Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.150.900.649.313.750.377.750 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 50 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 5 ir para página              

  1 / 50 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1129487
Autor: Iglesias, G. A; Bento, H. J; Kuczmarski, A. H; Costa, T. L. C; Ribeiro, J; Pimentel, S; Paulino, J. S; Adania, C. H; Paz, R. C. R.
Título: Coleta de sêmen em Leopardus guttulus pelo método do cateterismo uretral / Leopardus guttulus semen collection using urethral catheter method
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);72(3):836-842, May-June, 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Considerando a realidade conservacionista dos animais mantidos em cativeiro, em especial os pequenos felídeos silvestres, objetivou-se, com este estudo, descrever o método de coleta de sêmen por cateterismo uretral em Leopardus guttulus cativos, anestesiados com cetamina-dexmedetomidina. Inicialmente foram utilizados 13 animais para coleta de sêmen por cateterismo mediante o uso de diferentes doses de cetamina-dexmedetomidina. Após determinação da dose anestésica ideal para coleta de sêmen nessa espécie, cinco L. guttulus machos foram submetidos a coletas seriadas de sêmen pelo método do cateterismo. A dose ideal para coleta de sêmen foi de 0,008mg/kg de dexmedetomidina e 10mg/kg de cetamina. Os valores médios para volume e concentração foram de 35,9µL e 552,8x106sptz/mL. Com média de 71% de motilidade e 3,1 de vigor, 68% dos espermatozoides apresentaram vitalidade (integridade de membrana) e 77% integridade acrossomal. Sobre as patologias espermáticas, obteve-se uma média de 28% de espermatozoides com defeitos maiores, 6% com defeitos menores e 67% normais. As vantagens do método, como a facilidade e o baixo custo, fazem recomendar sua utilização em L. guttulus, pois foram apresentados bons resultados quanto à concentração espermática, à motilidade, ao vigor, à viabilidade espermática e à integridade acrossomal, sendo uma técnica promissora para utilização em felinos selvagens.(AU)

Considering the conservationist reality of animals kept in captivity, especially the small wild felids, this study aimed to describe the semen collection method using urethral catheterization in captive Leopardus guttulus, anesthetized with ketamine-dexmedetomidine. Initially, 13 animals were used for semen collection using catheterization with different ketamine-dexmedetomidine doses. After determination of the best anesthetic dose for semen collection in this species, five male L. guttulus were submitted to serial semen collections using the catheter method. The dose for semen collection was 0.008mg/kg dexmedetomidine and 10mg/kg ketamine. The mean values for volume and concentration were 35.9µL and 552.8x106sptz/mL, with a mean of 71% motility, 3.1 vigor, and 68% of spermatozoa presented vitality and 77% presented acrosomal integrity. Sperm pathologies obtained an average of 28% of spermatozoa with major defects, 6% of spermatozoa with minor defects and 67% of normal spermatozoa. The method advantages such as ease and low cost lead us to recommend the use in L. guttulus, since it presented good results regarding sperm concentration, motility, vigor, sperm viability and acrosomal integrity, being a promising technique for use in wild cats.(AU)
Descritores: Sêmen
Cateterismo Urinário/veterinária
Coleta de Tecidos e Órgãos/métodos
Coleta de Tecidos e Órgãos/veterinária
Felidae
-Dexmedetomidina
Ketamina
Animais Selvagens
Limites: Animais
Masculino
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Monteiro, Sílvia Gonzalez
Texto completo
Id: lil-795070
Autor: Gressler, Lucas Trevisan; Noll, Jéssica Caroline Gomes; Freitas, Ítallo Barros de; Monteiro, Silvia Gonzalez.
Título: Multiparasitism in a wild cat (Leopardus colocolo) (Carnivora: Felidae) in southern Brazil / Multiparasitismo em um felino silvestre (Leopardus colocolo) (Carnivora: Felidae) no Sul do Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(3):374-377, July-Sept. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Parasitic diseases reflect the health and balance of ecosystems, affecting not only individuals but also entire populations or communities. The aim of this study was to report on the diversity of parasitic helminths detected in the feces of a wild feline in southern Brazil. Parasites were obtained from fecal samples, and four techniques were used for parasitological examination: direct examination, centrifugal flotation with zinc sulfate (Faust technique), simple sedimentation (Hoffman technique) and Baermann-Moraes. The parasites were identified through micrometry and morphology, as follows: Ancylostoma sp., Toxocara sp., Trichuridae, Aelurostrongylus abstrusus, Alaria sp., and Spirometra sp. We recorded the genus Ancylostoma parasitizing L. colocolo for the first time.

Resumo Doenças parasitárias refletem a saúde e o equilíbrio dos ecossistemas, influenciando não só um indivíduo e sim uma população ou comunidade. Este trabalho teve por objetivo relatar a diversidade de helmintos encontradas nas fezes de um felino silvestre na região Sul do Brasil. Os parasitos foram obtidos a partir de amostras fecais, sendo utilizadas quatro técnicas para os exames parasitológicos: exame direto, centrífugo-flutuação com sulfato de zinco (Técnica de Faust), sedimentação simples (Técnica de Hoffman) e Baermann-Moraes. Os parasitos foram identificados através de micrometria e morfologia, sendo esses: Ancylostoma sp., Toxocara sp., Trichuridae, Aelurostrongylus abstrusus, Alaria sp. e Spirometra sp. Estudos da fauna parasitária de animais silvestres são relevantes, tanto para o equilíbrio e saúde desses animais, como para o controle e prevenção de doenças transmitidas ao homem. Ancylostoma spp. foi identificado pela primeira vez em L. colocolo.
Descritores: Felidae/parasitologia
Fezes/parasitologia
Helmintos/isolamento & purificação
-Spirometra/isolamento & purificação
Toxocara/isolamento & purificação
Trichuroidea/isolamento & purificação
Brasil
Estrongilídios/isolamento & purificação
Ancylostoma/isolamento & purificação
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Amendoeira, Maria Regina Reis
Texto completo
Id: biblio-959182
Autor: Dib, Laís Verdan; Cronemberger, Cecília; Pereira, Fabiane de Aguiar; Bolais, Paula Forain; Uchôa, Claudia Maria Antunes; Bastos, Otilio Machado Pereira; Amendoeira, Maria Regina Reis; Barbosa, Alynne da Silva.
Título: Gastrointestinal parasites among felids inhabiting the Serra dos Órgãos National Park, Rio de Janeiro, Brazil / Parasitos gastrintestinais em felídeos que habitam o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, Rio de Janeiro, Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;27(2):131-140, Apr.-June 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract This study aimed to investigate the species of felids that inhabit the Serra dos Órgãos National Park (Parnaso) and gastrointestinal parasites at various stages of their life cycles in the feces of these animals. Between 2013 and 2015, felid feces were collected from trails in Parnaso. The sampling points were georeferenced. A total of 82 fecal samples were processed, of which 79 were collected on the ground, two from captured felids and one from a necropsied animal. All samples underwent coproparasitological techniques. Samples collected from the environment underwent additional trichological analysis. Fur patterns corresponding to Leopardus guttulus, Leopardus pardalis, Leopardus wiedii and Puma yagouaroundi were observed in 32 of the samples collected on the soil. High frequency of potentially parasitic evolving forms (88.6%) was observed in felid feces, particularly eggs of the family Diphyllobothriidae (68.6%). Besides, were also detected, eggs of superfamily Ascaridoidea (42.9%), nematode larvae (28.6%), eggs of order Strongylida (28.6%), Capillaria sp. (8.6%), Trichuris sp. (8.6%), eggs of order Spirurida (2.9%), unsporulated coccidian oocysts (8.6%) and Eimeria sp. (2.9%). Felid feces presented higher frequency of polyparasitism (60%) than monoparasitism (28.6%).

Resumo Este estudo teve como objetivo pesquisar as espécies de felídeos que circulam no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso), bem como as formas evolutivas de parasitos gastrintestinais nas fezes desses animais. Entre 2013 e 2015, fezes de felídeos foram coletadas nas trilhas do Parnaso, sendo os pontos de coleta georeferenciados. Foram coletadas 82 amostras fecais, sendo 79 do ambiente, duas de felídeos capturados e uma de um animal necropsiado. Todas as amostras foram submetidas a técnicas coproparasitológicas, sendo as coletadas do ambiente também analisadas pela tricologia. Em 32 amostras coletadas do solo foram identificados padrões de pelos de Leopardus guttulus , Leopardus pardalis, Leopardus wiedii e Puma yagouaroundi. Elevada frequência de formas evolutivas potencialmente parasitárias (88,6%) foi evidenciada nas fezes dos felídeos, destacando os ovos da Família Diphyllobotrhiidae (68,6%). Além destes, também foram detectados, ovos da superfamília Ascaridoidea (42,9%), larvas de nematoides (28,6%), ovos da ordem Strongylida (28,6%), Capillaria sp. (8,6%), Trichuris sp. (8,6%), ovos da família Spirurida (2,9%), oocistos de coccídios não esporulados (8,6%) e Eimeria sp. (2,9%). As fezes dos felídeos apresentaram maior frequência de poliparasitismo (60%) que de monoparasitismo (28,6%).
Descritores: Trato Gastrointestinal/parasitologia
Felidae/parasitologia
Enteropatias Parasitárias/veterinária
-Brasil
Fezes/parasitologia
Parques Recreativos
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1058010
Autor: Dazzi, Cláudia Ceruti; Santos, Alex dos; Machado, Tanise Policarpo; Ataíde, Michelli Westphal de; Rodriguez, Rubens; Pereira, Ananda Müller; García, Paulina Sepúlveda; Motta, Adriana Costa da.
Título: First case report of nematode parasitic myelopathy in a wild feline in Brazil / Primeiro relato de caso de mielopatia parasitária causada por nematódeo em um felídeo selvagem no Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;29(1):e014619, 2020. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Parasitic myelopathy caused by Gurltia paralysans in domestic cats is a disease commonly reported in several South American countries. The adult parasite is lodged in the meningeal veins and spinal cord, often causing clinical manifestations of vascular proliferation, thrombophlebitis, and medullary compression. Wild felines are believed to be the definitive hosts of this parasite. The infection occurs through the ingestion of paratenic hosts, but the life cycle of G. paralysans is not yet clearly understood. In this paper, we discuss a case of parasitic myelopathy in a margay (Leopardus wiedii) that died during post-surgical care. Necropsy revealed focal hemorrhages in the thoracolumbar spinal cord. A microscopic examination revealed adult nematodes and eggs inside the veins of subarachnoid space in spinal cord, suggesting G. paralysans infection. This is first description of parasitic myelopathy in a margay in Brazil.

Resumo Mielopatia parasitária causada por Gurltia paralysans em gatos domésticos é uma doença comumente relatada em vários países da América do Sul. O parasita adulto aloja-se nas veias das meninges e da medula espinhal, muitas vezes causando proliferação vascular, tromboflebite e compressão medular, que se manifestam como sinais clínicos. Acredita-se que os felídeos selvagens sejam hospedeiros definitivos deste parasita e que a infecção ocorre por ingestão de hospedeiros paratênicos, entretanto seu ciclo de vida completo é desconhecido. Aqui, apresentamos um caso de um gato-maracajá (Leopardus wiedii) que morreu durante a assistência pós-cirúrgica. Na necropsia, foram observadas hemorragias focais na medula espinhal toracolombar. A microscopia revelou presença de nematódeos adultos e ovos, localizados dentro das veias do espaço subaracnoide da medula espinhal, o que sugeriu a infecção por G. paralysans. Esta é a primeira descrição de mielopatia parasitária em um gato-maracajá no Brasil.
Descritores: Doenças da Medula Espinal/parasitologia
Felidae/classificação
Nematoides/isolamento & purificação
Infecções por Nematoides/veterinária
-Doenças da Medula Espinal/diagnóstico
Brasil
Felidae/parasitologia
Animais Selvagens
Nematoides/classificação
Infecções por Nematoides/diagnóstico
Infecções por Nematoides/parasitologia
Limites: Animais
Gatos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Amendoeira, Maria Regina Reis
Texto completo
Id: biblio-1099558
Autor: Encharte, Ginette Villar; Barbosa, Alynne da Silva; Pinheiro, Jessica Lima; Segon, Alejandro Manuel Rodriguez; Augusto, Anderson Mendes; Chenard, Marina Galindo; Amendoeira, Maria Regina Reis.
Título: Toxoplasma gondii and other parasites studied in feline feces in Zoos in Cuba and Brazil
Fonte: Rev. patol. trop;48(4):211-221, 2019.
Idioma: en.
Resumo: Under certain circumstances, wild animals kept in zoos may be more exposed to infectious parasitic diseases. The puprpose of this study was to determine the frequency of gastrointestinal parasites in captive wild felids in the National Zoological Park (PZN) in Cuba (Havana) and in RioZoo in Brazil (Rio de Janeiro). A total of 52 fecal samples were collected from 52 felids, as follows: 19 Panthera leo, two Leopardus tigrinus, two Leopardus pardalis, one Panthera tigris altaica, four Panthera tigris tigris, six Panthera onca, seven Puma concolor, one Herpailurus yagouaroundi, three Acinonyx jubatus, two Caracal caracal and five Panthera pardus. The fecal samples were processed and examined microscopically. The frequency of parasite positive animals was 17.5% (7/40) in PZN and 25% (3/12) in RioZoo. Panthera pardus (40%) and Panthera onca (20%) were most frequently infected in PZN and Panthera leo (100%) and Leopardus pardalis (50%) in RioZoo. Hookworm (12.5%) was detected in PZN as well as Toxascaris leonina (10%) and in RioZoo nematode larvae (9.1%) , hookworm eggs (9.1%), Toxascaris leonina (2%) and the cestode eggs from the Diphyllobothriidae family (9.1%) were found. Toxoplasma gondii-like oocysts were not detected in feline feces. Although the positivity of gastrointestinal parasites detected in feline fecal samples was not very high in these zoos, both institutions need to implement and maintain sanitary measures, including routine diagnosis of parasitosis followed by specific treatment according to the infections detected.
Descritores: Doenças Parasitárias
Toxoplasma
Felidae
-Parques Recreativos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  6 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1038634
Autor: Schuingues, C. O; Lima, M. G; Santos-Filho, M; Campos, D. V. S; Costa, G. M.
Título: Características morfológicas do estômago de jaguatirica (Leopardus pardalis - Linnaeus, 1758) / Morphological characteristics of the stomach of the ocelot (Leopardus pardalis - Linnaeus, 1758)
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(4):1171-1178, jul.-ago. 2019. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Leopardus pardalis é uma das espécies de felinos neotropicais mais estudadas em seus aspectos ecológicos, porém informações de questões morfofisiológicas do trato digestório não são encontradas na literatura. Visando contribuir com tais informações, o objetivo deste artigo foi caracterizar a morfologia do estômago dessa espécie. Nesta pesquisa, foram utilizados cinco exemplares adultos, coletados após óbito por atropelamento ou doados pelo IBAMA ao Laboratório de Zoologia e Morfologia Animal da Universidade do Estado de Mato Grosso - Alta Floresta. Os animais foram fixados com solução aquosa de formaldeído a 10%, dissecados por meio de técnicas anatômicas. Além dos estudos anatômicos, também foram coletados tecidos para microscopia. As análises macroscópicas revelaram que o estômago era do tipo unicavitário, com presença de pequena e grande curvatura, localizado no antímero esquerdo e constituído pelas regiões características do órgão. Em seus aspectos microscópicos, mostrou-se formado pelas quatro túnicas usuais do tubo digestório: túnica mucosa, submucosa, muscular e serosa, cada uma com as particularidades características de cada região, principalmente na túnica mucosa. O estômago de L. pardalis revelou uma morfologia semelhante às espécies domésticas e selvagens, com particularidades histomorfológicas na região pilórica. Esse padrão pode estar relacionado a adaptações evolutivas no processo digestivo dessa espécie.(AU)

The species Leopardus pardalis is one of the species of neotropical felines more studied in its ecological aspects, however, information of morphophysiological questions of the digestive tract are not found in the literature. Aiming to contribute with such information, the objective of this work was to characterize the morphology of the stomach of this species. Five adult specimens, collected after death by trampling, or donated by IBAMA to the Laboratory of Zoology and Animal Morphology of the University of the State of Mato Grosso - Alta Floresta, were used in this research. The animals were fixed with aqueous solution of formaldehyde 10%, dissected through the basic techniques and instruments of anatomy, and later the material was collected for microscopy. The macroscopic analysis revealed that the stomach was of the unicavitary type, with small and great curvature, located in the left antimer and constituted by the characteristic regions of the organ. In its microscopic aspects it was formed by the four usual tunics of the digestive tube: tunica mucosa, submucosa, muscular and serosa, each one with the peculiarities characteristic of each region, mainly in the tunica mucosa. The stomach of L. pardalis revealed similar morphology to the domestic and wild species, with small histomorphological peculiarities in the pyloric region, which may be related to evolutionary adaptations in the digestive process of this species.(AU)
Descritores: Estômago/anatomia & histologia
Estômago/ultraestrutura
Felidae/anatomia & histologia
-Piloro/anatomia & histologia
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  7 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-895492
Autor: Schuingues, Cristiano de O; Lima, Mendelson G. de; Sardinha, Geise H. R; Pimenta, Adriano L; Monteiro, Cléia C; Ambrósio, Carlos E; Martins, Daniele dos S; Costa, Gerlane de M.
Título: Morfologia da traqueia e lobação pulmonar de Leopardus pardalis (jaguatirica) / Morphology of the trachea and lung lobation of Leopardus pardalis (ocelot)
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;37(8):897-903, Aug. 2017. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A espécie Leopardus pardalis, conhecida popularmente como jaguatirica, é um felino de médio porte com ampla distribuição em território nacional e está incluída na lista de espécies da fauna brasileira ameaçadas de extinção. Este estudo teve como objetivo caracterizar os aspectos macroscópicos e microscópico da traqueia e lobos pulmonares em L. pardalis. As análises foram feitas utilizando cinco exemplares de jaguatirica, sendo dois machos e três fêmeas, adultos, três desses exemplares foram a óbito por atropelamento em rodovias próximas ao município de Alta Floresta, e dois doados após a morte pelo IBAMA ao o Laboratório de Zoologia e Morfologia Animal. Nos espécimes a traqueia era um tubo flexível formado por pares de arcos cartilaginosos, apresentando epitélio pseudo-estratificado não ciliado no seu revestimento interno, e outros estruturas básicas deste órgão. O pulmão se mostrou como um órgão constituído por lobos separados por fissuras com um parênquima usual aos demais mamíferos descritos. No que diz respeito às caraterísticas anatômicas da traqueia e pulmão se mostraram semelhantes à de outros mamíferos, já nos aspectos microscópicos da traqueia apresentou certas peculiaridades diferindo dos demais trabalhos encontrados. No que tange o aspecto do parênquima pulmonar as características histológicas não variaram com as que estão descritas.(AU)

The species Leopardus pardalis, popularly known as ocelot, is a medium sized cat with wide distribution in the national territory and is included in the list of species of Brazilian fauna threatened with extinction. This study aimed to characterize the macroscopic and microscopic aspects of the trachea and lung lobes in L. pardalis. Analyses were performed using five copies of ocelot, two males and three females, adults, three of these specimens died from being run over on highways nearby the municipality of Alta Floresta, and two donated after death by IBAMA to the Laboratory of Zoology and Animal Morphology. In the trachea specimens was a flexible tube formed by pairs of cartilaginous arches, with pseudo-stratified epithelium ciliated not in its inner lining, and other basic structures of this body. Lung proved as a body made up of lobes separated by cracks with a usual parenchyma to the other described mammals. With respect to the anatomic features of the trachea and lung were similar to other mammals, as in the microscopic aspects of the trachea showed certain peculiarities found differing from the other jobs. Regarding the appearance of the lung parenchyma histological characteristics did not differ with those described.(AU)
Descritores: Traqueia/anatomia & histologia
Brônquios/anatomia & histologia
Felidae/anatomia & histologia
Tecido Parenquimatoso/anatomia & histologia
Pulmão/anatomia & histologia
-Sistema Respiratório/anatomia & histologia
Animais Selvagens/anatomia & histologia
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  8 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-967413
Autor: Erdmann, Renato Herdina; Moreira, Nei; Cubas, Zalmir Silvino; Moraes, Wanderlei de; Oliveira, Marcos José de; Zimmermann, Marcisnei Luiz; Ribeiro, Robrigo Neca; Blank, Marcel Henrique; Parchen, Helber Daniel.
Título: Contenção farmacológica da jaguatirica, Leopardus pardalis, para coleta de sêmen, pela associação de tiletamina-zolazepam e xilazina / Chemical restraint of ocelot, Leopardus Pardalis, for semen collection with the association of tiletamine-zolazepam and xylazine
Fonte: Biosci. j. (Online);29(5-Supplement 1):1731-1737, nov. 2013. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Foram avaliados os efeitos anestésicos da associação de cloridrato de tiletamina (7 mg/kg), cloridrato de zolazepam (7 mg/kg) e cloridrato de xilazina (1 mg/kg), doses calculadas para peso estimado, aplicados por via intramuscular profunda para a contenção farmacológica de machos de jaguatirica, (Leopardus pardalis. Linnaeus, 1758) (Felidae), submetidos à coleta de sêmen por eletroejaculação. Quatro animais foram anestesiados em quatro a cinco ocasiões diferentes, com intervalo mínimo de 30 dias, totalizando 17 procedimentos. Em algumas ocasiões, quando a contenção farmacológica inicial não propiciava segurança para a manipulação do animal, foi necessária a aplicação complementar de anestésicos, sendo então administrada 1/3 da dose inicial, fato necessário em apenas três (17,64%) do total de procedimentos. Após a administração das drogas, foram monitorados durante 80 minutos parâmetros como frequência cardíaca, frequência respiratória, temperatura retal, miorrelaxamento e nocicepção. O período de latência foi de 3,56±0,55 minutos após a injeção e o tempo para recuperação foi de 169,60±12,37 minutos. Não foi evidenciada diferença estatística (p>0,05) entre os animais e os momentos avaliados para reações dolorosas, miorrelaxamento, bem como para os parâmetros: frequências respiratória e cardíaca e temperatura retal. A associação de tiletamina-zolazepam e xilazina, nas doses de 7mg/kg e 1mg/kg respectivamente, proporcionou uma boa qualidade anestésica, curto período de latência, bom período anestésico hábil e com segurança para a realização do procedimento de eletroejaculação nas jaguatiricas, com boa qualidade do sêmen obtido.

The anesthetic effects of tiletamine hydrochloride (7 mg/kg), zolazepam hydrochloride (7 mg/kg) and xylazine (1 mg/kg) association, doses calculated by the estimated weight, were evaluated after deep intramuscular injection for pharmacological restraint of male ocelot (Leopardus pardalis. Linnaeus, 1758) (Felidae), subjected to semen collection by electroejaculation. Four animals were anesthetized on four to five different occasions with an interval of 30 days, totaling 17 procedures. In some instances, when the initial pharmacological restraint was not propitiated safety for handling the animal, it was necessary to apply supplementary anesthetics, and then administered 1/3 of the initial dose, fact necessary only in three procedures (17.64%). After the injection, parameters like heart rate, respiratory rate, rectal temperature, muscle relaxation and nociception was monitored for 80 minutes. The latency period was 3.56±0.55 minutes after injection and the time for recovery was 169.60±12.37 minutes. There was no significant statistical difference (p>0.05) between the animals and moments evaluated for painful reactions, muscle relaxant, as well as for the parameters: respiratory and heart rates and rectal temperature. The combination of tiletamine-zolazepam and xylazine at doses of 1mg/kg and 7mg/kg respectively, provided a good quality of anesthesia, short latency period, good viable anesthetic period and safety to proceed the electroejaculation in ocelots, with good quality of obtained semen.
Descritores: Sêmen
Zolazepam
Felidae
Anestesia
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  9 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-965462
Autor: Mazzotti, Giovana A; Silva, Wanessa A. C; Carneiro, Filipe T; Scalon, Marcela C; Lima, Mariana A; Teixeira, Marianne A; Lima, Alice C. F; Paludo, Giane R.
Título: Investigação molecular de Ehrlichia canis, Anaplasma platys, Anaplasma phagocytophilum e Rickettsia spp. em felídeos selvagens cativos / Molecular investigation of Ehrlichia canis, Anaplasma platys, Anaplasma phagocytophilum and Rickettsia spp. in captive wild felids
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;38(3):528-535, mar. 2018. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Doenças transmitidas por vetores estão emergindo e reemergindo em todo o mundo, representando um desafio na medicina humana e veterinária. Entre essas doenças estão aquelas causadas pelos agentes da ordem das Rickettsiales, que são bactérias Gram-negativas intracelulares obrigatórias, com capacidade de infectar vários animais e seres humanos. As Rickettsiales das espécies Ehrlichia spp. e Anaplasma spp. são observadas em vacúolos citoplasmáticos de leucócitos e plaquetas. As Rickettsiales da espécie Rickettsia spp. infectam livremente citoplasma ou núcleo de células hospedeiras. O objetivo do presente estudo foi investigar a infecção natural por Ehrlichia canis, Anaplasma platys, Anaplasma phagocytophilum e Rickettsia spp. em felídeos selvagens cativos no Distrito Federal e Goiás, Brasil. Além disso, também objetivou-se relacionar possíveis alterações hematológicas decorrentes da presença desses agentes. Amostras de sangue de 34 animais foram analisadas por meio da PCR para detecção de presença de DNA desses agentes. O DNA de Ehrlichia canis foi detectado em 5,8% (2/34) das amostras, A. platys foi detectado 64,7% (22/34), A. phagocytophilum foi detectado em 5,8% (2/34). O DNA de Rickettsia spp. não foi detectado em nenhuma amostra. Dois felídeos apresentaram coinfecção por E. canis e A. platys e dois apresentaram coinfecção por A. platys e A. phagocytophilum. Não houve diferenças significativas nos dados hematológicos das amostras positivas e negativas. Os dados sugerem que os felídeos selvagens cativos podem servir como potenciais reservatórios para Ehrlichia spp. e Anaplasma spp., a despeito de não ocasionarem alterações hematológicas.(AU)

Vector-borne diseases have been emerging and reemerging all over the world, causing a challenge to veterinary and human medicine. Among these diseases are those caused by agents of the order Rickettsiales, obligatory intracellular Gram-negative bacteria, with ability to infect several animals and humans. Rickettsiales of the species Ehrlichia spp. and Anaplasma spp. residing in cytoplasmic vacuoles of leukocytes and platelets. Rickettsiales of the species Rickettsia spp. freely infect cytoplasm or nucleus of host cells. The aim of the present study was to investigate the natural infection with Ehrlichia canis, Anaplasma platys, Anaplasma phagocytophilum and Rickettsia spp. in captive wild felids at the Federal District and Goiás, Brazil. In addition, it was also aimed to relate possible changes in hemogram with the presence of these agents. Blood samples from 34 animals were analyzed by PCR to detect the presence of DNA from these agents. The DNA of Ehrlichia canis was detected in 5.8% (2/34) of samples. A. platys was detected in 64.7% (22/34), A. phagocytophilum was detected in 5.8% (2/34). The DNA of Rickettsia spp. was not detected in any sample. Two felides presented co-infection with E. canis and A. platys, and two presented co-infection with A. platys and A. phagocytophilum. There were no significant differences in hematological data from positive and negative samples. The data suggest that captive wild felids can serve as potential reservoirs for Ehrlichia spp. and Anaplasma spp., despite hematological abnormalities were not observed.(AU)
Descritores: Rickettsia/patogenicidade
Ehrlichia canis/patogenicidade
Felidae/microbiologia
Anaplasma/patogenicidade
-Patologia Molecular
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  10 / 50 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-529835
Autor: Kawakami, Ana Paula; Osugui, Lika; César, Amarylis Toledo; Priven, Waisse Silvia; Carvalho, Vania Maria de; Bonamin, Leoni Villano.
Título: In vitro growth of uropathogenic Escherichia coliisolated from a snow leopard treated withhomeopathic and isopathic remedies: a pilot study / Estudo do crescimento (in vitro) de Escherichia coli uropatogênica isolada a partir de um leopardo das neves e tratada com medicamentos homeopáticos e isopáticos: estudo piloto
Fonte: Int. j. high dilution res;8(27):41-44, 2009. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: This paper reports the results of incubation of a strain of uropathogenic Escherichia coli (UPEC) isolated from a snow leopard - which had died of septicemia secondary to necro-hemorrhagic cystitis - with homeopathic and isopathic remedies. Methods: UPEC was isolated from heart blood and previously typified for virulence factors; it was incubated with homeopathic remedies Cantharis vesicatoria (urinary tract infection affinity), Mercurius solubilis (from symptoms analysis) and nosode prepared from the actual strain, all in dilution 12cH. Results: 2 patterns of bacterial growth were observed, associated to the quality of nutrients in the culture medium; inrich-nutrient medium, nosode of E. coli 12cH had a significant inhibitory effect; in poor-nutrient medium, Merc 12cH exerted significant inhibitory effect. Conclusion: results suggest that the previous conditions of prokaryote systems may influence the in vitro response to homeopathic and isopathic remedies.

Este artigo relata os resultados da incubação de uma linhagem de Escherichia coli uropatogênica (UPEC) isolada a partir de um leopardo das neves, que morreu de septicemia secundária a cistite necrótica-hemorrágica. A UPEC foi tratada com preparados homeopáticos e isopáticos. Métodos: UPEC foi isolada de sangue cardíaco e previamente tipificada para fatores de virulência; foi incubada com o medicamento homeopático Cantharis vesicatoria (afinidade com infecção do trato urinário), Mercurius solubilis (a partir da análise de sintomas) e nosódio preparado a partir da mesma linhagem de bactérias, todas em 12 cH. Resultados: 2 padrões de crescimento bacteriano foram observados, associados à qualidade dos nutrientes do meio de cultura; em meios ricos em nutrientes, nosódio de E. coli 12 cH teve um significativo efeito inibitório; em meio pobre de nutrientes, Merc 12 cH exerceu efeito inibitório significativo. Conclusão: os resultados sugerem que as condições prévias do sistema procarioto estudado podem influenciar as respostas proliferativas in vitro para preparados homeopáticos e isopáticos.
Descritores: Escherichia
Felidae
Homeopatia
Infecções Urinárias
Isoterapia
Responsável: BR926.1 - Biblioteca Artur de Almeida Rezende Filho



página 1 de 5 ir para página              
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde