Base de dados : LILACS
Pesquisa : A02.835.583.378.831 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 31 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 4 ir para página            

  1 / 31 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-537999
Autor: Xavier, Murilo; Pires, Viviane Araújo; Albertini, Regiane; Arrieiro, Arthur Nascimento; Manuard, Philippe; Almeida, Laís Cristina; Souza, Renato Aparecido de.
Título: O efeito imediato da manipulação talocrural na estabilidade unipodal de tornozelo / Immediate effects of talocrural manipulation on ankle monopodalic stability
Fonte: Rev. Ter. Man;7(31):168-172, maio-jun. 2009. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A articulação talocrural é essencial para o desenvolvimento da marcha, adaptando-se aos diversos tipos de superfícies, estando diretamente relacionada com o equilíbrio e estabilidade. Técnicas de manipulação osteopática têm sido usadas para tratar distúrbios e restaurar a mecânica articular, e podem influenciar diretamente o sistema de controle postural. O objetivo do estudo foi analisar as alterações na estabilidade unipodal de tornozelo geradas por meio da aplicação de uma técnica de thrust. Participaram deste estudo 20 homens com idade 22±2 anos, divididos em dois grupos: G1 (n=10) grupo que recebeu a técnica manipulativa e G2 (n=10) controle. A técnica utilizada foi a manipulação talocrural no membro inferior dominante. Os valores estabilométricos foram obtidos pela plataforma Cibex Reactor antes e cinco minutos após a aplicação da técnica em G1. Os voluntários de G2 foram submetidos ao mesmo protocolo de avaliação, porém sem receber a técnica thrust. Foram obtidos os seguintes resultados: Em G1, observou-se diferenças estatisticamente signifi cantes após a manipulação talocrural (p<0,05), antes os voluntários apresentaram valores estabilométricos de 8.169 pontos. Após a intervenção experimental houve uma queda de 14,35% (6.996 pontos), indicando que houve uma alteração na estabilidade quando comparado ao grupo controle, o qual não obteve diferenças nos resultados. Assim, sugere-se que a manipulação pode ser eficaz na melhora do equilíbrio e estabilidade unipodal de tornozelo.

The talocrural joint is essential for the gait development. It adapts itself to the various areas and types of terrain where you walk and is directly related to balance and stability. Manipulative techniques were used to treat disorders and restore the joint movements, and may influence the postural control system. The study's goal was to evaluate the immediate changes in stability generated by the application of thrust technique. Twenty men, 22±2 years old, were separated into two groups: G1 (n=10) manipulated group, and G2 (n=10) control group. The technique used was the talocrural thrust in the dominant leg. The data was collected by the stabilometric platform Cibex Reactor before and five minutes after the application of the technique in G1. The group G2 performed only the stabilometric test at the same time, without receiving the thrust. The values obtained were statistically signifi cant for G1 after the manipulation (P<0,05), the stabilometric values before the technique was 8.169 points, and after was a decline of 14.35% (6,996 points), indicating that there was a change in the stability when compared to the control group, which there were no differences between the results. The results of this study suggest that the manipulation can be effective in improving balance and stability.
Descritores: Articulações Tarsianas
Medicina Osteopática
Tornozelo
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Responsável: BR512.1 - Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde


  2 / 31 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1236361
Autor: Calil, Dilhermando Augusto.
Título: Alteracoes prococes articulares dos pes na hanseniase virchoviana / ?.
Fonte: Sao Paulo; s.n; 1998. 73 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de Sao Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Master.
Resumo: Neste estudo avaliamos 20 (vinte) pacientes com hanseniase virchoviana (17 homens e 3 mulheres) com media etaria de 48 anos. Todos os pacientes foram submetidos a exame radiologico dos pes e 10 (dez) a eletroneuromiografia dos membros inferiores. Consideramos tambem, as avaliacaoes clinicas, estatisticas e funcionais. Nos resultados obtidos, somente 10.0 por cento dos pacientes apresentaram alteracoes radiologicas precoces com comprometimento osteo-articular dos pes, enquanto 90.0 por cento das eletroneuromiograifas mostravam-se alteradas. Contudo, nao houve alteracoes no aspecto clinico-funcional
Descritores: Articulações Tarsianas
Articulações Tarsianas/lesões
Avaliação da Deficiência
Eletromiografia/métodos
Hanseníase Virchowiana/reabilitação
Manifestações Neurológicas
Responsável: BR191.1 - Biblioteca e Centro de Documentação Luiza Keffer
[{"text": "BR191.1", "_a": "WC335.102.33", "_b": "C128a"}]


  3 / 31 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-779399
Autor: Hu, Sun-jun; Chang, Shi-min; Li, Xiao-hua; Yu, Guang-rong.
Título: Outcome comparison of lisfranc injuries treated through dorsal plate fixation versus screw fixation
Fonte: Acta ortop. bras;22(6):315-320, Nov-Dec/2014. ilus, tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: O objetivo deste estudo prospectivo foi testar se o tratamentode lesões de Lisfranc com redução aberta e fixação da placadorsal teria os mesmos resultados funcionais, ou melhores, do quetratamento padrão com fixação com parafuso transarticular. Métodos:Sessenta pacientes com lesão articular de Lisfranc foram tratadospor redução aberta e fixação da placa dorsal ou pelo método padrãopor fixação de parafusos. Os pacientes foram acompanhados por,em média, 31 meses. A avaliação foi realizada com base na queixaprincipal dos pacientes, exame clínico, radiografia, e escala AOFAS.Resultados: Trinta e dois pacientes foram tratados com redução abertae fixação da placa dorsal, e vinte e oito pacientes foram tratadoscom redução aberta e fixação com parafuso. Depois de dois anos deacompanhamento, a média do escore AOFAS foi de 83,1 pontos nogrupo de fixação da placa dorsal e 78,5 pontos no grupo de fixaçãocom parafusos (p <0,01). Do grupo de fixação com placa dorsal, aanálise radiográfica revelou redução anatômica em vinte e nove pacientes(90,6%, 29/32) e redução não anatômica em três pacientes.Do grupo de fixação com parafuso, a análise radiográfica revelou reduçãoanatômica em vinte e três pacientes e redução não anatômicaem cinco pacientes (82,1%, 23/28). Conclusões: A redução abertae fixação com placa dorsal para lesão de Lisfranc deslocada têmmelhor resultado a curto e médio prazo e uma taxa de reoperaçãoinferior do que a técnica padrão de redução aberta e fixação interna(RAFI) com parafuso. Em nossa experiência, recomendamos o usode placa dorsal em RAFI nas lesões de Lisfranc deslocadas. Nívelde Evidência II, Estudo Prospectivo Comparativo...

The objective of this prospective study was to testwhether the treatment of Lisfranc injuries with open reductionand dorsal plate fixation would have the same or better functionaloutcomes as treatment with standard trans-articular screwfixation. Methods: Sixty patients with primarily isolated Lisfrancjoint injury were treated by open reduction and dorsal platefixation or standard screw fixation. The patients were followedon average for 31 months. Evaluation was performed with patients'chief complaint, clinical examination, radiography, andAOFAS Midfoot Scale. Results: Thirty two patients were treatedwith open reduction and dorsal plate fixation, and twenty eightpatients were treated with open reduction and screw fixation.After two years follow-up, the mean AOFAS Midfoot score was83.1 points in the dorsal plate fixation group and 78.5 points inthe screw fixation group (p<0.01). Of the dorsal plate fixationgroup, radiographic analysis revealed anatomic reduction intwenty-nine patients (90.6%, 29/32) and nonanatomic reductionin three patients. Of the screw fixation group, radiographicanalysis revealed anatomic reduction in twenty-three patientsand nonanatomic reduction in five patients (82.1%, 23/28).Conclusions: Open reduction and dorsal plate fixation for adislocated Lisfranc injury do have better short and median termoutcome and a lower reoperation rate than standard screw ORIF.In our experience, we recommend using dorsal plate in ORIF ondislocated Lisfranc injuries. Level of Evidence II, ProspectiveComparative Study...
Descritores: Articulações Tarsianas
Articulações/lesões
Artrodese
Estudos Prospectivos
Fixadores Internos
Parafusos Ósseos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR734.1 - Biblioteca Central Cesar Lattes - BCCL


  4 / 31 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1057946
Autor: Karmali, Samir; Ramos, Jorge Teixeira; Almeida, João; Barros, André; Campos, Pedro; Costa, Daniel Sá da.
Título: Tarsal Navicular Fracture in a Parkour Practitioner, a Rare Injury - Case Report and Literature Review / Fratura do escafoide társico em um praticante de parkour, uma lesão rara - Relato de Caso e Revisão da Literatura
Fonte: Rev. bras. ortop;54(6):739-745, Nov.-Dec. 2019. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Tarsal navicular fractures, as well as other midfoot injuries, are rare, and can result in severe impairment if not properly treated. Parkour, a modern sport, is gaining popularity among young individuals in urban areas, and is prone to result in high-energy trauma, which is scarcely described in the literature. The following is a report of a rare case of tarsal navicular fracture in a 17-year-old male, sustained during parkour practice, which was treated successfully with open reduction and internal fixation. The description of the case emphasizes the challenges of its approach; the discussion highlights the treatment options and goals. The case should also raise awareness about the increasing occurrence of these uncommon lesions.

Resumo As fraturas do escafoide társico, bem como outras lesões do médiopé, são raras e podem resultar em incapacidade grave se não forem tratadas adequadamente. Parkour, um esporte moderno, está ganhando popularidade entre os jovens em áreas urbanas, e é propenso a traumatismos de alta energia, sendo estes escassamente descritos na literatura. O presente relato trata de um caso de fratura rara do escafoide társico em um paciente do sexo masculino de 17 anos, ocorrida durante a prática de parkour, que foi tratada com sucesso, com redução aberta e fixação interna. A descrição do caso enfatiza os desafios na sua abordagem; a discussão destaca as opções de tratamento e seus objetivos. O caso também deve alertar sobre a ocorrência crescente dessas lesões incomuns.
Descritores: Esportes
Articulações Tarsianas
Ossos do Tarso
Procedimentos Ortopédicos/métodos
Fraturas Ósseas
Redução Aberta
Limites: Humanos
Masculino
Adolescente
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  5 / 31 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-77707
Autor: Lombas García, Manuel, coord.
Título: Enfermedades oligoarticulares in sintomas extraarticulares / Oligoarticular diseases in extra-articular symptoms
Fonte: In: Lombas García, Manuel; Mateo Suárez, Manuel; Moreno Mejías, Abel; Castell Pérez, Concepcion; Giral Casielles, Ricardo. Diagnostico diferencial de las enfermedades reumáticas. s.l, s.n, s.d. p.265-265, ilus.
Idioma: es.
Descritores: Articulação do Punho
Articulação do Quadril
Artropatias/diagnóstico
Articulação do Cotovelo
Articulação do Joelho
Articulação do Ombro
Articulação do Tornozelo
Articulações Tarsianas
-Artropatias
Diagnóstico Diferencial
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/1371.05; CU1; WE544; LOM, 1979


  6 / 31 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-879377
Autor: Motta, G. A; Girardi, A. M; Sabes, A. F; Portugal, E. S; Nociti, R. P; Bueno, G. M; Marques, L. C.
Título: Clinical and radiographic changes of carpi, tarsi and interphalangeal joints of beef zebu bulls on semen collection regimen / Mudanças clínicas e radiográficas das articulações carpo, tarso e interfalangeana de touros de corte zebuínos em regime de colheita de sêmen
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);69(6):1357-1366, nov.-dez. 2017. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: Osteoarthritis and osteochondrosis are highly correlated to reproductive failure in bulls. This study aimed to evaluate the carpal, tarsal and interphalangeal lesions in beef zebu bulls on semen collection regimen. Twenty-one beef cattle bulls, in a total of forty-one animals, were split into three age-based groups: animals from two to four years old (GI), from more than four to eight years old (GII) and above eight years old (GIII). The clinical findings were conformational changes of limbs, synovial effusion, peripheral venous engorgement of joints and prolonged decubitus. The total population showed moderate clinical manifestation and radiographic score. The GIII presented more severe joint lesions. Carpi and tarsi regions had discrete to difuse osteophytosis, subchondral cysts, cartilaginous flaps, bone incongruence and fragmentation, osteitis, and ankylosis. Interphalangeal joints presented osteophytosis, distal phalanx osteitis and enthesophytosis. The digital radiographic examination allowed full identification of articular lesions and their clinical correspondences, besides the positive correlation between age, body weight and radiographic score.(AU)

Osteoartrite e osteocondrose estão altamente correlacionados à falha reprodutiva em touros. Este estudo teve como objetivo avaliar as lesões do carpo, tarso e interfalangianas em touros zebuínos de corte em regime de coleta de sêmen. Vinte e um bovinos de corte, touros, provenientes de um total de 41 animais, foram divididos em três grupos baseados na idade, sendo eles: animais de dois a quatro anos (GI), de mais de quatro a oito anos (GII) e acima de oito anos de idade (GIII). Os sinais clínicos encontrados foram mudanças de conformação dos membros, derrame sinovial, ingurgitamento venoso periférico das articulações e decúbito prolongado. A população total avaliada apresentou manifestação clínica e escore radiográfico de grau moderado. Os touros mais velhos apresentaram maior gravidade nas lesões articulares. O GIII foi o que apresentou as lesões articulares mais severas. Identificou-se nos carpos osteofitose de discreta a difusa, cistos subcondrais, "flaps" cartilaginosos, fragmentação óssea, perda de congruência óssea, osteíte e anquilose; as lesões társicas obedeceram ao mesmo padrão. As articulações interfalangeanas apresentaram somente osteofitose, osteíte nas falanges distais e entesiofitose. O exame radiográfico digital permitiu a identificação completa das lesões articulares e suas correspondências clínicas, além da correlação positiva entre a idade, o peso corporal e o escore radiológico.(AU)
Descritores: Articulações do Carpo/diagnóstico por imagem
Articulações dos Dedos/diagnóstico por imagem
Infertilidade Masculina/veterinária
Articulações/lesões
Sobrepeso/complicações
Articulações Tarsianas/diagnóstico por imagem
Limites: Animais
Masculino
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  7 / 31 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-722175
Autor: Kunz, R.I.; Coradini, J.G.; Silva, L.I.; Bertolini, G.R.F.; Brancalhão, R.M.C.; Ribeiro, L.F.C..
Título: Effects of immobilization and remobilization on the ankle joint in Wistar rats
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;47(10):842-849, 10/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: A sprained ankle is a common musculoskeletal sports injury and it is often treated by immobilization of the joint. Despite the beneficial effects of this therapeutic measure, the high prevalence of residual symptoms affects the quality of life, and remobilization of the joint can reverse this situation. The aim of this study was to analyze the effects of immobilization and remobilization on the ankle joint of Wistar rats. Eighteen male rats had their right hindlimb immobilized for 15 days, and were divided into the following groups: G1, immobilized; G2, remobilized freely for 14 days; and G3, remobilized by swimming and jumping in water for 14 days, performed on alternate days, with progression of time and a series of exercises. The contralateral limb was the control. After the experimental period, the ankle joints were processed for microscopic analysis. Histomorphometry did not show any significant differences between the control and immobilized/remobilized groups and members, in terms of number of chondrocytes and thickness of the articular cartilage of the tibia and talus. Morphological analysis of animals from G1 showed significant degenerative lesions in the talus, such as exposure of the subchondral bone, flocculation, and cracks between the anterior and mid-regions of the articular cartilage and the synovial membrane. Remobilization by therapeutic exercise in water led to recovery in the articular cartilage and synovial membrane of the ankle joint when compared with free remobilization, and it was shown to be an effective therapeutic measure in the recovery of the ankle joint.
Descritores: Traumatismos do Tornozelo/patologia
Cartilagem Articular/patologia
Imobilização/efeitos adversos
Membrana Sinovial/patologia
-Traumatismos do Tornozelo/terapia
Peso Corporal
Cartilagem Articular/crescimento & desenvolvimento
Condrócitos/citologia
Deambulação Precoce
Ratos Wistar
Entorses e Distensões/terapia
Natação/fisiologia
Fatores de Tempo
Articulações Tarsianas/patologia
Perda de Peso
Limites: Animais
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 31 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-506221
Autor: Arrondo, Guillermo; Peratta, Marcela.
Título: Lesion tarsometatarsiana: Parte 1: Anatomia: Diagnostico: Clasificacion: Tratamiento / Tarsometatarsal lesion: Part 1: Anatomy: Diagnosis: Classification: Treatment
Fonte: Rev. Asoc. Argent. Ortop. Traumatol;73(3):302-306, sept. 2008. ilus, tab.
Idioma: es.
Descritores: Articulações Tarsianas/anatomia & histologia
Articulações Tarsianas/cirurgia
Articulações Tarsianas/lesões
Ossos do Tarso/lesões
-Fraturas Ósseas
Luxações Articulares
Lesões dos Tecidos Moles
Traumatismos do Pé/classificação
Traumatismos do Pé/diagnóstico
Traumatismos do Pé
Limites: Humanos
Responsável: AR337.1 - Biblioteca A.A.O.T.


  9 / 31 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-485965
Autor: Pereira, Cléber de Jesus; Espinosa, Eduardo Gomes; Miranda, Ivan; Pereira, Marcelo Bueno; Canto, Roberto Sérgio de Tavares.
Título: Avaliação do tratamento cirúrgico da fratura-luxação de Lisfranc / Evaluation of the surgical treatment of Lisfranc joint fracture-dislocation
Fonte: Acta ortop. bras;16(2):93-97, 2008. ilus, tab, graf.
Idioma: en; pt.
Resumo: Estudo retrospectivo de 19 casos de fratura-luxação de Lisfranc tratados cirurgicamente no período de 1995 a 2003. O tempo de acompanhamento foi de 35 meses (variando de 4 a 97 meses). O tratamento cirúrgico foi realizado no dia do trauma em 14 casos, com média de demora de 4,78 horas. Ocorreram 5 lesões expostas (36,32 por cento) e 5 pacientes foram vítimas de politraumatismo. O mecanismo de lesão mais freqüente foi o acidente motociclístico, seguido da queda de animais e de altura. Utilizou-se a avaliação funcional proposta pela AOFAS (The American Orthopaedic Foot And Ankle Society), que apresentou média de 77,53 (variou de 44 a 100). Houve relação entre a qualidade da redução obtida e o resultado do tratamento (p = 0,0449) e entre o fato do pacientes ser vítima de politraumatismo e um resultado inferior do escore AOFAS (p= 0.0143). Houve como complicação a presença de Osteoartrose em 8 casos (42,10 por cento), confirmando-a como a principal complicação radiográfica destas lesões. Sua ocorrência foi analisada comparando-se com a qualidade da redução e com os diferentes tipos de lesão (exposta,lesão ligamentar ou fratura, se lesão isolada ou politraumatismo) não encontrando relação com significância estatística (p < 0,005).

This was a retrospective study of 19 cases of Lisfranc fracture-dislocation surgically treated during the period of 1995 - 2003. The follow-up period was 35 months (range: 4 - 97 months). Surgical treatment was provided on the day of the injury in 14 cases, taking an average of 4.78 hours. There were 5 open injuries (36.32 percent) and 5 patients experienced multiple injuries. The most frequent mechanisms of injury were motorcycle accidents, followed by falls from animals, and high falls. The functional evaluation proposed by AOFAS (The American Orthopaedic Foot and Ankle Society) was employed, which reported an average of 77.53 (ranging from 44 to 100). A correlation was found between the quality of the reduction achieved and treatment outcome (p = 0.0449), and between multiple traumas and poorer AOFAS score results (p = 0.0143). Complications such as osteoarthritis occurred in 8 cases (42.10 percent), confirming this as the main radiographic complication of these injuries. Its incidence was analyzed comparing the quality of the reduction to the different types of injury (open or closed, ligament injury or fracture, isolated injury or multiple injuries) not reporting any statistically significant correlation (p<0.005).
Descritores: Articulações Tarsianas/cirurgia
Articulações Tarsianas/lesões
Articulações Tarsianas
Fraturas Ósseas
Fraturas Ósseas/reabilitação
Luxações Articulares
Ossos do Metatarso
-Avaliação de Resultados em Cuidados de Saúde
Estudos Retrospectivos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR734.1 - Biblioteca Central Cesar Lattes - BCCL


  10 / 31 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-482453
Autor: Fernandes, Túlio Diniz; Santos, Alexandre Leme Godoy dos; Corsato, Marcos de Andrade; Sakaki, Marcos Hideyo; Ortiz, Rafael Trevisan; Prado, Marcelo Pires.
Título: Estabilização da artrodese da articulação tarsometatársica: estudo biomecânico / Stabilization of tarsometatarsal joint arthrodesis: a biomechanical study
Fonte: Acta ortop. bras;16(1):45-48, 2008. ilus, graf, tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: INTRODUÇAO: As artrodeses tarsometatársicas sao opçao terapeutica efetiva no tratamento das osteoartroses sintomaticas da articulacao de Lisfranc. Os métodos de estabilizaçao disponíveis sao: Fios de Kirschner, Parafusos Corticais, Placas e parafusos e Agrafe. A estabilidade oferecida e a técnica cirúrgica utilizada para cada material é discutida na literatura. OBJETIVO: Comparar a força de compressão e a estabilidade biomecânica da fixação da articulação tarsometatársica com Parafusos Corticais e com Agrafe. CASUISTICA E MÉTODO: Selecionados 10 cadáveres frescos, do genero masculino, idade variando de 35 a 49 anos, foram submetidas a dissecçao do cúboide e do 4º metatarso bilateralmente, decorticadas as superfícies articulares e realizada fixação com parafuso cortical - Cortical Screw 3.5mm Impol, e Agrafe - Uni-clip® Staple 2.0 NewDeal. RESULTADOS: Os 20 ensaios biomecânicos foram completados. A analise estatística dos métodos agrafe vs parafuso cortical, em relação a energia acumulada até atingir o pico de força do ensaio p= 0.047, e a energia acumulada até o final do ensaio p= 0.047 apresentaram diferença significativa. CONCLUSÃO: Os picos de carga suportados pelas estabilizaçoes com agrafe e com parafuso cortical decrescem, significativamente, com a idade. Observa-se valores de força superiores para o agrafe em ossos osteoporóticos. A energia acumulada na area de trabalho dos graficos nos ensaios com o agrafe, mostram-se estatisticamente superiores aos valores para os Parafusos Corticais.

INTRODUCTION: Tarsometatarsal arthrodeses are an effective therapeutic alternative for treating symptomatic osteoarthroses of the Lisfranc joint. Stabilization methods available include: Kirschner's wires, cortical screws, plates and screws and staples. The stability provided and the surgical technique employed with each material is discussed in literature. PURPOSE: To compare compression forces and biomechanical stability of tarsometatarsal joint fixation with cortical screws and staples. CASE SERIES AND METHOD: Ten fresh male cadavers with ages ranging from 35 to 49 years were selected and submitted to bilateral dissection of the cuboidal and 4th metatarsal bones, with joint surfaces decortification and fixation with cortical screw - Cortical Screw 3.5mm Impol, and Uni-clip® Staple 2.0 NewDeal. RESULTS: All the 20 biomechanical assays were completed. The statistical analysis of the methods using staples vs. cortical screw concerning accrued energy until reaching the assay's peak force p= 0.047, and the accrued energy until the completion of the assay p= 0.047 showed a significant difference. CONCLUSION: Load peaks supported by staples and cortical screws are significantly reduced with age. Superior force values are found for staples in osteoporotic bones. The accrued energy on graphs' work areas in assays with staples is shown to be statistically superior to cortical screws' values.
Descritores: Artrodese/métodos
Articulações do Pé
Fixadores Internos
Articulações Tarsianas
-Fenômenos Biomecânicos/métodos
Parafusos Ósseos
Osteoporose
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Responsável: BR734.1 - Biblioteca Central Cesar Lattes - BCCL



página 1 de 4 ir para página            
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde