Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.150.900.493.467.400 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 3 [refinar]
Mostrando: 1 .. 3   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 3 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-546030
Autor: Mársico, Eliane Teixeira; Silva, Carla da; Barreira, Viviane Brandão; Mantilla, Samira Pirola Santos; Moraes, Ismar Araujo de.
Título: Parâmetros físico-químicos de qualidade de peixe salgado e seco(bacalhau) comercializado em mercados varejistas / Physical-chemical quality parameters of salted and dried fish (codfish) traded by retail markets
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;68(3):406-410, set.-dez. 2009. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Foram avaliados os parâmetros físico-químicos de qualidade em amostras de peixe salgado e seco (bacalhau)comercializado no mercado varejista da Cidade do Rio de Janeiro/RJ. Das 20 amostras analisadas, 75% apresentaram valores de umidade acima do limite máximo permitido pela legislação. Os valores de A avariaram entre 0,70 e 0,84. A faixa predominante do pH foi de 5,7 a 6,0 e apenas uma amostra se de stacoudas demais por apresentar pH 7,1. Os valores de Bases Voláteis Totais (BVT) variaram de 1,76 a 10,58mgN/100g. A quantidade de resíduo mineral fixo total foi maior do que o limite estabelecido em 25% das amostras analisadas. Em todas as amostras analisadas, o índice de cloretos foi superior ao valor mínimo estabelecido. Em 14 das 20 amostras coletadas, foi realizada a determinação do ranço oxidativo, e quatro apresentaram resultados positivos. Observou-se a ocorrência de fraude, pela adição de sulfito de sódio em uma amostra e pela presença de histamina em quantidade de 2 a 5 mg/100g em uma outra amostra. De modo geral, a qualidade do bacalhau disponível ao consumo apresentou-se insatisfatória, em função do percentual de amostras que mostraram não conformidade com os padrões oficiais para alguns parâmetros e pela presença de ranço, sulfito e histamina, que além de sugerirem perda de qualidade do produto, esses podem comprometer a saúde do consumidor.
Descritores: Gadus morhua
Qualidade de Produtos para o Consumidor
Química de Alimentos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  2 / 3 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Prado, Sonia de Paula Toledo
Texto completo
Id: lil-447295
Autor: Prado, Sonia de Paula Toledo; Capuano, Divani Maria.
Título: Relato de nematóides da família Anisakidae em bacalhau comercializado em Ribeirão Preto, SP / Report of nematodes of the Anisakidae family in codfish commercialized in Ribeirão Preto, SP
Fonte: Rev. Soc. Bras. Med. Trop;39(6):580-581, nov.-dez. 2006.
Idioma: pt.
Resumo: A anisaquíase é uma parasitose gastrointestinal dos seres humanos, resultante da ingestão acidental de larvas infectantes de nematóides da família Anisakidae. Foram analisadas 11 amostras de bacalhau sendo que 64 por cento estavam em desacordo com a legislação em vigor por conter nematóides da família Anisakidae e, portanto, impróprias para o consumo.

Anisakiasis is a human gastrointestinal parasitosis that results from accidental ingestion of infective larvae belonging to the Anisakidae family. Eleven codfish samples were analyzed and 64 percent did not conform to the present legislation, because they contained nematode larvae from the Anisakidae family and were therefore unfit for consumption.
Descritores: Anisakis
Parasitologia de Alimentos
Gadus morhua/parasitologia
Alimentos Marinhos/parasitologia
-Brasil
Qualidade de Produtos para o Consumidor/legislação & jurisprudência
Larva
Limites: Humanos
Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 3 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Beiräo, Luiz Henrique
Texto completo
Id: lil-306746
Autor: Beiräo, Luiz Henrique; Mackie, Ian Mckintoch; Evanilda, Teixeira; César, Damian.
Título: Purification and characterization of Trypsin-Like Enzyme from the Pyloric Caeca of Cod(Gadus morhua) II
Fonte: Braz. arch. biol. technol;44(1):33-40, mar. 2001. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: A tripsina do ceco pilórico do bacalhau (Gadus morhua) foi purificada por cromatografia deCHOM Sepharose 4B. Algumas características foram determinadas como atividade catalítica para T.A.M.E., substratos enzimáticos e inibidores de proteases. A enzima mostrou ponto isoelétrico de 5,30 e 5,89 e composiçäo de aminoácidos similar à tripsina bovina, mas diferiu por ter um alto percentual de aminoácidos ácidos e baixo valor em aminoácidos básicos. A tripsina do bacalhau também hidrolisou substratos de proteínas de pescados
Descritores: Tecnologia de Alimentos
-Cromatografia em Agarose
Gadus morhua
Tripsina
Responsável: BR16.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde