Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.500.131.166.132.832 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 259 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 26 ir para página                         

  1 / 259 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-423701
Autor: Glenny A., Martha; Mendoza U., Leonardo; Falconí Rosadio, Eduardo.
Título: Detección de anticuerpos contra Borrelia burgdorferi e identificación de garrapatas ixodidas en Piura y Amazonas, Perú / Detection of antibodies against Borrelia Burgdorferi and ixodids ticks identification in Piura and Amazonas, Perú
Fonte: Rev. peru. med. exp. salud publica;21(1):23-27, ene.-mar. 2004. tab.
Idioma: es.
Resumo: Objetivos: Detectar anticuerpos IgG/IgM contra Borrelia burgdorferi en población general, procedentes de los departamentos de Piura y Amazonas e identificar especies de garrapatas probablemente incriminadas en la transmisión de la enfermedad de Lyme. Material y Métodos: Entre agosto del año 2001 y junio de 2002, se colectaron muestras de sangre de 232 pobladores procedentes de ocho localidades del Departamento de Piura y 12 del Departamento de Amazonas, para evaluar mediante ELISA CaptiaTM Lyme IgG/IgM (Trinity biotech) la presencia de anticuerpos contra Borrelia burgdorferi. Además, se colectaron garrapatas en animales domésticos por búsqueda directa. Resultados: Se detectó seropositividad en 9,9 por ciento de los sueros evaluados. Asimismo, de 433 garrapatas colectadas se identificaron los géneros: Ixodes (5,5 por ciento), Amblyomma (18,0 por ciento), Rhipicephalus (23,5 por ciento), Anocentor (31,1 por ciento) y Boophilus (21,7 por ciento). Conclusiones: Existen personas seropositivas por Borrelia en Piura y Amazonas, coincidiendo con los hallazgos realizados en Sapillica en el año 1992, además se detectó la presencia de garrapatas del género Ixodes en Piura.
Descritores: Carrapatos
Infecções por Borrelia
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Doença de Lyme
Ixodidae
Borrelia burgdorferi
Responsável: PE14.1 - Biblioteca de la Sede Central


  2 / 259 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-773062
Autor: Guillen, Angela Carolina.
Título: Avaliação da competência de aves passeriformes Turdus sp como hospedeiro amplificador da bactéria Rickettsia rickettsii para carrapatos da espécie Amblyomma aureolatum em condições de laboratório / Evaluation of the Bird Turdus sp as a competent host to amplify the bacterium Rickettsia rickettsii to Amblyomma aureolatum ticks in laboratory conditions.
Fonte: São Paulo; s.n; 2014. 56 p. tab, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo (Estado) Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Carrapatos são importantes vetores de agentes infecciosos. A fauna ixodológica do Brasil é atualmente composta por mais de 60 espécies, mas apenas as riquetsioses são reconhecidas zoonoses transmitidas por carrapatos. A Febre Maculosa Brasileira tem como agente etiológico a bactéria Rickettsia rickettsii, transmitida na região Metropolitanade São Paulo pelo carrapato Amblyomma aureolatum, esse carrapato utiliza aves passeriformes, em especial o sabiá (Turdus sp), como hospedeiros primários das fases imaturas. É conhecido que os hospedeiros das fases subadultas dos carrapatos costumam desempenhar o importante papel de amplificadores da bactéria R. rickettsii,assim Turdus sp podem ser uma importante fonte de amplificação do agente etiológico para a população de carrapatos. No presente estudo foram realizadas quatro infestações experimentais seriadas (7 dias entre infestações) com ninfas de A. aureolatum em cinco indivíduos do gênero Turdus sp. A primeira infestação foi feita com cinco ninfas da colônianão infectada, a segunda foi realizada com cinco ninfas previamente infectadas com R.rickettsii (identificadas com a amputação do metatarso da pata esquerda III) e cinco susceptíveis, a terceira e a quarta foram realizadas com ninfas suscetíveis. Todas as ninfas de A. aureolatum alimentadas foram deixadas para realizar ecdise e os adultos subsequentes foram macerados e parte foi inoculado em cobaias e parte foi submetido à PCR, assim como amostras de sangue das aves colhidas em cada uma das infestações,para detecção de R. rickettsii para os genes gltA; htrL e ompA. Apenas as ninfas da colônia infectada foram positivas na PCR, todas as ninfas susceptíveis e o sangue colhido das aves se mostraram negativas, assim como nenhuma cobaia apresentou manifestação clínica compatível com infecção por R. rickettsii. Os resultados mostram que Turdus sp não desempenha o papel de amplificador de R. rickettsii para ninfas de A. aureolatum...

Ticks are important vectors of infectious agents. The ixodological fauna of Brazil iscurrently comprised of over 60 species, but only the tick-borne rickettsial diseases arerecognized as zoonoses. The Brazilian Spotted Fever etiologic has as agent Rickettsiarickettsii, transmitted in the metropolitan region of São Paulo by the tick Amblyommaaureolatum, this tick uses passerine birds, especially the Brazilian Robin (Turdus sp) asprimary hosts of the immature stages. It is known that the hosts of subadultas stages ofticks often play an important role as amplifiers of R. rickettsii, so Turdus sp can be animportant source of amplifying the etiologic agent for the tick population. In the presentstudy four serial experimental infestations (7 days between infestations) with nymphs of A.aureolatum in five individuals of the genus Turdus sp were performed. The first infestationwas performed with five nymphs taken from an uninfected colony, the second wasperformed with five previously infected nymphs by R. rickettsii (identified with theamputation of the left paw metatarsal III) and five susceptible nymphs, the third and fourthinfestations were performed with susceptible nymphs. All of the nymphs that fed on A.aureolatum were allowed to accomplish ecdysis and the subsequent adults weremacerated and part was inoculated into guinea pigs and part was subjected to PCR aswell as blood samples taken from birds from each infestation, for detection of R . rickettsiifor the genes gltA; htrL and ompA. Only nymphs from the infected colony were positive inthe PCR, all the susceptible nymphs and the collected blood were negative, as well asnone of the guinea pigs showed clinical signs compatible with infection by R. rickettsii. Theresults show that Turdus sp doesn't act as R. rickettsii amplifier for A. aureolatum nymphs...
Descritores: Aves Canoras
Carrapatos
Febre Maculosa das Montanhas Rochosas/epidemiologia
Rickettsia rickettsii
-Reação em Cadeia da Polimerase
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  3 / 259 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-619655
Autor: Colombo, Fabio Antonio.
Título: Detecção de RNA de Leischmania(Leishmania) infantum chagasi em pulgas e carrapatos coletados de cães naturalmente infectados e padronização de uma PCR em tempo real para diagnóstico e diferenciação de espécies de Leishmania / Detection of RNA of Leishmania(Leishmania) infantum chagasi in fleas and ticks collected from naturally infected dogs and standardization of a real-time PCR for diagnois and differentiation of leishmana species.
Fonte: São Paulo; s.n; 2012. [100] p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo(Estado) Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós Graduação em Ciências para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A leishmaniose visceral americana (LVA) é um sério problema de saúde pública. No período de 2003 a 2009 foram registrados no Brasil mais de 34 mil casos de leishmaniose visceral. Até a década de 80, a maioria dos casos concentrava-se em áreas rurais dos municípios. Esse perfil mudou e vários casos são notificados nas áreas urbanas. No Estado de São Paulo a doença é autóctone desde 1998. A partir de 2003 foram registrados também casos autóctones caninos nas redondezas da região metropolitana de São Paulo. Uma das formas de se avaliar a propagação da infecção é o estudo dos transmissores. Embora Lutzomyia longipalpis seja uma espécie prevalente em zonas urbanas, tem sido a única responsável pela transmissão na área urbana dos municípios da região Oeste do Estado. Contudo, na Região Metropolitana de São Paulo a sua presença ainda não foi detectada. Este fenômeno leva a supor que outra espécie de flebotomíneos ou outros ectoparasitas de cães como os carrapatos Rhipicephalus sanguineus e as pulgas Ctenocephalides felis felis possam estar envolvidos na transmissão da LVA. Este estudo mostra que os cães estão densamente infestados por pulgas e carrapatos em todos os estádios evolutivos. Além disso, material genético positivo para L. (L.) infantum chagasi, foi encontrado no interior desses ectoparasitas com uma positividade variando de 53,1% nas pulgas a 77,7% nas ninfas, inclusive após a ecdise de ninfa para o estádio adulto sugerindo a capacidade dos carrapatos de preservar parasitas vivos. Com a utilização da PCR em tempo real, foi possível quantificar o DNA presente no interior dos ectoparasitas. A PCR em tempo real single se mostrou eficiente na detecção de espécies do subgênero Leishmania e com a PCR multiplex foi possíveldiferenciar entre as espécies dos subgênero Viannia e as do complexodonovani. O marcador molecular (CY5) da PCR em tempo real multiplex foicapaz detectar todas as espécies de Leishmania spp analisadas sendo útilpara detectar...
Descritores: Artrópodes
Leishmaniose Visceral
RNA Mensageiro
Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real
-Carrapatos
Sifonápteros
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, C718d, 2012


  4 / 259 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1100371
Autor: Daza T. , Carlos; Bermúdez C. , Sergio.
Título: Características clínicas y para clínicas de los pacientes con fiebre manchada por Ricketts ia ricketts ii en Panamá (1950­-1951; 2004­-2017) / Clinical and para clinical characteristics of patients with fevers potted by Rickettsiarickettsii in Panama (1950­1951; 2004­2017)
Fonte: Rev. méd. Panamá;39(3):79-84, 2019.
Idioma: es.
Resumo: La fiebre manchada causada por Ric ketts ia ric ketts iies por mucho la enfermedad transmitida por garrapatas más importante en América Latina y una de las zoonosis más relevante del continente. En Panamá esto es notorio si se considera que los casos confirmados de la misma se han registra­ do en dos series: 1950­1951, donde se presentaron cinco casos, donde los dos primeros fueron re­ sultaron fatales, y de 2004­2017, donde se confirmaron 10 casos, con nueve fallecimientos. A pes ar de lo anterior, la fiebre manchada causada por Rrickettsii es una enfermedad de baja preva­lencia y está dentro de las enfermedades desatendidas. El diagnóstico oportuno de Rrickettsii en personas afectadas por la misma, incrementa la posibilidad de sobrevivencia del paciente; sin em­bargo, a pesar de su alto porcentaje de mortalidad, esta enfermedad es poco reconocida y no se cuenta con sospecha clínica. Con el objetivo de presentar sus características clínicas en Panamá, se analizan individualmente cada reportes de caso, incluyendo datos etarios , de localidad, sínto­mas descritos, análisis aplicados y tratamiento.

The spotted fever caused by Ric ketts ia rickettsii is by far the most important tick­borne disease in Latin America and one of the most important zoonoses in the continent. In Panama this is notorious if it is considers that the confirmed cases have been registered in two series: 1950­1951, with five cas es and two fatal; and 2004­2017, with 10 cases and nine deaths. Despite the above, spotted fe­ver caused by R. rickettsii is a disease of low prevalence and is among the neglected diseases. The timely diagnosis of Rrickettsii in people affected by it, increases the possibility of survival of the pa­tient; however, despite its high mortality rate, this disease is poorly recognized and there is no clini­ cal suspicion. In order to present their clinical characteristics in Panama, each reports of case is analyzed individually, including age, location, symptoms described, applied analysis and treatmen
Descritores: Rickettsia rickettsii/virologia
Carrapatos/virologia
Zoonoses
-Doenças Transmitidas por Carrapatos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Gravidez
Pré-Escolar
Idoso
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Caso Julgado
Responsável: PA30.1 - BINASA - Biblioteca Nacional de Salud


  5 / 259 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Biondo, Alexander Welker
Vidotto, Odilon
Texto completo
Id: biblio-830044
Autor: Nascimento, Denise Amaral Gomes; Vieira, Rafael Felipe da Costa; Vieira, Thállitha Samih Wischral Jayme; Toledo, Roberta dos Santos; Tamekuni, Katia; Santos, Nelson Jessé Rodrigues dos; Gonçalves, Daniela Dibb; Vieira, Maria Luísa; Biondo, Alexander Welker; Vidotto, Odilon.
Título: Serosurvey of Borrelia in dogs, horses, and humans exposed to ticks in a rural settlement of southern Brazil / Soroprevalência e fatores associados a Borrelia em cães, equinos e humanos expostos a carrapatos em um assentamento rural do sul do Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(4):418-422, Sept.-Dec. 2016. tab.
Idioma: en.
Projeto: Fundação Araucária do Paraná.
Resumo: Abstract The aims of the present study were to serosurvey dogs, horses, and humans highly exposed to tick bites for anti-Borrelia burgdorferi s.l. antibodies, identify tick species present, and determine risk factors associated with seropositivity in a rural settlement of Paraná State, southern Brazil. Eighty-seven residents were sampled, along with their 83 dogs and 18 horses, and individual questionnaires were administered. Immunofluorescence antibody test (IFAT) was performed on serum samples and positive samples were subjected to western blot (WB) analysis. Anti-B. burgdorferi antibodies were found in 4/87 (4.6%) humans, 26/83 (31.3%) dogs, and 7/18 (38.9%) horses by IFAT, with 4/4 humans also positive by WB. Ticks identified were mostly from dogs and included 45/67 Rhipicephalus sanguineus, 21/67 Amblyomma ovale, and 1/67 A. cajennense sensu lato. All (34/34) horse ticks were identified as A. cajennense s.l.. No significant association was found when age, gender, or presence of ticks was correlated to seropositivity to Borrelia sp. In conclusion, although anti-Borrelia antibodies have been found in dogs, horses and their owners from the rural settlement, the lack of isolation, molecular characterization, absence of competent vectors and the low specificity of the commercial WB kit used herein may have impaired risk factor analysis.

Resumo Os objetivos do presente estudo foram realizar um levantamento sorológico de cães, cavalos e humanos altamente expostos a picadas de carrapatos para anticorpos anti-B. burgdorferi s.l., identificar as espécies de carrapatos presentes, e determinar os fatores de risco associados a soropositividade em um assentamento rural do Estado do Paraná, sul do Brasil. Oitenta e sete residentes foram amostrados junto com seus respectivos 83 cães e 118 cavalos e questionários individuais foram aplicados. O teste de imunofluorescência indireta (IFI) foi realizado nas amostras sorológicas e as positivas foram submetidas a análise por western blot (WB). Anticorpos anti-B. burgdorferi foram detectados em 4/87 (4,6%) humanos, 26/83 (31,3%) cães e 7/18 (38,9%) cavalos pela IFI, com 4/4 humanos também positivos pelo WB. Os carrapatos identificados foram em sua maioria de cães e incluíram 45/67 Rhipicephalus sanguineus, 21/67 Amblyomma ovale e 1/67 A. cajennense sensu lato. Todos (34/34) carrapatos dos cavalos foram identificados como A. cajennense s.l.. Não foram observadas diferenças estatísticas entre idade, sexo ou presença de carrapatos e soropositividade para Borrelia sp. Em conclusão, embora anticorpos anti-Borrelia tenham sido encontrados em cães, equinos e seus proprietários do assentamento rural, a ausência de isolamento, caracterização molecular, ausência de vetores competentes e baixa especificidade do kit comercial de WB utilizado podem ter limitado a análise de fatores de risco.
Descritores: Carrapatos/microbiologia
Grupo Borrelia Burgdorferi/imunologia
Anticorpos Antibacterianos/sangue
-Brasil
Saúde da População Rural
Ixodidae/microbiologia
Rhipicephalus sanguineus/microbiologia
Cavalos
Limites: Humanos
Animais
Cães
Responsável: NI15.1 - CEDOC - Centro de Documentación e Información


  6 / 259 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Labruna, Marcelo Bahia
Texto completo
Id: biblio-830052
Autor: Luz, Hermes Ribeiro; Muñoz-Leal, Sebastián; Almeida, Juliana Cardoso de; Faccini, João Luiz Horacio; Labruna, Marcelo Bahia.
Título: Ticks parasitizing bats (Mammalia: Chiroptera) in the Caatinga Biome, Brazil / Carrapatos parasitando morcegos (Mammalia: Chiroptera) na Caatinga, Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(4):484-491, Sept.-Dec. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq; . CONICYT.
Resumo: Abstract In this paper, the authors report ticks parasitizing bats from the Serra das Almas Natural Reserve (RPPN) located in the municipality of Crateús, state of Ceará, in the semiarid Caatinga biome of northeastern Brazil. The study was carried out during nine nights in the dry season (July 2012) and 10 nights in the rainy season (February 2013). Only bats of the Phyllostomidae and Mormoopidae families were parasitized by ticks. The species Artibeus planirostris and Carolia perspicillata were the most parasitized. A total of 409 larvae were collected and classified into three genera: Antricola (n = 1), Nothoaspis (n = 1) and Ornithodoros (n = 407). Four species were morphologically identified as Nothoaspis amazoniensis, Ornithodoros cavernicolous, Ornithodoros fonsecai, Ornithodoros hasei, and Ornithodoros marinkellei. Ornithodoros hasei was the most common tick associated with bats in the current study. The present study expand the distributional ranges of at least three soft ticks into the Caatinga biome, and highlight an unexpected richness of argasid ticks inhabiting this arid ecosystem.

Resumo Neste artigo, os autores relatam carrapatos parasitando morcegos da Serra das Almas Reserva Natural (RPPN), localizada no município de Crateús, Estado do Ceará, no bioma semi-árido da Caatinga no nordeste do Brasil. O estudo foi realizado durante nove noites, na estação seca (julho de 2012) e 10 noites, na estação chuvosa (fevereiro de 2013). Apenas morcegos das famílias Phyllostomidae e Mormoopidae estavam parasitados por carrapatos. As espécies Artibeus planirostris e Carolia perspicillata foram as mais parasitadas. Um total de 409 larvas foram coletadas e classificadas em três gêneros: Antricola (n = 1), Nothoaspis (n = 1) e Ornithodoros (n = 407). Quatro espécies foram identificadas morfologicamente como Nothoaspis amazoniensis, Ornithodoros cavernicolous, Ornithodoros fonsecai, Ornithodoros hasei e Ornithodoros marinkellei. Ornithodoros hasei foi a espécie de carrapato mais comum associada com morcegos no presente estudo. O presente estudo expande a distribuição de, pelo menos, três espécies de argasideos para o bioma Caatinga, e destaca a inesperada riqueza de espécies habitando este árido ecossistema.
Descritores: Carrapatos/classificação
Quirópteros/parasitologia
-Brasil
Ecossistema
Argasidae
Ornithodoros
Limites: Animais
Responsável: NI15.1 - CEDOC - Centro de Documentación e Información


  7 / 259 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Labruna, Marcelo Bahia
Texto completo
Id: lil-795076
Autor: Flores, Fernando Sebastián; Costa, Francisco Borges; Nava, Santiago; Diaz, Luiz Adrián; Labruna, Marcelo Bahia.
Título: Rickettsial infection in ticks infesting wild birds from two eco-regions of Argentina / Infecção por riquétsias em carrapatos de aves silvestres em duas ecorregiões da Argentina
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(3):378-382, July-Sept. 2016. tab.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP; . CONICET.
Resumo: Abstract Several tick-borne Rickettsia species are recognized human pathogens in Argentina. Here we evaluated rickettsial infection in ticks collected on passerine birds during 2011-2012 in two eco-regions of Argentina. The ticks were processed by molecular analysis through polymerase chain reaction (PCR) detection and DNA sequencing of fragments of two rickettsial genes, gltA and ompA. A total of 594 tick specimens (532 larvae and 62 nymphs), representing at least 4 species (Amblyomma tigrinum, Ixodes pararicinus, Haemaphysalis juxtakochi, Haemaphysalis leporispalustris), were evaluated. At least one A. tigrinum larva, collected on Coryphospingus cucullatus in Chaco Seco, was infected with Rickettsia parkeri, whereas at least 12 larvae and 1 nymph of I. pararicinus, collected from Troglodytes aedon, Turdus amaurochalinus, Turdus rufiventris, C. cucullatus and Zonotrichia capensis, were infected with an undescribed Rickettsia agent, genetically related to several rickettsial endosymbionts of ticks of the Ixodes ricinus complex. R. parkeri is a recognized human pathogen in several American countries including Argentina, where a recent study incriminated A. tigrinum as the potential vector of R. parkeri to humans. Birds could play an important role in dispersing R. parkeri-infected A. tigrinum ticks. Additionally, we report for the first time a rickettsial agent infecting I. pararicinus ticks.

Resumo Algumas espécies de Rickettsia transmitidas por carrapatos são reconhecidos como patógenos humanos na Argentina. Este presente trabalho avaliou a infecção por Rickettsia em carrapatos coletados em aves passeriformes, durante 2011-2012, em duas ecorregiões da Argentina. Os carrapatos foram processados pela reação em cadeia da polimerase (PCR) e sequenciamento de DNA de dois genes de Rickettsia: gltA e ompA. Ao todo, 594 amostras de carrapatos (532 larvas e 62 ninfas), representando pelo menos 4 espécies (Amblyomma tigrinum, Ixodes pararicinus, Haemaphysalis juxtakochi, Haemaphysalis leporispalustris), foram avaliadas. Pelo menos uma larva de A. tigrinum, coletada de Coryphospingus cucullatus no Chaco Seco, estava infectada com Rickettsia parkeri, enquanto pelo menos 12 larvas e 1 ninfa de I. pararicinus, coletadas de Troglodytes aedon, Turdus amaurochalinus, Turdus rufiventris, C. cucullatus e Zonotrichia capensis estavam infectadas com Rickettsia sp., geneticamente relacionada a vários endossimbiontes riquetsiais de carrapatos do complexo Ixodes ricinus. R. parkeri é reconhecidamente um patógeno humano em alguns países americanos, incluindo a Argentina, onde um estudo recente incriminou A. tigrinum como um provável vetor. Aves poderiam desempenhar um papel importante na dispersão de carrapatos A. tigrinum infectados por R. parkeri. Em adição, relata-se pela primeira vez a infecção por Rickettsia em I. pararicinus.
Descritores: Rickettsia/isolamento & purificação
Carrapatos/microbiologia
Aves/parasitologia
-Argentina
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 259 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Aguiar, Daniel Moura de
Yoshinari, Natalino Hajime
Matushima, Eliana Reiko
Labruna, Marcelo Bahia
Texto completo
Id: lil-795082
Autor: Melo, Andréia Lima Tomé; Aguiar, Daniel Moura de; Spolidorio, Mariana Granziera; Yoshinari, Natalino Hajime; Matushima, Eliana Reiko; Labruna, Marcelo Bahia; Horta, Mauricio Claudio.
Título: Serological evidence of exposure to tick-borne agents in opossums (Didelphis spp. ) in the state of São Paulo, Brazil / Evidência sorológica de exposição a agentes transmitidos por carrapatos em gambás (Didelphis spp. ) no estado de São Paulo, Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(3):348-352, July-Sept. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract This work involved a serological investigation of tick-borne pathogens in opossums in eight municipalities of the state of São Paulo, Brazil. Serum samples from 109 opossums (91 Didelphis aurita and 18 Didelphis albiventris) were tested to detect antibodies to Rickettsia rickettsii (Taiaçu strain, 1:64 cut-off) and Ehrlichia canis (São Paulo strain, 1:40 cut-off), by indirect immunofluorescence assay (IFA); and against Borrelia burgdorferi (strain G39/40) by enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA). The presence of antibodies to anti-R. rickettsii, anti-E. canis and anti-B. burgdorferi was detected in 32 (29.35%), 16 (14.67%) and 30 (27.52%) opossums, respectively. Opossum endpoint titers ranged from 64 to 1,024 for R. rickettsii, from 40 to 160 for E. canis, and from 400 to >51,200 for B. burgdorferi. These serological results suggest that opossums have been exposed to Rickettsia spp., Ehrlichia spp., and B. burgdorferi-related agents in the state of São Paulo. Our study underscores the need for further research about these agents in this study area, in view of the occurrence of Spotted Fever and Baggio-Yoshinari Syndrome disease in humans in the state of São Paulo, Brazil.

Resumo O presente estudo investigou evidência sorológica de agentes transmitidos por carrapatos em gambás em oito municípios do Estado de São Paulo, Brasil. Amostras de soro de 109 gambás (91 Didelphis aurita e 18 Didelphis albiventris) foram testadas para detecção de anticorpos contra Rickettsia rickettsii (cepa Taiaçu, ponto de corte 1:64) Ehrlichia canis (cepa São Paulo, ponto de corte 1:40), pela reação de imunofluorescência indireta (RIFI); e contra Borrelia burgdorferi (cepa G39/40) pelo teste imunoenzimático (ELISA). A presença de anticorpos anti-R. rickettsii, anti-E. canis e anti-B. burgdorferi foi detectada em 32 (29,35%), 16 (14,67%) e 30 (27,52%) gambás, respectivamente. Os títulos finais variaram de 64 a 1.024 para R. rickettsii, de 40 a 160 para E. canis, e de 400 a >51.200 para B. burgdorferi. Esses resultados sugerem que os gambás foram expostos a agentes relacionados à Rickettsia spp., Ehrlichia spp., e B. burgdorferi no Estado de São Paulo. Neste estudo salienta a necessidade de novas pesquisas sobre esses agentes nessas áreas de trabalho, devido à ocorrência da Febre Maculosa e da Síndrome Baggio-Yoshinari em humanos no Estado de São Paulo, Brasil.
Descritores: Doenças dos Roedores/microbiologia
Doenças dos Roedores/epidemiologia
Didelphis/microbiologia
Anticorpos Antibacterianos/sangue
-Doenças dos Roedores/diagnóstico
Carrapatos
Infecções Bacterianas/diagnóstico
Infecções Bacterianas/epidemiologia
Brasil
Didelphis/imunologia
Didelphis/sangue
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 259 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Labruna, Marcelo Bahia
Texto completo
Id: biblio-1042454
Autor: Gonzalez, Irys Hany Lima; Labruna, Marcelo Bahia; Chagas, Carolina Romeiro Fernandes; Salgado, Paula Andrea Borges; Monticelli, Cauê; Morais, Luan Henrique; Moraes, Amanda Alves de; Antunes, Thatiane Cristina; Ramos, Patrícia Locosque; Martins, Thiago Fernandes.
Título: Ticks infesting captive and free-roaming wild animal species at the São Paulo Zoo, São Paulo, Brazil / Carrapatos infestando espécies de animais silvestres cativas e de vida livre no Zoológico de São Paulo, São Paulo, Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;26(4):496-499, Oct.-Dec. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Ticks are ectoparasites of worldwide distribution that affect vertebrates and can transmit pathogens to animals and humans. The Zoological Park Foundation of São Paulo (FPZSP) is located in a Conservation Unit in one of the most important remaining fragments of the Atlantic Rainforest biome in the suburbs of São Paulo, Brazil. The FPZSP houses more than 3,000 wild animals on exhibit, in breeding programs and in environmental education programs, and also attracts migratory birds and free-roaming wildlife. This study focused on identifying the diversity of tick species that infest captive and free-roaming animals at the FPZSP. The collection of ticks kept at the FPZSP contains 523 specimens that were collected from different host species between 1990 and 2017. Ten tick species were found. In addition, Amblyomma aureolatum (Pallas) was found on stray cats living in the Atlantic forest fragment in the FPZSP. This study reveals a low occurrence of parasitism in captive animals and a high diversity of tick species collected from hosts in this Atlantic forest fragment, contributing information about host-parasite relationships and potential vectors of zoonotic diseases, since the vectors of Brazilian spotted fever, A. aureolatum and Amblyomma sculptum Berlese, were found in some hosts.

Resumo Os carrapatos são ectoparasitas da classe Arachnida, conhecidos como importantes vetores de agentes infecciosos para animais e humanos. A Fundação Parque Zoológico de São Paulo (FPZSP) localizada em uma Unidade de Conservação do bioma Mata Atlântica e inserida na cidade de São Paulo, mantém mais de 3.000 animais selvagens cativos, abrigando ainda diversas espécies silvestres nativas da Mata Atlântica. Devido à importância do conhecimento dos carrapatos que parasitam a fauna selvagem, o objetivo deste trabalho foi identificar a coleção de carrapatos da FPZSP e analisar a diversidade desses parasitas em animais cativos e de vida livre. O acervo de carrapatos mantidos pela FPZSP contém 523 exemplares que foram coletados de diferentes espécies hospedeiras, desde 1990 até 2017. Dez espécies de carrapatos foram encontradas. Além dos animais silvestres, foram encontrados Amblyomma aureolatum (Pallas) em gatos domésticos errantes que circulam nas áreas da FPZSP. Este trabalho demonstra a baixa ocorrência de parasitismo em animais cativos e a alta diversidade de carrapatos nos hospedeiros deste fragmento de Mata Atlântica, contribuindo com informações sobre a relação parasita-hospedeiro e potenciais vetores de doenças zoonóticas, já que os vetores da Febre Maculosa Brasileira A. aureolatum e Amblyomma sculptum Berlese, foram encontrados em alguns hospedeiros.
Descritores: Infestações por Carrapato/veterinária
Animais Selvagens/parasitologia
Animais de Zoológico/parasitologia
-Carrapatos/classificação
Brasil
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 259 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1042474
Autor: Luz, Hermes Ribeiro; Costa Neto, Sócrates Fraga da; Weksler, Marcelo; Gentile, Rosana; Faccini, João Luiz Horacio.
Título: Ticks parasitizing wild mammals in Atlantic Forest areas in the state of Rio de Janeiro, Brazil / Carrapatos parasitando mamíferos silvestres em áreas da Floresta Atlântica no estado do Rio de Janeiro, Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;27(3):409-414, July-Sept. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Mammals captured in the Serra dos Órgãos National Park (PARNASO) and the Pedra Branca State Park (PBSP) between 2012 and 2015 were examined for the presence of ticks. In total, 140 mammals were examined, and 34 specimens were found to be parasitized by ticks. Didelphis aurita, Akodon montensis and Oligoryzomys nigripes were the species most parasitized. From these specimens, 146 ticks were collected, including 10 larvae. The ticks belonged to eight species: one in the genus Ixodes and seven in the genus Amblyomma. This study reports new associations of ticks and wild mammals in Brazil.

Resumo Mamíferos capturados no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (PARNASO) e no Parque Estadual Pedra Branca (PBSP) entre 2012 e 2015 foram examinados quanto à presença de carrapatos. No total, 140 mamíferos foram examinados, e 34 espécimes foram parasitados por carrapatos. Didelphis aurita, Akodon montensis e Oligoryzomys nigripes foram as espécies mais parasitadas. A partir desses espécimes, 146 carrapatos foram coletados, incluindo 10 larvas. Os carrapatos pertenciam a oito espécies: uma no gênero Ixodes e sete no gênero Amblyomma. Este estudo relata novas associações de carrapatos e mamíferos silvestres no Brasil.
Descritores: Infestações por Carrapato/veterinária
Carrapatos/classificação
Animais Selvagens/parasitologia
Mamíferos/parasitologia
-Infestações por Carrapato/parasitologia
Infestações por Carrapato/epidemiologia
Brasil/epidemiologia
Florestas
Prevalência
Interações Hospedeiro-Parasita
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 26 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde