluvamento atendidos de maneira correta e precoce, a enxertia primária, com utilização da pele proveniente dos retalhos traumáticos é fundamental. Podem ser utilizados enxertos em ambas as espessuras, parcial ou total, não existindo na literatura uma definição em relação à melhor opção. Esta pele, também, pode ser utilizada de maneira imediata ou após conservação em banco de tecidos. Descrevemos neste artigo as principais técnicas para retirada de enxertos dos retalhos traumáticos.

Primary grafting using skin from traumatic flaps is essential in the correct and early treatment of patients with degloving injuries. Split- or full-thickness grafts can be used; however, the literature does not yet provide any indication of the best option. Moreover, this skin also can also be used immediately or after tissue bank storage. This report describes the main techniques for graft removal from traumatic flaps.
Descritores: Pele
Relatos de Casos
Transplante de Tecidos
Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos
Estudo de Avaliação
Difusão de Inovações
Fáscia
Técnicas de Fechamento de Ferimentos
Procedimentos Cirúrgicos Dermatológicos
-Pele/anatomia & histologia
Pele/lesões
Transplante de Tecidos/efeitos adversos
Transplante de Tecidos/métodos
Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos
Fáscia/lesões
Fáscia/transplante
Técnicas de Fechamento de Ferimentos/normas
Procedimentos Cirúrgicos Dermatológicos/efeitos adversos
Procedimentos Cirúrgicos Dermatológicos/métodos
Limites: Humanos
História do Século XXI
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Estudo de Avaliação
Ensaio Clínico Veterinário
Responsável: BR32.1 - Serviço de Biblioteca e Informação Biomédica



página 1 de 13 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde