Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.150.900.493.602.200 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 214 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 22 ir para página                         

  1 / 214 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-536351
Autor: Vieira, Augusto B. C; Salvador-Júnior, Luiz F; Melo, Rafael M. C; Santos, Gilmar B; Bazzoli, Nilo.
Título: Reproductive biology of the peacock bass Cichla piquiti (Perciformes: Cichlidae), an exotic species in a Neotropical reservoir
Fonte: Neotrop. ichthyol;7(4):745-750, 2009. graf.
Idioma: en.
Resumo: To analyze the reproductive biology of the peacock bass Cichla piquiti, 361 specimens were collected bimonthly in the Itumbiara Reservoir, southeast Brazil, from December 2004 to November 2005. Males and females in reproductive activity occurred during almost the entire year, with reproductive peak occurring before the beginning of the rains when the water temperature remained low, indicating that these environmental variables do not directly influence in the reproduction of C. piquiti. The long reproductive period, partially spent ovaries contained postovulatory follicles and oocytes in all developmental stages, indicate asynchronous development of oocytes and multiple spawning. The mean total lengthand body weigth were, respectively, 38.2 ± 7 cm and 965.0 ± 654.0 g for males and 37.4 ± 6.1 cm and 899.0 ± 495.0 g for females, statistically showing no sexual dimorphism in size. The smallest male and female found in advanced maturation stage measured 31.0 cm and 29.0 cm of total length, respectively. The body condition (K) of males and females did not present significant differences during the reproductive cycle and the slope (b) of the length-weight relationship was 3.22, suggesting that reproduction and the annual hydrology cycle do not interfere in the health condition. Cichla piquiti is an exotic piscivore fish that is well adapted to this Neotropical reservoir, which exhibits environmental conditions considerably different from its original habitat. This study indicates that the species presents plasticity in reproduction and in allocation of resources, probably due the aseasonality of the reservoir and the exploitation of native species.(AU)

Para analisar a biologia reprodutiva do tucunaré Cichla piquiti foram coletados bimestralmente 361 exemplares no reservatório de Itumbiara, sudeste do Brasil, no período de dezembro/2004 a novembro/2005. Machos e fêmeas em atividade reprodutiva ocorreram durante quase todo ano, com pico reprodutivo antes do início das chuvas, quando a temperatura da água permanecia ainda baixa, indicando que estas variáveis ambientais não influenciaram diretamente na reprodução de C. piquiti. O longo período reprodutivo, ovários parcialmente desovados contendo folículos pós-ovulatórios e ovócitos em todos os estádios de desenvolvimento, indicaram desenvolvimento assincrônico dos ovócitos e desova múltipla. A média de comprimento total e peso corporal foram, respectivamente, 38,2 ± 7,0 cm e 965,0 ± 654,0 g para machos e 37,4 ± 6,1 cm e 899,0 ± 495,0 g para fêmeas, estatisticamente não mostrando dimorfismo sexual em tamanho. Os menores exemplares, macho e fêmea, capturados no estádio de maturação avançada mediram 31,0 cm e 29,0 cm de comprimento total, respectivamente. O fator de condição (K) de machos e fêmeas não apresentou diferenças significativas durante o ciclo reprodutivo e o coeficiente angular (b) da relação peso-comprimento foi 3,22, sugerindo que a reprodução e o ciclo hidrológico anual não interferem na condição de saúde. Cichla piquiti é um peixe piscívoro exótico que está bem adaptado a este reservatório neotropical, o qual exibe condições ambientais consideravelmente diferentes de seu habitat original. Este estudo indica que a espécie apresenta plasticidade na reprodução e na alocação de recursos, provavelmente devido a não sazonalidade do reservatório e a exploração das espécies nativas(AU)
Descritores: Composição Corporal
Ciclídeos/fisiologia
Saúde Reprodutiva
Peixes/genética
-Adaptação Fisiológica
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 214 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1038678
Autor: Kim, F. J. P; Silva, A. E. M; Silva, R. V. S; Kim, P. C. P; Acosta, A. C; Silva, S. M. B. C; Sena, M. J; Mota, R. A.
Título: Elevada frequência de Aeromonas spp. e genes de virulência em cultivos de tilápia-do-nilo (Oreochromis niloticus) em tanques-rede, na região semiárida de Pernambuco, Brasil / High frequency of Aeromonas spp. and virulence genes in Nile Tilapia farms (Oreochromis niloticus) in semi-arid regions of Pernambuco, Brazil
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(5):1609-1615, set.-out. 2019. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Facepe.
Resumo: Objetivou-se avaliar a ocorrência de Aeromonas spp. em peixes e amostras de água na região semiárida de Pernambuco e avaliar a frequência de aerolissina (aerA), enterotoxina citotóxica (act), enterotoxina citotônica (alt) e serina protease (ahp) nesses isolados. Foram analisados 70 peixes vivos e oito mortos com sinais clínicos de aeromoniose e 16 amostras de água. Aeromonas spp. foram identificadas por análises microbiológicas (provas bioquímicas) e molecular, usando-se primers específicos para a região 16S rRNA, e a distribuição dos quatro fatores de virulência (aerA, alt, act e ahp) foi investigada por ensaio de PCR. Cento e cinquenta e cinco (84,7%) isolados foram confirmados como Aeromonas spp. na análise molecular. Os genes de virulência mais frequentes foram act (53,55%) e aerA (51,61%). De acordo com o tipo de amostra, observou-se maior frequência do gene aerA (87,5% P=0,0474) em isolados de peixes mortos e a menor frequência do gene act (47,73% P=0,0002) em peixes vivos. Este estudo demonstrou a presença de aeromoniose no cultivo de tilápias em tanques-rede, nos municípios de Jatobá e Petrolândia, na região semiárida de Pernambuco. A detecção de aerA, act e alt pode ser utilizada na tipagem de virulência de Aeromonas spp.(AU)

The purpose of this study was to evaluate the occurrence of Aeromonas spp. from fishes and tilapia net-cage farm water in semi-arid regions of Pernambuco and to evaluate the frequency of the aerolysin (aerA), cytotoxic enterotoxin (act), cytotonic enterotoxin (alt) and serine protease (ahp) genes in Aeromonas isolates. 70 live and eight dead fish with aeromoniosis clinical signs and 16 water samples were analyzed. Aeromonas spp. isolated were identified by microbiological (biochemical evidence) and molecular analysis using specific primers for 16SrRNA region, while the distribution of four virulence factors, including aerA, alt, act and ahp, was investigated by PCR assay. One hundred fifty-five (84.7%) isolates were confirmed as Aeromonas spp. by molecular analysis. The most frequent virulence genes in isolates were act (53.55%) and aerA (51,61%). According to the kind of sample, the higher frequency of aerA gene (87.5% P= 0.0474) was observed in isolates from dead fish and the lowest frequency of act gene (47.73% P= 0.0002) from live fish. This study found the presence of aeromoniosis on tilapia farming in net-cages on Jatobá and Petrolândia counties in the semiarid Pernambuco region. The detection of aerA, act and alt can be used for virulence typing of Aeromonas spp. isolates.(AU)
Descritores: Tilápia/microbiologia
Aeromonas/patogenicidade
Ciclídeos/microbiologia
Pesqueiros
-Virulência
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 214 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1038583
Autor: Jatobá, A; Pereira, M. O; Vieira, L. M; Bitencourt, M; Rodrigues, E; Fachini, F. A; Moraes, A. V.
Título: Action time and feed frequency of Lactobacillus plantarum for Nile tilapia / Tempo de ação e frequência alimentar do Lactobacillus plantarum para tilápia-do-nilo
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);70(1):327-332, Jan.-Feb. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico.
Resumo: O objetivo desta pesquisa foi avaliar o tempo de ação do Lactobacillus plantarum no trato intestinal, assim como em qual frequência esse probiótico deve ser oferecido para tilápia-do-nilo (Oreochomis niloticus). Quarenta e oito tilápias foram alimentadas com ou sem probiótico, durante 14 dias. Após esse período, os peixes foram esviscerados, e amostras do trato intestinal foram semeadas em ágar TCBS, cetrimide e MRS. Esse procedimento foi repetido dois, quatro e seis dias após o 14º dia. Depois disso, 252 tilápias foram divididas em quatro tratamentos, peixes alimentados com probiótico suplementado em 100%, 50%, 25% e 0% (controle) das alimentações. Após nove semanas, os índices zootécnicos foram avaliados. No dia zero, verificou-se maior concentração de bactérias ácido-lácticas e menor concentração de Vibrios spp. e de Pseudomonas spp. no trato intestinal dos alevinos alimentados com probiótico. Peixes alimentados com 100% e 50% das alimentações suplementadas com probiótico apresentaram melhores índices zootécnicos que os peixes alimentados com 25% de suplementação e sem suplementação. O L. plantarum atuou por quatro dias após a última alimentação, e, para obter os melhores índices, essa cepa deve ser suplementada em 50% das alimentações por dia para tilápia-do-nilo (O. niloticus).(AU)
Descritores: Ciclídeos/crescimento & desenvolvimento
Ciclídeos/metabolismo
Lactobacillus plantarum
Comportamento Alimentar
Ração Animal/análise
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 214 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1012710
Autor: Gauy, Ana Carolina dos Santos; Bolognesi, Marcela Cesar; Gonçalves-de-Freitas, Eliane.
Título: Unusual effect of chemical communication on social aggression in juvenile cichlid fish Cichlasoma paranaense (Cichliformes: Cichlidae)
Fonte: Neotrop. ichthyol;17(2):e180159, 2019. graf.
Idioma: en.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível; . CNPq.
Resumo: Some fish species are socially organized and show a social rank order which is achieved through aggressive interactions. After hierarchy is settled, such species communicate their ranks through several sensorial cues; this communication is adaptive because it reduces detrimental effects from physical contests. Cichlid fish are socially organized and signal their social ranks through visual, acoustic and chemical communication. The response to signaling may vary according to the species and environment; the knowledge of different species is fundamental to understand the evolutionary forces upon their social communication. We tested the effect of chemical signaling on social groups of juvenile cichlid Cichlasoma paranaense by renewing the water in the aquarium, a procedure that washes away chemical information and increases aggressive interactions in other cichlid species. Two treatments were designed: 50% and 0% water renewal. Aggressive interactions were video-recorded immediately before water renewal, 1min, 1h, 2h, and 24h after water renewal. The treatment with the water renewal did not increase aggressive interactions within the group. The 50% water renewal apparently reduced aggressive interactions in this species, indicating an interspecific difference on the aggressive response to chemical variation in the social environment.(AU)

Algumas espécies de peixes são organizadas socialmente e apresentam uma ordem de rank social que é alcançada por meio de interações agressivas. Após o estabelecimento da hierarquia, essas espécies comunicam seu rank por diversas pistas sensoriais, essa comunicação é adaptativa, pois reduz os efeitos prejudiciais das lutas físicas. Peixes ciclídeos são socialmente organizados e sinalizam o rank social por comunicação visual, acústica e química. A resposta à sinalização pode variar de acordo com a espécie e o ambiente; o conhecimento sobre diferentes espécies é necessário para entender as forças evolutivas sobre sua comunicação social. Nós testamos o efeito da sinalização química em grupos sociais de juvenis do ciclídeo Cichlasoma paranaense por meio da renovação de água do aquário, um procedimento que dilui informações químicas e aumenta a interação agressiva em outras espécies de ciclídeos. Dois tratamentos foram realizados: 50% e 0% de renovação da água. A interação agressiva foi registrada imediatamente antes da renovação da água, 1min, 1h, 2h e 24h após a renovação da água. O tratamento com renovação não aumenta as interações agressivas dentro do grupo. A renovação de 50% da água do aquário aparentemente diminui as interações agressivas nessa espécie, indicando uma diferença interespecífica na resposta agressiva a variação química no ambiente social.(AU)
Descritores: Estresse Fisiológico
Comportamento Animal
Ciclídeos/anormalidades
Agressão
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 214 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1002712
Autor: Frías-Quintana, Carlos Alfonso; Álvarez-González, Carlos Alfonso; Guerrero-Zárate, Rocío; Valverde-Chavarría, Silvia; Ulloa-Rojas, Juan B.
Título: Changes in digestive enzymes activities during the initial ontogeny of wolf cichlid, Parachromis dovii (Perciformes: Cichlidae)
Fonte: Neotrop. ichthyol;17(1):e180161, 2019. graf.
Idioma: en.
Projeto: SIA.
Resumo: Wolf cichlid, Parachromis dovii, is a species with a high potential for aquaculture in Central America; however, the knowledge of the digestive physiology in larvae period is limited. For these reason, this study evaluated the changes on digestive enzymes (alkaline and acid proteases, trypsin, chymotrypsin, aminopeptidase, carboxypeptidase, lipases, amylases, and phosphatases) during early ontogeny by biochemical analysis. All digestive enzymes were detected at first feeding (6 days after hatching, DAH, 9.49 mm, 168 degree-days DD). Afterwards all enzymes reached two main peaks in activity at 14 or 22 DAH (15.10 mm, 364 DD and 20.83 mm, 550 DD, respectively). Later, there was a gradual decrease in activity for trypsin and acid and alkaline phosphatases until reach the lowest values at 41 DAH. In the case of acid proteases, chymotrypsin, aminopeptidase, carboxypeptidase, lipase and amylase, all activities reached their maximum values at the end of the larval period, except for alkaline proteases, which showed the maximum value at 14 DAH (15.10 mm, 364 DD). Parachromis dovii larvae have an early capability to hydrolyze exogenous food, agreeing with other carnivorous neotropical cichlid species, for this reason we proposed that the weaning process could begin at 14 DAH.(AU)

El guapote lagunero (Parachromis dovii) es una especie con un alto potencial para la acuicultura en la región de América Central; sin embargo, existe un conocimiento limitado sobre la capacidad digestiva en el periodo larval. Por este motivo, este estudio evaluó los cambios de las enzimas digestivas (proteasas alcalinas y ácidas, tripsina, quimotripsina, aminopeptidasa, carboxipeptidasa, lipasas, amilasas y fosfatasas) durante la ontogenia temprana mediante análisis bioquímico. Todas las enzimas digestivas analizadas se detectaron en la primera alimentación (6 días después de la eclosión, DAH, 9.49 mm, 168 día-grados DD). Después, todas las enzimas alcanzaron dos picos máximos a los 14 o 22 DAH (15.10 mm, 364 DD and 20.83 mm, 550 DD, respectivamente). Después las actividades tripsina, fosfatasas ácidas y alcalina disminuyeron a sus valores más bajos a los 41 DAH. En el caso de las proteasas ácidas y alcalinas, quimotripsina, aminopeptidasa, carboxipeptidasa, lipasa y amilasa, los niveles de actividad aumentaron y alcanzaron su máximo valor al final del período larvario, excepto las proteasas alcalinas, que mostraron su máximo valor a los 14 DAH (15.10 mm, 364 DD). Las larvas de P. dovii tienen una capacidad temprana para hidrolizar alimentos exógenos, lo que concuerda con otras especies de cíclidos neotropicales carnívoros, por lo que proponemos que el proceso de destete inicie a los 14 DAH.(AU)
Descritores: Peptídeo Hidrolases/síntese química
Ciclídeos/fisiologia
Ativação Enzimática
-Aquicultura
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 214 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-976506
Autor: Kim, Fernando J. P; Silva, Allyne E. M; Silva, Rafael V. S; Kim, Pomy C. P; Acosta, Atzel Candido; Silva, Suzianny M. B. C; Sena, Maria J; Mota, Rinaldo A.
Título: Detecção de Aeromonas spp. e do gene de virulência aerolisina em tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus) com a técnica de mPCR / Detection of Aeromonas spp. and virulence gene aerolysin in Nile tilapia (Oreochromis niloticus) using PCR technique
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;38(9):1731-1735, set. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: FACEPE.
Resumo: As infecções causadas por bactérias do gênero Aeromonas estão entre as doenças mais comuns em peixes cultivados em todo o mundo, com ocorrência de aeromoniose em todos os países que possuem cultivo de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus). O presente trabalho descreve o desenvolvimento de uma nova multiplex PCR (mPCR) para diagnóstico de Aeromonas spp. e identificação do gene aerolisina (aerA). Para padronização da mPCR foram utilizadas cepas de referência de várias espécies do gênero Aeromonas e de outros gêneros. Também foram usadas cepas de campo de A. hydrophila oriundas de cultivos de peixes pacamãs (Lophiosilurus alexandri) e Aeromonas spp. de tilápias do Nilo. Os primers foram desenhados com base na região 16S rRNA e aerA. Para verificar a melhor temperatura de anelamento foram utilizados gradientes entre 59°C a 61°C com 40ng de DNA molde. Os produtos da amplificação da região 16S rRNA e do gene aerA apresentaram 786 e 550pb, respectivamente. A mPCR apresentou melhor temperatura de anelamento a 57,6°C com limite de detecção das concentrações de DNA em ambos genes (16S rRNA and aerA) de 10-10g/μL. A mPCR padronizada é rápida, sensível e específica no diagnóstico de Aeromonas spp. e identificação do gene aerolisina. Esta metodologia apresenta vantagens quando comparada aos métodos de diagnóstico convencionais, podendo ser utilizada em cultivos comerciais de tilápias do Nilo ou outros peixes. A identificação do gene aerolisina é uma importante ferramenta na determinação do potencial patogênico dos isolados de Aeromonas spp. estudados.(AU)

Infections caused by bacteria of the genus Aeromonas are among the most common diseases in fish farming systems worldwide, and this disease occurs in all countries which have Nile tilapia (Oreochromis niloticus) farmed. The present work describes the development of a new multiplex PCR (mPCR) technique that diagnosis the genus Aeromonas and detects aerolysin gene (aerA). Reference strains of several Aeromonas species and other genera were used for standardization of mPCR. Strains of A. hydrophila from "pacaman" fish (Lophiosilurus alexandri) and Aeromonas spp. from Nile tilapia from farming systems were used too. Primers were designed based on the 16S rRNA region and aerA (aerolysin toxin). To verify a better annealing temperature were used gradients between 59°C and 61°C with 40ng of the DNA template. The 16S rRNA gene and the aerA gene amplification products showed 786 and 550 bp, respectively. The mPCR showed better annealing temperature at 57.6°C, and the detection limit for both genes (16S rRNA and aerA) was 10-10g/μL of the DNA. The standardized mPCR is quick, sensitive, and specific for Aeromonas spp. diagnosis and to detect aerolysin gene. This method showed advantages when compared to the conventional diagnostic methods and can be used in Nile tilapia or other fish farming systems. The detection of aerolysin gene is an important tool to determine the potential pathogenicity of Aeromonas spp. isolates.(AU)
Descritores: Aeromonas/classificação
Ciclídeos/genética
Ciclídeos/microbiologia
Reação em Cadeia da Polimerase Multiplex/estatística & dados numéricos
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  7 / 214 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-976473
Autor: Moraes, Alessandra C; Prado, Ed J. R; Foz, Elizabeth P; Barbuio, Roberto; Faria, Vanessa P; Belo, Marco A. A.
Título: Esteatose hepática altera acúmulo celular em tilápias do Nilo durante aerocistite infecciosa / Hepatic steatosis alters cellular recruitment during induced aerocystitis in Nile tilapia
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;38(8):1570-1576, Aug. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: FAPESP.
Resumo: O presente estudo avaliou a hepatotoxicidade induzida pelo CCl4 durante o efeito glicocorticoide da dexametasona (DEX) na fisiopatologia da reação inflamatória aguda em tilápias do Nilo, Oreochromis niloticus, correlacionando a funcionalidade hepática à cinética de acúmulo celular em aerocistite infecciosa. Para tal, utilizou-se 84 tilápias do Nilo distribuídas em 4 tratamentos: controle, CCl4, DEX e CCl4+DEX. Sendo amostrados 7 animais por tratamento em três períodos, isto é: seis, 24 e 48h após indução de inflamação. Utilizou-se CCl4 em dose única de 0,5mL/kg, via intraperitoneal para causar o transtorno hepático. Para indução da aerocistite utilizou-se inóculo de Aeromonas hydrophila. A dexametasona foi administrada via intramuscular na dose de 2 mg/kg de peso vivo. Os resultados revelaram que quanto maior foi à atividade sérica de aspartato aminotransferase (AST) maior foi a alteração somática do fígado, sendo estes achados inversamente proporcionais ao acúmulo celular no foco inflamatório, demonstrando menor número de células inflamatórias nos animais acometidos com maior grau de distúrbios hepáticos induzidos pelo CCl4. O estudo histopatológico revelou alterações degenerativas transitórias na fase mais aguda, pois os fígados das tilápias revelaram o acúmulo lipídeos nos hepatócitos 6h após administração de CCl4, sendo esta degeneração gordurosa não mais observada nos tempos de 24 e 48h. Contudo, a administração de CCl4 em tilápias do Nilo resultou em degeneração hepática aguda e transitória, caracterizada pelo acúmulo de gordura nos hepatócitos, aumento de AST no sangue e hepatomegalia. Com a disfunção hepática houve comprometimento do recrutamento celular em aerocistite infecciosa, indicando que há participação do fígado na resposta imune inata em peixes.(AU)

The study evaluated the hepatotoxicity induced by CCl4 during the glucocorticoid effect of dexamethasone (DEX) on the pathophysiology of the acute inflammatory reaction in Nile tilapia, Oreochromis niloticus, correlating hepatic functionality with cellular accumulation kinetics in infectious aerocystitis. Eighty- four Nile tilapia were distributed into four treatments: control, CCl4, DEX and CCl4 + DEX. Seven tilapia were sampled per treatment in three periods: 6, 24 and 48h after induction of inflammation. CCl4 was used in a single dose of 0.5mL/kg intraperitoneally to cause hepatic disorder. Aeromonas hydrophila inoculum was used to induce aerocystitis. Dexamethasone was administered intramuscularly at the dose of 2mg/kg b. w. The results revealed a higher serum aspartate transaminase (AST) activity associated with greater somatic liver alteration, being these findings inversely proportional to the cellular accumulation in the inflammatory focus, demonstrating a lower number of inflammatory cells in the animals affected with a higher degree of hepatic disorders induced by CCl4. The histopathological study revealed transient degenerative changes in the most acute phase, as livers of tilapia showed accumulation of lipids in hepatocytes 6 hours after administration of CCl4, and this fatty degeneration was no longer observed in 24 and 48h. However, administration of CCl4 in Nile tilapia resulted in acute and transient liver degeneration, characterized by accumulation of fat in hepatocytes, increased AST in the blood and hepatomegaly. With liver dysfunction there was compromise of cellular recruitment in infectious aerocystitis, indicating that there is liver involvement in the innate immune response in tilapia.(AU)
Descritores: Tetracloreto de Carbono
Ciclídeos/fisiologia
Ciclídeos/sangue
Fígado Gorduroso/fisiopatologia
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  8 / 214 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-976419
Autor: Prado, Ed Johnny R; Belo, Marco Antonio A; Moraes, Alessandra C; Barbuio, Roberto; Foz, Elizabeth P; Faria, Vanessa P; Sebastião, Fernanda A.
Título: Insulin favors acute inflammatory reaction in alloxan-diabetic tilapia during infectious aerocystitis / Insulina favorece a reação inflamatória aguda em tilápia do Nilo aloxano-diabéticas durante aerocistite infecciosa
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;38(12):2190-2193, dez. 2018. ilus.
Idioma: en.
Projeto: Fapesp.
Resumo: In vertebrates, the inflammatory reaction is responsible for modulating the initial nonspecific defense until specific immunity is acquired. In this context, numerous studies in mammals have demonstrated the participation of insulin in the inflammatory response, favoring cell proliferation and the migratory capacity of endothelial cells, vascular smooth muscle cells and monocytes, as well as mediating the expression of pro-thrombotic and pro-fibrotic factors. However, little is known about the effect of this peptidic hormone on the inflammatory reaction in teleostean fish. In order to evaluate the participation of insulin in the acute inflammatory response of Nile tilapia, Oreochromis niloticus, during aerocystitis induced by Aeromonas hydrophila, and 48 aloxane-diabetic tilapia were used, constituting two groups: diabetics treated with insulin and diabetics without treatment. After six, 24, and 48 hours of inflammatory stimulation, tilapia were submitted to deep anesthesia for euthanasia and necropsy, and thus, obtaining exudate and harvesting of the swim bladder for analysis of the inflammatory reaction. Based on this premise, the present study demonstrated the participation of insulin in the acute inflammatory reaction of alloxan-diabetic tilapia by favors the cellular accumulation in the exudate, the proliferative effect of fibrous tissue and neovascularization in the inflamed site. Such findings reinforce the old hypothesis that insulin plays an important role in the innate immune response during acute inflammatory reaction, being an important pro-inflammatory hormone. However, Nile tilapia proved to be a promising experimental model for studies and advances in research involving diabetes mellitus.(AU)

Em vertebrados, a reação inflamatória é responsável por modular a defesa inicial não-específica, até que imunidade específica seja adquirida. Neste contexto, inúmeros estudos em mamíferos têm demonstrado a participação da insulina sobre a resposta inflamatória, favorecendo a proliferação celular e a capacidade migratória das células endoteliais, células do músculo liso vascular e dos monócitos, além de mediar a expressão de fatores pró-trombótico e pró-fibrótico. Porém, pouco se conhece o efeito deste hormônio peptídico sobre a reação inflamatória em peixes teleósteos. Para avaliar a participação da insulina sobre a resposta inflamatória aguda em tilápias do Nilo, Oreochromis niloticus, na aerocistite induzida por Aeromonas hydrophila, foram utilizadas 48 tilápias aloxano-diabéticas, constituindo dois grupos: dos diabéticos tratados com insulina e diabéticos sem tratamento. Após, seis, 24 e 48 horas do estimulo inflamatório, as tilápias foram submetidas à anestesia profunda para eutanásia e necropsia, e assim, obtenção de exsudato e colheita da bexiga natatória para analise da reação inflamatória. Partindo-se desta premissa, o presente estudo demonstrou a participação da insulina na reação inflamatória aguda infecciosa de tilápias do Nilo aloxano-diabéticas por favorecer o acúmulo positivo celular no exsudato, assim como o efeito proliferativo de tecido fibroso e a neovascularização no local inflamado. Tais achados reforçam a hipótese de que a insulina desempenha importante papel na resposta imune inata na reação inflamatória aguda, sendo um importante hormônio pró-inflamatório. Contudo, a tilápia do Nilo demonstrou ser um modelo experimental promissor para estudos e avanços em pesquisas envolvendo o diabetes mellitus.(AU)
Descritores: Infecções por Bactérias Gram-Negativas/veterinária
Aeromonas hydrophila/patogenicidade
Ciclídeos
Diabetes Mellitus Experimental
Insulina
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  9 / 214 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-955458
Autor: Teixeira, Ricardo José; Eiras, Jorge C; Spadacci-Morena, Diva D; Xavier, José Guilherme; Lallo, Maria Anete.
Título: Infecção das brânquias de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) por Myxosporea / Infection of the gills of Nile tilapia (Oreochromis niloticus) by Myxosporea
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;38(6):1085-1090, jun. 2018. graf.
Idioma: pt.
Projeto: Foundation for Science and Technology.
Resumo: Neste estudo, 85 tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus Linnaeus, 1758) foram coletadas em um lago de pesca recreativa (n = 35) e no lago do parque do Ibirapuera (n = 50), ambos localizados na cidade de São Paulo. Após a eutanásia, as brânquias dos peixes foram examinadas a fresco e por técnicas histológicas para identificar mixosporídeos. Foram observados mixosporídeos somente nos peixes capturados no lago de pesca recreativa com prevalência de 45,7% (16/35). Os esporos de Henneguya sp. foram encontrados em esfregaços a fresco (11,4%, 4/35). A prevalência de Myxobolus sp. foi de 34,3% (12/35), sendo os plasmódios deste gênero identificados de acordo com a localização nas brânquias, no epitélio (75%, 9/12), nos vasos sanguíneos (16,2%, 2/12), e na musculatura branquial (0,8%, 1/12). A presença de mixosporídeos estava relacionada com hiperplasia epitelial, fusão das lamelas, hiperplasia de células mucosas, reação inflamatória e outras alterações patológicas. Assim conclui-se que as prevalências de Myxobolus sp. e Henneguya sp. nas brânquias de O. niloticus foram altas e estavam associadas à lesões histopatológicas significantes, o que evidencia a importância desses cnidários patogênicos para as culturas peixes.(AU)

In this study, 85 Nile tilapia (Oreochromis niloticus Linnaeus, 1758) were collected in recreational fishing lake (n=35) and Lake Ibirapuera Park (n=50), both located in the city of São Paulo. After euthanasia, the fish gills were examined fresh and after histological techniques for the presence of myxosporea. Myxosporeans were observed only in recreational fishing lake with a prevalence of 45.7% (16/35). Henneguya sp. (11.4%, 4/35) and Myxobolus sp. (34.3%, 12/35) were myxosporeans observed in this study. Spores of Henneguya sp. were found in smears fresh gills. The plasmodium of Myxobolus found was of the types epithelial (75%, 9/12), vascular (16.2%, 2/12), and muscle, muscle located in the gills (0.8%; 1/12). The presence of myxosporea was related to epithelial hyperplasia, fusion of lamellae, hyperplasia of mucous cells, inflammation and other pathological changes. Thus it is concluded that prevalence of Myxobolus sp. and Henneguya sp. in gills of O. niloticus was high and was associated with significant histopathological lesions, which highlights the importance of these protozoa to fish cultures.(AU)
Descritores: Ciclídeos/parasitologia
Myxozoa/patogenicidade
Brânquias/parasitologia
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 214 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-955176
Autor: Paiz, Leonardo M; Baumgärtner, Lucas; Graça, Weferson J. da; Margarido, Vladimir P; Pavanelli, Carla S.
Título: Cytogenetics of Gymnogeophagus setequedas (Cichlidae: Geophaginae), with comments on its geographical distribution
Fonte: Neotrop. ichthyol;15(2):e160035, 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; . Fundação Araucária; . Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: We provide cytogenetic data for the threatened species Gymnogeophagus setequedas, and the first record of that species collected in the Iguaçu River, within the Iguaçu National Park's area of environmental preservation, which is an unexpected occurrence for that species. We verified a diploid number of 2n = 48 chromosomes (4sm + 24st + 20a) and the presence of heterochromatin in centromeric and pericentromeric regions, which are conserved characters in the Geophagini. The multiple nucleolar organizer regions observed in G. setequedas are considered to be apomorphic characters in the Geophagini, whereas the simple 5S rDNA cistrons located interstitially on the long arm of subtelocentric chromosomes represent a plesiomorphic character. Because G. setequedas is a threatened species that occurs in lotic waters, we recommend the maintenance of undammed environments within its known area of distribution.(AU)

Fornecemos dados citogenéticos para a espécie ameaçada Gymnogeophagus setequedas, e o primeiro registro da espécie coletado no rio Iguaçu, na área de preservação ambiental do Parque Nacional do Iguaçu, a qual é uma área de ocorrência inesperada para esta espécie. Verificamos em G. setequedas 2n = 48 cromossomos (4sm + 24st + 20a) e heterocromatina presente nas regiões centroméricas e pericentroméricas, as quais indicam caracteres conservados em Geophagini. Múltiplas regiões organizadoras de nucléolos foram observadas em G. setequedas e são consideradas características apomórficas em Geophagini, enquanto cístrons de DNAr 5S simples e localizados intersticialmente no braço longo de cromossomos subtelocêntricos representam uma característica plesiomórfica. Visto que G. setequedas é uma espécie ameaçada de extinção que ocorre em águas lóticas, recomendamos a manutenção de ambientes livre de barragens em sua área de distribuição.(AU)
Descritores: Ciclídeos/genética
Citogenética/classificação
-Biodiversidade
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 22 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde