Base de dados : LILACS
Pesquisa : A11.118.637.415 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 68 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 7 ir para página                  

  1 / 68 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1171282
Autor: Barañao, Rosa Inés.
Título: Hormonas sexuales y respuesta inmunológica / Sex hormones and immune system
Fonte: Rev. Soc. Argent. Endocrinol. Ginecol. Reprod;16(2):20-30, ago. 2009. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Existe una evidente interrelación entre el sistema endócrino y el sistema inmunológico. Un ejemplo de esto es el efecto que las hormonas sexuales ejercen sobre las distintas poblaciones de leucocitos (linfocitos T y B, Células NK, granulocitos y macrófagos), así como sobre la producción y liberación de citoquinas y proteínas inmunoreguladoras. Tanto en las mujeres como en las hembras de otras especies, los estrógenos y la progesterona harían que primase una respuesta inmune humoral, lo cual resultaría beneficioso para la gestación, pero al mismo tiempo favorecería la aparición de ciertas enfermedades autoinmunes. Contrariamente, la testoterona haría que en los machos predominase la respuesta inmune celular. El siguiente trabajo es una revisión de distintos estudios referentes a la acción que las hormonas sexuales esteroideas ejercen sobre distintos componentes del sistema inmunológico.
Descritores: Hormônios Esteroides Gonadais/imunologia
Linfócitos B/imunologia
Monócitos/imunologia
Timo/imunologia
-Doenças Autoimunes/imunologia
Granulócitos/imunologia
Sistema Endócrino/imunologia
Sistema Imunitário/imunologia
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: AR


  2 / 68 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Martelli, Antonio Carlos Ceribelli
Texto completo
Id: biblio-827753
Autor: Brito, Fernanda Freitas de; Martelli, Antonio Carlos Ceribelli; Cavalcante, Maria Lopes Lamenha Lins; Pinto, Ana Cecília Versiani Duarte; Itimura, Gabriela; Soares, Cleverson Teixeira.
Título: Ofuji disease: a rare dermatosis and its challenging therapeutic approach
Fonte: An. bras. dermatol;91(5):646-648, Sept.-Oct. 2016. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract: Eosinophilic pustular folliculitis (EPF) or Ofuji disease is a rare dermatosis, prone to recurrence and chronicity. The peak incidence occurs in the third decade of life and its exact etiology remains unknown. Evidence suggests that the expression of adhesion molecules and the production of cytokines activate the follicular unit, but the stimulus that triggers these changes remains unclear. The three clinical variants reported in the literature include classic EPF, immunosuppression-associated EPF, and infancy-associated EPF. We report a case of eosinophilic pustular folliculitis with peculiar epidemiological characteristics, which represents a challenging therapeutic scenario.
Descritores: Complicações na Gravidez
Anti-Inflamatórios não Esteroides/uso terapêutico
Indometacina/uso terapêutico
Dermatopatias Vesiculobolhosas/tratamento farmacológico
Eosinofilia/tratamento farmacológico
Foliculite/tratamento farmacológico
-Recidiva
Gravidez
Dermatopatias Vesiculobolhosas/complicações
Dermatopatias Vesiculobolhosas/patologia
Eosinofilia/complicações
Eosinofilia/patologia
Foliculite/complicações
Foliculite/patologia
Granulócitos/patologia
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 68 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1007966
Autor: Pereira, Vanessa Simone Carvalho.
Título: Utilização da contagem automatizada de granulócitos imaturos para diagnóstico da sepse / Use of automated immature granulocyte counting for the sepsis diagnosis
Fonte: Rev. bras. anal. clin;49(4):328-332, 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Sepse é a presença de bactérias ou seus produtos tóxicos no sangue, levando ao surgimento de manifestações clínicas, por vezes de difícil prognóstico. Com grande incidência nos Estados Unidos e no Brasil, a sepse vem preocupando cada vez mais os profissionais da área de saúde e exigindo seu diagnóstico rapidamente. O aparecimento de células imaturas no sangue, granulócitos imaturos, pode ser indício de presença de sepse e a contagem dessas células sanguíneas é feita de forma automatizada através de citometria de fluxo. A detecção dessas células imaturas vem ganhando espaço nos laboratórios de análises clínicas para que o diagnóstico seja mais específico, iniciando uma terapêutica de forma rápida e eficaz
Descritores: Automação
Sepse
Citometria de Fluxo
Granulócitos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  4 / 68 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-933652
Autor: Teixeira, David Nascimento Silva(aut).
Título: Reatividade de granulócitos na Esquistossomose mansoni humana.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 1990. 120 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de Minas Gerais. Instituto de Ciências Biológicas. Departamento de Bioquímica e Imunologia para obtenção do grau de Mestre.
Descritores: Granulócitos
Esquistossomose mansoni
Esquistossomose mansoni/microbiologia
Esquistossomose mansoni/parasitologia
Responsável: BR1719.1 - Biblioteca do CPqRR
BR1719.1; 616.963 TE, T266r, 1990. 010612


  5 / 68 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-895545
Autor: Casarin, Julia B. S; Martini, Ana P; Trentin, Janislene M; Fiorenza, Mariani F; Pessoa, Gilson A; Barros, Severo S; Rubin, Mara I. B.
Título: Bacteriological, cytological and histopathological evaluation of the reproductive tract of slaughtered cows / Avaliação bacteriológica, citológica e histopatológica do trato reprodutivo de vacas abatidas
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;38(1):53-58, Jan. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: Reproductive diseases, mainly endometritis, are important hurdles in cattle raising, In the current study we evaluated gross, bacteriological, cytological, and histological findings from selected sites of the genital from 23 slaughtered cows and tested whether there is an association between these findings and the probability of reaching a reliable diagnosis. The results from the examinations of macroscopic aspects of uterine secretions, the cytological, bacteriological, and histopathological findings were then correlated. There was no significant correlation (P>0.05) of the statistical data from different parts of the genital tract. Trueperella pyogenes and Escherichia coli were isolated from the vagina in 3/23 cases. In only 2/23 samples Enterococcus faecalis and a gram-negative, oxidase-positive bacteria were isolated from the cervix uteri. Only Staphylococcus epidermidis, in 1/23 case, was isolated from the uterus. Histopathological findings in uterus from samples of Groups II (moderate lesions) and III (severe lesions) did not translated in grossly visible changes. Samples from reproductive tracts with secretion in the vagina and cervix uteri had no detectable changes in the other parameters analyzed from this portion. Uterus with positive bacterial culture had evidence of ascendant inflammation judging by the high granulocyte count in the three analyzed portions. This study reinforces that vaginitis and cervicitis in the cow diagnosed only by clinical examination does not reflect the real status of the uterine health. For this reason, treatment of uterine disorders should be conducted based on reliable tests to determine the appropriate therapy for each situation.(AU)

Doenças reprodutivas causam altas perdas econômicas nos rebanhos bovinos, sendo a endometrite uma das alterações mais relevantes. Os objetivos desta pesquisa foram avaliar a associação dos achados fisiopatológicos em exames macroscópicos, bacteriológicos, citológicos e histopatológicos nas porções do trato genital de 23 vacas abatidas, bem como avaliar a necessidade de associação destes exames para efetuar diagnóstico fidedigno. A avaliação macroscópica da secreção, os exames histopatológico, citológico e as bactérias identificadas foram correlacionados. Não houve associação (P>0,05) dos resultados nas diferentes porções do trato genital. Na vagina foram isoladas as bactérias Trueperella pyogenes e Escherichia coli. Na cérvix, em apenas 2/23 (8,6%) amostras isolou-se Enterococcus faecalis e gram negativo oxidase positiva. No útero houve isolamento apenas da bactéria Staphylococcus epidermidis. As amostras histopatológicas classificadas em grupo II e III não apresentaram alterações detectadas no exame macroscópico. As amostras com secreção não fisiológica na vagina e cérvix não apresentaram alterações nos outros exames na porção uterina. A amostra com cultura bacteriológica positiva no útero demonstrou uma infecção ascendente através da alta contagem de granulócitos nas três porções analisadas. O presente estudo reforça o conceito de que a vaginite e cervicite diagnosticadas pelo exame clinico na vaca não retratam o real status da saúde uterina e por esta razão, o tratamento do útero deve ser conduzido com critério, alicerçado nos exames complementares para definir a terapia adequada para cada situação.(AU)
Descritores: Endometriose/diagnóstico
Endometriose/veterinária
Genitália Feminina/microbiologia
-Técnicas Citológicas/veterinária
Granulócitos
Infecções do Sistema Genital/veterinária
Cervicite Uterina/veterinária
Vaginose Bacteriana/veterinária
Limites: Animais
Feminino
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 68 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-708121
Autor: Errante, Paolo Ruggero; Frazão, Josias Brito; Condino Neto, Antônio.
Título: Neutropenia congênita / Congenital neutropenia
Fonte: Braz. j. allergy immunol;1(1):23-38, jan.-fev. 2013.
Idioma: pt.
Resumo: Buscamos aqui revisar os mecanismos imunopatológicos relacionados à neutropenia congênita.O termo neutropenia congênita é utilizado para designar uma série de distúrbios neutropênicos,de caráter permanente, intermitente, grave (< 500 neutrófilos/mm3 de sangue), ou moderado(entre 500-1.500 neutrófilos/mm3 de sangue), que podem acometer pele e mucosa do tratorespiratório e gastrintestinal. Quando a neutropenia é diagnosticada, ela deve ser distinguidadas formas adquiridas, incluindo a neutropenia pós-viral e a autoimune, da forma congênita,que pode ser uma enfermidade isolada ou fazer parte de uma doença genética. Cinquenta porcento das formas congênitas de neutropenia apresentam manifestação extra-hematopoiéticacom resposta imune adaptativa normal e infecções recorrentes no início da vida. O tratamentodestes pacientes tem por objetivo o controle e a prevenção de infecções através do uso profiláticode antibióticos, e outra forma de tratamento consiste na utilização de fator estimuladorde colônia de granulócitos recombinante humano (rHUG-CSF), que aumenta o número degranulócitos, diminui o número infecções e melhora de forma significativa a sobrevida e qualidadede vida. A revisão foi realizada por levantamento bibliográfico de banco de dados obtidosatravés de pesquisa direta, LILACS, MEDLINE e capítulos de livros. A revisão literária demonstraa importância dos neutrófilos pela defesa do hospedeiro contra micro-organismos, e defeitosgenéticos que envolvem estas células acarretam maior susceptibilidade a infecções microbianasem locais como pele e mucosa do trato respiratório e gastrintestinal. Estes defeitos genéticosdos neutrófilos envolvem o seu número, função, ou ambos. Como estes defeitos envolvendofagócitos são de caráter congênito e hereditário, as crianças são os pacientes predominantes. Osneutrófilos apresentam um papel importante na imunidade inata, prevenindo o surgimento deinfecções de repetição. O tratamento com rHUG-CSF aumenta o número de granulócitos, diminuio número de novas infecções e melhora de forma significativa a sobrevida e qualidade de vida.O transplante de células-tronco hematopoiéticas é indicado em casos refratários ao tratamentocom rHUG-CSF que apresentam infecções recorrentes graves e resistência ao tratamento semdetecção de mielodisplasia/leucemia.

Here we aim to review pathogenic mechanisms related to congenital neutropenia. The termcongenital neutropenia has been used to designate a series of neutropenic disorders that canbe permanent, intermittent, severe (< 500 neutrophils/mm3) or moderate (500-1500 neutrophils/mm3), which could affect the skin and mucosa of the respiratory and gastrointestinal tracts. Whenneutropenia is diagnosed, it is necessary to distinguish between the acquired form, includingpost-viral and autoimmune neutropenia, and the congenital form, a disease that can occur eitheralone or as part of a genetic disease. Fifty percent of the congenital forms of neutropenia haveextra-hematopoietic manifestations, with normal adaptive immune response and recurrent infections in early life. Treatment of these patients focuses primarily on controlling and preventing infections through the use of prophylactic antibiotics; another treatment approach is the use of recombinant human granulocyte colony-stimulating factor (rHUG-CSF), which increases the number of granulocytes, reduces the number of infections, and significantly improves survival rates and quality of life in these patients. Papers were directly searched on the LILACS and MEDLINE database Book chapters were also reviewed. The literature reviewed underscores theimportance of neutrophils for host defense against microorganisms and the association betweengenetic defects involving these cells and an increased susceptibility to microbial infections inthe skin and mucosa of the respiratory and gastrointestinal tracts. Genetic defects may affectneutrophil number, function, or both. Because defects involving phagocytes have a congenitaland hereditary origin, children are the most common patients. Neutrophils have an importantrole in innate immunity, preventing the emergence of recurrent infections. Treatment withrHUG-CSF increases the number of granulocytes, decreases the number of new infections, andsignificantly improves survival rates and quality of life. Hematopoietic stem cell transplantationis indicated in patients refractory to rHUG-CSF treatment with severe and recurrent infectionsand resistance to treatment with no detection of myelodysplasia/leukemia.
Descritores: Anormalidades Congênitas
Insuficiência Pancreática Exócrina
Granulócitos
Doenças Sanguíneas e Linfáticas
Imunidade Inata
Síndromes de Imunodeficiência
Neutropenia
Neutrófilos
Fagocitose
Transplante de Células-Tronco
-Técnicas e Procedimentos Diagnósticos
Métodos
Pacientes
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR32.1 - Serviço de Biblioteca e Informação Biomédica


  7 / 68 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-706245
Autor: Müller de Soyano, Aixa; Sóyano, Andrés.
Título: Identificación de células madres hematopoyéticas fetales y de adultos: mitos y realidades de los trasplantes / Identification of fetal and adults hematopoietic stem cells: myths and realities of the transplants
Fonte: Gac. méd. Caracas;120(3):197-212, jul.-sept. 2012.
Idioma: es.
Resumo: Las cédulas madres y hematopoyéticas son células indiferenciadas con una amplia capacidad de proliferación y de autorrenovación; están presentes en medula ósea (1%-3%) y en sangre (0,1%), identificándose por la expresión del marcador CD34. Pueden ser movilizadas desde la médula ósea a la sangre después de quimioterapia o con citoquinas, En este estudio se identificaron células madres en sangre de fetos, neonatos y adultos. Se analizaron 278 muestras de sangre de fetos de 17-32 semanas, neonatos, y en productos de aféresis de células madres de pacientes con enfermedades malignas. La cantidad de células CD34 ± disminuyó con el aumento de la edad gestacional de 6,10% a 1,03%. De estas células se obtuvo la formación de colonias granulocíticas y eritrocíticas en cultivos. En sangre de cordón se obtuvieron 0,86 ± 0,33% células CD34+. Se analizan las indicaciones y resultado de trasplantes de médula ósea y de sangre de cordón en diferentes patologías. Hasta ahora no existe indicación médica para el uso de células madres autólogas de sangre de cordón en leucemias infantiles, ni en enfermedades genéticas. En infarto del miocardio no se han obtenido resultados satisfactorios con los protocolos clínicos evaluados, mientras que en daño neurológico, el uso de células madres permanece todavía como una aproximación experimental.

Hematopoietic stem cells are undifferentiated cells with high proliferative rate and autorenovation; they are found in bone marrow (1%-3%) and blood (0.1%), being identified by the expression of the marker CD34. They may be mobilized from bone marrow (B.M.) into the blood after chemotherapy or cytokine treatment. In this study, stem cells were identified in fetal and adult blood. Two hundred and seventy eigh blood samples were analyzed; they were obtained from fetuses (17-32 weeks-old), neonates, and in the products from apheresis performed to patients with malignancies. The amount of CD34+ cells decreased as the gestational age increased (6.10% to 1.03%). These cells grew in culture to produce granulocytic and erytrocytic colonies. In cord blood CD34+ cell were identified (0,86% ± 0,33%). Indications and results of bone marrow and cord blood stem cell transplants in different pathologies are analyzed. The transplant of allogeneic cord blood stem cells in patients not having a compatible donor is the worldwide approved indication for this procedure. No satisfactory results has been obtained in cases of myocardial infarct. The treatment of neurological damage remains experimental.
Descritores: Células-Tronco Hematopoéticas/ultraestrutura
Células-Tronco Pluripotentes/transplante
Sangue Fetal/transplante
Transplante de Células-Tronco Hematopoéticas/métodos
Transplante de Medula Óssea/métodos
-ANTIGENOS CDABORTION, THERAPEUTIC
Eritrócitos
Remoção de Componentes Sanguíneos/métodos
Granulócitos
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  8 / 68 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-695538
Autor: Luz, Ricardo Alves.
Título: Estudo comparativo da regulação da apoptose mediada por agentes pró-E anti inflamatórios em granulócitos humanos / Comparative study of the regulation of apoptosis mediated by agents pro-and anti inflammatory in human granulocytes.
Fonte: Niterói; s.n; 2007. [151] p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal Fluminense. Mestrado em Patologia Experimental para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A morte celular programada, reconhecida através do quadro morfológico de apoptose, é um mecanismo central de regulação de populações celulares em animais multicelulares, que, no sistema imunológico, permite a resolução dos processos inflamatórios, o controle fino da expansão clonal e a prevenção da auto-imunidade. O presente estudo se ocupa dos mecanismos pelos quais a apoptose é modulada por agentes externos. em dois diferentes tipos de granulócitos humanos, neutrófilos e eosinófilos, que compartilham uma origem comum na medula óssea, assim como muitas características morfológicas e funcionais, mas desempenham papéis diferentes na defesa do hospedeiro... A indometacina revelou-se uma forte indutora de apoptose om neutrófilos humanos, na ausência de outros fatores exógenos, um efeito igualmente ainda não descrito na literatura. Estas observações indicam que: a) embora neutrófilos humanos possam apresentar respostas ao ATRA e à dexametasona semelhantes às observadas durante o desenvolvimento de eosinófilos murinos, mas distintas das de eosinófilos humanos maduros, esta semelhança não se estende aos efeitos de outros agentes; b) as vias de sinalização iniciadas pelo ATRA e pela dexametasona em neutrófilos humanos maduros apresentam forte interação (cross-talk), cujo mecanismo precisa ser estabelecido; c) a indometacina pode apresentar, neste modelo, ações prá-apoptóticas distintas para outros agentes anti-inflamatórios não esteroidais, como a aspirina e o salicilato de sódio.
Descritores: Apoptose
ANEXINA AABDOMEN
Drogas Antiandrogênicas não Esteroides
Dexametasona
Granulócitos
Tretinoína
-Aspirina
Indometacina
Salicilato de Sódio
Limites: Humanos
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM
BR408.1; T616.07, L979, 2007


  9 / 68 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Machado, Rosangela Zacarias
Texto completo
Id: lil-604657
Autor: Salvagni, Carlos Augusto; Dagnone, Ana Sílvia; Gomes, Tiago Salles; Mota, Jozivaldo Silva; Andrade, Gisele Maria; Baldani, Cristiane Divan; Machado, Rosangela Zacarias.
Título: Serologic evidence of equine granulocytic anaplasmosis in horses from central West Brazil / Evidência sorológica de anaplasmose granulocítica equina em equinos do Centro-oeste Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;19(3):135-140, July-Sept. 2010. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Ehrlichiosis is a zoonotic disease caused by gram-negative and intracellular obligatory bacterial organisms. Equine Granulocytic Anaplasmosis - EGA (formerly Equine Granulocytic Ehrlichiosis, EGE) is a seasonal disease, normally self-limited in horses. There are few reports in Brazil about this ehrlichial agent, as well as its natural vectors. Nowadays, veterinarians are considering the suspicion of EGA in horses with suggestive symptoms of ehrlichiosis and which do not respond to piroplasmosis treatment. The aim of the present study was to identify horses exposed to the agent A. phagocytophilum by serological and molecular techniques. Twenty equine blood and serum samples from the central West region of Brazil were evaluated by microscopic examination of buffy coat smear, enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA), indirect fluorescent antibody test (IFAT) and nested polymerase chain reaction (nPCR). Additionally, the serodiagnosis of Theileria equi by IFA and ELISA were carried out, as well as molecular diagnosis by nPCR. Thirteen (65 percent) serum samples were positive for A. phagocytophilum by ELISA, but none of them were positive by buffy-coat smear examination or nPCR. Antibodies IgG anti-T. equi were detected in 18 (90 percent) and 17 (85 percent) horses by IFA and ELISA, respectively and the agent was detected in 9 (45 percent) animals by nPCR. Our data may be considered as important information to understanding the occurrence of EGA and equine piroplasmosis in central West Brazil.

A Erliquiose é uma doença zoonótica causada por bactérias gram-negativas e intracelulares obrigatórias. A Anaplasmose Granulocítica Equina - AGE (anteriormente denominada Erliquiose Granulocítica Equina, EGE) é uma enfermidade sazonal, normalmente auto-limitante em equinos. No Brasil, existem poucos relatos deste agente erliquial, bem como de seus vetores naturais. Atualmente, veterinários têm levantado a suspeita de casos de AGE em equinos com sinais clínicos sugestivos de erliquiose e não responsivos ao tratamento para a piroplasmose equina. O objetivo do presente estudo foi identificar equinos expostos a A. phagocytophilum por meio de técnicas sorológicas e moleculares. Vinte amostras de sangue e soro de equinos da região Centro-oeste do Brasil foram avaliados por meio do exame microscópico de capa leucocitária, ensaio imunoenzimático indireto (ELISA), reação de imunofluorescência indireta (RIFI) e reação em cadeia da polimerase (nested PCR). Adicionalmente, o diagnóstico sorológico de Theileria equi pela RIFI e ELISA foram realizados, assim como o diagnóstico molecular pelo nPCR. Treze (65 por cento) amostras de soro foram positivas para A. phagocytophilum pelo teste de ELISA, entretanto nenhum equino foi positivo pelo exame microscópico da capa leucocitária ou nPCR. Anticorpos IgG anti-T. equi foram detectados em 18 (90 por cento) e 17 (85 por cento) equinos pela RIFI e ELISA, respectivamente e o agente foi detectado em 9 (45 por cento) animais pelo nPCR. Estes dados sugerem importante informação para o entendimento da ocorrência da AGE e piroplasmose equina no Centro-oeste do Brasil.
Descritores: Anaplasma/imunologia
Anaplasmose/sangue
Anaplasmose/diagnóstico
Anticorpos Antibacterianos/sangue
Doenças dos Cavalos/sangue
Doenças dos Cavalos/diagnóstico
-Brasil
Granulócitos
Cavalos
Testes Sorológicos
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 68 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-601921
Autor: Rivera, Horacio.
Título: Further peer review failures
Fonte: Clinics;66(10):1833-1833, 2011.
Idioma: en.
Descritores: Granulócitos/patologia
Síndrome de Rubinstein-Taybi/genética
Translocação Genética/genética
Limites: Feminino
Humanos
Tipo de Publ: Comentário
Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 7 ir para página                  
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde