Base de dados : LILACS
Pesquisa : A11.118.290 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 651 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 66 ir para página                         

  1 / 651 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-268655
Autor: Lorenzi, Therezinha F.
Título: Manual de Hematologia: propedeutica e clinica / Hematology manual.
Fonte: Rio de Janeiro; Medsi; 1992. 500 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Descritores: Patologia
Biologia Celular
Eritrócitos
Hematologia
Hematologia/classificação
Hematologia/história
Hemostasia
Anemia
Leucócitos
Baço
Responsável: BR1310.1 - Núcleo de Biblioteca
BR1310.1; L0193


  2 / 651 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-406225
Autor: Kirchgatter, Karin; Del Portillo, Hernando A.
Título: Clinical and molecular aspects of severe malaria
Fonte: An. acad. bras. ciênc;77(3):455-475, Sept. 2005. mapas, tab.
Idioma: en.
Resumo: O ciclo eritrocítico do Plasmodium falciparum apresenta uma particularidade em relação às outras espécies de Plasmodium que infectam o homem. Trofozoítas maduros e esquizontes são seqüestrados da circulação periférica devido à adesão de eritrócitos infectados às células endoteliais. Modificações na superfície dos eritrócitos infectados, denominadas "knobs", permitem adesão ao endotélio e a outros eritrócitos. A adesão fornece uma melhor maturação na atmosfera venosa microaerofílica e permite que o parasita escape do clareamento pelo baço, que reconhece a perda de deformabilidade do eritrócito infectado. A adesão ao endotélio ou citoaderência, tem importante função na patogenicidade da doença, causando obstrução de pequenos vasos e contribuindo para danos em muitos órgãos. Citoaderência designa também a adesão de eritrócitos infectados a eritrócitos não infectados, fenômeno amplamente conhecido como "rosetting". Aspectos clínicos da malária grave bem como receptores do hospedeiro e ligantes do parasita envolvidos em citoaderência e "rosetting", são revisados aqui. A proteína de membrana do eritrócito 1 de P. falciparum (PfEMP1) parece ser o principal ligante adesivo dos eritrócitos infectados e será discutida em maiores detalhes. Uma melhor compreensão da função dos receptores do hospedeiro e dos ligantes do parasita no desenvolvimento de diferentes síndromes clínicas é urgentemente necessária para identificar alvos para vacinação visando diminuir as taxas de mortalidade desta doença.
Descritores: Eritrócitos/parasitologia
Malária Falciparum/parasitologia
Plasmodium falciparum/fisiologia
-Adesão Celular/fisiologia
Endotélio Vascular/parasitologia
Interações Hospedeiro-Parasita
Malária Falciparum/complicações
Plasmodium falciparum/genética
Plasmodium falciparum/patogenicidade
Formação de Roseta
Índice de Gravidade de Doença
Limites: Animais
Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 651 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-103059
Autor: Ori, Maria; Seguro, Antonio Carlos; Rocha, Antonino dos Santos.
Título: Efeito inibidor do soro de ratos com insuficiência renal aguda e crônica sobre a atividade fagocitária "in vitro" / Inhibitory effect of serum from rats with acute and chronic renal insufficiency on phagocytic activity in vitro
Fonte: Rev. Inst. Med. Trop. Säo Paulo;32(6):409-13, nov.-dez. 1990. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O efeito do soro de ratos com insuficiência renal aguda e crônica sobre a atividade fagocitária foi estudado "in vitro" em cultura de macrófagos. A atividade eritrofagocitária destas células foi menor na presença de soro de animais com insuficiência renal aguda e crônica quando comparados ao plasma normal. Esta inibiçäo persistiu quando estes soros foram filtrados através de membranas PM-30, sendo porém abolida quando filtrados através de membrana PM-10. Estes dados sugerem a presença de um fator no soro urêmico que inibe a fagocitose, cujo peso molecular varia entre 10.000 e 30.000 daltons
Descritores: Fagocitose
Eritrócitos/fisiologia
Lesão Renal Aguda/sangue
Insuficiência Renal Crônica/sangue
Técnicas In Vitro
Macrófagos/fisiologia
-Células Cultivadas
Peso Molecular
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 651 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Colli, Celia
Texto completo
Id: lil-706159
Autor: Sales, Cristiane Hermes; Rocha, Vivianne de Sousa; Setaro, Luciana; Colli, Célia.
Título: Magnésio urinário, plasmático e eritrocitário: validação do método de análise por espectrofotometria de absorção atômica com chama / Magnesium contents in urine, plasma and erythrocyte samples: validation of analytical methodology using flame atomic absorption spectrophotometry
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;71(4):685-690, out.-dez. 2012. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Neste estudo foi validada a metodologia de análise de magnésio urinário, plasmático e eritrocitário por espectrofotometria de absorção atômica com chama. As análises foram realizadas em pools de amostras de urina, de plasma e de eritrócitos de humanos. Para a validação, foram considerados os parâmetros de linearidade da curva-padrão, faixa de trabalho, limite de detecção (LD), limite de quantificação (LQ), precisão e exatidão da medição. Os LD e LQ da curva foram, respectivamente, de 0,006 e 0,021 μg/mLde Mg para urina e plasma, e de 0,003 e 0,010 μg/mL de Mg para eritrócitos. A faixa linear de trabalho para determinação de Mg foi entre 0,05 e 0,5 μg/mL de Mg, e as curvas-padrão apresentaram coeficientes de correlação maiores do que 0,99, que demonstram a linearidade da metodologia. As precisões intra e interensaio superiores a 90 por cento foram consideradas adequadas. As recuperações obtidas, usando-se materiais de referência certificados, foram de 101 por cento e de 97 por cento, respectivamente, em urina e plasma. As médias de recuperação por adição de padrão foram de 87 por cento para urina e eritrócitos e de 91 por cento para plasma. A metodologia avaliada foi linear, sensível, seletiva, precisa e exata; portanto, são confiáveis os resultados obtidos.
Descritores: Eritrócitos
Espectrofotometria Atômica
Fluxo Plasmático Renal
Magnésio
Urina
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  5 / 651 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-383427
Autor: Oshiro, Marilena; Nonoyama, Kimiyo; Oliveira, Raimundo Antônio Gomes; Barretto, Orlando César de O.
Título: Red cell glutathione reductase saturation obtained with oral riboflavin supplementation
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;62(2):91-94, 2003. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: The erythrocyte glutathione reductase (E-GR) saturation with its coenzyme flavin adenine dinucleotide (FAD) affords the nutritional status regarding the vitamin B2, as FAD proceeds from riboflavin intake. E-GR normally exhibits physiological partial saturation with its coenzyme. OBJECTIVE: To study the maximum in vivo saturation which could be reached by increasingly oral vitamin supplemetantion. METHODS: Three groups of normal volunteers were given 3 mg (group A), 20 mg ( group B) and 50 mg (group C) riboflavin daily during twenty days. The enzyme activities were assayed before and after supplementation, with and without coenzyme addition to the reagent system. RESULTS: 77 per cent, 83 per cent and 87 per cent saturation were observed in the groups A, B and C respectively. CONCLUSION: Increasing in vivo saturation was observed with increasing oral doses of riboflavin supplementation, but total saturation was not observed even with the highest oral 50 mg roboflavin supplementation
Descritores: Riboflavina
Eritrócitos
Glutationa
-Vitaminas
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  6 / 651 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-222032
Autor: Silva, Eliane A; Rúbio, Eliana M; Ura, Somei.
Título: Pesquisa de antígenos ABH em eritrócitos e na saliva de pacientes hansenianos / ABH antigens research in erythrocytes and at leprosy patients saliva
Fonte: Hansen. int;22(2):44-9, jul.-dez. 1997. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os poucos estudos já publicados sobre a determinaçäo de fenótipo secretor dos antígenos ABH na saliva de hansenianos têm demonstrado näo haver uma correlaçäo significativa entre estas substâncias e a suscetibilidade à doença. No presente estudo avaliamos 74 pacientes, sendo 27 virchovianos, 23 tuberculóides e 24 dimorfos, quanto à presença de antíngenos ABH nos eritrócitos e na saliva, pela reaçäo de aglutinaçäo em tubo e inibiçäo de aglutinaçäo. A frequência dos grupos sanguineos ABO e do fenótipo secretor e näo secretor nestes pacientes e no grupo controle foram: O= 40,5(por cento) 49(por cento); AB= 6,8(por cento) 3,6(por cento) e näo secretor= 31,1(por cento) 17,5(por cento). Analisando-se os resultados apresentados nos hansenianos, observamos que näo houve antígenos ABH pesquisados nos eritrócitos e na saliva
Descritores: Fenótipo
Antígenos/análise
Hanseníase
Sistema ABO de Grupos Sanguíneos/análise
-Saliva
Eritrócitos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  7 / 651 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-886133
Autor: Ventimiglia, Fernando Daniel; Rivas-Ibargüen, María Alejandra; Vildoza, Analía; Orsilles, Miguel Ángel.
Título: Valor diagnóstico de la morfología eritrocitaria en las anemias / Diagnostic value of red cell morphology in anemias / Valor diagnóstico da morfologia eritrocitária nas anemias
Fonte: Acta bioquím. clín. latinoam;51(3):379-386, set. 2017. tab.
Idioma: es.
Resumo: A pesar de la disponibilidad de modernos equipos automatizados, el estudio de la morfología eritrocitaria en extendidos de sangre periférica continúa desempeñando un rol fundamental en el diagnóstico de las anemias. En 2005, el Grupo Internacional de Consenso para la Revisión en Hematología publicó un documento con los criterios homogéneos de acción recomendados para la selección de los frotis sanguíneos que deben ser analizados mediante microscopía. Recientemente, el Comité Internacional de Estandarización en Hematología (ICSH) elaboró una serie de recomendaciones para unificar la nomenclatura y graduar los hallazgos morfológicos anormales en el estudio de la sangre periférica. El objetivo de este trabajo fue presentar a los lectores una revisión del tema y las últimas recomendaciones de los grupos de expertos a nivel nacional e internacional para el estudio de las anemias mediante la evaluación de la morfología eritrocitaria en el frotis de sangre periférica.

Despite the availability of modern automated equipment, the study of red cell morphology in peripheral blood smears continues to play a key role in the diagnosis of anemias. In 2005, the International Consensus Group for Hematology Review published a document with uniform criteria recommended action for the selection of blood smears to be analyzed by microscopy. Recently, the International Committee for Standardization in Hematology (ICSH) produced a series of recommendations to unify the nomenclature and graduate abnormal morphological findings in the study of peripheral blood. The aim of our work was to present readers with a review of the topic and the latest recommendations of the expert groups at national and international levels for the study of anemias by evaluating red cell morphology in the peripheral blood smear.

Apesar da disponibilidade de equipamentos automatizados modernos, o estudo da morfologia eritrocitária em esfregaços de sangue periférico continua a desempenhar um papel fundamental no diagnóstico das anemias. Em 2005, o Grupo Internacional de Consenso em Revisões Hematológicas publicou um documento com os critérios uniformes de ação recomendados para a seleção dos esfregaços sanguíneos que devem ser analisados através do microscópio. Recentemente, a Comissão Internacional de Padronização em Hematologia (ICSH) produziu uma série de recomendações para unificar a nomenclatura e graduar os achados morfológicos anormais no estudo do sangue periférico. O objetivo deste trabalho foi apresentar aos leitores uma revisão do tema e as últimas recomendações dos grupos de especialistas em nível nacional e internacional para o estudo de anemias através da avaliação da morfologia eritrocitária no esfregaço de sangue periférico.
Descritores: Eritrócitos
Eritrócitos/citologia
Anemia/diagnóstico
-Análise Química do Sangue
Membrana Eritrocítica
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: AR1.1 - Biblioteca Rafael Herrera Vegas


  8 / 651 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-886125
Autor: Crisp, Renée Leonor; García, Eliana; Solari, Liliana; Rapetti, María Cristina; Nesse, Alcira; Donato, Hugo.
Título: Esferocitosis hereditaria: experiencia clínica y diagnóstica en Argentina / Hereditary spherocytosis: clinical and diagnostic experience in Argentina / Esferocitose hereditária: experiência clínica e diagnóstica na Argentina
Fonte: Acta bioquím. clín. latinoam;51(3):307-318, set. 2017. graf, tab.
Idioma: es.
Resumo: Los objetivos del presente estudio fueron: a) Analizar las características demográficas y clínicas de nuestra población al diagnóstico; b) Evaluar si las pruebas más recientes presentan ventajas sobre las tradicionales; c) Confirmar la frecuencia de las distintas deficiencias de proteínas de membrana; d) Establecer la relación entre severidad y resultado de las pruebas o tipo de deficiencia. Se analizaron 359 individuos estudiados desde 2007, cuando se incorporaron criohemólisis hipertónica (CH), citometría de flujo con eosina-5'- maleimida (5'EMA-CF), FOE por citometría de flujo (FOE-CF) y electroforesis de proteínas de membrana (SDS-PAGE) al estudio de laboratorio clásico, fragilidad osmótica eritrocitaria (FOE) y autohemólisis (AH). Criterios diagnósticos para Esferocitosis Hereditaria (ESH): esferocitos en frotis y dos pruebas positivas. Se identificaron 174 pacientes con ESH y 22 portadores sanos. El 74,9% eran menores de 12 años. La transmisión fue dominante en el 83,1% de los casos. Tuvieron manifestaciones neonatales 89,1%. Las pruebas con mayor sensibilidad fueron CH (92,0%), FOE diferida (91,1%) y 5'EMA-CF (88,5%). En los 125 pacientes en quienes se realizaron CH, 5'EMA-CF y FOE-CF se observó que todos tenían al menos una prueba positiva; 122 (97,6%) tuvieron dos o tres positivas. Las deficiencias más frecuentes fueron ankirina y espectrina. No hubo diferencia en el resultado de las pruebas entre los subgrupos de severidad. Se concluye que las deficiencias más frecuentes en Argentina son ankirina y espectrina, coincidiendo con otras poblaciones latinoamericanas. El uso simultáneo de CH, 5'EMA-CF y FOE-CF permite diagnosticar más del 97% de los casos. La incidencia de manifestaciones neonatales es elevada.

The aims of this study were (a) to assess demographic and clinical aspects of our population at diagnosis; (b) to evaluate diagnostic accuracy of hypertonic cryohemolysis (HC), eosin-5'-maleimide flow cytometry (EMA-FC) and flow cytometric osmotic fragility (OF-FC) in relation to standard screening tests osmotic fragility (OF) and autohemolysis (AH); (c) to confirm the previously reported prevalence of membrane proteins defects; and (d) to assess the relationship between severity of anemia and results of confirmatory tests. Since 2007, the following tests were available in our laboratory: OF, AH, HC, EMA-FC, OF-FC and SDS-PAGE of membrane proteins. Diagnostic criteria for hereditary spherocytosis were spherocytes in blood smear plus ≥2 positive tests. Data from 359 individuals were analyzed: 174 HS patients and 22 silent carriers were detected; 74.9% of patients were less than 12 years old; 83.1% of them showed a dominant inheritance pattern; antecedent of neonatal jaundice/anemia was registered in 89.1%. Tests with higher sensitivity were: HC (92.0%), incubated OF (91.1%), and EMA-FC (88.5%). HC, EMA-FC and OF-FC were simultaneously performed on 125 patients: each of them had at least 1 positive test; 122 (97.6%) had 2 or 3 positive tests. Ankyrin and spectrin were the most frequently found protein deficiencies. Comparison of test results in relation to severity of anemia showed no difference between groups. It can be concluded that compared toother Latin American countries, ankyrin and spectrin were the most frequent protein deficiencies. Simultaneous performing of HC, EMA-FC and OF-FC enabled diagnosing HS in more than 97% of patients. A high incidence of neonatal jaundice/anemia was observed.

Os objetivos do presente estudo foram: a) analisar as características demográficas e clínicas de nossa população ao diagnóstico; b) Avaliar se as provas mais recentes apresentam vantagens sobre as tradicionais; c) Confirmar a frequência das diversas deficiências de proteínas de membrana; d) Establecer a relação entre severidade e resultado das provas ou tipo de deficiência. Foram analisados 359 indivíduos estudados desde 2007, quando se incorporaram crio-hemólise hipertônica (CH), citometria de fluxo com eosina-5'-maleimida (5'EMA-CF), FOE por citometria de fluxo (FOE-CF) e eletroforese de proteínas de membrana (SDS-PAGE) ao estudo de laboratório clássico - fragilidade osmótica eritrocitária (FOE) e auto-hemólise (AH). Critérios diagnósticos para ESH: esferócitos em esfregaço e duas provas positivas. Foram identificados 174 pacientes com ESH e 22 portadores sadios. 74,9% eram menores de 12 anos. A transmissão foi dominante em 83,1%. Tiveram manifestações neonatais 89,1%. As provas com maior sensibilidade foram CH (92,0%), FOE diferida (91,1%) e 5'EMA-CF (88,5%). Nos 125 pacientes aos quais lhes realizaram CH, 5'EMA-CF e FOE-CF se observou que todos tinham no mínimo uma prova positiva; 122 (97,6%) tiveram duas ou três positivas. As deficiências mais frequentes foram anquirina e espectrina. Não houve diferença no resultado das provas entre os subgrupos de severidade. Conclui-se que as deficiências mais frequentes na Argentina são anquirina e espectrina, as quais coincidem com outras populações latinoamericanas. O uso simultâneo de CH, 5'EMA-CF e FOE-CF permite diagnosticar mais de 97% dos casos. A incidência de manifestações neonatais é elevada.
Descritores: Esferocitose Hereditária
Eritrócitos
Anemia Hemolítica
-Argentina
Proteína 1 de Troca de Ânion do Eritrócito
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco


  9 / 651 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-886117
Autor: Ponce de León, Patricia; López Murúa, Gabriel.
Título: Cinética de desialización eritrocitaria producida por larvas musculares vivas de Trichinella spiralis / Erythrocyte desialylation kinetics produced by living Trichinella spiralis muscle larvae / Cinética de dessialização eritrocitária causada por larvas musculares vivas da Trichinella spiralis
Fonte: Acta bioquím. clín. latinoam;51(2):237-242, jun. 2017. graf, tab.
Idioma: es.
Resumo: Las larvas musculares (LM) de T. spiralis alteran la agregación eritrocitaria. El objetivo del trabajo fue estudiar la cinética de desialización eritrocitaria producida por LM vivas de T. spiralis. Se realizaron 3 experiencias en las que se incubaron 60 larvas con 30 μL de eritrocitos en 1 mL de solución salina durante 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 10, 15, 18, 20, 22 y 24 horas. Se aplicó el Método de Titulación de la Agregación por Polibrene y se calculó Título, Score Total y CexpCASP en los eritrocitos Control e incubados con LM. Los resultados mostraron que en la primera hora no hubo captación de ácido siálico. A las 2 horas el coeficiente comenzó a decrecer y a las 3 horas el Título disminuyó en una dilución y el coeficiente fue 0,62±0,021. En los siguientes tiempos el Título se mantuvo y el valor del coeficiente presentó pequeñas disminuciones, hasta alcanzar el valor de 0,45±0,010 a las 22 horas, tiempo en que se produjo la disminución significativa del Título. A las 24 horas hubo una nueva disminución del Título del Control y CexpCASP fue 0,13±0,093. Se concluye que las LM vivas durante incubación in vitro con eritrocitos comenzarían a captar ácido siálico a partir de las 2 horas de contacto logrando la desialización casi completa del eritrocito a las 24 horas.

T. spiralis muscle larvae (ML) alter erythrocyte aggregation. The objective of this work was to study erythrocyte desialylation kinetics produced by living T. spiralis ML. Three experiments were conducted in which 60 larvae were incubated with 30 μL of erythrocytes in 1 mL of saline solution for 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 10, 15, 18, 20, 22 and 24 hours. Titration of Aggregation by Polybrene Method was used and Title, Total Score and CexpCASP were calculated in Control erythrocytes and erythrocytes incubated with ML. The results showed that in the first hour there was no capture of sialic acid. The coefficient began to decrease at 2 hours, and at 3 hours the Title decreased in one dilution and the coefficient was 0.62±0.021. The title was maintained at the following times and the coefficient value presented small decreases, until reaching 0.45±0.010 value at 22 hours. It was then that, a significant decrease in Title occurred. Within 24 hours, there was a further decrease of Control Title, and CexpCASP was 0.13±0.093. It can be concluded that living ML during in vitro incubation with erythrocytes began to capture sialic acid after 2 hours of contact, getting almost complete desialylation of erythrocytes at 24 hours.

As larvas musculares (LM) de T. spiralis alteram a agregação eritrocitaria. O objetivo do trabalho foi estudar a cinética de dessialização eritrocitária produzida por LM vivas de T. spiralis. Realizaram-se 3 experiências nas quais foram incubadas 60 larvas com 30 μL de eritrócitos em 1 μL de solução salina durante 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 10, 15, 18, 20, 22 y 24 horas. Foi aplicado o Método de Titulação da Agregação por Polibreno e se calculou Título, Pontuação Total (ST) e CexpCASP. Os resultados mostraram que na primeira hora não houve captura de acido siálico. Às 2 horas o coeficiente começou a decrescer e às 3 horas o Título diminuiu numa diluição e o coeficiente foi 0,62±0,021. Nos tempos seguintes o Título se manteve e o valor do coeficiente apresentou pequenas diminuições, até atingir o valor de 0,45±0,010 às 22 horas, tempo em que se produziu a diminuição significativa do Título. Às 24 horas houve uma nova diminuição do Título do Controle e o CexpCASP foi 0,13±0,093. Conclui-se que as LM vivas durante incubação in vitro com eritrócitos, começariam a captar ácido siálico a partir das 2 horas de contato conseguindo a dessialização quase completa do eritrócito às 24 horas.
Descritores: Trichinella spiralis/microbiologia
Eritrócitos/virologia
-Cinética
Trichinella spiralis
Larva
Limites: Animais
Responsável: AR1.1 - Biblioteca Rafael Herrera Vegas


  10 / 651 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1054852
Autor: Carvajal, Daniela; Quiroz, Claudia; Morales, Claudia; Fernández, Javier.
Título: Granulomatous pigmented purpuric dermatosis: report of a Latin-American case with blaschkoid distribution
Fonte: An. bras. dermatol;94(5):582-585, Sept.-Oct. 2019. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Granulomatous pigmented purpuric dermatosis clinically manifests as hyperpigmented maculae and petechiae, predominantly on the lower extremities. Histopathologically, it is characterized by a lymphocytic infiltrate in the upper dermis, extravasated erythrocytes, and hemosiderin deposits. There is an infrequent variant called granulomatous pigmented purpuric dermatosis, which histologically is characterized by the presence of non-necrotizing granulomas associated with the classic findings of other pigmented purpuric dermatoses. It more frequently affects middle-aged women of Asian origin, and predominantly on the lower extremities. The authors present the case of a female patient with granulomatous pigmented purpuric dermatosis on the lower extremities with blaschkoid distribution.
Descritores: Púrpura/patologia
Dermatopatias/patologia
Granuloma/patologia
-Biópsia
Dermoscopia
Eritrócitos/patologia
América Latina
Limites: Humanos
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 66 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde