Base de dados : LILACS
Pesquisa : A07.541.704.570 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 140 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 14 ir para página                         

  1 / 140 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1165171
Autor: Ogawa Tsuneo; de Bold Adolfo J.
Título: El corazón endocrino y el proceso inflamatorio / [The endocrine heart and inflammation].
Fonte: Medicina (B.Aires);73(6):562-6, Dec. 2013.
Idioma: es.
Resumo: The endocrine heart produces the polypeptide hormones Atrial Natriuretic Factor (ANF or ANP) and Brain Natriuretic Peptide (BNP). Through the peripheral actions of these hormones the heart contributes to the regulation of the cardiac preload and afterload. More recently, new functions for these hormones have been described including the modulation of the immune response. Plasma levels of BNP but not those of ANF, increase following an acute rejection episode of a cardiac allotransplant but return to levels pre-rejection with successful treatment. This observation constitutes the first observation leading to characterizing the interactions of BNP with the immune response. Several other pathologies with an inflammatory component are now known to be associated with an increase in the production of BNP. Such an increase is due to an increase in the transcriptional activity of the BNP gene induced by cytokines and related substances. In vitro investigations have shown that an increase in BNP directly modulates immunological activity. Inflammation and hemodynamic changes co-exist in several cardiovascular diseases and therefore it may be beneficial to measure circulating levels of both ANF and BNP as biomarkers of changes in intravascular volume and of changes in intravascular volume plus inflammation, respectively. Changes in plasma ANF, that are relatively larger than those of BNP, might be an indication of hemodynamic deterioration while important changes in circulating BNP could indicate a worsening of the inflammatory process.
Descritores: Fator Natriurético Atrial/metabolismo
Inflamação/metabolismo
Miócitos Cardíacos/metabolismo
Peptídeo Natriurético Encefálico/metabolismo
-Animais
Fator Natriurético Atrial/imunologia
Hemodinâmica/imunologia
Humanos
Miocardite/imunologia
Miocardite/metabolismo
Peptídeo Natriurético Encefálico/genética
Peptídeo Natriurético Encefálico/imunologia
Pesquisa Biomédica
Sepse/imunologia
Sepse/metabolismo
Tipo de Publ: Resumo em Inglês
Artigo de Revista
Revisão
Responsável: AR5.1 - Centro de Gestión del Conocimiento y las Comunicaciónes


  2 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-792492
Autor: Pacagnelli, Francis Lopes; Sabela, Ana Karênina Dias de Almeida; Mariano, Thaoan Bruno; Ozaki, Guilherme Akio Tamura; Castoldi, Robson Chacon; Carmo, Edna Maria do; Carvalho, Robson Francisco; Tomasi, Loreta Casquel; Okoshi, Katashi; Vanderlei, Luiz Carlos Marques.
Título: Fractal Dimension in Quantifying Experimental-Pulmonary-Hypertension-Induced Cardiac Dysfunction in Rats / Dimensão Fractal na Quantificação da Disfunção Cardíaca Induzida por Hipertensão Pulmonar Experimental em Ratos
Fonte: Arq. bras. cardiol;107(1):33-39, July 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: Right-sided heart failure has high morbidity and mortality, and may be caused by pulmonary arterial hypertension. Fractal dimension is a differentiated and innovative method used in histological evaluations that allows the characterization of irregular and complex structures and the quantification of structural tissue changes. Objective: To assess the use of fractal dimension in cardiomyocytes of rats with monocrotaline-induced pulmonary arterial hypertension, in addition to providing histological and functional analysis. Methods: Male Wistar rats were divided into 2 groups: control (C; n = 8) and monocrotaline-induced pulmonary arterial hypertension (M; n = 8). Five weeks after pulmonary arterial hypertension induction with monocrotaline, echocardiography was performed and the animals were euthanized. The heart was dissected, the ventricles weighed to assess anatomical parameters, and histological slides were prepared and stained with hematoxylin/eosin for fractal dimension analysis, performed using box-counting method. Data normality was tested (Shapiro-Wilk test), and the groups were compared with non-paired Student t test or Mann Whitney test (p < 0.05). Results: Higher fractal dimension values were observed in group M as compared to group C (1.39 ± 0.05 vs. 1.37 ± 0.04; p < 0.05). Echocardiography showed lower pulmonary artery flow velocity, pulmonary acceleration time and ejection time values in group M, suggesting function worsening in those animals. Conclusion: The changes observed confirm pulmonary-arterial-hypertension-induced cardiac dysfunction, and point to fractal dimension as an effective method to evaluate cardiac morphological changes induced by ventricular dysfunction.

Resumo Fundamento: Insuficiência cardíaca direita apresenta grande morbimortalidade e pode ser causada por hipertensão arterial pulmonar. Um método diferenciado e inovador utilizado em avaliações histológicas é a dimensão fractal, que permite a caracterização de estruturas irregulares e complexas e pode quantificar alterações estruturais dos tecidos. Objetivo: Avaliar a utilização do método da dimensão fractal nos cardiomiócitos de ratos com hipertensão arterial pulmonar induzida por monocrotalina, associada com análise histológica e funcional. Métodos: Ratos Wistar machos foram divididos em 2 grupos: controle (C; n = 8) e hipertensão arterial pulmonar induzida por monocrotalina (M; n = 8). Após 5 semanas da indução da hipertensão arterial pulmonar pela monocrotalina, foi realizado ecocardiograma. Os animais foram eutanasiados, o coração dissecado e os ventrículos pesados para avaliação dos parâmetros anatômicos. Lâminas histológicas foram confeccionadas, coradas com hematoxilina/eosina para análise da dimensão fractal, realizada pelo método box-counting . Inicialmente foi testada a normalidade dos dados (teste Shapiro Wilk) e a comparação entre os grupos foi por meio do teste t de Student não pareado ou teste de Mann Whitney (p < 0,05). Resultados: Maiores valores da dimensão fractal foram observados no grupo M em comparação ao C (1,43 ± 0,06 vs. 1,37 ± 0,04; p < 0,05). O ecocardiograma apontou menores valores no grupo M para velocidade máxima pulmonar, tempo de aceleração pulmonar e tempo de ejeção, sugerindo piora funcional nesses animais, que também apresentaram hipertrofia cardíaca. Conclusão: As alterações observadas comprovam a disfunção cardíaca induzida pela hipertensão arterial pulmonar e apontam que a dimensão fractal é um método eficaz para avaliar alterações morfológicas cardíacas induzidas pela disfunção ventricular.
Descritores: Fractais
Insuficiência Cardíaca/etiologia
Insuficiência Cardíaca/patologia
Hipertensão Pulmonar/complicações
Hipertensão Pulmonar/patologia
-Valores de Referência
Volume Sistólico/fisiologia
Ecocardiografia
Reprodutibilidade dos Testes
Monocrotalina
Ratos Wistar
Disfunção Ventricular Direita/fisiopatologia
Disfunção Ventricular Direita/patologia
Disfunção Ventricular Esquerda/fisiopatologia
Disfunção Ventricular Esquerda/patologia
Miócitos Cardíacos/patologia
Modelos Animais de Doenças
Insuficiência Cardíaca/fisiopatologia
Hipertensão Pulmonar/fisiopatologia
Limites: Animais
Masculino
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-796038
Autor: Rebouças, Juliana de Souza; Santos-Magalhães, Nereide Stela; Formiga, Fabio Rocha.
Título: Cardiac Regeneration using Growth Factors: Advances and Challenges / Regeneração Cardíaca com Fatores de Crescimento: Avanços e Desafios
Fonte: Arq. bras. cardiol;107(3):271-275, Sept. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Myocardial infarction is the most significant manifestation of ischemic heart disease and is associated with high morbidity and mortality. Novel strategies targeting at regenerating the injured myocardium have been investigated, including gene therapy, cell therapy, and the use of growth factors. Growth factor therapy has aroused interest in cardiovascular medicine because of the regeneration mechanisms induced by these biomolecules, including angiogenesis, extracellular matrix remodeling, cardiomyocyte proliferation, stem-cell recruitment, and others. Together, these mechanisms promote myocardial repair and improvement of the cardiac function. This review aims to address the strategic role of growth factor therapy in cardiac regeneration, considering its innovative and multifactorial character in myocardial repair after ischemic injury. Different issues will be discussed, with emphasis on the regeneration mechanisms as a potential therapeutic resource mediated by growth factors, and the challenges to make these proteins therapeutically viable in the field of cardiology and regenerative medicine.

Resumo O infarto do miocárdio representa a manifestação mais significativa da cardiopatia isquêmica e está associado a elevada morbimortalidade. Novas estratégias vêm sendo investigadas com o intuito de regenerar o miocárdio lesionado, incluindo a terapia gênica, a terapia celular e a utilização de fatores de crescimento. A terapia com fatores de crescimento despertou interesse em medicina cardiovascular, devido aos mecanismos de regeneração induzidos por essas biomoléculas, incluindo angiogênese, remodelamento da matriz extracelular, proliferação de cardiomiócitos e recrutamento de células-tronco, dentre outros. Em conjunto, tais mecanismos promovem a reparação do miocárdio e a melhora da função cardíaca. Esta revisão pretende abordar o papel estratégico da terapia, com fatores de crescimento, para a regeneração cardíaca, considerando seu caráter inovador e multifatorial sobre o reparo do miocárdio após dano isquêmico. Diferentes questões serão discutidas, destacando-se os mecanismos de regeneração como recurso terapêutico potencial mediado por fatores de crescimento e os desafios para tornar essas proteínas terapeuticamente viáveis no âmbito da cardiologia e da medicina regenerativa.
Descritores: Regeneração/fisiologia
Isquemia Miocárdica/fisiopatologia
Isquemia Miocárdica/terapia
Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intercelular/uso terapêutico
Medicina Regenerativa/métodos
-Neovascularização Fisiológica/fisiologia
Miócitos Cardíacos/fisiologia
Medicina Regenerativa/tendências
Coração/fisiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-838739
Autor: Souto, Ana Luiza Mansur; Souto, Rafael Mansur; Teixeira, Isabella Cristina Resende; Nacif, Marcelo Souto.
Título: Myocardial Viability on Cardiac Magnetic Resonance / Viabilidade Miocárdica pela Ressonância Magnética Cardíaca
Fonte: Arq. bras. cardiol;108(5):458-469, May 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The study of myocardial viability is of great importance in the orientation and management of patients requiring myocardial revascularization or angioplasty. The technique of delayed enhancement (DE) is accurate and has transformed the study of viability into an easy test, not only for the detection of fibrosis but also as a binary test detecting what is viable or not. On DE, fibrosis equal to or greater than 50% of the segmental area is considered as non-viable, whereas that below 50% is considered viable. During the same evaluation, cardiac magnetic resonance (CMR) may also use other techniques for functional and perfusion studies to obtain a global evaluation of ischemic heart disease. This study aims to highlight the current concepts and broadly emphasize the use of CMR as a method that over the last 20 years has become a reference in the detection of infarction and assessment of myocardial viability.

Resumo O estudo de viabilidade miocárdica é de grande importância para a orientação e manejo de pacientes que necessitam de cirurgia de revascularização miocárdica ou angioplastia. A técnica de realce tardio (RT) é precisa e transformou o estudo de viabilidade em um teste fácil, não só para a detecção de fibrose, mas também como um modelo binário para a detecção do que é ou não é viável. Uma fibrose identificada pelo RT é considerada como não viável quando igual ou maior do que 50% da área segmentar e como viável quando menor que 50%. A ressonância magnética cardíaca (RMC) também pode lançar mão de outras técnicas para estudo funcional e de perfusão para uma avaliação global da doença isquêmica do coração no mesmo exame. Este estudo tem como objetivo destacar os conceitos atuais e enfatizar amplamente o uso da RMC como um método que nos últimos 20 anos se tornou referência na detecção de infarto e avaliação de viabilidade miocárdica.
Descritores: Sobrevivência de Tecidos/fisiologia
Imagem por Ressonância Magnética/métodos
Infarto do Miocárdio/diagnóstico por imagem
-Imagem por Ressonância Magnética/normas
Imagem por Ressonância Magnética/tendências
Meios de Contraste/normas
Miócitos Cardíacos/patologia
Cardiomiopatias/fisiopatologia
Cardiomiopatias/diagnóstico por imagem
Infarto do Miocárdio/fisiopatologia
Revascularização Miocárdica
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-887998
Autor: Hu, Shunying; Zhu, Pingjun; Zhou, Hao; Zhang, Ying; Chen, Yundai.
Título: Melatonin-Induced Protective Effects on Cardiomyocytes Against Reperfusion Injury Partly Through Modulation of IP3R and SERCA2a Via Activation of ERK1 / Efeitos Protetores Induzidos pela Melatonina nos Cardiomiócitos Contra Lesões de Reperfusão Parcialmente Através da Modulação Dde IP3R e SERCA por Meio da Ativação de ERK1
Fonte: Arq. bras. cardiol;110(1):44-51, Jan. 2018. graf.
Idioma: en.
Projeto: National Natural Science Foundation of China.
Resumo: Resumo Background: Melatonin is a neuroendocrine hormone synthesized primarily by the pineal gland that is indicated to effectively prevent myocardial reperfusion injury. It is unclear whether melatonin protects cardiac function from reperfusion injury by modulating intracellular calcium homeostasis. Objective: Demonstrate that melatonin protect against myocardial reperfusion injury through modulating IP3R and SERCA2a to maintain calcium homeostasis via activation of ERK1 in cardiomyocytes. Methods: In vitro experiments were performed using H9C2 cells undergoing simulative hypoxia/reoxygenation (H/R) induction. Expression level of ERK1, IP3R and SERCA2a were assessed by Western Blots. Cardiomyocytes apoptosis was detected by TUNEL. Phalloidin-staining was used to assess alteration of actin filament organization of cardiomyocytes. Fura-2 /AM was used to measure intracellular Ca2+ concentration. Performing in vivo experiments, myocardial expression of IP3R and SERCA2a were detected by immunofluorescence staining using myocardial ischemia/ reperfusion (I/R) model in rats. Results: In vitro results showed that melatonin induces ERK1 activation in cardiomyocytes against H/R which was inhibited by PD98059 (ERK1 inhibitor). The results showed melatonin inhibit apoptosis of cardiomyocytes and improve actin filament organization in cardiomyocytes against H/R, because both could be reversed by PD98059. Melatonin was showed to reduce calcium overload, further to inhibit IP3R expression and promote SERCA2a expression via ERK1 pathway in cardiomyocytes against H/R. Melatonin induced lower IP3R and higher SERCA2a expression in myocardium that were reversed by PD98059. Conclusion: melatonin-induced cardioprotection against reperfusion injury is at least partly through modulation of IP3R and SERCA2a to maintain intracellular calcium homeostasis via activation of ERK1.

Resumo Fundamento: A melatonina é um hormônio neuroendócrino sintetizado principalmente pela glândula pineal que é indicado para prevenir efetivamente a lesão de reperfusão miocárdica. Não está claro se a melatonina protege a função cardíaca da lesão de reperfusão através da modulação da homeostase do cálcio intracelular. Objetivo: Demonstrar que a melatonina protege contra a lesão de reperfusão miocárdica através da modulação de IP3R e SERCA para manter a homeostase de cálcio por meio da ativação de ERK1 em cardiomiócitos. Métodos: Foram realizados experimentos in vitro usando células H9C2 submetidas a indução de hipoxia / reoxigenação simulada (H/R). O nível de expressão de ERK1, IP3R e SERCA foi avaliado por Western Blots. A apoptose de cardiomiócitos foi detectada por TUNEL. A coloração de faloidina foi utilizada para avaliar a alteração da organização de filamentos de actina dos cardiomiócitos. Fura-2 / AM foi utilizado para medir a concentração intracelular de Ca2+. Realizando experiências in vivo, a expressão miocárdica de IP3R e SERCA foi detectada por coloração com imunofluorescência usando modelo de isquemia miocárdica / reperfusão (I/R) em ratos. Resultados: resultados in vitro mostraram que a melatonina induz a ativação de ERK1 em cardiomiócitos contra H/R que foi inibida por PD98059 (inibidor de ERK1). Os resultados mostraram que a melatonina inibe a apoptose dos cardiomiócitos e melhora a organização do filamento de actina em cardiomiócitos contra H/R, pois ambas poderiam ser revertidas pela PD98059. A melatonina mostrou reduzir a sobrecarga de cálcio, além de inibir a expressão de IP3R e promover a expressão de SERCA através da via ERK1 em cardiomiócitos contra H/R. A melatonina induziu menor IP3R e maior expressão de SERCA no miocárdio que foram revertidas pela PD98059. Conclusão: a cardioproteção induzida pela melatonina contra lesão de reperfusão é pelo menos parcialmente através da modulação de IP3R e SERCA para manter a homeostase de cálcio intracelular via ativação de ERK1.
Descritores: Traumatismo por Reperfusão Miocárdica/metabolismo
Traumatismo por Reperfusão Miocárdica/prevenção & controle
Sistema de Sinalização das MAP Quinases/efeitos dos fármacos
Miócitos Cardíacos/efeitos dos fármacos
ATPases Transportadoras de Cálcio do Retículo Sarcoplasmático/efeitos dos fármacos
Receptores de Inositol 1,4,5-Trifosfato/efeitos dos fármacos
Melatonina/farmacologia
-Traumatismo por Reperfusão Miocárdica/patologia
Ratos Sprague-Dawley
Miócitos Cardíacos/patologia
Modelos Animais de Doenças
ATPases Transportadoras de Cálcio do Retículo Sarcoplasmático/metabolismo
Receptores de Inositol 1,4,5-Trifosfato/metabolismo
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888032
Autor: Rodrigues, Aurora Corrêa; Natali, Antônio José; Cunha, Daise Nunes Queiroz da; Costa, Alexandre Jayme Lopes Dantas; Moura, Anselmo Gomes de; Araújo Carneiro-Júnior, Miguel; Félix, Leonardo Bonato; Brum, Patrícia Chakur; Prímola-Gomes, Thales Nicolau.
Título: Moderate Continuous Aerobic Exercise Training Improves Cardiomyocyte Contractility in Β1 Adrenergic Receptor Knockout Mice / Treinamento Aeróbico Contínuo de Intensidade Moderada Melhora a Contratilidade do Cardiomiócito em Camundongos com Nocaute para o Receptor B1-Adrenérgico
Fonte: Arq. bras. cardiol;110(3):256-262, Mar. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: The lack of cardiac β1-adrenergic receptors (β1-AR) negatively affects the regulation of both cardiac inotropy and lusitropy, leading, in the long term, to heart failure (HF). Moderate-intensity aerobic exercise (MCAE) is recommended as an adjunctive therapy for patients with HF. Objective: We tested the effects of MCAE on the contractile properties of left ventricular (LV) myocytes from β1 adrenergic receptor knockout (β1ARKO) mice. Methods: Four- to five-month-old male wild type (WT) and β1ARKO mice were divided into groups: WT control (WTc) and trained (WTt); and β1ARKO control (β1ARKOc) and trained (β1ARKOt). Animals from trained groups were submitted to a MCAE regimen (60 min/day; 60% of maximal speed, 5 days/week) on a treadmill, for 8 weeks. P ≤ 0.05 was considered significant in all comparisons. Results: The β1ARKO and exercised mice exhibited a higher (p < 0.05) running capacity than WT and sedentary ones, respectively. The β1ARKO mice showed higher body (BW), heart (HW) and left ventricle (LVW) weights, as well as the HW/BW and LVW/BW than WT mice. However, the MCAE did not affect these parameters. Left ventricular myocytes from β1ARKO mice showed increased (p < 0.05) amplitude and velocities of contraction and relaxation than those from WT. In addition, MCAE increased (p < 0.05) amplitude and velocities of contraction and relaxation in β1ARKO mice. Conclusion: MCAE improves myocyte contractility in the left ventricle of β1ARKO mice. This is evidence to support the therapeutic value of this type of exercise training in the treatment of heart diseases involving β1-AR desensitization or reduction.

Resumo Fundamento: A falta de receptores β1-adrenérgicos (β1-AR) cardíacos afeta negativamente a regulação de inotropismo e lusitropismo cardíacos, levando, no longo prazo, a insuficiência cardíaca (IC). Recomenda-se exercício aeróbico contínuo de intensidade moderada (EACM) como adjuvante no tratamento de pacientes com IC. Objetivo: Testar os efeitos do EACM nas propriedades contráteis de miócitos do ventrículo esquerdo (VE) de camundongos com nocaute para o receptor β1-adrenérgico (β1ARKO). Método: Camundongos machos com 4 a 5 meses de idade, wild-type (WT) e β1ARKO foram divididos em grupos: WT controle (WTc) e treinado (WTt); e β1ARKO controle (β1ARKOc) e treinado (β1ARKOt). Os grupos treinados foram submetidos a regime de EACM (60 min/dia; 60% da velocidade máxima, 5 dias/semana) em esteira rolante, por 8 semanas. Adotou-se P ≤ 0,05 como nível de significância em todas as comparações. Resultados: Os animais β1ARKO (β1ARKOc + β1ARKOt) correram uma distância maior do que os animais WT (WTc + WTt) (p < 0,05). Os camundongos β1ARKO apresentaram maiores pesos corporal (PC), do coração (PCo) e do ventrículo esquerdo (PVE), assim como PCo/PC e PVE/PC do que os camundongos WT. Entretanto, o EACM não afetou tais parâmetros. Os miócitos do VE de camundongos β1ARKO apresentaram maiores (p < 0,05) amplitude e velocidades de contração e relaxamento do que os dos camundongos WT. Além disso, o EACM aumentou (p < 0,05) a amplitude e as velocidades de contração e relaxamento nos camundongos β1ARKO. Conclusão: O EACM melhora a contratilidade do miócito do VE de camundongos β1ARKO. Tal achado confirma o valor terapêutico desse tipo de treinamento físico para o tratamento de doenças cardíacas envolvendo dessensibilização ou redução de β1-AR.
Descritores: Condicionamento Físico Animal/fisiologia
Condicionamento Físico Animal/métodos
Função Ventricular Esquerda/fisiologia
Receptores Adrenérgicos beta 1/fisiologia
Miócitos Cardíacos/fisiologia
Contração Miocárdica/fisiologia
-Fatores de Tempo
Reprodutibilidade dos Testes
Camundongos Knockout
Teste de Esforço/métodos
Terapia por Exercício/métodos
Insuficiência Cardíaca/fisiopatologia
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888039
Autor: Ker, Wilter dos Santos; Nunes, Thais Helena Peixoto; Nacif, Marcelo Souto; Mesquita, Claudio Tinoco.
Título: Practical Implications of Myocardial Viability Studies / Implicações Práticas da Pesquisa de Viabilidade Miocárdica
Fonte: Arq. bras. cardiol;110(3):278-288, Mar. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Many non-invasive methods, such as imaging tests, have been developed aiming to add a contribution to existing studies in estimating patients' prognosis after myocardial injury. This prognosis is proportional to myocardial viability, which is evaluated in coronary artery disease and left ventricular dysfunction patients only. While myocardial viability represents the likelihood of a dysfunctional muscle (resulting from decreased oxygen supply for coronary artery obstruction), hibernation represents post-interventional functional recovery itself. This article proposes a review of pathophysiological basis of viability, diagnostic methods, prognosis and future perspectives of myocardial viability. An electronic bibliographic search for articles was performed in PubMed, Lilacs, Cochrane and Scielo databases, according to pre-established criteria. The studies showed the ability of many imaging techniques in detecting viable tissues in dysfunctional areas of left ventricle resulting from coronary artery injuries. These techniques can identify patients who may benefit from myocardial revascularization and indicate the most appropriate treatment.

Resumo Diversos métodos não invasivos, como novos exames de imagem, vem sendo aprimorados, a fim de somar esforços com os atuais em estimar o prognóstico de pacientes pós-injúria miocárdica. Este prognóstico é proporcional à viabilidade miocárdica, a qual tem sua avaliação reservada para pacientes portadores de doença arterial coronariana e insuficiência ventricular esquerda. Enquanto a viabilidade miocárdica se mostra como a capacidade de recuperação funcional do músculo com disfunção por redução de oxigênio fornecido por artérias coronárias obstruídas, a hibernação consiste na própria recuperação funcional após intervenções. Este artigo propõe uma revisão sobre as bases fisiopatológicas do processo de viabilidade, métodos diagnósticos disponíveis, prognóstico e perspectivas para o futuro acerca dessa condição. Realizou-se pesquisa de busca bibliográfica informatizada em bases eletrônicas de dados, como PubMed, Lilacs, Cochrane e Scielo, onde foram selecionados os estudos de acordo com critérios pré-determinados. Os estudos demonstram a capacidade de várias técnicas de imagem de identificar tecido viável em regiões disfuncionais do ventrículo esquerdo em decorrência de lesões em artérias coronárias. Estas técnicas podem identificar pacientes com potencial benefício da revascularização miocárdica e orientar o tratamento mais adequado.
Descritores: Sobrevivência de Tecidos/fisiologia
Miócitos Cardíacos/patologia
Infarto do Miocárdio/patologia
Infarto do Miocárdio/diagnóstico por imagem
Miocárdio/patologia
-Prognóstico
Doença da Artéria Coronariana/fisiopatologia
Doença da Artéria Coronariana/patologia
Doença da Artéria Coronariana/diagnóstico por imagem
Imagem por Ressonância Magnética/métodos
Ecocardiografia/métodos
Disfunção Ventricular Esquerda/patologia
Disfunção Ventricular Esquerda/diagnóstico por imagem
Tomografia Computadorizada com Tomografia por Emissão de Pósitrons/métodos
Coração/diagnóstico por imagem
Infarto do Miocárdio/fisiopatologia
Revascularização Miocárdica
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-950215
Autor: Zhong, Wenliang; Jin, Wen; Xu, Shanghua; Wu, Yanqing; Luo, Shunxiang; Liang, Minlie; Chen, Lianglong.
Título: Pioglitazone Induces Cardiomyocyte Apoptosis and Inhibits Cardiomyocyte Hypertrophy Via VEGFR-2 Signaling Pathway / Pioglitazona Induz Apoptose e Inibe Hipertrofia de Cardiomiócitos pela Via de Sinalização do VEGFR-2
Fonte: Arq. bras. cardiol;111(2):162-169, Aug. 2018. graf.
Idioma: en.
Projeto: Natural Science Foundation of Fujian Province Project.
Resumo: Abstract Background: Pioglitazone has been widely used as an insulin-sensitizing agent for improving glycemic control in patients with type 2 diabetes mellitus. However, cardiovascular risk and protective effects of pioglitazone remain controversial. Objectives: In this study, we investigated whether pioglitazone affects cardiomyocyte apoptosis and hypertrophy by regulating the VEGFR-2 signaling pathway. Methods: Cardiomyocytes were enzymatically isolated from 1- to 3-day-old Sprague-Dawley rat ventricles. Effects of pioglitazone and the VEGFR-2-selective inhibitor apatinib on cardiomyocyte apoptotic rate was determined using flow cytometry, and hypertrophy was evaluated using [3H]-leucine incorporation. The protein expressions of unphosphorylated and phosphorylated VEGFR-2, Akt, P53, and mTOR were determined by Western-Blotting. Analysis of variance (ANOVA) was used to assess the differences between groups. Results: Pioglitazone and VEGFR-2-selective inhibitor apatinib reduced rat cardiomyocyte viability and cardiomyocyte hypertrophy induced by angiotensin II in vitro. Furthermore, in the same in vitro model, pioglitazone and apatinib significantly increased the expression of Bax and phosphorylated P53 and decreased the expression of phosphorylated VEGFR-2, Akt, and mTOR, which promote cardiomyocyte hypertrophy. Conclusions: These findings indicate that pioglitazone induces cardiomyocyte apoptosis and inhibits cardiomyocyte hypertrophy by modulating the VEGFR-2 signaling pathway.

Resumo Fundamento: A pioglitazona tem sido amplamente utilizada como droga sensibilizadora da insulina para melhorar o controle glicêmico em pacientes com diabetes mellitus tipo 2. No entanto, o risco cardiovascular bem como os efeitos protetores da pioglitazona ainda são controversos. Objetivos: Neste estudo, investigamos se os efeitos da pioglitazona sobre a apoptose e a hipertrofia de cardiomiócitos ocorrem via regulação da via de sinalização do VEGFR-2. Métodos: os cardiomiócitos foram isolados enzimaticamente dos ventrículos de ratos Sprague-Dawley de 1-3 anos de vida. Os efeitos da pioglitazona e do inibidor seletivo de VEGFR-2 apatinib sobre a taxa de apoptose dos cardiomiócitos foram avaliados por citometria de fluxo, e a hipertrofia avaliada por incorporação de leucina-[3H]. As expressões de VEGFR-2, Akt, P53, e mTOR fosforiladas e não fosforiladas foram determinadas por Western Blotting. Análise de variância (ANOVA) foi usada para avaliar diferenças entre os grupos. Resultados: a pioglitazona e o apatinib reduziram a viabilidade e a hipertrofia de cardiomiócitos induzida por angiotensina II in vitro. Além disso, no mesmo modelo in vitro, a pioglitazona e o apatinib aumentaram significativamente a expressão de Bax e P53 fosforilada, e diminuiu a expressão de VEGFR-2, Akt, e mTOR, que promove hipertrofia de cardiomiócitos. Conclusões: Esses resultados indicam que a pioglitazona induz a apoptose e inibe a hipertrofia de cardiomiócitos pela modulação da via de sinalização de VEGFR-2.
Descritores: Apoptose/efeitos dos fármacos
Receptor 2 de Fatores de Crescimento do Endotélio Vascular/efeitos dos fármacos
Tiazolidinedionas/farmacologia
Hipoglicemiantes/farmacologia
-Transdução de Sinais/efeitos dos fármacos
Ratos Sprague-Dawley
Miócitos Cardíacos/efeitos dos fármacos
Miócitos Cardíacos/patologia
Pioglitazona
Hipertrofia/induzido quimicamente
Hipertrofia/patologia
Animais Recém-Nascidos
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 140 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-950219
Autor: Rodrigues, Joel Alves; Prímola-Gomes, Thales Nicolau; Soares, Leôncio Lopes; Leal, Tiago Ferreira; Nóbrega, Clara; Pedrosa, Danillo Laviola; Rezende, Leonardo Mateus Teixeira; Oliveira, Edilamar Menezes de; Natali, Antonio Jose.
Título: Physical Exercise and Regulation of Intracellular Calcium in Cardiomyocytes of Hypertensive Rats / Exercício Físico e Regulação de Cálcio Intracelular em Cardiomiócitos de Ratos Hipertensos
Fonte: Arq. bras. cardiol;111(2):172-179, Aug. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPEMIG.
Resumo: Abstract Background: Regulation of intracellular calcium (Ca2+) in cardiomyocytes is altered by hypertension; and aerobic exercise brings benefits to hypertensive individuals. Objective: To verify the effects of aerobic exercise training on contractility and intracellular calcium (Ca2+) transients of cardiomyocytes and on the expression of microRNA 214 (miR-214) in the left ventricle of spontaneously hypertensive rats (SHR). Methods: SHR and normotensive Wistar rats of 16 weeks were divided into 4 groups -sedentary hypertensive (SH); trained hypertensive (TH); sedentary normotensive (SN); and trained normotensive (TN). Animals of the TH and TN groups were subjected to treadmill running program, 5 days/week, 1 hour/day at 60-70% of maximum running velocity for 8 weeks. We adopted a p ≤ 0.05 as significance level for all comparisons. Results: Exercise training reduced systolic arterial pressure in hypertensive rats. In normotensive rats, exercise training reduced the time to 50% cell relaxation and the time to peak contraction and increased the time to 50% decay of the intracellular Ca2+ transients. In SHR, exercise increased the amplitude and reduced the time to 50% decay of Ca2+ transients. Exercise training increased the expression of miR-214 in hypertensive rats only. Conclusion: The aerobic training applied in this study increased the availability of intracellular Ca2+ and accelerated the sequestration of these ions in left ventricular myocytes of hypertensive rats, despite increased expression of miR-214 and maintenance of cell contractility.

Resumo Fundamento: A regulação intracelular de cálcio (Ca2+) em cardiomiócitos é alterada pela hipertensão, e o exercício físico aeróbico traz benefícios para hipertensos. Objetivo: Verificar os efeitos do treinamento físico aeróbico sobre a contratilidade e a concentração intracelular de Ca2+ transitória em miócitos e a expressão do microRNA 214 no ventrículo esquerdo (VE) de ratos espontaneamente hipertensos (SHR). Métodos: SHR e ratos Wistar normotensos com 16 semanas de idade foram divididos em 4 grupos de 13 animais cada: hipertenso sedentário (HS); hipertenso treinado (HT); normotenso sedentário (NS); normotenso treinado (NT). Os animais dos grupos HT e NT foram submetidos a um programa de treinamento progressivo de corrida em esteira, 5 dias/semana, 1 hora/dia, em intensidade de 60-70% da velocidade máxima de corrida, durante 8 semanas. Adotou-se p ≤ 0,05 como nível de significância em todas as comparações. Resultados: O treinamento físico reduziu a pressão arterial sistólica nos animais hipertensos. Nos animais normotensos, o treinamento físico reduziu o tempo para 50% de relaxamento celular e o tempo para o pico de contração celular, mas aumentou o tempo para 50% de decaimento da concentração intracelular de Ca2+ transitória. Nos animais SHR, o treinamento físico aumentou a amplitude e reduziu o tempo para 50% de decaimento da concentração intracelular de Ca2+ transitória, sem alterar a contratilidade celular. O treinamento físico aumentou a expressão do miR-214 apenas nos animais hipertensos. Conclusão: O treinamento aeróbico utilizado aumenta a disponibilidade e acelera o sequestro de Ca2+ intracelular em miócitos do VE de ratos hipertensos, apesar do aumento da expressão de miR-214 e da manutenção da contratilidade celular.
Descritores: Condicionamento Físico Animal/fisiologia
Pressão Sanguínea/fisiologia
Cálcio/metabolismo
Miócitos Cardíacos/metabolismo
Hipertensão/metabolismo
Contração Miocárdica/fisiologia
-Ratos Endogâmicos SHR
Sinalização do Cálcio
Miócitos Cardíacos/fisiologia
MicroRNAs/metabolismo
Hipertensão/fisiopatologia
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 140 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-977407
Autor: Yu, Shuzhen; Guo, Yongqing; Zhang, Weiwei; Zheng, Lina; Ren, Junming; Jin, Jianmin; Yu, Baofeng; Zhang, Yu; Wang, Hao; Zhang, Yuhong.
Título: Effects of propofol pretreatment on myocardial cell apoptosis and SERCA2 expression in rats with hepatic ischemia/reperfusion / Efeitos do pré-tratamento com propofol sobre a apoptose de células miocárdicas e expressão de SERCA2 em ratos com isquemia/reperfusão hepática
Fonte: Rev. bras. anestesiol;68(6):591-596, Nov.-Dec. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Science and Technology Projects of Shanxi Health Planning Commission.
Resumo: Abstract Introduction: Hepatic ischemia-reperfusion injury is a common pathophysiological process in liver surgery. Whether Propofol can reduce myocardial ischemia-reperfusion injury induced by hepatic ischemia-reperfusion injury in rats, together with related mechanisms, still needs further studies. Objective: To investigate if propofol would protect the myocardial cells from apoptosis with hepatic ischemia-reperfusion injury. Methods: Male Sprague-Dawley rats (n = 18) were randomly allocated into three groups: Sham Group (Group S, n = 6), Hepatic Ischemia-reperfusion Injury Group (Group IR, n = 6) and Propofol Group (Group P, n = 6). Group S was only subjected to laparotomy. Group IR was attained by ischemia for 30 min and reperfusion for 4 h. Group P was subjected identical insult as in Group IR with the administration of propofol started 10 min before ischemia with 120 mg.kg−1, following by continuous infusion at 20 mg.kg−1.h−1. Cell apoptosis was examined by terminal deoxynucleotidyl transferase-mediated dUTP-biotin nick end labeling assay. Endoplasmic reticulum Ca2+-ATPase2 (SERCA2) and cysteine-containing aspartic acid cleaved-caspase3 (cleaved-caspase3) were assayed by western blot and Altimeter polymerase chain reaction. Results: Apoptosis rate was increased, with mRNA and protein of SERCA2 down-regulated and cleaved-caspase3 up-regulated in Group IR compared with Group S (p < 0.01). Apoptosis rate was decreased, with mRNA and protein of SERCA2 up-regulated and cleaved-caspase3 down-regulated in Group P compared with Group IR (p < 0.01). Conclusions: Propofol can reduce hepatic ischemia-reperfusion injury-induced myocardial cell apoptosis, meanwhile, can up-regulate mRNA and protein of SERCA2 in rats.

Resumo Introdução: A lesão hepática por isquemia-reperfusão é um processo fisiopatológico comum em cirurgias hepáticas. Mais estudos ainda são necessários para avaliar se o propofol pode reduzir a lesão de isquemia-reperfusão miocárdica induzida pela lesão de isquemia-reperfusão hepática em ratos, juntamente com os mecanismos que estão relacionados. Objetivo: Investigar se propofol protege as células do miocárdio da apoptose com a lesão hepática por isquemia-reperfusão. Métodos: Ratos machos da raça Sprague-Dawley (n = 18) foram alocados aleatoriamente em três grupos: Grupo Sham (Grupo S, n = 6), Grupo Lesão Hepática por Isquemia-reperfusão (Grupo IR, n = 6) e Grupo Propofol (Grupo P, n = 6). O Grupo S foi submetido apenas à laparotomia. O grupo IR foi submetido à isquemia por 30 min e reperfusão por 4 h. O grupo P foi submetido à mesma isquemia do grupo IR, com a administração de 120 mg.kg-1 de propofol iniciada 10min antes da isquemia, seguida de infusão contínua a 20 mg.kg-1.h-1. A apoptose celular foi examinada por meio do ensaio de marcação de terminações dUTP pela deoxinucleotidil transferase. Retículo endoplasmático Ca2+-ATPase2 (SERCA2) e caspase-3 do ácido aspártico contendo cisteína (caspase-3 clivada) foram avaliados com o ensaio western blot e reação em cadeia da polimerase. Resultados: A taxa de apoptose foi maior com mRNA e proteína de SERCA2 regulados para baixo e caspase-3 clivada suprarregulada no Grupo IR, em comparação com o Grupo S (p < 0,01). A taxa de apoptose foi menor com mRNA e proteína de SERCA2 suprarregulada e caspase-3 clivada sub-regulada no Grupo P, em comparação com o Grupo IR (p < 0,01). Conclusões: O propofol pode reduzir a apoptose de células miocárdicas induzida por lesão hepática por isquemia-reperfusão. Entretanto, pode suprarregular o mRNA e a proteína de SERCA2 em ratos.
Descritores: Traumatismo por Reperfusão/prevenção & controle
Propofol/administração & dosagem
Apoptose/efeitos dos fármacos
Anestésicos Intravenosos/administração & dosagem
Miócitos Cardíacos/efeitos dos fármacos
Miócitos Cardíacos/fisiologia
ATPases Transportadoras de Cálcio do Retículo Sarcoplasmático/biossíntese
ATPases Transportadoras de Cálcio do Retículo Sarcoplasmático/efeitos dos fármacos
Fígado/irrigação sanguínea
-Distribuição Aleatória
Propofol/farmacologia
Ratos Sprague-Dawley
Anestésicos Intravenosos/farmacologia
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 14 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde