Base de dados : LILACS
Pesquisa : A13.564 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 5 [refinar]
Mostrando: 1 .. 5   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 5 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1279476
Autor: Verçoza, Gabriel; Shibuya, Akemi; Bastos, Douglas A; Zuanon, Jansen; Rapp Py-Daniel, Lúcia H.
Título: Organization of the cephalic lateral-line canals in Electrophorus varii de Santana, Wosiacki, Crampton, Sabaj, Dillman, Mendes-Júnior & Castro e Castro, 2019 (Gymnotiformes: Gymnotidae)
Fonte: Neotrop. ichthyol;19(2):e200075, 2021. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPEAM; . Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; . Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; . Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: Electrophorus spp. generate high-voltage electric discharges for defense and hunting, and low-voltage electric discharges (as other Gymnotiformes) for electrolocation and communication. Despite intense interest in the unusual electrogenic and electroreceptive capacities of electric eels, the other sensory systems of Electrophorus spp. are relatively poorly known. Here we describe the ontogenetic development and organization of the cephalic lateral-line canals in the lowland electric eel, Electrophorus varii. Preserved specimens of larvae, juveniles, and adults were examined to describe the spatial distribution of the canals and pores. Ontogenetic shifts of the cephalic lateral line formation were observed for each canal and support a hypothesis of non-synchronized development. The morphogenesis of cephalic canals in larvae and juveniles begins just before the onset of exogenous feeding. In adults, the cephalic sensory canals are formed separately from the skull and overlay cranial and mandibular bones and muscles. This study provides the first detailed description of the development and organization of the cephalic lateral-line system in Electrophorus varii.(AU)

Electrophorus spp. geram descargas elétricas de alta voltagem, usadas para defesa e caça, e (como os demais Gymnotiformes) descargas elétricas de baixa voltagem para eletrolocalização e comunicação. Apesar do grande interesse nas capacidades eletrogênicas e eletrorreceptivas incomuns dos poraquês, os outros sistemas sensoriais de Electrophorus spp. são relativamente pouco conhecidos. Aqui nós descrevemos o desenvolvimento ontogenético e a organização dos canais da linha lateral cefálica no poraquê da planície Electrophorus varii. Exemplares preservados de larvas, juvenis e adultos foram analisados para descrever a distribuição espacial dos canais e poros. Variações ontogenéticas na formação da linha lateral cefálica foram observadas para cada canal, apresentando um desenvolvimento não-sincronizado. Variações ontogenéticas da formação da linha lateral cefálica foram observadas para cada canal e suportam uma hipótese de desenvolvimento assincrônico. A morfogênese dos canais cefálicos em larvas e juvenis precede o início da alimentação exógena. Nos adultos, os canais sensoriais cefálicos se formam separadamente do crânio e sobrepõem os ossos e músculos cranianos e mandibulares. Este estudo fornece a primeira descrição detalhada do desenvolvimento e organização do sistema da linha lateral cefálica de Electrophorus varii.(AU)
Descritores: Gimnotiformes
Enguias
Sistema da Linha Lateral
Estágios do Ciclo de Vida
-Características de Residência
Músculos
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1279486
Autor: Marinho, Manoela Maria Ferreira; Ohara, Willian Massaharu; Dagosta, Fernando Cesar Paiva.
Título: A new species of Moenkhausia (Characiformes: Characidae) from the rio Madeira basin, Brazil, with comments on the evolution and development of the trunk lateral line system in characids
Fonte: Neotrop. ichthyol;19(2):e200118, 2021. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP; . FAPESP; . FAPESP; . FAPESP; . CNPq.
Resumo: A new species of Moenkhausia is described from the rio Machado drainage, Amazon basin, Brazil. It is diagnosed from congeners by its color pattern, consisting of the concentration of chromatophores on the anterior portion of body scales, the horizontally elongate blotch on caudal peduncle, a bright golden coloration of the dorsal portion of eye when alive, and a dark line crossing the eye horizontally. The new species has variable morphology regarding trunk lateral-line canals. Most fully grown individuals do not have enclosed bony tube in many lateral line scales, resembling early developmental stages of tube formation of other species. This paedomorphic condition is interpreted as a result of developmental truncation. Such evolutionary process may have been responsible for the presence of distinct levels of trunk lateral line reductions in small characids. Variation in this feature is common, even between the sides of the same individual. We reassert that the degree of trunk lateral-line tube development must be used with care in taxonomic and phylogenetic studies, because reductions in the laterosensory system may constitute parallel loss in the Characidae. We suggest the new species to be categorized Near Threatened due to the restricted geographical distribution and continuing decline in habitat quality.(AU)

Uma espécie nova de Moenkhausia é descrita da drenagem do rio Machado, bacia Amazônica, Brasil. É diagnosticada das congêneres pelo padrão de coloração, que consiste na concentração de cromatóforos na porção anterior das escamas do corpo, em uma mancha horizontalmente alongada no pedúnculo caudal, na coloração dourada brilhante da porção dorsal do olho quando vivo e na faixa escura que atravessa o olho horizontalmente. A nova espécie apresenta variação na morfologia do canal da linha lateral do corpo. A maioria dos indivíduos totalmente desenvolvidos não possuem tubo ósseo fechado em muitas escamas da linha lateral, assemelhando-se aos estágios iniciais do desenvolvimento da formação do tubo de outras espécies. Essa condição pedomórfica é interpretada como resultado do truncamento do desenvolvimento. Tal processo evolutivo pode ter sido responsável pelos diferentes níveis de redução do canal sensorial de pequenos caracídeos. A variação neste caráter é comum, até entre os lados do mesmo indivíduo. Por isso, reafirmamos que o grau de desenvolvimento do canal sensorial do corpo deve ser usado com cuidado em estudos taxonômicos e filogenéticos, porque reduções no sistema látero-sensorial podem significar perdas paralelas em Characidae. Sugerimos que a espécie nova seja categorizada como Quase Ameaçada devido à distribuição geográfica restrita e ao declínio contínuo da qualidade do habitat.(AU)
Descritores: Pesos e Medidas
Ecossistema Amazônico
Sistema da Linha Lateral
Characidae
-Crescimento e Desenvolvimento
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-895091
Autor: Soares, Isabel M; Bertaco, Vinicius A; Ito, Priscila Madoka M; Zuanon, Jansen.
Título: A new species of Boehlkea (Characiformes: Characidae: Stevardiinae) from the rio Japurá, Amazon basin, Brazil
Fonte: Neotrop. ichthyol;15(3):e170026, 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq; . CNPq.
Resumo: A new species of Boehlkea is described from rio Japurá, Amazon basin. The new species differs from B. fredcochui by the presence of a vertically elongate humeral spot (vs. absence), complete lateral line (vs. incomplete), four rows of scales below lateral line (vs. three), and lower number of branched anal-fin rays (17-21 vs. 22-25), and from B. orcesi by the higher number of maxillary teeth (13-14 vs. 5-12), greater head length (27.9-29.9% vs. 24.3-27.5% of SL), and by the color pattern (basal half of dorsal-fin, distal portion of pelvic-fin, lower caudal-fin lobe and anal-fin with black chromatophores vs. absence of black chromatophores in the fins).(AU)

Uma nova espécie de Boehlkea é descrita do rio Japurá, bacia Amazônica. A espécie nova difere de B. fredcochui pela presença de uma mancha umeral verticalmente alongada (vs. ausência), linha lateral completa (vs. incompleta), quatro séries de escamas abaixo da linha lateral (vs. três), e menor número de raios ramificados na nadadeira anal (17-21 vs. 22-25), e de B. orcesi pelo maior número de dentes no maxilar (13-14 vs. 5-12), maior comprimento da cabeça (27,9-29,9% vs. 24,3-27,5% do CP), e pelo padrão de colorido (porção inferior da nadadeira dorsal, porção distal da nadadeira pélvica, lobo inferior das nadadeiras caudal e anal com cromatóforos pretos vs. ausência de cromatóforos pretos nas nadadeiras)(AU)
Descritores: Sistema da Linha Lateral/anatomia & histologia
Caraciformes/classificação
-Classificação
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-571578
Autor: Shibuya, Akemi; Zuanon, Jansen; Araújo, Maria Lúcia G. de; Tanaka, Sho.
Título: Morphology of lateral line canals in Neotropical freshwater stingrays (Chondrichthyes: Potamotrygonidae) from Negro River, Brazilian Amazon
Fonte: Neotrop. ichthyol;8(4):867-876, 2010. ilus, mapas, tab.
Idioma: en.
Projeto: Japan International Cooperation Agency; . Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: The relationship between the distribution of the lateral line canals and their functionality has not been well examined in elasmobranchs, especially among Neotropical freshwater stingrays of the family Potamotrygonidae. The spatial distribution of the canals and their tubules and the quantification of the neuromasts were analyzed in preserved specimens of Potamotrygon motoro, P. orbignyi, Potamotrygon sp. "cururu", and Paratrygon aiereba from the middle Negro River, Amazonas, Brazil. The hyomandibular, infraorbital, posterior lateral line, mandibular, nasal and supraorbital canals were characterized and their pores and neuromasts quantified. The ventral canals are known to facilitate the accurate localization of prey items under the body, and our results indicate that the dorsal canals may be employed in identifying the presence of predators or potential prey positioned above the stingray's body. The presence of non-pored canals in the ventral region may be compensated by the high concentration of neuromasts found in the same area, which possibly allow the accurate detection of mechanical stimuli. The concentration of non-pored canals near the mouth indicates their importance in locating and capturing prey buried in the bottom substrate, possibly aided by the presence of vesicles of Savi.

A relação entre a distribuição dos canais da linha lateral e a sua funcionalidade é pouco conhecida para os elasmobrânquios, especialmente para as raias neotropicais da família Potamotrygonidae. A distribuição espacial dos canais e seus túbulos e a quantificação dos neuromastos foram analisadas em exemplares preservados das raias Potamotrygon motoro, P. orbignyi, Potamotrygon sp. "cururu" e Paratrygon aiereba, provenientes do médio rio Negro, Amazonas, Brasil. Foram identificados os canais hiomandibular, infra-orbital, linha lateral posterior, mandibular, nasal e supra-orbital, e os poros e neuromastos de cada um foram quantificados. Nossos resultados mostram que os canais dorsais podem ter a função de identificar a presença de predadores ou presas posicionadas acima do corpo da raia, enquanto os canais ventrais provavelmente permitem uma localização precisa da posição de presas sob o corpo. A existência de canais sem poros na região ventral pode estar relacionada com a alta concentração de neuromastos, que compensaria a falta de contato direto dos neuromastos com o meio externo na detecção de estímulos mecânicos. A concentração dos canais sem poros na proximidade da boca indica sua importância para a localização e captura de presas enterradas no substrato, possivelmente auxiliadas pela presença das vesículas de Savi.
Descritores: Sistema da Linha Lateral
Rajidae/anatomia & histologia
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 5 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-571569
Autor: Zawadzki, Cláudio Henrique; Weber, Claude; Pavanelli, Carla Simone.
Título: A new dark-saddled species of Hypostomus (Siluriformes: Loricariidae) from the upper rio Paraguay basin
Fonte: Neotrop. ichthyol;8(4):719-725, 2010. ilus, mapas, tab.
Idioma: en.
Projeto: US National Foundation; . Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: A new Hypostomus species is described from the rio Cuiabá, upper rio Paraguay basin, Mato Grosso State, Brazil. The new species is distinguished from all other Hypostomus species, with exception of young specimens of H. latifrons, by the presence of a wide dark transverse bars on laterals of body and fins; and conspicuous dark vermiculations on abdominal region. From H. latifrons it differs by having just one pre-dorsal plate surrounding supraoccipital bone and by the maintenance of the dark saddles in adults. Added to the other fish species recently described from the upper rio Paraguay basin, this work helps to highlight that the region still functions as a potential source of new species.

Uma espécie nova de Hypostomus é descrita do rio Cuiabá, bacia do alto rio Paraguai, Estado do Mato Grosso, Brasil. A espécie nova é diagnosticada de todas as outras congêneres, com exceção de H. latifrons, pela presença de amplas barras escuras transversais nas laterais do corpo e nadadeiras, e pelas conspícuas vermiculações escuras na região abdominal. De H. latifrons ela difere por ter somente uma placa pré-dorsal margeando o osso supraoccipital e pela manutenção das barras escuras transversais nos adultos. Somada a outras espécies de peixes recentemente descritas na bacia do alto rio Paraguai, este trabalho demonstra que a região ainda funciona como uma fonte potencial de espécies novas.
Descritores: Peixes/genética
Sistema da Linha Lateral/anatomia & histologia
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde