Base de dados : LILACS
Pesquisa : A13.395.248 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 3 [refinar]
Mostrando: 1 .. 3   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 3 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-474502
Autor: Ferrigno, Cássio Ricardo Auada; Schmaedecke, Alexandre; Ferraz, Vanessa Couto de Magalhães.
Título: Utilização dos subprodutos da fresagem do osso subcondral em substituição ao enxerto autólogo esponjoso em artrodeses de carpo de cães / Subproducts of subchondral bone fraising in substitution of autologous cancellous grafts in pancarpal arthrodesis of dogs
Fonte: Ciênc. rural;38(2):389-395, mar.-abr. 2008. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A artrodese rádio-cárpica é procedimento radical usado no tratamento de fraturas e luxações do carpo, com danos à fibrocartilagem palmar e às estruturas ligamentares de sustentação, decorrentes de hiperextensão. Para este estudo foram selecionados 15 cães, submetidos à artrodese rádio-cárpica, entre abril/02 e julho/04. Foram estudados os casos quanto à formação de calo ósseo e às complicações pós-cirúrgicas. A técnica consistiu na ostectomia da superfície articular do rádio, expondo-a e retificando-a. Os subprodutos desta fresagem foram reintroduzidos como enxerto após sua redução em tamanho com rugina. Para a estabilização articular, em todos os casos, foram usadas placas compressivas. Foram realizados exames radiográficos imediatamente à intervenção cirúrgica e em intervalos de 30 dias, até a total fusão articular. Os resultados obtidos neste estudo, com fusão da articulação em até 300 dias de pós-cirúrgico em 80 por cento dos casos estudados, foram semelhantes aos dispostos para as técnicas que utilizam enxertos autólogos esponjosos, sendo que, em 68 por cento dos pacientes, a recuperação se deu sem qualquer complicação significativa. Pequenas complicações, como o aumento de volume, foram observadas em 22 por cento dos casos, não determinando qualquer alteração no resultado final. Tais resultados viabilizam a técnica descrita, demonstrando a exeqüibilidade da utilização dos subprodutos da fresagem do osso subcondral como enxerto em artrodeses de carpo em cães.

Pancarpal arthrodesis is an extreme procedure, used in the treatment of fractures and carpal luxations, with damage to the palmar fibro cartilage and structural ligaments, after hyperextension. For this study 15 dogs were selected, which underwent pancarpal artrodesis, betwen April/ 2002 and July/ 2004. The cases were studied in regard to bone formation and post-surgical complications. The technique consisted in the ostectomy of the articular surface of the radius, exposing and rectifying it. The byproducts of this reaming were introduced as a graft after their size reduction, with a grinder. In all cases, compressive plates were used for the articular stabilization. Immediately after surgery, radiographic exams were made and in 30 days intervals, until complete articular fusion. The results from this study, with articular fusion before 300 days after surgery in 80 percent of the cases, were extremely similar to the ones observed with techniques that use autologous cancellous bone grafts, and 68 percent of the patients recovered without significant complications. Small complications like slight swelling were observed in 22 percent of the cases, not determining any alterations in the final result. These results show that the technique is viable, demonstrating the possibility of use of the byproducts of subchondral bone reaming as a graft in the arthrodesis of dogs.
Descritores: Artrodese/veterinária
Carpo Animal
Transplante Ósseo/veterinária
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR409.1 - Biblioteca


  2 / 3 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-474000
Autor: Carmona, Jorge Uriel; Giraldo, Carlos Eduardo.
Título: Artrodesis antebraquiocarpiana e intercarpiana como tratamiento quirúrgico de una lesión ocasionada por hiperextensión del carpo en un perro / Antebraquialcarpal and carpocarpal atrhrodesis as a surgical treatment of a injury produced by carpal hyperextension in a dog
Fonte: Rev. colomb. cienc. pecu;15(2):232-239, ago. 2002. ilus, mapas, tab.
Idioma: es.
Resumo: En este artículo se describe un caso clínico de subluxación parcial del carpo derecho (antebraquiocarpiana e intercarpiana) de un canino de 14 meses de edad. Se discute el diagnóstico, tratamiento médico-quirúrgico, rehabilitación física y se comparan los resultados obtenidos con la literatura.
Descritores: Artrodese
Carpo Animal
Cães
Fraturas Ósseas/veterinária
Limites: Cães
Responsável: CO196.1 - Biblioteca Ciudadela Robledo


  3 / 3 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-462189
Autor: Dórea Neto, F. A; Padilha Filho, J. G; Santos, L. A; Oriá, A. P; Canola, J. C; Stefanes, S. A; Regonato, E.
Título: The use of hydroxyapatite for arthrodesis in dogs and cats: a clinical study
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;59(4):932-938, ago. 2007. ilus, tab.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: Twenty-five arthrodeses were performed in four cats and 17 dogs using synthetic hydroxyapatite as fresh autogenous graft cancellous bone substitute. Arthrodesis was performed in the carpal joint in eight cases, in the tarsal joint in 10, in the elbow joint in six, and in the knee joint in one case. The mean radiographic follow-up time was 30 days in one animal, 45 days in another animal and 60 days in the 19 remaining cases. Bone union was observed in 24 arthrodeses. Non-union of one elbow arthrodesis was due to failure of stabilization. Restoration of limb functionality was classified as good to excellent in 22 cases. Hydroxyapatite was able to promote bone growth and is suitable for using in routine surgical procedures for small animals

Realizaram-se 25 artrodeses em 21 casos, quatro em gatos e 17 em cães, utilizando hidroxiapatita sintética como substituto ao enxerto ósseo autógeno esponjoso fresco, sendo oito na articulação do carpo, 10 na articulação do tarso, seis na do cotovelo e uma na do joelho. As avaliações radiográficas foram realizadas aos 30 dias em um animal, aos 45 dias em outro e aos 60 dias nos 19 casos restantes. Visibilizou-se união óssea em 24 artrodeses e a não-união em um cotovelo foi atribuída a falha na estabilização. O retorno à função do membro foi classificado de bom a excelente em 22 casos. A hidroxiapatita foi capaz de viabilizar o crescimento ósseo e mostrou-se factível para utilização na prática cirúrgica rotineira em pequenos animais
Descritores: Artrodese/métodos
Cães/cirurgia
Carpo Animal/cirurgia
Carpo Animal/fisiopatologia
Durapatita/uso terapêutico
Gatos/cirurgia
Joelho de Quadrúpedes/cirurgia
Joelho de Quadrúpedes/fisiopatologia
Tarso Animal/cirurgia
Tarso Animal/fisiopatologia
-Membro Anterior/cirurgia
Membro Anterior/fisiopatologia
Limites: Animais
Gatos
Cães
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde