Base de dados : LILACS
Pesquisa : A10.850.720 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 90 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 9 ir para página                      

  1 / 90 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-894025
Autor: Lima, Joelma Alves de; Muniz, Karina de Cássia; Salomé, Geraldo Magela; Ferreira, Lydia Masako.
Título: Association of sociodemographic and clinical factors with self-image, self-esteem and locus of health control in patients with an intestinal stoma / Associação dos fatores sociodemográficos e clínicos com a autoimagem, autoestima e Locus de controle em saúde nos indivíduos com estoma intestinal
Fonte: J. coloproctol. (Rio J., Impr.);38(1):56-64, Jan.-Mar. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To evaluate the sociodemographic and clinical factors related to patients with an intestinal stoma and to correlate them with locus of health control, self-esteem and self-image. Method: 44 patients with an intestinal stoma participated in the study. The following instruments were used: Scale for Locus of Health Control, Rosenberg Self-Esteem Scale/UNIFESP-EPM and Body Investment Scale. Results: With regard to Locus Health Control variables, sociodemographic variables with alterations were: unemployed (28.13); retirees (27.79); age up to 50 years (28.44); and singles (27.89). Regarding Body Investment Scale, the sociodemographic variables with alterations were: age up to 50 years (21.79); single (19.15) or married (17.53); retired (18.79) or unemployed (19.83); and can read and write (20.13). Regarding Rosenberg-EPM Self-esteem Scale, all sociodemographic variables were altered. Conclusions: Ostomized patients presented alterations in the following variables: unemployed, retired, aged up to 50 years and unmarried. There were also alterations in individuals whose cause of the stoma was neoplasia, a temporary stoma, stoma time <4 years, and ostomized non-participants of an association or support group, and who also did not practice physical activities. We conclude from these findings that ostomized individuals who participated in the study and who were included in these variables showed negative feelings about their body and believed that only they could control their health and that the people involved in their care and rehabilitation did not could contribute to their improvement.

RESUMO Objetivo: Avaliar os fatores sociodemográficos e clínicos relativos aos pacientes com estoma intestinal e correlacioná-los a locus de controle da saúde, autoestima e autoimagem. Método: 44 pacientes com estoma intestinal participaram do estudo. Foram utilizados os seguintes instrumentos: Escala para Locus de Controle da Saúde, Escala de Autoestima de Rosenberg/UNIFESP-EPM e Escala de Investimento no Corpo. Resultados: Com relação às variáveis da Escala Locus de Controle da Saúde, as variáveis sociodemográficas com alteração foram: (28,13) desempregados; (27,79) aposentados; (28,44) idade até 50 anos; e (27,89) solteiros. Com relação à Escala de Investimento no Corpo, as variáveis sociodemográficas com alteração foram: (21,79) idade até 50 anos; (19,15) solteiros ou (17,53) casados; (18,79) aposentados ou (19,83) desempregados; e (20,13) sabem ler e escrever. Com relação à Escala de Autoestima de Rosenberg-EPM, todas as variáveis sociodemográficas estavam alteradas. Conclusões: Os ostomizados apresentaram alterações nas variáveis desempregados, aposentados, idade até 50 anos e solteiros. Também apresentaram alterações indivíduos cuja causa do estoma era neoplasia, caráter temporário do estoma, tempo de estoma <4 anos e ostomizados não participantes de associação ou grupo de apoio e que também não prativavam atividades físicas. Concluímos, por esses achados, que os indivíduos ostomizados que participaram do estudo e que que faziam parte dessas variáveis demonstravam sentimentos negativos com relação a seu corpo e acreditavam que só eles podiam controlar sua saúde, e que as pessoas envolvidas em seus cuidados e reabilitação não podiam contribuir para sua melhora.
Descritores: Estomas Cirúrgicos/estatística & dados numéricos
-Autoimagem
Imagem Corporal/psicologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR545.3 - Biblioteca ICBS


  2 / 90 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-728600
Autor: Violin, Mara Rúbia; Sales, Catarina Aparecida.
Título: Experiências cotidianas de pessoas colostomizadas por câncer: enfoque existencial / Daily experiences of cancer-colostomized people: an existential approach / Experiencias cotidianas de personas colostomizadas por cáncer: enfoque existencial
Fonte: Rev. eletrônica enferm;12(2):278-286, abr.-jun. 2010.
Idioma: pt.
Resumo: A convivência com o estoma exige da pessoa colostomizada a adoção de inúmeras medidas de adaptação e reajustamento às atividades diárias. Neste sentido, este estudo tem como objetivo compreender as vivências de pessoas colostomizadas por câncer, ou seja, desvelar o seu existir-no-mundo com estoma e utilizando-se de um dispositivo para seus excrementos. A fenomenologia existencial de Martin Heidegger possibilitou a apreensão dos momentos vividos por esses Seres. Foram entrevistadas duas pessoas (um casal), no período de janeiro a abril de 2008. Os depoentes são residentes na região Norte do Paraná e as entrevistas foram realizadas em seus domicílios. Esta pesquisa foi aprovada pelo Comitê Permanente de Ética em Pesquisa Envolvendo Seres Humanos da Universidade Estadual de Maringá. A questão norteadora da pesquisa foi: O que mudou na sua vida após a cirurgia da confecção do estoma? Na interpretação dos discursos emergiram alguns sentimentos convergentes, os quais suscitaram a temática existencial: a temporalidade de existir-no-mundo colostomizado. A análise desvelou que ser-colostomizado-por-câncer é ter o seu modo de ser-no-mundo influenciado por modificações físicas, emocionais e sociais, sendo necessário transcender as restrições impostas pela doença para poder vislumbrar novas possibilidades de continuar existindo-no-mundo.

The acquaintance with stoma demand of colostomy person the adoption of countless mensure of adaptation and readjustment of daily activity. This way, the experiences of colostomized people due to cancer are reported and analyzed. Their living-in-the-world with stoma and their use of excrement bag are investigated. Martin Heidegger's existential phenomenology has been employed to understand these people's experience. Two persons, male and female, living in the northern region of the state of Paraná, Brazil, were interviewed in their homes between January and April 2008. Research has been approved by the Permanent Ethics Committee in Research with People of the State University of Maringá. The issue involved in current research was: What has changed in your life after stoma surgery? Discourse interpretation revealed convergent feelings which produced the existential theme: the temporality of colostomized person's living-in-the-world. Analysis showed that cancer-caused colostomized persons are affected by their living-in-the world affected by physical, emotional and social changes. They should transcend disease-imposed restrictions so that they may visualize other possibilities to continue living in the world.

La convivencia con el estoma cobra de personas colostomizadas el adopción de innumerable medida de adaptación y reajuste el actividad diario. En este sentido, este estudio tiene como objetivo comprender las vivencias de personas colostomizadas por cáncer, es decir, desvelar su existir-en el-mundo con estoma y utilizándose de un dispositivo para sus excrementos. La fenomenología existencial de Martín Heidegger posibilitó la aprensión de los momentos vividos por esos Seres. Fueron entrevistadas dos personas (una pareja), en el periodo de enero a abril de 2008, y los encuestados son residentes en la región Norte de Paraná y las entrevistas se realizaron en el periodo de enero a abril de 2008, en sus domicilios. Esta investigación fue aprobada por el Comité Permanente de Ética en Investigación Abarcando Seres Humanos de la Universidad Estadual de Maringá. La pregunta utilizada en la investigación fue: ¿Qué cambió en su vida tras la cirugía de la confección de estoma? En la interpretación de los discursos surgieron algunos sentimientos convergentes, de los cuales, suscitaron la temática existencial: la temporalidad de existir-en el-mundo colostomizado. El análisis desveló, que ser-colostomizado-por-cáncer es tener se modo de ser-en el-mundo influenciado por modificaciones físicas, emocionales y sociales, y es necesario trascender las restricciones impuestas por la enfermedad para poder vislumbrar nuevas posibilidades de continuar existiendo-en el-mundo.
Descritores: Acontecimentos que Mudam a Vida
Colostomia/enfermagem
Colostomia/psicologia
Estomas Cirúrgicos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR584.1 - Biblioteca Central BSCAN


  3 / 90 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-742053
Autor: Mota, Marina Soares; Gomes, Giovana Calcagno; Petuco, Vilma Madalosso; Heck, Rita Maria; Barros, Edaiane Joana Lima; Gomes, Vera Lúcia de Oliveira.
Título: Facilitators of the transition process for the self-care of the person with stoma: subsidies for Nursing / Facilitadores del proceso de transición para el autocuidado de la persona con estoma: subsidios para la enfermería / Facilitadores do processo de transição para o autocuidado da pessoa com estoma: subsídios para Enfermagem
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;49(1):82-88, Jan-Feb/2015.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE To know the facilitating factors of the transition process from dependency to the self-care of people with a stoma. METHOD This is a descriptive study of qualitative approach, including 27 people with permanent stomas due to cancer. The data were collected through semi-structured interviews and submitted to content analysis based on the Transition Theory as theoretical reference. RESULTS The self-care facilitators related to the person were the positive significance of ostomy; the preparation for this experience already in the preoperative period; emotional stability; faith; religiousness; and a sense of normalcy acquired from a next image similar to the previous one. The facilitators related to the community were the following: receiving equipment for free from the government; support from family and the multidisciplinary team, especially the nurses; and having contact with other people with stomata. CONCLUSION The results allow that nurses develop strategies to help people with stomata to resume their self-care. .

OBJETIVO Conocer los factores facilitadores del proceso de transición de la dependencia para el autocuidado de la persona con estoma. MÉTODO Investigación descriptiva, con abordaje cualitativo, incluyéndose a 27 personas con ostomías definitivas por cáncer. Los datos fueron recogidos mediante entrevista semiestructurada y sometidos al análisis de contenido utilizando como marco de referencia teórico la Teoría de las Transiciones. RESULTADOS Se verificaron como facilitadores del autocuidado relacionados con la persona: la significación positiva de la estomización; la preparación para esa experiencia aún en el preoperatorio; la estabilidad emocional; la fe; la religiosidad; y la sensación de normalidad adquirida a partir de una imagen próxima de la anterior. Como facilitadores relacionados con la comunidad, se encontraron: recibir equipos del gobierno de forma gratuita; apoyo de la familia y del equipo multiprofesional, en especial del enfermero; y el contacto con otras personas estomizadas. CONCLUSIÓN Esos resultados permiten que el enfermero desarrolle estrategias para auxiliar a la persona con estoma a retomar su autocuidado. .

OBJETIVO Conhecer os fatores facilitadores do processo de transição da dependência para o autocuidado da pessoa com um estoma. MÉTODO Pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, incluindo 27 pessoas com estomas definitivos por câncer. Os dados foram coletados através de entrevista semiestruturada e submetidos à análise de conteúdo utilizando como referencial teórico a Teoria das Transições. RESULTADOS Verificaram-se como facilitadores do autocuidado relacionados à pessoa, a significação positiva da estomização; o preparo para essa experiência ainda no pré-operatório; a estabilidade emocional; a fé; a religiosidade; e a sensação de normalidade adquirida a partir de uma imagem próxima da anterior. Como facilitadores relacionados à comunidade, foram encontrados: receber equipamentos pelo Governo de forma gratuita; apoio da família e da equipe multiprofissional, em especial do enfermeiro; e contato com outras pessoas com estomas. CONCLUSÃO Esses resultados permitem que o enfermeiro desenvolva estratégias para auxiliar a pessoa com estoma a retomar seu autocuidado. .
Descritores: Autocuidado
Estomas Cirúrgicos
-Enfermagem
Limites: Adulto
Idoso
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 90 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Angelo, Margareth
Texto completo
Id: lil-664077
Autor: Cruz, Andréia Cascaes; Angelo, Margareth.
Título: Estomas em neonatologia: um resgate da memória materna / Stomas in neonatology: recovering the mother's memory / Estomas en neonatología: un rescate de la memoria materna
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;46(6):1306-1312, dez. 2012.
Idioma: pt.
Resumo: O panorama da produção científica no que concerne à família e estomas é carente de estudos sobre o tema, em especial sobre a experiência no período neonatal da criança. O presente estudo teve como objetivo geral compreender a experiência da mãe que tem um filho estomizado durante o período neonatal ou durante o tempo de internação em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). Utilizando a História Oral como referencial metodológico, foram realizadas entrevistas com nove mães. O resgate das memórias individuais possibilitou a construção da memória coletiva, organizada em quatro temas: sonhos versus realidade, proteção perdida, na companhia do medo e é preciso exercer a maternidade. Os resultados permitem uma reflexão sobre a importância de medidas mais eficazes que contribuam para autonomia e alívio do sofrimento da mãe na UTIN, em que a assistência de enfermagem possa ser orientada pelos princípios do Cuidado Centrado na Família.

The scientific production overview that concerns the family and stomas urges for studies about the subject, especially about the experience in neonatal period. The present study aimed to comprehend mothers' experience about stomized children during neonatal period or the hospitalization period in Neonatal Intensive Care Unit (NICU). The methodological approach adopted in this study was Oral History, where interviews were conducted with nine mothers. The rescue of individual memories enabled construction of collective memory, organized in four themes: dreams versus reality, lost protection, in fear's company and motherhood is needed. The results allow a reflection about the importance of more effective actions that contribute to the autonomy and relief of suffering of the mother in NICU, where nursing care can be guided by the principles of Family Centered Care.

El panorama de la producción científica en lo concerniente a la familia y estomas carece de estudios sobre el tema, especialmente sobre esta experiencia en el período neonatal del niño. Se objetivó comprender la experiencia de la madre de un niño ostomizado durante la fase neonatal o durante el tiempo de internación en Unidad de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). Utilizando la Historia Oral como referencial metodológico, fueron realizadas entrevistas con nueve madres. El rescate de las memorias individuales posibilitó la construcción de la memoria colectiva, organizada en cuatro temas: sueños versus realidad, protección perdida, acompañada por el miedo y es necesario ejercer la maternidad. Los resultados permiten reflexionar sobre la importancia de medidas más eficaces que favorezcan la autonomía y alivio del sufrimiento maternal en la UTIN, donde la atención de enfermería pueda ser orientada por los principios del Cuidado Enfocado en la Familia.
Descritores: Mães/psicologia
Estomas Cirúrgicos
-Memória
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 90 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-579107
Autor: Sociedade Brasileira de Estomaterapia.
Título: Anais do III Congresso Brasileiro de Estomaterapia / Annals of the III Brazilian Congress of Stomatherapy
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;33(n.esp):1-231, 1999.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Congresso Brasileiro de Estomaterapia, 3, São Paulo, 9-12 nov. 1999.
Descritores: Cuidados de Enfermagem
Estomas Cirúrgicos
Limites: Humanos
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta


  6 / 90 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Zago, Marcia Maria Fontao
Id: lil-497478
Autor: Zago, Márcia Maria Fontão.
Título: O impacto da imagem corporal alterada no paciente laringectomizado: relato de experiência / The impact of the altered body image on the laryngectomized patient: experience report
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;23(3):325-328, dez. 1989.
Idioma: pt.
Resumo: São relatadas as reações à primeira visão do estoma por dois pacientes laringectomizados. Na ausência de preparo psicológico para a alteração da imagem corporal, um paciente manifestou uma reação de crise que se refletiu negativamente na sua reabilitação posterior. Esta reação de crise pode ser evitada, em outro paciente, pelo preparo psicológico visando à alteração da imagem corporal pela cirurgia.

The reactions of two laryngectomized patients to the first visual contact with the stoma are reported. In the absence of psychological preparation to the altered body image, one of the patient went through a crisis, situation which adversely influenced the rehabilitation process. This negative effect could be prevented through counseling and psychological preparation aimed to the alteration of body image caused by surgery.
Descritores: Estomas Cirúrgicos
Imagem Corporal
Laringectomia
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta


  7 / 90 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-687781
Autor: Mauricio, Vanessa Cristina; Oliveira, Norma Valeria Dantas de; Lisboa, Marcia Tereza Luz.
Título: O enfermeiro e sua participação no processo de reabilitação da pessoa com estoma / El enfermero y su participacion en la rehabilitacion de personas con estoma / The nurse and her participation in the process of rehabilitation of the person with a stoma
Fonte: Esc. Anna Nery Rev. Enferm;17(3):416-422, Jul-Sep/2013.
Idioma: pt.
Resumo: O estudo teve como objeto o papel do enfermeiro no processo de reabilitação dos estomizados, destacando-se sua inclusão laboral. O objetivo foi discutir, a partir do ponto de vista do estomizado, as orientações fornecidas pelos enfermeiros em relação à inclusão laboral. Trata-se de uma pesquisa descritivo-exploratória, qualitativa, realizada com vinte estomizados definitivos, em um instituto de reabilitação localizado no Rio de Janeiro, por meio de entrevista semiestruturada. Os resultados revelaram que poucos estomizados foram orientados pelos profissionais de enfermagem a respeito do retorno às atividades trabalhistas, e que os referidos profissionais não foram citados como essenciais para o processo de reabilitação dos sujeitos do estudo. Conclui-se que há lacunas e equívocos neste processo de reabilitação, principalmente em relação às orientações sobre a inclusão social pelo trabalho, que podem ser ocasionados pela falta de conhecimento dos enfermeiros em relação à temática, e pela não aplicação da Sistematização da Assistência em Enfermagem.

The object of this study is the role of the nurse in the process of rehabilitation of persons with stomas, with emphasis on their inclusion in work. The objective was to discuss, from the perspective of the person with a stoma, the guidance provided by the nurses in relation to inclusion in work activities. It is descriptive-exploratory qualitative research, carried out using a semi-structured interview with twenty persons with permanent stomas, in a rehabilitation institute in Rio de Janeiro. The results showed that few of the people with stomas received guidance from the nursing professionals in relation to returning to work activities, and the health professionals were not referred to as essential for the study's subjects' rehabilitative process. It is concluded that there are gaps and misconceptions in this process of rehabilitation, principally in relation to the advice on social inclusion through work, which may be caused by the nurses' lack of knowledge regarding the issue; and the non-application of Systematization of Nursing Care.

The object of this study is the role of the nurse in the process of rehabilitation of persons with stomas, with emphasis on their inclusion in work. The objective was to discuss, from the perspective of the person with a stoma, the guidance provided by the nurses in relation to inclusion in work activities. It is descriptive-exploratory qualitative research, carried out using a semi-structured interview with twenty persons with permanent stomas, in a rehabilitation institute in Rio de Janeiro. The results showed that few of the people with stomas received guidance from the nursing professionals in relation to returning to work activities, and the health professionals were not referred to as essential for the study's subjects' rehabilitative process. It is concluded that there are gaps and misconceptions in this process of rehabilitation, principally in relation to the advice on social inclusion through work, which may be caused by the nurses' lack of knowledge regarding the issue; and the non-application of Systematization of Nursing Care.
Descritores: Cuidados de Enfermagem
Estomas Cirúrgicos
Estomia/enfermagem
Estomia/reabilitação
Saúde do Trabalhador
Limites: Humanos
Responsável: BR442.1 - Biblioteca Setorial de Pós-Graduação


  8 / 90 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Angelo, Margareth
Texto completo
Id: lil-565582
Autor: Guerrero, Sandra; Angelo, Margareth.
Título: Impacto del estoma enteral en el niño y la familia: [revisión] / Enteral stomas: impact on the child and the family: [review] / Impacto do estoma enteral na criança e sua família: [revisão]
Fonte: Av. enferm;28(n.esp):99-108, oct. 2010.
Idioma: es.
Resumo: Las consecuencias para la familia de tener un hijo con estoma entérico han sido objeto de numerosas inquietudes en la práctica de enfermería. Este tipo de estoma se realiza en los niños como un procedimiento coadyuvante en el tratamiento de un problema de origen congénito, patológico o traumático, pero hay evidencias que indican que esta modificación funcional tiene impacto en diferentes aspectos de la vida cotidiana de la familia.Objetivo: identificar las evidencias en la literatura médica sobre el impacto de un estoma entérico (ileostomía y colostomía) para el niño y su familia.Método: revisión bibliográfica de 14 investigaciones que abordan las vivencias de la familia y el niño ostomizado, localizadas en las bases de datos Cinahl, Medline, Ovid, Proquest, Lilacs y Dedalus.Resultados: mediante el análisis realizado se puede concluir que, pese a que los profesionales de la salud consideran que los estomas son una tecnología de baja complejidad, para el niño y la familia no tienen el mismo significado ya que alteran el estilo de vida y la dinámica familiar.Conclusiones: los resultados del análisis indicaron que hay necesidad de comprensión sobre el tema, con el fin de contribuir a la construcción del conocimiento, dirigido a la implementación de intervenciones que consideren el impacto del estoma sobre el niño y su familia.

The consequences at the family level of having a child with enteric stoma have been a matter of deep concern in the nursing practice. This type of stoma is performed in children as an adjunctive procedure in the treatment of a congenital, pathological and traumatic problem but there is evidence to suggest that this functional change has an impact on different aspects of everyday family life.Objective: To identify evidence in the literature on the impact of enteric stoma (ileostomy and colostomy) for the child and for his family.Method: A literature review of 14 research projects which address the experiences of the Family and the child with ostomy located in the Cinahl, Medline, Ovid, Proquest, Lilacs, and Dedalus databases.Result: through the analysis it may be concluded that, although health professionals believe that stomata are a technology of low complexity, for child and family they do not have the same meaning, because they alter the lifestyle and the family's dynamics.Conclusions: test results indicated there is need for understanding the subject, in order to contribute in building knowledge, aimed at implementing interventions that consider the impact of stoma on the child and on his family.

As conseqüências para a família de ter um filho com estoma entérico são objeto de numerosas inquietudes na prática da enfermagem. Este tipo de estoma é realizado nas crianças como um procedimento coadjuvante no tratamento de um problema de origem congênita, patológica ou traumática, mas existem evidências que indicam que essa modificação funcional impacta em diferentes aspectos da vida cotidiana da família.Objetivo: identificar as evidências na literatura médica sobre o impacto de um estoma entérico (ileostomia e colostomia) para a criança e sua família.Método: revisão bibliográfica de 14 pesquisas que abrangem as vivências da família e da criança ostomizada, localizadas nos bancos de dados Cinahl, Medline, Ovid, Proquest, Lilacs e Dedalus.Resultados: mediante a análise realizada podemos concluir que, embora os profissionais da saúde considerem que os estomas são uma tecnologia de baixa complexidade, não significa o mesmo para a criança e a família, pois o procedimento altera o estilo de vida e a dinâmica familiar.Conclusões: os resultados da análise demonstram a necessidade de compreender melhor o tema, visando contribuir para a construção de conhecimento, voltados para a implementação de intervenções que considerem o impacto do estoma sobre a criança e sua família.
Descritores: Estomas Cirúrgicos
Enfermagem Familiar
Literatura de Revisão como Assunto
Criança
Responsável: CO136.1 - Biblioteca


  9 / 90 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1021486
Autor: Valencia Rico, Claudia Liliana; López González, Luz Adriana; Gómez Suarez, Laura Melissa; Orrego Murillo, Daniela; Restrepo Peláez, Laura Vanessa.
Título: Calidad de vida en personas portadoras de una ostomía digestiva / Quality of life in people carrying a digestive ostomy / Qualidade de vida nas pessoas portadoras de estomas digestivas
Fonte: Rev. cienc. cuidad;16(3):116-126, 2019.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: Las personas ostomizadas experimentan problemáticas clínicas, per-sonales, familiares y sociales que repercuten en su calidad de vida. Objetivo: Rea-lizar una revisión bibliométrica y exploratoria relacionada con la calidad de vida en personas portadoras de ostomías digestivas. Metodología: Se realizó búsqueda en Scopus, utilizando los descriptores: "Quality of life" y "Surgical stomas". Se selec-cionaron artículos publicados a partir del año 2014, en cualquier idioma, derivados de investigación y revisiones, escritos por enfermería exclusivamente o en cooperación con otras áreas de salud; se excluyeron las publicaciones de ostomías urológicas y respiratorias. Resultados: La muestra total fue de 39 manuscritos. El año de mayor publicación fue 2016; el 66,7 % de las investigaciones correspondía a nivel de eviden-cia baja y el 56,4 % correspondía a investigaciones descriptivas. A nivel exploratorio, el 31,4 % de los estudios utilizó cuestionarios relacionados con la calidad de vida, en el 14,2 % se indagó la calidad de vida a través de estudios cualitativos y en el 54,2 % se evaluaron otras temáticas que interfieren en la calidad de vida. Conclusión: La bibliometría muestra publicaciones con nivel de evidencia baja. Los resultados ex-ploratorios muestran alteración del bienestar en la dimensión física primordialmente, generando situaciones de afrontamiento que afectan la calidad de vida

Introduction: Ostomate patients experiment clinical, personal, social, and family issues which have an impact in their quality of life. Objective: To perform a bi-bliometric and exploratory review related to the quality of life in people carrying digestive ostomies. Methodology: The descriptors "Quality of life" and "Surgical stomas" were used to perform a search in Scopus. Published papers from the year 2014, derived from research and reviews written by nurses exclusively or in collaboration with other areas of health and published in different languages were chosen. The publications of urological and respiratory ostomies were excluded. Results: There was a total sample of 39 manuscripts. The year of highest publications was 2016; the 66.7 % of the research corresponded to a level of low evidence and the 56.4 % corresponded to descriptive research. An exploratory level of 31.4 % of the studies used questionnaires related to the quality of life; in the 14.2 % the quality of life was inquired through qualitative studies, and in the 54.2 % other topics that interfere in the quality of life, were evaluated. Conclusion: The Bibliometrics shows publications with a low level of evidence. The ex-ploratory results show mainly, an alteration of the well-being in the physical dimension, generating coping situations that affect the quality of life.

Introdução: As pessoas com estomas experimentam problemáticas clinicas, pessoais, familiares e sociais que repercutem na sua qualidade de vida Objetivo: Realizar uma revisão bibliográfica exploratória relacionada com a qualidade de vida de pessoas portadoras de estomas digestivas. Mé-todos: Realizou-se a pesquisa no Scopus, utilizando os descritores: "Quality of life" e "Surgical sto-mas". Selecionaram-se artigos publicados desde 2014 em qualquer língua, derivados de pesquisas e revisões, escritos por enfermagem exclusivamente ou em cooperação com outras áreas da saúde, excluíram-se artigos de estomas urológicas e respiratórias. Resultados: Obtiveram-se 39 artigos. O ano de maior publicação foi 2016, o 66,7% dos estudos tinha nível de evidência baixoe o 56,4% correspondeu a estudos descritivos. No nível exploratório, o 31,4% dos estudos empregou escalas relacionadas com qualidade de vida, o 14,2% indagou a qualidade de vida desenvolvendo pesquisas qualitativase o 54,2% avaliaram outras temáticas que interferem na qualidade de vida. Conclusão: A literatura científica mostrou resultados com nível de evidencia baixo. Os resultados exploratórios evidenciaram alteração do bem-estar na dimensão física primordialmente, gerando situações de afrontamento que afetam a qualidade de vida.
Descritores: Estomas Cirúrgicos
-Qualidade de Vida
Gastroenteropatias
Acontecimentos que Mudam a Vida
Responsável: CO648.1


  10 / 90 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-876736
Autor: Salles, Valdemir José Alegre; Takahashi, Alexander Ryou; Cossi Filho, Humberto Andrade; Maciel, Rennan Rodrigues.
Título: Qualidade do sono em pacientes colostomizados / Quality of sleep in colostomized patients
Fonte: GED gastroenterol. endosc. dig;36(2):45-49, Abr.-Jun. 2017. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: este estudo tem como objetivo quantificar e qualificar o sono de pacientes colostomizados através do emprego do questionário de Pittsburgh (PSQI). Método: trata-se de um estudo transversal, envolvendo a coleta de dados através da aplicação do Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh (PSQI), associado à análise da colostomia quanto à sua duração e ao seu aspecto (plana ou protusa). Foram incluídos no estudo os pacientes portadores de colostomia há mais de um ano, com a idade variando entre 40 e 85 anos e sem distúrbios prévios do sono. Resultados: foram colhidos 50 questionários (n=50) e a análise qualitativa mostrou que 33 (66%) pacientes apresentam uma boa qualidade do sono com score ≤5 e que 17 (34%) pacientes tinham uma moderada ou ruim qualidade do sono com score >5. Com relação ao aspecto da colostomia, foi observado a plana em 6 (12%) casos, sendo que em somente 1 caso apresentou score ≤5, ou seja, de qualidade boa do sono. No aspecto protuso, que ocorreu em 44 casos (88%), observou-se que 32 (72,7%) pacientes apresentaram score ≤5, portanto uma boa qualidade de sono. Outro parâmetro analisado foi o impacto dos Componentes Individuais da Qualidade de Sono (CIQS: duração do sono, distúrbio do sono, etc.) com relação à qualidade de sono geral (r). Foi constatado que o Distúrbio do Sono tem menor impacto (r=0,409) se comparado com o uso de medicamentos para dormir (r=0,860). Ficou claro também quanto à diferença entre o impacto relativo dos CIQS quando comparados entre os grupos da colostomia plana e protusa, sendo que, no grupo de pacientes com a colostomia plana em todos os quesitos, obteve-se maior impacto na qualidade de sono geral (r>0,877). Já o impacto dos CIQS na qualidade de sono geral em colostomias protusas teve seu maior índice no Uso de Medicamentos (r=0,762) enquanto que o Distúrbio do Sono (r=0,187) recebeu o menor índice. Conclusão: o aspecto final da colostomia é importante para a qualidade do sono do colostomizado, sendo a protusa a que teve menor influência negativa nesta situação.

Objective: this study aims to quantify and qualify sleep of colostomized patients using the Pittsburgh Questionnaire (PSQI). Methods: this is a cross-sectional study involving the collection of data through the application of the Sleep Quality Index Of Pittsburgh (PSQI); Associated with colostomy analysis, its duration and its appearance (flat or protusa). Patients with colostomy for more than one year, ranging in age from 40 to 85 years, were included in the study. Results: fifty questionnaires were collected (n=50) and the qualitative analysis showed that 33 (66%) patients had a good quality of sleep with a score ≤5 and that 17 (34%) patients had moderate or poor quality of sleep with Score >5. Regarding the aspect of the colostomy, the flat was observed in 6 (12%) cases, and in only 1 case presented a score ≤5, that is, of good sleep quality. In the protruding aspect, which occurred in 44 cases (88%), it was observed that 32 (72.7%) patients presented scores ≤5, therefore a good quality of sleep. Another parameter analyzed was the impact of the Individual Components of Sleep Quality (CIQS: sleep duration, sleep disturbance, etc.) in relation to general sleep quality (r). It was found that Sleep Disorder had a lower impact (r=0.409) when compared to sleeping medication (r=0.860). It was also clear how the difference between the relative impact of CIQS when compared between the flat and protuberant colostomy groups. As in the group of patients with flat colostomy, in all the questions, it was obtained a greater impact in the quality of general sleep (r>0.877). On the other hand, the impact of CIQS on general sleep quality in protusial colostomies had its highest index in the Use of Medications (r=0.762), while sleep disturbance (r=0.187) received the lowest index. Conclusion: the final appearance of the colostomy is important for the quality of sleep of the colostomy, being the protusa the one that less influence negatively in this situation.
Descritores: Qualidade de Vida
Sono
Transtornos do Sono-Vigília
Colostomia
Estomas Cirúrgicos
-Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Medicamentos Indutores do Sono
Latência do Sono
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt



página 1 de 9 ir para página                      
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde