Base de dados : LILACS
Pesquisa : A08.800.800.120.680.660 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 107 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 11 ir para página                         

  1 / 107 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131623
Autor: Pekel, Evre; Altisink, Selda Ayça; Pekel, Gökhan.
Título: Inner retinal thickness and optic disc measurements in obese children and adolescents / Espessura retiniana interna e medidas do disco óptico na obesidade pediátrica
Fonte: Arq. bras. oftalmol;83(5):383-388, Sept.-Oct. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: This study aimed to evaluate optic nerve head parameters and inner retinal layer thicknesses in obese children and adolescents. Methods: Forty-one eyes of 41 pediatric obese participants and 41 eyes of 41 age- and sex-matched healthy controls were included in this study. Body mass index was calculated, based on sex and age, using body weight and height measurements. Blood lipid values (i.e., cholesterol, low-density lipoprotein, high-density lipoprotein, and triglyceride) were measured in obese participants. Optical coherence tomography was used to examine optic nerve head parameters, including rim area, disc area, cup-to-disc ratio, and cup volume, as well as the thicknesses of retinal nerve fiber layers and macular ganglion cell-inner plexiform layers. Results: Optic disc parameters were similar in obese and healthy children (p>0.05). The percentage of binocular retinal nerve fiber layer thickness symmetry was significantly different between obese and control groups (p=0.003). Compared to the control group, participants in the obese group exhibited thinner retinal nerve fiber layers in the superior quadrants (p=0.04) and thinner ganglion cell-inner plexiform layers in the superior-temporal sectors (p=0.04). There were no statistically significant correlations between the ocular parameters and lipid blood test values assessed in this study (p>0.05). Body mass index was significantly negatively correlated with the mean retinal nerve fiber layer thickness (r=-0.33, p=0.03) in the obese group. There was no significant correlation between intraocular pressure and body mass index (r=0.05, p=0.74). Conclusion: Compared to healthy children, obese children had greater binocular retinal nerve fiber layer thickness asymmetry and thinner retinal nerve fiber and ganglion cell-inner plexiform layers in several sectors. Blood lipid levels were not associated with retinal thickness or optic disc parameters in obese children.

RESUMO Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar os parâmetros da cabeça do nervo óptico e a espessura da camada interna da retina em crianças e adolescentes obesos. Métodos: Quarenta e um olhos de 41 participantes pediátricos obesos e 41 olhos de 41 controles saudáveis pareados por idade e sexo foram incluídos neste estudo. O índice de massa corporal foi calculado com base no sexo e na idade, utilizando medidas de peso e estatura corporal. Os valores de lipídios no sangue (colesterol, lipoproteína de baixa e alta densidade e triglicérides) foram medidos nos participantes obesos. A tomografia de coerência óptica foi usada para examinar os parâmetros da cabeça do nervo óptico, incluindo a área da borda, área do disco, razão escavação/disco, volume da escavação, espessura s camadas de fibra nervosa da retina e as camadas plexiformes internas das células ganglionares da mácula. Resultados: Os parâmetros do disco óptico foram semelhantes em crianças obesas e saudáveis (p>0,05). A porcentagem da simetria da espessura da camada de fibras nervosas da retina binocular foi significativamente diferente entre os grupos obesos e controle (p=0,003). Comparados ao grupo controle, os participantes do grupo obeso exibiram camadas mais finas de fibras nervosas da retina nos quadrantes superiores (p=0,04) e camadas plexiformes mais finas da célula ganglionar interna nos setores temporal superior (p=0,04). Não houve correlação significante entre os parâmetros oculares e os valores dos exames de sangue lipídico avaliados neste estudo (p>0,05). O índice de massa corporal foi significativamente correlacionado negativamente com a espessura média da camada de fibras nervosas da retina (r=-0,33, p=0,03) no grupo obeso. Não houve correlação significativa entre a pressão intraocular e o índice de massa corporal (r=0,05, p=0,74). Conclusão: Comparadas às crianças saudáveis, as crianças obe sas apresentaram maior assimetria binocular na espessura da ca mada de fibras nervosas da retina e fibras nervosas da retina mais finas e camadas plexiformes internas das células ganglionares em vários setores. Os níveis de lipídios no sangue não foram associados à espessura da retina ou aos parâmetros do disco óptico em crianças obesas.
Descritores: Disco Óptico
Obesidade
-Disco Óptico/anatomia & histologia
Disco Óptico/diagnóstico por imagem
Retina
Células Ganglionares da Retina
Tomografia de Coerência Óptica
Fibras Nervosas
Obesidade/complicações
Limites: Humanos
Adolescente
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 107 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1153087
Autor: Mello, Luiz Guilherme Marchesi; Saraiva, Fábio Petersen; Monteiro, Mario Luiz Ribeiro.
Título: Angioid streaks and optic disc drusen in cherubism: a case report / Estrias angióides e drusas de disco óptico no Querubismo: um relato de caso
Fonte: Arq. bras. oftalmol;83(6):535-537, Nov.-Dec. 2020. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT A 65-year-old female patient was referred to our hospital for evaluation for cataract surgery. Her past medical history included corrective jaw surgeries for facial deformities that developed during infancy and persisted through early adulthood. A complete ophthalmological examination revealed bilateral angioid streaks, drusen in both optic disc areas, and a subretinal neovascular membrane in the left macula. Genetic analysis revealed a mutation in the SH3BP2 gene compatible with the diagnosis of cherubism. Clinical and laboratory evaluation revealed no additional systemic disorders. Cherubism is a rare disease characterized by the development of painless fibro-osseous lesions in the jaws and the maxilla in early childhood. Ophthalmologic findings in this disease are primarily related to orbital bone involvement. This is the first report of AS and optic disc drusen in a patient diagnosed with cherubism. Our findings suggest that angioid streaks and optic disk drusen should be included in the differential diagnosis of ophthalmic disorders identified in patients with this genetic abnormality.

RESUMO Paciente de 65 anos, sexo feminino, foi encaminhada para avaliação de cirurgia de catarata. Relatou história de cirurgias mandibulares para correção de deformação facial desenvolvida ao longo da infância e adolescência. O exame oftalmológico completo mostrou estrias angióides bilaterais, drusas em ambas as áreas dos discos ópticos e membrana neovascular sub-retiniana na mácula esquerda. A análise genética revelou mutação no gene SH3BP2 compatível com o diagnóstico de Querubismo. A avaliação clínica e laboratorial descartou outros distúrbios sistêmicos. O Querubismo é uma doença óssea rara caracterizada pelo desenvolvimento de lesões fibro-ósseas indolores na mandíbula e maxila durante a primeira infância. Os achados oftalmológicos nesta doença estão principalmente relacionados ao envolvimento ósseo orbitário. Este artigo descreve pela primeira vez a ocorrência de estrias angióides e drusas de disco óptico no Querubismo. Enfatizamos que essa condição deve ser incluída no diferencial de pacientes com tais achados, principalmente quando ambos existirem em associação.
Descritores: Disco Óptico
Querubismo
Drusas do Disco Óptico
Proteínas Adaptadoras de Transdução de Sinal
Estrias Angioides
-Disco Óptico/diagnóstico por imagem
Drusas do Disco Óptico/diagnóstico
Drusas do Disco Óptico/diagnóstico por imagem
Diagnóstico Diferencial
Limites: Humanos
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 107 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-782804
Autor: Colak, Hatice Nur; Kantarcı, Feride Aylin; Tatar, Mehmet Gurkan; Eryilmaz, Mehmet; Uslu, Hasim; Goker, Hasan; Yildirim, Aydin; Gurler, Bulent.
Título: Retinal nerve fiber layer, ganglion cell complex, and choroidal thicknesses in migraine / Espessuras da camada de fibras nervosas retinianas, complexo de células ganglionares e coroide na enxaqueca
Fonte: Arq. bras. oftalmol;79(2):78-81, Mar.-Apr. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To evaluate the thicknesses of the peripapillary retinal nerve fiber layer (RNFL), ganglion cell complex (GCL), and choroid layer using spectral domain optical coherence tomography (SD-OCT) for investigating the effects of vascular changes on the eye and optic nerve in patients who have migraine with aura. Methods: Forty-five patients who had migraine with aura (migraine group) and 45 healthy individuals (control group) were enrolled in the study. Age, gender, duration after migraine diagnosis, intraocular pressure, and axial length measurements were recorded in each case. RNFL, GCL, and choroid layer thicknesses were measured using SD-OCT in all participants. Results: The mean age was 36.1 ± 6.7 (20-45) years in the migraine group and 35.7 ± 8.6 (19-45) years in the control group. There was no significant difference in the RNFL thicknesses of the temporal and nasal quadrants (p >0.05). The RNFL thicknesses of the superior and inferior quadrants were significantly lower in the migraine group compared with those in the control group (p =0.001, p <0.01, respectively). Measurements for the superior and inferior GCL were not significantly different between the groups (p >0.05). Subfoveal, temporal, and nasal choroidal thickness measurements at 500 µm, 1000 µm, and 1500 µm were significantly lower in the migraine group than in the control group (p =0.001; p <0.01, respectively). Conclusions: Compared with the controls, the RNFL and choroid layer were determined to be thinner in patients who had chronic migraine with aura.

RESUMO Objetivo: Avaliar as espessuras de camada peripapilar de fibras nervosas retinianas (RNFL), complexo de células ganglionares (GCL) e da coroide utilizando a tomografia de coerência óptica de domínio espectral (SD-OCT), a fim de investigar os efeitos das alterações vasculares no olho e nervo óptico em pacientes que apresentam enxaqueca com aura. Métodos: Quarenta e cinco pacientes que apresentavam enxaqueca com aura (grupo enxaqueca) e 45 indivíduos saudáveis (grupo controle) foram incluídos no estudo. Idade, sexo, duração da enxaqueca, pressão intraocular e medidas de comprimento axial foram registrados em cada caso. Medidas da RNFL, GCL e espessuras da coroide foram obtidas com SD-OCT em todos os participantes. Resultados: A média da idade foi de 36,1 ± 6,7 (20-45) anos no grupo enxaqueca e 35,7 ± 8,6 (19-45) anos no grupo controle. Não houve diferença significativa em espessuras RNFL nos quadrantes temporal e nasal (p>0,05). A espessura da RNFL nos quadrantes superiores e inferiores foram significativamente menores no grupo de enxaqueca em comparação ao grupo controle (p=0,001; p<0,01). Medidas da GCL superior e inferior não mostraram diferença significativa entre os grupos (p>0,05). Espessuras subfoveais, temporais e nasais da coroide (CT) a 500 µm, 1000 µm e 1500 µm foram significativamente menores no grupo de enxaqueca em relação ao grupo controle (p=0,001; p<0,01). Conclusões: Comparados aos controles, as espessuras da RNFL e coroide foram mais finas em pacientes que apresentavam enxaqueca crônica com aura.
Descritores: Retina/diagnóstico por imagem
Células Ganglionares da Retina/patologia
Corioide/diagnóstico por imagem
Enxaqueca com Aura/diagnóstico por imagem
Fibras Nervosas/patologia
-Disco Óptico/fisiopatologia
Disco Óptico/diagnóstico por imagem
Retina/fisiopatologia
Estudos Transversais
Corioide/fisiopatologia
Enxaqueca com Aura/fisiopatologia
Tomografia de Coerência Óptica
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 107 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-794570
Autor: Mete, Alper; Kimyon, Sabit; Saygılı, Oğuzhan; Evişen, Alper; Pamukcu, Can; Çeri, Seda; Güngör, Kıvanç.
Título: Dynamic changes in optic disc morphology, choroidal thickness, anterior chamber parameters, and intraocular pressure during Valsalva maneuver / Mudanças dinâmicas na morfologia do disco óptico, espessura da coroide, parâmetros de câmara anterior e pressão intraocular durante a manobra de Valsalva
Fonte: Arq. bras. oftalmol;79(4):209-213, July-Aug. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To investigate the effects of the Valsalva maneuver (VM) on optic disc morphology, choroidal thickness, and anterior chamber parameters. Methods: This prospective observational study included 60 eyes of 60 healthy subjects. The anterior chamber parameters, including central corneal thickness (CCT), anterior chamber depth (ACD), anterior chamber angle (ACA), anterior chamber volume (ACV), pupil diameter (PD), axial length (AL), subfoveal and peripapillary choroidal thickness, optic disc parameters, and intraocular pressure (IOP), were measured at rest and during VM. Results: VM did not have any significant influence on AL, subfoveal and peripapillary choroidal thickness, optic disc area, rim area, cup area, cup-to-disc area ratio, vertical cup-to-disc ratio, rim volume, cup volume, and nerve head volume measurements (for all; p >0.05). IOP and PD significantly increased during VM (for both; p <0.001). VM significantly decreased CCT, ACD, ACA, and ACV values (for all; p <0.001). Moreover, the optic nerve cup volume decreased and the horizontal cup-to-disc ratio significantly increased during VM (for both; p <0.05). Conclusions: VM may cause transient changes in IOP, optic disc morphology, and anterior chamber parameters.

RESUMO Objetivo: Investigar os efeitos da manobra de Valsalva (VM) sobre a morfologia do disco óptico, a espessura da coroide e parâmetros câmara anterior. Métodos: Estudo observacional, prospectivo incluiu 60 olhos de 60 indivíduos saudáveis. Os parâmetros da câmara anterior, incluindo da espessura central da córnea (CCT), profundidade da câmara anterior (ACD), ângulo da câmara anterior (ACA), volume de câmara anterior (ACV), diâmetro da pupila (PD), comprimento axial (AL), espessura da coroide subfoveal e peripapilar, parâmetros de disco óptico e pressão intraocular (IOP) foram medidos em repouso e durante VM. Resultados: A VM não apresentou influência significativa em AL, espessura da coroide subfoveal e peripapilar, área de disco óptico, área da rima neural, área da escavação, relação da área escavação-disco, a relação vertical escavação-disco, volume da rima neural, volume da escavação, medidas de volume cabeça do nervo (para todos; p >0,05). IOP e PD aumentaram significativamente durante VM (para ambos; p <0,001). A VM diminuiu os valores CCT, ACD, ACA e ACV significativamente (para todos; p <0,001). Além disso, o volume da escavação do nervo óptico diminuiu e a razão horizontal escavação-disco aumentou significativamente durante VM (para ambos; p <0,05). Conclusões: A VM pode causar alterações transitórias na pressão intraocular, na morfologia do disco óptico e em parâmetros câmara anterior.
Descritores: Disco Óptico/anatomia & histologia
Manobra de Valsalva/fisiologia
Corioide/anatomia & histologia
Pressão Intraocular/fisiologia
Câmara Anterior/anatomia & histologia
-Nervo Óptico/fisiologia
Postura/fisiologia
Valores de Referência
Estudos Prospectivos
Análise de Regressão
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 107 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-827973
Autor: Gunduz, Abuzer; Polat, Nihat; Cumurcu, Tongabay; Demirel, ErsinErsan; Özsoy, Ercan.
Título: Corneal structure in tilted disc syndrome / Estrutura da córnea na síndrome de disco inclinado
Fonte: Arq. bras. oftalmol;79(5):285-288, Sept.-Oct. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To evaluate the central corneal thickness (CCT), corneal volume (CV), and anterior and posterior corneal surfaces using the Scheimpflug imaging system in patients diagnosed with tilted disc syndrome (TDS). Methods: The study group (Group 1) and the control group (Group 2) comprised 35 eyes of 35 age-, sex-, and refraction-matched cases. All cases underwent a full ophthalmic examination that included cycloplegic refraction, axial ocular length measurement, and Scheimpflug imaging. Results: The mean age was 34.68 ± 15.48 years in Group 1 and 34.11 ± 12.01 years in Group 2 (p=0.864). The gender distribution was 18 males and 17 females in Group 1 and 16 males and 19 females in Group 2 (p=0.618). All subjects were Caucasian. The spherical equivalent was 3.62 ± 1.75 D in Group 1 and 3.69 ± 1.51 D in Group 2 (p=0.850). There was no significant difference in age, sex, race, or spherical equivalent between groups. There was no significant difference in mean keratometric value and CV3 (the CV in the central 3 mm) between groups (p=0.232 and 0.172, respectively). There were statistically significant differences in CCT, CV5, and CV7 (CV in the central 5 and 7 mm3, respectively) and total CV between groups (p=0.008, 0.003, 0.023, and 0.019, respectively). The values of all parameters were lower in the study group than in the control group. There was also a statistically significant difference in the anterior elevation parameters of the cornea between groups (p<0.05). The mean values of Group 1 were higher than those of Group 2. There were statistically significant differences in the two parameters referring to the posterior elevation of the cornea between the two groups (p<0.05). Conclusion: The results of this study showed that eyes with TDS have thinner CCT, lower CV, and different anterior corneal curvature than normal eyes.

RESUMO Objetivo: Avaliar a espessura central da córnea (CCT), o volume de córnea (CV), e a superfície corneana anterior e posterior utilizando sistema de imagem Scheimpflug em pacientes com diagnóstico de síndrome do disco inclinado (TDS). Métodos: O grupo de estudo (grupo 1) e o grupo controle (grupo 2) consistiu de 35 olhos de 35 pacientes pareados por idade, sexo e refração em cada grupo. Todos os casos foram submetidos a um exame oftalmológico completo incluindo refração sob cicloplegia, medida do comprimento axial ocular e avaliação por Scheimpflug. Resultados: A idade média foi de 34,68 ± 15,48 anos no grupo 1 e 34.11 ± 12,01 anos no grupo 2 (p=0,864). A distribuição por sexo foi de 18 homens e 17 mulheres do grupo 1 e 16 homens e 19 mulheres no grupo 2 (p=0,618). Todos os indivíduos eram caucasianos. O equivalente esférico foi 3,62 ± 1,75 D no Grupo 1 e 3,69 ± 1,51 D no Grupo 2 (p=0,850). Não houve diferença significativa entre os dois grupos para idade, sexo, raça e equivalente esférico. Não houve diferença significativa entre os dois grupos para o valor médio ceratométrico e CV3 (o volume da córnea na central 3 mm) (p=0,232, p=0,172, respectivamente). Houve diferença estatisticamente significativa entre os dois grupos para CCT, CV5, CV7 (volume de córnea na região central 5 e 7 mm, respectivamente) e CV total (p=0,008, p=0,003, p=0,023 e p=0,019, respectivamente). Os valores do grupo de estudo foram menores do que o grupo controle para todos os parâmetros. Houve também diferença estatisticamente significativa entre os dois grupos nos parâmetros elevação anterior da córnea (p<0,05). Os valores médios do grupo 1 foram maiores do que o grupo 2. Não houve diferença entre os dois grupos para os dois parâmetros referentes à elevação posterior da córnea (p<0,05). Conclusões: Nosso estudo mostrou que os olhos com TDS apresentam CCT mais fina, menor volume da córnea e alterações na curvatura corneana anterior quando comparados aos olhos normais.
Descritores: Disco Óptico/anormalidades
Disco Óptico/patologia
Doenças do Nervo Óptico/fisiopatologia
Córnea/patologia
-Disco Óptico/fisiopatologia
Tamanho do Órgão
Valores de Referência
Síndrome
Acuidade Visual
Estudos de Casos e Controles
Estudos Transversais
Estatísticas não Paramétricas
Córnea/fisiopatologia
Córnea/diagnóstico por imagem
Topografia da Córnea/métodos
Paquimetria Corneana/métodos
Pressão Intraocular
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 107 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-827975
Autor: Özelce, Ramazan; Gürlü, Vuslat; Güçlü, Hande; Özal, Sadık Altan.
Título: Coexistence of optic pit and coloboma of iris, lens, and choroid: a case report / Coexistência de fosseta óptica e coloboma de íris, cristalino e coroide: um primeiro relato de caso
Fonte: Arq. bras. oftalmol;79(5):328-329, Sept.-Oct. 2016. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT A 42-year-old woman was admitted to our clinic with a complaint of glare in both eyes. Biomicroscopic examination of both the eyes revealed iris and lens colobomas in the inferior quadrant. Fundus examination of the right eye revealed an oval and gray inferotemporal optic pit and two choroid colobomas in the inferior quadrant. In the left eye, two choroid colobomas were detected that were inferior to the optic nerve head. Furthermore, a 21-year-old man presented to our clinic for a routine ophthalmologic examination. Bilateral biomicroscopic examination was normal. Fundus examination of the left eye revealed an oval and gray inferotemporal optic pit and a choroid coloboma that was inferior to the optic nerve head. Here we describe optic pits co-occurring with iris, lens, and choroidal colobomas. On the basis of these cases, a defect in the closure of the embryonic fissure is the most plausible etiology of the optic pit.

RESUMO Uma mulher de 42 anos de idade foi internada em nossa clínica com queixa de ofuscamento em ambos os olhos. O exame biomicroscópico revelou coloboma de íris e cristalino no quadrante inferior em ambos os olhos. O exame de fundo do olho direito revelou um fosseta óptica oval e acinzentada na região inferotemporal e dois colobomas coroide no quadrante inferior. No olho esquerdo, dois colobomas de coroide foram detectados inferiormente à da cabeça do nervo óptico. Outro homem de 21 anos apresentou-se em nossa clínica para um exame oftalmológico de rotina. O exame biomicroscópico foi normal, bilateralmente. O exame de fundo do olho esquerdo revelou uma fosseta oval e acinzentada de nervo óptico óptico inferotemporal e um coloboma coroide inferior à cabeça do nervo óptico. Nestes relatos nós descrevemos fossetas ópticas ocorrendo simultaneamente com colobomas de íris, cristalino, e coroide. Com base nestes casos, o defeito no fechamento da fissura embrionária é uma provável etiologia da fosseta óptica.
Descritores: Disco Óptico/anormalidades
Coloboma/patologia
Iris/anormalidades
Corioide/anormalidades
Cristalino/anormalidades
-Disco Óptico/patologia
Disco Óptico/diagnóstico por imagem
Angiofluoresceinografia/métodos
Acuidade Visual
Coloboma/diagnóstico por imagem
Iris/patologia
Iris/diagnóstico por imagem
Corioide/patologia
Corioide/diagnóstico por imagem
Tomografia de Coerência Óptica/métodos
Fundo de Olho
Cristalino/patologia
Cristalino/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 107 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888133
Autor: Roizenblatt, Marina; Muller, Leo; Lobos, Claudio Z; Saraiva, Vinicius S; Magalhães Jr, Octaviano; Maia, Andre.
Título: Optical coherence tomography angiography artifactual choroidal neovascularization in optic disc pit maculopathy / Artefato de neovascularização de coroide na angiografia por tomografia de coerência óptica em pit de disco óptico
Fonte: Arq. bras. oftalmol;80(4):257-259, July-Aug. 2017. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT This case report describes a 19-year-old Caucasian man presented with decreased visual acuity in the right eye for 3 months. Dilated funds exam revealed optic disk pit associated with serous macular detachment. Optical coherence tomography identified communication between the optic disk pit and the macular serous detachment, and optical coherence tomography angiography displayed a subfoveal area suggestive of subfoveal choroidal neovascularization. However, there was no evidence of leakage in the fluorescein angiogram and no evidence of choroidal neovascularization in optical coherence tomography in the area corresponding to the suspicious subfoveal choroidal neovascularization. The patient underwent 23-gauge pars plana vitrectomy in the right eye. Six weeks after surgery, multimodal imaging was repeated and there was near-complete resorption of the subretinal fluid. Optical coherence tomography angiography signal superimposed on optical coherence tomography B-scan also demonstrated normal choriocapillaris signal throughout the macula. In conclusion, optical coherence tomography angiography may produce artifacts in optic disk pit maculopathy that simulate choroidal neovascularization.

RESUMO O presente estudo relatou o caso de um homem caucasiano de 19 anos com diminuição da acuidade visual no olho direito há 3 meses. Na fundoscopia havia um pit de papila associado ao descolamento seroso macular. A tomografia de coerência óptica identificou uma comunicação entre o pit e o descolamento seroso e a angiografia por tomografia de coerência óptica demonstrou uma área subfoveal sugestiva de membrana neovascular sub-retiniana. No entanto, não houve evidência de vazamento na angiofluoresceínografia com contraste e nem de membrana neovascular sub-retiniana na tomografia de coerência óptica na área suspeita. O paciente foi submetido a vitrectomia pars plana 23-gauge no olho direito. Seis semanas após a cirurgia, os exames foram repetidos e houve reabsorção quase completa do líquido sub-retiniano. O sinal da angiografia por tomografia de coerência óptica sobreposto à tomografia de coerência óptica B-scan era normal na região da mácula. Em conclusão, a angiografia por tomografia de coerência óptica pode produzir artefatos em maculopatia secundária a pit de papila que simulam uma membrana neovascular sub-retiniana.
Descritores: Disco Óptico/diagnóstico por imagem
Angiofluoresceinografia/métodos
Artefatos
Neovascularização de Coroide/diagnóstico por imagem
Tomografia de Coerência Óptica/métodos
-Descolamento Retiniano/diagnóstico por imagem
Acuidade Visual
Limites: Humanos
Masculino
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 107 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888151
Autor: Cankaya, Ali Bulent; Ozates, Serdar.
Título: Relationship between anterior segment and optic nerve head parameters in healthy subjects / Relações entre os parâmetros do segmento anterior e da cabeça do nervo óptico em indivíduos saudáveis
Fonte: Arq. bras. oftalmol;80(5):285-289, Sept.-Oct. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To determine the relationship between anterior segment and optic nerve head (ONH) parameters. Methods: Two hundred healthy subjects were enrolled in this study. The par­ticipants underwent measurement of anterior segment parameters with a Pentacam Scheimpflug system and imaging of the optic disc with confocal scanning laser ophthalmoscopy. Pearson's correlation coefficient was calculated to assess the associations between ONH and anterior segment parameters. Multivariate regression analyses controlling for age and disc area as confounding factors were also conducted. Results: There were significant negative relationships between optic disc area and corneal thickness (p=0.03, r=-0.217) and volume (p=0.017, r=-0.239). Corneal refractive power was significantly correlated with cup area, rim area, rim volume, and cup/disc ratio (p<0.05 for all). An increase of 1 diopter in anterior corneal refractive power corresponded to a decrease of 0.022 in cup/disc ratio. Rim volume was negatively correlated with anterior chamber depth and anterior chamber volume (p<0.05 for both). A 1-mm3 increase in anterior chamber depth corresponded to a 0.154-mm3 decrease in rim volume. Mean and maximum cup depth measurements were not associated with any of the anterior segment parameters. Conclusions: In nonglaucomatous eyes, the dimensions and shape of the ONH may be related to anterior segment morphology. Therefore, it may be helpful to take anterior segment parameters into consideration in evaluating the OHN.

RESUMO Objetivo: Determinar a relação entre os parâmetros do segmento anterior e da cabeça do nervo óptico (CNO). Métodos: Duzentos indivíduos saudáveis foram incluídos neste estudo. Os participantes foram submetidos à medição dos parâmetros do segmento anterior com o sistema Pentacam Scheimpflug e à obtenção de imagens de disco óptico com oftalmoscopia a laser de varredura confocal. O coeficiente de correlação de Pearson foi calculado para avaliar as associações entre CNO e os parâmetros do segmento anterior. Realizaram-se também análises de regressão multivariada que controlam a idade e a área do disco como factores de confusão. Resultados: Houve uma relação negativa estatisticamente significativa entre a espessura da córnea, o volume da córnea e a área do disco óptico (p=0,03, r=-0,217 e p=0,017, r=-0,239, respectivamente). As medições do poder de refração da córnea mostraram correlações significativas com a área da escavação, a área da rima, o volume da rima (RV) e a relação escavação/disco (C/D). (P<0,05 para todos). Um aumento de dioptria no poder de refração corneana anterior corresponde a uma diminuição de 0,022 em C/D. O RV mostrou correlação negativa com a profundidade da câmara anterior (PCA) e volume da câmara anterior. (P<0,05 para ambos). O aumento de 1 mm3 na PCA corresponde a uma diminuição de 0,154 mm3 no RV. As médias e as medidas máximas de profundidade de rima não mostraram associação com nenhum dos parâmetros do segmento anterior. Conclusões: Em olhos não glaucomatosos, as dimensões e forma da CNO podem estar relacionadas com a morfologia do segmento anterior. Portanto, pode ser útil levar em consideração os parâmetros do segmento anterior na avaliação da CNO.
Descritores: Disco Óptico/anatomia & histologia
Segmento Anterior do Olho/anatomia & histologia
-Oftalmoscopia/métodos
Disco Óptico/fisiologia
Tamanho do Órgão
Valores de Referência
Refração Ocular/fisiologia
Glaucoma/etiologia
Análise Multivariada
Estudos Prospectivos
Fatores de Risco
Fatores Etários
Estatísticas não Paramétricas
Microscopia Confocal/métodos
Paquimetria Corneana
Pressão Intraocular/fisiologia
Segmento Anterior do Olho/fisiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 107 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1019405
Autor: Azevedo, Breno Marques da Silva; Araujo, Rafael Barbosa de; Ciongoli, Marina R; Hatanaka, Marcelo; Preti, Rony Carlos; Monteiro, Mario Luiz Ribeiro; Zacharias, Leandro Cabral.
Título: The effect of panretinal photocoagulation on confocal laser scanning ophthalmoscopy and stereo photographic parameters of optic disk topography in patients with diabetic retinopathy / Efeito da panfotocoagulação retiniana na oftalmoscopia confocal de varredura a laser e parâmetros da estereofotografia do disco óptico em pacientes com retinopatia diabética
Fonte: Arq. bras. oftalmol;82(4):295-301, July-Aug. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To determine the effect of panretinal photocoagulation on optic disk topographic parameters in non-glaucomatous patients with proliferative diabetic retinopathy. Methods: This was a prospective, single-center, observational study. Thirty-eight eyes of 26 patients with diabetes underwent panretinal photocoagulation for proliferative diabetic retinopathy. Stereoscopic disk photographs and optic nerve head parameters were evaluated using the Zeiss fundus camera and the confocal scanning laser ophthalmoscope (Heidelberg Retinal Tomograph), respectively, at baseline and 12 months after the completion of panretinal photocoagulation. Results: Thirty-eight eyes of 26 patients (15 female) with a mean age of 53.7 (range 26-74) years were recruited. No significant difference was found between the stereo photography determined mean horizontal and vertical cup-to-disk ratio before and after panretinal photocoagulation treatment (p=0.461 and 0.839, respectively). The global values of the optic nerve head parameters analyzed with the HRT3 showed no significant change from baseline to 12 months, including the disk area, cup area, rim area, cup volume, rim volume, cup-to-disk area ratio, linear cup-to-disk ratio, mean cup depth, maximum cup depth, cup shape measure, height variation contour, mean retinal nerve fiber layer thickness, and cross-sectional area. Conclusion: Our results suggest that panretinal photocoagulation does not cause morphological optic disk changes in patients with diabetic proliferative retinopathy after 1 year of follow-up.

RESUMO Objetivo: Determinar o efeito da panfotocoagulação retiniana nos parâmetros topográficos do disco óptico em pacientes não glaucomatosos com retinopatia diabética proliferativa. Métodos: Este é um estudo observacional pros­pectivo e unicêntrico. Trinta e oito olhos de 26 pacientes dia­béticos foram submetidos à panfotocoagulação retiniana para retinopatia diabética proliferativa. As estereofotografias e os parâmetros do disco óptico foram avaliados usando o retinógrafo Visucam da Zeiss e o oftalmoscópio confocal de varredura a laser (Heidelberg Retinal Tomograph), respectivamente, no início e 12 meses após a conclusão da panfotocoagulação. Resultados: Trinta e oito olhos de 26 pacientes (15 mulheres) com média de idade de 53,7 anos (intervalo de 26-74) foram recrutados. Nenhuma diferença significativa foi encontrada entre a média horizontal e vertical para relação escavação/disco óptico determinadas pelas estereo­fotografias antes e após o tratamento com panfotocoagulação retiniana (p=0,461 e 0,839, respectivamente). Os valores globais dos parâmetros do disco óptico analisados com a tomografia de varredura a laser não mostraram nenhuma mudança significativa entre o início até os 12 meses, incluindo disk area, cup area, rim area, cup volume, rim volume, C/D area ratio, linear C/D ratio, mean cup depth, maximum cup depth, cup shape measure, height variation contour, mean retinal nerve fiber layer thickness e cross-sectional area. Conclusão: Nossos resultados sugerem que a panfotocoagulação retiniana não causa alterações morfológicas no disco óptico em pacientes com retinopatia diabética proliferativa após um ano de seguimento.
Descritores: Oftalmoscopia/métodos
Disco Óptico/patologia
Fotocoagulação a Laser/métodos
Microscopia Confocal/métodos
Retinopatia Diabética/cirurgia
Retinopatia Diabética/patologia
-Disco Óptico/diagnóstico por imagem
Nervo Óptico/patologia
Nervo Óptico/diagnóstico por imagem
Valores de Referência
Estudos Prospectivos
Resultado do Tratamento
Estatísticas não Paramétricas
Polarimetria de Varredura a Laser
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 107 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1088959
Autor: Zacharias, Leandro Cabral; Nascimento, Micael Valtoni Dantas do; Ghosn, Nagilton Bou; Ciongoli, Marina Ravagnani; Preti, Rony Carlos; Monteiro, Mário Luiz Ribeiro.
Título: Inverted internal limiting membrane flap for the management of optic disc pit maculopathy / Técnica do flap invertido da membrana limitante interna para o manejo da maculopatia causada pela fosseta do disco óptico
Fonte: Arq. bras. oftalmol;83(1):69-72, Jan.-Feb. 2020. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Optic disc pit is a rare congenital anomaly that can cause serous macular detachment. It has no universally accepted single treatment. Recently, several investigators have performed new procedures to directly seal the pit. Herein, we report a case showing a promising method for optic pit maculopathy surgical treatment. We created an inverted internal limiting membrane flap and fold it over the pit to promote barrier in order to stop further fluid accumulation. Gradual absorption of subretinal fluid was observed over 12 months of follow-up. Optical coherence tomography can demonstrate internal limiting membrane folded over the pit and progressive subretinal fluid resolution. This technique resulted in a satisfactory anatomic outcome with good functional improvement in the best-corrected visual acuity.

RESUMO A fosseta do disco óptico é uma rara anomalia con gênita que pode causar descolamento de retina seroso na mácula. Não há um tratamento cirúrgico padrão universalmente aceito. Recentemente, cirurgiões têm realizado procedimentos novos que visam selar o buraco diretamente. Esse caso clínico mostra um método promissor para o tratamento cirúrgico da maculopatia causada pela fosseta do disco. Optamos por criar um flap invertido com a membrana limitante interna, dobrando-o sobre a fosseta para promover uma barreira, impedindo o acúmulo de fluido. A absorção gradual do líquido subretiniano foi observada ao longo de 12 meses de acompanhamento. Imagens de tomografia de coerência óptica podem demonstrar a membrana limitante interna dobrada sobre a fosseta e a resolução progressiva do fluido subretiniano. Esta técnica resultou em um resultado anatômico satisfatório com boa melhora funcional na acuidade visual.
Descritores: Vitrectomia/métodos
Descolamento Retiniano/cirurgia
Anormalidades do Olho/cirurgia
Tomografia de Coerência Óptica/métodos
-Disco Óptico/anormalidades
Doenças Retinianas
Descolamento Retiniano/etiologia
Acuidade Visual
Anormalidades do Olho/complicações
Líquido Sub-Retiniano
Degeneração Macular/complicações
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 11 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde