Base de dados : LILACS
Pesquisa : A11.284.430.214.190.875.393 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 5 [refinar]
Mostrando: 1 .. 5   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 5 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1052984
Autor: Teixeira, Lívia.
Título: Papel das espécies reativas de oxigênio na biogênese de corpúsculos lipídicos e alterações oxidativas de seus componentes durante a sepse experimental / Role of reactive oxygen species in the biogenesis of lipid bodies and oxidative changes of their components during experimental sepsis.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2016. xv, 120 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Sepse é a resposta inflamatória sistêmica secundária a um processo infeccioso e caracteriza-se por um desbalanço entre as respostas pró e antiinflamatórias. Em anos recentes tornou-se evidente que o estresse oxidativo e a disfunção mitocondrial desempenham papéis importantes na falência de múltiplos órgãos associada à sepse. Além disso, alterações no metabolismo lipídico, com aumento na formação de corpúsculos lipídicos (CLs) tem sido demonstradas em modelos experimentais de sepse e também em amostras de pacientes sépticos. No entanto, pouco se sabe sobre a associação entre estes dois eventos na sepse, a saber, a produção de ROS e a biogênese de CLs e qual o impacto do estresse oxidativo sobre estas organelas. No presente trabalho demonstrou-se que o tratamento com antioxidante específico para ROS de origem mitocondrial bem como a inibição, farmacológica ou genética, da NADPH oxidase é capaz de reduzir significativamente a biogênese de CLs, indicando um papel importante de ROS, produzido por ambas as vias, nos mecanismos de formação destas organelas induzidas pelo estímulo com LPS + IFNγ. Demonstramos também que os componentes lipídicos dos CLs são alvos da ação de ROS e sofrem peroxidação.

Estes lipídios peroxidados induzem modificações proteicas principalmente em proteínas localizadas na periferia dos CLs fato este observado tanto in vitro quanto in vivo. As alterações dos componentes moleculares dos CLs foram dependentes da ativação da NADPH oxidase uma vez que o pré tratamento com apocinina reduz a peroxidação lipídica e previne a modificação proteica induzidas por lipídios peroxidados in vitro. A interação entre CLs e mitocôndrias foram frequentes em nossos modelos. Alterações ultraestruturais nas mitocôndrias foram observadas principalmente naquelas que estabeleciam associação com os CLs em células peritoniais de animais submetidos ao CLP. No fígado, a sepse experimental induziu um aumento acentuado de CLs e em paralelo com alterações ultraestruturais de elétron-densidade ao longo do tempo que apontam para mudanças na composição lipídica destas organelas. Tanto o acúmulo de CLs quanto alterações do metabolismo hepático estão correlacionados com a gravidade do modelo de sepse. Em conjunto estes resultados demonstram uma associação entre o estresse oxidativo, biogênese de CLs e alterações oxidativas de seus componentes, e sugerem que este mecanismo possa contribuir para o dano tecidual durante a sepse. (AU)
Descritores: Espécies Reativas de Oxigênio
Sepse
NADPH Oxidases
Doenças Mitocondriais
Gotículas Lipídicas
Limites: Humanos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  2 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-971519
Autor: Lima, Giselle Barbosa de.
Título: Mecanismos de biogênese e função dos corpúsculos lipídicos durante a infecção pelo vírus dengue.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2015. XXI, 135 p. ilus, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A dengue é caracterizada como a principal arbovirose humana, representando um grave problema de saúdepública. A superativação de células do sistema imune pode ser destacada como um dos fatores envolvidosna progressão da doença para as formas mais graves. Embora os monócitos sejam reconhecidos comoimportante fonte de citocinas, a participação das plaquetas na patogênese da dengue permanece poucoexplorada. Recentemente, nosso grupo mostrou a contribuição da interação plaqueta-monócito na respostainflamatória observada durante a dengue. De fato, o papel das plaquetas na resposta imune e inflamatória écada vez mais frequente. Dentro deste contexto, foi proposto que plaquetas ativadas por estímulo específicosinalizam para mudanças fenotípicas nos monócitos, incluindo a diferenciação em células espumosas que écaracterizada pelo aumento da biogênese de corpúsculos lipídicos (CL) – organelas citoplasmáticasdinâmicas ricas em lipídios relacionadas a processos inflamatórios e infecciosos. Nossos estudos préviosdemonstraram um aumento da biogênese de CL tanto em leucócitos isolados de pacientes com a formagrave da doença quanto em células infectadas com o vírus dengue (DENV) in vitro, com participação nalocalização da proteína do capsídeo viral e na produção de partículas virais infecciosas. Entretanto, osmecanismos que regulam a biogênese e a função destas organelas durante a infecção pelo DENV precisamser melhor caracterizados....

Dengue is characterized as the most important arthropod-borne human viral disease worldwide,representing a public health problem. Increased activation of immune cells could be involved in theprogression of disease to severe forms. Although monocytes have been recognized as important sources ofcytokines, the role of platelets in dengue pathogenesis remains understood. Recently our group showed thecontribution of platelet-monocyte interaction to inflammatory responses observed in dengue. In fact, it isbecoming increasingly clear that platelets have inflammatory functions and can influence innate response.Evidences suggest that specific stimuli-activated platelets can promote phenotypic changes in monocytes,including enhanced foam cell formation, that is characterized by an increase in lipid droplets (LD) –dynamic cytoplasmic lipid-rich organelles, associated to inflammatory and infectious conditions –biogenesis. Our previous works showed a significant increase in LD accumulation in leukocytes fromdengue hemorrhagic fever patients, as well as in different cell types infected in vitro. Besides, theseorganelles were involved in capsid protein localization and virus particle morphogenesis. However, themechanisms involved in LD biogenesis and function during dengue virus (DENV) infection still unclear...
Descritores: Dengue
Gotículas Lipídicas
Inflamação
Limites: Humanos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas
BR15.1


  3 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-741532
Autor: İsmi, Onur; Görür, Kemal; Arpacı, Rabia Bozdoğan; Vayisoglu, Yusuf; Özcan, Cengiz.
Título: Hairy Polyp of the Supratonsillar Fossa Causing Intermittent Airway Obstruction
Fonte: Int. arch. otorhinolaryngol. (Impr.);19(1):90-92, Jan-Mar/2015. graf.
Idioma: en.
Resumo: Introduction Dermoids frequently called "hairy polyps" and their nature have not been completely clarified. Objectives To discuss the unusual presentation, symptoms, incidence, histology, and perioperative management of hairy polyps in the light of a case and current literature. Resumed Report A 3-year-old boy presented with intermittent respiratory distress since birth. Oropharyngeal examination revealed a nasopharyngeal mass originating from the supratonsillar fossa. The mass was so mobile that it moved between the oropharynx and the nasopharynx during swallowing. The radiologic and pathologic examinations confirmed the mass as a hairy polyp. Conclusion In a pediatric age group with airway obstruction, hairy polyps of the oropharyngeal region must also be included in the differential diagnosis. .
Descritores: Venenos de Cnidários/química
Bicamadas Lipídicas/química
Gotículas Lipídicas/química
Imagem Molecular/métodos
-Galinhas
Porosidade
Ovinos
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-724002
Autor: Mota, Laura Azeredo Miranda; Roberto Neto, João; Monteiro, Verônica Gomes; Lobato, Caroliny Samary Silva; Oliveira, Marco Antonio de; Cunha, Maura da; D’Ávila, Heloisa; Seabra, Sérgio Henrique; Bozza, Patrícia Torres; DaMatta, Renato Augusto.
Título: Culture of mouse peritoneal macrophages with mouse serum induces lipid bodies that associate with the parasitophorous vacuole and decrease their microbicidal capacity against Toxoplasma gondii
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;109(6):767-774, 09/09/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Lipid bodies [lipid droplets (LBs)] are lipid-rich organelles involved in lipid metabolism, signalling and inflammation. Recent findings suggest a role for LBs in host response to infection; however, the potential functions of this organelle in Toxoplasma gondii infection and how it alters macrophage microbicidal capacity during infection are not well understood. Here, we investigated the role of host LBs in T. gondii infection in mouse peritoneal macrophages in vitro. Macrophages cultured with mouse serum (MS) had higher numbers of LBs than those cultured in foetal bovine serum and can function as a model to study the role of LBs during intracellular pathogen infection. LBs were found in association with the parasitophorous vacuole, suggesting that T. gondii may benefit from this lipid source. Moreover, increased numbers of macrophage LBs correlated with high prostaglandin E2 (PGE2) production and decreased nitric oxide (NO) synthesis. Accordingly, LB-enriched macrophages cultured with MS were less efficient at controlling T. gondii growth. Treatment of macrophages cultured with MS with indomethacin, an inhibitor of PGE2 production, increased the microbicidal capacity against T. gondii. Collectively, these results suggest that culture with MS caused a decrease in microbicidal activity of macrophages against T. gondii by increasing PGE2 while lowering NO production.
Descritores: Gotículas Lipídicas/parasitologia
Ativação de Macrófagos/fisiologia
Macrófagos Peritoneais/parasitologia
Toxoplasma/fisiologia
Vacúolos/parasitologia
-Interações Hospedeiro-Parasita
Indometacina/farmacologia
Gotículas Lipídicas/fisiologia
Microscopia Eletrônica de Varredura
Microscopia Eletrônica de Transmissão
Macrófagos Peritoneais/química
Macrófagos Peritoneais/fisiologia
Macrófagos Peritoneais/ultraestrutura
MICE, INBRED CABATTOIRSH
Óxido Nítrico/biossíntese
Cultura Primária de Células
Prostaglandinas E/antagonistas & inibidores
Prostaglandinas E/biossíntese
Vacúolos/fisiologia
Limites: Animais
Bovinos
Masculino
Camundongos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 5 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-653467
Autor: Almeida, Hugo; Amaral, Maria Helena; Lobão, Paulo.
Título: Comparative study of sustained-release lipid microparticles and solid dispersions containing ibuprofen
Fonte: Braz. j. pharm. sci;48(3):529-536, July-Sept. 2012. graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: Ibuprofen is one of the most important non-steroidal anti-inflammatory drugs used in the treatment of inflammatory diseases. In its pure state, ibuprofen presents poor physical and mechanical characteristics and its use in solid dosage forms needs the addition of excipients that improve these properties. The selection of the best excipients and the most suitable pharmaceutical dosage form to carry ibuprofen is very important for the industrial success of this drug. Given these factors, lipid microparticles and solid dispersions of ibuprofen with cetyl alcohol, stearic acid, and hydrogenated castor oil were prepared. These formulations were intended to improve the physical and mechanical characteristics and to sustain the release of this drug. Physical mixtures were also prepared with the same ingredients in similar proportions. The solid dispersions of ibuprofen/stearic acid and ibuprofen/hydrogenated castor oil showed the best flow characteristics compared with pure ibuprofen. Further, gelatin capsules filled with lipid microparticles and solid dispersions were submitted to dissolution tests in order to study the influence of the prepared systems in the release profiles of ibuprofen. Prolonged release of ibuprofen was achieved with the lipid microparticles and solid dispersions prepared with the different types of excipients.

O ibuprofeno é um dos antiinflamatórios não esteróides mais utilizados no tratamento de patologias associadas a processos inflamatórios. Este fármaco, quando no seu estado puro, apresenta características físicas e mecânicas pouco satisfatórias e a sua utilização em formas sólidas só é possível se forem adicionados excipientes que permitam melhorar estas propriedades. A seleção dos excipientes ideais e da forma farmacêutica mais adequada para veicular o ibuprofeno é fundamental para o sucesso industrial deste fármaco. Tendo em conta estes fatores, prepararam-se micropartículas lipídicas e dispersões sólidas de ibuprofeno com cada um dos seguintes excipientes: álcool cetílico, ácido esteárico e óleo de rícino hidrogenado. Estas formulações tinham por finalidade melhorar as características físicas e mecânicas e prolongar a liberação deste fármaco. Foram, também, preparadas misturas físicas do ibuprofeno com os mesmos excipientes e nas mesmas proporções. As dispersões sólidas de ibuprofeno/ácido esteárico e as dispersões sólidas de ibuprofeno/óleo de rícino hidrogenado foram aquelas que apresentaram melhores características de escoamento comparativamente com o ibuprofeno puro. Por outro lado, foram preparadas cápsulas de gelatina com as diferentes micropartículas lipídicas e dispersões sólidas e submetidas a ensaios de dissolução com o objetivo de estudar a influência dos sistemas preparados nos perfis de liberação do ibuprofeno. A liberação prolongada do ibuprofeno foi conseguida nas diferentes micropartículas lipídicas e dispersões sólidas preparadas com os diferentes excipientes.
Descritores: Estudo Comparativo
Fator de Crescimento de Hepatócito/classificação
Ibuprofeno/análise
Gotículas Lipídicas/classificação
-Óleo de Rícino/classificação
Excipientes/classificação
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde