Base de dados : LILACS
Pesquisa : A08.675.650.250 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 23 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 23 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-951855
Autor: Sung, Chung Man; Kim, Hong Chan; Cho, Yong Beom; Shin, Song Yub; Jang, Chul Ho.
Título: Evaluating the ototoxicity of an anti-MRSA peptide KR-12-a2 / Avaliando a ototoxicidade de um peptídeo anti-MRSA KR-12-a2
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);84(4):441-447, July-Aug. 2018. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction Methicillin-resistant staphylococcus aureus is an emerging problem for the treatment of chronic suppurative otitis media, and also for pediatric tympanostomy tube otorrhea. To date, there are no effective topical antibiotic drugs to treat methicillin-resistant staphylococcus aureus otorrhea. Objective In this study, we evaluated the ototoxicity of topical KR-12-a2 solution on the cochlea when it is applied topically in the middle ear of guinea pigs. Methods The antimicrobial activity of KR-12-a2 against methicillin-resistant staphylococcus aureus strains was examined by using the inhibition zone test. Topical application of KR-12-a2 solution, gentamicin and phosphate buffered saline were applied in the middle ear of the guinea pigs after inserting ventilation tubes. Ototoxicity was assessed by auditory brainstem evoked response and scanning electron microscope examination. Results KR-12-a2 produced an inhibition zone against methicillin-resistant staphylococcus aureus from 6.25 µg. Hearing threshold in the KR-12-a2 and PBS groups were similar to that before ventilation tube insertion. However, the gentamicin group showed elevation of the hearing threshold and there were statistically significant differences compared to the phosphate buffered saline or the KR-12-a2 group. In the scanning electron microscope findings, the KR-12-a2 group showed intact outer hair cells. However, the gentamicin group showed total loss of outer hair cells. In our experiment, topically applied KR-12-a2 solution did not cause hearing loss or cochlear damage in guinea pigs. Conclusion In our experiment, topically applied KR-12-a2 solution did not cause hearing loss or cochlear damage in guinea pigs. The KR-12-a2 solution can be used as ototopical drops for treating methicillin-resistant staphylococcus aureus otorrhea; however, further evaluations, such as the definition of optimal concentration and combination, are necessary.

Resumo Introdução O staphylococcus aureus resistente à meticilina é um problema emergente não só para a otite média supurativa crônica, mas também para casos de otorreia crônica em crianças com tubo de ventilação. Até o momento, não há antibióticos tópicos efetivos para a otorreia causada por staphylococcus aureus resistente à meticilina. Objetivo Nesse estudo, avaliamos a ototoxicidade da solução tópica de KR-12-a2 na cóclea quando aplicada topicamente na orelha média de cobaias. Método A atividade antimicrobiana de KR-12-a2 contra cepas de staphylococcus aureus resistente à meticilina foi avaliada utilizando-se o teste de zona de inibição de crescimento. Foram aplicados na orelhas médias de 3 grupos de cobaias, ou solução tópica de KR-12-a2, ou gentamicina ou solução salina tamponada com fosfato após timpanostomia. A ototoxicidade foi avaliada através do exame auditivo de potencial evocado auditivo de tronco encefálico e por microscopia eletrônica de varredura. Resultados O KR-12-a2 produziu uma zona de inibição contra o staphylococcus aureus resistente à meticilina a partir de 6,25 µg. Alterações do limiar de audição no grupo KR-12-a2 e no grupo com solução salina foram semelhantes aos observados antes da inserção do tubo de ventilação. No entanto, o grupo gentamicina apresentou um limiar auditivo mais elevado, estatisticamente significativo em comparação ao grupo solução salina ou ao grupo KR-12-a2. Nos achados da microscopia eletrônica, o grupo KR-12-a2 apresentou células ciliadas externas intactas. No entanto, o grupo gentamicina apresentou perda total das células ciliadas externas. Em nosso experimento, a solução de KR-12-a2 aplicada topicamente não causou perda auditiva ou dano coclear em cobaias. Conclusão Em nosso experimento, a solução de KR-12-a2 aplicada topicamente não causou perda auditiva ou dano coclear em cobaias. A solução de KR-12-a2 pode ser utilizada como gotas otológicas para o tratamento da otorreia causada por staphylococcus aureus resistente à meticilina; no entanto, são necessárias outras avaliações, para a definição da concentração e das associações ideais.
Descritores: Fragmentos de Peptídeos/toxicidade
Cóclea/efeitos dos fármacos
Catelicidinas/toxicidade
Staphylococcus aureus Resistente à Meticilina/efeitos dos fármacos
Antibacterianos/toxicidade
-Otite Média Supurativa/microbiologia
Fragmentos de Peptídeos/administração & dosagem
Limiar Auditivo
Infecções Estafilocócicas/tratamento farmacológico
Microscopia Eletrônica de Varredura
Testes de Sensibilidade Microbiana
Reprodutibilidade dos Testes
Administração Tópica
Potenciais Evocados Auditivos do Tronco Encefálico
Resultado do Tratamento
Cóclea/fisiopatologia
Modelos Animais de Doenças
Catelicidinas/administração & dosagem
Cobaias
Células Ciliadas Auditivas/efeitos dos fármacos
Antibacterianos/administração & dosagem
Limites: Animais
Masculino
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1019587
Autor: Dufner-Almeida, Luiz Gustavo; Cruz, Dayane Bernardino da; Mingroni Netto, Regina Célia; Batissoco, Ana Carla; Oiticica, Jeanne; Salazar-Silva, Rodrigo.
Título: Stem-cell therapy for hearing loss: are we there yet? / Terapia com células-tronco para perda auditiva: já chegamos lá?
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);85(4):520-529, July-Aug. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; . Centro de Pesquisa sobre o Genoma Humano e Células-Tronco; . Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; . Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; . PROEX.
Resumo: Abstract Introduction: Mammalian hair cells and auditory neurons do not show regenerative capacity. Hence, damage to these cell types is permanent and leads to hearing loss. However, there is no treatment that re-establishes auditory function. Regenerative therapies using stem cells represent a promising alternative. Objective: This article aims to review the current literature about the main types of stem cells with potential for application in cell therapy for sensorineural hearing loss, the most relevant experiments already performed in animals, as well as the advances that have been recently made in the field. Methods: Research included the databases PubMed/MEDLINE, Web of Science, Science Direct and SciELO, as well as gray literature. Search strategy included the following main terms: "stem cells", "hair cells" and "auditory neurons". Additionally, the main terms were combined with the following secondary terms: "mesenchymal", "iPS", "inner ear", "auditory". The research was conducted independently by three researchers. Results: Differentiation of stem cells into hair cells and auditory neurons has a high success rate, reaching up to 82% for the first and 100% for the latter. Remarkably, these differentiated cells are able to interact with hair cells and auditory neurons of cochlear explants through formation of new synapses. When transplanted into the cochlea of animals with hearing loss, auditory restoration has been documented to date only in deafferented animals. Conclusion: Advances have been more prominent in cases of auditory neuropathy, since partial improvement of auditory nerve conditions through cell-based therapy may increase the number of patients who can successfully receive cochlear implants.

Resumo Introdução: Nos mamíferos, as células ciliadas e os neurônios auditivos não apresentam capacidade regenerativa. Assim, os danos a esses tipos celulares são permanentes e levam à perda auditiva. Contudo, como não há tratamento que restabeleça a função auditiva, as terapias regenerativas utilizando células-tronco representam uma alternativa promissora. Objetivo: Este artigo tem como objetivo revisar a literatura atual sobre os principais tipos de células-tronco com potencial para aplicação em terapia celular para perda auditiva sensorioneural, os experimentos mais relevantes já realizados em animais, bem como os avanços obtidos recentemente nessa área. Método: As pesquisas incluíram as bases de dados PubMed/MEDLINE, Web of Science, Science Direct e SciELO, além da literatura cinza. A estratégia de busca incluiu os seguintes termos principais: "stem cells", "hair cells" e "auditory neurons". Além disso, os termos principais foram combinados com os seguintes termos secundários: "mesenchymal", "iPS", "inner ear" e "auditory". A pesquisa foi realizada de forma independente por três pesquisadores. Resultados: A diferenciação de células-tronco em células ciliadas e neurônios auditivos têm alta taxa de sucesso, chegando a 82% para o primeiro caso e 100% para o segundo. Notavelmente, essas células diferenciadas são capazes de interagir com células ciliadas e neurônios auditivos de explantes cocleares através da formação de novas sinapses. Quando transplantadas para a cóclea de animais com perda auditiva, a restauração da função auditiva foi observada, até o momento, apenas em animais com ablação do VIII nervo craniano. Conclusão: Os avanços têm sido mais proeminentes em casos de neuropatia auditiva. A melhora parcial das condições do nervo auditivo por meio de terapia baseada em células-tronco pode aumentar o número de pacientes candidatos a receber implantes cocleares com sucesso.
Descritores: Transplante de Células-Tronco
Perda Auditiva Neurossensorial/terapia
-Diferenciação Celular
Nervo Coclear/citologia
Células Ciliadas Auditivas
Limites: Humanos
Animais
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1132576
Autor: Iha, Luiz César Nakao; Cruz, Oswaldo Laércio Mendonça.
Título: Use of scanning electron microscopy in the cochlea of guinea pigs / Microscopia eletrônica de varredura em cócleas de cobaias
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);86(2):222-227, March-Apr. 2020. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: The use of electron microscopy in the study of the inner ear has allowed us to observe minute details of the hair cells, especially in ototoxicity studies; however, the preparation of this material is a difficult and delicate task. In an attempt to simplify the handling of these materials, two agents, toluidine blue and ethylenediamine tetra-acetic acid were tested, in addition to the elimination of osmium tetroxide during the preparation of albino guinea pig cochleae. We also tested the applicability of these methodologies in an ototoxicity protocol. Objective: To verify the quality of the images obtained with and without the use of ethylenediamine tetra-acetic acid, toluidine blue and osmium tetroxide in the preparation of cochleae of albino guinea pigs for the scanning electron microscopy. Methods: Three groups of cochleae were used. In Group 1, 10 cochleae were prepared with the usual methodology, dissecting the optical capsule without decalcification and using osmium tetroxide as a post-fixative agent. In Group 2, we prepared 10 cochleae decalcified with ethylenediamine tetra-acetic acid, injecting toluidine blue in the endolymphatic space to facilitate the identification of the organ of Corti. In Group 3, we used 4 cochleae of guinea pigs that received 3 doses of cisplatin (7.5 mg/kg, D1-D5-D6), two prepared according to the methodology used in Group 1 and two with that used in Group 2. Scanning electron microscopy images were obtained from the organ of Corti region of the basal turn of each cochlea. Results: The organ of Corti was more easily identified with the use of toluidine blue. The dissection of the cochlea was more accurate in the decalcified cochleae. The quality of the images and the preservation of the organ of Corti obtained with the two methodologies were similar. Conclusion: The proposed modifications resulted in images of similar quality as those observed using the traditional methodology.

Resumo Introdução: O emprego da microscopia eletrônica no estudo da orelha interna permitiu observar detalhes minuciosos das células ciliadas especialmente em estudos de ototoxicidade. Entretanto, o preparo desse material é trabalhoso e delicado. Para simplificar a manipulação desses materiais, testou-se o uso de dois agentes, azul de toluidina e ácido etilenodiamino tetra-acético, além da retirada do tetróxido de ósmio na preparação de cócleas de cobaias albinas. Testamos também a aplicabilidade dessas metodologias em um protocolo de ototoxicidade. Objetivo: Verificar a qualidade das imagens obtidas com e sem o uso de ácido etilenodiamino tetra-acético, azul de toluidina e tetróxido de ósmio na preparação de cócleas de cobaias albinas para a microscopia eletrônica de varredura. Método: Foram utilizados três grupos de cócleas. No Grupo 1 preparou-se 10 cócleas com a metodologia usual, dissecando a cápsula ótica sem descalcificac¸ão e utilizando tetróxido de ósmio como pós-fixador. No Grupo 2 preparamos 10 cócleas descalcificadas com ácido etilenodiamino tetra-acético, injetando azul de toluidina no espac¸o endolinfático para facilitar a identificação do órgão de Corti. No Grupo 3 utilizamos 4 cócleas de cobaias que receberam 3 doses de cisplatina (7,5 mg/kg, D1-D5-D6), duas preparadas com a metodologia do Grupo 1 e duas com a do Grupo 2. Foram obtidas imagens da microscopia eletrônica de varredura da região do órgão de Corti do giro basal de cada cóclea. Resultados: O órgão de Corti foi mais facilmente identificado com o azul de touidina. A dissecção da cóclea foi mais precisa nas cócleas descalcificadas A qualidade das imagens e a preservac¸ão do órgão de Corti obtidas com as duas metodologias foi similar. Conclusão: As modificações propostas resultaram em imagens de qualidade similar as observadas com o uso da metodologia tradicional.
Descritores: Cisplatino/toxicidade
Cóclea/efeitos dos fármacos
Cóclea/ultraestrutura
-Órgão Espiral/efeitos dos fármacos
Órgão Espiral/ultraestrutura
Tetróxido de Ósmio/administração & dosagem
Cloreto de Tolônio/administração & dosagem
Microscopia Eletrônica de Varredura
Ácido Edético/administração & dosagem
Cobaias
Células Ciliadas Auditivas/efeitos dos fármacos
Células Ciliadas Auditivas/ultraestrutura
Limites: Animais
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-966440
Autor: Ordóñez Ordóñez, Leonardo Elías; Mojica Roja, Angela María.
Título: Fisiología coclear / Cochlear Physiology
Fonte: Acta otorrinolaringol. cir. cabeza cuello;43(3):187-210, 20150000. Ilus.
Idioma: es.
Resumo: El interés por la fisiología y patología del sistema auditivo ha crecido en los últimos años, y no sin razón, en Estados Unidos grados variables de hipoacusia afectan al doble de la población afectada por ceguera. El sistema auditivo presenta algunas características fascinantes en su funcionamiento, la cóclea de los mamíferos, por ejemplo, es capaz de responder a vibraciones de tan solo ±0,3nm, el diámetro de un átomo y de detectar estímulos en humanos de hasta 20 KHz. El propósito del órgano de la audición es transformar la energía sonora en un impulso eléctrico que se transmite por el nervio coclear hacia el Sistema Nervioso Central. Esta revisión describe la fisiología coclear haciendo énfasis en la correlación morfofisiológica subyacente, tanto a nivel celular como molecular, intentando seguir la secuencia temporal de eventos mediante la cual un estímulo acústico se traduce en una respuesta neural.

Interest in the physiology and pathology of the auditory system has grown in recent years, not unreasonably, in the United States, variable degrees of hearing loss affect twice the population affected by blindness. The auditory system has some fascinating characteristics in their function, the cochlea of mammals, for example, is able to, answer to vibrations of ± 0,3nm, the diameter of an atom and to detect stimulations in humans up to 20 KHz. The purpose of the hearing organ is to convert sound energy into an electrical impulse that is transmitted by the cochlear nerve to the central nervous system. This review describes the cochlear physiology, making emphasis on the underlying morphophysiological correlation, in a cellular and molecular level, trying to follow the temporal sequence of events, through which, an acoustic stimulus resulting in a neural response.
Descritores: Cóclea
-Percepção Auditiva
Células Ciliadas Auditivas
Responsável: CO361.9


  5 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1040018
Autor: Bezgin, Selin Üstün; Uygur, Kadir Kemal; Gökdoğan, Çağıl; Elmas, Çiğdem; Göktaş, Güleser.
Título: The Effects of Riluzole on Cisplatin-induced Ototoxicity
Fonte: Int. arch. otorhinolaryngol. (Impr.);23(3):267-275, July-Sept. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Gazi University Scientific Research and Projects Commission.
Resumo: Abstract Introduction Riluzole (2-amino-6-trifluoromethoxy benzothiazole) is known as a neuroprotective, antioxidant, antiapoptotic agent. It may have beneficial effects on neuronal cell death due to cisplatin-induced ototoxicity. Objective To evaluate the effect of riluzole on cisplatin-induced ototoxicity in guinea pigs. Methods Twenty-four guinea pigs, studied in three groups, underwent auditory brainstem response evaluation using click and 8 kHz tone burst stimuli. Subsequently, 5 mg/kg of cisplatin were administered to all animals for 3 days intraperitoneally (i.p.) to induce ototoxicity. Half an hour prior to cisplatin, groups 1, 2 and 3 received 2 ml of saline i.p., 6 mg/kg of riluzole hydrochloride i.p., and 8 mg/kg of riluzole hydrochloride i.p., respectively, for 3 days. The auditory brainstem responses were repeated 24 hours after the last drug administration. The cochleae were analyzed by transmission electron microscopy (TEM). Results After drug administiration, for 8,000 Hz stimulus, group 1 had significantly higher threshold shifts when compared with groups 2 (p < 0.05) and 3 (p < 0.05), and there was no significant difference in threshold shifts between groups 2 and 3 (p > 0.05). Transmission electron microscopy findings demonstrated the protective effect of riluzole on the hair cells and the stria vascularis, especially in the group treated with 8 mg/kg of riluzole hydrochloride. Conclusion We can say that riluzolemay have a protective effect on cisplatin- induced ototoxicity. However, additional studies are needed to confirm these results and the mechanisms of action of riluzole.
Descritores: Potenciais Evocados Auditivos do Tronco Encefálico/efeitos dos fármacos
Cisplatino/efeitos adversos
Riluzol/farmacologia
Perda Auditiva Neurossensorial/induzido quimicamente
-Limiar Auditivo/efeitos dos fármacos
Estria Vascular/efeitos dos fármacos
Estria Vascular/patologia
Nervo Coclear/efeitos dos fármacos
Nervo Coclear/patologia
Riluzol/uso terapêutico
Modelos Animais
Microscopia Eletrônica de Transmissão
Cobaias
Células Ciliadas Auditivas/efeitos dos fármacos
Células Ciliadas Auditivas/patologia
Degeneração Neural/induzido quimicamente
Limites: Animais
Masculino
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação


  6 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-742216
Autor: Acero, Liliana.
Título: Internacionalização, ciência e saúde: a medicina regenerativa global e os mercados paralelos / Internationalization, science and health: global regenerative medicine and the parallel markets
Fonte: Ciênc. saúde coletiva;20(2):433-440, 02/2015.
Idioma: pt.
Resumo: A medicina regenerativa implica em uma mudança de paradigma, a regeneração do organismo ao nível celular ou tecidual – um assunto contemporâneo controverso e de difícil estandardização. O artigo apresenta um resumo das tendências científicas, econômicas, sociais e de regulamentação global nessa área, analisadas em relação a dilemas teóricos relevantes em antropologia médica e sociologia da ciência e da saúde. Em especial, aqueles que tratam da construção de um ‘aparato coletivo de sentido’ para as novas entidades biológicas e ontológicas, a formação da cidadania biológica e a governança pela incerteza. Apresentam-se, também, evidências empíricas sobre um fenômeno chave para a governança e a regulamentação, qual seja a instalação de uma nova demanda transnacional em pesquisa e saúde através de mercados paralelos de óvulos e de terapias celulares em experimentação. Utilizam-se dados qualitativos coletados para uma pesquisa mais abrangente, resenhas jornalísticas e entrevistas com lideranças internacionais. Conclui-se com uma reflexão sobre a importância da governança internacional em ensaios clínicos e dos caminhos a serem explorados, visando uma harmonização da diversidade de práticas normativas.

Regenerative medicine involves a paradigm change due to organism regeneration at cellular and tissue level – a controversial contemporary issue and difficult to regulate. This article presents a summary of the main scientific, economic, social and regulatory global trends, analyzed according to relevant theoretical dilemmas in medical anthropology and in the sociology of science and health. This is especially true of the construction of a ‘collective frame of reference’ on the new biological and ontological entities, the shaping of biological citizenship, and governance through uncertainty. Empirical evidence is also presented on a key aspect in regulation and governance, namely the emergence of a new transnational demand in health research through the establishment of parallel markets for ova and experimental cellular therapies. Qualitative data collected for a broader research paper is analyzed, as well as journal reviews and information gathered during interviews with international leaders. The paper concludes with a discussion on the importance on international governance of clinical trials and on further exploration, towards a multilevel harmonization of a diversity of normative practices.
Descritores: Junções Aderentes/metabolismo
Caderinas/metabolismo
Células Ciliadas Auditivas/metabolismo
Equilíbrio Postural/fisiologia
Sáculo e Utrículo/metabolismo
-Junções Aderentes/ultraestrutura
Animais Recém-Nascidos
Contagem de Células
Células Cultivadas
Células Ciliadas Auditivas/citologia
Células Ciliadas Auditivas/ultraestrutura
Células Ciliadas Vestibulares/citologia
Células Ciliadas Vestibulares/metabolismo
Células Ciliadas Vestibulares/ultraestrutura
Camundongos Transgênicos
Sáculo e Utrículo/embriologia
Sáculo e Utrículo/ultraestrutura
Limites: Humanos
Animais
Masculino
Feminino
Adulto
Camundongos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Estudo Comparativo
Research Support, N.I.H., Extramural
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-983902
Autor: Caldas, Érica Alessandra; Dias, Rosane da Silva.
Título: Medicações ototóxicas utilizadas no tratamento oncológico pediátrico: uma revisão sistemática / Ototoxic medications used in treating childhood cancer: a systematic review
Fonte: Audiol., Commun. res;23:e2007, 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo Fazer um levantamento dos medicamentos ototóxicos utilizados no tratamento do câncer pediátrico, apontar os danos das drogas para o sistema auditivo e os métodos utilizados na identificação destes danos nessa população. Estratégia de pesquisa: Foram utilizados periódicos nacionais e internacionais pertinentes ao assunto, acessados eletronicamente em bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde - MS, PubMed, Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações, que envolvessem a população pediátrica com histórico de tratamento oncológico, publicados entre 2007 e 2016, e no Banco de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Critérios de seleção Foram selecionados estudos que contemplassem os seguintes critérios: estudos observacionais nas línguas portuguesa, inglesa ou espanhola e resumos disponíveis que informassem o método de avaliação do dano auditivo. Resultados A amostra final resultou em 12 artigos. Destes, a audiometria tonal limiar foi o método de avaliação auditiva mais utilizado, estando presente em 10 (84,61%) dos estudos, seguido das emissões otoacústicas (46,15%). Todos os estudos foram desenvolvidos com pacientes que fizeram uso de cisplatina ou derivados da platina e, quanto ao dano auditivo, apenas 1 dos estudos incluídos não relatou presença de alteração na população estudada. Conclusão Os derivados da platina expressam papel importante no tratamento do câncer em diversos níveis e são os agentes ototóxicos mais citados em pesquisas. A cóclea é o local mais afetado, mais especificamente as células ciliadas externas. Os métodos de investigação da alteração auditiva mais utilizados são a audiometria tonal limiar e as emissões otoacústicas.

ABSTRACT Objective The aim of the present study was to perform a literature review on ototoxic medications used for the treatment of childhood cancer and determine the harm caused by such drugs to the auditory system as well as the methods used to identify this harm. Search strategy The electronic databases of the Virtual Health Library (Brazilian Health Ministry), PubMed, Brazilian Digital Library of Theses and Dissertations, and Databank of Theses and Dissertations of the Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES [Brazilian Coordination for the Advancement of Higher Education Personnel]) were searched for relevant national and international papers involving the pediatric population with a history of treatment for cancer published between 2007 and 2016. Selection criteria Observational studies published in Portuguese, English or Spanish with abstracts available and that informed the method for assessing hearing damage. Results The final sample consisted of 12 articles. Pure-tone threshold audiometry was the used in ten (84.61%) of the studies and otoacoustic emissions were investigated in 46.15%. All studies involved patients who made use of cisplatin or platinum derivatives. Only one of the studies included in the present review reported no changes in hearing in the population studied. Conclusion Platinum derivatives play an important role in the treatment of cancer and are the most widely cited ototoxic agents in studies. The cochlea is the most affected site, specifically the outer hair cells. The most widely used methods for assessing altered hearing are pure-tone threshold audiometry and otoacoustic emissions.
Descritores: Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos
Células Ciliadas Auditivas/efeitos dos fármacos
Perda Auditiva
Neoplasias/tratamento farmacológico
-Audiometria
Carboplatina/efeitos adversos
Cisplatino/efeitos adversos
Aminoglicosídeos/efeitos adversos
Neoplasias de Cabeça e Pescoço
Limites: Humanos
Criança
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  8 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-741535
Autor: Nascimento, Luiz Augusto; Settanni, Flávio Aurélio Parente; Góis Filho, José Franscisco de; Sanchez, Isabela Naria Dias; Cavalcante, Bruna Barros; Stávale, João Noberto.
Título: Isolated Schwannoma of the Olfactory Groove: A Case Report
Fonte: Int. arch. otorhinolaryngol. (Impr.);19(1):93-95, Jan-Mar/2015. graf.
Idioma: en.
Resumo: Introduction Schwannoma of the olfactory groove is an extremely rare tumor that can share a differential diagnosis with meningioma or neuroblastoma. Objectives The authors present a case of giant schwannoma involving the anterior cranial fossa and ethmoid sinuses. Case Report The patient presented with a 30-month history of left nasal obstruction, anosmia, and sporadic ipsilateral bleeding. Computed tomography of the paranasal sinuses revealed expansive lesion on the left nasal cavity extending to nasopharynx up to ethmoid and sphenoid sinuses bilaterally with intraorbital and parasellar extension to the skull base. Magnetic resonance imaging scan confirmed the expansive tumor without dural penetration. Biopsy revealed no evidence of malignancy and probable neural cell. Bifrontal craniotomy was performed combined with lateral rhinotomy (Weber-Ferguson approach), and the lesion was totally removed. The tumor measured 8.0 4.3 3.7 cm and microscopically appeared as a schwannoma composed of interwoven bundles of elongated cells (Antoni A regions)mixed with less cellular regions (Antoni B). Immunohistochemical study stained intensively for vimentin and S-100. Conclusion Schwannomas of the olfactory groove are extremely rare, and the findings of origin of this tumor is still uncertain but recent studies point most probably to the meningeal branches of trigeminal nerve or anterior ethmoidal nerves. .
Descritores: Permeabilidade da Membrana Celular/fisiologia
Células Ciliadas Auditivas/fisiologia
Canais Iônicos/fisiologia
Mecanotransdução Celular/fisiologia
-Animais Recém-Nascidos
Caderinas/genética
Permeabilidade da Membrana Celular/genética
Quelantes/farmacologia
Sulfato de Di-Hidroestreptomicina/farmacologia
Embrião de Mamíferos
Ácido Egtázico/análogos & derivados
Ácido Egtázico/farmacologia
Células Ciliadas Auditivas/citologia
Células Ciliadas Auditivas/efeitos dos fármacos
Técnicas In Vitro
Canais Iônicos/efeitos dos fármacos
Camundongos Transgênicos
Mecanotransdução Celular/efeitos dos fármacos
Mecanotransdução Celular/genética
Potenciais da Membrana/efeitos dos fármacos
Potenciais da Membrana/genética
MICE, INBRED CABDOMENABDOMINAL INJURIESBL
Miosinas/genética
Órgão Espiral/citologia
Precursores de Proteínas/genética
Limites: Animais
Feminino
Masculino
Camundongos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-705728
Autor: Ferreira, Daniele Barreto da Cunha; Araújo, Nádja Ísis Campos e; Marques, Suzana Raquel Lopes; Miranda, Isabela Assunção; Resende, Fernanda Alves Botelho de; Resende, Luciana Macedo de; Carvalho, Sirley Alves da Silva.
Título: Maturação auditiva periférica: análise das amplitudes das emissões otoacústicas produto de distorção em neonatos pré-termo e a termo / Peripheral auditory maturation: analysis of the amplitudes of the distortion product otoacoustic emissions in preterm and term neonates
Fonte: Audiol., Commun. res;19(1):25-32, 03/2014. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo : Comparar neonatos prematuros e a termo quanto à presença e amplitude das Emissões Otoacústicas Produto de Distorção (EOAPD), bem como caracterizá-los em relação aos indicadores de risco para perda auditiva. Métodos : Estudo realizado por análise das EOAPD (frequências de 2000, 3000, 4000, 6000 e 8000 Hz) e dos indicadores de risco para perda auditiva. Os neonatos foram agrupados segundo a idade gestacional. Os resultados foram analisados empregando-se testes ANOVA, Kruskal-Wallis e Qui-quadrado (5%). Resultados : A amostra constituiu-se de 109 neonatos (218 orelhas), com distribuição homogênea quanto ao gênero e a classificação a termo/pré-termo. Foi observado alto risco para perda auditiva em 40,4% dos lactentes. Dos indicadores de risco para deficiência auditiva, os mais frequentes foram a permanência em incubadora e internação em UTI superiores a cinco dias. As EOAPD mostraram-se presentes em 209 orelhas (95,9%). A ausência de respostas às EOAPD foi significativamente mais recorrente nos grupos com menor idade gestacional. Verificou-se aumento das amplitudes das EOAPD de acordo com o aumento da idade gestacional, exceto para a frequência de 8000 Hz na orelha esquerda. Não foi observada diferença entre orelhas e gêneros quanto à presença e amplitude das EOAPD. Conclusão : Há diferença entre os grupos pré-termo e a termo, quanto à presença e amplitude das EOAPD: maior probabilidade de falha nos grupos com menor idade gestacional e aumento (não linear) das amplitudes, conforme a idade gestacional torna-se maior. Os achados sugerem o fenômeno de maturação do sistema auditivo periférico. .

Purpose : To compare preterm and term neonates in relation to the presence and amplitude of Distortion Product Otoacoustic Emissions (DPOAEs), as well as to characterize them regarding risk indicators for hearing loss. Methods : Study realized by the analysis of the DPOAEs (frequencies of 2000, 3000, 4000, 6000 and 8000 Hz) and risk indicators for hearing loss. The neonates were grouped according to the gestational age. The results were analyzed by ANOVA, Kruskal-Wallis and Chi-square tests (5%). Results : The sample consisted of 109 neonates (218 ears) in homogenous distribution related to gender and preterm/term classification. A high risk for hearing loss was observed in 40.4% of the infants. From the risk indicators for hearing loss, the most common were the duration of the stay in incubators and intensive care units (ICU) longer than five days. The DPOAEs were present in 209 ears (95.9%). The absence of responses to DPOEAs was significantly more frequent in groups with lower gestational age. It was observed an increase of the amplitudes of the DPOEAs with the increase of the gestational age, except for the frequency of 8000 Hz in the left ear. There were no differences between ears and genders regarding the presence and amplitude of the DPOAEs. Conclusion : There are differences between preterm and term groups in relation to the presence and amplitude of the DPOAEs: higher probability of failure in the groups with lower gestational age and (nonlinear) increase of the amplitudes with the increase of the gestational age. The findings suggest the phenomenon of maturation of the peripheral auditory system. .
Descritores: Técnicas de Diagnóstico Otológico
Transtornos da Audição
Perda Auditiva/diagnóstico
Recém-Nascido Prematuro
Fatores de Risco
-Diagnóstico Precoce
Células Ciliadas Auditivas
Incubadoras para Lactentes
Unidades de Terapia Intensiva Neonatal
Triagem Neonatal
Fonoaudiologia
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 23 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-697611
Autor: Silva, Tatiana Rocha; Dias, Fernanda Abalen Martins.
Título: Amplitude das emissões otoacústicas produto de distorção e o uso de contraceptivos hormonais: estudo preliminar / Amplitude of distortion product otoacoustic emissions and the use of hormonal contraceptives: preliminary study
Fonte: Audiol., Commun. res;18(4):233-239, out.-dez. 2013. tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Identificar se há diferença na amplitude das emissões otoacústicas de mulheres que utilizam e que não utilizam contraceptivo hormonal. MÉTODOS: Participaram da pesquisa 30 mulheres, sendo 15 que utilizam o método contraceptivo hormonal e 15 que não o utilizam, todos sem queixa auditiva e com audição dentro dos padrões de normalidade. A coleta de dados foi realizada por meio das emissões otoacústicas transientes e pelas emissões otoacústicas produto de distorção. RESULTADOS: Não houve diferença entre os valores de amplitude das emissões otoacústicas produto de distorção para as frequências de 1 kHz, 1,4 kHz, 2,8 kHz, 4 kHz e 6 kHz, na orelha direita, nos grupos estudados. Na frequência de 2 kHz houve tendência à diferença entre os valores de amplitude das emissões otoacústicas produto de distorção, comparando-se o grupo de mulheres que não usam contraceptivo hormonal e o grupo das que usam. Na orelha esquerda, não houve diferença entre os valores de amplitude das emissões otoacústicas produto de distorção para as frequências de 1 kHz, 1,4 kHz, 2 kHz, 2,8 kHz, 4 kHz e 6 kHz, nos dois grupos analisados. CONCLUSÃO: Não foram observadas diferenças na amplitude das emissões otoacústicas produto de distorção pelo uso de contraceptivo hormonal, nos grupos estudados.

PURPOSE: To verify differences of otoacoustic emissions responses in women using and not using hormonal contraception. METHODS:Participated in this study 30 female individuals, 15 using a hormonal contraceptive method and 15 that do not use hormonal contraception. All without hearing complaints and hearing within normal limits. Data collection was performed by: transient otoacoustic emissions and distortion product otoacoustic emissions. RESULTS: There was no difference between the amplitude of distortion product otoacoustic emissions for frequencies 1 kHz, 1.4 kHz, 2.8 kHz, 4 kHz and 6 kHz in the right ear between the groups. The frequency of 2 kHz tended to the difference between the amplitude of distortion product otoacoustic emissions between the group of women not using hormonal contraception and use. In the left ear there was no difference between the amplitude of distortion product otoacoustic emissions for frequencies 1 kHz, 1.4 kHz, 2 kHz, 2.8 kHz, 4 kHz and 6 kHz between the groups. CONCLUSION: No differences were observed in the amplitude of distortion product otoacoustic emissions by use of hormonal contraceptives.
Descritores: Anticoncepcionais Femininos/efeitos adversos
Orelha Interna
Células Ciliadas Auditivas
Emissões Otoacústicas Espontâneas/efeitos dos fármacos
-Anticoncepcionais Orais Hormonais
Potenciais Evocados Auditivos/efeitos dos fármacos
Ciclo Menstrual
Distúrbios Menstruais
Ovulação
Zumbido
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde