Base de dados : LILACS
Pesquisa : A02.835.232.781.324.665 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 61 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 7 ir para página                  

  1 / 61 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-887444
Autor: Ilhan, Ozkan; Pekcevik, Yeliz; Akbay, Sinem; Ozdemir, Senem A; Memur, Seyma; Kanar, Berat; Kirbiyik, Ozgur; Ozer, Esra A.
Título: Incisivo central único de la línea media del maxilar, holoprosencefalia y estenosis congènita del orificio nasal anterior en un recién nacido prematuro: a propósito de un caso / Solitary median maxillary central incisor, holoprosencephaly and congenital nasal pyriform aperture stenosis in a premature infant: case report
Fonte: Arch. argent. pediatr;116(1):130-134, feb. 2018. ilus.
Idioma: en; es.
Resumo: El síndrome del incisivo central único de la línea media del maxilar es un trastorno raro que implica anomalías de la línea media, como holoprosencefalia, anomalías de las fosas nasales, fisura palatina, labio leporino, hipotelorismo, microcefalia y panhipopituitarismo. La estenosis congénita del orificio nasal anterior es una causa mortal de dificultad respiratoria neonatal debido al estrechamiento del orificio nasal anterior, y podría confundirse con la atresia de coanas. En este informe, presentamos el caso de un recién nacido con síndrome del incisivo central único de la línea media del maxilar acompañado de otras anomalías, tales como holoprosencefalia, estenosis del orificio nasal anterior, microcefalia y panhipopituitarismo. El cariotipado mostró una deleción heterocigota en el gen SIX3 en la región 2p21, que produjo una forma más grave de holoprosencefalia.

Solitary median maxillary central incisor syndrome is a rare disorder involving midline abnormalities such as holoprosencephaly, nasal cavity anomalies, cleft palate-lip, hypotelorism, microcephaly, and panhypopituitarism. Congenital nasal pyriform aperture stenosis is a lethal cause of neonatal respiratory distress due to narrowing of the pyriform aperture anteriorly and it can be confused with choanal atresia. In this report, we present a newborn infant with solitary median maxillary central incisor syndrome accompanied by other abnormalities including holoprosencephaly, nasal pyriform aperture stenosis, microcephaly and panhypopituitarism. Chromosomal analysis showed heterozygous SIX3 gene deletion at 2p21 region resulting in a more severe form of holoprosencephaly.
Descritores: Obstrução Nasal/diagnóstico por imagem
Holoprosencefalia/diagnóstico por imagem
Incisivo/anormalidades
Anodontia/diagnóstico por imagem
Osso Nasal/anormalidades
-Síndrome
Anormalidades Múltiplas
Recém-Nascido Prematuro
Constrição Patológica/congênito
Incisivo/diagnóstico por imagem
Osso Nasal/diagnóstico por imagem
Limites: Seres Humanos
Feminino
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica


  2 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-908141
Autor: Dalbosco, Hugo María; Beider, Betina; Pérez Alisedo, Francisco; Henao, Fabián.
Título: Reducción de fracturas nasales con anestesia local. Nuestra experiencia / Reduction of nasal fracture with local anesthesia. Our experience / Redução de fratura nasal com anestesia local. A nossa experiência
Fonte: Rev. Fed. Argent. Soc. Otorrinolaringol;24(2):48-51, 2017. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: las fracturas nasales son la consecuencia más frecuente de los traumatismos craneofaciales. Su tratamiento puede involucrar una reducción cerrada de huesos propios nasales que puede realizarse con anestesia local. El objetivo del presente trabajo es evaluar los resultados funcionales, estéticos y el dolor en la reducción cerrada de fracturas nasales. Material y método: Estudio prospectivo, randomizado, y descriptivo que evaluó la funcionalidad nasal antes y después de la reducción, en dolor del procedimiento, y sus resultados estéticos. Resultados: Se realizaron un total de 21 reducciones cerradas. El signo más habitual fue la crepitación en 14 pacientes, laterorrinia en 13, y 4 epistaxis. En cuanto a ventilación nasal previo a la reducción, el máximo puntaje en la escala Nasal Obstruction Symptoms Scale fue de 13 puntos, con un promedio de 4,8 puntos; y luego de realizar la reducción nasal el puntaje más alto fue de 7, con un promedio de 1,09 puntos. Estéticamente, luego de realizar la reducción nasal 8 pacientes notaron que su nariz estaba "mucho mejor", 9 pacientes notaron que su nariz estaba "mejor", y 4 pacientes indicaron que estaba igual. En cuanto a eficacia anestésica el menor puntaje fue de 0 referido por tres pacientes, el más alto fue de 10 en 2 pacientes; y el puntaje promedio referido fue de 3,5. Conclusiones: La reducción cerrada de fractura nasal es una técnica que es posible de realizar bajo anestesia local, obteniendo óptimos resultados estéticos y funcionales, y siendo bien tolerada por el paciente si la técnica se hace adecuadamente. Es necesario contar con la experiencia y los medios necesarios para realizarla.

Introduction: nasal fractures are the most frequent consequence of craniofacial trauma. Its treatment may involve a closed reduction of nasal bones that can be performed under local anesthesia. The objective of the present study is to evaluate the functional, aesthetic and pain outcomes in the closed reduction of nasal fractures. Material and method: Prospective, randomized, and descriptive study, evaluating nasal function before and after reduction, the pain of the procedure, and its aesthetic results. Results: A total of 21 nasal fracture reduction were made closed. The most common sign was crepitus in 14 patients, laterorrinia in 13, and 4 epistaxis. As for nasal ventilation prior to reduction, the maximum score in the Nasal Obstruction Symptoms Scale was 13 points, with an average of 4.8 points; and after performing the nasal reduction the highest score was 7, with an average of 1.09 points. Aesthetically, after making the nasal reduction 8 patients noticed that his nose was "much better", 9 patients noticed that his nose was "better", and 4 patients indicated that was “same as before”. As for anesthetic efficacy was the lowest score of 0 was reported by three patients, the highest was 10 in 2 patients; and referred the average score was 3.5. Conclusions: Closed reduction of nasal fracture is a technique that can perform under local anesthesia, obtaining optimal aesthetic and functional results, and being well tolerated by the patient if the technique is done properly. You must have the experience and resources needed to perform it.

Introdução: as fraturas nasais são a consequência mais frequente dos traumas craniofaciais. Seu tratamento pode envolver uma redução fechada de ossos próprios nasais, a qual pode ser realizada com anestesia local. O objectivo deste estudo foi avaliar o resultado funcional, estética e a dor na redução de fracturas fechadas nasais. Material e método: Estudo prospectivo, randomizado e descritivo que avaliou a funcionalidade nasal antes e depois da redução, a dor do procedimento e seus resultados estéticos. Resultados: Foram realizadas 21 reduções fechadas. O sinal mais comum foi a crepitação em 14 pacientes, laterorrinia em 13 e epistaxe em 4. No tocante à ventilação nasal antes da redução, o valor máximo na escala Nasal Obstruction Symptoms Scale foi 13 pontos, com uma média de 4,8 pontos; e, após a redução nasal, o valor mais alto foi 7, com uma média de 1,09 pontos. Esteticamente, após a redução nasal, 8 pacientes notaram que seu nariz estava "muito melhor"; 9 pacientes notaram que seu nariz estava "melhor" y 4 pacientes disseram que estava igual. A respeito da eficácia anestésica, o menor valor foi 0 segundo três pacientes, e o maior foi 10 em 2 pacientes. O valor médio comentado foi 3,5. Conclusões: A redução fechada de fratura nasal é uma técnica que pode ser realizada sob anestesia local, com ótimos resultados estéticos e funcionais. É bem tolerada pelo paciente se a técnica é realizada adequadamente. É preciso contar com a experiência e os meios necessários para realizá-la.
Descritores: Redução Fechada/métodos
Redução Fechada/reabilitação
Redução Fechada
-Anestesia Local/métodos
Anestesia Local
Osso Nasal/lesões
Resultado do Tratamento
Limites: Masculino
Feminino
Seres Humanos
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Estudos de Validação
Relatos de Casos
Estudos de Avaliação
Estudos de Validação
Relatos de Casos
Responsável: AR635.1 - FCVyS - Servicio de Información y Documentación


  3 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-873858
Autor: Queiroz, Eliane dos Anjos; Sobrinho, Josias de Andrade.
Título: Fraturas naso-órbito-etmoidais: estudo epidemiológico descritivo / Nasal-orbital-ethmoidal fractures: a descriptive epidemiological study
Fonte: Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent;61(1):11-14, jan.-fev. 2007. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A fratura naso-órbito-etmoidal (NOE) é um tipo raro de fratura, de difícil tratamento e com resultados estéticos e funcionais diretamente relacionados ao momento e ao tipo de cirurgia instituída. Suas principais características clínicas são: liquorréia, telecanto traumático, oftalmoplegia, enoftalmo, diplopia, ptose palpebral, crepitação dos segmentos ósseos fraturados, epistaxe, assimetria facial e deformidade do dorso nasal. Realizou-se um estudo retrospectivo em que foram avaliados os prontuários de 42 pacientes portadores de fraturas naso-órbito-etmoidais, atendidos e tratados no Setor de Cirurgia Bucomaxilofacial da Santa Casa de São Paulo, no período de janeiro de 1987 a março de 2002. A metodologia e os resultados são discutidos, com ênfase às características demográfico-sociais. As conclusões são: o grupo de risco para as fraturas NOE é composto por indivíduos do gênero masculino, da raça branca, da faixa etária dos 21 aos 40 anos, envolvidos em acidentes automobilísticos; as características clínicas mais comuns são o telecanto traumático e o enoftalmo, e a principal lesão associada é o traumatismo craniano

Naso-orbito-ethmoid fracture is a rare kind of fracture, with complex treatment and with aesthetic and functional results directly related to the moment and type of utilized surgery. Its main clinical characteristics are: cerebrospinal rhinohrea, traumatic telechantus, ophthalmoplegy, enophtalmus, diplopy, upper eyelid ptosis, fractured bone segments crepitation, epistaxis, facial assimetry and root nasal deformity. Fourty-two files were retrospectively evaluated on patients with naso-orbito-ethmoid fractures, received and treated at the Oral and Maxillofacial Surgery Sector at São Paulo Santa Casa, within the period from January 1987 to March 2002.The methodology and results are discussed, with emphase on the demographic-social characteristics. The conclusions are: the risk group for NOE fractures is composed by white men, among 21- 40 years old, involved in traffic accidents: the most common clinic characteristics are traumatic telecanthus and enophtalm and the main associated lesion is the cranial traumatism
Descritores: Fraturas Orbitárias/etiologia
Traumatismos Faciais/epidemiologia
-Osso Etmoide
Osso Nasal
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  4 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-776132
Autor: Cruz, Gilvani Azor de Oliveira E; Maluf Junior, Ivan; Maluf, Rafaela Cesário Pereira; Kurogi, Adriana Sayuri; Berri, Dirlene Taisa; Lopes, Marlon Augusto Camara; Balbinot, Priscila; Nasser, Isis; Ono, Maria Cecilia Closs; Freitas, Renato da Silva.
Título: Fraturas nasoetmoideorbitais: experiências de 37 anos do serviço de cirurgia craniofacial do hospital de Cajuru e hospital do trabalhador / Naso-orbitoethmoid fractures: 37-year experience of the craniofacial surgery service of the hospital de Cajuru and hospital do trabalhador
Fonte: Rev. bras. cir. plást;28(3):507-510, jul.-set. 2013. ilus.
Idioma: en; pt.
Resumo: Fractures of the naso-orbitoethmoid complex (NOE) remain one of the most challenging tasks in facial reconstruction and account for 2.1% of facial trauma cases. Clinical analyses of NOE fractures showed that they usually affect the telecanthus and cause deformities that would then require retropositioning of the nasal pyramid. Therefore, computed tomographyis an essential technique for further assessment and to identify bone dislocations and fistulas. Treatment involves reconstruction of the intercanthal distance, nasal projection, and internal orbital structures.

A fratura do complexo nasoetmoideorbital (NEO) permanece como uma das tarefas mais desafiadoras no trauma facial. Corresponde a 2,1% dos casos de trauma de face. Achados clínicos clássicos das fraturas NEOs são telecanto e deformidade com retroposicionamento da pirâmide nasal. O estudo com tomografia computadorizada é imprescindível para determinar detalhes e procurar localizar deslocamentos ósseos e fístulas. O tratamento é direcionado à reconstrução da relação intercantal, da projeção nasal e das estruturas internas da órbita.
Descritores: Deformidades Adquiridas Nasais/cirurgia
Fraturas Orbitárias/cirurgia
Osso Etmoide/cirurgia
Osso Etmoide/lesões
Osso Nasal/cirurgia
Osso Nasal/lesões
Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos
Tomografia Computadorizada por Raios X
-Métodos
Pacientes
Terapêutica
Ferimentos e Lesões
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto Jovem
Meia-Idade
Responsável: BR32.1 - Serviço de Biblioteca e Informação Biomédica


  5 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-732440
Autor: Rodriguez-Cardenas, Yalil Augusto; Arriola-Guillen, Luis Ernesto; Flores-Mir, Carlos.
Título: Björk-Jarabak cephalometric analysis on CBCT synthesized cephalograms with different dentofacial sagittal skeletal patterns
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);19(6):46-53, Nov-Dec/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: The objective of this study was to evaluate the Björk and Jabarak cephalometric analysis generated from cone-beam computed tomography (CBCT) synthesized lateral cephalograms in adults with different sagittal skeletal patterns. METHODS: The sample consisted of 46 CBCT synthesized cephalograms obtained from patients between 16 and 40 years old. A Björk and Jarabak cephalometric analysis among different sagittal skeletal classes was performed. Analysis of variance (ANOVA), multiple range test of Tukey, Kruskal-Wallis test, and independent t-test were used as appropriate. RESULTS: In comparison to the standard values: Skeletal Class III had increased gonial and superior gonial angles (P < 0.001). This trend was also evident when sex was considered. For Class I males, the sella angle was decreased (P = 0.041), articular angle increased (P = 0.027) and gonial angle decreased (P = 0.002); whereas for Class III males, the gonial angle was increased (P = 0.012). For Class I females, the articular angle was increased (P = 0.029) and the gonial angle decreased (P = 0.004). Björk's sum and Björk and Jabarak polygon sum showed no significant differences. The facial biotype presented in the three sagittal classes was mainly hypodivergent and neutral. CONCLUSIONS: In this sample, skeletal Class III malocclusion was strongly differentiated from the other sagittal classes, specifically in the mandible, as calculated through Björk and Jarabak analysis. .

OBJETIVO: o objetivo deste estudo foi avaliar a análise cefalométrica de Björk-Jarabak realizada com base em telerradiografias sintetizadas a partir de tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) em adultos com diferentes padrões esqueléticos sagitais. MÉTODOS: a amostra foi composta de 46 telerradiografias sintetizadas a partir de TCFC obtidas de pacientes entre 16 e 40 anos de idade. A análise cefalométrica de Björk-Jarabak foi conduzida entre as diferentes classes esqueléticas sagitais. Análise de variância (ANOVA), teste de Tukey, de Kruskal-Wallis e teste t independente também foram realizados. RESULTADOS: em comparação a valores padrão, a má oclusão de Classe III esquelética apresentava ângulos goníacos aumentados (p < 0,001). Essa tendência também foi evidente quando o sexo dos pacientes foi considerado. Pacientes Classe I do sexo masculino tiveram o ângulo sela diminuído (p = 0,041), o ângulo articular aumentado (p = 0,027) e o ângulo goníaco também diminuído (p = 0,002). Já os pacientes Classe III tiveram o ângulo goníaco aumentado (p = 0,012). Pacientes Classe I do sexo feminino tiveram o ângulo articular aumentado (p = 0,029) e o ângulo goníaco diminuído (p = 0,004). A soma de Björk e a soma dos polígonos de Björk-Jarabak não revelaram diferenças significativas. O biótipo facial presente nas três classes sagitais foi hipodivergente e neutro. CONCLUSÕES: na amostra do presente estudo, a má oclusão esquelética de Classe III foi fortemente diferenciada de outras classes sagitais, ...
Descritores: Cefalometria/métodos
Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico/métodos
Má Oclusão/classificação
-Queixo
Má Oclusão de Angle Classe I
Má Oclusão de Angle Classe II
Má Oclusão de Angle Classe III
Má Oclusão
Mandíbula
Côndilo Mandibular
Osso Nasal
Fatores Sexuais
Sela Túrcica
Limites: Adolescente
Adulto
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Alencar, Ana Helena Gonçalves de
Texto completo
Id: lil-732436
Autor: Porto, Olavo Cesar Lyra; Freitas, Jairo Curado de; Alencar, Ana Helena Gonçalves de; Estrela, Carlos.
Título: The use of three-dimensional cephalometric references in dentoskeletal symmetry diagnosis
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);19(6):78-85, Nov-Dec/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: The aim of this study is to assess dentoskeletal symmetry in cone-beam computed tomography (CBCT) scans of Brazilian individuals with Angle Class I malocclusion. MATERIAL: A total of 47 patients (22 females and 25 males) aged between 11 and 16 years old (14 years) seen in a private radiology service (CIRO, Goiânia, GO, Brazil) were assessed. All CBCT scans were obtained from January, 2009 to December, 2010. Cephalometric measurements were taken by multiplanar reconstruction (axial, coronal and sagittal) using Vista Dent3DPro 2.0 (Dentsply GAC, New York, USA). Minimum, maximum, mean and standard deviation values were arranged in tables, and Student t-test was used to determine statistical significance (P < 0.05). RESULTS: Data were homogeneous, and differences between the right and left sides were not significant. CONCLUSIONS: Cephalometric measurements of Brazilian individuals with Angle Class I malocclusion can be used to establish facial symmetry and three-dimensional standard references which might be useful for orthodontic and surgical planning. .

OBJETIVO: o objetivo deste estudo é avaliar a simetria dentoesqueléticas em imagens de tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) de indivíduos brasileiros com má oclusão Classe I de Angle. MÉTODOS: quarenta e sete pacientes (22 meninas e 25 meninos), com idades entre 11 e 16 anos (14 anos, em média), foram atendidos em um serviço de radiologia privado. Todas as imagens de TCFC foram adquiridas a partir de janeiro de 2009 a dezembro de 2010. Medições cefalométricas foram realizadas por reconstruções multiplanares (axial, coronal e sagital) usando o VistaDent 3D Pro 2.0 ( Dentsply GAC, Nova Iorque, EUA). O desvio-padrão mínimo, máximo e a média foram descritos em tabelas, e o teste t de Student foi utilizado para definir significância estatística (p < 0,05). RESULTADOS: os dados foram homogêneos e as diferenças entre os lados direito e esquerdo não foram significativas. CONCLUSÕES: as medidas cefalométricas de indivíduos brasileiros com má oclusão Classe I de Angle podem ser usadas para definir a simetria facial e referências de padrão tridimensional, que podem ser úteis para o planejamento ortodôntico e cirúrgico. .
Descritores: Cefalometria/métodos
Imagem Tridimensional/métodos
Má Oclusão de Angle Classe I/patologia
-Pontos de Referência Anatômicos/patologia
Pontos de Referência Anatômicos
Queixo/patologia
Queixo
Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico/métodos
Meato Acústico Externo/patologia
Meato Acústico Externo
Face/patologia
Face
Assimetria Facial/patologia
Assimetria Facial
Ossos Faciais/patologia
Ossos Faciais
Processamento de Imagem Assistida por Computador/métodos
Má Oclusão de Angle Classe I
Mandíbula/patologia
Mandíbula
Côndilo Mandibular/patologia
Côndilo Mandibular
Maxila/patologia
Maxila
Dente Molar/patologia
Dente Molar
Osso Nasal/patologia
Osso Nasal
Órbita/patologia
Órbita
Fotografia/métodos
Limites: Adolescente
Criança
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-727093
Autor: Vieira, Fabiano Paiva; Pinzan, Arnaldo; Janson, Guilherme; Fernandes, Thais Maria Freire; Sathler, Renata Carvalho; Henriques, Rafael Pinelli.
Título: Facial height in Japanese-Brazilian descendants with normal occlusion
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);19(5):54-66, Sep-Oct/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: The aim of this study was to determine the standards of facial height in 30 young (14-year-old) Japanese-Brazilian descendants with normal occlusion, and assess whether sexual dimorphism is evident. METHODS: The cephalometric measurements used followed the analyses by Wylie-Johnson, Siriwat-Jarabak, Gebeck, Merrifield and Horn. RESULTS: Results showed dimorphism for total anterior facial height (TAFH), lower anterior facial height (LAFH), anterior facial height (AFH), total posterior facial height (TPFH) and upper posterior facial height (UPFH) measurements. CONCLUSIONS: The standards of facial heights in young Japanese-Brazilian descendants with normal occlusion were observed. Sexual dimorphism was identified in five out of thirteen evaluated variables at this age range. .

INTRODUÇÃO: o objetivo desse estudo foi obter os valores médios de normalidade das alturas faciais anterior e posterior de 30 jovens mestiços nipo-brasileiros, descendentes de xantodermas e leucodermas, com oclusão normal, com idade média de 14 anos, e verificar a presença ou ausência de dimorfismo entre os sexos. MÉTODOS: elaborou-se um estudo cefalométrico com as mensurações advindas das análises de Wylie e Johnson, Siriwat e Jarabak, Gebeck, Merrifield e Horn. RESULTADOS: os resultados revelaram a presença de dimorfismo entre os sexos para as variáveis AFAT, AFAI, AFA, AFPT e AFPS. CONCLUSÕES: um padrão cefalométrico específico, das alturas faciais anterior e posterior, para os jovens mestiços nipo-brasileiros com oclusão normal, descendentes de xantodermas e leucodermas, foi apresentado e um dimorfismo entre os sexos para cinco das treze variáveis avaliadas foi verificado nessa faixa etária média. .
Descritores: Cefalometria/métodos
Oclusão Dentária
Grupos Étnicos
Face/anatomia & histologia
-Pontos de Referência Anatômicos/anatomia & histologia
Brasil
Queixo/anatomia & histologia
Japão
Mandíbula/anatomia & histologia
Côndilo Mandibular/anatomia & histologia
Maxila/anatomia & histologia
Osso Nasal/anatomia & histologia
Palato/anatomia & histologia
Caracteres Sexuais
Sela Túrcica/anatomia & histologia
Dimensão Vertical
Limites: Adolescente
Criança
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Almeida, Renato Rodrigues de
Texto completo
Id: lil-725420
Autor: Sathler, Renata; Pinzan, Arnaldo; Fernandes, Thais Maria Freire; Almeida, Renato Rodrigues de; Henriques, José Fernando Castanha.
Título: Comparative study of dental cephalometric patterns of Japanese-Brazilian, Caucasian and Mongoloid patients
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);19(4):50-57, Jul-Aug/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: INTRODUCTION: The objective of this study was to identify the patterns of dental variables of adolescent Japanese-Brazilian descents with normal occlusion, and also to compare them with a similar Caucasian and Mongoloid sample. METHODS: Lateral cephalometric radiographs were used to compare the groups: Caucasian (n = 40), Japanese-Brazilian (n = 32) and Mongoloid (n = 33). The statistical tests used were one-way ANOVA and ANCOVA. The cephalometric measurements used followed the analyses of Steiner, Tweed and McNamara Jr. RESULTS: Statistical differences (P < 0.05) indicated a smaller interincisal angle and overbite for the Japanese-Brazilian sample, when compared to the Caucasian sample, although with similar values to the Mongoloid group. CONCLUSION: The dental patterns found for the Japanese-Brazilian descents were, in general, more similar to those of the Mongoloid sample. .

OBJETIVO: as características cefalométricas dentárias variam consideravelmente entre as diferentes raças. No Brasil, em virtude da grande miscigenação populacional, é necessário conhecer, também, as variações apresentadas pelas misturas dessas raças. Por essa razão, o objetivo desse estudo foi identificar o padrão das variáveis dentárias de jovens mestiços nipo-brasileiros com oclusão normal e compará-los com amostras semelhantes de leucodermas e de xantodermas. MÉTODOS: foram utilizadas 40 telerradiografias de jovens leucodermas, 32 de nipo-brasileiros e 33 de xantodermas. As rês amostras apresentavam indivíduos com oclusão normal e face bem balanceada. Foram realizadas análises estatísticas de variância a um critério (ANOVA) e a de covariância (ANCOVA). Basicamente, as variáveis cefalométricas usadas seguiram as preconizadas por Steiner, Tweed e McNamara Jr. RESULTADOS: encontrou-se diferença estatística (p < 0,05) entre as raças em cinco das variáveis estudadas. Essas diferenças indicaram menor ângulo interincisivos e menor sobremordida para a amostra nipo-brasileira, com relação à amostra leucoderma, mas com valores semelhantes aos da amostra xantoderma. CONCLUSÃO: os valores dentários encontrados para os jovens nipo-brasileiros foram, em geral, mais similares àqueles da amostra de xantoderma. .
Descritores: Grupo com Ancestrais do Continente Asiático
Cefalometria/normas
Grupos Étnicos
Grupo com Ancestrais do Continente Europeu
-Pontos de Referência Anatômicos
Brasil
Oclusão Dentária
Incisivo
Japão/etnologia
Mandíbula
Maxila
Osso Nasal
Sobremordida
Padrões de Referência
Limites: Adolescente
Criança
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-725414
Autor: Meloti, Aparecida Fernanda; Gonçalves, Renata de Cássia; Silva, Ertty; Martins, Lídia Parsekian; Santos-Pinto, Ary dos.
Título: Lateral cephalometric diagnosis of asymmetry in Angle Class II subdivision compared to Class I and II
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);19(4):80-88, Jul-Aug/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: INTRODUCTION: Lateral cephalometric radiographs are traditionally required for orthodontic treatment, yet rarely used to assess asymmetries. OBJECTIVE: The objective of the present study was to use lateral cephalometric radiographs to identify existing skeletal and dentoalveolar morphological alterations in Class II subdivision and to compare them with the existing morphology in Class I and II relationship. MATERIAL AND METHODS: Ninety initial lateral cephalometric radiographs of male and female Brazilian children aged between 12 to 15 years old were randomly and proportionally divided into three groups: Group 1 (Class I), Group 2 (Class II) and Group 3 (Class II subdivision). Analysis of lateral cephalometric radiographs included angular measurements, horizontal linear measurements and two indexes of asymmetry that were prepared for this study. RESULTS: In accordance with an Index of Dental Asymmetry (IDA), greater mandibular dental asymmetry was identified in Group 3. An Index of Mandibular Asymmetry (IMA) revealed less skeletal and dental mandibular asymmetry in Group 2, greater skeletal mandibular asymmetry in Group 1, and greater mandibular dental asymmetry in Group 3. CONCLUSION: Both IDA and IMA revealed greater mandibular dental asymmetry for Group 3 in comparison to Groups 1 and 2. These results are in accordance with those found by other diagnostic methods, showing that lateral cephalometric radiography is an acceptable method to identify existing skeletal and dentoalveolar morphological alterations in malocclusions. .

INTRODUÇÃO: as telerradiografias laterais são tradicionalmente solicitadas para planejamento ortodôntico, mas raramente utilizadas para avaliar assimetrias. OBJETIVO: o objetivo do presente estudo foi utilizar as telerradiografias laterais para identificar as alterações morfológicas esqueléticas e dentoalveolares existentes na má oclusão de Classe II subdivisão e compará-las com a morfologia existente nas más oclusões de Classe I e II. MÉTODOS: noventa telerradiografias laterais iniciais de adolescentes brasileiros de ambos os sexos, com idade cronológica entre 12 e 15 anos, foram divididas em três grupos randomizados e proporcionais: Grupo 1 (Classe I), Grupo 2 (Classe II) e Grupo 3 (Classe II subdivisão). A análise das telerradiografias laterais envolveu mensurações angulares, mensurações lineares horizontais e dois índices de assimetria, estipulados para o presente estudo. RESULTADOS: foi identificada, de acordo com o Índice de assimetria dentária (IAD), uma maior assimetria dentária inferior no Grupo 3. O Índice de assimetria mandibular (IAM) revelou menor assimetria esquelética e dentária no Grupo 2, maior assimetria esquelética no Grupo 1 e maior assimetria dentária inferior no Grupo 3. CONCLUSÃO: o IAD e o IAM mostraram maior assimetria dentária inferior no Grupo 3 do que nos Grupos 1 e 2. Esses resultados estão de acordo com os encontrados em outros métodos de diagnóstico, indicando que a telerradiografia lateral é um método aceitável para avaliar alterações morfológicas esqueléticas e dentoalveolares nas más oclusões. .
Descritores: Cefalometria/métodos
Assimetria Facial
Má Oclusão de Angle Classe I
Má Oclusão de Angle Classe II
-Processo Alveolar
Queixo
Arco Dental
Assimetria Facial/classificação
Ossos Faciais
Incisivo
Má Oclusão de Angle Classe II/classificação
Mandíbula
Maxila
Dente Molar
Osso Nasal
Palato
Retrognatismo/classificação
Retrognatismo
Sela Túrcica
Limites: Adolescente
Criança
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 61 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Bolognese, Ana Maria
Texto completo
Id: lil-723159
Autor: Baratieri, Carolina; Alves Jr, Matheus; Bolognese, Ana Maria; Nojima, Matilde C. G.; Nojima, Lincoln I..
Título: Changes in skeletal and dental relationship in Class II Division I malocclusion after rapid maxillary expansion: a prospective study
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);19(3):75-81, May-Jun/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: To assess skeletal and dental changes immediately after rapid maxillary expansion (RME) in Class II Division 1 malocclusion patients and after a retention period, using cone beam computed tomography (CBCT) imaging. METHODS: Seventeen children with Class II, Division 1 malocclusion and maxillary skeletal transverse deficiency underwent RME following the Haas protocol. CBCT were taken before treatment (T1), at the end of the active expansion phase (T2) and after a retention period of 6 months (T3). The scanned images were measured anteroposteriorly (SNA, SNB, ANB, overjet and MR) and vertically (N-ANS, ANS-Me, N-Me and overbite). RESULTS: Significant differences were identified immediately after RME as the maxilla moved forward, the mandible moved downward, overjet increased and overbite decreased. During the retention period, the maxilla relapsed backwards and the mandible was displaced forward, leaving patients with an overall increase in anterior facial height. CONCLUSION: RME treatment allowed more anterior than inferior positioning of the mandible during the retention period, thus significantly improving Class II dental relationship in 75% of the patients evaluated. .

OBJETIVO: avaliar, por meio de imagens de tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC), as mudanças esqueléticas e dentárias, imediatas e após 6 meses de contenção, causadas pela expansão rápida da maxila (ERM) em pacientes com má oclusão de Classe II, divisão 1. MÉTODOS: dezessete crianças com má oclusão de Classe II, divisão 1, e deficiência transversal da maxila, foram submetidas a ERM, de acordo com o protocolo proposto por Haas. TCFC foram realizadas antes da ERM (T1), imediatamente após a fase ativa (T2) e após 6 meses de contenção (T3). Alterações anteroposteriores (SNA, SNB, ANB, overjet e RM) e verticais (N-ANS, ANS-Me, N-Me e overbite) foram analisadas. RESULTADOS: imediatamente após a ERM, enquanto a maxila se deslocou para frente, a mandíbula se movimentou para frente e para baixo, aumentando o overjet e diminuindo o overbite. Durante o período de contenção, a maxila retornou para posterior e a mandíbula deslocou em direção anterior, aumentando a altura facial anterior. CONCLUSÃO: a realização da ERM permitiu que a mandíbula se posicionasse mais anteriormente do que inferior durante o período de contenção, melhorando a relação molar de Classe II em 75% dos pacientes avaliados. .
Descritores: Ossos Faciais
Má Oclusão de Angle Classe II/terapia
Técnica de Expansão Palatina
Dente
-Pontos de Referência Anatômicos
Cefalometria/métodos
Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico/métodos
Seguimentos
Mandíbula
Maxila/anormalidades
Maxila
Osso Nasal
Desenho de Aparelho Ortodôntico
Contenções Ortodônticas
Sobremordida
Sobremordida/terapia
Estudos Prospectivos
Técnica de Expansão Palatina/instrumentação
Sela Túrcica
Dimensão Vertical
Limites: Criança
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 7 ir para página                  
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde