Base de dados : LILACS
Pesquisa : A07.541.510.110 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 454 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 46 ir para página                         

  1 / 454 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-871131
Autor: Chile. Ministerio de Salud. Subsecretaría de Salud Pública. División de Prevención y Control de Enfermedades. Secretaría Técnica AUGE.
Título: Guía clínica AUGE: tratamiento quirúrgico de lesiones crónicas de la válvula aórtica, mitral y tricúspide en personas de 15 años y más / Clinical guide AUGE: surgical treatment of chronic lesions of the aortic valve, mitral and tricuspid in people 15 years or more.
Fonte: Santiago de Chile; Chile. Ministerio de Salud; 2013. 118 p. tab. (Guías Clínicas MINSAL 2013).
Idioma: es.
Descritores: Valva Aórtica/cirurgia
Valva Aórtica/lesões
Valva Mitral/cirurgia
Valva Mitral/lesões
Valva Tricúspide/cirurgia
Valva Tricúspide/lesões
-Chile
Traumatismos Cardíacos
Medicina Baseada em Evidências
Limites: Humanos
Adolescente
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Guia de Prática Clínica
Responsável: CL27.1 - Biblioteca de Salud Dr. Bogoslav Juricic Turina


  2 / 454 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1171768
Autor: Manias Valeria; Nagel Alicia; Mollerach Analía; Mendosa María A; Freyre Hugo; Gómez Abel; Ferrara Elisa; Vay Carlos; de Los A Méndez Emilce.
Título: Endocarditis por Brucella canis: primer caso documentado en un paciente adulto en Argentina / [Brucella canis endocarditis: first documented case in Argentina].
Fonte: Rev. argent. microbiol;45(1):50-3, mar. 2013.
Idioma: es.
Resumo: We herein present the case of an adult male patient who consulted for lower extremity edema, a 2- month history of fever and oppressive chest pain radiating to the left arm. He referred neither contact with breeding animals nor consumption of unpasteurized dairy products. A diagnosis of endocarditis was confirmed by cardiac studies. Since the empirical treatment with cephalotin, ampicillin and gentamicin failed, the patient underwent aortic valve replacement. A total of four blood cultures were positive with a gram-negative rod. Bacterial identification was performed using the API 20 NE technique (bioMÞrieux), the Phoenix automated method (BD) and conventional biochemical tests which were unable to classify the isolate as to genus and species. The strain was sent to the INEI-ANLIS "Dr. Carlos G. Malbrán" where it was identified as Brucella canis. The antimicrobial treatment was switched to doxycycline, rifampicin and trimethoprim-sulfamethoxazole with good evolution of the patient. The clinical significance of this case report lies in the possible failure of the empiric antibiotic therapy administered for endocarditis, since B. canis did not respond to the conventional antimicrobial treatment for this pathology.
Descritores: Brucella canis/isolamento & purificação
Brucelose/microbiologia
Endocardite Bacteriana/microbiologia
-Adulto
Argentina/epidemiologia
Bacteriemia/microbiologia
Brucella canis/efeitos dos fármacos
Brucelose/cirurgia
Brucelose/epidemiologia
Brucelose/tratamento farmacológico
Combinação Trimetoprima e Sulfametoxazol/uso terapêutico
Dor no Peito/etiologia
Doxiciclina/uso terapêutico
Edema/etiologia
Endocardite Bacteriana/cirurgia
Endocardite Bacteriana/epidemiologia
Endocardite Bacteriana/tratamento farmacológico
Farmacorresistência Bacteriana Múltipla
Febre/etiologia
Humanos
Implante de Prótese de Valva Cardíaca
Masculino
Rifampina/uso terapêutico
Terapia Combinada
Técnicas de Tipagem Bacteriana
Valva Aórtica/cirurgia
Valva Aórtica/microbiologia
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Resumo em Inglês
Artigo de Revista
Responsável: AR5.1 - Centro de Gestión del Conocimiento y las Comunicaciónes


  3 / 454 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mesquita, Evandro Tinoco
Texto completo
Id: lil-787321
Autor: Souza, André Luiz Silveira; Salgado, Constantino González; Mourilhe-Rocha, Ricardo; Mesquita, Evandro Tinoco; Lima, Luciana Cristina Lima Correia; Mattos, Nelson Durval Ferreira Gomes de; Rabischoffsky, Arnaldo; Fagundes, Francisco Eduardo Sampaio; Colafranceschi, Alexandre Siciliano; Carvalho, Luiz Antonio Ferreira.
Título: Transcatheter Aortic Valve Implantation and Morbidity and Mortality-Related Factors: a 5-Year Experience in Brazil / Implante de Válvula Aórtica por Cateter e Seus Fatores de Morbimortalidade em Experiência de 5 Anos no Brasil
Fonte: Arq. bras. cardiol;106(6):519-527tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: Transcatheter aortic valve implantation has become an option for high-surgical-risk patients with aortic valve disease. Objective: To evaluate the in-hospital and one-year follow-up outcomes of transcatheter aortic valve implantation. Methods: Prospective cohort study of transcatheter aortic valve implantation cases from July 2009 to February 2015. Analysis of clinical and procedural variables, correlating them with in-hospital and one-year mortality. Results: A total of 136 patients with a mean age of 83 years (80-87) underwent heart valve implantation; of these, 49% were women, 131 (96.3%) had aortic stenosis, one (0.7%) had aortic regurgitation and four (2.9%) had prosthetic valve dysfunction. NYHA functional class was III or IV in 129 cases (94.8%). The baseline orifice area was 0.67 ± 0.17 cm2 and the mean left ventricular-aortic pressure gradient was 47.3±18.2 mmHg, with an STS score of 9.3% (4.8%-22.3%). The prostheses implanted were self-expanding in 97% of cases. Perioperative mortality was 1.5%; 30-day mortality, 5.9%; in-hospital mortality, 8.1%; and one-year mortality, 15.5%. Blood transfusion (relative risk of 54; p = 0.0003) and pulmonary arterial hypertension (relative risk of 5.3; p = 0.036) were predictive of in-hospital mortality. Peak C-reactive protein (relative risk of 1.8; p = 0.013) and blood transfusion (relative risk of 8.3; p = 0.0009) were predictive of 1-year mortality. At 30 days, 97% of patients were in NYHA functional class I/II; at one year, this figure reached 96%. Conclusion: Transcatheter aortic valve implantation was performed with a high success rate and low mortality. Blood transfusion was associated with higher in-hospital and one-year mortality. Peak C-reactive protein was associated with one-year mortality.

Resumo Fundamento: O implante de válvula aórtica por cateter tornou-se uma opção para pacientes com doença valvar aórtica de elevado risco cirúrgico. Objetivo: Avaliar os resultados dos seguimentos intra-hospitalar e de até 1 ano do implante de válvula aórtica por cateter. Métodos: Estudo de coorte prospectiva de casos de implante de válvula aórtica por cateter entre julho de 2009 e fevereiro de 2015. Análise de variáveis clínicas e do procedimento, correlacionando com mortalidade intra-hospitalar e de 1 ano. Resultados: Foram submetidos ao implante 136 pacientes, com média de idade de 83 (80-87) anos, sendo 49% mulheres, 131 (96,3%) deles com estenose aórtica, um (0,7%) com insuficiência aórtica e quatro (2,9%) com disfunção de prótese. A classe funcional da NYHA foi III ou IV em 129 (94,8%) casos. A área valvar inicial foi 0,67 ± 0,17 cm2 e o gradiente ventrículo esquerdo-aorta médio de 47,3 ± 18,2 mmHg, com STS de 9,3% (4,8%-22,3%). As próteses implantadas eram autoexpansíveis em 97% dos casos. A mortalidade peroperatória em 1,5% dos casos; em 30 dias em 5,9%; intra-hospitalar em 8,1%; e após 1 ano em 15,5% dos casos. A hemotransfusão (risco relativo de 54; p = 0,0003) e a hipertensão arterial pulmonar (risco relativo de 5,3; p = 0,036) foram preditoras de mortalidade hospitalar; e a proteína C-reativa pico (risco relativo de 1,8; p = 0,013) e a hemotransfusão (risco relativo de 8,3; p = 0,0009) de mortalidade em 1 ano. Aos 30 dias, 97% dos pacientes estavam em classe NYHA I/II e, em 1 ano, o número chegou a 96%. Conclusão: O implante de válvula aórtica por cateter foi realizado com alto índice de sucesso e baixa mortalidade. A hemotransfusão associou-se com maior mortalidade hospitalar e de 1 ano. Proteína C-reativa pico se associou com a mortalidade de 1 ano.
Descritores: Valva Aórtica/cirurgia
Insuficiência da Valva Aórtica/cirurgia
Estenose da Valva Aórtica/cirurgia
Mortalidade Hospitalar
Substituição da Valva Aórtica Transcateter/mortalidade
-Insuficiência da Valva Aórtica/epidemiologia
Estenose da Valva Aórtica/epidemiologia
Complicações Pós-Operatórias/mortalidade
Fatores de Tempo
Brasil/epidemiologia
Métodos Epidemiológicos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 454 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Abizaid, Alexandre Antonio Cunha
Texto completo
Id: lil-792497
Autor: Pinheiro, Carlos Passos; Rezek, Daniele; Costa, Eduardo Paiva; Carvalho, Edvagner Sergio Leite de; Moscoso, Freddy Antonio Brito; Taborga, Percy Richard Chavez; Jeronimo, Andreia Dias; Abizaid, Alexandre Antonio Cunha; Ramos, Auristela Isabel de Oliveira.
Título: Paravalvular Regurgitation: Clinical Outcomes in Surgical and Percutaneous Treatments / Regurgitação Paravalvar: Análise de Desfechos Clínicos no Tratamento Cirúrgico e Percutâneo
Fonte: Arq. bras. cardiol;107(1):55-62, July 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: Paravalvular regurgitation (paravalvular leak) is a serious and rare complication associated with valve replacement surgery. Studies have shown a 3% to 6% incidence of paravalvular regurgitation with hemodynamic repercussion. Few studies have compared surgical and percutaneous approaches for repair. Objectives: To compare the surgical and percutaneous approaches for paravalvular regurgitation repair regarding clinical outcomes during hospitalization and one year after the procedure. Methods: This is a retrospective, descriptive and observational study that included 35 patients with paravalvular leak, requiring repair, and followed up at the Dante Pazzanese Institute of Cardiology between January 2011 and December 2013. Patients were divided into groups according to the established treatment and followed up for 1 year after the procedure. Results: The group submitted to percutaneous treatment was considered to be at higher risk for complications because of the older age of patients, higher prevalence of diabetes, greater number of previous valve surgeries and lower mean creatinine clearance value. During hospitalization, both groups had a large number of complications (74.3% of cases), with no statistical difference in the analyzed outcomes. After 1 year, the percutaneous group had a greater number of re-interventions (8.7% vs 20%, p = 0.57) and a higher mortality rate (0% vs. 20%, p = 0.08). A high incidence of residual mitral leak was observed after the percutaneous procedure (8.7% vs. 50%, p = 0.08). Conclusion: Surgery is the treatment of choice for paravalvular regurgitation. The percutaneous approach can be an alternative for patients at high surgical risk.

Resumo Fundamento: Regurgitação ou escape paravalvar é uma complicação grave e incomum associada ao implante de prótese valvar. Estudos mostram incidência de 3% a 6% com repercussão hemodinâmica. Existem poucos estudos na literatura que comparam as abordagens cirúrgica e percutânea para sua correção. Objetivos: Comparar as abordagens cirúrgica e percutânea de correção da regurgitação paravalvar quanto a desfechos clínicos durante a internação e após 1 ano do procedimento. Métodos: Este é um estudo retrospectivo, descritivo e observacional, que incluiu 35 pacientes com escape paravalvar acompanhados no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia entre janeiro de 2011 e dezembro de 2013 e que necessitaram de correção. Os pacientes foram divididos de acordo com o tratamento estabelecido e acompanhados por um período 1 ano após o procedimento. Resultados: O grupo submetido ao tratamento percutâneo foi considerado como de maior risco para complicações por apresentar pacientes mais idosos, com maior prevalência de diabetes, maior quantidade de cirurgias valvares prévias e menor valor médio de clearance de creatinina. Durante a evolução intra-hospitalar, observou-se grande número de complicações nos dois grupos (74,3% dos casos), sem diferença estatística nos desfechos analisados. Após 1 ano, o grupo percutâneo teve maior número de reintervenções (8,7% vs. 20%, p = 0,57) e mortalidade maior (0% vs. 20%, p = 0,08). Uma alta incidência de escape residual mitral foi verificada após procedimento percutâneo (8,7% vs. 50%, p = 0,08). Conclusão: A cirurgia é o tratamento de escolha da regurgitação paravalvar. A abordagem percutânea pode ser uma alternativa para os pacientes com risco cirúrgico elevado.
Descritores: Insuficiência da Valva Aórtica/cirurgia
Insuficiência da Valva Aórtica/etiologia
Implante de Prótese de Valva Cardíaca/efeitos adversos
Intervenção Coronária Percutânea/métodos
Insuficiência da Valva Mitral/cirurgia
Insuficiência da Valva Mitral/etiologia
-Valva Aórtica/cirurgia
Insuficiência da Valva Aórtica/mortalidade
Complicações Pós-Operatórias/cirurgia
Complicações Pós-Operatórias/mortalidade
Reoperação
Fatores de Tempo
Bioprótese/efeitos adversos
Próteses Valvulares Cardíacas/efeitos adversos
Estudos Retrospectivos
Fatores de Risco
Resultado do Tratamento
Ecocardiografia Transesofagiana
Implante de Prótese de Valva Cardíaca/métodos
Implante de Prótese de Valva Cardíaca/mortalidade
Oclusão Terapêutica/métodos
Oclusão Terapêutica/mortalidade
Intervenção Coronária Percutânea/mortalidade
Hospitalização
Valva Mitral/cirurgia
Insuficiência da Valva Mitral/mortalidade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 454 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-838735
Autor: Favarato, Desidério; Gutierrez, Paulo Sampaio.
Título: Case 2/2017 - 56-Year-Old Male with Refractory Heart Failure, Systemic Arterial Hypertension and Aortic Valve Stenosis That Led to Heart Transplantation / Caso 2/2017 - Insuficiência Cardíaca Refratária em Homem de 56 Anos com Antecedente de Hipertensão Arterial Sistêmica e Estenose Valvar Aórtica que Levaram ao Transplante Cardíaco
Fonte: Arq. bras. cardiol;108(5):473-479, May 2017. graf.
Idioma: en.
Descritores: Valva Aórtica/patologia
Estenose da Valva Aórtica/fisiopatologia
Transplante de Coração
Insuficiência Cardíaca/cirurgia
Hipertensão/fisiopatologia
-Valva Aórtica/cirurgia
Valva Aórtica/diagnóstico por imagem
Estenose da Valva Aórtica/cirurgia
Ventrículos do Coração/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 454 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Tarasoutchi, Flávio
Texto completo
Id: biblio-887968
Autor: Sampaio, Roney Orismar; Paixão, Milena Ribeiro; Miranda, Thais Taveira; Veronese, Elinthon Tavares; Palma, José Honório de Almeida; Tarasoutchi, Flávio.
Título: Combined Mitral and Aortic Valvar Bioprosthesis Transcatheter Transapical Implant: First Description in Brazil / Implante Transcateter Combinado de Bioprótese Valvar Mitral e Aórtica por Via Transapical: Primeira Descrição no Brasil
Fonte: Arq. bras. cardiol;109(5):491-494, Nov. 2017. graf.
Idioma: en.
Descritores: Valva Aórtica/cirurgia
Bioprótese
Implante de Prótese de Valva Cardíaca/métodos
Insuficiência Cardíaca/cirurgia
Valva Mitral/cirurgia
-Valva Aórtica/diagnóstico por imagem
Brasil
Resultado do Tratamento
Substituição da Valva Aórtica Transcateter
Insuficiência Cardíaca/diagnóstico por imagem
Valva Mitral/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Masculino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 454 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Caramori, Paulo Ricardo Avancini
Texto completo
Id: biblio-887985
Autor: Monteiro, Cláudio; Ferrari, Andres Di Leoni; Caramori, Paulo Ricardo Avancini; Carvalho, Luiz Antonio Ferreira; Siqueira, Dimytri Alexandre de Alvim; Thiago, Luiz Eduardo Koenig São; Perin, Marco; Lima, Valter C. de; Guérios, Enio; Brito Junior, Fabio Sandoli De.
Título: Permanent Pacing After Transcatheter Aortic Valve Implantation: Incidence, Predictors and Evolution of Left Ventricular Function / Marca-passo Definitivo após Implante Valvar Aórtico Transcateter: Incidência, Preditores e Evolução da Função Ventricular Esquerda
Fonte: Arq. bras. cardiol;109(6):550-559, Dec. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: Transcatheter aortic valve implantation (TAVI) is a well-established procedure; however, atrioventricular block requiring permanent pacemaker implantation (PPI) is a common complication. Objectives: To determine the incidence, predictors and clinical outcomes of PPI after TAVI, focusing on how PPI affects left ventricular ejection fraction (LVEF) after TAVI. Methods: The Brazilian Multicenter TAVI Registry included 819 patients submitted to TAVI due to severe aortic stenosis from 22 centers from January/2008 to January/2015. After exclusions, the predictors of PPI were assessed in 670 patients by use of multivariate regression. Analysis of the ROC curve was used to measure the ability of the predictors; p < 0.05 was the significance level adopted. Results: Within 30 days from TAVI, 135 patients (20.1%) required PPI. Those patients were older (82.5 vs. 81.1 years; p = 0.047) and mainly of the male sex (59.3% vs 45%; p = 0.003). Hospital length of stay was longer in patients submitted to PPI (mean = 15.7 ± 25.7 vs. 11.8 ± 22.9 days; p < 0.001), but PPI affected neither all-cause death (26.7% vs. 25.6%; p = 0.80) nor cardiovascular death (14.1% vs. 14.8%; p = 0.84). By use of multivariate analysis, the previous presence of right bundle-branch block (RBBB) (OR, 6.19; 3.56-10.75; p ≤ 0.001), the use of CoreValve® prosthesis (OR, 3.16; 1.74-5.72; p ≤ 0.001) and baseline transaortic gradient > 50 mm Hg (OR, 1.86; 1.08-3.2; p = 0.025) were predictors of PPI. The estimated risk of PPI ranged from 4%, when none of those predictors was present, to 63%, in the presence of all of them. The model showed good ability to predict the need for PPI: 0.69 (95%CI: 0.64 - 0.74) in the ROC curve. The substudy of 287 echocardiograms during the 1-year follow-up showed worse LVEF course in patients submitted to PPI (p = 0.01). Conclusion: BRD prévio, gradiente aórtico médio > 50 mmHg e CoreValve® são preditores independentes de implante de MPD pós-TAVI. Ocorreu implante de MPD em aproximadamente 20% dos casos de TAVI, o que prolongou a internação hospitalar, mas não afetou a mortalidade. O implante de MPD afetou negativamente a FEVE pós-TAVI.

Resumo Fundamento: O implante valvar aórtico transcateter (TAVI) está bem estabelecido, porém, o bloqueio atrioventricular, com necessidade de marca-passo definitivo (MPD), é complicação frequente. Objetivo: Determinar a incidência, preditores e desfechos clínicos de implante de MPD após TAVI, focando em como a evolução da fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE), após o TAVI, é afetada pelo MPD. Métodos: No registro brasileiro foram incluídos 819 pacientes submetidos a TAVI por estenose aórtica severa em 22 centros entre janeiro/2008 e janeiro/2015. Após exclusões, os preditores de implante de MPD foram avaliados em 670 pacientes por regressão multivariada. Análise da curva ROC foi utilizada para medir a habilidade dos preditores; p < 0,05 foi considerado significativo. Resultados: Aos 30 dias, 135 pacientes (20,1%) necessitaram de MPD. Tais pacientes eram mais velhos (82,5 vs. 81,1 anos; p = 0,047) e predominantemente homens (59,3% vs 45%; p = 0,003). A permanência hospitalar foi maior no Grupo MPD (média= 15,7 ± 25,7 vs. 11,8 ± 22,9 dias; p < 0,001), mas o implante não afetou morte por qualquer causa (26,7% vs. 25,6%; p = 0,80) nem morte cardiovascular (14,1% vs. 14,8%; p = 0,84). Por análise multivariada, a presença prévia de bloqueio de ramo direito (BRD) (OR, 6,19; 3,56-10,75; p ≤ 0,001), o uso da prótese CoreValve® (OR, 3,16; 1,74-5,72; p ≤ 0,001) e gradiente transaórtico basal > 50 mmHg (OR, 1,86; 1,08-3,2; p= 0,025) foram preditores de implante de MPD. O risco estimado de implante de MPD foi 4%, quando nenhum dos fatores de risco estava presente, e 63% na presença de todos. O modelo mostrou boa habilidade de prever a necessidade de MPD: 0,69 (IC95%: 0,64 - 0,74) na curva ROC. Subestudo de 287 ecocardiogramas durante o seguimento de 1 ano mostrou pior evolução da FEVE no Grupo MPD (p = 0,01). Conclusão: Em crianças de 6 a 11 anos, circunferência da cintura aumentada está associada à PA elevada, mesmo quando o IMC é normal. (Arq Bras Cardiol. 2017; [online].ahead print, PP.0-0)
Descritores: Valva Aórtica/cirurgia
Marca-Passo Artificial/efeitos adversos
Bloqueio de Ramo/cirurgia
Próteses Valvulares Cardíacas/efeitos adversos
Estimulação Cardíaca Artificial/métodos
Implante de Prótese de Valva Cardíaca/efeitos adversos
Bloqueio Atrioventricular/cirurgia
-Estenose da Valva Aórtica/cirurgia
Complicações Pós-Operatórias
Brasil
Fatores de Risco
Eletrocardiografia
Bloqueio Atrioventricular/fisiopatologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 454 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888019
Autor: Ferreira, Joana Sofia Silva Moura; Moreira, Nádia; Ferreira, Rita; Mendes, Sofia; Martins, Rui; Ferreira, Maria João; Pego, Mariano.
Título: An Alternative Method to Calculate Simplified Projected Aortic Valve Area at Normal Flow Rate / Um Método Alternativo para o Cálculo da Área Valvular Aórtica Projetada Simplificada em Uma Taxa de Fluxo Normal
Fonte: Arq. bras. cardiol;110(2):132-139, Feb. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: Simplified projected aortic valve area (EOAproj) is a valuable echocardiographic parameter in the evaluation of low flow low gradient aortic stenosis (LFLG AS). Its widespread use in clinical practice is hampered by the laborious process of flow rate (Q) calculation. Objetive: This study proposes a less burdensome, alternative method of Q calculation to be incorporated in the original formula of EOAproj and measures the agreement between the new proposed method of EOAproj calculation and the original one. Methods: Retrospective observational single-institution study that included all consecutive patients with classic LFLG AS that showed a Q variation with dobutamine infusion ≥ -15-% by both calculation methods. Results: Twenty-two consecutive patients with classical LFLG AS who underwent dobutamine stress echocardiography were included. Nine patients showed a Q variation with dobutamine infusion calculated by both classical and alternative methods ≥ -15-% and were selected for further statistical analysis. Using the Bland-Altman method to assess agreement we found a systematic bias of 0,037 cm2 (95% CI 0,004 - 0,066), meaning that on average the new method overestimates the EOAproj in 0,037 cm2 compared to the original method. The 95% limits of agreement are narrow (from -0,04 cm2 to 0,12 cm2), meaning that for 95% of individuals, EOAproj calculated by the new method would be between 0,04 cm2 less to 0,12 cm2 more than the EOAproj calculated by the original equation. Conclusion: The bias and 95% limits of agreement of the new method are narrow and not clinically relevant, supporting the potential interchangeability of the two methods of EOAproj calculation. As the new method requires less additional measurements, it would be easier to implement in clinical practice, promoting an increase in the use of EOAproj.

Resumo Fundamento: A área valvular aórtica projetada simplificada (AEOproj) é um parâmetro ecocardiográfico valioso na avaliação da estenose aórtica de baixo fluxo e baixo gradiente (EA BFBG). Sua utilização na prática clínica é limitada pelo trabalhoso processo de cálculo da taxa de fluxo (Q). Objetivos: Este estudo propõe um método alternativo, menos complexo, para o cálculo da Q para ser incorporado na fórmula original da AEOproj, e mede a concordância entre o novo método proposto para o cálculo da AEOproj em comparação ao método original. Métodos: Estudo retrospectivo, observacional, unicêntrico que incluiu todos os pacientes com AE BFBG clássica com variação da Q com infusão de dobutamina ≥ -15-% por ambos os métodos. Resultados: Foram incluídos 22 pacientes consecutivos com AE BFBG clássico, que se submeteram à ecocardiografia sob estresse com dobutamina. Nove pacientes apresentaram uma variação da Q com infusão de dobutamina calculada tanto pelo método clássico como pelo método alternativo ≥ -15-%, e foram selecionados para análise estatística. Utilizando método Bland-Altman para avaliar a concordância, encontramos um viés sistemático de 0,037 cm2 (IC 95% 0,004 - 0,066), o que significa que, em média, o novo método superestima a AEOproj em 0m037 cm2 em comparação ao método original. Os limites de concordância de 95% são estreitos (de -0,04 cm2 a 0,12 cm2), o que significa que para 95% dos indivídios, a AEOproj calculada pelo novo método estaria entre 0,04 cm2 menos a 0,12 cm2 mais que a AEOproj calculada pela equação original. Conclusão: O viés e os limites de 95% de concordância do novo método são estreitos e não são clinicamente relevantes, o que corrobora a intercambialidade dos dois métodos de cálculo da AEOproj. Uma vez que o novo método requer menos medidas, seria mais fácil de ser implementado na prática clínica, promovendo um aumento na utilização da AEOproj.
Descritores: Valva Aórtica/diagnóstico por imagem
Estenose da Valva Aórtica/diagnóstico por imagem
Ecocardiografia sob Estresse/métodos
-Valva Aórtica/fisiopatologia
Índice de Gravidade de Doença
Velocidade do Fluxo Sanguíneo
Infusões Intravenosas
Ecocardiografia Doppler/métodos
Estudos Retrospectivos
Função Ventricular Esquerda
Dobutamina/administração & dosagem
Agonistas de Receptores Adrenérgicos beta 1/administração & dosagem
Hemodinâmica
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 454 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888020
Autor: Mathias Junior, Wilson.
Título: Low-Flow Low-Gradient and Low-Ejection Fraction Aortic Stenosis and Projected Aortic Valve Area Calculation: So Important but so Complicated. Let us Just Keep it Simple! / Estenose Aórtica com Baixos Gradiente, Fluxo e Fração de Ejeção e Cálculo da Área da Válvula Aórtica Projetada: Tão Importante, mas Tão Complicado. Vamos Simplesmente Mantê-la Simples!
Fonte: Arq. bras. cardiol;110(2):109-110, Feb. 2018. graf.
Idioma: en.
Descritores: Valva Aórtica
Volume Sistólico
-Estenose da Valva Aórtica/cirurgia
Índice de Gravidade de Doença
Função Ventricular Esquerda
Implante de Prótese de Valva Cardíaca
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Comentário
Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 454 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-950191
Autor: Pestana, Gonçalo; Sousa, Carla; Pinho, Teresa; Maia, Sara; Maciel, M Júlia.
Título: Challenging Evaluation of Aortic Regurgitation: More Than a Quadricuspid Valve / Avaliação Desafiadora de Regurgitação Aórtica: Mais que Uma Válvula Quadricúspide
Fonte: Arq. bras. cardiol;111(1):115-116, July 2018. graf.
Idioma: en.
Descritores: Valva Aórtica/anormalidades
Insuficiência da Valva Aórtica/diagnóstico por imagem
-Valva Aórtica/diagnóstico por imagem
Insuficiência da Valva Aórtica/cirurgia
Ecocardiografia/métodos
Implante de Prótese de Valva Cardíaca
Limites: Humanos
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 46 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde