Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.150.900.649.313.984.235.472 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1124 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 113 ir para página                         

  1 / 1124 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1122184
Autor: Al-Rammahi, Hayder Mohammad; Abed Hatem, Abdulameer; Al-Atabi, Asaad Chasib.
Título: Molecular detection and occurrence of equine theileriosis in Arabian horses in Al-Najaf province/Iraq / Detecção molecular e prevalência de teileriose equina em cavalos árabes na província de Al-Najaf/Iraque
Fonte: Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online);57(3):e166996, 2020. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: This study was designed to detect equine piroplasmosis using the molecular technique in Al-Najaf province during the season that showed an increment in tick activities. Blood samples were collected from 110 horses with more than two signs of piroplasmosis. After DNA extraction, the product was examined by a polymerase chain reaction to amplify 18SrRNA. The results showed that the overall percentage of equine theileriosis was 38.18%. According to gender, the percentage of infection was 43.48% and 29.27% in females and males, respectively. Significant variations appeared between infected horses according to age, and the percentage of infection was 50% and 35.22% in less than 2 years and more than 2 years age, respectively. Moreover, the percentage of infection was 62.5% and 19.35% in animals with and without acariasis, respectively. Significant variations were also seen in equine theileriosis according to geographical areas, and the higher percentage was reported in Hera district (60.87%), while the lowest percentage was in the center of Al-Najaf (21.43%). This difference may be due to different distribution of vector of disease (tick), which may be the availability of the suitable weather that helped in the multiplication of the intermediate vectors. In conclusion, this study proved the variations in the occurrences of equine piroplasmosis according to gender, age, and geographical areas.(AU)

Este estudo foi desenvolvido para detectar piroplasmose equina usando a técnica molecular na província de Al-Najaf durante o período do ano com maior ocorrência de carrapatos. Foram coletadas amostras de sangue de 110 cavalos que apresentaram mais de dois sinais de piroplasmose. Após a extração do DNA, o produto foi examinado por reação em cadeia da polimerase para amplificar o 18SrRNA. Os resultados mostraram que a porcentagem geral de teileriose equina foi de 38, 18%. De acordo com o sexo, o percentual de infecção foi 43,48% e 29,27% no sexo feminino e masculino, respectivamente. Apareceram variações significativas entre os cavalos infectados de acordo com a idade, e a porcentagem de infecção foi 50% e 35,22% em menos de 2 anos e mais de 2 anos, respectivamente. Além disso, as porcentagens de infecção foram 62, 5% e 19, 35% em animais com e sem acariasis, respectivamente. Também foram observadas variações significativas na teileriose dos equídeos, de acordo com as áreas geográficas, e o maior percentual foi relatado no distrito de Hera (60, 87%), enquanto o menor percentual foi no centro de Al-Najaf (21,43%). Essa diferença pode ser devido à distribuição diferente do vetor da doença (carrapato), que pode ser a disponibilidade do clima adequado que ajuda na multiplicação dos vetores intermediários. Em conclusão, este estudo provou as variações nas ocorrências de piroplasmose eqüina de acordo com sexo, idade e áreas geográficas.(AU)
Descritores: Theileriose/diagnóstico
Babesiose/diagnóstico
Cavalos/microbiologia
-Reação em Cadeia da Polimerase/veterinária
Iraque
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 1124 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
ALVES, ANA LIZ GARCIA
Bastos, Jairo Kenupp
Texto completo
Id: biblio-1122191
Autor: Kauer, Débora Perrone; Alonso, Juliana de Moura; Gushiken, Lucas Fernando Sergio; Lemos, Marivane; Padovani, Carlos Roberto; Rodrigues, Celso Antonio; Alves, Ana Liz Garcia; Watanabe, Marcos Jun; Bastos, Jairo Kenupp; Pellizzon, Cláudia Helena; Hussni, Carlos Alberto.
Título: Experimental skin wound treatment with Copaifera langsdorffii Desf Kuntze (Leguminosae) extract and oil-resin in horses / Tratamento experimental de feridas cutâneas com extrato e óleo resina de Copaifera langsdorffii Desf Kuntze (Leguminosae) em equinos
Fonte: Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online);57(3):e166095, 2020. ilus, tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: São Paulo Research Foundation - FAPESP.
Resumo: Copaifera langsdorffii is a Brazilian native plant that is used for wound healing or as an anti-inflammatory agent. Non-healing wounds are an important health problem, particularly in horses, because they can cause the animal invalidity or even lead to death. In addition, horses respond to skin wounds with chronic inflammatory response and intense wound granulation, thereby delaying the healing process. By this way, our aim was to evaluate the healing potential of Copaifera langsdorffii hydroalcoholic extract (HE) and oil-resin creams (OR) in horse skin wounds. Four wounds were performed bilaterally in the lumbar region of six horses with a 2 cm punch and treated daily with the respective treatments: saline solution, vehicle, 10% HE creams or 10% OR cream. Daily planimetry analyses were performed to measure the wound area and clinical parameters. In four different experimental periods (3, 7, 14 and 21 d), wound biopsies were removed and used for microscopic analyses. SS wounds presented a significant small area at day 3 and 7, OR wounds presented significant small area in comparison with HE at 14 d, and no significant difference was observed between treatments at 21 d. A better microscopic and clinical healing activity of HE and OR was identified in comparison with the controls. The OR group showed better healing quality, specifically after 7 d of treatment. Therefore, Copaifera langsdorffii formulations demonstrated their wound healing potential in horse skin lesions, exhibiting an improvement of the macro- and microscopic parameters.(AU)

Copaifera langsdorffii é uma planta nativa brasileira usada para cicatrização de feridas e como agente anti-inflamatório. As feridas que não cicatrizam são um importante problema de saúde em equinos, devido à possibilidade de afastamento da carreira atlética ou até mesmo levar à morte. Além disso, os cavalos respondem às feridas com resposta inflamatória crônica e intensa granulação, atrasando o processo cicatricial. Dessa forma, o presente trabalho avaliou o potencial do extrato hidroalcoólico (EH) e cremes de óleo resina (OR) de Copaifera langsdorffii em feridas cutâneas de equinos. Quatro feridas de 2 cm foram realizadas bilateralmente na região lombar de seis equinos e tratadas diariamente com: solução salina, veículo, creme EH 10% ou creme OR 10%. Diariamente foi efetuada a análise macroscópica das feridas e planimetria para mensurar a área da ferida. Em quatro períodos experimentais diferentes (3, 7, 14 e 21 dias), as biópsias foram realizadas e utilizadas para análises microscópicas. As análises microscópica e clínica indicaram melhor resposta cicatricial nas feridas tratadas com HE e OR em comparação com os controles. O grupo OR apresentou melhor qualidade de cicatrização, especificamente após sete dias de tratamento. Portanto, as formulações de Copaifera langsdorffiiutilizadas apresentaram potencial de cicatrização de feridas em lesões de pele de cavalo, exibindo uma melhora nos parâmetros macro e microscópicos.(AU)
Descritores: Cicatrização
Ferimentos e Lesões/veterinária
Cavalos
Fabaceae
-Resinas Vegetais/uso terapêutico
Fitoterapia/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 1124 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1122164
Autor: Sato, Nadia Yuri Shimosaka; Bastos, Bárbara Buff Blumer; Pereira, Marco Aurélio Amador; Campo, Karina D'Angelo; Ambrósio, Aline Magalhães; Formenton, Maira Rezende; Fantoni, Denise Tabacchi.
Título: Myofascial Pain Syndrome, myofascial trigger points and trigger points in veterinary medicine: a review / Revisão: Síndrome Dolorosa Miofascial, pontos gatilhos miofascial e pontos gatilhos na medicina veterinária
Fonte: Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online);57(2):e164351, mai. 2020. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Myofascial Pain Syndrome (MPS) a is a painful condition related to myofascial trigger points (TP) in skeletal muscle. The aim of this study was to perform a literature review on the etiology, pathophysiology, diagnosis and treatment of MPS in veterinary medicine. The research sites used for this purpose were: Scientific Electronic Library, PubMed and Medline. The inclusion criteria for the papers were: must be written in English; published between 1990 and 2018; include the following keywords: myofascial pain syndrome veterinary/dog/canine/cat/feline/horse/equine, trigger points veterinary/dog/canine/cat/feline/horse/equine. Through the review, it was observed that veterinary clinical studies are scarce, and the articles found lack information such as MPS description, incidence and specific treatment techniques in dogs and horses, and no studies in cats were found.(AU)

Síndrome Dolorosa Miofascial (SDM) é uma condição dolorosa relacionada aos pontos gatilhos miofasciais (PG) no músculo esquelético. Este trabalho tem como objetivo realizar uma revisão bibliográfica sobre a etiologia, fisiopatogenia, diagnóstico e tratamento na medicina veterinária. Foram utilizados sites de pesquisas Scientific Electronic Library, Pubmed e Medline. Os critérios de inclusão estabelecidos foram: ser escrito em inglês; no período de 1990 a 2018; ter as palavras chaves para busca: myofascial pain syndrome veterinary/dog/canine/cat/feline/ horse/equine, trigger points veterinary/dog/canine/cat/feline/horse/equine. Após a revisão observa-se que faltam estudos clínicos em medicina veterinária, sendo que os artigos encontrados se limitam à descrição, incidência e técnicas pontuais em cães e equinos, não sendo encontradas referencias em felinos.(AU)
Descritores: Pontos-Gatilho
Cavalos
Síndromes da Dor Miofascial/história
Síndromes da Dor Miofascial/veterinária
Limites: Animais
Cães
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 1124 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
ALVES, ANA LIZ GARCIA
Texto completo
Id: biblio-1122176
Autor: Alonso, Juliana de Moura; Ávila, Alice Ribeiro; Apolonio, Emanuel Vitor Pereira; Santos, Bruna dos; Alves, Ana Liz Garcia; Watanabe, Marcos Jun; Rodrigues, Celso Antônio; Hussni, Carlos Alberto.
Título: Association of intraperitoneal ceftriaxone, intravenous gentamicin and oral metronidazole in the treatment of an abdominal abscess and peritonitis in a horse: case report / Associação da ceftriaxona intraperitoneal, gentamicina intravenosa e do metronidazol oral no tratamento de abscesso abdominal e peritonite em equino: relato de um caso
Fonte: Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online);57(2):e166204, mai. 2020. ilus, graf.
Idioma: en.
Resumo: Medical management of abdominal abscesses in horses requires prolonged antibiotic therapy and presents varied success rates. A 6-year-old male horse with a history of colic and multiple abdominal punctures to relieve gas was attended. At admission, tachycardia, tachypnea, hyperthermia, mucosal congestion, dehydration, and rigid gait were observed. The association of physical examination, laboratory and ultrasonographic findings allowed the diagnoses of peritonitis and abdominal abscess. Supporting treatment plus broad spectrum antibiotic therapy was performed: daily intraperitoneal ceftriaxone (25 mg/kg, 7 days); daily intravenous gentamicin (6.6 mg/kg, 7 days); per os metronidazole three times a day (15 mg/kg 12 days), followed by the same dose twice a day (15 mg/kg 33 days), totaling 45 days of treatment. Plasma fibrinogen and ultrasonographic examination were the most effective tools to evaluate abscess evolution. There was normalization of the physical examination 24 h after beginning the treatment, consecutive regression of the nucleated cell count in the peritoneal fluid, and regression of plasma fibrinogen and size of the abscess. On the 10th treatment day, the animal was discharged from the hospital, maintaining oral therapy with metronidazole every 12 h (15 mg / kg). When the animal returned on the 30th day, an abscess size regression was observed. However, there was no resolution, and therapy with metronidazole was maintained. On the 45th day of treatment, a new hospital evaluation was performed, where the abscess resolved, and metronidazole was suspended. It is highlighted that the therapeutic association used in the treatment of abdominal infection and abscess resulted in a rapid clinical response.(AU)

O tratamento conservativo dos abscessos abdominais em equinos requer antibioticoterapia prolongada e apresenta variadas taxas de sucesso. Foi atendido um cavalo de seis anos de idade, com histórico de cólica e múltiplas punções abdominais por agulha para esvaziamento de gás. Na admissão, foram observados taquicardia, taquipnéia, hipertermia, congestão mucosa, desidratação e marcha rígida. A associação do exame físico, achados laboratoriais e ultrassonográficos permitiu o diagnóstico de peritonite e abscesso abdominal. Foi realizado tratamento suporte e antibioticoterapia de amplo espectro: ceftriaxona intraperitoneal diária (25 mg/kg, 7 dias); gentamicina intravenosa diária (6,6 mg/kg, 7 dias); metronidazol oral três vezes ao dia (15 mg/kg, 12 dias), seguido de mesma dose duas vezes ao dia, por mais 33 dias, totalizando 45 dias de tratamento. O fibrinogênio plasmático e o exame ultrassonográfico foram os recursos mais eficazes para a avaliação da evolução do abscesso. Após 24 horas do início do tratamento foi constatada a normalização do exame fisico, regressão progressiva da contagem de células nucleadas no líquido peritoneal, do fibrinogênio plasmático e do tamanho do abscesso. No 10° dia de tratamento o animal recebeu alta hospitalar, mantendo-se a terapia oral com metronidazol a cada 12 horas (15 mg/Kg). Em retorno, ao 30° dia, observou-se regressão do tamanho do abscesso, entretanto, não houve resolução, tendo sido mantida a terapia com metronidazol. No 45º dia de tratamento, realizou-se nova avaliação hospitalar, onde foi observada a resolução do abscesso e a admnistração do metronidazol foi suspensa. Destaca-se, que a associação terapêutica utilizada no tratamento de infecção abdominal e abscesso resultou em rápida resposta clínica.(AU)
Descritores: Peritonite/veterinária
Ceftriaxona/administração & dosagem
Gentamicinas/administração & dosagem
Abscesso Abdominal/veterinária
Cavalos
Metronidazol/administração & dosagem
-Ultrassom
Fibrinogênio
Injeções Intraperitoneais/veterinária
Limites: Animais
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 1124 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-696269
Autor: Caselani, Kelly; Oliveira, Paulo Roberto de; Ferraudo, Antonio Sergio; Lima-Ribeiro, Anna Monteiro Correia; Gírio, Raul José Silva.
Título: Estudo soroepidemiológico de leptospirose em equinos utilizados para tração urbana / Leptospirosis seroepidemiological study in horses used for urban traction
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;71(3):582-587, jul.-set. 2012. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Este trabalho analisou a associação entre a ocorrência da leptospirose em equinos de tração em áreas urbanas do município de Uberlândia (MG), com os seguintes fatores de risco: presença de roedores, contato com outras espécies animais, local de repouso e manejo sanitário. A presença ou a ausência de anticorpos anti-Leptospira nas 79 amostras de sangue equino foi avaliada pelo teste de soro aglutinação microscópica (SAM) em campo escuro. As informações referentes à presença de roedores, contato com outras espécies animais, local de repouso e manejo sanitário foram obtidas por meio de questionário. As variáveis avaliadas, por serem do tipo categórico, foram submetidas à análise de correspondência múltipla. A taxa de positividade para anticorpo anti-Leptospira foi de 44,30%, e os sorovares mais encontrados foram: icterohaemorrhagiae (21,51%), hardjo (15,05%) e castellonis (10,75%). A presença de roedores, contato com outras espécies animais e ausência de manejo sanitário apresentaram associação com a infecção em equinos, e a alta frequência de aglutininas anti-Leptospira encontrada no soro sanguíneo de monstra a susceptibilidade destes animais aos sorovares de Leptospira interrogans.
Descritores: Cavalos
Estudos Soroepidemiológicos
Fatores de Risco
Leptospira interrogans
Leptospirose
Limites: Animais
Responsável: BR76.1 - Biblioteca


  6 / 1124 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1121090
Autor: Silva, Aline Aparecida da; Villalobos, Eliana Monteforte Cassaro; Cunha, Elenice Maria Sequetin; Lara, Maria do Carmo Custódio de Souza Hunold; Nassar, Alessandra Figueiredo de Castro; Piatti, Rosa Maria; Castro, Vanessa; Pinheiro, Eliana Scarcelli; Carvalho, Aline Feola de; Del Fava, Claudia.
Título: Causes of equine abortion, stillbirth, and perinatal mortality in Brazil / Causas de abortamento, natimortalidade e mortalidade em equinos no Brasil
Fonte: Arq. Inst. Biol;87:e0092020, 2020. tab.
Idioma: en.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior ­ Brasil; . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: Abortion and complications in reproduction are important causes of economic loss in horse breeding. Studies of its causal agents can help to identify the primary pathogens or other factors involved and define appropriate measures to reduce its occurrence. This research aimed to investigate the primary causes of equine abortion, stillbirth, and perinatal mortality in regions of Brazil. Tissue from aborted fetuses, stillbirths, neonates and foals submitted to the Biological Institute of São Paulo, Brazil, from January 2010 to July 2013 were processed for viral and bacterial isolation, polymerase chain reaction (PCR), histology, and immunohistochemistry. Bacterial infection was the primary detected cause of abortion, found in 16 of the 53 animals submitted for bacterial analysis followed by viruses analysis in 2 of 105 animals, and noninfectious causes (neonatal isoerythrolysis) in 2 of 105 animals. Fungi were found in a single sample of 53 tested. The most frequent bacteria recovered were Escherichia coli, Enterobacter aerogenes, combined E. coli and Streptococcus spp., Staphylococcus spp., and Bacillus spp. The following agents were each observed in a single sample: Arcanobacterium pyogenes, Streptococcus spp., Corynebacterium spp., Actinobacillus spp., and Rhodococcus equi. The predominant identification of fecal and other opportunistic bacteria as opposed to pathogens commonly associated with equine abortion, such as Leptospira spp. and equine herpesvirus type 1 (EHV-1), suggests the need of improving hygiene management of breeding mares to prevent bacterial infection that may cause fetal loss, stillbirth, and perinatal mortality.(AU)

Abortamento e complicações na reprodução são importantes causas de perda econômica na equideocultura. Estudos dos agentes causais podem ajudar a identificar patógenos ou outros fatores envolvidos e definir medidas apropriadas para reduzir sua ocorrência. Esta pesquisa investigou as causas primárias de aborto, natimortalidade e mortalidade perinatal em equinos de diversas regiões do Brasil. Tecidos de fetos abortados, natimortos e potros submetidos ao Instituto Biológico de São Paulo, Brasil, no período de janeiro de 2010 a julho de 2013, foram processados por meio de técnicas de isolamento viral e bacteriano, PCR, histologia e imuno-histoquímica. Infecção bacteriana foi a causa mais detectada, encontrada em 16 de 53 amostras submetidas à análise bacteriana, seguida de causa viral em 2 de 105 amostras, e causas não infecciosas (isoeritrólise neonatal) em 2 de 105 amostras. Fungo foi encontrado em uma única amostra de 53 testadas. As bactérias isoladas mais frequentemente foram Escherichia coli, Enterobacter aerogenes, E. coli associada a Streptococcus spp., Staphylococcus spp. associado a Bacillus spp. Os seguintes agentes foram observados em uma única amostra cada: Arcanobacterium pyogenes, Streptococcus spp., Corynebacterium spp., Actinobacillus spp. e Rhodococcus equi. A identificação predominante de bactérias fecais e outras bactérias oportunistas, ao invés de outros patógenos comumente associados a quadros de abortamento equino, tais como Leptospira spp. e Herpesvírus equino tipo 1, sugere a necessidade de maior atenção no manejo higiênico das éguas em reprodução, a fim de prevenir infecções bacterianas que possam causar perda fetal, natimortalidade e mortalidade perinatal.(AU)
Descritores: Bactérias
Feto Abortado
Aborto
Mortalidade Perinatal
Cavalos
-Staphylococcus
Streptococcus
Infecções Bacterianas
Imuno-Histoquímica
Reação em Cadeia da Polimerase
Enterobacter aerogenes
Escherichia coli
Leptospira
Limites: Animais
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  7 / 1124 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-761136
Autor: Wang, Jin-Lei; Zhou, Dong-Hui; Chen, Jia; Liu, Guang-Xue; Pu, Wen-Bing; Liu, Ting-Yu; Qin, Si-Yuan; Yin, Ming-Yang; Zhu, Xing-Quan.
Título: The prevalence of antibodies to Toxoplasma gondii in horses in Changji Hui Autonomous Prefecture, Xinjiang, northwestern China / Prevalência de anticorpos contra Toxoplasma gondiiem cavalos na Região de Uygur, Xinjiang, Noroeste da China
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;24(3):298-302, July-Sept. 2015. tab.
Idioma: en.
Projeto: National Natural Science Foundation of China; . Science Fund for Creative Research Groups of Gansu Province.
Resumo: Toxoplasmosis is a worldwide zoonosis caused by Toxoplasma gondii, which can infect warm-blooded animals and humans. The present study was performed to investigate the seroprevalence of T. gondii in horses in Xinjiang, northwestern China. A total of 637 blood samples were collected from seven regions in Changji Hui Autonomous Prefecture, Xinjiang in 2011 and assayed for T. gondiiantibodies using the modified agglutination test (MAT). Risk factors (age, gender, and region) related to seroprevalence were determined by a multivariate logistic regression analysis. A total of 200 horses (31.4%, 95% CI 27.79–35.00) were seropositive for T. gondii. Age, gender, and region present no association with seroprevalence (p>0.05) in the logistic regression analysis. The results indicated that T. gondii is widely prevalent in horses in Xinjiang, northwestern China, representing a serious threat to animal and human health. Therefore, more careful measures should be performed to control and prevent T. gondii infection in horses from Xinjiang, northwestern China.

A toxoplasmose é uma zoonose global causada pelo Toxoplasma gondii, o qual pode infectar animais de sangue quente e seres humanos. Este estudo foi realizado com o objetivo de investigar a soroprevalência em cavalos para T. gondii, na região de Xinjiang, no Noroeste da China. Em 2011, foram recolhidas 637 amostras de sangue em sete distritos da Prefeitura Autônoma de Changji Hui do Xinjiang, as quais foram testadas para a presença de anticorpos, utilizando-se o teste de aglutinação modificado (MAT). Foram estimados fatores de risco relacionados com a soroprevalência (idade, sexo e distrito), através de uma análise de regressão logística multivariada. Um total de 200 equinos (31,4%, 95% IC 27,79 – 35,00) foi positivo para T. gondii. Idade, sexo e região estudada não apresentaram associação com a soroprevalência (p>0,05) na análise de regressão logística. Os resultados revelam que a infecção por T. gondii tem uma prevalência generalizada em todo o território de Xinjiang, no Noroeste da China, constituindo uma séria ameaça à saúde de animais e de humanos. Consequentemente, propõe-se que sejam adotadas medidas reforçadas para o controle e prevenção da infecção de cavalos por T. gondii, no Xinjiang, Noroeste da China.
Descritores: Toxoplasma/imunologia
Anticorpos Antiprotozoários/sangue
Toxoplasmose Animal/sangue
Toxoplasmose Animal/epidemiologia
Doenças dos Cavalos/sangue
Doenças dos Cavalos/epidemiologia
-Estudos Soroepidemiológicos
China/epidemiologia
Prevalência
Cavalos
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 1124 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Biondo, Alexander Welker
Vidotto, Odilon
Texto completo
Id: biblio-830044
Autor: Nascimento, Denise Amaral Gomes; Vieira, Rafael Felipe da Costa; Vieira, Thállitha Samih Wischral Jayme; Toledo, Roberta dos Santos; Tamekuni, Katia; Santos, Nelson Jessé Rodrigues dos; Gonçalves, Daniela Dibb; Vieira, Maria Luísa; Biondo, Alexander Welker; Vidotto, Odilon.
Título: Serosurvey of Borrelia in dogs, horses, and humans exposed to ticks in a rural settlement of southern Brazil / Soroprevalência e fatores associados a Borrelia em cães, equinos e humanos expostos a carrapatos em um assentamento rural do sul do Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(4):418-422, Sept.-Dec. 2016. tab.
Idioma: en.
Projeto: Fundação Araucária do Paraná.
Resumo: Abstract The aims of the present study were to serosurvey dogs, horses, and humans highly exposed to tick bites for anti-Borrelia burgdorferi s.l. antibodies, identify tick species present, and determine risk factors associated with seropositivity in a rural settlement of Paraná State, southern Brazil. Eighty-seven residents were sampled, along with their 83 dogs and 18 horses, and individual questionnaires were administered. Immunofluorescence antibody test (IFAT) was performed on serum samples and positive samples were subjected to western blot (WB) analysis. Anti-B. burgdorferi antibodies were found in 4/87 (4.6%) humans, 26/83 (31.3%) dogs, and 7/18 (38.9%) horses by IFAT, with 4/4 humans also positive by WB. Ticks identified were mostly from dogs and included 45/67 Rhipicephalus sanguineus, 21/67 Amblyomma ovale, and 1/67 A. cajennense sensu lato. All (34/34) horse ticks were identified as A. cajennense s.l.. No significant association was found when age, gender, or presence of ticks was correlated to seropositivity to Borrelia sp. In conclusion, although anti-Borrelia antibodies have been found in dogs, horses and their owners from the rural settlement, the lack of isolation, molecular characterization, absence of competent vectors and the low specificity of the commercial WB kit used herein may have impaired risk factor analysis.

Resumo Os objetivos do presente estudo foram realizar um levantamento sorológico de cães, cavalos e humanos altamente expostos a picadas de carrapatos para anticorpos anti-B. burgdorferi s.l., identificar as espécies de carrapatos presentes, e determinar os fatores de risco associados a soropositividade em um assentamento rural do Estado do Paraná, sul do Brasil. Oitenta e sete residentes foram amostrados junto com seus respectivos 83 cães e 118 cavalos e questionários individuais foram aplicados. O teste de imunofluorescência indireta (IFI) foi realizado nas amostras sorológicas e as positivas foram submetidas a análise por western blot (WB). Anticorpos anti-B. burgdorferi foram detectados em 4/87 (4,6%) humanos, 26/83 (31,3%) cães e 7/18 (38,9%) cavalos pela IFI, com 4/4 humanos também positivos pelo WB. Os carrapatos identificados foram em sua maioria de cães e incluíram 45/67 Rhipicephalus sanguineus, 21/67 Amblyomma ovale e 1/67 A. cajennense sensu lato. Todos (34/34) carrapatos dos cavalos foram identificados como A. cajennense s.l.. Não foram observadas diferenças estatísticas entre idade, sexo ou presença de carrapatos e soropositividade para Borrelia sp. Em conclusão, embora anticorpos anti-Borrelia tenham sido encontrados em cães, equinos e seus proprietários do assentamento rural, a ausência de isolamento, caracterização molecular, ausência de vetores competentes e baixa especificidade do kit comercial de WB utilizado podem ter limitado a análise de fatores de risco.
Descritores: Carrapatos/microbiologia
Grupo Borrelia Burgdorferi/imunologia
Anticorpos Antibacterianos/sangue
-Brasil
Saúde da População Rural
Ixodidae/microbiologia
Rhipicephalus sanguineus/microbiologia
Cavalos
Limites: Humanos
Animais
Cães
Responsável: NI15.1 - CEDOC - Centro de Documentación e Información


  9 / 1124 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-785162
Autor: Ribeiro, Manoel Junqueira Maciel; Rosa, Marina Helena Figueredo; Bruhn, Fábio Raphael Pascoti; Garcia, Adriana de Mello; Rocha, Christiane Maria Barcellos Magalhães da; Guimarães, Antônio Marcos.
Título: Seroepidemiology of Sarcocystis neurona, Toxoplasma gondii and Neospora spp. among horses in the south of the state of Minas Gerais, Brazil / Soroepidemiologia de Sarcocystis neurona, Toxoplasma gondii e Neospora spp. em Equinos no Sul do Estado de Minas Gerais, Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(2):142-150tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The present study used the indirect fluorescent antibody test (IFAT) to determine the seroprevalence of Sarcocystis neurona, Toxoplasma gondii and Neospora spp., and evaluated the variables associated with these infections among 506 apparently healthy horses, reared in the south of the state of Minas Gerais, Brazil. This study was conducted between April 2012 and October 2013. Among the horses, the true prevalence of S. neurona was 26% (95% CI: 22.0-30.4%), T. gondii 19.9% (95% CI: 15.5-24.8%) and Neospora spp. 23.9% (95% CI: 19.9-28.1%); and among the farms, 88.3% (95% CI: 74.4-91.6%), 71.6% (95% CI: 41-92.8%) and 85% (95% CI: 70.7-96.1%), respectively. Regarding mixed infection, 17 horses (3.4%) were seropositive for both S. neurona and T. gondii, 16 (3.2%) for T. gondii and Neospora spp. and 14 (2.8%) for S. neurona and Neospora spp. The associations between seropositivity and variables relating to the structure of the farm, management and health were analyzed using the logistic regression analysis, through the generalized estimating equations (GEE). The results suggest that the south of Minas Gerais is an enzootic area for S. neurona, T. gondii and Neospora spp. among horses, with prevalence of asymptomatic subclinical or chronic infections.

Resumo Este estudo determinou, pela reação de imunofluorescência indireta (RIFI), a soroprevalência de Sarcocystis neurona, Toxoplasma gondii e Neospora spp., e avaliou as variáveis associadas com a infecção, em 506 equinos, aparentemente sadios, criados no Sul de Minas, Brasil. O estudo foi realizado no período de abril de 2012 a outubro de 2013. Entre equinos, a prevalência verdadeira para S. neurona foi de 26% (IC 95%= 22,0-30,4%); para T. gondii de 19,9% (IC 95%= 15,5-24,8%); e para Neospora spp. de 23,9% (IC 95%= 19,9-28,1%); e entre propriedades, 88,3% (IC 95%= 74,4-91,6%), 71,6% (IC 95% = 41-92,8%), e 85% (IC 95%= 70,7-96,1%), respectivamente. Em relação à infecção mista, 17 (3,4%) equinos foram soropositivos para S. neurona e T. gondii, 16 (3,2%) para T. gondii e Neospora spp., e 14 (2,8%) para S. neurona e Neospora spp. A associação entre soropositividade e variáveis relacionadas à estrutura da propriedade, manejo e sanidade, foi analisada, utilizando-se a análise de regressão logística estimada por Generalized Estimating Equations (GEE). Os resultados sugerem que o Sul de Minas é área enzoótica para S. neurona, T. gondii e Neospora spp. em equinos, com predomínio de infecções subclínicas ou crônicas, assintomáticas.
Descritores: Toxoplasmose Animal/epidemiologia
Sarcocistose/veterinária
Coccidiose/veterinária
Doenças dos Cavalos/epidemiologia
-Toxoplasma
Brasil/epidemiologia
Anticorpos Antiprotozoários
Estudos Soroepidemiológicos
Sarcocystis
Sarcocistose/epidemiologia
Coccidiose/epidemiologia
Neospora
Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/veterinária
Doenças dos Cavalos/microbiologia
Doenças dos Cavalos/parasitologia
Cavalos
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 1124 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-886817
Autor: PAULINI, FERNANDA; CHAVES, SACHA B; RÔLO, JOSÉ LUIZ J P; AZEVEDO, RICARDO B DE; LUCCI, CAROLINA M.
Título: Evaluation of ovarian structures using computerized microtomography
Fonte: An. acad. bras. ciênc;89(3,supl):2131-2139, 2017. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Visualization and clear understanding of the ovarian structures are important in determining the stage of oestrus, helping to diagnose several pathologies and supporting advances in reproductive technologies. In this research, computerized microtomography (microCT) was used to explore and characterize the ovarian structure of seven mammalian species. Ovaries of rats, female dog, queens, cows, mares, sows and a female donkey were used. After microCT scanning, the same samples were prepared for histologic evaluation, used here as a validation criterion. It was possible to distinguish regions of the cortex and medulla, visualize the morphology and distribution of blood vessels, clearly observe corpus luteum and antral follicles, and visualize oocytes inside some antral follicles. This is the first report using microCT to explore and compare ovarian structures in several domestic mammals. MicroCT revealed great potential for the evaluation of ovarian structures. This research open prospects for the use of computerized tomography (CT) as a non-invasive approach to studying ovarian structures in live animals, which may be especially attractive for scientific study of development of ovarian structures and/or ovarian pathologies in small animals' models.
Descritores: Microtomografia por Raio-X/métodos
Folículo Ovariano/anatomia & histologia
-Suínos
Bovinos
Imageamento Tridimensional
Cavalos
Limites: Animais
Feminino
Cães
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 113 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde