Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.150.900.649.313.500.380.791 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1162 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 117 ir para página                         

  1 / 1162 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Szabó, Matias Pablo Juan
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-966969
Autor: Moreira, Thaís de Almeida; Macedo Júnior, Gilberto de Lima; Souza, Rafael Rocha de; Bandarra, Márcio de Barros; Szabó, Matias Pablo Juan.
Título: Puma (Puma concolor) predating sheep in Uberlândia, Brazil: physical injuries, stress and myopathy / Predação de ovelhas por onça-parda (Puma concolor) em Uberlândia, Brasil: lesões macroscópicas, estresse e miopatia
Fonte: Biosci. j. (Online);34(3):697-702, mai/jun. 2018. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: Puma (Puma concolor) is in Brazil among the major species involved in human-wildlife conflicts, primarily due to the predation of sheep and goats in farms. A puma might kill from one to several animals in a single predation episode, and free-ranging flocks of goats and sheep are usually affected. These attacks are rarely witnessed and direct observation of predation is rare. We herein report three predation episodes and the cause of death of sheep kept inside paddocks in a farm located besides a major town of Minas Gerais State, Brazil. Death of 31 animals was attributed to a puma as determined by circumstantial evidence, necropsy of 16 animals, laboratory findings and direct observation of the predator at the occurrence site. However, death of only eight animals was caused by traumatic injury mainly at the cervical region. The remaining animals lacked lethal traumatic injuries and post mortem examination indicated circulatory collapse (congestion of internal organs). Two surviving animals had a great increase in creatinine phosphokinase blood levels and thus death of remaining animals was attributed to stress and myopathy caused by fear and chasing of sheep trapped inside paddocks. Measures taken after the third predation episode (illumination of paddocks, pasture height control, vegetation clearance around the paddocks and closure of animals in stalls at night) prevented further attacks.

A onça-parda (Puma concolor) é uma das principais espécies relacionadas a conflitos entre humanos e animais selvagens no Brasil, principalmente devido predação de ovinos e caprinos em fazendas. Este felino selvagem pode matar de um a vários animais em um único episódio de predação, sendo geralmente, cabras e ovelhas criados extensivamente os mais afetados. Esses ataques raramente são testemunhados e por isso a observação direta da predação também é rara. Neste trabalho são relatados três episódios de predação e causa mortis de ovinos mantidos em piquetes em uma fazenda vizinha à Uberlândia, Minas Gerais, Brasil. A morte de 31 animais foi atribuída a uma onça-parda, conforme provas circunstanciais, exame necroscópico de 16 animais, achados laboratoriais e a observação direta do predador no local da ocorrência. Entretanto, a morte de apenas oito animais foi causada por lesão traumática, principalmente na região cervical. Os demais não apresentaram lesões traumáticas letais e nestes o exame post-mortem indicou colapso circulatório (congestão dos órgãos internos). Dois animais sobreviventes apresentaram acentuado aumento dos níveis sanguíneos de creatinina fosfoquinase, permitindo assim atribuir a morte dos demais animais ao estresse e miopatia provocadas pelo medo e perseguição das ovelhas dentro dos piquetes. Após o terceiro episódio de predação medidas preventivas foram adotadas e a iluminação dos piquetes, o controle da altura do capim nos piquetes, a redução da vegetação ao redor dos piquetes e a manutenção dos animais em baias fechadas durante a noite impediram novos episódios, pelo menos até o momento.
Descritores: Ovinos
Causas de Morte
Puma
Animais Selvagens
-Autopsia
Doenças Musculares
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  2 / 1162 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Araujo, M. S
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1038674
Autor: Gonçalves, A. G. C. M; Pimentel, P. G; Gomes, S. P; Moreira, G. R; Feitosa, M. S; Araújo, M. S; Soares, S. L. S; Cardoso, S. C; Barroso, M. R. C.
Título: Comportamento ingestivo de cordeiros Santa Inês alimentados com resíduo de cervejaria desidratado / Ingestive behavior of Santa Ines lambs fed rations containing dehydrated brewery residue
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(5):1719-1726, set.-out. 2019. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: Objetivou-se avaliar o comportamento ingestivo de cordeiros Santa Inês alimentados com resíduo de cervejaria desidratado (RCD). Foram utilizados 35 cordeiros, machos, não castrados, com peso médio inicial de 16,00±1,69kg e, aproximadamente, 70 dias de idade. Adotou-se o delineamento inteiramente ao acaso, com cinco tratamentos e sete repetições, consistindo os tratamentos em: 0; 20; 40; 60 e 80% de inclusão de RCD na porção concentrada da ração. A inclusão de RCD na ração não influenciou o tempo de alimentação (TAL; h/dia) e a eficiência de alimentação (gFDN/h; P>0,05). O TAL obtido neste estudo apresentou valor médio de 4,90h/dia. Observou-se efeito linear decrescente (P<0,05) com a inclusão do RCD, para as eficiências de alimentação (gMS/h) e ruminação (gMS/h e gFDN/h). Contudo, efeito linear crescente (P<0,05) foi constatado para tempo de ruminação e mastigação total, bem como para o número de mastigações merícicas por dia para os animais alimentados com o subproduto. A inclusão de resíduo de cervejaria desidratado influencia o comportamento ingestivo de cordeiros Santa Inês, diminuindo a eficiência de alimentação, quando relacionada ao consumo de matéria seca por hora, e aumentando o tempo de ruminação, podendo ser adicionado em até 20% na porção concentrada da ração.(AU)

The aim of this study was to evaluate the ingestive behavior of Santa Ines lambs fed dehydrated brewer's residue (DBR). Thirty-five male lambs were used, with an initial mean weight of 16.00±1.69kg and, approximately, 70 days of age. A completely randomized design was used, with five treatments and seven replicates, the treatments being: 0; 20; 40; 60 and 80% of inclusion of DBR in the concentrated portion of the ration. The inclusion of DBR in the ration did not influence feeding time (FT; h/day) and feeding efficiency (gNDF/h; P> 0.05). The FT obtained in this study had an average value of 4.90h/day. There was a decreasing linear effect (P< 0.05) for feed efficiency (gDM/h) and rumination efficiency (gDM/h and gNDF/h). However, linear increasing effect (P< 0.05) was observed for rumination and total chewing time, as well as for the number of chews per day for animals fed with the byproduct. The inclusion of dehydrated brewer's residue in the concentrate can influence the ingestive behavior of Santa Ines lambs, reducing feed efficiency, when related to the dry matter intake per hour, and increasing the total rumination time in Santa Ines lambs, it can be added up to 20% in the concentrated portion of the ration.(AU)
Descritores: Ovinos/crescimento & desenvolvimento
Indústria Cervejeira
Resíduos Industriais
Ração Animal/análise
Limites: Animais
Masculino
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 1162 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mendes, L. C. N
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1038632
Autor: Baptista, R. S; Bovino, F; Denadai, D. S; Rahal, N. M; Perri, S. H. V; Lucas, F. A; Feitosa, F. L. F; Peiró, J. R; Mendes, L. C. N.
Título: Transferrina como marcador de maturação pulmonar em cordeiros nascidos a termo ou prematuros / Transferrin as a marker of pulmonary maturation in lambs born at term or premature
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(4):1299-1306, jul.-ago. 2019. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: O objetivo do estudo foi procurar proteínas de fase aguda que possam indicar sinais de maturação no neonato prematuro, por meio da quantificação sérica delas. Identificou-se a imunoglobulina A, a ceruloplasmina, a haptoglobina, a glicoproteína ácida, a transferrina, a albumina e as imunoglobulinas G de cadeias leve e pesada, pela comparação do perfil dos proteinogramas de cordeiros nascidos a termo com os prematuros submetidos a diferentes protocolos terapêuticos, a fim de estimular a atividade respiratória. Constituíram-se seis grupos: PN (n= 9): nascidos de parto normal; CN (n= 7): nascidos de cesariana em tempo normal de gestação; CP (n= 6): nascidos de cesariana prematura sem nenhum tipo de tratamento; DEX (n= 9): prematuros cujas mães receberam dexametasona pré-parto; SURF (n= 6): prematuros tratados com surfactante; e DEXSURF (n= 6): prematuros tratados com surfactante cujas mães receberam dexametasona pré-parto. As avaliações foram realizadas nos momentos imediatamente após o nascimento (M0), após 24 (M24) e após 48 horas (M48). As amostras foram processadas por meio de eletroforese em gel de poliacrilamida contendo dodecil sulfato de sódio (SDS-PAGE). A albumina, as imunoglobulinas e a proteína total dos cordeiros tiveram elevação após a ingestão de colostro. Maiores valores séricos de transferrina são referentes a maior período gestacional, podendo essa proteína ser utilizada como marcador de maturação neonatal.(AU)

The aim of this study was to search for acute phase proteins that could indicate signs of maturation in the premature neonate by quantifying them in serum. Immunoglobulin A, ceruloplasmin, haptoglobin, acid glycoprotein, tranferrin, albumin, light and heavy chain immunoglobulin G were quantified, comparing the profile of proteinograms from term to preterm lambs submitted to different protocols that stimulate respiratory activity. Six groups were used: PN (n= 9): born from normal birth; CN (n= 7): born from caesarean section at normal time of gestation; CP (n= 6): born from premature cesarean without any type of treatment; DEX (n= 9) preterm whose mothers received prepartum dexamethasone; SURF (n= 6) preterm treated with surfactant; DEXSURF (n= 6): preterm treated with surfactant whose mothers received prepartum dexamethasone. The evaluations were performed immediately after birth (M 0), after 24 and 48 hours (M 24 and M 48). Samples were processed with sodium dodecyl sulfate polyacrylamide gel electrophoresis (SDS-PAGE). Albumin, immunoglobulins, and serum total protein of the lambs were elevated, after colostrum ingestion. Higher serum transferrin values refer to a longer gestational period, and this protein may be used as a marker of neonatal maturation.(AU)
Descritores: Recém-Nascido Prematuro/sangue
Transferrina/análise
Proteínas da Fase Aguda/análise
Ovinos/sangue
-Biomarcadores/sangue
Eletroforese em Gel de Poliacrilamida/veterinária
Limites: Animais
Recém-Nascido
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 1162 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Machado, Luís dos Ramos
Livramento, José Antonio
Id: lil-154981
Autor: Skacel, Michael.
Título: Doenças por prion: aspectos genéticos e moleculares / Diseases by prion: genetic and molecular aspects
Fonte: In: Machado, Luis dos Ramos; Nóbrega, José Paulo Smith; Livramento, José Antonio; Spina França Netto, Antonio. Neuroinfecçäo 94. Säo Paulo, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de Säo Paulo. Clínica Neurológica, 1994. p.204-204.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Simpósio Neuroinfecçäo-94, Säo Paulo, 18-19 mar. 1994.
Descritores: Doenças Priônicas/genética
-Ovinos
Doenças Priônicas/história
Doenças Priônicas/microbiologia
Proteínas PrPSc/isolamento & purificação
Proteínas PrPSc/ultraestrutura
Limites: Seres Humanos
Animais
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1; 2617.36; BR599.1; 10001009554, AG


  5 / 1162 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1040710
Autor: Silva, Natália S; Borsanelli, Ana Carolina; Gaetti-Jardim Júnior, Elerson; Schweitzer, Christiane Marie; Silveira, José Alcides S; Bomjardim, Henrique A; Dutra, Iveraldo S; Barbosa, José D.
Título: Subgingival bacterial microbiota associated with ovine periodontitis / Microbiota bacteriana subgengival associada à periodontite ovina
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;39(7):454-459, July 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: Periodontitis is an inflammatory response in a susceptible host caused by complex microbiota, predominantly composed of Gram-negative anaerobic bacteria. Aiming to characterize the subgingival bacterial microbiota associated with ovine periodontitis, polymerase chain reaction (PCR) was performed in subgingival periodontal pocket samples of 14 sheep with severe periodontitis and in subgingival sulcus biofilm of 14 periodontally healthy sheep in search mainly of Gram-negative and Gram-positive microorganisms considered important periodontopathogens. The most prevalent bacteria in the sheep with periodontal lesions were Tannerella forsythia (78.6%), Treponema denticola (78.6%), Fusobacterium nucleatum (64.3%), and Porphyromonas gingivalis (50%), whereas in the healthy sheep, F. nucleatum (42.8%) was the most often detected bacterium. Statistically significant differences were observed for Campylobacter rectus, Enterococcus faecium, Prevotella nigrescens, T. forsythia, and T. denticola (p<0.05) in the sheep with periodontitis in the comparison between groups. Aggregatibacter actinomycetemcomitans, Enterococcus faecalis, and Porphyromonas gulae were not detected in any of the samples analyzed. In conclusion, C. rectus, E. faecium, P. nigrescens, T. forsythia, and T. denticola were associated with severe lesions caused by ovine periodontitis, and F. nucleatum was the most prevalent microorganism in the subgengival sulcus biofilm of healthy sheep.(AU)

Periodontite é a resposta inflamatória de um hospedeiro suscetível causada por complexa microbiota, composta predominantemente por bactérias anaeróbias Gram-negativas. Com o objetivo de caracterizar a microbiota bacteriana subgengival associada à periodontite ovina foi realizada a reação em cadeia da polimerase (PCR) de amostras de biofilme subgengival de 14 ovinos com a enfermidade e 14 ovinos periodontalmente saudáveis, com destaque para micro-organismos Gram-negativos e Gram-positivos considerados importantes periodontopatógenos. As bactérias mais prevalentes em 14 animais com lesões periodontais foram Tannerella forsythia (78,6%), Treponema denticola (78,6%), Fusobacterium nucleatum (64,3%) e Porphyromonas gingivalis (50%). Entretanto, nos 14 ovinos sem lesões periodontais, F. nucleatum (42,8%) foi a bactéria mais detectada. Associação estatisticamente diferente foi observada para Campylobacter rectus, Enterococcus faecium, Prevotella nigrescens, T. forsythia e T. denticola (p<0,05) nos ovinos com periodontite em comparação entre os dois grupos. Aggregatibacter actinomycetemcomitans, Enterococcus faecalis e Porphyromonas gulae não foram detectados em nenhuma das amostras pesquisadas. Conclui-se que C. rectus, E. faecium, P. nigrescens, T. forsythia e T. denticola estão associados às lesões resultantes da periodontite ovina com manifestação clínica grave e F. nucleatum o micro-organismo mais prevalente no biofilme subgengival de animais periodontalmente sadios.(AU)
Descritores: Doenças Periodontais/veterinária
Periodontite/veterinária
Ovinos
Gengiva/microbiologia
-Bactérias Anaeróbias
Reação em Cadeia da Polimerase/veterinária
Microbiota
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 1162 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1038684
Autor: Santos, M. E. R; Afonso, L. E. F; Carvalho, B. H. R; Rêgo, A. C; Queiroz, G. J. S; Medica, J. A. S; Moraes, L. S; Carmo, L. L. S.
Título: Apparent selectivity of sheep in deferred marandu palisadegrass pastures with variable initial heights / Seletividade aparente de ovinos em pastos de capim-marandu diferidos com alturas iniciais variáveis
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(5):1727-1734, set.-out. 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: The objective of this study was to evaluate the apparent selectivity of sheep in marandu palisadegrass (Urochloa brizantha cv. Marandu) pastures with four heights at the beginning of the deferment period (15, 25, 35 and 45cm). The deferment period was 92 days and started on 03/21/2014. Evaluations occurred in the beginning (first week), middle (45th day) and end (92nd day) of the grazing period, in winter (06/21/2014 to 09/21/2014). Deferred pastures with 15 and 25cm presented lower forage mass (FM), but higher live leaf (LL) percentage in FM than deferred pastures with 35 and 45cm. The live stem percentage in the FM and the apparent selectivity index (ASI) of the LL were superior in the deferred pasture with 45cm. The dead stem (DS) percentage in the grazing simulation (GS) and the ASI of this morphological component were lower in the pasture with 15cm, compared to the deferred pasture with 45cm. The FM and the LL percentages in FM and in the GS sample decreased, while the DS percentages in FM and in GS sample increased with the grazing period. Marandu palisadegrass with 15cm at beginning of the deferment period improves the morphology of the deferred pasture. Selective grazing is difficult during the grazing period.(AU)

Objetivou-se avaliar a seletividade aparente de ovinos em pastos de capim-marandu (Urochloa brizantha cv. Marandu) com quatro alturas no início do diferimento (15, 25, 35 e 45cm). O período de diferimento foi de 92 dias e iniciou em 21/03/2014. As avaliações ocorreram no início (primeira semana), meio (45° dia) e fim (92° dia) do período de pastejo, no inverno (21/06/2014 a 21/09/2014). Os pastos diferidos com 15 e 25cm apresentaram menor massa de forragem (MF), mas maior percentual de folha viva (FV) na MF do que os pastos diferidos com 35 e 45cm. O percentual de colmo vivo na MF e o índice de seletividade aparente (ISA) da FV foram superiores no pasto diferido com 45cm. O percentual de colmo morto (CM) na simulação de pastejo (SP) e o ISA desse componente morfológico foram menores no pasto diferido com 15cm, em comparação ao diferido com 45cm. A MF e os percentuais de FV na MF e na amostra de SP se reduziram, enquanto os percentuais de CM na MF e na amostra de SP aumentaram com o período de pastejo. O capim-marandu com 15cm no início do período de diferimento melhora a morfologia do pasto diferido. O pastejo seletivo é dificultado no decorrer do período de pastejo.(AU)
Descritores: Ovinos
Pastagens
Comportamento Alimentar
Poaceae/crescimento & desenvolvimento
Valor Nutritivo
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  7 / 1162 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1026507
Autor: Salaberry, Sandra Renata Sampaio; Villalobos, Eliana Monteforte Cassaro; Castro, Jacqueline Ribeiro de; Nassar, Alessandra Figueiredo de Castro; Ribeiro, Anna Monteiro Correia Lima; Benites, Nilson Roberti.
Título: Prevalência de anticorpos contra Toxoplasma gondii em ovinos no município de Uberlândia, MG / Prevalence of anti-Toxoplasma gondii antibodies in sheep in Uberlândia municipality, MG
Fonte: Arq. Inst. Biol;82:1-4, 2015. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo do estudo foi verificar a prevalência de anticorpos contra Toxoplasma gondii em 334 amostras de sangue de ovinos oriundos de 12 propriedades localizadas no município de Uberlândia, Minas Gerais. O teste utilizado para a pesquisa foi a reação de imunofluorescência indireta (RIFI), com ponto de corte na diluição 1:64. Identificou-se a prevalência de 30,8% anticorpos anti-T. gondii em ovinos e a frequência de soropositivos por propriedade variou de 10 a 66,7%, sendo que todas as propriedades apresentaram pelo menos uma amostra reagente. Ao associar a soropositividade com sexo, idade e raça, observou-se diferença estatística significativa para faixa etária, de modo que os animais com menor idade (6 a 11 meses) foram menos reagentes do que os ovinos com maior idade. Esses resultados sugerem a adoção de medidas preventivas na região estudada.(AU)

The aim of this study was to verify the prevalence of anti-Toxoplasma gondii antibodies in 334 blood samples of sheep from 12 properties located in Uberlândia municipality, Minas Gerais, Brazil. The indirect immunofluorescence assay test (IFAT) was used for the detection of anti-T. gondii antibodies, with a cut-off at dilution 1:64. The prevalence of anti-T. gondii antibodies in sheep was 30.8% and seropositive frequency per property ranged from 10 to 66.7%, and all properties have at least one reacted sample. When ovine seropositivity was associated with gender, age and breed, there was a statistically significant difference for age, so that animals with lower age (6 to 11 months) were less reacted than the older sheeps. These results suggest the adoption of preventive measures in the region studied.(AU)
Descritores: Toxoplasma
Ovinos
Toxoplasmose Animal/epidemiologia
-Zoonoses
Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  8 / 1162 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1026079
Autor: Nassar, Alessandra Figueiredo de Castro; Daniel, Gabriela Terezinha; Ruiz, Regina; Miyashiro, Simone; Scannapieco, Eloísa Maria; Souza Neto, Juraci de; Gregory, Lilian.
Título: Diagnostic comparison of Corynebacterium pseudotuberculosis through microbiological culture and PCR in sheep samples / Comparação diagnóstica de Corynebacterium pseudotuberculosis pelo cultivo microbiológico e PCR em amostras ovinas
Fonte: Arq. Inst. Biol;82:1-6, 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Caseous lymphadenitis is a chronic infectious disease caused by Corynebacterium pseudotuberculosis , which is a bacterium responsible for a great number of economic losses on goat and sheep production. It is characterized by the formation of abscesses in superficial lymph nodes and in internal organs and lymph nodes. This study aimed at determining the agreement between microbiological culture and PCR in the identification of C. pseudotuberculosis , in samples collected from animals in slaughterhouses and in animals that presented lymph node enlargement in field conditions. From the 202 samples analyzed through microbiological culture, 113 (56%) were positive for Corynebacterium sp.; from these positive samples, 38 (34%) were identified as C. pseudotuberculosis by microbiological culture. From the amount of samples, 110 (54%) were positive and 92 (46%) were negative in the PCR. Kappa index (0.193) presented a weak agreement between PCR and microbiological culture. We concluded that molecular diagnosis (PCR) in clinical samples proved to be more efficient, reproducible, and faster than the microbiological culture, both on clinical samples analyses and in the confirmation of C. pseudotuberculosis in colonies that were classified by Corynebacterium genus. Thus, the present study demonstrated the importance of PCR to confirm C. pseudotuberculosis diagnosis, and the best contribution for the epidemiological surveillance of the disease in sheep.(AU)

A linfadenite caseosa é uma doença infectocontagiosa crônica, causada pelo agente etiológico Corynebacterium pseudotuberculosis , que é uma bactéria responsável por grandes perdas econômicas na produção de ovinos e caprinos. Caracteriza-se pela formação de abscessos em nódulos linfáticos superficiais e em órgãos internos e linfonodos. O presente trabalho teve por objetivo verificar a concordância entre as metodologias de isolamento microbiológico com a PCR na identificação do C. pseudotuberculosis , em amostras clínicas colhidas em abatedouros e em animais que apresentavam aumento de linfonodo em condições de campo. Das 202 amostras analisadas no cultivo microbiológico, 113 (56%) foram positivas para o gênero Corynebacterium sp., e 38 (34%) colônias foram identificadas como C. pseudotuberculosis por meio de cultura microbiológica. Das amostras clínicas extraídas, 110 (54%) foram positivas e 92 (46%) foram negativas na PCR. A concordância estimada entre as técnicas de PCR e o cultivo microbiológico pelo indicador Kappa foi considerada fraca (0,193). Concluímos que o diagnóstico molecular (PCR) provou ser mais eficiente, rápido e com reprodutibilidade quando comparado ao cultivo microbiológico das amostras clínicas bem como da confirmação do C. pseudotuberculosis de colônias pertencentes ao gênero Corynebacterium . Dessa forma, o presente trabalho demonstrou a importância do uso da PCR na confirmação diagnóstica do C. pseudotuberculosis , visando contribuir com a melhoria da vigilância epidemiológica da doença em ovinos.(AU)
Descritores: Ovinos
Reação em Cadeia da Polimerase
Corynebacterium pseudotuberculosis
Linfadenite
-Agroindústria
Limites: Animais
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  9 / 1162 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1026036
Autor: Cardoso, Maristela Vasconcellos; Pino, Francisco Alberto; Federsoni, Igor Stefan Popovic; Lucchese Filho, Anselmo; Felício, Artur Luiz.
Título: Caracterização da caprinocultura e ovinocultura no estado de São Paulo / On-farm characterization of goat and sheep breeding in São Paulo State, Brazil
Fonte: Arq. Inst. Biol;82:1-15, 2015. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Os dados utilizados no trabalho foram levantados no período de 2009 a 2010, em propriedades com criações de caprinos e ovinos, no estado de São Paulo. Os dados foram obtidos através de questionário sobre manejo zootécnico e sanitário e para o estudo foi selecionada uma amostra de unidades de produção agropecuária e de animais, a fim de coletar amostras biológicas. Segundo os dados, a caprino e ovinocultura são atividades secundárias, de pequeno porte, geograficamente espalhadas. Os caprinos são criados para consumo próprio de carne e leite, enquanto que os ovinos são criados comercialmente para produção de carne. Todavia, pode-se considerar que, tanto a caprino quanto a ovinocultura do estado se apresentam com baixo uso de tecnologia, empregando técnicas simples de manejo, sem assistência zootécnica ou veterinária.(AU)

This profile of goat and sheep farms in the state of Sao Paulo, Brazil, is based on data collected between 2009 and 2010. Data were collected by questionnaire of livestock health management. We selected a sample of agricultural production units and animals, in order to collect biological samples. According to the data, the goat and sheep production are secondary activities, geographically scattered and with small production. The goats are raised for producers' own consumption of meat and milk, while sheep are raised commercially for meat production. However, it can be considered that both the goat and the sheep industry in the state present low use of technology, employing simple management techniques and with no veterinary or animal scientist assistance.(AU)
Descritores: Vigilância Sanitária
Ruminantes
Ovinos
Criação de Animais Domésticos/métodos
Criação de Animais Domésticos/estatística & dados numéricos
-Brasil
Coleta de Dados
Agroindústria
Limites: Animais
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  10 / 1162 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1025115
Autor: Al Salihi, Karima Akool; Al-Dabhawi, Ahmed Hameed.
Título: Congenital abnormalities and arthrogryposis in newly born lambs in Al Muthanna province Iraq. Suspicion of Akabane virus infection / Anormalidades congênitas e artrogripose em cordeiros recém-nascidos na província de Al Muthanna, Iraque. Suspeita de infecção pelo vírus Akabane
Fonte: Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online);56(2):[e154854], ago. 2019. ilus.
Idioma: en.
Resumo: Akabane virus, a member of the Orthobunyavirus genus in the family Bunyaviridae, causes congenital abnormalities and arthrogryposis with hydrocephalus or hydroencephaly in ruminants. Tis study intends to describe the clinical signs, gross and histopathological features seen in 25 afected lambs in an outbreak of congenital arthrogryposis with hydrocephalus or hydranencephaly in Al-Muthanna governorate, Iraq afer a large number of stillbirths and musculoskeletal deformities from October 2017 to May 2018. Skeletal muscle hypoplasia was seen in the limbs of the afected lambs accompanied with severe arthrogryposis and gross visible brain malformations. In addition, fetal mummifcations, stillbirths, and dead lambs were also seen. Te most histopathological features in muscle fbers were degenerative lesions and absences of cross-striation accompanied with mild infltration of neutrophils and mononuclear cells in severely afected lambs. Te meninges of afected lambs revealed fused membranes with focal areas of fbrous thickenings and necrotic debris. In conclusion, according to clinical signs, gross and histopathological investigations, Akabane virus, a member of the Orthobunyavirus genus in the family Bunyaviridae, causes congenital abnormalities and arthrogryposis with hydrocephalus or hydroencephaly in ruminants and could be the cause of this outbreak, although future studies must be performed to confrm the etiology of this outbreak. Moreover, other causes of hydrocephalus or cerebellar malformation, such as Schmallenberg virus, bluetongue virus and border disease virus and teratogenic plants that lead to arthrogryposis, have to be investigated. Also, the authorities should take prevention and control measurements to stop the replication of arthropod vectors.(AU)

O presente trabalho descreve os sinais clínicos, as lesões macroscópicas e os aspectos histológicos observados em 25 cordeiros acometidos em um surto de artrogripose congênita com hidrocéfalo ou hidrocefalia registrado no Iraque, governadoria Al-Muthama após a ocorrência de nascimentos prematuros e deformidades músculo-esqueléticas no período compreendido entre outubro de 2017 e maio de 2018. A hipoplasia músculo-esquelética foi observada nos membros dos cordeiros afetados, acompanhada de severa artrogripose e malformações cerebrais, grosseiras visíveis, além de mumifcações fetais, nascimentos prematuros e morte de cordeiros. Os principais aspectos histopatológicos nas fbras musculares foram lesões degenerativas e ausências da estriação cruzada acompanhada de leve infltração de neutróflos e células mononucleares dos cordeiros severamente afetados. As meninges dos cordeiros afetados apresentaram fusão de membranas com áreas focais de espessamento fbroso e debris necróticos. O vírus Akabane, um membro do gênero Orthobunyavirus, da família Bunyaviridae, causa anormalidades congênitas e artrogripose com hidrocéfalo e hidrocefalia em ruminantes e poderá vir a ser a causa do presente surto. Os autores recomendam a realização de novos estudos com investigações epidemiológicas e isolamento do agente causal. Contudo, outras causas de hidrocéfalo ou malformações cerebrais como as determinadas pelo vírus Schmallenberg, vírus da língua azul e vírus da doença de border, bem como de plantas teratogênicas que determinam a artrogripose, também deverão ser investigadas. As autoridades sanitárias deverão tomar medidas de prevenção e controle para bloquear a replicação do vírus em artrópodes vetores.(AU)
Descritores: Artrogripose/genética
Ovinos/anormalidades
Ovinos/genética
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 117 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde