Base de dados : LILACS
Pesquisa : A09.371.729 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 525 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 53 ir para página                         

  1 / 525 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039744
Autor: Malerbi, Fernando Korn; Carneiro, Adriano Biondi Monteiro; Katz, Marcelo; Lottenberg, Claudio Luiz.
Título: Retinal exams requested at Primary Care Unit: indications, results and alternative strategies of evaluation / Exames de retina solicitados em Unidades Básicas de Saúde: indicações, resultados e estratégias alternativas de avaliação
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eGS4913, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To evaluate indications, results and strategy of retinal exams requested at Primary Care Units. Methods A retrospective study that analyzed the indications and results of retinal exams, in the modalities clinical dilated fundus exams and color fundus photographs. In the following situations, patients were considered eligible for color fundus photographs if visual acuity was normal and ocular symptoms were absent: diabetes mellitus and/or hypertension, in use of drugs with potential retinal toxicity, diagnosis or suspicion of glaucoma, stable and asymptomatic retinopathies, except myopia greater than -3.00 diopters. Results A total of 1,729 patients were evaluated (66% female, age 63.5±15.5 years), and 1,190 underwent clinical dilated fundus exam and 539 underwent color fundus photographs. Diabetes was present in 32.2%. The main indications were diabetes (23.7%) and glaucoma evaluation (23.5%). In 3.4% of patients there was no apparent indication. The main results were a large cup/disc ratio (30.7%) and diabetic retinopathy (13.2%). Exam was normal in 9.6%, detected peripheral changes in 7% and could not be performed in 1%. Considering patients eligible for fundus photographs (22.4%), more than half underwent clinical dilated fundus exams. Conclusion Regarding exam modality, there were no important differences in the distribution of indications or diagnosis. Color fundus photograph is compatible with telemedicine and more cost-effective, and could be considered the strategy of choice in some scenarios. Since there are no clear guidelines for retinal exams indications or the modality of choice, this study may contribute to such standardization, in order to optimize public health resources.

RESUMO Objetivo Avaliar as indicações, os resultados e a estratégia de exames de retina solicitados em Unidades Básicas de Saúde. Métodos Estudo retrospectivo no qual foram analisados as indicações e os resultados de exames de retina, nas modalidades mapeamento de retina e retinografia. Em casos de boa acuidade visual e sintomas oculares ausentes, foram considerados elegíveis para avaliação por retinografia: pacientes com diabetes mellitus e/ou hipertensão arterial sistêmica, em uso de medicação com potencial toxicidade retiniana, diagnóstico ou suspeita de glaucoma, e retinopatias estáveis e assintomáticas, exceto miopia maior que -3,00 dioptrias. Resultados Foram avaliados 1.729 pacientes (66% do sexo feminino, idade 63,5±15,5 anos). Destes, 1.190 realizaram mapeamento de retina e 539 realizaram retinografia. Diabetes estava presente em 32,2%. As principais indicações para solicitação do exame foram diabetes (23,7%) e investigação de glaucoma (23,5%). Em 3,4%, não havia indicação aparente. Os principais resultados foram aumento da escavação papilar (30,7%) e retinopatia diabética (13,2%). O exame foi normal em 9,6%; detectou alterações periféricas em 7%; e sua realização foi impossível em 1%. Dos pacientes elegíveis para retinografia (22,4%), mais da metade foi submetida ao mapeamento de retina. Conclusão Não houve diferenças importantes nas distribuições de indicações ou diagnósticos em relação à modalidade de exame. A retinografia, compatível com telemedicina e mais custo-efetiva, pode ser considerada a modalidade de escolha em determinadas situações. Na ausência de consenso quanto às indicações para a solicitação de exames da retina ou sua modalidade, este estudo pode contribuir para tal padronização, de modo a otimizar recursos do sistema público de saúde.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/estatística & dados numéricos
Retina
Doenças Retinianas/diagnóstico
Técnicas de Diagnóstico Oftalmológico/economia
-Exame Físico
Fotografação
Acuidade Visual
Estudos Retrospectivos
Telemedicina
Retinopatia Diabética/diagnóstico
Fundo de Olho
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 525 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-767981
Autor: Castro, Emerson Fernandes deSousa e; Irigoyen, Maria Claudia Costa.
Título: Um novo olhar da retinopatia hipertensiva: a aplicação prática de novas tecnologias / A new look at hypertensive retinopathy: the practical application of new technologies
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;25(1):23-25, jan.-mar.- 2015. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O exame de fundo de olho tem importância histórica e mantém sua relevância nos dias atuais, por possibilitar de maneira não invasiva, observar e avaliar o “interior” do corpo humano, além de ser um importante marcador de lesão de órgão-alvo em hipertensos. O surgimento de tecnologias de aquisição de imagens digitais permitiu acessar o fundo de olho de maneira mais simples, com grande definição, muitas vezes não necessitando dilatação da pupila. Isso tornou a observação do fundo de olho, que outrora era realizada apenas por pessoas com treinamento especial, fosse feita com extrema facilidade e quase sem treinamento. Estas “facilidades” permitiram que inúmeros artigos científicos fossem realizados, estabelecendo características do fundo de olho como relevante marcador de lesão de órgão-alvo em hipertensos. A incorporação de tecnologias virtuais na prática da medicina facilitará o acesso dos pacientes, reduzirá custos e certamente irá revolucionar a relação médico-paciente nos próximos anos.

Eye fundus examination is of historical importance, and maintains its relevance nowadays, by enabling non-intrusive observation and evaluation “inside” the human body, as well as being an important marker of target organ damage in hypertensive patients. The emergence of technologies for digital image acquisition have enabled easier access to the eye fundus, with greater definition, and often without having to dilate the pupil. As a result, eye fundusexamination, once carried out only by people with special training, is now performed with extreme ease and almost no training. These “facilities” have led to numerous scientific articles, establishing the characteristics of the eye fundus as a relevant marker of target organ damage in hypertensive patients. The incorporation of virtual technologies into the practiceof medicine will facilitate patient access, reduce costs, and without doubt, revolutionize the doctor-patient relationship in the coming years.
Descritores: Hipertensão/complicações
Hipertensão/terapia
Retinopatia Hipertensiva/fisiopatologia
Retinopatia Hipertensiva/terapia
-Doenças Cardiovasculares/complicações
Fatores de Risco
Fenômenos Fisiológicos Oculares
Retina/lesões
Valor Preditivo dos Testes
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
História do Século XX
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  3 / 525 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Moreira, Ana Tereza Ramos
Malafaia, Osvaldo
Texto completo
Id: lil-730370
Autor: Zago Filho, Luiz Alberto; Moreira, Ana Tereza Ramos; Malafaia, Osvaldo; Matias, Jorge Eduardo Fouto.
Título: Grid laser photocoagulation in the treatment of serous avascular pigment epithelial detachment in age-related macular degeneration / Fotocoagulação a laser em "grid" no tratamento do descolamento do epitélio pigmentado seroso avascular associado à degeneração macular relacionada à idade
Fonte: Arq. bras. oftalmol;77(5):315-320, Sep-Oct/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Purpose: Describe the outcomes of thermal laser photocoagulation in three cases of retinal pigment epithelium detachment associated to age-related macular degeneration. Methods: Three patients with avascular retinal pigment epithelium detachment were treated with green diode laser photocoagulation. Mild macular grid laser application, similar to the treatment of diabetic macular edema was performed after an unsuccessful intravitreal anti-angiogenic treatment. Results: After one year of the laser treatment, two cases reached anatomic resolution, with complete absorption of sub-epithelium serum fluid and improvement of the visual acuity. There was stability of the visual acuity and sub-epithelium fluid reduction, which, however, was partial in the third case. No complications related to the treatment occurred until the conclusion of this study. Conclusions: Macular photocoagulation in grid pattern produced regression of avascular serous pigment epithelium detachment associated with age-related macular degeneration in a short follow-up period. Although long term prospective studies with an increased sample are necessary, it is a method that can be applied in selected patients, with absence of sub-retinal neovascularization or sub-epithelium fibrovascular component. .

Objetivos: Descrever os resultados da aplicação de laser térmico em três casos de descolamento do epitélio pigmentado da retina associado à degeneração macular relacionada à idade. Métodos: Três pacientes com descolamento do epitélio pigmentado seroso avascular receberam tratamento com fotocoagulação a laser de diodo verde. A aplicação em forma de "grid" macular suave, semelhante ao tratamento de edema macular diabético foi realizada após tratamento sem sucesso com antiangiogênico intravítreo. Resultados: Após um ano da aplicação do laser, dois casos obtiveram resolução anatômica, com absorção total do fluido seroso sub-epitelial e melhora da acuidade visual. Houve estabilidade da acuidade visual e redução parcial do fluido sub-epitelial no terceiro caso. Não ocorreram complicações relacionadas ao tratamento até a conclusão deste estudo. Conclusões: A fotocoagulação a laser em "grid" macular produziu regressão do descolamento do epitélio pigmentado seroso avascular associado à degeneração macular relacionada à idade no seguimento de curto prazo. Apesar de necessitar de estudos prospectivos de longo seguimento e com maior tamanho de amostra, trata-se de um método que pode ser aplicado em pacientes selecionados, com ausência de neovascularização sub-retiniana ou componente sub-epitelial fibrovascular. .
Descritores: Retina/fisiopatologia
Drusas Retinianas
Epitélio Pigmentado da Retina
Lasers
Degeneração Macular
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 525 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1153073
Autor: Ferraz, Daniel Araújo; Sim, Dawn A; Belfort Junior, Rubens; Koh, Victor; Malerbi, Fernando Korn; Morales, Paulo Henrique Ávila; Regatieri, Caio Vinicius Saito.
Título: Portable devices in ophthalmology / Aparelhos portáteis em oftalmologia
Fonte: Arq. bras. oftalmol;83(6):566-568, Nov.-Dec. 2020.
Idioma: en.
Descritores: Oftalmologia/instrumentação
Retina/diagnóstico por imagem
Telemedicina/métodos
Oftalmoscópios
Retinopatia Diabética/diagnóstico
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 525 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Muccioli, Cristina
Texto completo
Id: lil-730385
Autor: Rodrigues, Renan Albert Mendonça; Nascimento, Heloisa Moraes do; Muccioli, Cristina.
Título: Yellowish dots in the retina: a finding of ocular syphilis? / Pontos amarelados na retina: um achado da sífilis ocular?
Fonte: Arq. bras. oftalmol;77(5):324-326, Sep-Oct/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Here we report the occurrence of pale yellowish perivascular preretinal dots in 12 patients with ocular syphilis. A case series of these patients was examined between March and October 2012 at the Uveitis Sector of Universidade Federal de São Paulo. After diagnostic confirmation of syphilis, fundus photographs and optical coherence tomography (OCT) were performed to verify the localization of the dots, and patients were treated with IV crystalline penicillin for 14 days. The study comprised 11 men (91.6%), 19 eyes, median presentation age of 38.1 years, and panuveitis as the main clinical manifestation (seven patients, 58.3%), being bilateral in four. Ten patients were taking oral prednisone (83.3%). Serum panels performed by the Venereal Disease Research Laboratory (VDRL) showed positive results in eight patients (66.7%), whereas VDRL cerebrospinal fluid (CSF) tests were negative in seven of nine collected (77.8%). However, serum FTA-Abs was positive in 100% of patients, and eight patients (66.7%) had HIV infection. The best corrected visual acuity (BCVA) presented after treatment improved in 10 eyes (55.6%), did not change in seven eyes (38.9%), and worsened in one eye (5.6%). Although not yet acknowledged in the literature as a typical manifestation of ocular syphilis, these are very common findings in clinical practice. We believe that preretinal dots are due to perivasculitis secondary to treponema infection. It is important recognize them and remember that syphilis can present in several forms, including the one presented in this study.

Relatar a ocorrência de pontos amarelo-esbranquiçados perivasculares pré-retinianos em 12 pacientes com sífilis ocular. Série de casos de 12 pacientes examinados entre março e outubro de 2012 no setor de uveítes da UNIFESP. Após confirmação diagnóstica de sífilis ocular, retinografias e OCT (optical coherence tomography) foram realizados para verificar a localização dos pontos e os pacientes foram tratados com penicilina cristalina IV por 14 dias. Dados demográficos incluíram 11 homens (91,6%), 19 olhos, mediana de idade de 38,1 anos, e a manifestação clínica principal foi panuveíte (7 pacientes, 58,3%), sendo bilateral em 4. Dez fizeram uso de prednisona oral (83,3%). VDRL (Venereal Disease Research Laboratory) sanguíneo foi positivo em 8 pacientes (66.7%), VDRL no líquor foi negativo em 7 de 9 coletados (77,8%), FTA-Abs sanguíneo foi positivo em 100% e 8 pacientes (66,7%) eram HIV positivos, AV após tratamento melhorou em 10 olhos (55,6%), não se alterou em 7 (38,9%) e piorou em 1 olho (5,6%). Embora ainda não reconhecida na literatura como uma manifestação típica da sífilis ocular, este achado é muito comum na prática clínica. Acreditamos que esses pontos são devidos a perivasculite secundária à infecção pelo treponema. É importante os reconhecer e lembrar que a sífilis pode se apresentar de várias formas, incluindo essa apresentada aqui.
Descritores: Uveíte
Sorodiagnóstico da Sífilis
-Retina
Infecções Oculares Bacterianas
Pan-Uveíte
Uveíte Posterior/diagnóstico
Tomografia de Coerência Óptica
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 525 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131590
Autor: Melo, Gustavo Barreto; Ferreira, Magno; Maia, Maurício.
Título: Survey among retina specialists in Brazil about inflammatory reactions after intravitreal antiangiogenic therapy / Levantamento entre especialistas em retina no Brasil sobre reações inflamatórias após terapia antiangiogênica intravítrea
Fonte: Arq. bras. oftalmol;83(3):175-179, May-June 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: This survey aimed at assessing the clinical characteristics of patients with inflammatory reactions after intravitreal injection of antiangiogenic agents and the techniques employed by Brazilian retina specialists. Methods: We sent an 18-item questionnaire electronically to retina specialists who are using antiangiogenic agents. We got the responses between September 21 and December 23, 2018. Results: A total of 58 retina specialists participated. Most of them were from Southeastern Brazil (50%), 82.8% were dedicated to both medical and surgical practices, and 86.2% had practiced for more than 5 years. Respondents reported a mean number of 2.14 ± 1.63 patients with inflammation, 44.8% with panuveitis, and 79.3% with onset of symptoms within 72 h. Specialists used aflibercept (53.4%), bevacizumab (29.3%), and ranibizumab (27.6%). Most patients were treated with steroid drops (70.7%), and their inflammation subsided after 11.5 ± 11.5 days (86.2% lacked irreversible complications). The specialists blamed the syringe as the cause of the inflammation in 25.9% of the cases, 41.4% used Becton-Dickinson Ultra-Fine syringes, 43.1% injected the drug at room temperature, and 37.9% removed the air (53.4% by flicking the syringe). Most specialists did not detect silicone oil (67.2%), but 17.2% of them performed vitrectomies to remove vitreous opacities. Finally, 44.8% of specialists injected the same antiangiogenic agent in an eye with prior inflammatory reaction without further inflammation. Conclusions: Most specialists reported cases of early-onset inflammation after intravitreal injection of antiangiogenic agents. The incidence of irreversible complications was low. Aflibercept was the most common agent used. The causes of inflammation remain unknown, but we formulated some relevant hypotheses.

RESUMO Objetivo: Esta pesquisa teve como objetivo avaliar as características clínicas de pacientes com reações inflamatórias após injeção intravítrea de agentes antiangiogênicos e as técnicas empregadas por especialistas em retina brasileiros. Métodos: Enviamos eletronicamente um questionário de 18 itens para especialistas em retina que usam agentes antiangiogênicos. Recebemos as respostas entre 21 de setembro e 23 de dezembro de 2018. Resultados: Um total de 58 especialistas em retina participaram. A maioria era do Sudeste do Brasil (50%), 82,8% eram dedicados a práticas médicas e cirúrgicas e 86,2% praticavam há mais de 5 anos. Os entrevistados informaram um número médio de 2,14 ± 1,63 pacientes com inflamação, 44,8% com panuveíte e 79,3% com início dos sintomas dentro de 72 horas. Especialistas utilizaram aflibercepte (53,4%), bevacizumabe (29,3%) e ranibizumabe (26=7,6%). A maioria dos pacientes foi tratada com colírios de esteroides (70,7%), e sua inflamação diminuiu após 11,5 ± 11,5 dias (86,2% não apresentaram complicações irreversíveis). Os especialistas responsabilizaram a seringa como causa da inflamação em 25,9% dos casos, 41,4% usaram seringas Becton-Dickinson Ultra-Fine, 43,1% injetaram a droga em temperatura ambiente e 37,9% removeram o ar (53,4% sacudindo a seringa). A maioria dos especialistas não detectou óleo de silicone (67,2%), mas 17,2% realizaram vitrectomias para remoção de opacidades vítreas. Finalmente, 44,8% dos especialistas injetaram o mesmo agente angiogênicos em um olho com reação inflamatória prévia, sem surgimento de nova inflamação. Conclusões: A maioria dos especialistas relatou casos de inflamação de início precoce após injeção intravítrea de agentes antiangiogênicos. A incidência complicações irreversíveis foi baixa. Aflibercepte foi o agente mais frequentemente usado. As causas da inflamação permanecem desconhecidas, embora formulamos algumas hipóteses relevantes.
Descritores: Especialização
Inibidores da Angiogênese/uso terapêutico
Bevacizumab
-Retina
Proteínas Recombinantes de Fusão
Brasil
Inquéritos e Questionários
Receptores de Fatores de Crescimento do Endotélio Vascular
Injeções Intravítreas
Ranibizumab
Inflamação
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 525 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131597
Autor: Makita, Lana Sayuri; Muniz, Bernardo Carvalho; Medina, Flávio Mac Cord.
Título: Ophthalmologic alterations in cutis marmorata telangiectatica congenita: a series of cases / Alterações oftalmológicas na cutis marmorata telangiectásica congênita: uma série de casos
Fonte: Arq. bras. oftalmol;83(3):239-241, May-June 2020. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Cutis marmorata telangiectasia congenita is a rare cutaneous vascular disorder that may be associated with different systemic manifestations like body asymmetry, cutaneous, ophthalmologic, vascular, and neurological manifestations. We describe ophthalmologic alterations found in three patients with cutis marmorata telangiectatica congenita highlighting the rare retinal manifestations.

RESUMO A Cutis marmorata telangiectasica congênita é uma desordem vascular cutânea rara que pode estar associada a diferentes manifestações sistêmicas, como assimetria corporal, alterações cutâneas, oftalmológicas, vasculares e neurológicas. Descrevemos alterações oftalmológicas encontradas em três pacientes com cutis marmorata telangiectasia congênita, destacando as raras manifestações retinianas.
Descritores: Telangiectasia/congênito
Dermatopatias Vasculares
-Retina
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 525 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131609
Autor: Silvestre, Fernanda; Silvestre, Gabriela; Lira, Rodrigo Pessoa Cavalcanti.
Título: Subfoveal perfluorocarbon liquid removal by peeling of internal limiting membrane, without retinotomy / Remoção de perfluorocarbono líquido subfoveal, sem retinotomia, através do peeling da membrana limitante interna
Fonte: Arq. bras. oftalmol;83(4):335-337, July-Aug. 2020. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Perfluorocarbon liquid has been widely used during vitreoretinal operations. Subretinal retention is a rare intraoperative complication, but even small quantities can damage the macular structure and function, and no standard treatment has been established. We encountered a 43-year-old woman who presented a retained subfoveal bubble after a vitreoretinal operation due to primary rhegmatogenous retinal detachment. Herein, we describe the procedure we used to remove the perfluorocarbon liquid without retinotomy using internal limiting membrane peeling.

RESUMO O perfluorocarbono líquido tem sido amplamente durante cirurgias vitreorretinianas. A retenção subretiniana, é uma complicação intraoperatória rara, mas mesmo pequenas quantidades podem danificar a estrutura e função macular, e nenhum tratamento padrão foi estabelecido. Encontramos uma mulher de 43 anos que apresentou bolha subfoveal retida após uma cirurgia vitreorretiniana devido a descolamento de retina regmatogênico. Aqui, descrevemos o procedimento que usamos para remover o líquido perfluorocarbono sem retinotomia usando peeling da membrana limitante interna.
Descritores: Retina
Descolamento Retiniano
-Vitrectomia
Descolamento Retiniano/cirurgia
Acuidade Visual
Fluorcarbonetos
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 525 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131621
Autor: Somilleda-Ventura, Selma A; Blanco-Hernández, Dulce M. Razo; Ocampo-Moreno, Itzel; Lima-Gómez, Virgilio.
Título: Ganglion cell layer thinning in diabetic patients without retinopathy: related or unrelated to total macular thickness? / Afinamento da camada de células ganglionares em pacientes diabéticos sem retinopatia: relacionados ou não à espessura macular total?
Fonte: Arq. bras. oftalmol;83(5):389-395, Sept.-Oct. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: Reduction of ganglion cell layer thickness may occur in diabetic patients without retinopathy. The relationships of this preclinical finding with retinal thickness or reduced parafoveal vessel density have not been established. This study investigated the relationships of ganglion cell layer thickness with retinal thickness and parafoveal vessel density in patients with and without diabetes. Methods: This was an observational, cross-sectional, prospective study that used optical coherence tomography angiography to compare non-diabetic patients (group 1) with diabetic patients without retinopathy (group 2). Ganglion cell layer thickness, macular thickness, and parafoveal vessel density (central, inner, and complete) medians were compared between groups (Mann-Whitney U test), and their relationships were assessed in each group (Spearman Rho test). Results: In total, 68 eyes were included in this study: 34 in group 1 and 34 in group 2. Ganglion cell layer thickness did not differ between groups in any sector. There were strong positive correlations between fields 2 (superior parafoveal), 3 (temporal parafoveal), and 4 (inferior parafoveal) of the optical coherence tomography macular thickness map and the ganglion cell layer thickness in all sectors in both groups. Central vessel density mean was lower in diabetic patients. In group 1 alone, thickness changes in the inferior and nasal inferior ganglion cell layer sectors were partially explained by inner vessel density (r2=0.32 and r2=0.27). Conclusions: Mean ganglion cell layer thickness was not lower in diabetic patients without retinopathy than in non-diabetic patients. Moreover, it exhibited a substantial correlation with total macular thickness. Parafoveal vessel density decreased before ganglion cell layer thinning was observed.

RESUMO Objetivo: Pode ocorrer redução da espessura da camada de células ganglionares em pacientes diabéticos sem retinopatia. As relações desse achado pré-clínico com a espessura da retina ou a densidade reduzida de vasos parafoveais não foram estabelecidas. Este estudo investigou as relações da espessura da camada de células ganglionares com a espessura da retina e densidade dos vasos parafoveais em pacientes com e sem diabetes. Métodos: Estudo prospectivo, observacional, transversal que utilizou angiotomografia de coerência óptica para comparar pacientes não diabéticos (grupo 1) com pacientes diabéticos sem retinopatia (grupo 2). As médias da espessura da camada de células ganglionares, espessura macular e densidade dos vasos parafoveais (central, interno e completo) foram comparadas entre os grupos (teste U de Mann-Whitney) e suas relações foram avaliadas em cada grupo (Teste de Spearman Rho). Resultados: No total, 68 olhos foram incluídos neste estudo: 34 no grupo 1 e 34 no grupo 2. A espessura da camada de células ganglionares não diferiu entre os grupos em nenhum setor. Houve fortes correlações positivas entre os campos 2 (parafoveal superior), 3 (parafoveal temporal) e 4 (parafoveal inferior) do mapa da espessura macular da tomografia de coerência óptica e a espessura da camada de células ganglionares em todos os setores dos dois grupos. A média da densidade central dos vasos foi menor nos pacientes diabéticos. Somente no grupo 1, as alterações de espessura da camada de células ganglionares nos setores inferior e nasal inferior foram parcialmente explicadas pela densidade do vaso interno (r2=0,32 e r2=0,27). Conclusões: A média da espessura da camada de células ganglionares não foi menor em pacientes diabéticos sem retinopatia do que em pacientes não diabéticos. Além disso, exibiu uma correlação substancial com a espessura macular total. A densidade dos vasos parafoveais diminui antes do desbaste da camada de células ganglionares.
Descritores: Retina
Doenças Retinianas
Diabetes Mellitus
Retinopatia Diabética
-Retina/patologia
Retina/diagnóstico por imagem
Estudos Transversais
Estudos Prospectivos
Tomografia de Coerência Óptica
Retinopatia Diabética/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 525 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131623
Autor: Pekel, Evre; Altisink, Selda Ayça; Pekel, Gökhan.
Título: Inner retinal thickness and optic disc measurements in obese children and adolescents / Espessura retiniana interna e medidas do disco óptico na obesidade pediátrica
Fonte: Arq. bras. oftalmol;83(5):383-388, Sept.-Oct. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: This study aimed to evaluate optic nerve head parameters and inner retinal layer thicknesses in obese children and adolescents. Methods: Forty-one eyes of 41 pediatric obese participants and 41 eyes of 41 age- and sex-matched healthy controls were included in this study. Body mass index was calculated, based on sex and age, using body weight and height measurements. Blood lipid values (i.e., cholesterol, low-density lipoprotein, high-density lipoprotein, and triglyceride) were measured in obese participants. Optical coherence tomography was used to examine optic nerve head parameters, including rim area, disc area, cup-to-disc ratio, and cup volume, as well as the thicknesses of retinal nerve fiber layers and macular ganglion cell-inner plexiform layers. Results: Optic disc parameters were similar in obese and healthy children (p>0.05). The percentage of binocular retinal nerve fiber layer thickness symmetry was significantly different between obese and control groups (p=0.003). Compared to the control group, participants in the obese group exhibited thinner retinal nerve fiber layers in the superior quadrants (p=0.04) and thinner ganglion cell-inner plexiform layers in the superior-temporal sectors (p=0.04). There were no statistically significant correlations between the ocular parameters and lipid blood test values assessed in this study (p>0.05). Body mass index was significantly negatively correlated with the mean retinal nerve fiber layer thickness (r=-0.33, p=0.03) in the obese group. There was no significant correlation between intraocular pressure and body mass index (r=0.05, p=0.74). Conclusion: Compared to healthy children, obese children had greater binocular retinal nerve fiber layer thickness asymmetry and thinner retinal nerve fiber and ganglion cell-inner plexiform layers in several sectors. Blood lipid levels were not associated with retinal thickness or optic disc parameters in obese children.

RESUMO Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar os parâmetros da cabeça do nervo óptico e a espessura da camada interna da retina em crianças e adolescentes obesos. Métodos: Quarenta e um olhos de 41 participantes pediátricos obesos e 41 olhos de 41 controles saudáveis pareados por idade e sexo foram incluídos neste estudo. O índice de massa corporal foi calculado com base no sexo e na idade, utilizando medidas de peso e estatura corporal. Os valores de lipídios no sangue (colesterol, lipoproteína de baixa e alta densidade e triglicérides) foram medidos nos participantes obesos. A tomografia de coerência óptica foi usada para examinar os parâmetros da cabeça do nervo óptico, incluindo a área da borda, área do disco, razão escavação/disco, volume da escavação, espessura s camadas de fibra nervosa da retina e as camadas plexiformes internas das células ganglionares da mácula. Resultados: Os parâmetros do disco óptico foram semelhantes em crianças obesas e saudáveis (p>0,05). A porcentagem da simetria da espessura da camada de fibras nervosas da retina binocular foi significativamente diferente entre os grupos obesos e controle (p=0,003). Comparados ao grupo controle, os participantes do grupo obeso exibiram camadas mais finas de fibras nervosas da retina nos quadrantes superiores (p=0,04) e camadas plexiformes mais finas da célula ganglionar interna nos setores temporal superior (p=0,04). Não houve correlação significante entre os parâmetros oculares e os valores dos exames de sangue lipídico avaliados neste estudo (p>0,05). O índice de massa corporal foi significativamente correlacionado negativamente com a espessura média da camada de fibras nervosas da retina (r=-0,33, p=0,03) no grupo obeso. Não houve correlação significativa entre a pressão intraocular e o índice de massa corporal (r=0,05, p=0,74). Conclusão: Comparadas às crianças saudáveis, as crianças obe sas apresentaram maior assimetria binocular na espessura da ca mada de fibras nervosas da retina e fibras nervosas da retina mais finas e camadas plexiformes internas das células ganglionares em vários setores. Os níveis de lipídios no sangue não foram associados à espessura da retina ou aos parâmetros do disco óptico em crianças obesas.
Descritores: Disco Óptico
Obesidade
-Disco Óptico/anatomia & histologia
Disco Óptico/diagnóstico por imagem
Retina
Células Ganglionares da Retina
Tomografia de Coerência Óptica
Fibras Nervosas
Obesidade/complicações
Limites: Humanos
Adolescente
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 53 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde