Base de dados : LILACS
Pesquisa : A10.690.552.875.700 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 21 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 21 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-954157
Autor: Marzuca-Nassr, Gabriel Nasri; Vitzel, Kaio Fernando; Mancilla-Solorza, Eladio; Márquez, José Luis.
Título: Sarcomere structure: the importance of desmin protein in muscle atrophy / Estructura de sarcómera: la importancia de proteína desmina en atrofia muscular
Fonte: Int. j. morphol;36(2):576-583, jun. 2018. graf.
Idioma: en.
Projeto: Universidad de La Frontera.
Resumo: Knowing the ultrastructure of skeletal muscle is critical to understand how it works under normal situation and the disorders caused by extreme or pathological conditions. Sarcomere is the basic structural unit of striated muscle tissue. An important element of sarcomere architecture are the intermediate filaments, including the desmin protein. Desmin protein contributes to maintenance of cell integrity, efficient transmission of force and mechanochemical signaling within the myocyte. Because of this, desmin protein has constantly been a focus of research that investigates its alterations associated to damage and muscle atrophy under different conditions. The purpose of the following literature review is to describe the basic concepts of muscle ultrastructure, emphasizing the desmin protein role under conditions of muscle disuse atrophy and aging.

Conocer la ultraestructura del músculo esquelético es crítico para entender cómo trabaja bajo situaciones normales y en desórdenes causados por condiciones extremas o patológicas. La sarcómera es la unidad de estructura básica del tejido muscular estriado. Elementos importantes en la arquitectura de la sarcómera son los filamentos intermedios, incluyendo la proteína desmina. La proteína desmina contribuye en mantener la integridad celular, la transmisión eficiente de fuerza y la señalización mecanoquímica dentro del miocito. Debido a lo anterior, la proteína desmina ha sido constante foco de investigación en trabajos que estudian sus alteraciones asociadas a daño y atrofia muscular bajo diferentes condiciones. El propósito de la siguiente revisión de la literatura es describir los conceptos básicos de la ultraestructura muscular, enfatizando en el rol de la proteína desmina bajo condiciones de atrofia muscular por desuso y envejecimiento.
Descritores: Sarcômeros/ultraestrutura
Envelhecimento
Músculo Esquelético/ultraestrutura
Desmina/ultraestrutura
-Filamentos Intermediários/ultraestrutura
Limites: Seres Humanos
Animais
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-705709
Autor: Marsiglia, Júlia Daher Carneiro; Pereira, Alexandre Costa.
Título: Cardiomiopatia Hipertrófica: Como as Mutações Levam à Doença? / Hypertrophic Cardiomyopathy: How do Mutations Lead to Disease?
Fonte: Arq. bras. cardiol;102(3):295-304, 03/2014. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A cardiomiopatia hipertrófica (CMH) é a doença cardíaca genética monogênica mais comum, com uma prevalência estimada de 1:500 na população em geral. Clinicamente, CMH é caracterizada por hipertrofia das paredes do ventrículo esquerdo, principalmente o septo, geralmente assimétrica, na ausência de qualquer doença cardíaca ou sistêmica que leve a uma hipertrofia secundária. A manifestação clínica da doença tem grande heterogeneidade, variando desde sintomas leves até insuficiência cardíaca, em idade avançada, e morte cardíaca súbita, em jovens, sendo causada por uma mutação em um dos genes que codificam uma proteína do sarcômero, disco Z ou controladores intracelulares de cálcio. Apesar de muitos genes e mutações já serem conhecidos por causar CMH, as vias moleculares que levam ao fenótipo ainda não são claras. Esse artigo teve como foco os mecanismos moleculares da CMH, as vias da mutação ao fenótipo clínico e como o genótipo da doença se correlaciona com o fenótipo.

Hypertrophic cardiomyopathy (HCM) is the most common monogenic genetic cardiac disease, with an estimated prevalence of 1:500 in the general population. Clinically, HCM is characterized by hypertrophy of the left ventricle (LV) walls, especially the septum, usually asymmetric, in the absence of any cardiac or systemic disease that leads to a secondary hypertrophy. The clinical course of the disease has a large inter- and intrafamilial heterogeneity, ranging from mild symptoms of heart failure late in life to the onset of sudden cardiac death at a young age and is caused by a mutation in one of the genes that encode a protein from the sarcomere, Z-disc or intracellular calcium modulators. Although many genes and mutations are already known to cause HCM, the molecular pathways that lead to the phenotype are still unclear. This review focus on the molecular mechanisms of HCM, the pathways from mutation to clinical phenotype and how the disease's genotype correlates with phenotype.
Descritores: Cardiomiopatia Hipertrófica/genética
Mutação/genética
-Modelos Animais de Doenças
Genótipo
Expressão Gênica/genética
Fenótipo
Sarcômeros/genética
Limites: Animais
Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-649263
Autor: Silva, Tarcísio Fulgêncio Alves da; Souza, Greyce Kelly de; Simões, Mona Adalgisa; Pabis, Francisco Cesar; Noronha, Lucia de.
Título: Expressão imunoistoquímica de diferenciação e crescimento celular em cardiomiócitos de neonatos / Immunohistochemical expression of cell differentiation and growth in neonate cardiomyocytes
Fonte: Arq. bras. cardiol;99(3):797-801, set. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: FUNDAMENTO: As alterações cardíacas na fase de transição do coração fetal para a vida extrauterina vêm sendo exploradas por inúmeras pesquisas em animais, e os mecanismos celulares responsáveis por essas modificações ainda não estão bem documentado em seres humanos. OBJETIVO: Avaliar o mecanismo de diferenciação celular em cardiomiócitos ocorridas nos primeiros dias de vida, por meio da análise imunoistoquímica de proteínas envolvidas com processos de proliferação e contração muscular, em amostras de miocárdio de recém-natos humanos. MÉTODO: Estudo transversal de amostras parafinadas de miocárdio provenientes de banco de necropsias de recémnascidos humanos, divididos em dois grupos amostrais: recém-nascidos a termo que foram a óbito com no máximo dois dias de vida (NEO1) com 10 casos, e recém- nascidos a termo que foram a óbito entre três e 10 dias de vida (NEO2) com 14 casos, a fim de seguir uma linha de tempo que contemplasse a fase de transição da circulação fetal a vida extrauterina. As amostras foram estudadas em tissue microarray e os anticorpos utilizados foram o Ki67, PCNA, PTEN, Bcl2 (proliferação) e HHF35 e actina sarcomérica (proteínas contráteis). RESULTADOS: Foi encontrada diferença com o Ki67 p = 0,02, HHF35 p < 0,01 e actina sarcomérica p = 0,02, e a expressão do Ki67 foi mais alta no grupo NEO1 e a expressão do HHF35 e da actina sarcomérica foi mais alta no grupo NEO2. CONCLUSÃO: Os resultados sugerem que os cardiomiócitos apresentam uma característica proliferativa (Ki67) nos NEO1 e que essa vai, seguindo uma linha temporal, sendo substituída por um caráter de diferenciação (HHF35 e actina sarcomérica) nos NEO2.

BACKGROUND: The cardiac alterations during the fetal heart transition to extrauterine life have been explored by several animal studies and the cell mechanisms responsible for these modifications are not well documented in humans. OBJECTIVE: To evaluate the mechanism of cell differentiation into cardiomyocytes that occur in the first days of life, through immunohistochemical analysis of proteins involved in proliferation and muscle contraction processes, in samples of human neonate myocardium. METHODS: Cross-sectional study of paraffin-sample sections of myocardium from an autopsy database of human neonates, divided into two sample groups: full-term neonates who died after a maximum of two days of life (NEO1) with 10 cases, and full-term infants who died between 3 and 10 days of life (NEO2) with 14 cases, in order to follow a temporal line that would contemplate the transition from fetal circulation to extrauterine life. The samples were studied in tissue microarray and the antibodies used were Ki67, PCNA, PTEN, Bcl2 (proliferation), HHF35 and sarcomeric actin (contractile proteins). RESULTS: Difference was observed regarding Ki67, p = 0.02; HHF35, p <0.01 and sarcomeric actin, p = 0.02, with Ki67 expression being higher in NEO1 group, whereas HHF35 and sarcomeric actin expression was higher in the NEO2 group. CONCLUSION: The results suggest that cardiomyocytes have a proliferation characteristic (Ki67) in NEO1 which, following a temporal line, will be replaced by a differentiation characteristic (HHF35 and sarcomeric actin) in NEO2.
Descritores: Diferenciação Celular/fisiologia
Proteínas Fetais/análise
Contração Muscular/fisiologia
Miócitos Cardíacos/citologia
-Autopsia
Actinas/química
Anticorpos Monoclonais/química
Estudos Transversais
Imuno-Histoquímica
/análise
KI-ABDOMEN, ACUTEABDOMINAL INJURIES ANTIGEN/análise
Miócitos Cardíacos/química
Sarcômeros/fisiologia
Limites: Feminino
Seres Humanos
Lactente
Recém-Nascido
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-585905
Autor: Ferreira, Ricardo Castro; Fontes-Carvalho, Ricardo; Pires, Inês Falcão; Moreira, Adelino Leite.
Título: Papel da titina na modulação da função cardíaca e suas implicações fisiopatológicas / The role of titin in the modulation of cardiac function and its pathophysiological implications / Papel de la Titina en la Modulación de la Función Cardíaca y sus Implicaciones Fisiopatológicas
Fonte: Arq. bras. cardiol;96(4):332-339, abr. 2011. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A titina é uma proteína sarcomérica gigante que se estende desde a linha Z até a linha M. Em razão de sua localização, representa um importante sensor biomecânico com um papel fundamental na manutenção da integridade estrutural do sarcômero. A titina funciona como uma "mola bidirecional" que regula o comprimento sarcomérico e realiza ajustes adequados da tensão passiva sempre que o comprimento varia. Dessa forma, não só determina a rigidez ventricular e a função diastólica, como também influencia a função cardíaca sistólica, modulando o mecanismo de Frank-Starling. O miocárdio expressa duas isoformas dessa macromolécula: a N2B, mais rígida, e a isoforma N2BA, mais complacente. As alterações na expressão relativa das duas isoformas da titina ou alterações do seu estado de fosforilação têm sido implicadas na fisiopatologia de várias doenças como a insuficiência cardíaca diastólica, a cardiomiopatia dilatada, a cardiomiopatia isquêmica e a estenose aórtica. Neste artigo pretende-se descrever sumariamente a estrutura e localização da titina, a sua relação com diferentes cardiomiopatias, e compreender de que forma as alterações dessa macromolécula influenciam a fisiopatologia da insuficiência cardíaca diastólica, salientando o potencial terapêutico da manipulação dessa macromolécula.

Titin is a giant sarcomeric protein that extends from the Z-line to the M-line. Due to its location, it represents an important biomechanical sensor, which has a crucial role in the maintenance of the sarcomere structural integrity. Titin works as a "bidireactional spring" that regulates the sarcomeric length and performs adequate adjustments of passive tension whenever the length varies. Therefore, it determines not only ventricular rigidity and diastolic function, but also systolic cardiac function, modulating the Frank-Starling mechanism. The myocardium expresses two isoforms of this macromolecule: the N2B, more rigid and the isoform N2BA, more compliant. The alterations in the relative expression of the two titin isoforms or alterations in their state of phosphorylation have been implicated in the pathophysiology of several diseases, such as diastolic heart failure, dilated cardiomyopathy, ischemic cardiomyopathy and aortic stenosis. The aim of this study is to describe, in brief, the structure and location of titin, its association with different cardiomyopathies and understand how alterations in this macromolecule influence the pathophysiology of diastolic heart failure, emphasizing the therapeutic potential of the manipulation of this macromolecule.

La titina es una proteína sarcomérica gigante que se extiende desde la línea Z hasta la línea M. En razón de su ubicación, representa un importante sensor biomecánico con un papel fundamental en la manutención de la integridad estructural del sarcómero. La titina funciona como un "resorte bidireccional" que regula el largo sarcomérico y realiza ajustes adecuados de la tensión pasiva siempre que ese largo varía. De esa forma, no sólo determina la rigidez ventricular y la función diastólica, sino también influye en la función cardíaca sistólica, modulando el mecanismo de Frank-Starling. El miocardio expresa dos isoformas de esa macromolécula: la N2B, más rígida, y la isoforma N2BA, más complaciente. Las alteraciones en la expresión relativa de las dos isoformas de la titina o alteraciones de su estado de fosforilación han sido implicadas en la fisiopatología de varias enfermedades como la insuficiencia cardíaca diastólica, la cardiomiopatía dilatada, la cardiomiopatía isquémica y la estenosis aórtica. Este artículo pretende describir sumariamente la estructura y ubicación de la titina, su relación con diferentes cardiomiopatías, y comprender de qué forma las alteraciones de esa macromolécula influyen en la fisiopatología de la insuficiencia cardíaca diastólica, destacando el potencial terapéutico de la manipulación de esa macromolécula.
Descritores: Insuficiência Cardíaca/fisiopatologia
Proteínas Musculares/fisiologia
Proteínas Quinases/fisiologia
Sarcômeros/química
-Cardiomiopatias/fisiopatologia
Proteínas Musculares/química
Miocárdio/química
Isoformas de Proteínas/química
Isoformas de Proteínas/fisiologia
Proteínas Quinases/química
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-551086
Autor: Alencar, Thiago Ayala Melo Di; Matias, Karinna Ferreira de Sousa.
Título: Princípios fisiológicos do aquecimento e alongamento muscular na atividade esportiva[revisão] / Physiological principles of warm-up and muscle stretching on sports activities
Fonte: Rev. bras. med. esporte;16(3):230-234, maio-jun. 2010. graf.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste estudo foi revisar a importância do aquecimento e alongamento muscular na prática esportiva, destacando seus principais efeitos fisiológicos e benefícios, haja vista que o presente assunto tem causado muita dúvida aos atletas profissionais ou amadores bem como em profissionais da área da saúde na realização e prescrição, respectivamente, da prática do aquecimento e alongamento muscular. Foram utilizados 52 textos, entre artigos da base de dados PubMed e livros publicados de 1978 a 2008. Do total, 18 (34,62 por cento) estavam em português e 34 (65,38 por cento) em inglês. Resultados mostraram que o aquecimento tem por principal objetivo prevenir lesões devido à sua gama de efeitos fisiológicos. A realização do alongamento no término do gesto esportivo tem por finalidade evitar o encurtamento muscular, ou se realizado diariamente e por um longo período, favorecer o aumento do número de sarcômeros e, consequentemente, proporcionar um ganho de flexibilidade.

The purpose of this study was to analyze the importance of warming-up and muscle stretching on sports practice, highlighting its main physiological effects and benefits, since the present issue has caused much doubt to professional or amateur athletes as well as to professionals of the health field on designing and prescribing warming-up and muscle stretching, respectively. For this purpose, 52 texts, including articles from PubMed database and books published from 1978 to 2008, were used. From de total, 18 (34.62 percent) were written in Portuguese and 34 (65.38 percent) in English. Results showed that warming-up has the main objective to prevent injuries due to its multitude of physiological effects. The performance of stretching in the end of the sportive gesture has the purpose to prevent muscular shortening, or if carried out daily and for a long period, to provide increase in the number of sarcomeres and consequently to provide flexibility gain.
Descritores: Exercícios de Alongamento Muscular
Sarcômeros/fisiologia
Traumatismos em Atletas/prevenção & controle
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  6 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-548157
Autor: Souza-Dias, Carlos Ramos de.
Título: The intimate nature of oculomotor muscles contracture / A natureza íntima da contratura do músculo oculomotor
Fonte: Arq. bras. oftalmol;73(2):204-208, Mar.-Apr. 2010. ilus.
Idioma: en.
Resumo: The author makes comments about the shortening and loss of elasticity of the oculomotor muscle that remains slack for some time (contracture), by means of a reasoning based on the Hooke´s law and on the papers carried out to demonstrate that a muscle that remains relaxed for some time suffers a shortening due to loss of sarcomeres on the longitudinal direction and the increase of the cross-sectional area due to the increase of collagen tissue in the perimysium and the endomysium.

O autor procura demonstrar a razão da perda de elasticidade e do encurtamento do músculo oculomotor que permanece relaxado durante certo tempo (contratura), mediante raciocínio baseado na lei de Hooke e nos trabalhos que demonstram que o músculo oculomotor que permanece frouxo por algum tempo sofre encurtamento devido à perda de sarcômeros no sentido longitudinal e ao aumento da área da secção transversa, devida ao aumento do tecido colágeno do perimísio e do endomísio.
Descritores: Colágeno/fisiologia
Contratura/etiologia
Músculos Oculomotores/fisiologia
Sarcômeros/fisiologia
-Elasticidade
Músculos Oculomotores/citologia
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Barbieri, Cláudio Henrique
Texto completo
Id: lil-513162
Autor: Bertolini, Gladson Ricardo Flor; Barbieri, Cláudio Henrique; Mazzer, Nilton.
Título: Análise longitudinal de músculos sóleos, de ratos, submetidos a alongamento passivo com uso prévio de ultrassom terapêutico / Longitudinal analysis of soleus muscles of rats submitted to passive stretching with previous use of therapeutic ultrasound
Fonte: Rev. bras. med. esporte;15(2):115-118, mar.-abr. 2009. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O alongamento muscular é muito difundido entre atletas e pessoas envolvidas em atividades físicas, além de procedimento rotineiro em clínicas de fisioterapia, principalmente visando o aumento na flexibilidade. O ultrassom terapêutico possui ações térmicas e atérmicas, o que gera possibilidades de aumento de extensibilidade tecidual e metabolismo celular, e pode auxiliar nos efeitos anabólicos do alongamento estático. O objetivo deste estudo foi analisar os efeitos do alongamento passivo estático em músculo sóleo esquerdo (MSE) de ratos, associado ao uso do ultrassom terapêutico, sobre alterações longitudinais do tecido muscular. Foram utilizados 42 ratos Wistar, divididos em grupos tratados com ultrassom terapêutico com doses térmicas e não, e subsequente alongamento estático em três séries de 30s, além de grupos apenas tratados com ultrassom ou alongados, durante 15 dias de tratamento. Foram comparadas as variações encontradas entre o MSE e o MSD de cada grupo. As variáveis foram: comprimento muscular, estimativa de sarcômeros em série na fibra e ao longo do músculo, e comprimento de sarcômeros. Os resultados das variáveis analisadas apontaram alterações no comprimento muscular de repouso nos grupos em que foi associado ultrassom terapêutico, em dose térmica, ao alongamento estático, mas para as outras variáveis analisadas não houve diferenças significativas. Conclui-se que o alongamento passivo estático e o uso associado do ultrassom terapêutico, de forma térmica, produziram apenas aumento no comprimento muscular em repouso.

Muscular stretching is much diffused among athletes and people involved in physical activities, besides being a routine procedure in physiotherapy clinics, mainly aiming at flexibility increase. The therapeutic ultrasound possesses thermal and non-thermal effects, which generate possibilities of tissue extensibility and cellular metabolism increase and can aid in static stretching anabolic effects. The aim of this study was to analyze the static passive stretching effects in left soleus muscle (LSM) of rats, associated to the therapeutic ultrasound use on muscular tissue longitudinal alterations. Forty-two Wistar rats, divided in therapeutic ultrasound treated groups, with thermal and non-thermal doses, and subsequent static stretching in 3 sets of 30 s, besides groups just treated with ultrasound or stretched, for 15 days were used. The variations found between LSM and RSM of each group were compared. The variables were: muscular length, serial sarcomere estimation in the fiber and along the muscle, and sarcomere length. The analyzed variables results showed alterations in rest muscular length in the groups with therapeutic ultrasound in thermal dose associated to static stretching. However, there were not significant differences for the other analyzed variables. It is concluded that static passive stretching associated to therapeutic ultrasound in thermal dose just produced increase in rest muscular length.
Descritores: Exercícios de Alongamento Muscular
Músculo Esquelético
Ratos Wistar
Sarcômeros
Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea
Terapia por Ultrassom
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  8 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-504922
Autor: Natali, Luiz Henrique; Silva, Taciane Stein da; Ciena, Adriano Policam; Padoin, Maristela Jorge; Alves, Éder Paulo Belato; Aragão, Fernando Amâncio; Bertolini, Gladson Ricardo Flor.
Título: Efeitos da corrida em esteira em músculos sóleos de ratos encurtados por imobilização / Effects of running on treadmill in soleus muscles of rats shortened by immobilization
Fonte: Rev. bras. med. esporte;14(6):490-493, nov.-dez. 2008.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi verificar as adaptações de peso e comprimento do músculo sóleo de ratos Wistar machos, além da estimativa do total de sarcômeros em série e comprimento médio dos sarcômeros, quando submetidos a um processo de remobilização em esteira. Foram utilizados 18 ratos (Wistar), divididos em três grupos: GC - músculo sóleo esquerdo (MSE) imobilizado e remobilizado solto; G10 - MSE imobilizado e remobilizado em velocidade de 10m/min; e G12 (n = 6) - MSE imobilizado e remobilizado em velocidade de 12m/min. Os resultados mostraram as seguintes variações, peso muscular: GC -22,35 por cento (p = 0,0089), G10 -12,52 por cento (p = 0,0623), G12 -12,07 por cento, (p = 0,0004); comprimento muscular: GC -5,47 por cento (p = 0,0120), G10 -3,31 por cento (p = 0,2868), G12 0,41 por cento (p = 0,8987); estimativa de sarcômeros em série: GC -15,42 por cento (p = 0,0047), G10 -10,87 por cento (p = 0,0193), G12 -4,97 (p = 0,2409); comprimento de sarcômeros GC 11,16 por cento (p = 0,0142), G10 9,31 por cento (p = 0,1270), G12 5,58 por cento (p = 0,1327). Conclui-se que G12 obteve maior eficácia após o período de imobilização, pois apresentou maior semelhança com o membro não imobilizado.

The aim of this work was to compare weight and length adaptations of the soleus muscle of male Wistar rats as well as estimation of the total number of serial sarcomere and mean sarcomere length, when they are submitted to remobilization on treadmill. 18 Wistar male rats were used and divided in the three following groups: CG - left soleus (LS) muscle immobilized and remobilized free in the cage; G10 - LS muscle immobilized and remobilized in speed of 10 m/min on treadmill; and G12 - LS muscle immobilized and remobilized in speed of 12 m/min. The right muscles (RS) of each animal were used for comparison. The results showed the following variations, muscular weigh: CG -22.35 percent (p = 0.0089), G10 -12.52 percent (p = 0.0623), G12 -12.07 percent, (p = 0.0004); muscle length: CG -5.47 percent (p = 0.0120), G10 -3.31 percent (p = 0.2868), G12 0.41 percent (p = 0.8987); estimation of number of serial sarcomere: CG -15.42 percent (p = 0.0047), G10 -10.87 percent (p = 0.0193), G12 -4.97 (p = 0.2409); sarcomere length: CG 11.16 percent, (p = 0.0142), G10 9.31 percent (p = 0.1270), G12 5.58 percent (p = 0.1327). It was concluded that G12 presented the best effectiveness after immobilization period since it presented greater similarity with the non-immobilized soleus.
Descritores: Corrida/fisiologia
Teste de Esforço
Terapia por Exercício
Imobilização/fisiologia
Músculo Esquelético/fisiologia
Condicionamento Físico Animal
Ratos Wistar
-Reabilitação
Sarcômeros/metabolismo
Limites: Animais
Masculino
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  9 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-487455
Autor: Volpi, Fabielle Sant'Ana; Casarolli, Luana Muriel; Pudell, Claudia; Menon, Thiago; Ciena, Adriano Policam; Alves, Éder Paulo Belato; Bertolini, Gladson Ricardo Flor.
Título: Efeitos da remobilização em duas semanas com natação sobre o músculo sóleo de ratos submetidos à imobilização / Effects of remobilization in two weeks of swimming on the soleus muscle of rats submitted to immobilization
Fonte: Rev. bras. med. esporte;14(3):168-170, maio-jun. 2008. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Uma importante questão para a reabilitação é como proteger o músculo esquelético dos efeitos da imobilização, pois, o músculo é o mais mutável dentre os tecidos biológicos e responde às demandas normais ou alteradas com adaptações morfológicas e funcionais. O objetivo deste artigo foi verificar o efeito de duas diferentes intensidades de carga de natação sobre a morfologia do músculo sóleo, e se são eficazes para reverter o processo de atrofia causado pela imobilização durante o período de 15 dias. Foram utilizados 10 ratos, com idade de 10±2 semanas, divididos em 2 grupos: G1 (imobilização/natação sem peso) e G2 (imobilização/natação com sobrecarga de 10 por cento do peso corporal). Dentro das variáveis analisadas ao comparar o membro esquerdo (submetido à imobilização) com o direito (não submetido) foram observados: para peso muscular em G1=-20,55 por cento (p=0,0344) e G2= -17,02 por cento (p=0,0053); comprimento muscular em G1= -10,66 por cento (p=0,0011) e G2= -6,55 por cento (p=0,1016); estimativa de sarcômeros em série no músculo para G1= -14,18 por cento (p=0,0101) e G2= -10,99 por cento (p=0,0043); e para comprimento de sarcômeros em G1= 3,51 por cento (p=0,3989) e G2= 5,28 por cento (p=0,1771). Conclui-se que duas semanas de remobilização através da natação, com diferentes tipos de sobrecarga não foram suficientes para reverter totalmente o processo de atrofia causado pela imobilização.

An important issue in rehabilitation is how to protect the skeletal muscle from immobilization effects, since it is the most changeable tissue amongst the biological tissues and responds to normal or modified demands with morphological and functional adaptations. The objective of this paper was to check the effect of two different swimming load intensities on the morphological properties of the soleus muscle, and if the different degrees of swimming are effective to reverse the process of atrophy caused by immobilization during 15 days. Ten rats, 10±2 weeks were used and divided in 2 groups:G1(immobilization/swimming without overload) and G2 (immobilization/swimming with 10 percent overload). Within the variable analyzed, when the left limb (submitted to immobilization) was compared with the right limb (not submitted) it was observed: for muscle weight G1=-20.55 percent (p=0.0344) and G2= -17.02 percent (p=0.0053); for muscle length G1= -10.66 percent (p=0.0011) and G2= -6.55 percent (p=0.1016); for serial sarcomere estimate G1= -14.18 percent (p=0.0101) and G2= -10.99 percent (p=0.0043); and sarcomere length G1= 3.51 percent (p=0.3989) and G2= 5.28 percent (p=0.1771). It has been concluded that two weeks of remobilization through swimming, with different degrees of overload, were not sufficient to reverse the atrophy process caused by immobilization.
Descritores: Adaptação Fisiológica
Atrofia Muscular/reabilitação
Imobilização
Músculo Esquelético
Ratos Wistar
Sarcômeros
Natação
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  10 / 21 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-487271
Autor: Menon, Thiago; Casarolli, Luana Muriel; Cunha, Núbia Broetto; Souza, Leandro de; Andrade, Paulo Henrique Muleta; Albuquerque, Carlos Eduardo de; Bertolini, Gladson Ricardo Flor.
Título: Influência do alongamento passivo em três repetições de 30 segundos a cada 48 horas em músculo sóleo imobilizado de ratos / Influence of passive stretching in three 30-second sets at every 48 hours in immobilized soleum muscle of rats
Fonte: Rev. bras. med. esporte;13(6):407-410, nov.-dez. 2007. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O músculo esquelético tem a propriedade de adaptar-se a diferentes estímulos, alterando o número de sarcômeros em série, de acordo com o comprimento a que está submetido. Este trabalho tem como objetivo comparar as adaptações de peso e comprimento do músculo sóleo de ratos, além de estimativa do total de sarcômeros em série, quando submetidos a alongamento intermitente durante imobilização em plantiflexão. Foram utilizados 24 ratos (Wistar) machos de 14 ± 2 semanas de idade, divididos em 4 grupos: C (n = 6) - controle; A (n = 6) - músculo sóleo esquerdo (MSE) alongado; I - (n = 6) MSE imobilizado; IA (n = 6) MSE imobilizado e alongado. O protocolo utilizado foi 3 séries de alongamento com duração de 30s a cada 48h; e período total de imobilização de 21 dias. Foram comparadas as variações observadas entre os músculos sóleus direito (MSD) e o MSE com relação a peso muscular, comprimento muscular e estimativa do número de sarcômeros em série (ENSS), através da contagem em 300mm. Nas variáveis analisadas ao comparar o MSD (controle) e o MSE (submetido a alongamento e/ou imobilização) foram observados: peso muscular: C = -1,59 por cento, (p = 0,67); A = +5,41 por cento (p = 0,05); I = -41,48 por cento (p = 0,01); IA = -32,46 por cento (p = 0,01); comprimento muscular: C = -2,63 por cento (p = 0,43); A = +7,54 por cento (p = 0,07); I = -12,74 por cento (p = 0,01); IA = -10,42 por cento (p = 0,11); ENSS: C = -3,81 por cento (p = 0,09); A = + 2,73 por cento (p = 0,56); I = -12,20 por cento (p = 0,01); IA = -12,21 por cento (p = 0,21). Conclui-se que o alongamento durante a imobilização preservou o comprimento muscular e a quantidade de sarcômeros em série, mas não evitou a perda do peso muscular.

The skeletal muscle has the property to adapt to different stimuli, alternating the number of sarcomeres in series, according to the length to which it is submitted to. This investigation has the aim to compare weight and length adaptations of the soleus muscle in rats, besides the total estimate of the sarcomeres in series, when submitted to intermittent stretching during immobilization in plantarflexion. Twenty-four 14 ± 2 weeks old Wistar male rats were used. They were divided in 4 groups, namely: C (n = 6) - control; A (n = 6) - stretched left soleus muscle (LSM); I (n = 6) - immobilized left soleus muscle; IA (n = 6) - immobilized and stretched LSM. The used protocol was of 3 stretching sets with 30 s duration at every 48 h, and total immobilization period of 21 days. The variations observed were compared between right soleus muscle (RSM) and LSM concerning muscular weight, muscular length and estimate of number of sarcomeres in series (ENSS), through counting in 300 mm. In the analyzed variables, when RSM (control) and LSM were compared (submitted to stretching and/or immobilization) the following were observed: muscular weight: C = -1.59 percent (p = 0.67); A = +5.41 percent (p = 0.05); I = -41.48 percent (p = 0.01); IA = -32.46 percent (p = 0.01); muscular length: C = -2.63 percent (p = 0.43); A = +7.54 percent (p = 0.07); I = -12.74 percent (p = 0.01); IA = -10.42 percent (p = 0.11); ENSS: C = -3.81 percent (p = 0.09); A = +2.73 percent (p = 0.56); I = -12.20 percent (p = 0.01); IA = -12.21 percent (p = 0.21). It is concluded that stretching during immobilization has preserved muscular length and the amount of sarcomeres in series; however, it did not prevent muscular weight loss.
Descritores: Imobilização
Exercícios de Alongamento Muscular
Músculo Esquelético
Sarcômeros
-Ratos Wistar
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde