Base de dados : LILACS
Pesquisa : A12.200.503.339 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 78 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 8 ir para página                    

  1 / 78 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1041074
Autor: Jiang, Jingjing; Gao, Shanshan; Zhang, Yang.
Título: Therapeutic effects of dimethyldiguanide combined with clomifene citrate in the treatment of polycystic ovary syndrome
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);65(9):1144-1150, Sept. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: SUMMARY OBJECTIVE In view of the high incidence of polycystic ovary syndrome (PCOS) and the unsatisfactory therapeutic effects of dimethyldiguanide or clomifene citrate alone, our study aimed to investigate the therapeutic effects of dimethyldiguanide combined with clomifene citrate in the treatment of PCOS. METHODS A total of 79 patients with POCS and 35 healthy females were included, and endometrial biopsies were obtained. The sterol regulatory element-binding protein-1 (SREBP1) expression in endometrial tissues was detected by qRT-PCR. POC patients were randomly divided into group A (n=40) and group B (n=39). Patients in group A were treated with dimethyldiguanide combined with clomifene citrate, while patients in group B were treated with clomifene citrate alone. The number of mature follicles and cervical mucus score, follicular development rate and single follicle ovulation rate, cycle pregnancy rate, early miscarriage rate, ovulation rate, endometrial thickness, positive rate of three lines sign, follicle stimulating hormone level and luteinizing hormone level were compared between the two groups. RESULTS The expression level of SREBP1 was higher in PCOS patients than that in the healthy control. SREBP1 expression was inhibited after treatment, while the inhibitory effects of combined treatment were stronger than those of clomifene citrate alone. Compared with clomifene citrate alone, the combined treatment improved cervical mucus score, follicle development rate, single follicle ovulation rate, endometrial thickness, positive rate of three lines sign, and follicle-stimulating hormone level. CONCLUSION The therapeutic effect of combined treatment is better than clomifene citrate alone in the treatment of PCOS.

RESUMO OBJETIVO Tendo em vista a alta incidência de síndrome dos ovários policísticos (SOP) e os efeitos terapêuticos insatisfatórios da dimetildiguanida ou do citrato de clomifeno isoladamente, nosso estudo teve como objetivo investigar os efeitos terapêuticos da dimetildiguanida associada ao citrato de clomifeno no tratamento da SOP. MÉTODOS Um total de 79 pacientes com POCS e 35 mulheres saudáveis foram incluídos, e biópsias endometriais foram obtidas. A expressão da proteína de ligação do elemento regulador de esterol-1 (SREBP1) nos tecidos endometriais foi detectada por qRT-PCR. Pacientes POC foram divididos aleatoriamente em grupo A (n=40) e grupo B (n=39). Os pacientes do grupo A foram tratados com dimetildiguanida combinada com citrato de clomifeno, enquanto os pacientes do grupo B foram tratados apenas com citrato de clomifeno. O número de folículos maduros e muco cervical, taxa de desenvolvimento folicular e taxa de ovulação, taxa de gravidez, abortamento precoce, taxa de ovulação, espessura endometrial, taxa positiva de três linhas, nível de hormônio folículo estimulante e nível de hormônio luteinizante foram comparados entre os dois grupos. RESULTADOS O nível de expressão do SREBP1 foi maior nos pacientes com SOP do que no controle normal. A expressão de SREBP1 foi inibida após o tratamento, enquanto os efeitos inibidores do tratamento combinado foram mais fortes do que os do citrato de clomifeno isoladamente. Comparado com o citrato de clomifeno sozinho, o tratamento combinado melhorou significativamente a pontuação do muco cervical, a taxa de desenvolvimento folicular, a taxa de ovulação do folículo único, a espessura endometrial, a taxa positiva de três linhas de sinal e o nível de hormônio folículo estimulante. CONCLUSÃO O efeito terapêutico do tratamento combinado é melhor do que o citrato de clomifeno isolado no tratamento da SOP.
Descritores: Síndrome do Ovário Policístico/tratamento farmacológico
Clomifeno/uso terapêutico
Fármacos para a Fertilidade Feminina/uso terapêutico
Hipoglicemiantes/uso terapêutico
Metformina/uso terapêutico
-Indução da Ovulação
Muco do Colo Uterino/efeitos dos fármacos
Regulação da Expressão Gênica/efeitos dos fármacos
Clomifeno/farmacologia
Quimioterapia Combinada
Endométrio/fisiopatologia
Proteína de Ligação a Elemento Regulador de Esterol 1/efeitos adversos
Proteína de Ligação a Elemento Regulador de Esterol 1/genética
Fármacos para a Fertilidade Feminina/farmacologia
Folículo Ovariano/efeitos dos fármacos
Hipoglicemiantes/farmacologia
Metformina/farmacologia
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-886730
Autor: NASCIMENTO-ROCHA, JOSEFA M; OLIVEIRA FILHO, BENEDITO D DE; ARNHOLD, EMANNUEL; PÔRTO, REGIANI N G; LIMA, SVETLANA F; GAMBARINI, MARIA LUCIA.
Título: Assessment of cow and farm level risk factors associated with Ureaplasma diversum in pasture-based dairy systems - A field study
Fonte: An. acad. bras. ciênc;89(3):1779-1783, July-Sept. 2017. tab.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: ABSTRACT Potential risk factors for Ureaplasma diversum in the vaginal mucus of 1,238 dairy cows were included in a multivariate logistic regression model, based on the cow level (i.e., granular vulvovaginitis [+GVV], yearly milk production [4500 kg or more], pregnancy, predominance of Bos taurus [+Bos Taurus], score of corporal condition [at least 2.5], concomitant positivity for Escherichia coli [+E.coli]), and farm level i.e., milking room hygiene (-Milking room), dunghill location, and replacement female). Ureaplasma diversum was present in 41.1% of the samples. Independent risk factors for U. diversum were +GVV (odds ratio [OR], 1.31); +Mycoplasma spp (OR, 5.67); yearly milk production (4500 kg or more) (OR, 1.99); +Bos taurus (OR, 1.68); +E. coli (OR, 4.96); -milking room (OR, 2.31); and replacement females (OR, 1.89). Ureaplasma diversum vaginal colonization was strongly associated with Mycoplasma spp., E. coli, and number of pregnant cows.
Descritores: Ureaplasma/isolamento & purificação
Vagina/microbiologia
Muco do Colo Uterino/microbiologia
Infecções por Ureaplasma/veterinária
-Ureaplasma/classificação
Bovinos
Reação em Cadeia da Polimerase
Análise de Regressão
Fatores de Risco
Infecções por Ureaplasma/microbiologia
Fazendas
Poaceae/microbiologia
Criação de Animais Domésticos
Limites: Animais
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-601768
Autor: Guimarães, Diva Anelie deAraujo; Garcia, Sylvia Cristina Garcia de; Pendu, Yvonnick le; Albuquerque, Natália Inagaki de.
Título: Determinação do ciclo estral em catetos Pecari tajacu: aspectos colpocitológicos e clínicos / Determination of the estrous cycle in collared peccary Pecari tajacu: colpocytological and clinical aspects
Fonte: Acta amaz;41(4):583-588, 2011. ilus.
Idioma: pt.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; . Secretaria Executiva de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente.
Resumo: Este trabalho teve por objetivo estudar o ciclo estral do cateto, aplicando a colpocitologia como método diagnóstico. As amostras da citologia vaginal foram coletadas em dez fêmeas adultas, durante três vezes na semana, por seis meses. Verificou-se que a duração média do ciclo estral para esta espécie foi de 28,45 ± 5,45 dias. Observou-se diferença estatística (p<0,01) em relação à frequência dos diferentes tipos celulares na mesma fase do ciclo estral. No proestro foi verificado o aumento de células intermediárias e superficiais. A fase de estro caracterizou-se pela elevação significativa de células superficiais em relação aos demais tipos celulares e pela ausência de leucócitos. Durante este período, a genitália externa estava hiperêmica, edemaciada e com muco. No metaestro houve um decréscimo de células superficiais, quando comparado com o proestro e com o estro, e uma elevação significativa de células intermediárias, presença de leucócitos, de células de metaestro e de foam. Na fase de diestro, houve um aumento de células intermediárias, e um decréscimo no número de leucócitos. Conclui-se que, por meio da colpocitologia, é possível diferenciar as fases do ciclo estral em catetos.

The main objective of this work was to study the estrous cycle of collared peccary by vaginal cytology. Samples were collected in 10 adult females, three times a week, for six months. The estrous cycle period for this specie was 28.45 ± 5.45 days. We observed a significant difference (p<0.01) between the cell types in the same phase of the oestrous cycle. During the proestrus phase, the exfoliative cytology arrangement showed high frequency of intermediate and superficial cells. The estrus phase had elevated rates of superficial cells, when compared to the other types, and an absence of leukocytes. During this phase, the external genitalia were reddish, tumescent; and the cervical mucus was evident. In the metaestrus phase, we observed a decrease of superficial cells, as well as the highest indices of intermediate cells, an increase of leukocytes and the presence of metestrus and foam cells. In the diestrus phase, the intermediate cells increased and leukocytes decreased. In conclusion, the present study suggests that it is possible to differentiate the phase of estrous cycle by vaginal cytology.
Descritores: Artiodáctilos
Reprodução
Muco do Colo Uterino
Ecossistema Amazônico
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  4 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1098442
Autor: Martins, Bianca B; Teixeira, Natália S; Teixeira, Stéphanie A. M. V; Giannotti, Juliana G; Nunes, Louisiane C; Freitas, Patricia M. C; Machado-Neves, Mariana; Luz, Marcelo R.
Título: Uterine secretory activity and histology of prepubertal female dogs in an animal model of partial ablation of endometrial glands development / Atividade secretória uterina e histologia de cadelas pré-púberes em um modelo animal de ablação parcial do desenvolvimento das glândulas uterinas
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;40(2):134-140, Feb. 2020. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: Inadequate exposure of the female reproductive system to steroids in uterine developmental periods can partially inhibit the development of endometrial glands in dogs. However, the effects of steroids on the formed glands functionality remain unknown, as well as the possible occurrence of endometrial fibrosis. This study aimed to evaluate the secretory activity of endometrial glands in prebubertal female dogs submitted to a protocol of partial ablation of the uterine adenogenesis. Sixteen females of non-specific breed were distributed into two groups; MPA (n=8), females that received applications of medroxyprogesterone acetate every 3 weeks; and C (n=8) untreated control females. Ovariohysterectomy was performed in all animals at the age of 6 months and evaluated the uterine horns by histological and histochemistry exams. The secretion intensity (degrees 1-4) was evaluated using periodic acid-Schiff (PAS) and alcian blue (AB) pH 2.5. Histological evaluation was performed using Masson's trichrome and toluidine blue. Only degree 1 and 2 marks for PAS were observed in both groups, with no difference of uterine secretion intensity between the groups regarding the degrees found. However, the MPA group revealed higher intensity of uterine secretion compared to group C (p<0.05). Staining with AB pH 2.5 also revealed only degree 1 and 2 marks in both groups, with no statistically significance between them. Masson's trichrome staining revealed no marks in the periglandular region in both groups. A higher among of mast cells was observed in the myometrial region of the uterus in both groups. Prepubertal female dogs with partial ablation of the uterine adenogenesis present minimal uterine secretory activity, absence of periglandular fibrosis and increased presence of mast cells in the myometrium compared to endometrium.(AU)

A exposição inadequada do sistema reprodutor feminino a esteróides em períodos do desenvolvimento uterino pode inibir parcialmente o desenvolvimento das glândulas endometriais em cães. Entretanto, não se conhece os efeitos dos esteróides sobre a funcionalidade das glândulas formadas, bem como a possível ocorrência de fibrose endometrial. Objetivou-se avaliar a atividade secretória das glândulas endometriais de cadelas pré-púberes submetidas a protocolo de ablação parcial da adenogênese uterina. Foram utilizadas 16 fêmeas, sem-raça-definida, distribuídas nos grupos MPA (n=8), fêmeas que receberam aplicações de acetato de medroxiprogesterona a cada 3 semanas, e C (n=8), fêmeas controle não tratadas. Aos seis meses de idade, foi realizada ovariohisterectomia em todos os animais, e avaliados os cornos uterinos pelo exame histológico e de histoquímica. Para avaliar a intensidade de secreção (graus 1-4), foram utilizadas periodic acid-Schiff e alcian blue (AB) pH 2,5. Para a avaliação histológica foram utilizados tricrômico de Masson e azul de toluidina. Apenas marcações graus 1 e 2 foram observadas para PAS em ambos os grupos, sem diferença na intensidade de secreção uterina entre grupos com relação aos graus encontrados. Entretanto, o grupo MPA apresentou maior intensidade de secreção uterina em relação ao grupo C (p<0,05). Com relação ao AB pH 2,5, em ambos os grupos também foram encontradas apenas marcações de graus 1 e 2, sem diferença estatística entre grupos. Não foram observadas marcações para a coloração de tricrômico de Masson na região periglandular, em ambos os grupos. Foi observada maior quantidade de mastócitos presentes no útero na região do miométrio, em ambos os grupos. Conclui-se que cadelas pré-púberes com ablação parcial da adenogênese uterina apresentam mínima atividade secretória uterina, ausência de fibrose periglandular e maior presença de mastócitos no miométrio em relação ao endométrio.(AU)
Descritores: Esterilização Reprodutiva/veterinária
Útero/anatomia & histologia
Útero/fisiologia
Muco do Colo Uterino
Acetato de Medroxiprogesterona
Cães/fisiologia
Técnicas de Ablação Endometrial/veterinária
-Ovariectomia/veterinária
Modelos Animais
Histerectomia/veterinária
Limites: Animais
Feminino
Cães
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Maeda, Marina Yoshié Sakamoto
Shih, Lai Wun Song
Alves, Venâncio Avancini Ferreira
Id: lil-65671
Autor: Campos, Evandro Pimenta de; Maeda, Marina Yoshié Sakamoto; Shih, Lai Wun Song; Pacheco, Genival Reynaldo; Alves, Venâncio Avancini Ferreira.
Título: Rastreamento de alteraçöes morfológicas atribuíveis a clamídias em 30.000 amostras de esfregaços vaginais / Cytological alterations due to chlamydial infection in 30.000 vaginal smears
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;46(1/2):59-64, jun.-dez. 1986. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Descrevem-se alteraçöes morfológicas atribuíveis a Clamídias em 40 esfregaços de materiais de colo uterino num total de 30.000 exames analisados na Divisäo de Patologia do Instituto Adolfo Lutz no período de junho de 1983 a junho de 1985. Nossos achados permitem concluir que esfregaços fixados em álcool-éter e corados pelo método de Papanicolaou, no esquema habitualmente utilizado para detecçäo de câncer ginecológico, säo perfeitamente adequados para avaliaçäo dos efeitos associados a Clamídias. As principais alteraçöes säo inclusöes puntiformes e estruturas vacuolares no citoplasma de células endocervicais, com metaplasia escamosa, e nas ectocervicais intermediárias e parabasais
Descritores: Muco do Colo Uterino/citologia
Chlamydia/citologia
Doenças Vaginais/patologia
Esfregaço Vaginal
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-776660
Autor: Nakano, Fabiana Y; Leão, Rogério de Barros F; Esteves, Sandro C.
Título: Insights into the role of cervical mucus and vaginal pH in unexplained infertility / Sobre o papel do muco cervical e do PH vaginal na gênese da infertilidade inexplicada
Fonte: MedicalExpress (São Paulo, Online);2(2), Mar.-Apr. 2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: Unexplained infertility diagnosis is made in the presence of a normal semen analysis when tubal patency and normal ovulatory function are established. Among several potential causes, unexplained infertility could be attributed to vaginal pH and cervical mucus abnormalities. Although the vaginal canal and the cervix generally function as effective barriers to sperm, and although the production of mucus is essential to transport them from the vagina to the uterine cavity, these factors receive little attention in the investigation of couples with unexplained infertility. A substantial reduction in sperm number occurs as they transverse the cervix. From an average of 200 to 300 million sperm deposited in the vagina, only a few hundred achieve proximity to the oocyte. Given this expected high spermatozoa loss, a slight modification in cervical mucus may rapidly transform the cervix into a "hostile" environment, which, together with changes in vaginal environment and cervix structure, may prevent natural conception and be a cause of infertility. In this review, we discuss the physiological role of the vaginal pH and cervical mucus in fertility, and describe several conditions that can render the cervical mucus hostile to sperm and therefore be implicated in the pathophysiology of unexplained infertility.

RESUMO O diagnóstico de infertilidade inexplicada baseia-se na presença de espermograma normal, constatadas também permeabilidade tubária e função ovulatória normais. Entre as várias causas potenciais de infertilidade inexplicada, a presença de muco cervical e pH vaginal anormais devem ser consideradas. Embora a produção adequada de muco cervical seja essencial para o transporte dos espermatozóides da vagina para a cavidade uterina, e tanto o canal vaginal quanto o colo do útero desempenham função importante como barreira à passagem dos espermatozóides, estes fatores recebem pouca atenção na investigação de casais com infertilidade inexplicada. Uma redução substancial do número de espermatozoides ocorre à medida que estes percorrem o trato reprodutivo feminino. Partindo de cerca de 200 a 300 milhões de espermatozoides depositados na vagina, apenas algumas centenas alcançam a proximidade do oócito. Alteracões do muco cervical podem rapidamente transformar o colo do útero num ambiente hostil, que em conjunto com alterações no ambiente vaginal e da estrutura de colo do útero, podem apresentar-se condicões impedientes para a concepção natural; desse modo, convertem-se em causa de infertilidade. Nesta revisão, discutimos o papel fisiológico do pH vaginal e do muco cervical na fertilidade, descrever várias condicões que podem tornar o muco cervical hostil aos espermatozoides e, por fim analisamos como estes fatores interferem na fisiopatologia da infertilidade inexplicada.
Descritores: Aglutinação Espermática
Transporte Espermático
Doenças Vaginais/diagnóstico
Doenças do Colo do Útero/diagnóstico
Muco do Colo Uterino/diagnóstico por imagem
Infertilidade
-Concentração de Íons de Hidrogênio
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-766193
Autor: Santos, Sandra B; Pinheiro-Júnior, José W; Mota, André R; Santos, André S; Alves, Bruno H L S; Oliveira, Júnior M B; Silva, Leonildo B G; Mota, Rinaldo A.
Título: Recovery of Mollicutes from the reproductive tract of dairy cattle in the state of Pernambuco, Brazil / Recuperação de Mollicutes do trato reprodutivo de bovinos leiteiros no Estado de Pernambuco
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;35(6):491-496, June 2015. graf.
Idioma: en.
Projeto: MCT/CNPq; . FACEPE; . UFRPE/DMV.
Resumo: The aim of the present study was to report the occurrence of members of the Mollicutesclass in the reproductive system of dairy cattle in Brazil. Five farms containing dairy cattle were visited in January of 2012. In total, 100 cows of different ages, breeds and stages of lactation were examined in the present study. The cows were part of intensive or semi-intensive management systems and were submitted to mechanical milking or hand milking. The samples were collected after washing the vulvar region with water and soap, and then drying it with paper towels and disinfecting the area with alcohol (70°GL). Vaginal mucous was collected using a sterile alginate cotton swab, which was rubbed on the vagina, as well as the lateral and internal walls. Vulvovaginal mucous samples were cultured in both liquid and solid modified Hayflick´s medium, for mycoplasmas, and UB medium, for ureaplasmas. The PCR assays for Mollicutesand Ureaplasmaspp. were performed according to the standard protocols described in the current literature. During isolation, the frequency of Mycoplasmaspp. was of 13.0% (13/100) and for Ureaplasmaspp. was of 6.0% (6/100). In the PCR assays the frequency of Mollicuteswas of 26.0% (26/100) and for Ureaplasmaspp. was of 13.0% (13/100) in the dairy cattle studied. This is the first report of these agents in reproductive system of bovine of the Pernambuco state. Further studies are necessary to determine the pathogenic potential and species of these field isolates.

O presente estudo relata a ocorrência de membros da Classe Mollicutesno sistema reprodutivo de bovinos leiteiros no Brasil. Foram visitadas em janeiros de 2012 cinco fazendas de bovinos leiteiros. Um total de 100 vacas de diferentes idades, raças e estágios de lactação foram examinadas. Os animais foram mantidos em sistema de manejo intensivo e/ou semi-intensivo, sendo submetidos aos sistemas de ordenha manual ou mecânica. As amostras de muco foram colhidas após a lavagem da região vulvar com água e sabão, com posterior desinfecção com álcool (70°GL). O muco vaginal foi colhido com suabe alginado estéril que foi friccionado nas paredes internas da vagina. Em seguida, as amostras foram cultivadas em meio Hayflick´s modificado, para micoplasmas, e em meio UB, para ureaplasmas, ambos caldo e placa. Os ensaios da PCR para Mollicutese Ureaplasmaspp. foram realizados de acordo com protocolo padrão descrito na literatura. No isolamento, a frequência de Mycoplasmaspp. foi de 13% (13/100) e para Ureaplasmaspp. foi de 6% (6/100). Nas reações da PCR a frequência para Mollicutesfoi de 26% (26/100) e para Ureaplasmas spp. foi de 13% (13/100) nos rebanhos bovinos leiteiros estudados. Este é o primeiro relato destes agentes no trato reprodutivo de bovinos no Estado de Pernambuco. Estudos adicionais são necessários para determinar as espécies e o potencial patogênico destes isolados de campo.
Descritores: Infecções do Sistema Genital/diagnóstico
Infecções do Sistema Genital/veterinária
Muco do Colo Uterino
Tenericutes/virologia
-Esfregaço Vaginal/veterinária
Infecções por Mycoplasma/veterinária
Infecções por Ureaplasma/veterinária
Reação em Cadeia da Polimerase/veterinária
Limites: Animais
Feminino
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  8 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-730206
Autor: Holanda, Antônio Arildo Reginaldo de; Barreto, Carlos Frederico Bezerra; Mota, Kyvia Bezerra; Medeiros, Robinson Dias de; Maranhão, Técia Maria de Oliveira; Holanda, Julita de Campos Pipolo.
Título: Controvérsias acerca do dispositivo intrauterino: uma revisão / Controversies about the intrauterine device: a review
Fonte: Femina;41(3), maio-jun..
Idioma: pt.
Resumo: O dispositivo intrauterino (DIU) é atualmente o método contraceptivoreversível mais usado no mundo, sobretudo nos países em desenvolvimento, com maior número de usuáriasna Ásia oriental. Entretanto, ainda há controvérsias envolvendo o seu uso. Por esse motivo, consultamos sitescom bancos de dados eletrônicos como Medline, Lilacs, Wholis e Biblioteca Cochrane, sem restrição linguística,à procura de artigos que abordassem controvérsias sobre o DIU e selecionamos 32, os quais foram incluídos napresente revisão. O mecanismo de ação se deve à reação inflamatória, citotóxica, comprometendo a qualidade,viabilidade e a migração do esperma pela ação do DIU com cobre sobre o muco cervical. A inserção imediatamenteapós uma gestação apresenta várias vantagens, como prevenção de gravidez indesejada, porém não há consensose é tão segura e eficaz quando comparada à inserção fora desse período. O uso profilático de antibióticos nãodiminui o risco de infecções do trato genital, podendo ser indicada para mulheres que vivem em regiões comalta prevalência de doenças sexualmente transmissíveis (DST). Menorragia e dismenorreia são os efeitos colateraismais frequentes referidos pelas usuárias de DIU e as principais causas de sua remoção. O uso de anti-inflamatóriosnão hormonais para tratá-los é motivo de controvérsias na literatura. Sobre o uso de DIU em nulíparas, existemrelativamente poucos estudos na literatura e as conclusões não são seguras. Apesar dos dados sobre adolescentesquanto à segurança, eficácia e aceitação, serem escassos, há pressa no que diz respeito ao uso nesse grupo,tendo em vista a prevenção de gravidez indesejada, tão comum entre elas. As contraindicações são limitadas àgravidez, neoplasias malignas uterinas e efeitos adversos aos componentes do DIU. Apesar de o DIU ser usadohá muitos anos, existe ainda questionamentos de como a fertilidade subsequente é afetada...

The intrauterine device (IUD) is nowadays the most widely used reversiblecontraceptive method in the world, particularly in developing countries, with the highest use in Eastern Asia.Nevertheless, there are still controversies involving its use. For this reason, we searched Medline, Lilacs, Wholisand Cochrane Collaboration databases for articles in any language, addressing controversies about the IUD, selecting 32 for inclusion in this review. The mechanism of action is due to cytotoxic and inflammatory reaction,compromising the quality, viability and sperm migration, by the action of the IUD with cupper on the cervicalmucus. Insertion immediately after a pregnancy ends has several potential advantages, like preventing an unwantedpregnancy. However, there is no consensus if the insertion in this period is as safe and effective as the intervalinsertion. The prophylactic use of antibiotics has not decreased the risk of upper genital tract infection, but itmay be justified for women living in regions with high prevalence for sexually transmitted diseases (STD). Themost frequent side effects reported by users of IUD are menorrhagia and dysmenorrhea, considered the mostcommon reasons for its removal. Non-steroidal anti-inflammatory drugs used for these associated symptoms arecause for controversy in the literature. Concerning the utilization of IUDs in nuliparous women, there are relativelyfew studies in the medical literature and the conclusions are no definitive. There are little data regarding safety,efficacy, and acceptability of IUDs in teenagers. However, this should be countered with the pressing need toprevent unintended pregnancy in this group of women. Contraindications are restricted to pregnancy, malignantuterine neoplasms and adverse effects of the IUD components in the user...
Descritores: Antibioticoprofilaxia
Anticoncepção/métodos
Dispositivos Intrauterinos de Cobre/efeitos adversos
-Antibacterianos
Muco do Colo Uterino
Cobre/farmacologia
Dismenorreia/etiologia
Genitália Feminina/fisiopatologia
Gravidez não Desejada
Inflamação/complicações
Menorragia/etiologia
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  9 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-699661
Autor: Lamaita, Rívia Mara; Laranjeira, Cláudia Lourdes Soares; Botelho, Izabela Vieira; Vieira, Maria Luísa Braga; Silva Filho, Agnaldo Lopes da.
Título: Propedêutica básica da infertilidade conjugal / Basic propedeutics of conjugal infertility
Fonte: J. bras. med;101(4):25-32, jul.-ago. 2013.
Idioma: pt.
Resumo: A infertilidade é um problema que afeta cerca de 10%-20% da população, com incidência variável em todo o mundo. A avaliação do casal infértil é geralmente indicada depois de um ano, tempo em que a maioria dos casais normais teria sido bem sucedida na tentativa de concepção. Algumas investigações são controversas, e, na presença de múltiplos métodos, o custo, a segurança e a conveniência deveriam ajudar a decidir o mais apropriado.

Infertility is a problem affecting approximately 10%-20% of the population with variable incidences across the world. Evaluation of a couple is generally indicated after one year, by which time most normal couples attemptiong conception would have been successful. Some of the investigations are controversial and in the presence of multiple methods of investigating one aspect, the cost, safety, convenience and evidence-base should help in deciding on the appropriate method.
Descritores: Doenças das Tubas Uterinas/patologia
Infertilidade/epidemiologia
Infertilidade/etiologia
Infertilidade/fisiopatologia
-Alcoolismo/complicações
Fumar/efeitos adversos
Histerossalpingografia/métodos
Laparoscopia/métodos
Muco do Colo Uterino/fisiologia
Obesidade/complicações
Ovulação/fisiologia
Análise do Sêmen
Técnicas de Reprodução Assistida
Útero/anormalidades
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  10 / 78 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-672049
Autor: Paolicchi, Fernando A; Núñez, Marta; Fiorentino, María A; Malena, Rosana C; Trangoni, Marcos; Cravero, Silvio; Estein, Silvia M.
Título: Respuesta humoral y consecuencias reproductivas en ovejas desafiadas con Brucella ovis al final de la gestación / Immune response and reproductive consequences in experimentally infected ewes with Brucella ovis during late pregnancy
Fonte: Rev. argent. microbiol;45(1):13-20, mar. 2013. ilus, graf, tab.
Idioma: es.
Resumo: La brucelosis ovina por Brucella ovis es una enfermedad de prevalencia alta en Argentina. Para evaluar la patogenicidad de B. ovis y la respuesta serológica durante el último mes de gestación, 6 ovejas se distribuyeron en dos grupos: G1, ovejas preñadas, n = 4 y G2, ovejas no preñadas, n = 2. Tres ovejas del G1 (15 días preparto) y una del G2 fueron inoculadas con B. ovis. Se analizaron muestras de suero mediante diferentes pruebas serológicas. Se realizó aislamiento y PCR a partir de mucus cérvico-vaginal (mcv), placenta y leche. En las muestras de placenta se realizó histopatología. Las hembras del G1 parieron corderos vivos; se detectaron anticuerpos en las ovejas desafiadas del G1 a partir de los 5 días posinoculación. El mcv de las ovejas desafiadas resultó negativo al aislamiento en ambos grupos. Las muestras de leche del G1 fueron positivas por cultivo y PCR a B. ovis. La técnica de PCR resultó positiva en las placentas de las ovejas desafiadas del G1. La histopatología reveló una placentitis necrótica supurativa en una de las ovejas desafiadas. El desafío con B. ovis preparto resultó en la invasión de la placenta y de la glándula mamaria, con la consecuente excreción de la bacteria por leche. La infección con B. ovis indujo una respuesta humoral temprana en las ovejas. La colonización de la placenta por B. ovis y la excreción de la bacteria por la leche sugieren un potencial riesgo de infección activa para los corderos y la posibilidad de que estos se comporten como portadores latentes de la infección.

Ovine brucellosis by Brucella ovis is a highly prevalent disease in Argentina. This study aimed to evaluate the pathogenicity of B. ovis and the serological response in ewes during late pregnancy and in their offspring. Six adult ewes were distributed in two groupsGI (pregnant females, n = 4) and G2 (nonpregnant females, n = 2). Three pregnant ewes at 15 days prepartum and one nonpregnant eve were inoculated with B. ovis. Sera of sheep and their offspring were analyzed by different serological tests. Samples of cervicovaginal mucus, placenta and milk were studied by bacteriology. A Brucella genus-specific PCR assay was carried out in placenta and milk samples. Placenta samples were hystopathologically processed. G1 females gave birth to live lambs, but one died hours postpartum. Serological techniques employed detected antibodies in serum of inoculated pregnant animal 5 days postchallenge. Sera of female controls G1 and G2 remained negative throughout the study. Cervicovaginal mucus of infected ewes in G1 and G2 yielded negative results to bacteriology, but B. ovis was isolated from milk. The PCR assay was positive for the placenta and milk from inoculated pregnant ewes. Histopathology revealed necrotic suppurative placentitis in one placenta. However, although results demonstrated that B. ovis can invade the placenta and mammary gland, this bacterium did not cause abortion when it was inoculated intravenously at 15 days prepartum. B. ovis infection induced an early humoral response in pregnant ewes, but their lambs remained seronegative, indicating that there was no transfer of antibodies in infancy. Placenta colonization and milk excretion of B. ovis involves a potential source of infection for lambs, which could play a role as latent carriers of infection.
Descritores: Brucella ovis/patogenicidade
Brucelose/veterinária
Complicações Infecciosas na Gravidez/veterinária
Doenças dos Ovinos/microbiologia
-Aborto Animal
Animais Recém-Nascidos/imunologia
Anticorpos Antibacterianos/sangue
Brucella ovis/imunologia
Brucelose/complicações
Brucelose/imunologia
Brucelose/microbiologia
Brucelose/transmissão
Muco do Colo Uterino/microbiologia
DNA Bacteriano/análise
Transmissão Vertical de Doenças Infecciosas/veterinária
Glândulas Mamárias Animais/microbiologia
Leite/microbiologia
Reação em Cadeia da Polimerase
Doenças Placentárias/imunologia
Doenças Placentárias/microbiologia
Doenças Placentárias/veterinária
Placenta/microbiologia
Placenta/patologia
Complicações Infecciosas na Gravidez/imunologia
Complicações Infecciosas na Gravidez/microbiologia
Doenças dos Ovinos/imunologia
Doenças dos Ovinos/transmissão
Ovinos/imunologia
Ovinos/microbiologia
Limites: Animais
Feminino
Gravidez
Responsável: AR1.2 - Instituto de Investigaciónes Epidemiológicas



página 1 de 8 ir para página                    
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde