Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.150.900.493.130.150 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 85 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 9 ir para página                      

  1 / 85 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-536328
Autor: Zanata, Angela M; Ohara, Willian M.
Título: Jupiaba citrina, a new species from rio Aripuanã, rio Madeira basin, Amazonas and Mato Grosso States, Brazil (Characiformes: Characidae)
Fonte: Neotrop. ichthyol;7(4):513-516, 2009. ilus, tab, mapas.
Idioma: en.
Resumo: A new species of Jupiaba Zanata is described from tributaries of the rio Aripuanã, rio Madeira basin, Amazonas and Mato Grosso States, Brazil. The new species can be diagnosed from its congeners (except J. abramoides, J. anteroides, and J. poranga) by having two vertically-elongated humeral blotches, the anterior usually with a darker median portion forming an horizontally-elongated trace pointed anteriorly, and a well defined dark longitudinal line extending from the second humeral blotch to the caudal peduncle. The new species differs from J. abramoides, J. anteroides, and J. poranga by having an elongated blotch over caudal peduncle that extends to the distal tip of the caudal-fin median rays. Also, it can be distinguished from most congeners by the combination of relatively high number of lateral line scales, predorsal median line without a series of scales, dentary teeth decreasing abruptly in size towards posterior portion, and presence of a larger central teeth cusp.(AU)

Uma nova espécie de Jupiaba Zanata é descrita de afluentes do rio Aripuanã, bacia do rio Madeira, Estados do Amazonas e Mato Grosso, Brasil. A nova espécie é diagnosticada de suas congêneres (exceto J. abramoides, J. anteroides e J. poranga) por apresentar duas manchas umerais alongadas verticalmente, a anterior usualmente com porção mediana mais escura formando um traço horizontalmente alongado, com projeção anterior, e uma linha escura bem definida estendendo-se da segunda mancha umeral até o pedúnculo caudal. A nova espécie difere de J. abramoides, J. anteroides,e J. poranga pela presença de uma mancha alongada sobre o pedúnculo caudal, que se estende até o final dos raios caudais medianos. Também pode ser diagnosticada da maioria das congêneres pela combinação de número relativamente alto de escamas na linha lateral, linha mediana pré-dorsal sem uma série de escamas, dentes do dentário decrescendo abruptamente em tamanho posteriormente e dentes com uma cúspide central maior que as demais.(AU)
Descritores: Characidae/anatomia & histologia
Characidae/classificação
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 85 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-530305
Autor: Matsumoto, Cristianne Kayoko; Hilsdorf, Alexandre Wagner Silva.
Título: Microsatellite variation and population genetic structure of a neotropical endangered Bryconinae species Brycon insignis Steindachner, 1877: implications for its conservation and sustainable management
Fonte: Neotrop. ichthyol;7(3):395-402, Sept. 2009. mapas, tab.
Idioma: en.
Projeto: International Foundation for Science; . FAPESP.
Resumo: Piabanha (Brycon insignis) is a freshwater fish species from the drainages in Southeastern Brazil. During the 1950s, it was an important economic and food resource for local populations, but dramatic and continuous environmental degradation seriously jeopardized the B. insignis populations in the region. Microsatellite markers were used to assess the genetic structure of wild populations of B. insignis and compare the genetic variability and integrity of the wild populations with a captive population. Samples of DNA from 208 specimens from geographically isolated populations were analyzed. Population genetic structure was investigated using F ST, R ST estimates as well as AMOVA. All five loci used in this study were polymorphic with observed heterozygosity ranging from 0.77 (± 0.15) to 0.88 (± 0.07) in the wild population and 0.90 (± 0.09) in the captive population and the allelic richness average were 7.56 (± 0.27) and 5.80 (± 1.02), respectively. Overall genetic differences were significantly partitioned among populations (F ST = 0.072, p = 0.034). Evidence of a genetic bottleneck was found in some of the wild populations, but especially in the captive population. The results showed that genetic variability still can be found in B. insignis populations which are currently structured possibly due to anthropic actions. The implications of these findings for the management and conservation of B. insignis populations are discussed.(AU)

Piabanha (Brycon insignis) é uma espécie de peixe de água doce oriunda de drenagens da região sudeste do Brasil. Durante os anos de 1950, esta espécie foi um importante recurso econômico para populações locais. Contudo, a intensa e contínua degradação ambiental afetou seriamente as populações de B. insignis na região. Marcadores microssatélites foram usados para avaliar a estrutura genética de populações selvagens de B. insignis e comparar a variabilidade genética e integridade das populações selvagens com uma população de cativeiro. Amostras de DNA de 208 espécimes de populações geograficamente isoladas foram analisadas. A estrutura populacional foi investigada usando-se estimadores de F ST e R ST bem como AMOVA. Todos os loci usados neste estudo foram polimórficos com heterozigosidades observadas variando de 0.77 (± 0.15) a 0.88 (± 0.77) em populações selvagens e 0.90 (± 0.09) na população de cativeiro e a riqueza alélica média foi de 7.56 (± 0.27) e 5.80 (± 1.02), respectivamente. A maioria das diferenças genéticas foi significativa entre populações (F ST = 0.072, p = 0.034). Evidências de efeito gargalo foram observadas em algumas populações selvagens e especialmente também na população de cativeiro. Os resultados do presente estudo mostraram que as populações de B. insignis ainda apresentam variabilidade genética e que estas populações estão atualmente estruturadas geneticamente provavelmente devido a ações antrópicas. As implicações destes achados para o manejo e conservação das populações de B. insiginis são discutidas.(AU)
Descritores: Repetições de Microssatélites/genética
Characidae/genética
-Estruturas Genéticas
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 85 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Venere, Paulo Cesar
Texto completo
Id: lil-530303
Autor: Garutti, Valdener; Venere, Paulo Cesar.
Título: Astyanax xavante, a new species of characid from middle rio Araguaia in the Cerrado region, Central Brazil (Characiformes: Characidae)
Fonte: Neotrop. ichthyol;7(3):377-383, Sept. 2009. ilus, tab.
Idioma: en.
Projeto: FAPEMAT; . CNPq.
Resumo: Astyanax xavante is described from a creek of the middle rio Araguaia drainage located in the Cerrado region of the Brazilian Central Plateau. The new species is distinguished from congeners by the combination of pigmentation, morphometric, meristic, morphologic, and tooth features. Ecological notes for A. xavante are included.(AU)

Astyanax xavante é descrita de um córrego da drenagem do médio rio Araguaia, localizado em área de Cerrado do planalto do Brasil Central. A nova espécie se distingue das demais do gênero pela combinação de caracteres pigmentares, morfométricos, merísticos, morfológicos e dentários. Notas ecológicas para A. xavante são incluídas.(AU)
Descritores: Characidae/classificação
-Characidae/anatomia & histologia
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 85 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-530302
Autor: Garutti, Valdener; Langeani, Francisco.
Título: Redescription of Astyanax goyacensis Eigenmann, 1908 (Ostariophysi: Characiformes: Characidae)
Fonte: Neotrop. ichthyol;7(3):371-376, Sept. 2009. ilus, tab.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: Astyanax goyacensis Eigenmann, 1908 is redescribed based on the holotype and 25 topotypes. The species belongs to the A. bimaculatus species complex, sharing with those species a black, horizontally ovate, humeral spot (the most conspicuous feature of this complex), two diffuse vertical brown bars in the humeral area (the first through humeral spot and the second 2-3 scales behind), and black medium caudal-fin rays. Furthermore, A. goyacensis possesses a black stripe extending along midlateral body portion, more conspicuous in alcohol preserved specimens. These characteristics allow its inclusion in the putative "black lateral stripe" sub-group of A. bimaculatus species complex. From the species of this complex it differs by the black lateral stripe shape, pattern of chromatophores on the flank, coloration of the caudal fin, scales on the lateral line, branched rays on anal fin, eye diameter, and caudal peduncle depth. Comments about the color pattern in Astyanax bimaculatus species complex are added.(AU)

Astyanax goyacensis Eigenmann, 1908 é redescrita com base no holótipo e em 25 topótipos. Esta espécie pertence ao complexo A. bimaculatus, com o qual compartilha uma mancha umeral negra ovalada horizontalmente (a mais conspícua característica do complexo), duas barras umerais marrons difusas (a primeira passando pela umeral oval e a segunda, 2-3 escamas atrás) e raios caudais medianos negros. Além disso, A. goyacensis possui uma faixa lateral negra estendida ao longo da porção mediana do corpo, mais conspícua nos exemplares conservados em álcool. Essas características permitem incluí-la no suposto sub-grupo "faixa lateral negra" do complexo bimaculatus. Das espécies desse complexo ela difere pela forma da faixa lateral negra, padrão de cromatóforos no flanco, coloração da nadadeira caudal, escamas na linha lateral, raios ramificados na nadadeira anal, diâmetro do olho e altura do pedúnculo caudal. São adicionados comentários sobre o padrão de coloração nas espécies do complexo A. bimaculatus.(AU)
Descritores: Characidae/classificação
-Characidae/genética
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 85 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1040662
Autor: Zanata, Angela Maria; Burger, Rafael; Vita, George; Camelier, Priscila.
Título: A new species of Astyanax (Characiformes: Characidae) from the rio de Contas basin, Bahia, Brazil
Fonte: Neotrop. ichthyol;17(3):e190061, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq; . FAPESB; . FAPESP.
Resumo: A new species of Astyanax from tributaries of the rio de Contas, Bahia, Brazil, is described. The new species differs from congeners by having three horizontal series of scales from lateral line to pelvic-fin origin and the distal margin of third infraorbital distinctly separated from vertical and horizontal limbs of preopercle, leaving a broad area not covered by superficial bones. The new species further differs from most congeners by the presence of bony hooks on all fins of mature males. Particularly from congeners occurring in rivers of the Northeastern Mata Atlântica freshwater ecoregion, it further differs by having the highest body depth just anterior to the dorsal-fin origin, 34-37 pored lateral line scales, a vertically elongated conspicuous dark humeral blotch reaching below the lateral line and a conspicuous dark wide midlateral stripe extending from the clear area on the rear of the humeral blotch to the end of middle caudal-fin rays and forming an inconspicuous blotch on caudal peduncle.(AU)

Uma espécie nova de Astyanax de tributários do rio de Contas, Bahia, Brasil, é descrita. A espécie nova difere das congêneres por ter três séries horizontais de escamas entre a linha lateral e a origem da nadadeira pélvica e margem distal do terceiro infraorbital distintamente separada dos ramos vertical e horizontal do pré-opérculo, deixando uma ampla área sem ossos superficiais. A espécie nova difere, ainda, da maioria das congêneres pela presença de ganchos ósseos em todas as nadadeiras de machos maduros. Particularmente das congêneres que ocorrem nas drenagens da Ecorregião Mata Atlântica Nordeste, difere ainda por ter a maior altura do corpo imediatamente anterior à origem da nadadeira dorsal, 34-37 escamas perfuradas na linha lateral, presença de uma mancha umeral conspícua, verticalmente alongada, ultrapassando ventralmente a linha lateral e uma faixa escura mediana lateral larga, estendendo-se da área clara após a mancha umeral até o fim dos raios medianos caudais e formando uma mancha inconspícua no pedúnculo caudal.(AU)
Descritores: Caracteres Sexuais
Characidae/classificação
-Especificidade da Espécie
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 85 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1038681
Autor: Souza, E. Q; Bittencourt, T. Q. M; Ferreira, R. C. B; Oliveira, E. G. S; Silva, N. P. C; Silva, S. C. B. L; Cadena, M. R. S; Cadena, P. G.
Título: Exposição crônica ao cloridrato de metformina e à glibenclamida causa alterações comportamentais, glicêmicas e de mortalidade em Hemigrammus caudovittatus e Danio rerio / Chronic exposure to metformin chloridrate and glibenclamide causes behavioral, blood glucose and mortality changes of Hemigrammus caudovittatus and Danio rerio
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(5):1582-1590, set.-out. 2019. tab, ilus.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco.
Resumo: Hemigrammus caudovittatus e Danio rerio foram expostos aos hipoglicemiantes orais (HOs) cloridrato de metformina a 40µg/L e 120µg/L e glibenclamida a 0,13µg/L e 0,39µg/L durante 100 dias. Foram avaliados os efeitos tóxicos dos fármacos em relação ao peso, ao comportamento animal, à glicemia e à mortalidade. H. caudovittatus expostos à menor concentração dos fármacos apresentaram aumento significativo (P<0,05) no evento Respiração Aérea. Ainda, foi observado aumento no comportamento Descansar quando os animais foram expostos à glibenclamida a 0,39µg/L. Em D. rerio expostos ao cloridrato de metformina a 120µg/L, foi observado aumento (P<0,05) no comportamento Descansar. A glibenclamida provocou redução (P<0,05) na glicemia de H. caudovittatus. Ambos os fármacos causaram efeito letal na espécie D. rerio, contudo a glibenclamida foi mais tóxica, causando 100% de mortalidade em 30 dias de exposição. Os animais que vieram a óbito apresentaram congestão nos arcos branquiais e hemorragia. Os HOs foram desenvolvidos para apresentarem efeitos fisiológicos em mamíferos, entretanto efeitos tóxicos foram encontrados nas duas espécies de peixe estudadas. Isso levanta a preocupação sobre possíveis efeitos tóxicos de HOs e sobre quais métodos serão utilizados para a sua degradação no ambiente aquático.(AU)

Hemigrammus caudovittatus and Danio rerio were exposed to oral hypoglycemic drugs (HOs) metformin hydrochloride at 40µg/L and 120µg/L and to glibenclamide at 0.13µg/L and 0.39µg/L during 100 days. Toxic effects of the drugs were evaluated based on weight, animal behavior, blood glucose and mortality. H. caudovittatus exposed to lowest concentration of the drugs showed significant increase (P< 0.05) in the Air breathing event. Furthermore, increase in Rest event was observed when animals were exposed to glibenclamide at 0.39µg/L. An increase (P< 0.05) in the frequency of Rest behavior in the D. rerio exposed to metformin hydrochloride at 120µg/L was observed. Glibenclamide caused decrease (P< 0.05) in the blood glucose of H. caudovittatus. Both drugs caused lethal effect against D. rerio. Nevertheless, glibenclamide was more toxic causing 100% of mortality after 30 days of exposure. The animals that died showed congestion on the branchial arches and hemorrhage. The HOs were developed to have physiological effects in mammals. However, toxic effects were found in both species of fish studied. This raises concerns about possible toxic effects of HOs and what methods will be used for their degradation in the aquatic environment.(AU)
Descritores: Peixe-Zebra
Glibureto/toxicidade
Testes de Toxicidade/veterinária
Resíduos Químicos
Characidae
Hipoglicemiantes/toxicidade
Metformina/toxicidade
-Modelos Animais
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  7 / 85 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1038643
Autor: Silva, R. S; Santo, R. V. E; Barbosa, A. V. C; Santos, M. A. S; Corrêa, R. O; Martins Júnior, H; Lourenço Júnior, J. B.
Título: Digestibilidade aparente do farelo de palmiste em tambaqui (Colossoma macropomum) / Apparent digestibility of palm kernel meal to tambaqui (Colossoma macropomum)
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(5):1595-1600, set.-out. 2019. tab.
Idioma: pt.
Projeto: CNPq.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi determinar a digestibilidade do farelo de palmiste (Elaeis guineensis) para o tambaqui (Colossoma macropomum), em duas classes de peso: 1 (210 alevinos de 4,45±1,18g) e 2 (54 juvenis de 115,91±4,01g). Os coeficientes de digestibilidade aparente (CDA) da matéria seca, proteína bruta e energia bruta do farelo de palmiste foram avaliados pela metodologia de substituição da dieta referência, utilizando-se 0,1% de óxido crômico como indicador externo. Os dados foram analisados pelo teste t de Student, a 5% de probabilidade. Os CDAs da matéria seca, proteína bruta e energia bruta do ingrediente foram iguais (P>0,05) nas classes de peso avaliadas. Os CDAs observados nas classes 1 e 2, respectivamente, foram: matéria seca (17,52% e 20,75%), proteína bruta (62,83% e 63,75%) e energia bruta (14,16% e 22,43%). A capacidade do tambaqui para digerir os nutrientes do farelo de palmiste não foi influenciada pelo peso corporal, e o aproveitamento satisfatório da proteína (63,29%) faz desse ingrediente uma potencial fonte alternativa de proteína em dietas para a espécie.(AU)

The objective of this work was to determine the digestibility of palm kernel meal (Elaeis guineensis) in tambaqui (Colossoma macropomum), in two weight classes: 1 (210 fingerlings of 4.45±1.18g) and 2 (54 juveniles of 115.91±4.01g). The apparent digestibility coefficients (ADC) of dry matter, crude protein and crude energy of the palm kernel meal were evaluated by the substitution of the reference diet methodology, using 0.1% chromic oxide as an external indicator. Data were analyzed by Student's t-test at 5% probability. The dry matter, crude protein and crude energy ADCs of the ingredient were the same (P> 0.05) in the weight classes evaluated. The ADCs observed in classes 1 and 2, respectively, were: dry matter (17.52% and 20.75%), crude protein (62.83% and 63.75%) and crude energy (14.16% and 22.43%). The ability of tambaqui to digest the nutrients of palm kernel meal was not influenced by body weight, and satisfactory protein utilization (63.29%) makes this ingredient a potential alternative source of protein in diets for the species.(AU)
Descritores: Elaeis guineensis
Aquicultura/métodos
Characidae/crescimento & desenvolvimento
Lixo
Ração Animal/análise
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  8 / 85 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-990196
Autor: Vanegas-Ríos, James Anyelo; Britzke, Ricardo; Mirande, Juan Marcos.
Título: Geographic variation of Moenkhausia bonita (Characiformes: Characidae) in the rio de la Plata basin, with distributional comments on M. intermedia
Fonte: Neotrop. ichthyol;17(1):e170123, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CONICET; . CNPq; . FAPESP.
Resumo: Moenkhausia bonita occurs in numerous additional localities from the Bermejo, Paraná, Paraguay, and Uruguay river basins. Given that this finding greatly expands the distributional range of M. bonita, we carried out an intraspecific comparison, using multivariate methods for 18 morphometric and eight meristic characters taken from a comprehensive sample of 536 specimens. All localities were distributed in four major geographic groups as follows: Bermejo, Paraná, Paraguay, and Uruguay. Results of the morphometric comparisons showed significant differences among the studied groups except between the Paraguay and Uruguay groups. Statistical differences in meristic values were found for most between-group comparisons, especially in those resulting from discriminant canonical analyses (DCA). Specimens from the Bermejo basin were the most distinct group in most morphological comparisons. However, the overall subtle differences found in body morphology likely reflect intraspecific variation within M. bonita and seem to be mainly influenced by spatial and environmental features of drainages. As M. bonita was previously identified as M. intermedia in the río de La Plata basin, distributional comments on the latter species in that basin are provided.(AU)

Moenkhausia bonita es registrada en numerosas localidades adicionales de las cuencas de los ríos Bermejo, Paraná, Paraguay, y Uruguay. Dado que estos hallazgos expanden ampliamente el rango distribucional de M. bonita, nosotros llevamos a cabo una comparación intraespecífica, usando métodos multivariados para 18 características morfométricas y 8 merísticas que fueron tomados en una muestra exhaustiva de 536 especímenes. Todas las localidades fueron repartidas en cuatro grupos principales como sigue: Bermejo, Paraná, Paraguay y Uruguay. Los resultados de las comparaciones morfométricas mostraron diferencias significativas a través de los grupos bajo estudio, excepto entre los grupos Paraguay y Uruguay. Diferencias estadísticas fueron encontrados en la mayoría de las comparaciones entre los grupos, especialmente en aquellas obtenidas de los análisis discriminantes canónicos (ADC). Los especímenes de la cuenca del Bermejo fueron encontrados como el grupo más divergente en la mayoría de las comparaciones morfológicas. No obstante, estas leves diferencias encontradas en la morfología del cuerpo son consideradas dentro de la variación intraespecífica de M. bonita y parecen estar influidas por características ambientales y espaciales de los drenajes. Dado que M. bonita fue previamente identificada como M. intermedia en la cuenca del río de La Plata, comentarios distribucionales sobre esta última especie en esta cuenca son presentados.(AU)
Descritores: Characidae/crescimento & desenvolvimento
-Geomorfologia
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  9 / 85 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-895101
Autor: Jerep, Fernando C; Shibatta, Oscar A.
Título: A new species of Bryconamericus (Characidae: Stevardiinae: Diapomini) from the upper rio Paraná basin, Brazil
Fonte: Neotrop. ichthyol;15(3):e170028, 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: Bryconamericus is the most diverse genus within Stevardiinae, comprising 61 valid species distributed in Cis- and Trans-Andean basins from Panama in Central America to northern Argentina in South America. Three species are known from the upper rio Paraná basin: B. exodon, B. iheringii, and B. turiuba. Herein we describe a new species of Bryconamericus from the upper rio Paraná basin inhabiting tributaries of Ivaí, Piquiri, and Tibagi basins, Paraná State, Brazil. The new species differs from its congeners by the presence of unaligned teeth in the outer tooth row of the premaxilla; a single, vertical, dorsally expanded and rounded humeral spot; 36-39 pored scales in the longitudinal series; body depth 31.6-37.9% SL; anal-fin base length 24.8-30.1% SL; number of branched anal-fin rays 19-22, and bony hooks on pelvic- and anal-fin rays of sexually dimorphic males. The new species is syntopic with other Stervadiinae in the upper rio Paraná basin such as B. iheringii, B. turiuba, Piabarchus stramineus, and Piabina argentea.(AU)

Bryconamericus é o gênero de Stevardiinae mais diverso, com 64 espécies válidas distribuídas nas bacias Cis- e Trans-Andinas, do Panamá na América Central à região norte da Argentina na América do Sul. Dessas espécies, três são conhecidas da bacia do alto rio Paraná: B. exodon, B. iheringii e B. turiuba. Neste trabalho descrevemos uma espécie nova de Bryconamericus da bacia do alto rio Paraná, habitando tributários das bacias dos rios Ivaí, Piquiri e Tibagi, Estado do Paraná, Brasil. A espécie nova difere dos seus congêneres pela presença de dentes desalinhados na fileira externa de dentes do pré-maxilar; uma única mancha umeral vertical, expandida e arredondada dorsalmente; 36-39 escamas perfuradas na série longitudinal; altura do corpo 31,6-37,9% CP; base da nadadeira anal 24,8-30,1% CP; 19-22 raios ramificados na nadadeira anal e ganchos ósseos nas nadadeiras pélvica e anal de machos sexualmente dimórficos. A espécie nova é sintópica com outros Stervadiinae na bacia do alto rio Paraná, como B. iheringii, B. turiuba, Piabarchus stramineus e Piabina argentea.(AU)
Descritores: Classificação/métodos
Characidae/classificação
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  10 / 85 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-536334
Autor: Rosa, Renata da; Rubert, Marceléia; Malabarba, Luiz R; Martins-Santos, Isabel Cristina; Giuliano-Caetano, Lucia.
Título: Cytogenetic analysis of Astyanax laticeps (Cope, 1894) (Ostariophysi: Characidae) from the laguna dos Patos system
Fonte: Neotrop. ichthyol;7(4):601-605, 2009. ilus.
Idioma: en.
Resumo: The genus Astyanax is prominent among Characiformes, due to the large number of species found and its wide geographic distribution. In this work, Astyanax laticeps specimens from the laguna dos Patos system were cytogenetically analyzed. A diploid number of 2n = 50 chromosomes distributed into 6m+16sm+16st+12a (FN = 88) was found, without differences between males and females. A few small heterochromatin blocks were observed, besides three more conspicuous C-bands, corresponding to NORs, as confirmed by silver nitrate and CMA3 staining, FISH, and DAPI negative staining. These regions were located in a medium-sized subtelocentric and in a large subtelocentric chromosomal pair, probably because of a deletion of this region in one homologous chromosome, or due to a transposition event between them.(AU)

O gênero Astyanax é destacado entre os Characiformes, pelo grande número de espécies encontradas e a ampla distribuição geográfica. Neste trabalho, foram analisados citogeneticamente espécimes de Astyanax laticeps do sistema da laguna do Patos. O número diplóide observado foi de 2n = 50 cromossomos distribuídos em 6m+16sm+16st+12a (NF= 88), sem diferenças entre machos e fêmeas. Foram observados poucos blocos de heterocromatina, além de três bandas-C mais conspícuas, correspondentes às NORs, confirmado pela coloração com nitrado de prata,CMA3, FISH, e coloração negativa ao DAPI. Estas regiões foram localizadas em um cromossomo subtelocêntrico de tamanho médio e em um par subtelocêntrico grande, provavelmente devido a deleção desta região em um dos cromossomos homólogos, ou por eventos de transposição entre eles.(AU)
Descritores: DNA Ribossômico/genética
Elementos de DNA Transponíveis/genética
Citogenética/métodos
Characidae/genética
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 9 ir para página                      
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde