Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.150.900.649.313.984.235 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 176 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 18 ir para página                         

  1 / 176 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-990231
Autor: Fogaça, Jéssica L; Castiglioni, Maria C. R; Vettorato, Michel C; Andrade, Danilo G. A; Puoli-Filho, José N. P; Fernandes, Marco A. R; Machado, Vânia M. V.
Título: B-mode and Doppler ultrasonography in the assessment of the common carotid arteries of equines and mules and the relation with body mass, age and neck circumference / Estudo de ultrassonografia modo-B e Doppler na avaliação das artérias carótidas comuns de equinos e muares e a relação com o peso, idade e a circunferência do pescoço
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;39(1):75-84, Jan. 2019. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: As age increases, changes in cardiovascular anatomy and physiology occur, even in the absence of disease. Thus, studies of vessel hemodynamics are considered primordial to detect any cardiovascular changes. The objective of this study has been to describe the parameters of B-mode and spectral Doppler ultrasonography in the evaluation of the common carotid arteries of 11 equine and 11 mules, and correlate with age, body mass and neck circumferences. The diameters, intima - media thickness (IMT), resistivity index (RI), pulsatility index (PI), systolic velocity (SV), diastolic velocity (DV), maximum velocity (MV), vascular flow index (VFI), body mass, age, circumference and neck length. Ultrasonographic variables were evaluated in three different region called cranial, middle and caudal. Equine females presented higher values regarding the body mass, age and neck length, as compared to the neck circumferences of the animals, those of the mules were superior. The age of the mules had a positive correlation with the body mass, diameter and neck circumferences, it has a negative correlation between age and vessel diameters. The body mass of the mules had a positive correlation with age and vessel diameters, and with vessel diameters and neck circumferences in equine females. The RI and PI variables had a positive correlation with body mass for mules, and with age for equine females. The DV had a negative correlation with body mass for both equine and mule females. Regarding the variables MV and VFI, age correlated negatively for mules, while it was not significant for equine females. It found a difference between equine females and mules in the correlations performed, with body mass, age, neck circumferences and between B-mode and Doppler ultrasonography variables.(AU)

Com o aumento da idade ocorrem alterações na anatomia e fisiologia cardiovascular, mesmo na ausência de doenças. Assim, os estudos da hemodinâmica dos vasos são considerados primordiais para detectar quaisquer alterações cardiovasculares. Esse trabalho tem como objetivo descrever as variáveis de ultrassonografia modo-B e Doppler espectral na avaliação das artérias carótidas comuns de 11 fêmeas equinas e 11 muares, e correlacionar com idade, massa corpórea e circunferências dos pescoços. Para tais procedimentos foram avaliados os diâmetros, espessura da camada íntima média (EIM), índice de resistividade (IR), índice de pulsatilidade (IP), velocidade sistólica (VS), velocidade diastólica (VD), velocidade máxima (VM), índice de vascularização de fluxo (IVF), massa corpórea, idade, circunferências e comprimentos dos pescoços. As variáveis ultrassonográficas foram avaliadas em três regiões diferentes denominados de crania médio e caudal. As fêmeas equinas apresentaram valores maiores referente ao massa corpórea, idade e comprimento dos pescoços, já em relação às circunferências dos pescoços dos animais, as dos muares foram superiores. A idade dos muares possuiu correlação positiva com a massa corpórea, diâmetro e com as circunferências dos pescoços, com as fêmeas equinas, possui correlação negativa entre idade e os diâmetros dos vasos. A massa corpórea dos muares teve correlação positiva com idade e diâmetros dos vasos, já às fêmeas equinas com diâmetros dos vasos e as circunferências dos pescoços. As variáveis IR e IP tiveram correlação positiva com a massa corpórea para os muares, e com idade para fêmeas equinas. O VD teve correlação negativa com a massa corpórea tanto para as fêmeas equinas quanto nos muares. Já as variáveis VM e IVF, a idade correlacionou negativamente para os muares, enquanto não foi significativo para as fêmeas equinas. Averiguou diferença entre fêmeas equinas e muares nas correlações realizadas, com a massa corpórea, idade, circunferências dos pescoços e entre as variáveis da ultrassonografia modo-B e Doppler.(AU)
Descritores: Artérias Carótidas/anatomia & histologia
Artérias Carótidas/fisiologia
Artérias Carótidas/diagnóstico por imagem
Equidae/anatomia & histologia
Equidae/fisiologia
-Ultrassonografia/veterinária
Ultrassonografia Doppler/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 176 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-911261
Autor: Jerbi, H; Rejeb, A; Erdogan, S; Pérez, W.
Título: Anatomical and morphometric study of gastrointestinal tract of donkey (Equus africanus asinus)
Fonte: Braz. j. morphol. sci = Rev. bras. ciênc. morfol;31(1):18-22, 1/3/2014. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Introduction: We dissected and described the macroscopic anatomy of the gastrointestinal tract of the donkey. Materials and Methods: Eleven domestic donkeys of both sexes from Tunisia were used for this study. Results: Although statistically insignificant, length values of the gastrointestinal tract pertaining to the females were generally higher than those pertaining to the males. The ostium cardiacum was very narrow and its diameter was 4.42 ± 0.57 mm in the males and 6 ± 1.22 mm in females. In the first part of the duodenum, we found papilla duodeni major and papilla duodeni minor. Both papillae were located very near to each other with a distance less than 1 cm and very near to the ostium pyloricum. The cecum was divided in parts of basis, corpus and apex. Three flexures divided the ascending colon into four parts: right ventral, left ventral, left dorsal and right dorsal. The cecum, left ventral colon and right dorsal colon had more evident sacculations (Haustra ceci and coli) (Figure 5). Teniae numbers were constant in all animals as 4, 4, 4, 1, 3 and 2 for cecum, right ventral colon, left ventral colon, left dorsal colon, right dorsal colon and descending colon, respectively. Conclusion: Although the gross anatomy of the intestines of the donkey was similar to the domestic horse in general, we detected some differences between these equine species.(AU)
Descritores: Equidae/anatomia & histologia
Trato Gastrointestinal/anatomia & histologia
-Tamanho do Órgão
Estômago/anatomia & histologia
Intestinos/anatomia & histologia
Modelos Anatômicos
Limites: Seres Humanos
Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 176 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-976443
Autor: Silva, Paula C. A; Oliveira, Jhonnatha P; Dutra, Gabriel A; Paiva, Sávio O; Caram, Diogo F; Junqueira, Renato G. C; Jacob, Julio C. F.
Título: Taxa de recuperação e características morfológicas de embriões muares (Equus caballus x Equus asinus) / Recovery rate and morphologic features of cross bred embryos (Equus caballus x Equus asinus)
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;38(7):1453-1457, July 2018. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A Transferência de Embrião (TE) contribuiu efetivamente para a produção de equinos e outras espécies. O mercado de muares tem apresentado um contínuo crescimento, entretanto, a aplicação das biotecnologias para a produção desses animais ainda é escassa. O presente estudo avaliou a taxa de recuperação embrionária e as características dos embriões provenientes do cruzamento de éguas com jumentos. Os embriões foram recuperados entre os dias 6 e 9 após a ovulação, dessa forma foi realizada a avaliação da taxa de recuperação embrionária e avaliação das características relacionadas com a idade, morfologia e diâmetro embrionário. A taxa de recuperação embrionária total foi de 55,9% (71/127), e não apresentou diferença para as colheitas realizadas em diferentes dias (D6-D9). Foram recuperados embriões nos estágios de mórula, blastocisto inicial, blastocisto e blastocisto expandido. O tamanho dos embriões variou entre 147-1688μm e a média do diâmetro de todos os embriões recuperados foi de 438,04μm. A recuperação de embriões muares pode ser realizada entre os dias 6 e 9 após a ovulação, e propicia a recuperação de embriões nos primeiros estágios de desenvolvimento.(AU)

Production biotechnologies, particularly embryo transfer (ET) has constantly been contributed to reproduce horses and other species. The mules market has shown continuous growth, however, the biotechnology for mule assisted reproduction is still scarce. The aim of this study was to evaluate the embryo recovery rate and the features of the embryos from mares bred with donkeys. The embryos recovery attempts were performed on days 6 to 9 after ovulation, in order to evaluate the embryo recovery rate and the features related to age, morphology and embryonic diameter in each day. The overall embryo recovery rate was 55,9% (71/127), and there was no significant difference (p>0,05) on different days (D6-D9). Embryos were recovered in stages of mórula, early blastocyst, blastocyst and expanded blastocyst. The diameter of the embryos ranged from 147-1688μm and the mean diameter of all the embryos collected was 438,04μm. The collection of hybrid embryos might be performed between days 6 and 9 after ovulation, and provides recovery of embryos in the early stages of development.(AU)
Descritores: Equidae/embriologia
Transferência Embrionária/veterinária
Estruturas Embrionárias/anatomia & histologia
Cavalos/embriologia
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 176 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-895330
Autor: Moraes, Daniella D. A; Gonçalves, Vitor S. P; Mota, Ana Lourdes A. de A; Borges, José Renato J.
Título: Situação epidemiológica da anemia infecciosa equina em equídeos de tração do Distrito Federal / Epidemiological status of equine infeccious anemia in working equidae from the Federal District, Brazil
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;37(10):1074-1078, out. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A anemia infecciosa equina (AIE) é uma doença causada por um lentivirus que possui distribuição mundial. Essa enfermidade é um entrave ao desenvolvimento da equinocultura no Brasil devido à obrigatoriedade de eutanásia dos animais positivos. Este trabalho teve como objetivo estimar a prevalência de AIE em equídeos de tração no Distrito Federal, assim como identificar fatores de risco associados à doença. Foram sorteados aleatoriamente 350 proprietários (Unidades Primárias de Amostragem- UPA) e foram amostrados todos os equídeos (Unidades secundárias de Amostragem) de cada proprietário sorteado, totalizando 496 animais. As amostras sanguíneas foram analisadas no Lanagro/MG por meio da técnica de imunodifusão em ágar gel (IDGA). No momento da coleta de sangue, também foi aplicado um questionário epidemiológico para a análise de possíveis fatores de risco. A prevalência de AIE nas UPA foi estimada em 2,29%, (IC 95%: 1,01-4,2%) e nos animais foi de 1,81% (IC 95%: 0,55-3,07%). A prevalência foi significativamente maior em muares do que em equinos. Não foi possível comprovar a presença de nenhum outro fator de risco associado à doença. Este estudo demonstra que a prevalência da AIE em equídeos de tração é baixa no Distrito Federal, porém mais alta do que os dados de vigilância de rotina sugerem, o que justifica a eutanásia dos equídeos reagentes, com a finalidade de promover a erradicação da enfermidade. Ratifica-se a importância da realização de exames periódicos nesses animais e a manutenção das atividades de vigilância.(AU)

Equine Infectious Anaemia (EIA) is a disease that has worldwide distribution and it is caused by a lentivirus. The disease constrains the development of horse breeding in Brazil, leading to compulsory slaughter of test positive animals. The objective of this study was to estimate the prevalence of EIA in traction equids and identify potential risk factors in the Federal District. Three hundred and fifty (350) owners were randomly selected (Primary Sampling Units-PSU) and all equids (Secondary Sampling Units - SSU) from each owner were sampled, in a total of 496 animals. Blood samples were tested in LANAGRO/MG using the agar-gel immunodiffusion test (AGID). An epidemiological questionnaire was used to collect data on potential risk factors associated with the disease. The prevalence of PSU (owners) was estimated at 2.29% (95% CI: 1.01-4.2%) and the prevalence in animals was 1.81% (95% CI: 0.55-3.07%). Prevalence was higher in mules than in horses. None of the other variables analyzed as potential risk factors was associated to the presence of the disease. The present study demonstrated that the prevalence of EIA in traction equids is low in the Federal District, which strengthens the case for the maintaining the test-and-cull policy and the need for disease surveillance measures aimed at eradicating the disease.(AU)
Descritores: Anemia Infecciosa Equina/epidemiologia
Equidae/sangue
Equidae/virologia
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 176 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-895331
Autor: Souza, Taciane M; Lopes, Thiago V; Wajnsztejn, Henry; Pazdiora, Raul D; Riet-Correa, Franklin; Fujihara, Rodrigo I; Mansur, Igor M; Schons, Sandro V.
Título: Timpanismo gastrointestinal em equídeos alimentados com Panicum maximum com alto conteúdo de amido / Intestinal bloat in equids fed with Panicum maximum of high starch content
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;37(10):1079-1084, out. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: INCT.
Resumo: Timpanismo intestinal agudo em cavalos e mulas introduzidos em pastagens de Panicum maximum cv. Tanzânia, cv. Massai e cv. Mombaça são relatados na região norte do Brasil, durante o período das chuvas. As causas são desconhecidas, porém, tem sido sugerido que estão associados a um maior armazenamento de carboidratos não fibrosos na gramínea. Este trabalho teve por objetivos realizar um levantamento epidemiológico dos surtos de cólicas ocorridos no Estado de Rondônia, assim como contribuir com o estudo da ação dos carboidratos de P. maximum na ocorrência da doença. Para isso foram realizadas visitas em 10 propriedades que apresentaram casos da enfermidade. Em duas propriedades foram introduzidos equinos no mês de março e foram coletadas amostras de pastagens para a determinação de energia digestiva, lisina, matéria seca, carboidratos solúveis em água, carboidratos solúveis em éter, carboidratos não fibrosos, fibra de detergente neutra, fibra de detergente ácido, lignina, amido, gordura e proteína bruta. Essas determinações foram realizadas, também, em amostras de pastagens de P. maximum de outras propriedades onde não estavam ocorrendo cólicas e das pastagens de Cynodon dactylon de onde provinham os equinos. Os resultados mostraram que os surtos de cólica ocorrem na época de chuva, quando as pastagens estão rebrotando com uma morbidade de 31,6%, e letalidade de 86,1%. As análises bromatológicas mostraram uma diferença significativa nas concentrações de amido (P=0,0072) do P. maximum que causou cólica (8,3 % e 9,2%), quando comparado com o P. maximum das outras propriedades (0,9% e 4,3%) e com o Tifton, utilizado previamente na alimentação dos mesmos equinos (0,2% e 0,8%). Em outra fazenda a doença foi reproduzida experimentalmente em um equino, no mês de março administrando P. maximum cortado contendo 6,5% de amido. A mesma pastagem não causou cólica quando foi administrada a equinos entre os meses de novembro a fevereiro, com 2,7% a 5,1% de amido. Estes resultados sugerem que a causa das cólicas em equídeos em pastagens de P. maximum, na época de rebrote, é o alto conteúdo de amido das mesmas.(AU)

Acute intestinal bloat occurs in horses and mules introduced into sprouting Panicum maximum cv. Tanzania, cv. Massai and cv. Mombaça pastures in northern Brazil during the rainy season. It has been suggested that the disease is due to high concentrations of non-structural carbohydrates in this grass. The paper aimed to study outbreaks of colics in the state of Rondônia, Brazil and contribute to the knowledge of the carbohydrates contained in P. maximum as the cause of the disease. For this, ten farms which had cases of intestinal bloat were visited. On two farms, horses were introduced into such a toxic pasture. Samples of pasture were collected for determination of digestible energy, lysine, dry matter, water soluble carbohydrates, ether soluble carbohydrates, non-fiber carbohydrates, neutral detergent fiber, acid detergent fiber, lignin, starch, and fat. Samples of P. maximum pastures from neighboring farms, where the disease was not occurring, and from Cynodon dactylon pastures where the horses had been grazing before were also collected. The results showed that colics occur in the rainy season in sprouting pasture with a morbidity of 31.6%, and lethality of 86.1%. The pastures which induce colic showed significantly (P=0.0072) higher starch concentration (8,3 and 9,2%) than pastures of P. maximum which did not cause colic (0,9 and 4,3%) as well as the Cynodon dactylon pastures ingested previously by the horses (0.2 and 0.8%. On another farm, the disease was produced experimentally in a horse receiving in the feeder P. maximum collected from a toxic pasture with 6.5% of starch. The same pasture did not cause colic from November to February with starch content of 2.7 to 5.1%. It is suggested that the cause of colic in equids ingesting sprouting pasture of P. maximum is the high starch content of this pasture during the groth period.(AU)
Descritores: Amido/toxicidade
Pastagens/efeitos adversos
Cólica
Equidae
Metabolismo dos Carboidratos
Gastroenteropatias/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 176 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-734676
Autor: Zhu, Lei; Shi, XiaoDong; Wang, JunJie; Chen, JianGang.
Título: A morphometric study on the skull of donkey (Equus asinus) / Estudio morfométrico del cráneo del burro (Equus asinus)
Fonte: Int. j. morphol;32(4):1306-1310, Dec. 2014. ilus.
Idioma: en.
Resumo: The present study was carried out on a number of 16 skulls of adult male domestic donkeys. Craniometric measurements for 40 different parts of the skulls were made. All investigated features were expressed as Mean±SD. Cephalic indices and ratios were calculated by using the investigated features. The craniometric measurements and cephalic indices had been compared with those of local horses and ponies. A skull length of 443.07±53.57 mm and a maximum zygomatic width of 169.09±17.64 mm were obtained. The size of donkey skull was between those of local horses and ponies. A skull index of 38.23±0.85, a cranial index of 45.01±2.83 and a facial index of 67.80±3.79 were obtained. Cranial index and skull index were found to be close in value to that of local horses and ponies. The results of this study revealed that donkey had a longer nose than local horse and pony, and the difference of skull length in the three species accounted for the facial length difference.

Se realizó un estudio sobre una serie de 16 cráneos pertenecientes a burros domésticos adultos, de sexo masculino. Se hicieron mediciones craneométricas en 40 partes diferentes de las muestras. Todas las características investigadas se expresaron como media ± desviación estándar, calculándose índices y proporciones cefálicas. Se compararon las mediciones craneométricas e índices cefálicos con los de caballos y ponis de la zona. La longitud del cráneo obtenida fue de 443,07±53,57 mm, con una anchura máxima del hueso cigomático de 169,09±17,64 mm. El tamaño del cráneo del burro se ubicó entre el de los caballos y los ponis locales. Se obtuvo un índice de cráneo de 38,23±0,85, un índice craneal de 45,01±2,83 y un índice facial de 67,80±3,79. Los índices craneal y de cráneo encontrados fueron cercanos a los valores correspondientes a los caballos y ponis locales. Los resultados de este estudio revelaron que el burro tenía una nariz más larga que el caballo y el poni. Además, la diferencia en longitud del cráneo en las tres especies representa la diferencia de longitud facial.
Descritores: Crânio/anatomia & histologia
Cefalometria
Equidae/anatomia & histologia
Limites: Animais
Masculino
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  7 / 176 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-955457
Autor: Santos, João B. F; Franco, Maurício M; Antunes, Robson C; Guimarães, Ednaldo C; Mundim, Antonio V.
Título: Serum biochemical profile of Pêga breed donkeys in the state of Minas Gerais / Perfil bioquímico sérico de jumentos da raça Pêga no estado de Minas Gerais
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;38(6):1225-1231, jun. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: For the evaluation of serum biochemical parameters of Pêga breed donkeys (Equus asinus), for the different age groups and sex, blood samples of 123 animals were analyzed, of 29 males aged from 8 days to 10 years and of 94 females (15 lactating) aged from 2 days to 12 years, from two farms in the central-southern Minas Gerais, Brazil. The donkeys were divided by age into 5 groups: Group 1 (≤6 months), Group 2 (7-12 months), Group 3 (13-48 months), Group 4 (49-72 months), and Group 5 (≥73 months). According to the sex, they were divided into two groups, males and females. Serum biochemical elements: total protein, albumin, globulin, the A:G ratio, cholesterol, triglycerides, uric acid, creatinine, urea, phosphorus, calcium, Ca:P ratio, magnesium, alanine aminotransferase (ALT), aspartate aminotransferase (AST), alkaline phosphatase (ALP), gamma glutamyl transferase (GGT) and creatine kinase (CK), were evaluated in all animals. No significant differences were found for globulins, uric acid, urea and A:G ratio between age groups. Group 4 showed the highest values for total protein when compared with animals in Group 1 and 2. In Goup 2, the donkeys showed albumin levels lower than Group 3 and 4. Group 1 they had cholesterol levels higher than those in Group 2 and 4, and similar of the other groups. Higher phosphorus serum concentration was observed in Group 1. Calcium was significantly lower in Group 2. The Ca:P ratio was higher for Group 5. The magnesium values were significantly higher in donkeys older than 49 months (Group 4 and 5). The value of AST was lower for group 1. The ALP enzyme was significantly higher in younger animals up to 12 months, followed by gradual decrease with advancing age. The values of GGT were higher in donkeys up to 6 months, followed by decreasing values for subsequent groups. No differences were found between genders for albumin, cholesterol, creatinine, urea, uric acid, Ca:P ratio, magnesium, ALT, AST, and alkaline phosphatase. Females had higher values for total protein, globulin and triglycerides. Males showed higher values for A:G ratio, phosphorus, calcium and CK. The results showed that age and sex can influence serum biochemical values of Pêga breed donkeys.(AU)

Para a avaliação dos parâmetros bioquímicos séricos de jumentos (Equus asinus) da raça Pêga, quanto às diferentes faixas etárias e sexo, foram analisadas amostras sanguíneas de 123 animais, sendo 29 machos com idades de 8 dias a 10 anos e 94 fêmeas (15 lactantes) de 2 dias a 12 anos, de dois criatórios na região centro-sul do estado de Minas Gerais. Os animais foram divididos em 5 grupos de acordo com as idades: Grupo 1 (≤6 meses); Grupo 2 (7-12 meses); Grupo 3 (13-48 meses); Grupo 4 (49-72 meses) e Grupo 5 (≥73 meses). De acordo com o sexo, foram divididos em dois grupos, machos e fêmeas. Para todos os animais foram realizadas as análises de proteínas totais, albumina, globulinas, relação A:G, colesterol, triglicérides, ácido úrico, creatinina, ureia, fósforo, cálcio, relação Ca:P, magnésio, alanina aminotransferase (ALT), aspartato aminotransferase (AST), fosfatase alcalina (FAL), gama glutamiltransferase (GGT) e creatina quinase (CK). Não foram encontradas diferenças significativas para os elementos globulinas, ácido úrico, ureia e relação A:G entre as faixas etárias. O Grupo 4 apresentou os maiores valores para proteínas totais quando comparados aos animais dos grupos 1 e 2. Os animais do Grupo 2 mostraram valores de albumina inferiores aos Grupos 3 e 4. Os animais do Grupo 1 apresentaram valores de colesterol superiores aos do Grupo 2 e 4, e semelhante aos demais grupos. Maior concentração sérica de fósforo foi observada nos animais do grupo 1. O cálcio apresentou valor significativamente menor no Grupo 2. A relação Ca:P foi maior para o grupo 5. Os valores do magnésio foram estatisticamente superiores nos animais com idade superior a 49 meses (Grupos 4 e 5). O valor da AST foi menor para o Grupo 1.As enzimas FAL apresentaram valor significativamente maior nos animais mais jovens até 12 meses, seguida de redução gradual com o avançar da idade. Os valores da GGT foi maior nos jumentos com até seis meses de idade, seguido de valores decrescentes para os grupos subsequentes. Não foram encontradas diferenças entre os sexos para albumina, colesterol, creatinina, ureia, ácido úrico, relação Ca:P, magnésio, ALT, AST e fosfatase alcalina. As fêmeas tiveram valores maiores para proteínas totais, globulinas e triglicérides. Os machos mostraram maiores valores para relação A:G, fósforo, cálcio e CK. Pelos resultados nota-se que a idade e o sexo podem influenciar nos valores bioquímicos séricos dos jumentos da raça Pêga.(AU)
Descritores: Bioquímica/classificação
Equidae/embriologia
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 176 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-947110
Autor: Barros, I. O; Fonseca, N. B. S; Nunes, T. L; Spagnolo, J. D; Santos, J. P. A; S. Neto, A; Oliveira, M. G. C; Nogueira, A. F. S; Sousa, R. S; Silva, L. C. L. C; Barrêto Júnior, R. A.
Título: Resposta inflamatória peritoneal de asininos (Equus asinus) submetidos à ovariectomia por laparotomia e laparoscopia / Peritoneal inflammatory response of the donkeys (Equus asinus) submitted ovariectomy by laparotomy and laparoscopy
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);70(5):1468-1476, set.-out. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivou-se avaliar resposta inflamatória e concentrações de proteínas em líquido peritonealde asininas submetidas à ovariectomia por laparotomia e laparoscopia. Foram utilizadas 18 fêmeas adultas, pesando em média 100kg, as quais foram divididas em dois grupos, de nove animais cada: o grupo I, em que foram ovariectomizadas por laparotomia, e o grupo II por laparoscopia. Após as cirurgias, em ambos os grupos foram avaliadas as seguintes variáveis no líquido peritoneal: pH, densidade, número de hemácias, leucócitos e proteínas de fase aguda (fibrinogênio, haptoglobina, albumina, antitripsina, alfa-1 glicoproteína ácida, ceruloplasmina, transferrina, imunoglobulinas A e G). Todas as variáveis foram analisadas antes das cirurgias, 12, 24, 48, 72 horas, oito e 16 dias após os procedimentos cirúrgicos. O número de hemácias e leucócitos aumentou 24 horas depois das cirurgias nos dois grupos. Haptoglobina, alfa-1 glicoproteína ácida,albumina, transferrina, gamaglobulinas A, G e proteínas totais aumentaram nos dois grupos. As concentrações de ceruloplasmina não variaram enquanto a antitripsina não foi detectada no líquido peritoneal de asininos.Foi identificada uma proteína com23.000kD, que não tem denominação nem descrição no líquido peritoneal de asininos.(AU)

The aim of this study was to evaluate the inflammatory response and protein concentrations in the peritoneal fluid of donkeys submitted to laparotomy and laparoscopic ovariectomy. Eighteen adult females, weighing on average 100kg, were divided into two groups, of 09 animals each, where in group I, they were ovariectomized by laparotomy and group II by laparoscopy. Following the surgeries, the following variables were evaluated in the peritoneal fluid: pH, density, number of red cells, leukocytes and acute phase proteins (fibrinogen, haptoglobin, albumin, antitrypsin, alpha-1 acid glycoprotein, ceruloplasmin, transferrin, Immunoglobulins A and G). All variables were analyzed before the surgeries, 12, 24, 48, 72 hours, 8 and 16 days after the surgical procedures. The number of red cells and leukocytes increased 24 hours after the surgeries in both groups. Haptoglobin, alpha-1 acid glycoprotein, albumin, transferrin, gammaglobulins A and G, and total proteins increased in both groups. Concentrations of ceruloplasmin did not change while antitrypsin was not detected in the asinine peritoneal fluid. A protein of 23,000kD, which has no name or description in the peritoneal liquid of donkeys, has been identified.(AU)
Descritores: Equidae/anormalidades
Laparoscopia/veterinária
Laparotomia/veterinária
Ovariectomia/utilização
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  9 / 176 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Melo, L. E. H
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-909826
Autor: Silva, T. I. B; Melchior, L. A. K; Baptista Filho, L. C. F; Fernandes, A. C. C; Silva, L. G; Vasconcelos, K. F; Revorêdo, R. G; Silva, D. D; Melo, L. E. H.
Título: Dermatite alérgica à picada de Culicoides em muar: relato de caso / Allergic dermatitis due to bite of Culicoides in muar: case report
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);69(6):1407-1412, nov.-dez. 2017. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A dermatite alérgica à picada de ectoparasitos é uma enfermidade alergoparasitária bastante comum entre animais domésticos, sendo relatada principalmente em pequenos ruminantes e em animais de companhia. Contudo, a doença é pouco diagnosticada na clínica de equídeos devido a similaridades nosológicas com outras dermatopatias. Objetivou-se, com este relato de caso, descrever a síndrome clínica, o plano diagnóstico e a conduta terapêutica de um muar acometido por essa enfermidade. Atendeu-se, no Hospital Veterinário da Universidade Federal Rural do Pernambuco, uma mula de oito anos de idade, que apresentava lesões cutâneas pápulo-crostosas e pruriginosas com evolução clínica de dois anos. Em três situações anteriores, a doença havia sido tratada como dermatite fúngica por outros médicos veterinários. Para o diagnóstico, foram solicitados exame citopatológico e parasitológico de pele, cultivo bacteriológico e fúngico, análise histopatológica e hemograma. Os exames demonstraram uma dermatite superficial perivascular eosinofílica crônica, sendo indicada a terapia tópica com dimetilsufóxido, sulfadiazina, ureia e vitamina A. O protocolo terapêutico mostrou-se satisfatório, permitindo completa remissão do quadro clínico. Este trabalho relatou achados clínicos e patológicos da dermatite alérgica à picada de Culicoides spp. em muar, além de alertar sobre a importância de exames complementares para a realização do diagnóstico diferencial e para o direcionamento terapêutico adequado.(AU)

Allergic dermatitis to ectoparasite bites is a common parasitic disease among domestic animals, being reported mainly in small ruminants and companion animals. However, the disease is poorly diagnosed in equine clinics due to nosological similarities with other skin diseases. The aim of this case report was to describe the clinical syndrome, the diagnostic plan and the therapeutic management of a mule affected by this disease. An 8-year-old mule was observed at Universidade Federal Rural de Pernambuco, presenting papular-crusted and pruritic cutaneous lesions with clinical evolution of two years. In three previous situations, the disease had been treated as fungal dermatitis by other veterinarians. For the diagnosis, cytopathological and parasitological examination of the skin, bacteriological and fungal culture, histopathological analysis and blood count were performed. The exams showed a chronic eosinophilic perivascular superficial dermatitis. A topical therapy with dimethyl sulfoxide, sulfadiazine, urea, and vitamin A was indicated. The therapeutic protocol was satisfactory, allowing complete remission of the clinical condition. This work reported clinical and pathological findings of allergic dermatitis to the bites of Culicoides spp. in muar, in addition to alerting about the importance of complementary examinations for the accomplishment of the differential diagnosis and adequate therapeutic orientation.(AU)
Descritores: Ceratopogonidae
Dermatite Alérgica de Contato/veterinária
Equidae
Mordeduras e Picadas de Insetos/veterinária
-Ectoparasitoses/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  10 / 176 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-880185
Autor: Salazar, Aline Fernandes Neto; Oliveira, Milene Rocha Marques; Salotti-Souza, Bruna Maria.
Título: Levantamento das condenações de fígados e pulmões de equinos por migração larvar em matadouro-frigorífico sob inspeção federal / Survey of condemnation of horses' lungs and lungs by larval migration in a slaughterhouse under federal inspection
Fonte: Hig. aliment;31(274/275):99-103, 30/12/2017.
Idioma: pt.
Resumo: A importância da helmintose em diferentes espécies de açougue se dá pelos prejuízos econômicos gerados pelas condenações de suas carcaças e vísceras. O presente estudo avaliou as condenações por migração larvar em fígados e pulmões em um frigorífico de equídeos sob inspeção federal localizado em Minas Gerais no período de janeiro a dezembro de 2016. Os 13.636 animais pesquisados eram provenientes dos Estados de Goiás, Pernambuco, Bahia e Piauí, sendo os dados obtidos por meio dos registros das condenações realizadas na inspeção post mortem de acordo com os critérios do serviço de inspeção federal. Dos fígados e pulmões condenados, 12% e 8% respectivamente corresponderam à condenação por migração larval, podendo concluir que o prejuízo devido à parasitose se torna evidente no abate de equinos, principalmente com o acometimento em maior porcentagem de fígados e com representatividade à ocorrência de parasitas também nos pulmões.(AU)

The importance of helminthoses in different species of butchers is due to the economic damages generated by the condemnation of their carcasses and viscera. The present study evaluated the condemnations for larval migration in livers and lungs in a equidae slaughterhouse under federal inspection located in Minas Gerais from January to December 2016. The 13,636 animals studied were from the States of Goiás, Pernambuco, Bahia and Piauí , the data being obtained through the records of the convictions carried out in the post-mortem inspection according to the criteria of the federal inspection service. Of the condemned livers and lungs, 12% and 8%, respectively, corresponded to the larval migration conviction, and it can be concluded that the parasitic injury is evident in the slaughter of horses, mainly with involvement in a higher percentage of livers, and with the occurrence of parasites also in the lungs.
Descritores: Matadouros/normas
Equidae
Contaminação de Alimentos/análise
Inspeção de Alimentos
Parasitologia de Alimentos
Carne/parasitologia
-Helmintos/isolamento & purificação
Helmintos/parasitologia
Cavalos
Limites: Animais
Responsável: BR908



página 1 de 18 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde