Base de dados : LILACS
Pesquisa : A07.541.207 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 49 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 5 ir para página              

  1 / 49 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1023253
Autor: Isper, Karen Favaretto Sposito; Arakaki, Rodrigo Norio; Rosseto, Fabio; Ebaid, Henrique Issa Artoni.
Título: Relato de endomiocardiofibrose de ventrículo direito em paciente nonagenária / Case history of right ventricular endomyocardial fibrosis in a nonagenarian patient
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;29(3 Supl):324-37, jul.-set. 2019. ilus.
Idioma: en; pt.
Resumo: A endomiocardiofibrose é uma cardiopatia restritiva, pouco comum, com descrição recente. Foi descrita pela primeira vez em 1938, por Williams e estudada do ponto de vista anatomopatológico pelo patologista Davies, na África do Sul, recebendo o epônimo Doença de Davies em 1948. Considerando a história natural dessa doença, há maior incidência de diagnósticos nas terceiras e quartas décadas da vida, com média de 32 anos. Queremos chamar a atenção da comunidade científica, relatando o caso de uma senhora com diagnóstico inicial de endomiocardiofibrose aos 90 anos e indagar sobre a incidência e o subdiagnóstico dessa doença, bem como sua evolução

Endomyocardial fibrosis is a rare, recently-described, restrictive cardiopathy. It was first described in 1938 by Williams and studied from an anatomopathological perspective by pathologist Davies in South Africa, receiving the eponym Davies Disease in 1948. In terms of the natural history of this disease, there is a higher incidence of diagnoses in the third and fourth decades of life, at a mean age of 32 years. We want to raise the awareness of the scientific community by reporting the case of a woman who was first diagnosed with endomyocardial fibrosis at 90 years of age and pose questions about the incidence and subdiagnosis of this disease, as well as about its evolution
Descritores: Idoso de 80 Anos ou mais
Fibrose Endomiocárdica/história
Insuficiência Cardíaca
-Ecocardiografia/métodos
Espectroscopia de Ressonância Magnética/métodos
Fatores Sexuais
Extremidade Inferior
Endocárdio
Átrios do Coração
Cardiopatias
Ventrículos do Coração
Limites: Humanos
Feminino
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  2 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-957441
Autor: Azevedo, Paulo Hernane Rabelo; Xavier, Marcelo Antônio Pascoal; Silva, Glenda Nicioli da; Costa, Priscilla Almeida da; Carneiro, Cláudia Martins; Brasileiro Filho, Geraldo.
Título: Anti-serum validation for use in immunohistochemistry for Trypanosoma cruzi detection
Fonte: Rev. Soc. Bras. Med. Trop;51(4):467-474, July-Aug. 2018. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract INTRODUCTION: The detection of Trypanosoma cruzi in tissue samples is important in many situations, such as testing of the reactivation of the infection. The detection of T. cruzi nests in endomyocardial biopsies (EMB) may be useful to evaluate graft rejection. Given their scarcity, such nests are not routinely identified. To increase the diagnosis sensitivity, immunohistochemistry (IHC) may serve as a promising strategy. Here, we validate an antiserum for the detection of T. cruzi infection by IHC. METHODS: We used 1) positive controls (PCs) - 13 EMB, 12 skin biopsies, and 1 heart with T. cruzi nests as sections stained with hematoxylin and eosin (HE); 2) negative controls - a) 10 explant hearts and 10 EMB with no amastigote nests or clinical/laboratory signs of chagasic infection; and b) eight samples with leishmaniasis, toxoplasmosis, or histoplasmosis; and 3) Cases - 31 EMB of chagasic patients with no parasite nests in HE sections but detected positive for T. cruzi DNA by polymerase chain reaction. As a primary antibody, a hyperimmune serum from T. cruzi-infected rabbits was used. RESULTS: IHC results were positive for 21 of 26 PCs (80.8%) and one case of cutaneous leishmaniasis. In 4 of 31 cases, IHC revealed nests (12.9%), which were undetected by conventional histological examination. CONCLUSIONS: This study shows that IHC with the tested antiserum increases the sensitivity of the diagnosis and may be recommended for routine use in EMB analyses of cardiac transplant patients with Chagas disease.
Descritores: Trypanosoma cruzi/imunologia
Anticorpos Antiprotozoários/sangue
DNA de Protozoário/análise
Doença de Chagas/diagnóstico
Endocárdio/parasitologia
Anticorpos Monoclonais/sangue
-Biópsia
Imuno-Histoquímica
Estudos de Casos e Controles
Reação em Cadeia da Polimerase
Sensibilidade e Especificidade
Formação de Anticorpos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo de Validação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1128825
Autor: Yovanovich S, Jorge.
Título: Sindrome de inmunodeficiencia adquirida: compromiso del corazón y de los vasos / AIDS: cardiovascular involvement
Fonte: Rev. Méd. Clín. Condes;26(2):234-240, mar. 2015.
Idioma: es.
Resumo: Las complicaciones cardiovasculares del SIDA, son a menudo asintomáticas, aunque en ocasiones pueden constituir la causa directa de muerte. Puede comprometerse el pericardio, miocardio, endocardio y los vasos, ya sea como manifestación de la enfermedad de base o como resultado de la terapia antirretroviral y su efecto sobre los factores de riesgo, en el contexto de una patología que es actualmente de evolución crónica y con mejores expectativas de sobrevida gracias a las nuevas drogas empleadas para su control y tratamiento. El objetivo de este artículo es presentar una revisión de los aspectos más relevantes del SIDA que comprometen al corazón y los vasos.

The cardiovascular complications of AIDS, are often asymptomatic, although some may be direct cause of death. Pericardium, myocardium, endocardium, and vessels may be involved as a result of illness or the adverse effects of antiretroviral therapy on risk factors, Today has become a chronic condition with improved life expectancy thanks to the development of new drugs for its treatment and control The aim of this article is to present a review of the most relevant aspects of AIDS involving the heart and vessels.
Descritores: Doenças Cardiovasculares/epidemiologia
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/epidemiologia
-Pericárdio
Sarcoma de Kaposi/etiologia
Sarcoma de Kaposi/epidemiologia
Cardiomiopatia Dilatada/etiologia
Cardiomiopatia Dilatada/epidemiologia
Doenças Cardiovasculares/etiologia
Fatores de Risco
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/complicações
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/tratamento farmacológico
Terapia Antirretroviral de Alta Atividade/efeitos adversos
Endocárdio
Linfoma/etiologia
Linfoma/epidemiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  4 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mady, Charles
Texto completo
Id: biblio-887973
Autor: Sayegh, Ana Luiza C; Santos, Marcelo R dos; Oliveira, Patricia de; Fernandes, Fábio; Rondon, Eduardo; Souza, Francis R de; Salemi, Vera M C; Alves, Maria Janieire de N N; Mady, Charles.
Título: Characterization of Cardiopulmonary Exercise Testing Variables in Patients with Endomyocardial Fibrosis after Endocardial Resection / Caracterização das Variáveis do Teste de Esforço Cardiopulmonar em Pacientes com Endomiocardiofibrose após Cirurgia de Ressecção Endocárdica
Fonte: Arq. bras. cardiol;109(6):533-540, Dec. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: Endomyocardial fibrosis (EMF) is a rare disease, characterized by diastolic dysfunction which leads to reduced peak oxygen consumption (VO2). Cardiopulmonary exercise testing (CPET) has been proved to be a fundamental tool to identify central and peripheral alterations. However, most studies prioritize peak VO2 as the main variable, leaving aside other important CPET variables that can specify the severity of the disease and guide the clinical treatment. Objective: The aim of this study was to evaluate central and peripheral limitations in symptomatic patients with EMF by different CPET variables. Methods: Twenty-six EMF patients (functional class III, NYHA) were compared with 15 healthy subjects (HS). Functional capacity was evaluated using CPET and diastolic and systolic functions were evaluated by echocardiography. Results: Age and gender were similar between EMF patients and HS. Left ventricular ejection fraction was normal in EMF patients, but decreased compared to HS. Peak heart rate, peak workload, peak VO2, peak oxygen (O2) pulse and peak pulmonary ventilation (VE) were decreased in EMF compared to HS. Also, EMF patients showed increased Δ heart rate /Δ oxygen uptake and Δ oxygen uptake /Δ work rate compared to HS. Conclusion: Determination of the aerobic capacity by noninvasive respiratory gas exchange during incremental exercise provides additional information about the exercise tolerance in patients with EMF. The analysis of different CPET variables is necessary to help us understand more about the central and peripheral alterations cause by both diastolic dysfunction and restrictive pattern.

Resumo Fundamento: A endomiocardiofibrose (EMF) é uma doença rara, caracterizada por disfunção diastólica que leva à redução consumo de oxigênio (VO2) pico. O teste de esforço cardiopulmonar (TECP) tem se mostrado uma ferramenta fundamental na identificação de alterações centrais e periféricas. No entanto, a maioria dos estudos prioriza o VO2 pico como a variável principal, em detrimento de outras importantes variáveis do TECP que poderiam identificar a gravidade da doença e direcionar o tratamento clínico. Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar limitações centrais e periféricas em pacientes com EMF sintomáticos por meio de variáveis do TECP. Métodos: Vinte e seis pacientes com EMF (classe funcional III, NYHA) foram comparados com 15 indivíduos controle saudáveis (CS). A capacidade funcional foi avaliada por TECP e funções sistólicas e diastólicas por ecocardiografia. Resultados: A idade e o gênero foram similares entre pacientes com EMF e CS. A fração de ejeção do ventrículo esquerdo foi normal em pacientes com EMF, porém diminuída em comparação aos CS. Os picos de frequência cardíaca, carga de trabalho, VO2, pulso de oxigênio (O2) e da ventilação pulmonar (VE) estavam diminuídos em pacientes com EMF em comparação aos CS. Ainda, os pacientes com EMF apresentaram Δ frequência cardíaca /Δ consumo de oxigênio e Δ consumo de oxigênio /Δ taxa de trabalho aumentados em comparação aos CS. Conclusão: A determinação da capacidade aeróbica por troca respiratória não invasiva durante exercício progressivo fornece informações sobre a tolerância ao exercício em pacientes com EMF. É necessária uma análise das diferentes variáveis do TECP para nos ajudar a compreender mais acerca das alterações centrais e periféricas causadas tanto pela disfunção diastólica como pelo padrão restritivo.
Descritores: Testes de Função Respiratória
Endocárdio/cirurgia
Fibrose Endomiocárdica/etiologia
Teste de Esforço
Insuficiência Cardíaca/cirurgia
Procedimentos Cirúrgicos Cardíacos/efeitos adversos
-Consumo de Oxigênio
Ecocardiografia
Estudos de Casos e Controles
Tolerância ao Exercício
Fibrose Endomiocárdica/fisiopatologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-796204
Autor: Silva, Bruno Caldin da; Sanjuan, Adriano; Costa-Hong, Valéria; Reis, Luciene dos; Graciolli, Fabiana; Consolim-Colombo, Fernanda; Bortolotto, Luiz Aparecido; Moyses, Rosa Maria Affonso; Elias, Rosilene Motta.
Título: Factors associated with subendocardial ischemia risk in patients on hemodialysis / Fatores associados ao risco de isquemia subendocárdica em pacientes em hemodiálise
Fonte: J. bras. nefrol;38(3):320-326, July-Sept. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Bone metabolism disorder (BMD) and vascular dysfunction contribute to excess cardiovascular mortality observed in hemodialysis patients. Vascular dysfunction, a new marker of atherosclerosis, can play a role in this risk. Even though associated with higher mortality in the general population, such vascular evaluation in patients on hemodialysis has not been extensively studied. Methods: In this cross-sectional study, hemodialysis patients were submitted to flow-mediated dilation, subendocardial viability ratio (SEVR) and ejection duration index assessment, in order to estimate the impact of BMD markers on vascular dysfunction. Results: A matched cohort of patients with (n = 16) and without (n = 11) severe secondary hyperparathyroidism (SHPT) was studied. Additionally, time spent under severe SHPT was also evaluated. Patients with severe SHPT had lower SEVR and higher ejection duration index, indicating higher cardiovascular risk. Lower SEVR was also associated to diastolic blood pressure (r = 0.435, p = 0.049), serum 25-Vitamin-D levels (r = 0.479, p = 0.028) and to more time spent under severe secondary hyperparathyroidism (SHPT), defined as time from PTH > 500pg/ml until parathyroidectomy surgery or end of the study (r = -0.642, p = 0.027). In stepwise multiple regression analysis between SEVR and independent variables, lower SEVR was independently associated to lower serum 25-Vitamin-D levels (p = 0.005), female sex (p = 0.012) and more time spent under severe SHPT (p = 0.001) in a model adjusted for age, serum cholesterol, and blood pressure (adjusted r² = 0.545, p = 0.001). Conclusion: Subendocardial perfusion was lower in patients with BMD, reflecting higher cardiovascular risk in this population. Whether early parathyroidectomy in the course of kidney disease could modify such results still deserves further investigation.

Resumo Introdução: Distúrbios do metabolismo ósseo (DMO) e alterações da função vascular contribuem para a elevada mortalidade de pacientes em hemodiálise. A disfunção vascular, um novo marcador de aterosclerose, pode contribuir para este risco. Apesar de associada a aumento de mortalidade na população geral, a avaliação de tal disfunção ainda não foi realizada de modo amplo em pacientes em hemodiálise. Métodos: Neste estudo transversal, pacientes em hemodiálise foram submetidos à avaliação da vasodilatação mediada por fluxo, razão de viabilidade subendocárdica (RVSE) e índice de duração de ejeção, como estimativas de avaliação dos marcadores de DMO sobre disfunção vascular. Resultados: Uma coorte pareada com (n = 16) e sem (n = 11) hiperparatireoidismo secundário (HPTS) grave foi estudada. Adicionalmente, o tempo transcorrido do diagnóstico de HPTS grave também foi avaliado. Pacientes com HPTS grave apresentaram menores valores de RVSE e maiores valores de índice de duração de ejeção, apontando maior risco cardiovascular. Baixa RVSE também foi associada à pressão arterial diastólica (r = 0,435, p = 0,049), níveis séricos de 25-Vitamina D (r = 0,479, p = 0,028) e maior tempo transcorrido desde diagnóstico de HPTS grave, definido como tempo em que o paciente permaneceu com valores de paratormônio superiores a 500 pg/ml até realização de cirurgia de paratireoidectomia ou término do estudo (r = -0,642, p = 0,027). Em regressão logística stepwise entre RVSE e variáveis independentes, menor RVSE foi independentemente associado a menores valores de 25-Vitamina D (p = 0,005), sexo feminino (p = 0,012) e maior tempo transcorrido desde diagnóstico de HPTS grave (p = 0,001) em um modelo ajustado para idade, colesterol sérico e pressão arterial (r2 ajustado = 0,545, p = 0,001). Conclusão: A perfusão subendocárdica foi menor em pacientes com DMO, refletindo o maior risco cardiovascular nesta população. Investigações adicionais são necessárias para definir se a paratireoidectomia precoce no curso da doença renal crônica poderia interferir neste risco.
Descritores: Diálise Renal
Isquemia Miocárdica/epidemiologia
Endocárdio
-Doenças Ósseas Metabólicas/etiologia
Estudos Transversais
Fatores de Risco
Isquemia Miocárdica/etiologia
Falência Renal Crônica/complicações
Falência Renal Crônica/terapia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-796192
Autor: Karohl, Cristina.
Título: Risk factors associated with subendocardial ischemia in hemodialysis patients / Fatores de Risco associados com Isquemia Subendocárdica nos Pacientes em hemodiálise
Fonte: J. bras. nefrol;38(3):275-276, July-Sept. 2016.
Idioma: en.
Descritores: Isquemia Miocárdica/etiologia
Endocárdio
-Distúrbio Mineral e Ósseo na Doença Renal Crônica/complicações
Fatores de Risco
Diálise Renal
Isquemia Miocárdica/epidemiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-994737
Autor: Almeida, Débora Tabosa de; Silva, Letícia Braga Paciello da; Andrioli, Vanessa G Esmanhoto; Resende, Marcos Valério de; Vieira, Marcelo Luiz Campos.
Título: Abscesso periprotético aórtico fistulizado para o ventrículo esquerdo visualizado ao ecocardiograma transesofágico tridimensional / Fistulous periprosthetic aortic abscess to the left ventricle viewed on three-dimensional transesophageal echocardiography
Fonte: ABC., imagem cardiovasc;32(2):134-137, abr.-junh. 2019. ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Ecocardiografia Transesofagiana/métodos
Abscesso/diagnóstico por imagem
Endocardite/diagnóstico
-Valva Aórtica
Procedimentos Cirúrgicos Operatórios/métodos
Diagnóstico por Imagem/métodos
Sensibilidade e Especificidade
Diagnóstico Diferencial
Endocárdio
Inflamação
Valva Mitral
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  8 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-848933
Autor: Andrade, Paulo Yuri Santos de; Caracas, Danilo Rocha Santos; Moreira, Magna Cristina da Silva.
Título: Cisto Hidático no Ventrículo Esquerdo / Left Ventricular Hydatid Cyst
Fonte: ABC., imagem cardiovasc;30(3):f:116-l:117, jul.-set. 2017.
Idioma: pt.
Descritores: Equinococose/diagnóstico por imagem
Disfunção Ventricular Esquerda/diagnóstico
-Ecocardiografia/métodos
Endocárdio
Sorologia/métodos
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  9 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-833825
Autor: Valandro, M. A; Pascon, J. P. E; Pereira, D. T. P; Mistieri, M. L. A.
Título: Exercise training of dogs with myxomatous valve disease / Treinamento físico de cães com doença mixomatosa valvar
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;69(2):325-332, mar.-abr. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: The present study has the objective of evaluating the effects of exercise training, using moderate intensity walking (60 to 80% of maximum heart rate), from 30 to 50 minutes, three times a week, in alternate days, during eight weeks, on heart rate variability in dogs with myxomatous valve disease (MVD). For that, 20 dogs in stages B1 (1), B2 (14) and C2 (5) of MVD (ACVIM classification) were divided into untrained control group (CG, n=9) and training group (TG, n=11), and assessed at baseline (T0), after four (T1) and eight weeks (T2). Only one B1 and five B2 dogs completed the training program. In the time domain, the rMSSD was greater in TG in T1 (155,5+42,07) and T2 (199,8+83,54) than CG (T1:91,17+35,79 and T2:88,17+57,51). In the frequency domain, the variable High Frequency (HF) increased in TG in T1 (30950+25810) and T2 (40300+33870) when compared to the CG (T1:19090+23210 and T2:18810+22200) and within the group TG in T2 in relation to T0 (29340+20950). The proposed walking protocol is concluded to have increased the rMSSD and HF variables in TG, representing an increase of the parasympathetic tonus, justifying the indication of this therapy in B1 and B2 stages of MVD.(AU)

O presente estudo objetivou avaliar o efeito do treinamento físico, utilizando-se a caminhada de moderada intensidade (60 a 80% da frequência cardíaca máxima), por 30 a 50 minutos, três vezes por semana, em dias alternados, durante oito semanas, sobre a variabilidade da frequência cardíaca em cães com degeneração mixomatosa valvar (DMV). Para tanto, 20 cães nos estágios B1 (1), B2 (14) e C2 (5) da DMV (classificação ACVIM) foram divididos em grupo controle não treinado (GC, n=9) e grupo treinamento (GT, n=11) e avaliados no início do estudo (T0), após quatro (T1) e oito semanas (T2). Apenas um cão B1 e cinco B2 completaram o programa de treinamento. No domínio do tempo, a variável rMSSD foi maior no GT em T1 (155,5+42,07) e T2 (199,8+83,54) que o GC (T1:91,17+35,79 e T2:88,17+57,51). No domínio da frequência, a variável High Frequency (HF) aumentou no GT em T1 (30950+25810) e T2 (40300+33870) comparada à do GC (T1:19090+23210 e T2:18810+22200), e dentro do GT no T2 em relação ao T0 (29340+20950). Dessa forma, conclui-se que o protocolo de treinamento proposto aumentou as variáveis rMSSD e HF no GT, representando aumento do tônus parassimpático, o que fundamenta a indicação dessa terapia nos estágios B1 e B2 da DMV.(AU)
Descritores: Endocárdio/fisiopatologia
Frequência Cardíaca
Doenças das Valvas Cardíacas/terapia
Doenças das Valvas Cardíacas/veterinária
Condicionamento Físico Animal
-Fibrose/veterinária
Cardiopatias/veterinária
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  10 / 49 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-696894
Autor: Cabrera Ortega, Michel; Gonzales Morejón, Adel Eladio; Serrano Ricardo, Giselle.
Título: Sincronia e função ventricular esquerda em pacientes pediátricos portadores de marca-passo definitivo / Left ventricular synchrony and function in pediatric patients with definitive pacemakers
Fonte: Arq. bras. cardiol;101(5):410-417, nov. 2013. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: FUNDAMENTO: A estimulação crônica do ventrículo direito (EVD) induz um padrão de contração dessincronizado, produzindo assincronia interventricular e intraventricular. Muitos estudos têm mostrado a relação entre EVD e a forma e função ventricular esquerda (VE) comprometida. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi avaliar a sincronia e a função do VE em pacientes pediátricos que receberam EVD em comparação com aqueles que receberam estimulação do VE (EVE). MÉTODOS: As funções sistólica e diastólica e a sincronia do VE foram avaliadas em 80 pacientes pediátricos com bloqueio atrioventricular total não cirúrgico ou pós-cirúrgico, com estimulação a partir do endocárdio do ventrículo direito (VD) (n = 40) ou do epicárdio do VE (n = 40). Foram analisados dados ecocardiográficos obtidos antes da implantação do marca-passo, imediatamente após a implantação, e no final de um acompanhamento médio de 6,8 anos. RESULTADOS: A função diastólica do VE não se alterou em nenhum dos pacientes durante o acompanhamento. A função sistólica ventricular esquerda foi preservada nos pacientes que receberam EVE. No entanto, a fração de encurtamento e a fração de ejeção diminuíram de medianas de 41% ± 2,6% e 70% ± 6,9% antes da implantação para 32% ± 4,2% e 64% ± 2,5% (p < 0,0001 e p < 0,0001), respectivamente, no acompanhamento final. O atraso mecânico interventricular foi significativamente maior com a EVD (66 ± 13 ms) do que com a EVE (20 ± 8 ms). Da mesma forma, nos dois grupos houve uma diferença significativa entre os seguintes parâmetros: atraso mecânico do VE (EVD: 69 ± 6 ms, EVE: 30 ± 11 ms, p < 0,0001); atraso septo-lateral (RVP: 75 ± 19 ms, LVP: 42 ± 10 ms, p < 0,0001) e atraso septo-posterior (EVD: 127 ± 33 ms, EVE: 58 ± 17 ms, p < 0,0001). CONCLUSÃO: Quando comparado ao endocárdio do VD, o epicárdio do VE é um local ideal para a estimulação para preservar a sincronia e a função cardíaca.

BACKGROUND: Chronic right ventricular pacing (RVP) induces a dyssynchronous contraction pattern,producing interventricular and intraventricular asynchrony. Many studies have shown the relationship of RVP with impaired left ventricular (LV) form and function. OBJECTIVE: The aim of this study was to evaluate LV synchrony and function in pediatric patients receiving RVP in comparison with those receiving LV pacing (LVP). METHODS:LV systolic and diastolic function and synchrony were evaluated in 80 pediatric patients with either nonsurgical or postsurgical complete atrioventricular block, with pacing from either the RV endocardium (n = 40) or the LV epicardium (n = 40). Echocardiographic data obtained before pacemaker implantation, immediately after it, and at the end of a mean follow-up of 6.8 years were analyzed. RESULTS: LV diastolic function did not change in any patient during follow-up. LV systolic function was preserved in patients with LVP. However, in children with RVP the shortening fraction and ejection fraction decreased from medians of 41% ± 2.6% and 70% ± 6.9% before implantation to 32% ± 4.2% and 64% ± 2.5% (p < 0.0001 and p < 0.0001), respectively, at final follow-up. Interventricular mechanical delay was significantly larger with RVP (66 ± 13 ms) than with LVP (20 ± 8 ms). Similarly, the following parameters were significantly different in the two groups: LV mechanical delay (RVP: 69 ± 6 ms, LVP: 30 ± 11 ms, p < 0.0001); septal to lateral wall motion delay (RVP: 75 ± 19 ms, LVP: 42 ± 10 ms, p < 0.0001); and, septal to posterior wall motion delay (RVP: 127 ± 33 ms, LVP: 58 ± 17 ms, p < 0.0001). CONCLUSION: Compared with RV endocardium, LV epicardium is an optimal site for pacing to preserve cardiac synchrony and function.
Descritores: Terapia de Ressincronização Cardíaca/métodos
Sincronização de Fases em Eletroencefalografia/fisiologia
Disfunção Ventricular Esquerda/fisiopatologia
Função Ventricular Esquerda/fisiologia
-Bloqueio Atrioventricular/terapia
Biópsia/métodos
Endocárdio/patologia
Modelos Logísticos
Marca-Passo Artificial
Estudos Prospectivos
Pericárdio/patologia
Resultado do Tratamento
Disfunção Ventricular Esquerda/terapia
Limites: Adolescente
Criança
Feminino
Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 5 ir para página              
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde