Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.150.900.649.313.988 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 142 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 15 ir para página                         

  1 / 142 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-233882
Autor: Costa, Luciano da F; Cesar Junior, Roberto M.
Título: Energia de dobramento multi-escala: novas perspectivas em neuromorfometria / Multiscale bending energy: new perspective in neuromorphometry
Fonte: In: Schiabel, Homero; Slaets, Annie France Frère; Costa, Luciano da Fontoura; Baffa Filho, Oswaldo; Marques, Paulo Mazzoncini de Azevedo. Anais do III Fórum Nacional de Ciência e Tecnologia em Saúde. Säo Carlos, s.n, 1996. p.588-588, ilus, graf.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Fórum Nacional de Ciência e Tecnologia em Saúde, 3 e Congresso Brasileiro de Engenharia Biomédica, 15 e Congresso Brasileiro de Físicos em Medicina , 6 e Congresso Brasileiro de Informática em Saúde, 5 e Encontro Brasileiro de Proteçäo Radiológica, Campos do Jordäo, 13-17 out. 1996.
Resumo: Este trabalho apresenta os resultados referentes à aplicação de um novo descritor multi-escala de formas, chamado Energia de Dobramento (ED), para problemas de neuromorfometria. O descritor é introduzido, e resultados demonstrando: (1) a capacidade de discriminação da complexidade da forma das células neurais e (2) invariância à transformações geométricas, são apresentados.
Descritores: Sistema Nervoso
Mamíferos
Modelos Neurológicos
Neurônios
-Primatas
Canais Iônicos
Distribuição Normal
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/3012.74


  2 / 142 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-28455
Autor: Meyers, W. M; Walsh, G. P; Binford, C. H; Wolf, R. H; Gormus, B. J; Martin, L. N; Baskin, G. B; Gerone, P. J.
Título: Modelos de lepra multibacilar en huéspedes no alterados: estado actual / Multibacillary models of leprosy in not changed hosts: actual status
Fonte: In: Organización Panamericana de la Salud, ed. Seminario Boliviano sobre Control de la Lepra. s.l, Organización Panamericana de la Salud, 1983. p.23-23.
Idioma: es.
Conferência: Apresentado em: Seminario Boliviano sobre Control de la Lepra, Caracas, 12-14 sept. 1983.
Resumo: Se ha reportado lepra diseminada multibacilar en sujetos no alterados en tres especies de armadillos, chimpancés, monos mangabey, mono rhesus,, mono africano verde, ratas y ratones desnudos. No se ha demostrado que el chimpancé sea constantemente susceptible y por lo tanto requiere ser más estudiado para establecer su potencial utilidad. Los armadillos, debido a su facilidad de acceso, por lo menos en el Hemisferio Occidental, tienen grandes potenciales para experimentación, pero su utilidad en casi todas las áreas de experimentación casi no ha sido estudiada. Los ratones y las ratas desnudos tienen la ventaja de estar disponibles para laboratorios con el equipo adecuado; sin embargo, su cuidado es tedioso, su mantenimiento costoso y estos animales tienen vidas relativamente cortas. Las infecciones en los ratones desnudos parecen ser muy intensas y son, como las del armadillo, más graves que en la mayoría de los pacientes con lepra. Además, estos roedores, aunque no están alterados artificialmente, tienen una deficiencia inmunológica genética establecida en contraste con el sistema inmune de los individuos susceptibles a la lepra. El mono mangabey, aunque todavía en las etapas iniciales de experimentación, parece ofrecer la mejor esperanza hoy en día como modelo ideal para la lepra. Las únicas desventajas inmediatas son el ministro relativamente escaso de este animal y el costo de mantenimiento. Una enorme ventaja es la cercanía de esta especie a la especie humana. Las características de la enfermedad observada hasta el momento en los cinco sujetos estudiados sugieren que habrá muchas similitudes entre la lepra en el mono y el humano. El tiempo y los estudios los dirán
Descritores: Hanseníase
-Tatus
Primatas
Roedores
Modelos Animais de Doenças
Limites: Animais
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/138.02; BR67.1; 614.546*31


  3 / 142 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-349838
Autor: Resende, Briseida Dôgo de; Ottoni, Eduardo B.
Título: Brincadeira e aprendizagem do uso de ferramentas em macacos-prego (Cebus apella) / Play and tool use learning in tufted capuchin monkeys (Cebus apella)
Fonte: Estud. psicol. (Natal);7(1):173-180, jan. 2002. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: FAPESP.
Resumo: Nossa pesquisa tem como objetivo estudar o desenvolvimento dos infantes e juvenis de um grupo de macacos-prego (Cebus apella) em condiçäo de semiliberdade, com ênfase nos comportamentos manipulativos. No presente estudo, relacionamos o aparecimento do uso de instrumentos para quebra de cocos com a brincadeira social e com a brincadeira com objetos. A brincadeira social ocorreu predominantemente em infantes e juvenis. A brincadeira com objetos, muitas vezes indistinguível das atividades exploratórias, aumentou durante o primeiro ano de vida. A manipulaçäo exploratória de pedras constitui uma oportunidade importante para a aprendizagem individual, por tentativa-e-erro, do uso de instrumentos para quebrar cocos, que surge entre o segundo e o terceiro anos de vida. A brincadeira social parece facilitar a tolerância entre os sujeitos, o que favoreceria a aprendizagem por observaçäo dos episódios de quebra
Descritores: Jogos e Brinquedos
Primatas
Cebus/psicologia
Comportamento de Utilização de Ferramentas
Aprendizagem
-Comportamento Animal
Brasil
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Responsável: BR1274.1 - Biblioteca Central Zila Mamede


  4 / 142 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1047739
Autor: Fernandes, Natália Coelho Couto de Azevedo; Cunha, Mariana Sequetin; Guerra, Juliana Mariotti; Réssio, Rodrigo Albergaria; Cirqueira, Cinthya dos Santos; Carvalho, Silvia D'Andretta Iglezias; Carvalho, Júlia de; Araujo, Emerson L L; Catão-Dias, José Luiz; Días-Delgado, Josué.
Título: Outbreak of Yellow Fever among Nonhuman Primates, Espirito Santo, Brazil, 2017
Fonte: Emerging Infectious Diseases;23(12), 2017.
Idioma: en.
Resumo: In January 2017, a yellow fever outbreak occurred in Espirito Santo, Brazil, where human immunization coverage is low. Histologic, immunohistologic, and PCR examinations were performed for 22 deceased nonhuman New World primates; typical yellow fever features were found in 21. Diagnosis in nonhuman primates prompted early public health response.

Em janeiro de 2017, ocorreu um surto de febre amarela no Espírito Santo, Brasil, onde a cobertura de imunização humana é baixa. Os exames histológico, imuno-histológico e PCR foram realizados para 22 primatas não humanos do Novo Mundo falecidos; características típicas da febre amarela foram encontradas em 21. O diagnóstico em primatas não humanos levou a uma resposta precoce da saúde pública.
Descritores: Primatas
Febre Amarela
Saúde Pública
Imunização
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  5 / 142 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-975703
Autor: Villarroel-Villarroel, Nicolle; Quintana-García, Oliver.
Título: Descripción anatómica de la musculatura intrínseca y cavidad de la laringe en cuatro especies de primates / Anatomical description of the intrinsic musculature and cavity of the larynx in four primate species
Fonte: Int. j. morphol;36(4):1326-1330, Dec. 2018. graf.
Idioma: es.
Resumo: Los primates actualmente se clasifican en "Estrepsirrinos" y "Haplorrinos". Los estrepsirrinos habitan principalmente Madagascar y el sudeste de Asia, en cambio, los Haplorrinos se subdividen en "monos del viejo mundo" y "monos del nuevo mundo", distribuyéndose los primeros en África y Asia principalmente, mientras que los últimos tienen en Centro y Sudamérica sus principales áreas de distribución. Son animales frecuentes en zoológicos y centros de rehabilitación, que presentan abundantes estudios en cuanto a su distribución, hábitat, comportamiento y medidas de conservación, pero escasos son los estudios en relación a su anatomía. Por esta razón, el objetivo de nuestro estudio fue realizar una descripción anatómica de la musculatura intrínseca y cavidad de la laringe en cuatro ejemplares de primates, los cuales fueron donados por el Zoológico del Parque Metropolitano de Santiago de Chile, correspondientes a las especies: mono araña (Ateles fusciceps), mono capuchino (Cebus albifrons), gibón de manos blancas (Hylobates lar) y lémur cola anillada (Lémur catta). La disección se realizó desde superficial a profundo en cada laringe aislada, describiendo y comparando los hallazgos anatómicos observados, utilizando como guía comparativa la literatura anatómica humana. El estudio demostró diferencias anatómicas entre los primates en estudio, así como también diferencias con lo descrito en la literatura para la anatomía de la laringe humana.

Primates are currently classified as "Strepsirrhini" and "Haplorrhini". The strepsirrhines inhabit mainly Madagascar and Southeast Asia. However, the Haplorrhini are subdivided into "old world monkeys" and "new world monkeys", the first being distributed in Africa and Asia mainly, while the main distribution areas for the latter are in Central and South America. They are frequent animals in zoos and rehabilitation centers, allowing abundant studies regarding their distribution, habitat, behavior and conservation measures, but few studies are related to their anatomy. For this reason, the aim of our study was to perform an anatomical description of the intrinsic muscles and cavity of the larynx in four specimens of primates, which were donated by the Metropolitan Park of Santiago, Chile, corresponding to species: spider monkey (Ateles fusciceps), capuchin monkey (Cebus albifrons), white-handed gibbon (Hylobates lar) and ring-tailed lemur (Lemur catta). The dissection was performed from superficial to deep in each isolated larynx, describing and comparing the observed anatomical findings, using as a comparative guide the human anatomical literature. The study showed anatomical differences between the primates under study, as well as differences for what is described in the literature for the anatomy of the human larynx.
Descritores: Primatas/anatomia & histologia
Músculos Laríngeos/anatomia & histologia
Laringe/anatomia & histologia
Limites: Animais
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  6 / 142 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Soares, Manoel do Carmo Pereira
Texto completo
Id: biblio-945932
Autor: Pereira, Washington Luiz Assunção; Galo, Katiany Rocha; Silva, Klena Sarges Marruaz da; Soares, Manoel do Carmo Pereira; Alves, Max Moreira.
Título: Ocorrência de hepatites virais, helmintíases e protozooses em primatas neotropicais procedentes de criação domiciliar: afecções de transmissão fecal-oral com potencial zoonótico / Viral hepatitis, helminthiasis and protozoan disease in neotropical primates raised in captivity: potentially zoonotic affections with fecal-oral transmission
Fonte: Rev. Pan-Amazônica Saúde (Online);1(3):57-60, 2010. graf.
Idioma: pt.
Resumo: A criação de primatas não humanos em domicilio não é permitida pela legislação ambiental. Entretanto, na Região Amazônica é comum encontrar primatas não humanos convivendo em ambientes familiares. Essa interface favorece a transmissão de doenças de caráter zoonótico. Esta pesquisa se propôs avaliara presença de alguns agentes zoonóticos em primatas não humanos de criação domiciliar. Foram investigados animais doados ou apreendidos pelo Batalhão de Policiamento Ambiental e/ou Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis no Estado do Pará e encaminhados ao Centro Nacional de Primatas. Durante a quarentena, 25 animais foram submetidos a colheitas de sangue para a obtenção de soro e pesquisa de anticorpos para hepatites virais (tipos A, B e E), realizada no Instituto Evandro Chagas. A análise parasitológica fecal foi realizada em 29 animais, sendo utilizados os métodos de Willis, Hoffman e exame direto. Nenhum dos animais apresentou anticorpos positivos para anti-HBV e anti-HEV; entretanto, 12 por cento dos animais apresentaram positividade para anticorpos anti-HAV totais. Os estudos parasitológicos demonstraram que 48,2 por cento apresentavam algum tipo de parasita com potencial zoonótico, ocorrendo Strongyloides stercoralis em 17,2 por cento casos, sendo que em 3,4 por cento dos casos este parasita estava associado à Giardia lamblia...

Brazilian environmental legislation does not allow non-human primates to be raised in captivity. However, this remains a common practice in the Amazon region, and the close proximity of animals and humans facilitates the transmission of zoonotic diseases. The goal of the present study was to evaluate the presence of zoonotic agents in household-raised non-human primates. We analyzed animals donated or apprehended by Brazil's Environmental Police Battalion and/or the Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis in Pará State, Brazil, and sent to the Centro Nacional de Primatas. Blood samples taken from 25 animals during the quarantine period were subjected to serum and antibody tests for viral hepatitis (types A, B and E) at the Instituto Evandro Chagas. Parasitological analysis of fecal material was performed on 29 animals using direct examination and the Willis and Hoffman methods. None of the animals tested positive for anti-hepatitis B or anti-hepatitis E virus antibodies, but 12 per cent were positive for total anti-hepatitis A antibodies. In addition, parasitological studies showed that 48.2 per cent of the animals had parasites with zoonotic potential. Strongyloides stercoralis was observed in 17.2 per cent, but this parasite was associated with Giardia lamblia in only 3.4 per cent of the samples. Giardia lamblia and Entamoeba histolytica were detected in 3.4 per cent and 10.3 per cent of the samples, respectively. All of the pathogens described in this study are transmitted through the fecal-oral route. Therefore, we concluded that non-human primates should not be raised in captivity, and this practice should be addressed as an important public health concern.
Descritores: Vírus de Hepatite
Primatas/parasitologia
-Enteropatias Parasitárias/parasitologia
Zoonoses
Limites: Animais
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  7 / 142 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: biblio-940243
Autor: Andrade, Antenor(org).
Título: Biologia, manejo e medicina de primatas não humanos na pesquisa biomedica.
Fonte: Rio de Janeiro; Fiocruz; 2010. 472 p.
Idioma: pt.
Descritores: Primatas/anatomia & histologia
Primatas/crescimento & desenvolvimento
Primatas/fisiologia
Limites: Animais
Responsável: BR1719.1 - Biblioteca do CPqRR
BR1719.1; 573, A553b, 2010. 015002


  8 / 142 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-927376
Autor: Stephano, Gilda Alves Brown.
Título: DNA satélite em três espécies de primatas neotropicais.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 1994. viii,99 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Rio de Janeiro para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Cinco satélites DNA, cada qual de uma espécie de primata neotropical (infra-ordem Platyrrhini), foram clonados: Car-B de Callitrix argentata; Csa-A de Chiropotes satanas; Aot-A de Aotus (provavelmente Aotus trivirgatus); Cmoalf de Callicebus moloch; e Cpyalf de Cebuella pygmaea. A ocorrência desses satélites nos outros gêneros de primatas foi pesquisada em Southern blots. A sequência de DNA de pelo menos um clone desses satélites foi determinada. Os clones Car-B, Csa-A e Aot-a foram mapeados nos cromossomos através da hibridização in situ.

Five DNA satellites, each one from a neotropical primate species (Infra-ordem Platyrrhini), were cloned: Car-B from Callithrix argentata; Csa-A from Chiropotes satanas; Aot-A from Aotus (probably Aotus trivirgatus); Cmoalf from Callicebus moloch; and Cpyalf from cebuella pygmaea. The occurrence of these satellites in the others primate generas was surveyed in Southern blots. At least one clone of these satellites was fully sequenced. The satellites clones Car-B, Csa-A and Aot-A were mapped in the chromosomes by in situ hybridization.
Descritores: DNA Satélite
Primatas
Limites: Animais
Responsável: BR440.1 - Biblioteca Geraldo Matos de Sá . Hospital do Câncer I
BR440.1; 574.873224, S827d T HCI


  9 / 142 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888091
Autor: Antunes, K. D; Matos, J. C. C; Mol, L. P; Oliveira, M. A; Arcebispo, T. L. M; Santos, V. G; Oliveira, T. M; Fontes, C. C; Reis, C. H. L; Diniz, S. A; Pereira, P. L. L; Silva, M. X.
Título: Descriptive analysis of rabies in wild animals in the state of Sergipe, Brazil / Análise descritiva da raiva em animais silvestres no estado de Sergipe, Brasil
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);70(1):169-173, Jan.-Feb. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: The wild cycle of rabies constitutes a serious challenge to epidemiological surveillance for disease control in domestic, companion or production animals, and in humans. The understanding of rabies virus circulation in the natural environment is increasingly important due to the constancy of natural reservoirs of the disease and the presence of potential vectors of the infection to humans and domestic animals. Aiming to evaluate the occurrence of rabies in the State of Sergipe a total of 935 hematophagous bats (Desmodus rotundus), 46 wild dogs (Cerdocyon thous) and 24 primates (Callithrix spp.) were analyzed from 1987 to 2014, of which 1 bat, 17 crab-eating foxes and no primates were positive. Due to the lack of positive results in hematophagous bats, the main vector of herbivorous rabies, more studies are needed to monitor cases, because from an epidemiological point of view, Sergipe is endemic for herbivorous rabies. Epidemiological surveillance of rabies virus in wild animals is primordial for the success of disease control programs in herds of domestic animals and humans.(AU)

O ciclo silvestre da raiva constitui um sério desafio para a vigilância epidemiológica no controle da doença nos animais domésticos, de companhia ou de produção, e nos seres humanos. O entendimento sobre a circulação do vírus rábico no ambiente natural é cada vez mais importante, em razão da constância de reservatórios naturais da doença e da presença de vetores potenciais da infecção aos humanos e aos animais domésticos. Com o objetivo de avaliar a ocorrência da raiva no estado de Sergipe, foram analisados 935 morcegos hematófagos (Desmodus rotundus), 46 cachorros-do-mato (Cerdocyon thous) e 24 primatas (Callithrix spp.) no período de 1987 a 2014, dos quais resultaram positivos um morcego, 17 cachorros-do-mato e nenhum primata. Em que pese a contundente falta de resultados positivos em morcegos hematófagos, principal vetor da raiva dos herbívoros, mais estudos são necessários no monitoramento dos casos, pois o estado, do ponto de vista epidemiológico, é endêmico para a raiva dos herbívoros. A vigilância epidemiológica do vírus da raiva nos animais silvestres é primordial para o sucesso dos programas de controle da doença em rebanhos de animais domésticos e em seres humanos.(AU)
Descritores: Animais Selvagens/anormalidades
Epidemiologia Descritiva
Primatas/anormalidades
Raiva/epidemiologia
-Canidae
Quirópteros
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  10 / 142 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-847160
Autor: Navarro, Fábio Cassarotti Parronchi.
Título: A retrotransposição de mRNAs como fator de variabilidade genética no genoma humano e de outros primatas / The retrotransposition of mRNAs as a factor of genetic variability in the human and other primates genomes.
Fonte: São Paulo; s.n; 2014. 215 p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Duplicação genica é uma das principais forças levando a evolução dos genomas eucarioto. O impacto de duplicações gênicas/genômicas vem sendo investigado a muito tempo em humanos e outros primatas. Um segundo mecanismo de duplicação gênica, a retrotransposição baseada em RNA maduros, vem sendo menos estudada devido ao seu potencial menor de gerar cópias funcionais. No entanto, recentemente, publicações descreveram retrocópias funcionais em humanos, roedores e mosca de fruta. Nesta tese, para investigar sobre retrocópias causando variabilidade genética no genoma de primatas, nós desenvolvemos a implementamos os métodos para detectar estas inserções. Utilizando nove genomas e transcriptomas publicamente disponíveis (sete primatas e dois roedores) nós confirmamos um número similar, porém, com origem independente, de retrocópias em primatas e roedores. Nós também encontramos um enriquecimento de retrocópias no genoma de Platyrrhini, possivelmente explicado pela expansão de L1PA7 e L1P3 nestes genomas. Posteriormente, nós analisamos a ortologia de retrocópias no genoma de primatas e encontramos 127 eventos específicos à linhagem humana. Nós também exploramos dados do projeto 1000 Genomes para detectar retrocópias polimórficas (retroCNVs germinativos) e encontramos 17 eventos, presentes no genoma referência humano, mas ausentes em mais de um indivíduo. Similarmente, nós investigamos novas retroduplicações de mRNAs no genoma humano, detectando 21 eventos ausentes do genoma referência. Finalmente, investigamos a existência de retroCNVs somáticos e descrevemos sete possíveis retrocópias somáticas. Apesar de sua possível insignificância, nós encontramos que algumas retrocópias compartilhadas entre todos os primatas, espécie específicas, e polimórficas podem ser expressas per se ou como transcritos quiméricos com genes hospedeiros. Sobretudo, nós encontramos que retrocópias são um fator importante da variabilidade genética inter-espécie, intra-espécie e intra-indivíduo e podem estar influenciando a evolução de mamíferos ao criar reservatórios de duplicações potencialmente funcionais

Gene duplication is a major driving force of evolution in eukaryotic genome. The impact of gene/genomic duplication has long been investigated in human and other primates. A second mechanism of gene duplication, retrotransposition, which is based on mature RNA, has been traditionally less studied due to their lower potential to generate functional copies. Recently, however, publications described functional retrocopies in humans, murines and drosophila. Here, to gain insights of the genetic variability arising from retrocopies on primate genomes, we developed and implemented the methods to detect these insertions. Using nine publicly available reference genomes and transcriptomes (seven primates and two rodents) we described a similar number independently arisen retrocopies in primates and rodents. We also found an enrichment of retrocopies in Platyrhinni genomes, putatively explained by the expansion of L1PA7 and L1P3 in these genomes. Next, we evaluated the orthology of retrocopies in primate genomes and found 127 events specific to human lineage. We also explored 1000 Genomes Project data to detect polymorphic events (germinative retroCNVs) on human populations and found 17 events, present on the reference genome, absent in more than one individual. Conversely, we also investigated new insertions of mRNA retroduplications in the human genome, detecting 21 events absent to the human reference genome. Finally, we evaluated the existence of somatic retroCNVs and described seven putative somatic retrocopies. Despite their putative insignificance, we found that some of these shared, specie-specific and polymorphic events may be expressed per se and as chimeric transcripts within host genes. Taken together, we found that retrocopies are a great factor of genetic variation interspecie, intraspecie e intraindividual and may be affecting mammal evolution by creating reservoirs of potentially functional duplications
Descritores: Primatas/genética
-Computação em Nuvem/estatística & dados numéricos
Biologia Computacional/métodos
Edição de Genes
Terapia Genética/normas
Genoma
Variação Estrutural do Genoma
Polimorfismo Genético/genética
Transcriptoma/genética
Limites: Seres Humanos
Animais
Masculino
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Gatos
Bovinos
Embrião de Galinha
Cães
Cobaias
Cricetinae
Camundongos
Coelhos
Ratos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T 574.88, N322r. 30100025420-Q



página 1 de 15 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde