Base de dados : LILACS
Pesquisa : A09.371.060 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 64 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 7 ir para página                  

  1 / 64 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-978690
Autor: Ruiz Hernández, Ihosvany; Jenki Delgado, Dalgis; Salgado Montejo, Lyen; Misiara Álvarez, Alfredo Ediel; Castro Junco, Iraidelys.
Título: Proptosis ocular a causa de la infección-enfermedad por VIH-sida / Ocular proptosis caused by HIV-AIDS infection-disease
Fonte: Rev. medica electron;40(5):1601-1616, set.-oct. 2018. graf.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN Se presenta a un paciente que ingresó en el antiguo Hospital Provincial Clínico Quirúrgico Docente "José Ramón López Tabrane", de Matanzas. El motivo del ingreso fue una proptosis ocular derecha de instauración súbita en el curso de la infección-enfermedad por VIH-sida. Se le realizaron múltiples estudios para poder definir la causa, y, pese a imponer tratamiento oportuno, falleció a los 15 días del mismo. La epidemia de sida continúa creciendo mundialmente. El conocimiento de las manifestaciones oculares; tanto las alteraciones del segmento anterior como las del posterior, y las infecciones asociadas, permiten mayor posibilidad de preservar la función visual en estos pacientes (AU).

ABSTRACT We present the case of a patient who entered the former Provincial Teaching Clinical Surgical Hospital "José Ramón López Tabrane", of Matanzas. The cause of admission was a sudden right ocular proptosis in the course of an HIV-AIDS infection-disease. Many different studies were carried out to define the cause, and although he was timely treated, he died 15 days after the treatment. The AIDS epidemic is still growing around the world. The knowledge of ocular manifestations, the alterations of the anterior segment as much as the alterations of the posterior one, and the associated infections allow a higher possibility of preserving the visual function in these patients (AU).
Descritores: HIV/patogenicidade
Manifestações Oculares
-Infecções Oculares/complicações
Infecções Oculares/mortalidade
Doença
Fatores de Risco
Segmento Posterior do Olho/patologia
Segmento Anterior do Olho/patologia
Limites: Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CU424.1 - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas


  2 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-787329
Autor: Gunes, Alime; Yigit, Musa; Tok, Levent; Tok, Ozlem.
Título: Evaluation of anterior segment parameters in patients with pseudoexfoliation syndrome using Scheimpflug imaging / Avaliação de parâmetros do segmento anterior por imagem Scheimpflug em pacientes com síndrome de pseudoexfoliação
Fonte: Arq. bras. oftalmol;79(3):177-179tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To evaluate anterior segment parameters in patients with pseudoexfoliation syndrome (PXS) using Scheimpflug imaging. Methods: Forty-three PXS patients and 43 healthy control subjects were included in this cross-sectional study. All participants underwent a detailed ophthalmologic examination. Anterior segment parameters were measured using a Scheimpflug system. Results: Considering the PXS and control groups, the mean corneal thicknesses at the apex point (536 ± 31 and 560 ± 31 µm, respectively, p=0.001), at the center of the pupil (534 ± 31 and 558 ± 33 µm, respectively, p=0.001), and at the thinnest point (528 ± 30 and 546 ± 27 µm, respectively, p=0.005) were significantly thinner in PXS patients. Visual acuity was significantly lower (0.52 ± 0.37 versus 0.88 ± 0.23, p<0.001) and axial length was significantly longer (23.9 ± 0.70 mm versus 23.2 ± 0.90 mm, p=0.001) in the PXS eyes than in the control eyes. There were no statistically significant differences in the mean values of keratometry, anterior chamber angle, anterior chamber depth, corneal volume, and anterior chamber volume between the PXS and control eyes. Conclusions: The patients with PXS had thinner corneas, worse visual acuity, and longer axial length compared with those in the healthy controls.

RESUMO Objetivo: Avaliar os parâmetros do segmento anterior em pacientes com síndrome de pseudoexfoliação (PXS) utilizando imagens de Scheimpflug. Métodos: Quarenta e três pacientes com PXS e 43 indivíduos saudáveis foram incluídos neste estudo transversal. Todos os participantes foram submetidos ao exame oftalmológico detalhado. Parâmetros do segmento anterior foram medidos por sistema de Scheimpflug. Resultados: Considerando os grupos PXS e controle, respectivamente, as espessuras médias da espessura corneana no ápice (536 ± 31 µm e 560 ± 31 µm, p=0,001), no centro da pupila (534 ± 31 µm e 558 ± 33 µm, p=0,001), e no ponto mais fino (528 ± 30 µm e 546 ± 27 µm, p=0,005), foram significativamente mais finas em pacientes com PXS. A acuidade visual foi significativamente menor (0,52 ± 0,37 contra 0,88 ± 0,23, p<0,001) e comprimento axial foi significativamente maior (23,9 ± 0,70 milímetros contra 23,2 ± 0,90 milímetros, p=0,001) em olhos com PXS comparados com os olhos controle. Não houve diferenças estatisticamente significativas entre PXS e controle olhos em valores médios de ceratometria, ângulo da câmara anterior, profundidade da câmara anterior, volume da córnea e volume de câmara anterior. Conclusões: Os pacientes com PXS tem córneas mais finas, pior acuidade visual, e maior comprimento axial em comparação com controles saudáveis.
Descritores: Síndrome de Exfoliação/patologia
Segmento Anterior do Olho/patologia
-Tamanho do Órgão
Valores de Referência
Diagnóstico por Imagem/métodos
Acuidade Visual
Estudos de Casos e Controles
Glaucoma/patologia
Estudos Transversais
Síndrome de Exfoliação/diagnóstico por imagem
Estatísticas não Paramétricas
Técnicas de Diagnóstico Oftalmológico
Comprimento Axial do Olho/patologia
Pressão Intraocular
Segmento Anterior do Olho/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-827977
Autor: Sevimli, Neslihan; Karadag, Remzi; Cakici, Ozgur; Bayramlar, Huseyin; Okumus, Seydi; Sari, Unsal.
Título: Toxic anterior segment syndrome following deep anterior lamellar keratoplasty / Síndrome tóxica do segmento anterior após transplante lamelar anterior profundo
Fonte: Arq. bras. oftalmol;79(5):330-332, Sept.-Oct. 2016. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT We present the case of a 31-year-old patient with toxic anterior segment syndrome (TASS) that developed after undergoing deep anterior lamellar keratoplasty (DALK). She had keratoconus, and despite wearing hard contact lenses for many years in the left eye, her vision had deteriorated; therefore, DALK was performed on this eye. The preoperative visual acuity (VA) was finger counting at 3 m. Routine DALK was performed using the "big-bubble" technique. The corneal entry incision was hydrated at the end of the surgery, which was terminated by air injection into the anterior chamber. On postoperative day 1, VA was at the level of hand movements, and the cornea was edematous. Topical high-dose dexamethasone and oral steroids were initiated considering the diagnosis of TASS. Subsequently, the patient's VA increased, and the corneal edema decreased. We believe that the use of re-sterilized cannulas may have been the likely cause of TASS. Although DALK can be performed without interfering with the anterior chamber, one should keep in mind that TASS may occur in response to the solution used to hydrate the incision site and the air injected into the anterior chamber.

RESUMO Apresentamos o relato de uma paciente com 31 anos de idade, que desenvolveu síndrome tóxica do segmento anterior (TASS) após o procedimento de transplante lamelar anterior profundo (DALK). Ela apresentava ceratocone e, apesar de ter usado lentes de contato rígidas por muitos anos no olho esquerdo, apresentou deterioração da visão nesse olho que foi submetido a procedimento DALK. A acuidade visual (VA) era de conta dedos a três metros. O procedimento DALK de rotina foi realizado utilizando técnica de bolha grande (Big Bubble). A incisão de entrada da córnea foi hidratada ao final da cirurgia que foi terminada com a injeção de ar na câmara anterior. No primeiro dia de pós-operatório a VA era de percepção de movimentos da mão e a córnea estava edemaciada. Dexametasona tópica em alta dose e esteróides orais foram iniciadas ao se considerar o diagnóstico de TASS. Acreditamos que o uso de cânulas reesterilizadas podem ter sido a causa provável da TASS. A VA melhorou e o edema da córnea do diminuiu durante a evolução. Embora o procedimento DALK foi realizado sem interferir com câmara anterior, deve-se ter em mente que TASS pode ocorrer com a solução utilizada para hidratar o local da incisão e o ar injetado na câmara anterior.
Descritores: Endoftalmite/etiologia
Transplante de Córnea/efeitos adversos
Segmento Anterior do Olho/patologia
-Síndrome
Dexametasona/uso terapêutico
Acuidade Visual
Endoftalmite/patologia
Endoftalmite/tratamento farmacológico
Edema
Ceratocone/cirurgia
Anti-Inflamatórios/uso terapêutico
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-838795
Autor: Lucatto, Luiz Filipe Adami; Magalhães-Junior, Octaviano; Prazeres, Juliana M B; Ferreira, Adriano M; Oliveira, Ramon A; Moraes, Nilva S; Hirai, Flávio E; Maia, Mauricio.
Título: Incidence of anterior segment neovascularization during intravitreal treatment for macular edema secondary to central retinal vein occlusion / Incidência de neovasos de segmento anterior durante o tratamento de edema macular secundário a oclusão da veia central da retina
Fonte: Arq. bras. oftalmol;80(2):97-103, Mar.-Apr. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To analyze the effects of injections of intravitreal triamcinolone acetonide (IVTA) and intravitreal bevacizumab (IVB) on the incidence rates of anterior segment neovascularization (ASN) and neovascular glaucoma (NVG) in patients with macular edema secondary to central retinal vein occlusion (CRVO). Methods: In this prospective, randomized, double-masked, sham-controlled study, 35 patients with macular edema following CRVO were randomized to intravitreal bevacizumab, intravitreal triamcinolone acetonide, or sham injections during the first 6 months of the study. The primary outcome was the incidence rate of ASN at month 6. The secondary outcomes were the mean changes from baseline in best-corrected visual acuity (BCVA) and central foveal thickness (CFT) on optical coherence tomography over time to month 12. Results: ASN developed in 8 (22.86%) eyes, including 5 (62.50%) eyes in the sham group and 3 (37.50%) eyes in the IVTA group, during 12 months of fol low-up (p=0.009). BCVA differed significantly (p<0.05) among the groups only at month 1. CFT did not differ significantly (p<0.05) among the groups over 12 months. NVG required surgery and developed in one eye despite laser treatment. Conclusion: Early treatment with intravitreal antivascular endothelial growth factor therapy decreases the rates of ASN and NVG after CRVO.

RESUMO Objetivo: Analisar as taxas de incidência de neovascularização do segmento anterior (NSA) e de glaucoma neovascular (GNV), em pacientes com edema macular secundário a oclusão de veia central da retina (OVCR), em tratamento com injeções intravítreas de triamcinolona (IVTA) ou bevacizumab (IVB). Métodos: Neste estudo prospectivo, randomizado, duplo mascarado e sham controlado, 35 pacientes com edema macular secundário a OVCR foram randomizados para IVB, IVTA ou para o grupo controle (sham), durante os 6 primeiros meses do estudo. O desfecho primário foi a taxa de incidência de NSA no mês 6. Os desfechos secundários foram alterações médias da acuidade visual corrigida (BCVA) e espessura foveal central (EFC) ao exame de tomografia de coerência óptica, até o mês 12. Resultados: NSA ocorreu em oito (22,86%) olhos, cinco (62,50%) olhos no grupo sham e três (37,50%) olhos no grupo tratado com injeções intravítreas de Triamcinolona, Não houve nenhum caso com NSA no grupo tratado com bevacizumab durante 12 meses de acompanhamento (p=0,009). A BCVA apresentou diferença estatisticamente significante (p<0,05) entre os grupos, somente no mês 1. A EFC não apresentou diferenças estatisticamente significantes (p<0,05) entre os grupos ao longo dos 12 meses. GNV ocorreu em um olho apesar do tratamento com laser e este paciente necessitou de intervenção cirúrgica. Conclusão: O tratamento precoce com injeções intravítreas de Anti VEGF podem diminuir as taxas de neovascularização do segmento anterior e glaucoma neovascular após oclusão de veia central da retina.
Descritores: Triancinolona Acetonida/administração & dosagem
Edema Macular/tratamento farmacológico
Inibidores da Angiogênese/administração & dosagem
Bevacizumab/administração & dosagem
Anti-Inflamatórios/administração & dosagem
Neovascularização Patológica/epidemiologia
-Oclusão da Artéria Retiniana/complicações
Acuidade Visual
Glaucoma Neovascular/tratamento farmacológico
Edema Macular/etiologia
Método Duplo-Cego
Incidência
Estudos Prospectivos
Seguimentos
Inibidores da Angiogênese/efeitos adversos
Injeções Intravítreas
Bevacizumab/efeitos adversos
Fóvea Central/fisiopatologia
Segmento Anterior do Olho/irrigação sanguínea
Anti-Inflamatórios/efeitos adversos
Neovascularização Patológica/etiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888112
Autor: Calvo-Maroto, Ana M; Pérez-Cambrodí, Rafael J; Esteve-Taboada, José J; García-Lázaro, Santiago; Cerviño, Aleja ndro.
Título: Corneal backscatter in insulin-dependent and non-insulin-dependent diabetes mellitus patients: a pilot study / Retroespalhamento luminoso das córneas de pacientes com diabete melito dependente e não dependente de insulina: estudo piloto
Fonte: Arq. bras. oftalmol;80(3):148-153, May-June 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To compare central corneal backscatter obtained from Scheimpflug images between patients with insulin-dependent and non-insulin-dependent diabetes mellitus (IDDM and NIDDM, respectively) and healthy controls. Methods: Seven patients with IDDM (7 eyes), eleven patients with NIDDM (11 eyes), and sixteen healthy subjects (16 eyes) were included in this pilot study. Scheimpflug imaging system (Pentacam, Oculus Inc., Germany) was used to obtain optical sections of the cornea. Seven meridians were analyzed for each eye, oriented from 70° to 110°. Optical density values for the central 3-mm and 5-mm zones of the cornea were obtained by image analysis using external software. Results: Corneal backscatter was significantly higher in the diabetic patients than in the controls for the central 3-mm (p=0.016) and 5-mm (p=0.014) zones. No significant differences in corneal backscatter were found between the IDDM and NIDDM groups for either zone (both p>0.05). In the NIDDM group, significant correlations were observed for both central zones between corneal backscatter and age (3 mm: r=0.604, p=0.025; 5 mm: r=0.614, p=0.022) and central corneal thickness (3 mm: r=0.641, p=0.017; 5 mm: r=0.671, p=0.012); this was not found in the IDDM group (p>0.05). The presence of diabetes showed a significant effect on central corneal backscatter (Kruskal-Wallis test, p<0.001). Conclusions: Diabetic patients showed higher values of corneal light backscatter than healthy subjects. Corneal optical density analysis may be a useful tool for monitoring and assessing the ocular changes caused by diabetes.

RESUMO Objetivo: Determinar os valores de retroespalhamento luminoso central da córnea em pacientes diabéticos dependentes (IDDM) e não dependentes (NIDDM) de insulina, comparados com controles saudáveis, a partir de imagens de Scheimpflug. Métodos: Foram incluídos neste estudo piloto sete pacientes com IDDM (7 olhos), onze pacientes com NIDDM (11 olhos) e dezesseis indivíduos saudáveis (16 olhos). O sistema de Scheimpflug (Pentacam, Oculus Inc. Germany) foi utilizado para obter secções ópticas da córnea. Foram analisados sete meridianos para cada olho, orientados de 70º a 110º. A análise de imagem por meio de software externo permitiu a obtenção de valores da densidade óptica para os 3 e 5 mm centrais da córnea. Resultados: O retroespalhamento luminoso corneano foi significativamente maior em pacientes diabéticos para os 3 mm centrais (p=0,016) e para os 5 mm centrais (p=0,014) em relação ao grupo controle. Não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos IDDM e NIDDM para cada zona analisada (p>0,05 em ambos os casos). No grupo NIDDM, observaram-se correlações significativas para as zonas centrais de 3 mm e 5 mm, entre retroespalhamento luminoso corneano e idade (r=0,604 p=0,025 e r=0,614 p=0,022, respectivamente) e espessura central corneana (r=0,641 p=0,017; r=0,671 p=0,012, respectivamente), o que não foi encontrado no grupo IDDM (p>0,05). O teste de Kruskall-Wallis indicou que a presença de diabete tem um efeito significativo sobre a retroespalhamento central da córnea (p<0,001). Conclusões: Pacientes diabéticos apresentaram valores mais elevados de retroespalhamento luminoso corneano do que indivíduos saudáveis. A análise da densidade óptica corneana pode ser uma ferramenta útil para monitorar e avaliar as alterações oculares causadas pela diabete.
Descritores: Doenças da Córnea/fisiopatologia
Doenças da Córnea/diagnóstico por imagem
Diabetes Mellitus Tipo 1/fisiopatologia
Diabetes Mellitus Tipo 2/fisiopatologia
-Valores de Referência
Acuidade Visual/fisiologia
Estudos de Casos e Controles
Projetos Piloto
Reprodutibilidade dos Testes
Fatores Etários
Estatísticas não Paramétricas
Córnea/fisiopatologia
Doenças da Córnea/etiologia
Diabetes Mellitus Tipo 1/complicações
Diabetes Mellitus Tipo 2/complicações
Técnicas de Diagnóstico Oftalmológico
Paquimetria Corneana
Segmento Anterior do Olho/fisiopatologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888151
Autor: Cankaya, Ali Bulent; Ozates, Serdar.
Título: Relationship between anterior segment and optic nerve head parameters in healthy subjects / Relações entre os parâmetros do segmento anterior e da cabeça do nervo óptico em indivíduos saudáveis
Fonte: Arq. bras. oftalmol;80(5):285-289, Sept.-Oct. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To determine the relationship between anterior segment and optic nerve head (ONH) parameters. Methods: Two hundred healthy subjects were enrolled in this study. The par­ticipants underwent measurement of anterior segment parameters with a Pentacam Scheimpflug system and imaging of the optic disc with confocal scanning laser ophthalmoscopy. Pearson's correlation coefficient was calculated to assess the associations between ONH and anterior segment parameters. Multivariate regression analyses controlling for age and disc area as confounding factors were also conducted. Results: There were significant negative relationships between optic disc area and corneal thickness (p=0.03, r=-0.217) and volume (p=0.017, r=-0.239). Corneal refractive power was significantly correlated with cup area, rim area, rim volume, and cup/disc ratio (p<0.05 for all). An increase of 1 diopter in anterior corneal refractive power corresponded to a decrease of 0.022 in cup/disc ratio. Rim volume was negatively correlated with anterior chamber depth and anterior chamber volume (p<0.05 for both). A 1-mm3 increase in anterior chamber depth corresponded to a 0.154-mm3 decrease in rim volume. Mean and maximum cup depth measurements were not associated with any of the anterior segment parameters. Conclusions: In nonglaucomatous eyes, the dimensions and shape of the ONH may be related to anterior segment morphology. Therefore, it may be helpful to take anterior segment parameters into consideration in evaluating the OHN.

RESUMO Objetivo: Determinar a relação entre os parâmetros do segmento anterior e da cabeça do nervo óptico (CNO). Métodos: Duzentos indivíduos saudáveis foram incluídos neste estudo. Os participantes foram submetidos à medição dos parâmetros do segmento anterior com o sistema Pentacam Scheimpflug e à obtenção de imagens de disco óptico com oftalmoscopia a laser de varredura confocal. O coeficiente de correlação de Pearson foi calculado para avaliar as associações entre CNO e os parâmetros do segmento anterior. Realizaram-se também análises de regressão multivariada que controlam a idade e a área do disco como factores de confusão. Resultados: Houve uma relação negativa estatisticamente significativa entre a espessura da córnea, o volume da córnea e a área do disco óptico (p=0,03, r=-0,217 e p=0,017, r=-0,239, respectivamente). As medições do poder de refração da córnea mostraram correlações significativas com a área da escavação, a área da rima, o volume da rima (RV) e a relação escavação/disco (C/D). (P<0,05 para todos). Um aumento de dioptria no poder de refração corneana anterior corresponde a uma diminuição de 0,022 em C/D. O RV mostrou correlação negativa com a profundidade da câmara anterior (PCA) e volume da câmara anterior. (P<0,05 para ambos). O aumento de 1 mm3 na PCA corresponde a uma diminuição de 0,154 mm3 no RV. As médias e as medidas máximas de profundidade de rima não mostraram associação com nenhum dos parâmetros do segmento anterior. Conclusões: Em olhos não glaucomatosos, as dimensões e forma da CNO podem estar relacionadas com a morfologia do segmento anterior. Portanto, pode ser útil levar em consideração os parâmetros do segmento anterior na avaliação da CNO.
Descritores: Disco Óptico/anatomia & histologia
Segmento Anterior do Olho/anatomia & histologia
-Oftalmoscopia/métodos
Disco Óptico/fisiologia
Tamanho do Órgão
Valores de Referência
Refração Ocular/fisiologia
Glaucoma/etiologia
Análise Multivariada
Estudos Prospectivos
Fatores de Risco
Fatores Etários
Estatísticas não Paramétricas
Microscopia Confocal/métodos
Paquimetria Corneana
Pressão Intraocular/fisiologia
Segmento Anterior do Olho/fisiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888165
Autor: Monsálvez-Romín, Daniel; Moulakaki, Aikaterini I; Esteve-Taboada, José J; Ferrer-Blasco, Teresa; Montés-Micó, Robert.
Título: In vivo OCT assessment of anterior segment central axial lengths with accommodation / Avaliação por OCT in vivo do comprimentos axiais centrais do segmento anterior
Fonte: Arq. bras. oftalmol;80(6):364-368, Nov.-Dec. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Ministerio de Economía y Competitividad; . Ministerio de Educación, Cultura y Deporte.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To assess changes in anatomic structures in the anterior eye segment in terms of axial lengths with accommodation via optical coherence tomography. Methods: In this observational study, 25 eyes of 25 healthy adults were examined using the Visante® omni optical coherence tomography system. Central corneal thickness, anterior chamber depth, central lens thickness, and anterior segment length were assessed. The evaluated parameters were obtained with accommodation using different stimulus vergences, namely 0.0, -1.0, -2.0, and -3.0 D. Variation of these parameters was compared among different levels of accommodation. Results: Central corneal thickness was not altered at any stimulus vergence during accommodation (p>0.05). Conversely, anterior chamber depth was significantly reduced (p<0.05), whereas central lens thickness was significantly increased (p<0.05). Anterior segment length also increased with accommodation (p<0.05), indicating backward movement of the posterior pole. Conclusions: There are significant variations in anterior segment lengths that occur with accommodation. Studying these changes will provide useful information regarding the accommodation mechanism that can improve our understanding of this process and facilitate clinical decision-making by practitioners.

RESUMO Objetivo: Avaliar as mudanças das estruturas anatômicas no segmento anterior do olho em termos de comprimentos axiais com acomodação por meio da tomografia de coerência óptica. Métodos: Neste estudo observacional, foram incluídos 25 olhos de vinte e cinco adultos saudáveis e medidos com o sistema Visante® omni tomografia de coerência óptica. A espessura corneana central, a profundidade da câmara anterior, a espessura central da lente e o comprimento do segmento anterior foram avaliados. Os parâmetros avaliados foram obtidos com acomodação usando diferentes vergências de estímulo: 0,0, -1,0, -2,0 e -3,0 D. A variação desses parâmetros foi comparada para os diferentes níveis de acomodação. Resultados: A espessura corneana central não foi alterada em nenhum estímulo durante a acomodação (p>0,05). A ACD mostrou uma redução significativa (p<0,05), enquanto a espessura central da lente foi significativamente aumentada (p<0,05). O comprimento do segmento anterior também aumentou com acomodação (p<0,05) indicando um movimento do polo posterior para trás. Conclusões: Há variações significativas nos comprimentos do segmento anterior que ocorrem com acomodação. Estudar essas mudanças fornece informações úteis sobre o mecanismo de acomodação para os profissionais, a fim de obter uma melhor compreensão desse processo e ajudá-los a tomar suas decisões clínicas.
Descritores: Tomografia de Coerência Óptica
Acomodação Ocular/fisiologia
Segmento Anterior do Olho/anatomia & histologia
Segmento Anterior do Olho/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Allemann, Norma
Texto completo
Id: biblio-888178
Autor: Silva, Luzia Diegues; Santos, Albert; Sousa, Luciene Barbosa de; Allemann, Norma; Oliveira, Lauro Augusto de.
Título: Anterior segment optical coherence tomography findings in type I Boston keratoprosthesis / Achados de tomografia de coerência óptica do seguimento anterior em ceratoprótese de Boston tipo I
Fonte: Arq. bras. oftalmol;81(1):42-46, Jan.-Feb. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CAPES.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To report the results of high-resolution anterior segment optical coherence tomography of patients implanted with a type 1 Boston keratoprosthesis (KPro). Methods: The retrospective study cohort included 11 eyes of 11 patients (average age, 58.4 years; range, 34-83 years). All subjects underwent anterior segment optical coherence tomography at a single posteoperative time point. The main outcome measures were retro-backplate and retro-optic membrane formation, thinning and gap formation of the corneal carrier graft (melting), and degree of angle closure. Results: Preoperative diagnoses included chemical burn (55%), failed corneal transplant (36%), and Stevens-Johnson syndrome (9%). The mean postoperative follow-up duration was 38.5 (range, 12-72) months. The most frequent findings of anterior segment optical coherence tomography were retroprosthetic membrane formation (63%, 7/11), thinning of the corneal carrier graft (melting; 55%, 6/11), and a narrow or closed angle (91%, 10/11). Other less common findings were epithelial growth over the optic surface and periprosthetic cyst formation. Retroprosthetic membrane formation was observed in all patients with melting (6/11). Conclusions: Detailed postoperative examination and visualization of subtle changes of keratoprosthesis implanted eyes by slit lamp biomicroscopy are often difficult. Anterior segment optical coherence tomography is a useful, noninvasive, and quantitative imaging technique that provides useful information to postoperatively monitor the anatomic stability of an implanted keratoprosthesis.

RESUMO Objetivos: Reportar os resultados das imagens de pacientes com Ceratoprótese de Boston tipo I (KPro) usando tomografia de coerência óptica de alta resolução do seguimento anterior (AS-OCT). Métodos: Nós realizamos um estudo retrospectivo de pacientes submetidos à KPro. Um total de 11 olhos de 11 pacientes foram incluídos. As imagens de AS-OCT foram realizadas em um único tempo de pós-operatório. Os principais resultados incluem formação de membrana retroprostética atrás do prato posterior e atrás do cilindro ótico, afinamento e lacunas na córnea doadora (melt) e graus de ângulo fechado. Resultados: Os diagnósticos pré-operatórios inclui queimadura química (55%), falência pós transplante de córnea (36%) e síndrome de Stevens Johnson (9%). A idade média foi de 58.4 anos (escala, 34-83 anos). A média de tempo de pós-operatório foi de 38.5 meses (escala, 12-72 meses). Os achados mais frequentes de AS-OCT foram: membrana retroprostética, 63% (7/11); afinamento da córnea doadora (melting), 55% (6/11); angulo estreito ou fechado, 91% (10/11). Outros achados menos comuns foram crescimento epitelial sobre a superfície ótica e cistos periprostéticos. Todos os pacientes com melting (6/11) apresentaram membrana retroprostética. Conclusões: O exame pós-operatório e a visualização detalhada das mudanças em olhos com KPro pela lâmpada de fenda pode ser difícil. AS-OCT é uma técnica de imagem útil, não invasiva e quantitativa que permite o monitoramento da estabilidade anatômica no seguimento de KPro implantadas.
Descritores: Órgãos Artificiais
Transplante de Córnea/métodos
Córnea/cirurgia
Tomografia de Coerência Óptica/métodos
Próteses Visuais
Segmento Anterior do Olho/diagnóstico por imagem
-Complicações Pós-Operatórias
Reprodutibilidade dos Testes
Estudos Retrospectivos
Resultado do Tratamento
Córnea/patologia
Doenças da Córnea/cirurgia
Segmento Anterior do Olho/patologia
Limites: Humanos
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-950439
Autor: Kaygisiz, Mehmet; Elgin, Ufuk; Tekin, Kemal; Sen, Emine; Yilmazbas, Pelin.
Título: Comparison of anterior segment parameters in patients with pseudoexfoliation glaucoma, patients with pseudoexfoliation syndrome, and normal subjects / Comparação de parâmetros do segmento anterior no glaucoma pseudo-esfoliação, na síndrome de pseudo-esfoliação e em indivíduos normais
Fonte: Arq. bras. oftalmol;81(2):110-115, Mar.-Apr. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To compare the anterior segment parameters of patients with pseudoexfoliation syndrome, patients with pseudoexfoliation glaucoma, and normal subjects. Methods: This prospective, controlled, comparative study included 150 eyes of 150 patients. The patients were divided into the pseudoexfoliation syndrome group, the pseudoexfoliation glaucoma group, and the control group (50 patients in each group). Axial length, central corneal thickness, aqueous depth, anterior chamber depth, lens thickness, K1 and K2 keratometry values, and white to white distance measurements were obtained by optical biometry and compared between the groups. Results: The mean ages of the pseudoexfoliation syndrome, pseudoexfoliation glaucoma, and control patients were 62.18 ± 6.21, 61.80 ± 6.62, and 59.40 ± 6.89 years, respectively. There were no statistically significant differences between the groups in mean age or sex ratio (p>0.05). Mean central corneal thickness was statistically significantly greater, mean aqueous depth and anterior chamber depth were statistically significantly greater, and mean lens thickness was statistically significantly less in the control group than in the pseudoexfoliation syndrome and pseudoexfoliation glaucoma groups (p<0.05). Pairwise comparisons of the pseudoexfoliation syndrome group and the pseudoexfoliation glaucoma group revealed that there were no significant differences between these two groups in central corneal thickness, aqueous depth, anterior chamber depth, and lens thickness (p>0.017). Conclusions: Patients with pseudoexfoliation glaucoma and pseudoexfoliation syndrome had greater lens thickness, shallower aqueous depth and anterior chamber depth, and less central corneal thickness than normal subjects. None of the anterior segment parameters differed between patients with pseudoexfoliation syndrome and patients with pseudoexfoliation glaucoma.

RESUMO Objetivos: Comparar os parâmetros do segmento anterior de casos de síndrome de pseudo-esfoliação, de glaucoma pseudo-esfoliação e de indivíduos normais. Métodos: O presente estudo prospectivo comparativo controlado incluiu 150 olhos de 150 pacientes. Os pacientes foram divididos em três grupos: grupo síndrome de pseudo-esfoliação, grupo glaucoma pseudo-esfoliação e grupo controle (50 em cada grupo). O comprimento axial, a espessura corneana central, a profundidade aquosa, a profundidade da câmara anterior, a espessura da lente, os valores de ceratometria K1 e K2 e as medidas branco a branco, obtidas por biometria óptica, foram comparados entre os grupos. Resultados: As idades médias dos indivíduos do grupo síndrome de pseudo-esfoliação, glaucoma pseudo-esfoliação e controle foram 62,18 ± 6,21, 61,80 ± 6,62 e 59,40 ± 6,89 anos, respectivamente. Entre os grupos, não houve diferenças estatisticamente significativas quanto às idades e ao gênero dos pacientes (p>0,05, para todos). A espessura da córnea central média foi significativamente mais espessa, a profundidade média aquosa e a profundidade da câmara anterior foram significativamente mais profundas e a espessura média da lente foi significativamente mais fina no grupo controle do que nos grupos síndrome de pseudo-esfoliação e glaucoma pseudo-esfoliação (p<0,05, para todos). As comparações por pares do grupo síndrome de pseudo-esfoliação e do grupo glaucoma pseudo-esfoliação (p<0,05, para todos). As comparações por pares do grupo síndrome de pseudo-esfoliação e do grupo glaucoma pseudo-esfoliação não revelaram diferenças significativas entre esses dois grupos quanto à espessura corneana central, à profundidade aquosa, à profundidade da câmara anterior e aos valores de espessura da lente (p>0,017, para cada um). Conclusões: Os casos de glaucoma pseudo-esfoliação e de síndrome de pseudo-esfoliação apresentaram lente mais espessa, menor profundidade aquosa, menor profundidade da câmara anterior e espessura corneana central mais fina do que os indivíduos normais. No entanto, nenhum dos parâmetros do segmento anterior foi diferente entre os indivíduos do grupo síndrome de pseudo-esfoliação e do grupo glaucoma pseudo-esfoliação.
Descritores: Glaucoma/patologia
Síndrome de Exfoliação/patologia
Segmento Anterior do Olho/patologia
-Valores de Referência
Acuidade Visual
Estudos de Casos e Controles
Glaucoma/fisiopatologia
Estudos Prospectivos
Análise de Variância
Síndrome de Exfoliação/fisiopatologia
Estatísticas não Paramétricas
Topografia da Córnea/métodos
Paquimetria Corneana/métodos
Pressão Intraocular
Segmento Anterior do Olho/fisiopatologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 64 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-950446
Autor: Xie, Maosong; Huang, Libin; Xu, Guoxing.
Título: Prostaglandin antagonist relieves blood-retinal barrier breakdown induced by anterior segment intraocular surgery in a rat model / O antagonista das prostaglandinas alivia a ruptura da barreira sanguínea retiniana induzida pela cirurgia intraocular do segmento anterior em um modelo em ratos
Fonte: Arq. bras. oftalmol;81(3):188-194, May-June 2018. graf.
Idioma: en.
Projeto: Fujian Provincial Health and Family Planning Commission.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To evaluate the efficacy of prostaglandin antagonists on blood-retinal barrier breakdown induced by anterior segment intraocular simulated surgery. Methods: Rats were randomly assigned to a negative control group, model group, nonsteroidal anti-inflammatory drugs prophylactic treatment group, nonsteroidal anti-inflammatory drugs treatment group, corticosteroid prophylactic treatment group, and corticosteroid treatment group. Four hours and 48h after modeling, the concentrations of PGE1, PGE2, and PGF2 α in the aqueous humor and vitreous body of the rat model were visualized using ELISA. The integrity of the blood-retinal barrier was quantitatively measured using Evan's blue as a tracer. Results: Four hours after modeling, the concentrations of PGE1, PGE2, and PGF2α in the aqueous humor and vitreous body in the negative control group and the nonsteroidal anti-inflammatory drugs prophylactic treatment group were significantly lower than those in the model group. The concentrations of PGE1, PGE2, and PGF2α in the aqueous humor and vitreous body in the corticosteroid prophylactic treatment group were higher than those in the negative control group and the nonsteroidal anti-inflammatory drugs prophylactic treatment group. Forty-eight hours after modeling, the concentrations of PGE1, PGE2, and PGF2α in the aqueous humor and vitreous body in the nonsteroidal anti-inflammatory drugs prophylactic treatment group, nonsteroidal anti-inflammatory drugs treatment group, corticosteroid prophylactic treatment group, and corticosteroid treatment group were lower than those in the model group, but higher than those in the negative group. Retinal Evan's blue leakage in the nonsteroidal anti-inflammatory drugs prophylactic treatment group was higher than that in the negative control group, and lower than those in the nonsteroidal anti-inflammatory drugs treatment group, corticosteroid prophylactic treatment group, corticosteroid treatment group, and model group. Retinal Evan's blue leakage in the nonsteroidal anti-inflammatory drugs treatment group, corticosteroid prophylactic treatment group, and corticosteroid treatment group were lower than those in the model group. Conclusions: This study confirms that prostaglandin antagonists can relieve blood-retinal barrier breakdown in a rat model and that nonsteroidal anti-inflammatory drugs prophylactic treatment can achieve better efficacy.

RESUMO Objetivos: Avaliar a eficácia do antagonista de prostaglandinas no rompimento da barreira hemato-retiniana induzida por cirurgia simulada intraocular do segmento anterior. Métodos: Os ratos foram divididos aleatoriamente em grupo controle negativo, grupo modelo, grupo de tratamento profilático com drogas anti-inflamatórias não esteroides, grupo de tratamento com anti-inflamatórias não esteroides, grupo de tratamento profilático com corticosteroides e grupo de tratamento com corticosteroides. Quatro e 48h após a modelagem, as concentrações de PGE1, PGE2 e PGF2 α no humor aquoso e no corpo vítreo em modelo em ratos foram detectadas através de Elisa. A integridade da barreira hemato-retiniana foi quantitativamente mensurada utilizando o azul de Evans como marcador. Resultados: Quatro horas após a modelagem, as concentrações de PGE1, PGE2 e PGF2α no humor aquoso e no corpo vítreo no grupo controle negativo e no grupo de tratamento profilático com anti-inflamatórias não esteroides foram significativamente menores do que as do grupo modelo. As concentrações de PGE1, PGE2 e PGF2α no humor aquoso e no corpo vítreo no grupo de tratamento profilático com corticosteroides foram maiores do que as observadas no grupo controle negativo e no grupo de tratamento profilático com anti-inflamatórias não esteroides. 48h após a modelagem, as concentrações de PGE1, PGE2 e PGF2α no humor aquoso e no corpo vítreo no grupo de tratamento profilático com anti-inflamatórias não esteroides, no grupo de tratamento com anti-inflamatórias não esteroides, no grupo de tratamento profilático com corticosteroides e no grupo de tratamento com corticosteroides foram menores do que as observadas no grupo modelo e maiores que as observadas no grupo negativo. O extravasamento retinal de azul de Evans no grupo de tratamento profilático com anti-inflamatórias não esteroides foi maior que no grupo controle negativo e menor que nos grupos de tratamento com anti-inflamatórias não esteroides, de tratamento profilático com corticosteroides, de tratamento com corticosteroides e no grupo modelo. O extravasamento retinal de azul de Evans observado nos grupos de tratamento com anti-inflamatórias não esteroides, de tratamento profilático com corticosteroides e de tratamento com corticosteroides foi inferior ao observado no grupo modelo. Conclusões: Este estudo valida que o antagonista das prostaglandinas pode aliviar a ruptura da barreira hemato-retiniana em um modelo em ratos e que o tratamento profilático com anti-inflamatórias não esteroides pode alcançar melhor eficácia.
Descritores: Humor Aquoso/efeitos dos fármacos
Antagonistas de Prostaglandina/administração & dosagem
Barreira Hematorretiniana/efeitos dos fármacos
Anti-Inflamatórios não Esteroides/administração & dosagem
Segmento Anterior do Olho/cirurgia
-Fatores de Tempo
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Estudos de Casos e Controles
Ratos Sprague-Dawley
Modelos Animais
Limites: Humanos
Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 7 ir para página                  
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde