Base de dados : LILACS
Pesquisa : A11.284.430.214.190 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2 [refinar]
Mostrando: 1 .. 2   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 2 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-779786
Autor: Oliveira, F. A. S. A. M.; Paixão, D. M.; Amorim, L. S.; Pereira, D. B.; Guimarães, S. E. F.; Guimarães, J. D..
Título: Expressão gênica em ovócitos suínos de diferentes classificações morfológicas / Gene expression in swine oocytes in different morphological classifications
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;68(2):321-326, mar.-abr. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: A produção in vitro de embriões suínos tem alcançado resultados insatisfatórios: ovócitos maturados in vivo produzem uma porcentagem maior de embriões em relação aos maturados in vitro. O sucesso da maturação in vitro está diretamente relacionado com a competência ovocitária. Somente ovócitos competentes são capazes de serem fecundados e terem desenvolvimento embrionário normal. A competência ovocitária pode ser avaliada por vários parâmetros. Recentemente têm sido utilizados como parâmetro os estudos da expressão de genes associados com a competência. O presente trabalho teve por objetivo avaliar diferenças na expressão dos genes BMP15, RYBP, MATER e ZAR1 em ovócitos imaturos de diferentes classes morfológicas, sendo elas: 1, 2, 3 e 4, com a finalidade de proporcionar importantes marcadores moleculares relacionados com a capacidade ovocitária. O RNA total dos ovócitos foi extraído e utilizado como molde para a síntese da primeira fita de cDNA. Os resultados da expressão gênica foram analisados utilizando-se modelo misto, considerando os dados de expressão gênica variável dependente e as classes ovocitárias variáveis independentes. Os genes BMP15, ZAR1 e RYBP apresentaram expressão semelhante nas classes ovocitárias 1, 2 e 3; somente a categoria 4 diferiu na expressão desses genes (P<0,05). O gene MATER foi expresso de forma semelhante em todas as classes ovocitárias estudadas (P>0,05). A técnica de RT-qPCR foi eficiente para detecção desses transcritos em ovócitos de diferentes classes. No entanto, para melhor entendimento do envolvimento desses transcritos na aquisição da competência ovocitária, são necessários mais estudos avaliando ovócitos de diferentes classes morfológicas, em diferentes fases de desenvolvimento, e implicação de outros genes envolvidos com a competência ovocitária.

The in vitro production of pig embryos has achieved unsatisfactory results; in vivo matured oocytes produce a higher percentage of embryos compared to in vitro maturation. The success of in vitro maturation is directly related to oocyte competence. Only competent oocytes are capable of being fertilized and have normal embryonic development. The oocyte competence can be assessed using several parameters. Recently these parameters have been used for gene expression studies associated with competence. This work aimed to evaluate differences in gene expression BMP15, RYBP, MATER, ZAR1 as endogenous control and the constitutive gene GAPDH in immature oocytes of different morphological classes which are: 1, 2, 3 and 4, in order to provide significant molecular markers linked to the ability of development. Oocytes Total RNA was extracted and used as a template for synthesis of the first cDNA strand. The results of gene expression were analyzed using a mixed model, considering the dependent gene expression data and independent ovocitary variable classes. The genes BMP15, RYBP ZAR1 and showed similar ovocitary expression in classes 1, 2 and 3 differ only in category 4 in their expression (P<0.05). The MATER gene was similarly expressed in all ovocitary classes studied (P>0.05). The RTQ-PCR technique was effective for detection of these transcripts in oocytes from different classes. However, for better understanding of the involvement of these transcripts in the acquisition of oocyte competence more studies are needed to evaluate different morphological classes of oocytes at different stages of development and the implication of other genes involved in oocyte competence.
Descritores: Desenvolvimento Embrionário
Expressão Gênica
Suínos/embriologia
Técnicas de Maturação in Vitro de Oócitos/estatística & dados numéricos
Técnicas de Maturação in Vitro de Oócitos/veterinária
-Estruturas Citoplasmáticas
Fertilização In Vitro/veterinária
Oócitos
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 2 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-505342
Autor: Holetz, Fabíola Barbieri.
Título: Grânulos de processamento de mRNAs em Trypanosoma cruzi / Granules of processing of mRNAs in Trypanosoma cruzi.
Fonte: Curitiba; s.n; 2008. xvii,130 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Em tripanossomatídeos a regulação da expressão gênica ocorre principalmente em nível pós-transcricional por mecanismos que envolvem mudanças na estabilidade e no acesso dos mRNAs aos polissomos. Estes mecanismos permitem uma rápida adaptação destes parasitas a diferentes condições as quais são expostos durante o ciclo de vida. Estudos recentes têm demonstrado que grânulos de mRNA, presentes em diversos eucariotos têm papel fundamental na regulação da expressão gênica em nível pós-transcricional. Estes grânulos são divididos em diferentes classes (entre elas os P-bodies e os grânulos de estresse), contém mRNPs não comprometidas com a tradução, compartilham algumas proteínas e podem utilizar mecanismos semelhantes para regular o metabolismo de mRNAs. Os P-bodies são sítios de estocagem e/ou degradação de mRNAs, enquanto os grânulos de estresse estão envolvidos na triagem e estocagem de diversos transcritos. Como existe evidência de que moléculas de mRNA podem ser mantidas estáveis e não associadas à polissomos em T. cruzi, nós conjecturamos a possibilidade de que estas estruturas estejam presentes e sejam funcionais neste parasita. Os genes que codificam alguns componentes de P-bodies estão presentes em T. cruzi e embora algumas proteínas que constituem o cerne destas estruturas pareçam estar ausentes neste parasita, a maioria das funções inerentes aos P-bodies estão representadas. Nós identificamos e clonamos a proteína TcDhh1, uma DEAD box RNA helicase altamente conservada entre os eucariotos e considerada marcadora de P-bodies em mamíferos e leveduras. Esta proteína é constitutivamente expressa durante todo o ciclo de vida do parasita, está presente em complexos independentes de polissomos e está localizada em foci citoplasmáticos que variam em número quando as células são submetidas a condições de estresse ou ao tratamento com as drogas cicloheximida e puromicina. Para determinar a composição destes grânulos, nós realizamos ensaios de...
Descritores: Estruturas Citoplasmáticas
Regulação da Expressão Gênica
Polirribossomos
RNA
Trypanosoma cruzi
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas
BR15.1



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde