Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 413 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 42 ir para página                         

  1 / 413 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1015357
Autor: Barros, Tácita Borges.
Título: Expressão e caracterização da glicoproteína D do HSV-1 geneticamente fusionada às oncoproteínas E6 e E7 do HPV-16 e HPV-18 (gDE7E6) em células de mamífero / Expression and characterization of the genetically fused HSV-1 glycoprotein D to E6 and E7 oncoproteins HPV-16 e HPV-18 (gDE7E6) in mammalian cells.
Fonte: São Paulo; s.n; 2019. 88 p. graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O câncer cervical é um dos tipos de câncer mais comuns entre as mulheres, e a infecção persistente pelos HPV-16 e HPV-18 é responsável por 70% dos casos. As vacinas profiláticas disponíveis possuem alta eficácia na prevenção da infecção pelos tipos mais prevalentes de HPV. No entanto, este tipo de abordagem não beneficia mulheres que já apresentam lesões precursoras ou tumores cervicais avançados, e a busca por abordagens terapêuticas para esse tipo de câncer é considerada uma necessidade. A qualidade do antígeno representa um aspecto fundamental para o sucesso de vacinas terapêuticas baseadas em proteínas recombinantes. Neste sentido, os sistemas de expressão em células eucarióticas, como leveduras e células de mamíferos são considerados adequados para a produção de proteínas com aplicação biotecnológica. O objetivo principal deste trabalho contemplou a expressão das proteínas de fusão gDE7E6 do HPV-16 e do HPV-18 e a oncoproteína E7 do HPV-16 em células da levedura Pichia pastoris e expressão da gDE7E6 do HPV-16 e do HPV-18 em células de mamífero HEK293T e CHODG-44 para obtenção de antígenos purificados com futura aplicação em vacinas terapêuticas contra tumores associados ao HPV-16 e HPV-18. Os genes que codificam as proteínas gDE7E6 dos HPV-16 e HPV-18 e da E7 do HPV-16 foram clonados no vetor pPIC9K, os quais foram linearizados por digestão enzimática e utilizados na transformação da P. pastoris. A expressão das proteínas foi analisada nos tempos de 24, 48, 72 e 96 horas, no entanto, não foi observada a produção das proteínas no sobrenadante e nem no lisado celular. Diante desta constatação, iniciamos a expressão das proteínas gDE7E6 do HPV-16 e gDE7E6 do HPV-18 em células de mamíferos HEK293T e CHODG-44. As sequências genéticas das proteínas gDE7E6 do HPV-16 e do HPV-18 foram clonadas no vetor de expressão pNU1 e analisadas por digestão enzimática. Análises de SDS-PAGE e western blot demonstraram a expressão das proteínas gDE7E6 do HPV-16 e do HPV-18 em até 96 horas em células HEK293T. Em paralelo, realizamos a transfecção estável dos plasmídeos contendo as sequencias da gDE7E6 do HPV-16 e gDE7E6 do HPV-18 em células CHO-DG44. Com o intuito de aumentar a expressão das proteínas de interesse na população mista de CHODG-44, realizamos amplificação genômica com metotrexato (MTX), sendo possível observar aumento da expressão das proteínas, conforme aumento gradativo nas concentrações de MTX. Posteriormente, foram feitas tentativas para isolar um clone produtor das proteínas gDE7E6 HPV-16 e HPV-18, através de clonagem por diluição limitante e sistema automatizado, sendo possível isolar um clone para cada construção através de matriz semisólida, confirmado por western blot e citometria de fluxo. Apesar de demonstrar a expressão das proteínas de interesse em sistema de expressão baseado em células de mamífero, o rendimento obtido após a purificação por afinidade ao níquel foi extremamente baixo, o que dificulta a obtenção dos antígenos para fins vacinais

Cervical cancer is one of the most common cancers among women, and persistent infection with HPV-16 and HPV-18 accounts for 70% of the cases. Available prophylactic vaccines are highly effective in preventing infection by the most prevalent types of HPV. However, this type of approach does not benefit women who already have precursor lesions or advanced cervical tumors, and the search for therapeutic approaches to this type of cancer is considered a necessity. Antigen quality represents a key aspect for the success of therapeutic vaccines based on recombinant proteins. In this sense, expression systems based in eukaryotic cells such as yeast and mammalian cells are considered suitable for the production of proteins with biotechnological applications. The main objective of this work was to express the gDE7E6 fusion proteins HPV-16 and HPV-18 and the E7 oncoprotein HPV-16 in Pichia pastoris and expression of gDE7E6 HPV-16 and HPV-18 in mammalian cells HEK293T and CHODG-44 to obtain purified antigens with future applications in therapeutic vaccines against HPV-16 and HPV-18 associated tumors. The genes encoding the gDE7E6 proteins HPV-16 and HPV-18 and E7 HPV-16 were cloned into the pPIC9K vector, which were linearized by enzymatic digestion and used in the transformation of P. pastoris. Expression of the proteins was analyzed at 24, 48, 72 and 96 hours, however, the production of the proteins in the supernatant and in the cell lysate was not observed. In light of this finding, we initiated the expression of gDE7E6 proteins HPV-16 and HPV-18 in mammalian cells HEK293T and CHODG-44. The genetic sequences of gDE7E6 proteins HPV-16 and HPV-18 were cloned into the pNU1 expression vector and analyzed by enzymatic digestion. SDSPAGE and western blot analyzes demonstrated expression of gDE7E6 proteins HPV-16 and HPV-18 within 96 hours in HEK293T cells. In parallel, we performed stable transfection of plasmids containing gDE7E6 HPV-16 and HPV-18 sequences into CHODG44 cells. In order to increase the expression of the proteins in the mixed population of CHODG-44, we performed genomic amplification with methotrexate (MTX), and it was possible to observe an increase in protein expression, as a gradual increase in MTX concentrations. Therefore, attempts were made to isolate a clone producing gDE7E6 proteins HPV-16 and HPV-18 by limiting dilution and automated system, being possible to isolate one clone for each construct through a semisolid matrix, confirmed by western blot and flow cytometry. Despite observing protein expression in mammalian cell-based expression system, the yield obtained after nickel affinity purification was extremely low, which makes it difficult to obtain the antigens for vaccine purposes
Descritores: Proteínas Oncogênicas/classificação
Papillomavirus Humano 16
Papillomavirus Humano 18
-Pichia
Neoplasias do Colo do Útero/fisiopatologia
Herpesvirus Humano 1
Eucariotos
Antígenos/análise
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  2 / 413 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-623651
Autor: Patterson, David J.
Título: The evolution of Protozoa
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;83(supl.1):580-600, Nov. 1988. ilus.
Idioma: en.
Conferência: Apresentado em: Meeting of the Brazilian Society of Protozoologists, 3, Apresentado em: Annual Meeting on Basic Research in Chagas's disease15, Apresentado em: Meeting of the Brazilian Society of Protozoology4, CaxambuCaxambu, 3 Nov. 19877-10 Nov. 1988.
Descritores: Evolução Biológica
Eucariotos
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 413 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1006982
Autor: Bucciarelli, Alejandro; Mancini, María de las Mercedes; Skliar, Mario.
Título: Propiedades gastroprotectoras de plantas medicinales. Estudios fitoquímicos y farmacológicos / Gastroprotective properties of medicinal plants. Phytochemical and pharmacological studies
Fonte: Rev. Asoc. Med. Bahía Blanca;17(1):3-9, ene-mar, 2007.
Idioma: es.
Resumo: El tratamiento de las patologías gastrointestinales a partir de especies vegetales, además de poder lograr una medicación eficaz, tiene por finalidad promover la conservación y el manejo racional de los recursos, el desarrollo socio-económico y el mejoramiento de la calidad de vida de la población. La úlcera gástrica es un proceso patológico con elevada incidencia que conlleva importantes repercusiones sociales y económicas. El objetivo del presente trabajo fue evaluar la actividad gastroprotectora de Solidago chilensis, Aloysia gratissima, Parthenium hysterophorus (especies nativas) y Artemisia annua, Maytenus ilicifolia, Calendula officinalis (especies adventicias). Se administraron extractos acuosos de estas especies, en forma oral, a ratones Mus musculus machos, utilizando etanol absoluto como agente injuriante. Los resultados se expresaron en términos de Índice de Úlcera (IU), el cual se estableció de acuerdo a una escala arbitraria. Se hallaron diferencias significativas entre los grupos tratados y controles (p<0,05). En todos los casos, las plantas protegieron a la mucosa gástrica frente al daño inducido por etanol. Los estudios fitoquímicos preliminares revelaron la presencia de polifenoles y flavonoides. Es sabido que los flavonoides, entre otros compuestos, están involucrados en la gastroprotección. Debido a que los extractos acuosos contienen dichos componentes, parte de la actividad antiulcerosa podría deberse a su presencia. El mecanismo involucrado en este efecto es desconocido. Sin embargo, en una primera etapa, los extractos deberán ser fraccionados para su posterior estudio. Se requieren métodos específicos para elucidar el mecanismo de acción y evaluar adecuadamente la actividad gastroprotectora de estas plantas.

The use of vegetal species for the treatment of gastrointestinal pathologies promotes preservation and rational management of resources, socio-economic development and improvement of the quality of life of the population, in addition to achieving an efficient medication. The gastric ulcer is a high incidence pathological process with important social and economic implications. The aim of this work was to evaluate the gastroprotective activity of Solidago chilensis, Aloysia gratissima, Parthenium hysterophorus (native species) and Artemisia annua, Maytenus ilicifolia, Calendula officinalis (adventitious species) for possible anti-ulcer effects. Aqueous extracts of these species were orally administered to male Mus musculus mice, using absolute ethanol as a necrotizing agent. The results were expressed in terms of an Ulcer Index (UI), which was established according to an arbitrary scale. Significant differences were found between treated and control groups (p<0.05). In all cases, the plants protected the gastric mucosa from the injury induced by ethanol. Preliminary phytoche- mical assays revealed the presence of flavonoids and polyphenols. It is known that flavonoids, among other compounds, are involved in gastroprotection. As aqueous extracts contain these constituents, part of the anti-ulcer activity could be due to their presence. The mechanism underlying this action is unknown. However, in a first stage, the extracts should be fractioned for further study. Specific methods are required to elucidate the mode of action and to properly evaluate the gastroprotective activity of these plants.
Descritores: Plantas Medicinais
-Úlcera Péptica
Doenças do Sistema Digestório
Duodenopatias
Eucariotos
Gastroenteropatias
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: AR393.1 - Centro de Información y Documentación Dr H. Urquiola


  4 / 413 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Soccol, Carlos Ricardo
Texto completo
Id: lil-508404
Autor: Karam, Letícia Machado; Soccol, Carlos Ricardo.
Título: Efeito da temperatura e pH no cultivo de Spirulina major / The effect of temperature and pH in the Spirulina major cultivation / Efecto de la temperatura y ph en el cultivo de spirulina major
Fonte: Arq. ciênc. vet. zool. UNIPAR;10(1):5-7, jan.-jun. 2007. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O gênero Spirulina, devido às suas qualidades nutricionais (alto teor protéico, baixo teor de gordura e alto teor de ácido -linolênico), tem sido considerado muito promissor para a alimentação humana e animal. Spirulina major foi cultivada em escala laboratorial, com o objetivo de determinar a temperatura e o pH ótimos de cultivo, visando uma maior produção de biomassa. Os cultivos foram realizados em sistema fechado, em meio de cultura Guillard-F2, com agitação constante (100rpm), com fotoperíodo de 12 horas, por 8 dias. Foram testadas quatro diferentes temperaturas (20, 25, 30 e 35°C) e quatro valores de pH do meio de cultivo (7,0; 8,0; 9,0 e 10,0). A biomassa obtida era filtrada e seca a 55°C. Os resultados obtidos mostram que a temperatura ótima de cultivo é 30°C e que ocorre uma maior produção de biomassa em pH 8,0.

The Spirulina genera has great nutritional qualities such as high protein content, low fat and high -Iinolenic acid content, and has been considered a great promising ingredient for human and animal feeding. Spirulina major was cultivated in laboratory scale with the objective of determining the optimal growth temperature and the pH for a greater biomass production. The cultivations were carried out in a closed system, Gillard's F2 medium, constant agitation (100rpm), 12-hour photoperiod, for 8 days. Different temperatures were tested (20°, 25°, 30°, and 35°C), and four pH values of culture medium (7.0; 8.0; 9.0, and 10.0). The resulting biomass was filtered and dried at 55°C. The results showed that 30°C is the best growth temperature, and the largest biomass production occurs at pH 8.0.
Descritores: Eucariotos
Avaliação Nutricional
Biomassa
Spirulina/crescimento & desenvolvimento
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 413 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-428521
Autor: Muñoz, Victoria; Frade, Carlos.
Título: Blastocystis hominis: parásito enigmático / Blastocystis Hominis: Enigmatic parasite
Fonte: Cuad. Hosp. Clín = Cuad. - Hosp. clín;50(1):79-87, 2005.
Idioma: es.
Resumo: Blastocystis hominis es el protozoario que con mayor frecuencia se encuentra en las heces de las personas sintomáticas, asintomáticas, inmunocompetentes e inmunodeprimidos. Este parásito presenta varias controversias e indefiniciones, especialmente, a nivel de su patogenicidad. Diferentes aspectos merece atención como la biología, el diagnóstico, mecanismo de transmisión, tratamiento y otros. El desconocimiento o la poca importancia que se le da a este microorganismo por los profesionales del área de la salud son frecuentes. Consideramos que B. hominis es digno de atención y en ese sentido, la presente revisión enfoca los siguientes aspectos: taxonomia, patogénesis, manifestaciones clínicas, diagnóstico, mecanismos de transmisión y tratamiento.

Blastocystis hominis is the protozoal infection most frequently found in stool samples of symptomatic, asymptomatic, immunocompetent and immunodeficient persons. This parasite is ill defined, especially on the subject of his pathogenesis. Different aspect are worthy of attention like the diagnosis, mode of transmission and other characteristics. Health personnel frequently fail to recognize this microorganism and give him little attention. B. hominis needs our attention; this revision report the taxonomy, pathogenesis, clinical presentation, diagnosis, modes of transmission and treatment.
Descritores: Parasitologia
Eucariotos
Fezes
-Blastocystis hominis
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BO6.1 - Biblioteca


  6 / 413 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-933296
Autor: Garcia, Andrea dos Santos.
Título: Alternativas nutricionais para o crescimento primário in vitro e para a identificação de protozoários do gênero leishmania.
Fonte: São Paulo; s.n; 2007. 134 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo(Estado) Secretaria da Saúde. Coordendoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Introdução. O crescimento primário e a proliferação de Leishmania são ferramentas valiosas para estudos sobre desenvolvimento e padronização de técnicas diagnósticas, identificação, classificação, análise bioquímica, análise molecular, biologia celular, insumos imunológicos e quimioterápicos. Objetivos: a) estudar diferentes formulações e suplementações de meios de cultura para o crescimento primário de Leishmania; b) avaliar a criopreservação como alternativa para preservar amostras biológicas para o crescimento primário de Leishmania. Materiais e métodos. Meios de cultura: a. bifásico com fase sólida de ágarsangue (BAB) e fase líquida de infusão de cérebro e coração (BHI), TGGY-1 (nova formulação) e solução de uréia-creatinina-sódio-potássio a 5% (UCNaK); b. monofásico: novos meios líquidos TGGY-1 e TGGY-2.Suplementos: urina humana estéril; urina canina estéril; solução de UCNaK a 5%; ácido fólico e hemina. Amostras: a) aspirado de baço de 51 cães de áreas endêmicas para Leishmaniose Visceral canina para os experimentos de crescimento primário e para a identificação de Leishmania spp; b) cepas de referência de Leishmania (L.) chagasi, L. (L.) amazonensis, L. (V.)braziliensis e Trypanosoma (S.)cruzi para os experimentos de proliferação; Resultados e conclusões. Exceção feita à solução UCNaK a 5% todas asdemais formulações avaliadas permitiram o crescimento primário de Leishmania spp., isoladas de 27 (52,9%) cães examinados. O melhor desempenho foi obtido com o meio bifásico BAB-BHI. Nos experimentos sobre proliferação parasitária, o crescimento exponencial foi obtido nas formulações BAB-BHI com diferentes suplementos; BAB-TGGY-1; TGGY-1 e TGGY-2 com hemina e ácido fólico. A criopreservação da amostra de 6 aspirado de baço apresentou-se como alternativa viável para...
Descritores: Criopreservação
Eucariotos/isolamento & purificação
Leishmania/isolamento & purificação
Reação em Cadeia da Polimerase
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, G216a, 2007


  7 / 413 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-909532
Autor: ALVES LIMA, Cícero.
Título: Relógio circadiano em eucariotos fotossintetizantes (Archaeplastida) e adaptação ao estresse / Circadian clock in photosynthetic eukaryotes (Archaeplastida) and stress adaptation.
Fonte: São Paulo; s.n; 2018. 160 p. tab, ilus, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Relógios endógenos controlam grande parte de processos biológicos através de osciladores bioquímicos que coordenam a sinalização de pistas ambientais até vias metabólicas, permitindo a percepção do tempo e adaptação a mudanças rítmicas. Comportamentos cíclicos diários foram primordialmente descritos em plantas e, mais recentemente, têm fornecido informações valiosas sobre os ciclos de retroalimentação da transcrição e tradução de genes que controlam estes osciladores. O florescimento é um exemplo bem conhecido da importância da percepção do comprimento do dia através do relógio, processo intimamente regulado por fotorreceptores e pelos genes centrais e periféricos do relógio biológico. Em organismos multicelulares há uma combinação específica de genes mais expressa em cada tecido, podendo ter funções, fases e períodos diferentes, o que aumenta a complexidade desse mecanismo. Devido a isso, tem-se buscado modelos alternativos mais simples dentro dos eucariotos fotossintetizantes relacionados às plantas terrestres. Modelos simplificados facilitam, por exemplo, a avaliação da combinação de fatores que induzem o estresse e como o relógio biológico se altera, permitindo a antecipação de mudanças ambientais e sincronização da fisiologia com o meio ambiente. Neste trabalho, verificou-se como o relógio circadiano se ajusta ao estresse em 3 diferentes modelos: Gracilaria tenuistipitata (Rhodophyta), Ostreococcus tauri (Chlorophyta) e Saccharum sp (Embryophyta). Para isso, estabeleceu-se em G. tenuistipitata métodos para avaliação de crescimento e da fluorescência da clorofila de modo automático, comprovando da existência de ritmos circadianos. Além disso, após padronização de genes de referência para normalização das RT-qPCRs, o gene TRX ficou superexpresso durante a primeira hora após o déficit hídrico. Já em O. tauri, onde os genes centrais do relógio são conhecidos, mudanças na expressão de LOV-HK e TOC1 estão relacionadas com maior crescimento em baixa e alta temperatura, respectivamente. Uma combinação específica de luz, temperatura e salinidade pode ser um importante indutor de eflorescências que reflete mudanças transcricionais no oscilador central, o que pode ser comparado às florescências de plantas terrestres. Já em Saccharum sp tolerante à seca, ritmos de fotossíntese e de expressão de CCA1 sofrem mudanças de fase em suas oscilações e transcritos de HVA-22 e DRP são significativamente mais expressos sob dessecação. Em suma, o estresse em Saccharum sp reseta o relógio, aumentando o período de oscilação da fotossíntese. Em O. tauri induz maior crescimento, mantendo as características do relógio. Não foi possível avaliar o efeito do estresse no relógio de G. tenuistipitata, mas ferramentas foram desenvolvidas visando este objetivo. Estudos de respostas do relógio podem fornecer informações valiosas para o entendimento da reprodução e crescimento de organismos com elevado potencial de aplicações biotecnológicas

Endogenous clocks control a large range of biological processes through biochemical oscillators that coordinate the signaling of environmental cues to metabolic pathways, allowing the perception of time and adjust to rhythmic changes. Cyclical daily behaviors were first noticed in plants and, more recently, revealed information about the transcriptional-translational feedback loops of genes that control these oscillators. Flowering is a well-known process where the perception of day length by the clock is intimately regulated by photoreceptors and by the central and peripheric genes of the biological clock. Multicellular organisms have a tissue-specific combination of expressed clock genes that may have different phase and period, increasing the complexity of this mechanism. Due to this reason, alternative models have been proposed for land plants-related photosynthetic eukaryotes. New models can simplify, for example, which combination of factors induce stress and how the biological clock is altered, allowing the anticipation of environmental changes and synchronization of physiology and environmental factors. This work aimed to verify how the biological clock adjusts to different kinds of stresses in 3 species: Gracilaria tenuistipitata (Rhodophyta), Ostreococcus tauri (Chlorophyta) and Saccharum sp (Embryophyta). Automated measurement techniques for growth rate and photosynthesis were stablished for the red alga. This alga also showed, after establishment of reference genes for RT-qPCRs normalization, an overexpression of TRX during the first hour under water deficit. In O. tauri, where the central clock genes are known, changes in LOV-HK and TOC1 gene expression are related to a higher growth rate under low and high temperatures, respectively. Besides, a specific combination of light, temperature and salinity can be an important trigger of seasonal blooms that causes important transcriptional changes at the central oscillator, what is similar to land plants. In Saccharum sp tolerant to drought, photosynthesis rhythms and CCA1 expression change their phase under simulated water deficit and drought responsive transcripts like HVA-22 and DRP are significantly up-regulated. In short, stress resets the clock in Saccharum sp, increasing the period of photosynthesis oscillation. In O.tauri, it induces a higher growth, keeping clock features. It was not possible to verify clock responses to stress in G.tenuistipitata, but methods to do so were stablished. The biological clock responses to stress can provide invaluable information for the better understanding about the growth and reproduction of organisms with a high biotechnological potential
Descritores: Relógios Circadianos
Eucariotos/classificação
Estresse Psicológico/patologia
-Desidratação/classificação
Diagnóstico por Imagem/métodos
Gracilaria
Fotossíntese
Saccharum
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T574.192, A474r. 30100026102-Q


  8 / 413 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-869107
Autor: Céspedes Chaves, Enmanuel; Portillo, Nilda; Thomaz-Soccol, VanetteGon; Gonçalves, André Luiz; González Brítez, Nilsa.
Título: Estandarización de la técnica de PCR-RFLP de la región ITS1, para la caracterización molecular de leishmania (L) infantum, en muestras caninas / Standardization of PCR-RFLP technique of the ITS-1 region for leishmania (L) infantum molecular characterization in canine samples
Fonte: Mem. Inst. Invest. Cienc. Salud (Impr.);14(3):24-33, dic. 2016. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La leishmaniasis es una enfermedad producida por protozoarios parásitos del género Leishmania. Estos parásitos infectan a hospedadores mamíferos, entre los cuales los perros han sido implicados como reservorios del parásito. Este trabajo planteó estandarizar la técnica de la PCR-RFLP luego de la amplificación de la región ITS1 de Leishmania spp, como herramienta útil para la detección y caracterización molecular. Se utilizaron promastigotes de cultivo y muestras de biopsias procedentes de perros con leishmaniasis visceral previamente diagnosticados en el Centro Antirrábico Nacional. La región ITS1 del ADN genómico nuclear de Leishmania spp. fue amplificada utilizando los cebadores LITSR y L5,8S. La técnica ITS1 PCR-RFLP aplicada, permitió la detección de Leishmania (L) infantum en 10/10 aislados de parásitos mantenidos en medio NNN, en 10/18 muestras de bazo y 10/18 muestras de ganglio linfático poplíteo. Las condiciones óptimas de reacción fueron 0,2 mM de dNTPs, 0,1 pmol de cada cebador y 1U de Taq polimerasa. La sensibilidad de la PCR fue de 3 ng/µL de ADN en aislados de cultivo NNN y 60 ng/µL de ADN en muestras de biopsias, mientras que la especificidad fue de 100% para la detección de Leishmania sp. La enzima de restricción Hae III, determinó fragmentos de 184, 72 y 55 pb., que resultaron específicos para la especie Leishmania (L.) infantum. El marcador utilizado resultó confiable para la detección y caracterización de Leishmania sp. en perros procedentes de zonas endémicas, lo cual podría ser útil para verificar las especies de parásitos circulantes entre los perros.

Leishmaniasis is a disease caused by protozoan parasites of the genus Leishmania. The separasites infect to mammalian hosts, including canines that have been implicated as reservoirs of the parasite. The aim of this research was to standardize the technique of PCR RFLP after amplification of the ITS1 region of Leishmania (Leishmania) infantum, as a useful tool for detection and molecular characterization. Promastigotes from culture and biopsies from dogs with visceral Leishmaniasis previously diagnosed by the Centro Antirrábico Nacional. The ITS1 region of the genomic DNA of Leishmania sp. was amplified using LITSR and L5,8S primers. The technique ITS1 PCR-RFLP applied, allowed the detection of Leishmania (L.) infantum in 10/10 of the isolates from parasites maintained in NNN culture medium, in 10/18 samples from spleen and 10/18 samples from popliteal lymph node. Optimal reaction conditions were 0.2 mM dNTPs, 0.1 pmol of each primer and 1U of Taq polymerase. The sensitivity of PCR was 3 ng/µL DNA in isolates of parasites from NNNculture medium and 60 ng/µL DNA in biopsy samples while the specificity was 100% for the detection of DNA of Leishmania sp. The restriction enzyme Hae III determined fragments of184, 72 and 55 bp., which were specific to Leishmania (L.) infantum. The marker used isreliable for the detection and characterization of Leishmania sp. in dogs from endemic areas, which could be useful to verify the species of parasites circulating among animals.
Descritores: Eucariotos
Reação em Cadeia da Polimerase
-Cães
Limites: Animais
Responsável: PY3.1 - Biblioteca


  9 / 413 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-864789
Autor: Carvalho, Manoel Ricardo da Costa.
Título: Inquérito em escolares do município de Saõ Bento do Una para evidenciação de Helmintos protozoários intestinais / School Research of the Municipality of São Bento Una to Show the Presence of Helminths and Intestinal Protozoa.
Fonte: Recife, PE; s.n; 1960. 72 p. (BR).
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Recife. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Símbolo: BR.
Descritores: Helmintos
Infecções por Protozoários
Eucariotos
Responsável: BR310.1 - Biblioteca Professor Guilherme Simões Gomes
BR310.1; T614.44, C331i, 1960


  10 / 413 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-847139
Autor: Mattos, Thiago Cardoso Genaro de.
Título: Modificação de proteínas por produtos de oxidação do colesterol: mecanismos e implicações biológicas / Modification of proteins by oxidation products of cholesterol: mechanisms and biological implications.
Fonte: São Paulo; s.n; 2014. 132 p. tab, graf, ilus.
Idioma: en.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O colesterol é um importante componente das membranas celulares em eucariotos superiores, desempenhando papéis estruturais e funcionais. O colesterol possui uma insaturação em sua estrutura sendo, portanto, alvo de oxidação mediada por espécies reativas de oxigênio e/ou nitrogênio. A oxidação não enzimática do colesterol gera, como produtos primários, os hidroperóxidos de colesterol. Tais moléculas, por sua vez, são altamente reativas e podem reagir com metais livres e/ou metaloproteínas, trazendo consequências à celula. Neste sentido, o primeiro capítulo deste trabalho tem como objetivo estudar a reação dos hidroperóxidos de colesterol (ChOOH) com o citocromo c (citc), uma heme proteína envolvida no transporte de elétrons na mitocôndria. Análises de espectroscopia no UV-Vis mostraram que o ChOOH promove o bleaching da banda Soret do citc de uma maneira dose-dependente. Mais ainda, esta reação leva à formação de radicais centrados em carbono tanto na proteína como no lipídeo, sugerindo uma redução homolítica do ChOOH. Como consequências, pode-se observar a oligomerização do citc, um processo que pode influenciar no transporte de elétrons bem como na sinalização para a apoptose. A partir da reação do citc com ChOOH podem surgir, direta ou indiretamente, outras espécies reativas, como aldeídos, cetonas e epóxidos. Dentre estas, destacam-se os aldeídos de colesterol, em particular o colesterol secoaldeído (CSec) e o carboxialdeído (ChAld), uma vez que foram encontrados elevados em placas ateroscleróticas e em tecidos cerebrais de pacientes com doenças neurodegenerativas. Tais espécies podem reagir com resíduos de aminoácidos provocando alterações estruturais e funcionais em proteínas. Neste sentido, o segundo capítulo deste trabalho tem como objetivo estudar a reação do ChAld com citc. Usando modelos mimétivos de membrana e espectrometria de massas, foi mostrado que o ChAld modifica covalentemente o citc por um mecanismo consistente com a formação de bases de Schiff. Tal modificação ocorre preferencialmente em resíduos de lisina que interagem com a membrana. Estas modificações influenciam na afinidade do citc pela membrana, aumentando sua aderência, o que pode ter influência no transporte de elétrons e sinalização para a apoptose. No terceiro e último capítulo deste trabalho nós buscamos uma ferramente analítica que permitisse analisar modificação de proteínas promovidas por produtos de oxidação de colesterol e outros esteróis. Em um estudo realizado em colaboração com o grupo do professor Porter na Universidade de Vanderbilt, utilizamos ensaios baseados em click chemistry para buscar proteínas modificadas. Para isso, foram sintetizados derivados de colesterol e 7-deidrocolesterol (7-DHC, precursor imediato do colesterol) contendo um grupo alquinil na sua cadeia lateral. Este grupo pode ser ligado a um grupo azida por meio de uma reação de cicloadição, em um processo conhecido como click chemistry. Após a síntese e caracterização dos derivados lipídicos contendo o grupo alquinil na cadeia lateral, células Neuro2a foram tratadas com o alquinil-7-DHC e o alquinil-colesterol para averiguar seu metabolismo. Análises por HPLC-MS/MS mostraram que ambos derivados contendo o grupo alquinil foram metabolisados e convertdos nos respectivos ésteres. Usando um modelo celular para a doença conhecida como Sindrome de Smith-Lemli-Opitz (SLOS), doença caracterizada pela deficiência na enzima 7-deidrocolesterol redutase, foi mostrado que o acúmulo característico de 7-DHC nos pacientes pode levar a uma maior modificação de proteínas promovidas por seus derivados, o que pode contribuir para o desenvolvimento da doença

Cholesterol is an important component of eukaryotic cellular membranes, where it has an influence in the fluidity and stability. Due to the presence of a double bond in its structure, cholesterol can be oxidized by reactive oxygen and nitrogen species. This non-enzymatic oxidation generates, as primary products, cholesterol hydroperoxides. Such molecules, in turn, are highly reactive and can react with free metal ions and/or metalloproteins, affecting cell metabolism. Therefore, the first chapter of the present study aims to investigate the reaction of cholesterol hydroperoxides (ChOOH) with cytochrome c (cytc), a heme protein involved in the mitochondrial electron transport. Spectroscopic analyses in the UV-Vis region showed that ChOOH induces a dose-dependent bleaching of cytc's Soret band. In addition, this reaction leads to the formation of carbon-centered radicals on both protein and lipid, suggesting a homolytic reduction of ChOOH. As consequences, cytc undergoes oligomerization, a process that can influence electron transport and apoptosis signaling. The reaction of cytc and ChOOH can produce, directly or indirectly, reactive species such as epoxides, aldehydes and ketones. Among them, cholesterol aldehydes, such as cholesterol secoaldehyde (CSec) and cholesterol carboxyaldehyde (ChAld), are of particular interest, since they were previously found elevated in atherosclerotic plaques and brain tissue of patients bearing neurodegenerative diseases. These species can also react with amino acid residues leading to protein denaturation and malfunction. With that in mind, the second chapter of this study aims to investigate the reaction of ChAld and cytc. Using mimetic membrane models and mass spectrometry analyses, we showed that ChAld covalently modifies cytc through a mechanism consistent with the formation of Schiff base adducts. Such modification occurs mostly at lysine residues that are known to interact with the membrane. The modifications have an influence in the affinity of cytc to the membrane, where they increase its binding to the membrane, a process that could affect the electron transport and apoptosis signaling. In the last and third chapter of this study we wanted an analytical tool that allowed the investigation of protein adduction promoted by cholesterol and other sterols-derived oxidation products. In a study performed in collaboration with the Porter group from Vanderbilt University, we used analyses based on click chemistry to search for protein adduction. To address that, we first synthesized derivatives of cholesterol and 7-dehydrocholesterol (7-DHC, the immediate precursor of cholesterol) containing an alkynyl group in the side chain. The alkynyl group can be ligated to an azide group through a cycloaddition reaction, in a process known as click chemistry. After the synthesis and characterization of alkynyl derivatives, Neuro2a cells were treated with alkynyl-7-DHC and alkynyl-cholesterol to check their metabolism. HPLC-MS/MS analyses showed that both alkynyl derivatives are metabolized and converted into their respective esters. In addition, using a cell model for Smith-Lemli-Optiz Syndrome (SLOS), a disease characterized by the deficiency in the dehydrocholesterol reductase 7, we showed that the characteristic accumulation of 7-DHC in SLOS patients might be associated with protein adduction promoted by its oxidation products, which might contribute to the development of the disease
Descritores: Oxidação Química/análise
Colesterol Oxidase/sangue
-Aldeídos/química
Cromatografia Líquida de Alta Pressão/instrumentação
Citocromos c/análise
Eucariotos
Radicais Livres
Peroxidação de Lipídeos
Espectrometria de Massas/métodos
Metaloproteínas
Ácido Peracético/análise
Síndrome de Smith-Lemli-Opitz
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T574.19245, M444m. 30100025348-Q



página 1 de 42 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde