Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.150.900.493.130.150 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 113 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 12 ir para página                         

  1 / 113 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1135394
Autor: Soares, Isabel M; Ota, Rafaela P; Lima, Flávio C. T; Benine, Ricardo C.
Título: Redescription of Moenkhausia melogramma (Characiformes: Characidae), a poorly known tetra from the western Amazon basin
Fonte: Neotrop. ichthyol;18(3):e200025, 2020. tab, ilus, mapas.
Idioma: en.
Projeto: CAPES; . FAPESP; . CNPq.
Resumo: Moenkhausia melogramma is herein redescribed, based on the examination of the holotype plus additional specimens from the western Amazon basin in Brazil, Colombia, Peru, and Ecuador. Moenkhausia melogramma shares with M. collettii, M. conspicua, M. copei, M. venerei, and M. flava a broad dark longitudinal stripe across the eye, and a well-defined dark stripe on the anal-fin base. It can be promptly distinguished from these species by having two humeral blotches. Additionally, we provide comments on the putative relationships of Moenkhausia melogramma with the aforementioned congeners and the Hemigrammus lunatus species-group.(AU)

RESUMO Moenkhausia melogramma é redescrita com base no exame do holótipo e exemplares adicionais da bacia amazônica ocidental no Brasil, Colômbia, Peru e Equador. Moenkhausia melogramma compartilha com M. collettii, M. conspicua, M. copei, M. venerei e M. flava a presença de uma faixa larga longitudinal escura que atravessa os olhos e uma linha escura bem definida na base da nadadeira anal. Ela pode ser prontamente distinguida dessas espécies por ter duas manchas umerais. Adicionalmente, fornecemos comentários sobre as possíveis relações filogenéticas de Moenkhausia melogramma com as congêneres supramencionadas e com o grupo de espécies Hemigrammus lunatus.
Descritores: Ecossistema Amazônico
Characidae/classificação
-Pinos Ortopédicos
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1135395
Autor: Carneiro-Leite, Laicia; Bashiyo-Silva, Cristiane; Oliveira, Yasmim Alves Araújo; Borges, Laís Pedroso; Sanchez, Malbelys Padilla; Silva, Luciane Gomes da; Lobato, Stella Indira Rocha; Rodrigues-Lisoni, Flávia Cristina; Veríssimo-Silveira, Rosicleire; Ninhaus-Silveira, Alexandre.
Título: Seminal characteristics and sensitivity of Astyanax lacustris (Characiformes: Characidae) sperm to cryoprotective solutions based on dimethylsufoxide and methylglicol
Fonte: Neotrop. ichthyol;18(3):e200039, 2020. tab, graf, ilus.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; . Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão.
Resumo: This study aimed to determine the semen characteristics of Astyanax lacustris after hormonal induction and to evaluate the sensitivity of the species sperm to cryoprotective solutions based on the cryoprotectants dimethyl sulfoxide and methyl glycol. Volume, color, sperm concentration, total motility and aspects of sperm movement were analyzed using "Integrated Semen Analysis System". Three different extenders were tested: A) glucose 5%+egg yolk 10%, B) BTS®5% and C) glucose 5% and two permeable cryoprotectants: dimethyl sulfoxide (Me2SO) and methyl glycol (MTG). Fresh A. lacustris semen presented total motility of 76.6±11.2%, motility duration of 33.0±2.2s, sperm concentration of 7.22±3.2×109sptz/mL and seminal osmolality of 219±0.03mOsm/kg-1. The toxicity test showed the highest total motility values at the MTG15%+A, Me2SO15%+B and Me2SO10%+C dilutions, and the Me2SO10%+C and Me2SO15%+C dilutions presented the highest values for curvilinear velocity, linear velocity and average velocity. The tested protocol was not effective at maintaining the viability of A. lacustris semen after freezing because no motility was observed in any of the dilutions. However, the Comet Assay demonstrated that cryoprotectant solutions were effective in protecting the genetic material of cells, as DNA damage levels were low, with no difference between control and Me2SO10% + A, dilutions MTG10%+C, Me2SO10%+B and Me2SO15%+B.(AU)

O objetivo deste estudo foi determinar as características do sêmen de Astyanax lacustris após indução hormonal e avaliar a sensibilidade dos espermatozoides da espécie a soluções crioprotetoras baseadas nos crioprotetores dimetilsulfóxido e metilglicol. Volume, cor, concentração espermática, motilidade total e aspectos do movimento espermático foram analisados usando o "Sistema Integrado de Análise de Sêmen (ISAS®CASA)". Três extensores diferentes foram testados: A) glicose 5%+gema de ovo 10%, B) BTS® 5% e C) glicose 5% e dois crioprotetores permeáveis: dimetilsulfóxido (Me2SO) e metilglicol (MTG). O sêmen fresco de A. lacustris apresentou motilidade total 76,6±11,2%, duração da motilidade 33,0±2,2s, concentração de espermatozoides 7,22±3,2×109sptz/mL e osmolalidade seminal 219±0,03mOsm/kg-1. O teste de toxicidade apresentou maiores valores de motilidade total nas diluições MTG15%+A, Me2SO15%+B e Me2SO10%+C, e as diluições Me2SO10%+C e Me2SO15%+C apresentaram maiores valores de velocidade curvilínea, velocidade linear e velocidade média. O protocolo testado não foi eficaz em manter a viabilidade do sêmen de A. lacustris pós-congelamento, pois não foi observada motilidade em nenhuma das diluições. No entanto, o Ensaio Cometa demonstrou que as soluções crioprotetoras eram eficazes na proteção do material genético das células, pois os níveis de dano ao DNA eram baixos, sem diferença entre controle e Me2SO10%+A, MTG10%+C, Me2SO10%+B e Me2SO15%+B.(AU)
Descritores: Sêmen
Dimetil Sulfóxido
Crioprotetores
Análise do Sêmen
Characidae/genética
-Toxicidade
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1135399
Autor: Zeni, Jaquelini O; Sensato-Azevedo, Luisa Martins; Santos, Eduardo Fernando dos; Brejão, Gabriel Lourenço; Casatti, Lilian.
Título: Habitat use, trophic, and occurrence patterns of Inpaichthys kerri and Hyphessobrycon vilmae (Pisces: Characidae) in Amazonian streams
Fonte: Neotrop. ichthyol;18(3):e200006, 2020. tab, graf, ilus, mapas.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; . Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: Fish ecomorphology and diet can help us to understand species response to impacts and coexistence patterns. Thus, we developed a comparative analysis of ecomorphology and diet of Inpaichthys kerri and Hyphessobrycon vilmae and tested for environmental variables that explain their abundance in headwater streams. We sampled streams from the Aripuanã River basin, Mato Grosso State, Brazil. We sampled environmental variables following a standardized protocol and used 30 and 80 individuals from each species to obtain ecomorphological attributes and feeding index, respectively. To identify environmental variables that influence species abundance, we developed generalized additive mixed models. Inpaichthys kerri presented broader and deeper caudal peduncles, more dorsal eyes, and larger fins, besides the lower consumption of aquatic insects, algae, and detritus when compared to H. vilmae. Inpaichthys kerri was more abundant in fast waters with little amounts of marginal grasses, conditions associated with more forested streams, while H. vilmae was more in streams with more abundant marginal grasses from pasture. Deforestation in the Aripuanã basin threatens the persistence of I. kerri, since its optimal environmental conditions tend to be replaced by H. vilmae optimal conditions. Natural history helps us to understand species occurrence and represents a substantial contribution for more effective conservation measures.(AU)

Ecomorfologia e dieta dos peixes nos ajudam a entender a resposta das espécies aos impactos e padrões de coexistência. Nós desenvolvemos uma análise comparativa da ecomorfologia e dieta de Inpaichthys kerri e Hyphessobrycon vilmae e testamos quais variáveis ambientais explicam suas abundâncias em riachos. Nós amostramos riachos da bacia do rio Aripuanã, Mato Grosso, Brasil. Amostramos variáveis ambientais seguindo protocolo padronizado e usamos 30 e 80 indivíduos de cada espécie para obter os atributos ecomorfológicos e a dieta, respectivamente. Para identificar as variáveis ambientais que influenciam a abundância, nós desenvolvemos Modelos Mistos Aditivos Generalizados. Inpaichthys kerri apresentou pedúnculos caudais mais largos e compridos, olhos mais dorsais e nadadeiras mais largas, assim como menor consumo de insetos aquáticos, algas e detritos comparado àH. vilmae. Inpaichthys kerri foi mais abundante em águas rápidas e com menos gramíneas marginais (riachos mais florestados), enquanto H. vilmae foi mais abundante em riachos com mais gramíneas (pastagem). O desmatamento no Aripuanã ameaça a persistência de I. kerri porque pode substituir as condições ambientais ótimas para essa espécie pelas condições de H. vilmae. A história natural das espécies auxilia no entendimento dos padrões de ocorrência e representa importante contribuição para medidas conservacionistas mais efetivas.(AU)
Descritores: Ecossistema
Níveis Tróficos/análise
Characidae
-Pesos e Medidas
Peixes
Poaceae
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1135375
Autor: Pinto, Kalebe S; Pires, Tiago H. S; Stefanelli-Silva, Gabriel; Barros, Bruno S; Borghezan, Elio A; Zuanon, Jansen.
Título: Does soil color affect fish evolution? Differences in color change rate between lineages of the sailfin tetra
Fonte: Neotrop. ichthyol;18(2):e190093, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq; . MEXT.
Resumo: Several organisms match their skin color to the prevalent background color, granting crypsis against predators. The rate at which body color changes occur varies among organisms as a result of physiological constraints and adaptation to variation in contrasts between objects and the environmental background. Faster darkening of body color is favored in environments that show higher amounts of contrast between common objects and the prevailing background. Soil types in Amazon forest streams (igarapés) create distinct environments with respect to the amount of contrast, a result of the amount of sand and clay, which offers different contrasts against dead leaves. Here, we investigated differences in the rates of color change among populations of the sailfin tetra (Crenuchus spilurus) that represent lineages that live in regions of different soil types. Populations inserted into blackwaters (sandy soil) showed higher rates of color darkening in response to exposure to a dark environment composed by dead leaves. We propose that natural selection stemming from predation can favor faster color change rate in environments where there is higher variability of contrasts between leaf litter and soil, which is common in most blackwater streams.(AU)

Diversos organismos combinam sua coloração corporal com a cor de fundo predominante no ambiente, conferindo cripticidade contra predadores. A taxa na qual as mudanças de coloração corpórea ocorrem varia entre os organismos como resultado de restrições fisiológicas e adaptação à variação de contrastes entre objetos e o ambiente. O escurecimento mais rápido da cor do corpo é favorecido em ambientes que mostram maiores quantidades de contraste entre objetos comuns e o fundo predominante. Tipos de solo em igarapés da floresta amazônica criam ambientes distintos em relação à quantidade de contraste, resultado da quantidade de areia e argila, que oferece diferentes contrastes contra folhiço submerso. Nós investigamos as diferenças nas taxas de mudança de cor entre populações do tetra-colibri Crenuchus spilurus que representam linhagens que vivem em regiões de diferentes tipos de solo. Populações inseridas em águas pretas (solo arenoso) apresentaram maiores taxas de escurecimento da cor em resposta à exposição ao ambiente escuro de folhiço submerso. Nós propomos que a seleção natural decorrente da predação pode favorecer uma taxa de mudança de cor mais rápida em ambientes onde há maior variabilidade de contrastes entre o folhiço submerso e o solo, o que é comum na maioria dos igarapés de águas pretas.(AU)
Descritores: Seleção Genética
Solo
Adaptação
Characidae/crescimento & desenvolvimento
Characidae/fisiologia
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1135380
Autor: Menezes, Naércio A; Ferreira, Katiane M; Netto-Ferreira, André L.
Título: A new species of Knodus (Characiformes: Characidae: Stevardiinae) from the rio Aripuanã, rio Madeira basin, Brazil
Fonte: Neotrop. ichthyol;18(2):e190139, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa.
Resumo: A new species of the characid genus Knodus is described from the rio Aripuanã (rio Madeira basin). It can be distinguished from its congeners by its very low body depth, the presence of tri- to pentacuspid teeth on the outer premaxillary series, with the median cuspid larger than the lateral ones, the teeth of the inner premaxillary series pentacuspid, distinctly larger than those of the outer series, the maxillary teeth tri- to pentacuspid, with the median cusp slightly larger than the lateral ones, the four anteriormost dentary teeth pentacuspid, the smaller posterior teeth tri- to pentacuspid, a complete lateral line with 36-38 scales, 3 longitudinal scale series from pelvic fin origin to lateral line, and 11-12 circumpeduncular scales. The new species is also compared to incertae sedis species of 'Bryconamericus' from northern South America since phylogenetic studies suggest a closer relationship of those species with Knodus.(AU)

Uma nova espécie de um caracídeo do gênero Knodus é descrita do rio Aripuanã (bacia do rio Madeira). Esta espécie se distingue de suas congeneres por possuir o corpo muito estreito, a presença de dentes tri- a pentacúspides na série externa do pré-maxilar, com a cúspide mediana ligeiramente maior que as cúspides laterais, dentes da série interna pentacúspide, distintamente maiores que os da série externa, dentes do maxilar tri- a pentacúspides com a cúspode central discretamente maior que as laterais, os quatro dentes mais anteriores do dentário pentacuspidados, os dentes mais posteriores tricuspidados a pentacuspidados, a linha lateral complete com 36-38 escamas, 3 séries longitudinais de escamas entre a origem da nadadeira pélvica e a linha lateral, e 11-12 séries longitudinais de escamas circumpedunculares. A nova espécie é comparada com espécies incertae sedis de 'Bryconamericus' do norte da América do Sul uma vez que estudos filogenéticos sugerem a próxima relação daquelas espécies com Knodus.(AU)
Descritores: Filogenia
Characidae/anatomia & histologia
Characidae/classificação
-Pesos e Medidas
Identidade de Gênero
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1135388
Autor: Ondei, Luciana de Souza; Teresa, Fabrício Barreto; Garcia, Danielly Pereira; Felício, Andréia Arantes; Silva, Danilo Grünig Humberto da; Almeida, Eduardo Alves de.
Título: Fish biomarker responses to perturbation by drought in streams
Fonte: Neotrop. ichthyol;18(2):e190130, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás; . CAPES; . CNPq.
Resumo: Drought can be viewd as a perturbation in running waters and fish are often trapped in isolated pools, where deterioration of water quality may be stressful. We investigated how this extreme condition influences response of oxidative stress biomarkers. The response of the characid Astyanax elachylepis was assessed during the dry and rainy seasons in intermittent and perennial (control) sites in streams from Brazilian savannah (Cerrado). We predicted that the biomarkers would be enhanced in the dry season in intermittent streams only due the environmentally harsh conditions in the few isolated pools that remain filled with water. As predicted, fish from the intermittent stream in the dry season presented higher gill MDA values, indicating greater stress. In the liver, MDA values were higher in the dry season for both intermittent and perennial streams, suggesting a generalized seasonal response. As expected, some antioxidant response enzymes changed in the intermittent sites during the dry season. Therefore, oxidative stress biomarkers vary seasonally, with greater increase in intermittent sites. These evidences contribute for the understanding of the spatio-temporal variation of the fish responses and fish resistance to perturbations by drought in tropical environments.(AU)

A seca pode ser vista como uma perturbação em ambientes aquáticos lóticos e, em alguns casos, os peixes podem ser aprisionados em trechos lênticos (poços), onde a perda da qualidade da água pode causar estresse. Investigamos como esta condição extrema influencia biomarcadores bioquímicos de estresse oxidativo. Para isso, a resposta do caracídeo Astyanax elachylepis foi avaliada durante as estações seca e chuvosa em trechos intermitentes e perenes (controle) de riachos da savana brasileira (Cerrado). Predizemos que os biomarcadores seriam aumentados somente em peixes dos trechos intermitentes durante a estação seca, devido as condições restritivas dos poucos poços isolados que contém água. Como predito, os peixes do riacho intermitente apresentaram altos valores de MDA nas brânquias durante a estação seca, indicando maior estresse oxidativo. No fígado, os valores de MDA foram maiores na estação seca em ambos riachos, intermitente e perene, sugerindo uma resposta sazonal generalizada. Como esperado, algumas enzimas antioxidantes foram alteradas em peixes de trechos intermitentes durante a estação seca. Portanto, os biomarcadores de estresse oxidativo variam sazonalmente e essa variação é maior em trechos intermitentes. Essas evidências contribuem para a compreensão da variação espaço-temporal da resposta dos peixes e da sua resistência às perturbações por seca em ambientes tropicais.(AU)
Descritores: Biomarcadores
Estresse Oxidativo
Characidae
Peixes
-Estações do Ano
Rios
Antioxidantes
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  7 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Urbinati, Elisabeth Criscuolo
Texto completo
Id: lil-448136
Autor: Urbinati, Elisabeth Criscuolo; Carneiro, Paulo César Falanghe.
Título: Sodium chloride added to transport water and physiological responses of Matrinxã BryconAdição de cloreto de sódio à água de transporte e respostas fisiológicas do matrinxã Brycon amazonicus(Teleost: Characidae)
Fonte: Acta amaz;36(4):569-572, out.-dez. 2006. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A adição de sal à água tem sido utilizada para a mitigação de estresse e aumento da taxa de sobrevivência em peixes. O presente estudo avaliou o efeito do cloreto de sódio (0,0; 1,0; 3,0 e 6.0 g/l) nas concentrações de cortisol plasmático, glicemia, triglicerídios, proteínas total plasmática, hematócrito, hemoglobina, número de eritrócitos, glicogênio e lipídio hepáticos, e lipídio muscular em matrinxã Brycon amazonicum adultos após quatro horas de transporte e durante período de recuperação de 96 h. Amostras foram coletadas antes e depois do transporte, bem como 24 e 96 h após a chegada. O nível de cortisol plasmático estava mais elevado logo após o transporte quando comparado à condição inicial (pré-transporte), exceto para os peixes transportados com sal nas concentrações 3,0 e 6,0 g/l. Comportamento semelhante foi observado para a glicemia, porém os peixes dos tratamentos 0,0, 1,0 e 3,0 g/l necessitaram de período superior a 24 h para recuperar a condição inicial. Foram registrados níveis mais baixos de glicogênio hepático em peixes do tratamento controle (0,0 g/l). Os parâmetros hemoglobina, número de eritrócitos, proteína plasmática total e lipídio hepático não apresentaram alterações durante o período experimental. Os valores de hematócrito diminuíram logo após o transporte em todos os tratamentos, retornando aos níveis iniciais após 24 h. Todos os tratamentos apresentaram redução nos níveis de lipídio muscular e triglicerídios durante o período de recuperação. Os resultados sugerem que a adição de 6,0 g/l de sal na água de transporte reduz as alterações fisiológicas de estresse e que é necessário período de 96 h após o transporte para a recuperação da condição inicial de matrinxãs transportados sem a adição de sal.

The addition of salt to the water has been used to mitigate stress and improve survival in fishes. This study investigated the effects of sodium chloride (0.0, 1.0, 3.0 and 6.0 g/l) on levels of plasma cortisol, glucose, tryacilglycerol, total protein, hematocrit, hemoglobin, erythrocyte number, liver glycogen and lipid, and muscle lipid in adult matrinxã(Brycon amazonicum) after a 4-h transport and during a 96-h recovery period. Fish were sampled before and after transport, and 24 and 96 h of the recovery period. Plasma cortisol was higher than initial condition immediately after transportation, except in fish transported in 3.0 and 6.0 g/l of salt. A similar pattern was observed for blood glucose but fish transported in water with 0.0, 1.0 and 3.0 g/l of salt needed more than 24 h to return to the initial condition. Liver glycogen was lower after transport in fish not exposed to salt. Hemoglobin, erythrocyte number, total plasma protein and liver lipid did not change during the experiment but hematocrit was lower after transport in all treatments and returned to pre-transport values in 24 h. Reductions of muscle lipid and plasma tryacilglycerol were observed during the recovery period in fish from all treatments. The results show that 6.0 g/l NaCl added to the transport water reduce the stress responses and a 96-h recovery period is needed if no salt is used to mitigate the stress.
Descritores: Cloreto de Sódio
Characidae
Metabolismo
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  8 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Visintin, José Antônio
Texto completo
Id: biblio-1122181
Autor: Rocha, Nathalia Alcântara; Schade, Gabriel Marra; Alves, Álvaro de Miranda; Silva, Claudia de Souza; Nakirimoto, Jacqueline Megumi; Lauri, Liura Sanchez; Campos, Lucca Gobatto; Santos, Marcelo Galvão dos; Mesquita, Nicole Nascimento; Relvas, Rachel Sordi; Carnevale, Rafaella Fernandes; Oh, Se Yoon; Gaia, Victoria Portela Diniz; Kida, Vivian Renata; Celeghini, Eneiva Carla Carvalho; Assumpção, Mayra Elena Ortiz D' Avila; Senhorini, José Augusto; Siqueira, Hatus de Oliveira; Nascimento, Nivaldo Ferreira; Silva, Luciano Andrade; Lázaro, Talita Maria; Visintin, José Antonio; Monzani, Paulo Sérgio; Yasui, George Shigueki.
Título: Acute exposure to hyperosmotic conditions reduces sperm activation by urine in the yellowtail tetra Astyanax altiparanae, a freshwater teleost fish / Exposição aguda a condições hipereosmoticas reduz ativação do sêmen por urina em lambari do-rabo-amarelo (Astyanax altiparanae), um teleósteo de água doce
Fonte: Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online);57(3):e166205, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: São Paulo Research Foundation (FAPESP). Young Investigators Award; Young Researcher Scholarship.
Resumo: In freshwater fish with external fertilization, sperm sampling can be contaminated with urine, which triggers motility and gives rise to decreased fertilization success. The maintenance of freshwater fish in hyperosmotic conditions may reduce urine production and improve sperm quality. Thus, the aim of this work was to verify if acute exposure to various NaCl concentrations improves sperm quality in the yellowtail tetra Astyanax altiparanae. Spermiation was induced using a single dose of carp pituitary gland (5 mg kg-1) and the males were maintained at various NaCl concentrations: NaCl 0.00% (control), NaCl 0.45% (hypoosmotic), NaCl 0.9% (isosmotic) and NaCl 1.0% (hyperosmotic) for 6 h at 26 °C. Sperm was collected and verified for activation by urine and motility traits. At 0.00%, 0.45%, and 0.90%, the sperm was motile just after sampling, indicating activation by urine. Surprisingly, at hyperosmotic conditions, no activation was observed. Other sperm and motility parameters did not show any statistical differences, including sperm viability (P = 0.7083), concentration (P = 0.9030), total motility (P = 0.6149), VCL (curvilinear velocity; P = 0.1216), VAP (average path velocity; P = 0.1231) and VSL (straight-line velocity; P = 0.1340). Our results indicate that acute maintenance at hyperosmotic conditions eliminates sperm activation by urine and maintains sperm quality. Such a new procedure is interesting for both basic and applied sciences, including reproductive practice in fish.(AU)

Em peixes de água doce com fertilização externa, a amostragem de espermatozoides pode ser contaminada pela urina, o que desencadeia motilidade e gera menor sucesso na fertilização. A manutenção de peixes de água doce em condições hiperosmóticas pode reduzir a produção de urina e melhorar a qualidade do esperma. Assim, o presente trabalho foi delineado para verificar se a exposição aguda a várias concentrações de NaCl melhora a qualidade do esperma no tetra-amarelo Astyanax altiparanae. A espermiação foi induzida usando uma dose única de hipófise da carpa (5 mg kg-1) e os machos foram mantidos em várias concentrações de NaCl: NaCl 0,00% (controle), NaCl 0,45% (hipoosmótico), NaCl 0,9% (isosmótico) e NaCl 1,0% (hiperosmótico) por seis horas a 26 °C. O esperma foi colhido e verificado quanto à ativação por urina e traços de motilidade. Em 0,00%, 0,45%, 0,90% os espermatozóides eram móveis logo após a amostragem, indicando ativação pela urina. Surpreendentemente, em condições hiperosmóticas, nenhuma ativação foi observada. Outros parâmetros espermáticos e de motilidade não mostraram diferenças estatísticas, incluindo viabilidade espermática (P = 0,7083), concentração (P = 0,9030), motilidade total (P = 0,6149), VCL (Velocidade Curvilinear; P = 0,1216), VMD (Velocidade Média de Deslocamento; P = 0,1230) e VLR (Velocidade em linha Reta; P = 0,1340). Nossos resultados indicam que a manutenção aguda em condições hiperosmóticas elimina a ativação do esperma pela urina e mantém a qualidade do esperma. Esse novo procedimento é interessante para as ciências básicas e aplicadas, incluindo a prática reprodutiva em peixes.(AU)
Descritores: Osmose
Salinidade
Análise do Sêmen/métodos
Análise do Sêmen/veterinária
Characidae/fisiologia
-Motilidade Espermática
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  9 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1121285
Autor: COSTA, Igor David da; ROCHA, Vanessa Martins da.
Título: Feeding ecology of Serrapinnus notomelas (Characiformes: Cheirodontinae) in small forest streams in the Machado River basin, Rondônia, Brazil
Fonte: Acta amaz;47(1):19-28, jan. -mar. 2017.
Idioma: en.
Resumo: Estudos sobre a estrutura trófica de peixes dão informações sobre autoecologia espécies e seu papel no ecossistema. Os objetivos deste estudo foram caracterizar a dieta Serrapinnus notomelas em igarapés da bacia do rio Machado e avaliar o efeito da sazonalidade das chuvas. Os peixes foram coletados bimestralmente de julho 2013 a maio de 2014, com redes de arrasto e redes de mão. O comprimento de cada espécime foi medido para identificar a categoria das classes. Também foram medidos o grau de repleção e o volume de cada item ingerido, e estes dados foram combinadas para se obter um índice alimentar. Foram utilizados uma ANOVA e Kruskal-Wallis para diferenças entre classes de comprimento e graus de repleção, teste de qui-quadrado para detectar diferenças sazonais na origem dos alimentos e análise de escalonamento multidimensional não-métrico para examinar variação temporal na dieta. Nós encontramos que a maioria dos indivíduos eram maiores que 20 mm, apresentando distribuição polimodal. Para ambas as estações a maioria dos estômagos apresentaram-se cheios. Serrapinnus notomelas ingeriu itens vegetais e animais. Observamos maior consumo de macrófitas aquáticas e algas, sugerindo comportamento alimentar onívoro com tendência a herbivoria. Itens de origem vegetal e autóctone foram mais consumidos que os demais itens em ambas as estações, e o consumo de itens animais e itens autóctones variou entre as estações. Estes resultados reforçam a ideia de que S. notomelas apresenta plasticidade trófica entre as estações.(AU)
Descritores: Ecossistema Amazônico
Ecologia
Áreas Alagadas
Characidae
Peixes
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  10 / 113 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-785150
Autor: Oliveira, Marcos Sidney Brito; Tavares-Dias, Marcos.
Título: Communities of parasite metazoans in Piaractus brachypomus (Pisces, Serrasalmidae) in the lower Amazon River (Brazil) / Comunidades de parasitos metazoários em Piaractus brachypomus (Pisces, Serrasalmidae) no baixo Rio Amazonas, Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(2):151-157tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The aim of this study was to investigate the component community of parasite metazoans of Piaractus brachypomus in the lower Amazon River, northern Brazil. From 34 necropsied fish, 27,384 metazoan parasites were collected, such as Anacanthorus spathulatus, Mymarothecium viatorum and Notozothecium janauachensis (Monogenoidea); Spectatus spectatus and Contracaecum sp (Nematoda); Clinostomum marginatum and Dadaytrema oxycephala (Digenea); and Argulus carteri and Ergasilus sp. (Crustacea). The dominant species was S. spectatus followed by monogenoidean species, and there was aggregated dispersion of parasites, except for D. oxycephala and Contracaecum sp., which presented random dispersion. Positive correlation among the abundance of the three monogenoideans species were found, thus indicating that there was no competition between the species of these parasites on the gills of hosts. The abundances of some parasite species showed positive correlations with the size of the hosts, but the condition factor of the fish was not affected by the parasitism levels. It showed that this host had a metazoan community characterized by high species richness of metazoans, low evenness and high diversity of parasites, with prevalence of endoparasites, including larval stages. This was the first record of C. marginatum, A. carteri, Ergasilus sp. and Contracaecum sp. for P. brachypomus.

Resumo O objetivo deste estudo foi investigar a comunidade componente de parasitos metazoários em Piaractus brachypomus no baixo Rio Amazonas, Norte do Brasil. Em 34 peixes necropsiados, 27.384 parasitos foram colhidos, tais como Anacanthorus spathulatus, Mymarothecium viatorum, Notozothecium janauachensis (Monogenoidea), Spectatus spectatus, larvas de Contracaecum sp. (Nematoda), Clinostomum marginatum, Dadaytrema oxycephala (Digenea), Argulus carteri e Ergasilus sp. (Crustacea). A dominância foi de S. spectatus, seguida por espécies de monogenoideas, e houve dispersão agregada dos parasitos, exceto D. oxycephala e Contracaecum sp., que apresentaram uma dispersão randômica. Foi encontrada correlação positiva entre a abundância das três espécies de monogenoideas, indicando que não houve uma competição entre as espécies desses parasitos nas brânquias. A abundância de algumas espécies de parasitos mostrou correlação positiva com o tamanho dos hospedeiros, e o fator de condição não foi afetado pelos níveis de parasitismo dos peixes. Mostrou-se que esse hospedeiro teve comunidade de metazoários, caracterizada por elevada riqueza de espécies, baixa uniformidade e elevada diversidade de parasitos com predominância de endoparasitos, inclusive em estágios larvais. Esse é o primeiro relato de C. marginatum, A. carteri, Ergasilus sp., e Contracaecum sp. para P. brachypomus.
Descritores: Rios
Characidae/parasitologia
Doenças dos Peixes/parasitologia
-Brasil
Larva/parasitologia
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 12 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde